Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: investimento (Pagina 3)

Tag Archives: investimento

Grupo Bricotir investe em Mangualde

24 mang tir    O Grupo Bricotir, empresa de destaque na área do transporte, abriu unidade em Mangualde. Com um investimento de cerca de um milhão de euros, e uma frota de meia centena de camiões, criou quarenta postos de trabalho diretos. O grupo empresarial é composto pela Bricotir Transportes, a Bricotir Imobiliária e a Britadão.

A inauguração do espaço contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo.

Para o autarca, ‘este investimento vai trazer valor acrescentado à economia local e regional. Os territórios do interior só se conseguem valorizar e ser competitivos se tiverem emprego. Porque só desta forma se seguram as pessoas nesta zona e se promove o futuro’. João Azevedo reforça ‘o trabalho feito pela autarquia para a captação e apoio de novas empresas, um trabalho levado a cabo dia a dia para resolver e procurar soluções para as empresas que se querem instalar em Mangualde, da qual é exemplo a futura zona industrial, junto à A25’.

Por:Mun.Mangualde

 

Tecido empresarial partilhou experiências para dinamizar e investir em Mangualde

mangO auditório da Câmara Municipal de Mangualde acolheu, esta quinta-feira, o seminário “Dinamizar e Investir Mangualde”. A iniciativa organizada pelo CIDEM, Centro de Inovação e Dinamização Empresarial de Mangualde, contou com a participação da Associação Empresarial de Mangualde (AEM), da Associação Industrial da Região de Viseu (AIRV), da Associação Industrial do Distrito de Aveiro (AIDA) e da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP Portugal Global).

O Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, abriu a sessão de trabalhos, onde anunciou que ‘está a ser preparado um projeto de uma nova área de localização empresarial, junto à autoestrada A25, para que os empresários que procuram o concelho tenham mais e melhor oferta’. ‘Queremos aproveitar o quadro comunitário para lançar um novo projeto, que é ambicioso, mas que temos a convicção de que vai ser concretizável no futuro’ salientou. Acrescentado, ‘temos uma série de bolsas industriais muito juntas dos eixos de comunicação que permitem que sejamos competitivos’. O autarca considera que ‘o país vai ter que definir claramente quais são as zonas de intervenção nesta matéria. E Mangualde, pelas razões todas que são conhecidas, será um dos locais mais importantes no desenvolvimento empresarial da região Centro’.

ENCONTRO CONTOU COM A PARTICIPAÇÃO VALIOSA DE ASSOCIAÇÕES EMPRESARIAIS E INSTITUIÇÕES PÚBLICAS

Seguiu-se uma breve apresentação do CIDEM, pelo Vereador da Câmara Municipal de Mangualde, João Lopes, e a apresentação ‘Internacionalização das Empresas – rede e serviços de apoio ao Investimento’ com as intervenções de Maria João Gomes e João Pedro Alves, AICEP Portugal Global. O tema ‘Qualificação de PME – Apresentação do Projeto de Formação-Ação QI PME 2020’, foi abordado por José Ribeiro, da Associação Empresarial de Mangualde. Seguiu-se a intervenção de Francisca Peixoto, da Associação Industrial da Região de Viseu, ‘Apoiar as Empresas da Região’, e a intervenção de Carla Vieira, da Associação Industrial do Distrito de Aveiro, ‘Apoiar as PME no processo de internacionalização’. A sessão encerrou com a apresentação do Vereador da Câmara Municipal de Mangualde, João Lopes, que falou de ‘Competitividade do território – exemplos de boas práticas’.

O CIDEM arrancou o ciclo de seminários de 2016 com este encontro “Dinamizar e Investir Mangualde”. Mangualde tem um rico e diversificado tecido empresarial, com uma presença expressiva em mercados internacionais. Este encontro, com a participação valiosa de Associações Empresariais e Instituições Públicas, visava trazer conhecimentos e experiências em missões empresariais que podem facilitar a tarefa de procura e desenvolvimento de oportunidades de negócio, individualmente ou em parceria com outras empresas, nacionais ou internacionais, permitindo alargar possibilidades.

Por:Mun.Mangualde

 

 

Regeneração Urbana em Tibaldinho, Alcafache

INVESTIMENTO DE CERCA DE 85 MIL EUROS NA REQUALIFICAÇÃO DO ATRAVESSAMENTO URBANO DA POVOAÇÃO

unnamedA Câmara Municipal de Mangualde iniciou as obras de requalificação do principal atravessamento urbano da povoação de Tibaldinho, Alcafache. Este investimento, de aproximadamente 85 mil euros, vem assim responder à necessidade de reduzir a velocidade do tráfego de passagem e de melhorar as condições de conforto e condições de segurança de todos os utentes da via. João Azevedo, Presidente da autarquia, explica que «este trata-se de um importante investimento naquilo que consideramos ser um dos desígnios dos próximos anos na estratégia de desenvolvimento do concelho: regeneração urbana para o melhoramento das condições de conforto e segurança dos mangualdenses».

As obras de requalificação vão privilegiar o nivelamento das circulações pedonais e rodoviárias, demarcando-as pela aplicação de diferentes texturas de materiais, limitando a faixa de rodagem à largura de 4.00 m, obrigando a adoção de comportamentos de “cortesia” no cruzamento de viaturas, sendo que a zona destinada à circulação pedonal poderá ser utilizada para mitigar a escassez de largura no caso de cruzamento com viaturas de dimensões superiores, no caso particular dos pesados de passageiros.

 TRÂNSITO CONDICIONADO: VIAS ALTERNATIVAS SINALIZADAS

A execução da obra tem uma duração prevista de 90 dias e condicionará o trânsito na zona, que será efetuado por vias alternativas, devidamente sinalizadas. A autarquia agradece a compreensão de todos.

Por:Mun.Mangualde

Grande investimento do Grupo Antolin em Mangualde

MAIS 55 NOVOS POSTOS DE TRABALHO EM MANGUALDE

1psaO Grupo Antolin vai investir em Mangualde e com isso criar aproximadamente 55 novos postos de trabalho. O investimento rondará os 4 milhões de euros e resultará numa unidade de produção industrial com o objetivo de produzir interiores de automóveis. Representantes do grupo espanhol estiveram hoje em Mangualde para firmar a aquisição dos terrenos onde será construída a nova unidade industrial.

 São cerca de 14.000m2 de terrenos, junto à PSA Citroën de Mangualde, que vão começar a ver nascer a nova unidade que servirá de apoio à construção de interiores de automóveis para o novo modelo k9 que será produzido pela PSA Citroën de Mangualde a partir de 2018.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde “trata-se de mais uma excelente notícia para Mangualde e para a região, uma vez que representa um investimento de um grande grupo empresarial que criará mais emprego e valor acrescentado para o tecido económico local”. E acrescenta que “o investimento do grupo Antolin vem reforçar a estratégia do município conjuntamente com a PSA Citroën de Mangualde, na criação do cluster automóvel em Mangualde, sendo este investimento um exemplo para outros que poderão surgir no futuro próximo para tornar o setor da indústria automóvel como uma referência empresarial no concelho e na região.” O autarca afirma ainda que “Mangualde tem sido fortemente procurado por investidores nacionais e estrangeiros o que consubstancia a forte referência geostratégica do concelho e atratividade que o mesmo tem nomeadamente pela localização geográfica, acessibilidades viárias e ferrovia.”

 O grupo Antolin é um dos principais produtores mundiais de interiores para automóveis e emprega atualmente cerca 28 000 pessoas, em cerca de 160 unidades industriais espalhadas por 26 países, com um volume de faturação anual superior a 4 mil milhões de euros.

Mun.Mangualde

 

Município de Penalva do Castelo instala primeira Estação de Tratamento de Água

A Câmara Municipal de Penalva do Castelo colocou
recentemente em funcionamento a primeira Estação de Tratamento de Água (ETA) do
concelho.
O equipamento foi instalado no terreno integrante do
depósito de águas (R1) existente na estrada para os Amiais, junto à ponte de
Santa Clara, onde já existia uma captação de água, do rio Dão.

A ETA permite o tratamento completo de cerca de 80m3
de água por hora.
O Custo desta obra está calculada em cerca de 82
000,00 euros, acrescidos do IVA.
A qualidade da água é uma preocupação constante do
executivo da Câmara Municipal e constituía uma reivindicação de algumas décadas
da população, principalmente a residente no setor nascente do concelho.
Este investimento vai melhorar substancialmente a
distribuição de água do consumo doméstico no concelho, ao mesmo tempo que
beneficia o ambiente.
Por:Mun.Penalva do Castelo

Sessão de esclarecimento na Coceba em Celorico da Beira

  Vai ter lugar, uma Sessão de Esclarecimento para Pequenos Investimentos na Exploração
Agrícola para projetos até 25 mil euros. Decorre já esta sexta-feira, 19 de Junho, às 10
horas nas instalações da Coceba – Cooperativa Agro-Pecuária de Celorico da Beira.

  Estes apoios têm como objetivo principal, melhorar as condições de vida, de
trabalho e de produção dos agricultores e contribuir para o processo de
modernização e capacitação das empresas do setor agrícola e da
transformação e comercialização de produtos agrícolas.

Por Coceba-Celorico da Beira

Presidente das Estradas de Portugal anuncia 5, 5 milhões para IC7/EN 17

  O presidente do Conselho de Administração da Estradas de Portugal e
REFER anunciou ontem que o distrito da Guarda vai receber nos próximos
cinco anos um investimento de 10,6 milhões de euros em 18 obras de
beneficiação e manutenção da rede viária. António Ramalho, que inaugurou
na Guarda as primeiras instalações a nível nacional que agregam num
único edifício os serviços regionais das duas empresas, apontou que duas
das intervenções, num investimento total previsto de 5,5 milhões de
euros, visam obras de requalificação dos 50 quilómetros do IC7/EN17 que
servem diretamente os concelhos de Seia, Gouveia e Celorico da Beira.

António
Ramalho negou ainda a intenção de construir na Serra da Estrela, pelo
menos para já, os túneis, a ligar os concelhos da Covilhã e de Seia e
Gouveia, que os autarcas da região têm reivindicado.
“Só em
investimento estávamos a falar de mil milhões de euros e, acho, que em
Portugal temos outras prioridades”, explicou António Ramalho, que falava
durante uma visita ao Centro de Limpeza de Neve, localizado nos
Piornos, na Serra da Estrela, adiantando ainda que a obra não está
contemplada plano de investimentos daquela empresa pública. “No quadro
do plano a cinco anos, que está aprovado e divulgado, não está esse tipo
de investimento e, portanto, isso significa que, basicamente, não
devemos estar a pensar no investimento que não vamos realizar”,
sublinhou.
Fonte:CBS

Interior capta quase metade dos seis mil milhões para infraestruturas


fonte: Jornal de Notícias

Quase metade dos 6067 milhões de euros previstos
para investimentos em infraestruturas de transportes no período
2014-2020 destina-se ao desenvolvimento do interior, segundo o Plano
Estratégico de Transportes e Infraestruturas 3+, divulgado esta
terça-feira.

No documento, divulgado no Portal do Governo e cujas linhas gerais
foram apresentadas na semana passada pelo ministro da Economia, são
estabelecidos seis eixos de desenvolvimento prioritários para o período
2014-2020: corredor da fachada atlântica, corredor internacional norte,
corredor internacional sul, corredor do Algarve, corredor do interior e
transportes públicos de passageiros.

Fonte: http://www.publico.pt/economia/noticia/pires-de-lima-diz-que-salarios-baixos-nao-devem-ser-um-factor-competitivo-1623471

O volume global de investimento associado aos 59 “projetos
prioritários ascende a 6067 milhões de euros, sendo a maior percentagem
em benefício do desenvolvimento do interior, com um total de 2746
milhões de euros (45% do total e quase dois terços do esforço direto do
Orçamento de Estado)”, lê-se no plano.

O financiamento dos projetos será feito com recurso a verbas
comunitárias (2828 milhões de euros, que correspondem a 47% do total), a
financiamento privado (1880 milhões de euros, 31% do total) e à
contrapartida pública nacional (1359 milhões de euros, 22% do total).

Por setores, a maior fatia do investimento vai para o ferroviário,
com 2639 milhões de euros (43% do total), seguindo-se o
marítimo-portuário (com 25% do total), como já tinha anunciado o
ministro da Economia. Nota para o facto de os 241 milhões de euros
previstos para o setor aéreo e aeroportuário serem integralmente
financiados através de fundos privados.

No Plano Estratégico de Transportes e Infraestruturas 3+, o Governo
definiu metas que deverão ser atingidas com a concretização dos 59
projetos previstos, entre os quais um aumento de 25% do número de
passageiros movimentados nos aeroportos nacionais e um crescimento de
50% do número de turistas de cruzeiros que façam escala nos portos
nacionais.

O Governo apontou também como meta um crescimento de 40% do número de
toneladas/quilómetro transportadas na ferrovia e a duplicação das
mercadorias movimentadas nos principais portos portugueses.

No documento, o executivo salienta, contudo, que “a mobilização das
várias modalidades de financiamento comunitário não é isenta de riscos”,
uma vez que depende do “cumprimento dos requisitos de elegibilidade
previstos nos respetivos regulamentos, bem como de aceitação e aprovação
por parte da Comissão Europeia”.

O Governo refere ainda que a concretização deste plano estratégico
“implica um significativo esforço de investimento para o Orçamento do
Estado e entidades do Setor Público Empresarial” e que o “esforço de
consolidação orçamental e de correção dos desequilíbrios financeiros do
Estado” vai manter-se durante a concretização do plano, “pelo que não
poderão ser negligenciados os riscos relativos à disponibilidade
financeira do Estado para assegurar a totalidade da contrapartida
nacional exigível à execução do conjunto de investimentos” apresentados
no documento.