Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: Junta de Freguesia da União de Freguesias de Juncais

Tag Archives: Junta de Freguesia da União de Freguesias de Juncais

Spring Burros Fest é uma animação

IMG_0462   No passado dia 12 de junho decorreu na localidade de Vila Ruiva, inserida na União de Freguesias de Juncais, Vila Soeiro e Vila Ruiva, mais uma edição

Face a isso, foi notória a presença de alguns quadrúpedes, após a  concentração, seguiu-se o  desfile que teve lugar,  nas imediações do Inatel, local onde estavam expostos doze imagens de burros em madeira de diversas cores que tinham um significado especial, seguiu-se, a respetiva consulta veterinária para verificar o tratamento doIMG_0467 pêlo e cascos.

O almoço Solidário cujos os fundos reverteram para os Soldados da Paz de Fornos de Algodres, foi um bom momento de convívio entre todas as pessoas presentes.

Pela tarde teve lugar uma peça de teatro, pelo grupo de Teatro Peripécia com o tema ” FARDO”, pelo meio houve momento musicais com concertinaIMG_0476s e gaitas.

Neste local encontraram-se alguns produtores locais que desta forma foram comercializando alguns produtos endógenos desta região serrana.

Por:António PachecoIMG_0529

Fotos : AM

Exposição intitulada “Levantamento do Património Vegetal Cultivado nas Terras D’Além Mondego”, no CIHAFA

1encontro seO CIHAFA (Centro de Interpretação Histórica e Arqueológica de Fornos de Algodres), na sua programação de exposições temporárias, apresenta uma exposição intitulada “Levantamento do Património Vegetal Cultivado nas Terras D’Além Mondego”, de 05 de dezembro de 2015 a 09 de janeiro de 2016, que poderá ser visitada todos os dias entre as 10h00 – 13h00 e as 14h00 – 17h00.
Numa parceria entre a Junta de Freguesia da União de Freguesias de Juncais, Vila Ruiva e Vila Soeiro do Chão e a Associação Colher para Semear, (Rede Portuguesa de Variedades Tradicionais), nasceu este trabalho de recolha do património vegetal cultivado nas Terras D’Além Mondego.
“A perda da biodiversidade agrícola, em todo o mundo, é da ordem dos 75%, segundo estudo da FAO em
1984. A situação portuguesa contribui certamente para este panorama, tendo em conta o número de variedades desaparecidas nas últimas décadas das nossas hortas e pomares. Poderemos apontar várias
razões para esta situação. A generalização do uso de sementes híbridas na agricultura contribui para aumentar a pobreza varietal e também para a dependência dos agricultores”.

Por:CIHAFA