Início » Tag Archives: livros

Tag Archives: livros

Saiba como fazer as compras dos materiais escolares

Quase no fim das férias, chegou a altura do ano em que pais e filhos começam a preparar entusiasticamente o regresso dos mais novos à escola, e com isso, novas despesas surgem no orçamento das famílias: manuais e material escolares são, muitas vezes, uma fatia significativa dos gastos familiares neste período do ano.
A verdade é que com a inflação presente no nosso dia a dia, este ano será ainda mais desafiante para os encarregados de educação que querem que os filhos entrem no novo ano letivo com o pé direito, o que nos leva a repensar como podemos rentabilizar estas despesas.
Já deu por si a pensar na razão pela qual compra cadernos novos todos os anos, ou porque não aproveita os livros escolares antigos do seu filho para o filho de um casal amigo? Pois é, existem muitas formas de podermos dar início ao novo ano letivo dos nossos filhos sem um grande peso para a nossa carteira. Como? O segredo está em poupar nas despesas e aproveitar o que já tem para novas utilizações. Para o/a ajudar neste processo, o UNIBANCO traz-lhe algumas dicas úteis já para implementar este ano:
1. Defina um orçamento.
O primeiro passo será sempre listar tanto o conjunto de despesas que prevê ter neste regresso às aulas, quanto o dinheiro que está disposto a gastar neste regresso às aulas, de forma a ter uma melhor perceção do impacto destas despesas na sua carteira. Se já não é um estreante nestas andanças, ser-lhe-á mais fácil, porque já tem noção do que precisa de gastar. Contudo, se for a sua primeira vez, o melhor será fazer esse planeamento com alguns meses de antecedência, para garantir que tem o dinheiro de que precisa na altura certa.
2. Compre online.
Hoje em dia, são várias as lojas, cadeias de hipermercados e plataformas de e-commerce que aproveitam este período do ano para lançar campanhas promocionais em artigos escolares, manuais, tecnologia, entre outros bens que os pais não prescindem de comprar no regresso às aulas. Muitas destas promoções chegam a apresentar descontos exclusivos para clientes online, o que torna ainda mais vantajosa esta modalidade. Nesse sentido, esteja atento às oportunidades que surgirem para salvar algum dinheiro na sua carteira. Mas atenção! Opte por efetuar estas compras com antecedência, de forma a garantir que as suas encomendas chegam atempadamente.
3. Não se esqueça da fatura.
Outra dica fundamental prende-se com a declaração das despesas em educação e formação dos seus filhos no IRS. Quer na aquisição do material e manuais escolares, na alimentação em refeitório escolar, no pagamento de propinas, ou no arrendamento de quartos e casas para um filho que estude fora da sua localidade de residência, solicitar fatura com NIF irá permitir uma maior poupança no IRS a declarar no ano seguinte. Atualmente, em educação é possível deduzir em IRS 30% das despesas, até um máximo de €800.
4. Ceda os manuais escolares do ano letivo anterior a quem necessitar.
Uma forma simples de ajudarmos familiares, amigos a poupar nas despesas escolares passa por emprestar a estas pessoas os manuais escolares utilizados pelo seu filho no ano letivo passado, sempre que estes frequentem o mesmo estabelecimento de ensino ou utilizem os mesmos manuais. Mas sabia que também pode poupar nesta despesa?! Pois é, atualmente o Ministério da Educação tem em curso o programa MEGA, que disponibiliza manuais escolares gratuitos reutilizados a crianças e jovens que frequentem escolas públicas e estabelecimentos de ensino particular e cooperativo.
5. Junte os mais novos e crie o seu próprio material escolar.
Se há coisa que o confinamento nos veio ensinar, é que existe uma veia criativa em cada um de nós. E porque não aproveitá-la para criar com os seus filhos peças escolares à medida do seu gosto?! Basta fazer uma rápida pesquisa na internet para encontrar um conjunto de tutoriais simples para conceber, por exemplos, estojos artesanais, cadernos personalizados, marcadores de livros, entre outros. O segredo é divertir-se. Em paralelo, poupar passa também por reaproveitar o material não utilizado no ano letivo anterior.
6. Sugira ao seu filho comer no refeitório escolar (ou a levar almoço).
Cada vez mais as famílias se mostram preocupadas com a correta alimentação em casa, e nada melhor do que estender esta realidade ao contexto escolar. Nesse sentido, as refeições escolares disponibilizadas nas cantinas das escolas são hoje uma excelente opção para que as crianças e jovens possam manter uma dieta equilibrada e nutritiva – com base no padrão alimentar mediterrânico – para além de ser uma alternativa muito mais em conta.
7. Incentive o uso de transportes públicos.
Quer seja nos grandes centros urbanos, ou nas regiões com menor densidade populacional, a oferta de transportes públicos apresenta-se como uma alternativa mais económica e sustentável para o percurso casa-escola, escola-casa dos mais novos. Em muitos municípios, os passes mensais para a utilização de transportes públicos são gratuitos para crianças e jovens – e, quando não o são, apresentam algum desconto. Desta forma, não descure esta possibilidade do seu filho ganhar mais autonomia e de até socializar com os colegas, podendo combinar deslocarem-se em conjunto até à escola.
8. Desafie o seu filho a experimentar a oferta extracurricular da sua escola.
De modo a reduzir a despesa que as atividades de tempos livres dos filhos podem representar para o seu orçamento familiar, procure conhecer a oferta de atividades extracurriculares que a escola disponibiliza. Desde música, teatro até às atividades desportivas, com certeza irá encontrar uma opção que faça “fit” com os gostos dos mais novos.
9. Ajude o seu filho a poupar desde pequeno.
Para além de todas as dicas acima apresentadas, importa também despender de um pouco do seu tempo para ensinar alguns conhecimentos financeiros base aos seus filhos. Já se dizia que é “desde pequenino que se torce o pepino”, e por isso mesmo deve começar desde cedo a explicar às crianças para que serve o dinheiro, qual a importância de poupar, e como devem gerir as suas despesas do dia a dia. Já para os mais velhos, o assunto é mais sério, e por isso poderá começar a incutir tópicos como os impostos, os tipos de investimento, etc.
10. Ofereça um cartão de pagamentos pré-pago.
Dentro desse processo educativo, um dos passos poderá ser a oferta de um cartão de pagamentos pré-pago (ou, uma vez que as novas gerações são mais tech-friendly, a disponibilização de uma app de pagamentos que tenha associado um cartão pré-pago). Ao fazê-lo, poderá carregar este cartão com a sua mesada, permitindo ao seu filho, através da aplicação, começar a ter autonomia e consciência da gestão do seu próprio dinheiro.

Guarda-Investimento de 125 mil euros em livros de fichas e restante material escolar

O Município da Guarda vai entregar vales às famílias para aquisição de livros de fichas para os alunos que frequentam o 1.º Ciclo do Ensino Básico no Concelho da Guarda.
No entanto, o atual Executivo Municipal considera fundamental a autarquia promover a igualdade no acesso ao ensino e minimizar os encargos financeiros das famílias com a Educação, contribuindo para o princípio do elevador social.
Estas ajudas refletem-se em duas vertentes: – na aquisição dos livros suplementares (fichas), abrangendo todos os alunos do 1.º Ciclo matriculados nas escolas do Concelho do Ensino Público e Particular e todos os alunos que frequentam os restantes ciclos (do 5.º ao 12.º ano) que sejam identificados pelos Agrupamentos de Escolas como incluídos nos Escalões A e B do Abono de Família.
Para este efeito, não é necessário fazer qualquer inscrição na Câmara; e no apoio para a aquisição de materiais escolares aos alunos dos escalões A e B da ação social escolar que efetuaram candidatura atempadamente (através da Câmara ou nos Agrupamentos de Escolas) e que correspondem, respetivamente, ao posicionamento nos 1º e 2º escalões do abono de família.
Com estas medidas, a Câmara Municipal da Guarda pretende contribuir para atenuar o peso da despesa escolar no orçamento das famílias do Concelho.
Os vales serão entregues no início de setembro em datas e locais oportunamente divulgados e poderão ser trocados nas papelarias e livrarias da cidade.
Um investimento de 125 mil euros, três vezes superior aos anos anteriores, colocando o Concelho da Guarda como um dos municípios da região que mais aposta na educação das suas crianças e jovens.

Plataforma «Livros ReLI» já disponivel

Encontra-se disponível a plataforma Livros ReLI, catálogo online das livrarias da Rede de Livrarias Independentes, que vem permitir a venda de livros online das livrarias independentes associadas da ReLI.

Esta plataforma é resultado de uma parceria entre o Ministério da Cultura, através da Biblioteca Nacional de Portugal e da Direção-Geral do Livros, dos Arquivos e das Bibliotecas, a Imprensa Nacional-Casa da Moeda e a ReLI, na sequência da assinatura, em setembro de 2020, de dois memorandos de entendimento no âmbito da promoção da língua e cultura portuguesas.

A criação desta plataforma insere-se no trabalho que o Ministério da Cultura tem vindo a desenvolver com diversas entidades de apoio ao setor do livro e das livrarias. Disponível em https://livros.reli.pt/, esta plataforma agrega informação sobre os catálogos de cada uma das livrarias participantes, permitindo aos utilizadores pesquisá-los em simultâneo, de acordo com vários critérios e proceder à respetiva encomenda.

Dada a diversidade das livrarias registadas na plataforma, é possível encontrar livros novos, usados, e ainda uma secção de livros raros. A plataforma conta atualmente com livros de 69 livrarias diferentes, e o seu catálogo está em crescimento. Caso não esteja disponível um título pretendido, pode ser solicitado às livrarias da ReLI, que responderão diretamente ao interessado.

Fonte:GP

Apresentação de livros na Biblioteca Municipal de Celorico da Beira

A Biblioteca Municipal de Celorico da Beira vai acolher  a apresentação dos livros “ Diáspora Sefardita de Famílias da Beira e Trás-os-Montes” de António Júlio Andrade e Maria Fernanda Guimarães e “Judeus Portugueses na América” de Carla Vieira ,no próximo dia 18 de dezembro, pelas 15H00.
A temática dos Cristãos Novos/Judeus de Celorico da Beira foi alvo de investigação conjunta por parte destes três autores, na obra “Na Rota dos Judeus de Celorico da Beira”, editada pelo Município de Celorico da Beira em 2015.

RIBBSE com16 Bibliotecas/ 16 Livros/ 16 Vídeos associa-se a Saramago

A Rede Intermunicipal de Bibliotecas das Beiras e Serra da Estrela (RIBBSE) associa-se ao Centenário do nascimento de José Saramago. A partir de 16 de novembro e ao longo de um ano as Bibliotecas da RIBBSE irão prestar homenagem ao Nobel da Literatura português. A sua vida e obra vão ser objeto de uma programação literária diversificada, ficando assim a conhecer melhor este ilustre escritor.
No dia 16 de novembro de 2021, a RIBBSE inicia a atividade 16 Bibliotecas | 16 Livros | 16 Vídeos tendo como objetivo a publicação, na página do Facebook da RIBBSE, todos os meses no dia 16, de um vídeo alusivo a uma das obras de José Saramago.

Mais de 1,2 milhões de vouchers já foram disponibilizados

Já foram disponibilizados mais de 1,2 milhões de vouchers para a aquisição de manuais escolares gratuitos, permitindo o seu levantamento nas livrarias aderentes, depois de garantida a antecipação do calendário de início de disponibilização de vouchers em uma semana.
Tal como nos anos anteriores, os vouchers vão sendo disponibilizados gradualmente, à medida que são constituídas as turmas e devidamente carregadas pelas escolas. Por essa razão, os encarregados de educação devem estar atentos à plataforma, visitando-a ao longo do tempo, sendo também avisados da disponibilização dos vouchers através de correio eletrónico.
Sublinha-se que para beneficiar de manuais escolares gratuitos, os encarregados de educação têm de registar-se na plataforma MEGA, em www.manuaisescolares.pt, ou através da app Edu Rede Escolar.
A partir de qualquer uma destas opções, terão acesso aos dados escolares dos seus educandos, aos respetivos vouchers para os manuais escolares, bem como à lista das livrarias aderentes, onde poderá ser feito o levantamento.
As livrarias, para fazerem parte do programa MEGA – Manuais Escolares GrAtuitos, devem inscrever-se na área reservada da plataforma.

Mangualde-“Livros Sobre Rodas” em ação

Todas as segundas, quartas e sextas-feiras, a carrinha da Junta de Freguesia estará num espaço das várias localidades da União das Freguesias para promover o empréstimo de livros.
Trata-se de “Livros Sobre Rodas” é um programa de cedência de livros aos fregueses da União das Freguesias de Mangualde Mesquitela e Cunha Alta – UFMMCA recuperando o modelo das Bibliotecas Itinerantes.
A cedência dos livros será feita mediante o preenchimento de uma ficha de empréstimo e todo o processo adoptará as medidas de segurança sanitárias recomendadas pela DGS.
O projeto “Livros Sobre Rodas” surge como uma medida de estímulo à leitura, numa organização conjunta da UFMMCA e da ACCIG com o apoio do IPDJ – Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P. e da Papelaria Adrião.

Biblioteca itinerante vai andar pelas Aldeias do Xisto

VIAGEM ao INTERIOR dos livros, das pessoas e do país

 

São sessões de leitura nas escolas, ao ar livre, no centro das aldeias, no meio da rua, onde houver público e vontade de ouvir uma história. A iniciativa é do jornalista e escritor João Ferreira de Oliveira, que abraçou o desafio de percorrer o Interior, durante um mês, ao volante de uma biblioteca itinerante, semelhante àquelas que a Fundação Calouste Gulbenkian usou entre 1958 e 2002 para levar histórias, aventuras e sonhos a todos os pontos do país. As Aldeias do Xisto acolheram e apoiaram este projeto desde o início e serão o primeiro destino da viagem.

Se em maio andar pelo interior do país e se cruzar com uma carrinha branca, com desenhos coloridos e identificada com os dizeres Biblioteca Itinerante e “VIAGEM ao INTERIOR dos livros, das pessoas e do país”aproxime-se e aproveite para ouvir uma história e levar um livro para depois a partilhar. A iniciativa é do jornalista e escritor João Ferreira de Oliveira, que abraçou o desafio de percorrer o interior, durante um mês, ao volante de uma biblioteca itinerante, semelhante àquelas que a Fundação Calouste Gulbenkian usou entre 1958 e 2002 para levar histórias, aventuras e sonhos a todos os pontos do país.

As Aldeias do Xisto, que acolheram esta iniciativa desde o início, são o primeiro destino desta viagem, que parte de Lisboa a 6 de maio. Até dia 10, haverá sessões de leitura nas escolas, ao ar livre, no centro das aldeias, no meio da rua. Enfim, onde houver público e vontade de ouvir e contar histórias.

Em Figueira, no concelho de Proença-a-Nova, João Ferreira de Oliveira vai conversar com o bibliotecário Nuno Marçal, da Biblioteca Municipal, e ainda conhecer a estreita ligação que os habitantes da aldeia desenvolvem em torno do tradicional forno a lenha comunitário. Em Sarzedas, no concelho de Castelo Branco, está prevista a visita à Escola Primária, assim como em Janeiro de Cima, no concelho do Fundão, onde se vai ainda desfrutar da leitura a bordo da barca, no rio Zêzere. Na Cerdeira, no concelho da Lousã, relembra-se a história de Kerstin Thomas, a alemã que aprendeu a falar português com os livros. Os Contos de Fajão e o Dark Sky Aldeias do Xisto servem de mote para a visita a Fajão, no concelho da Pampilhosa da Serra.

PROGRAMA

7 de maio

  • Aldeia do Xisto da Figueira, Proença-a-Nova: Encontro com Nuno Marçal, bibliotecário de Proença-a-Nova e conversa com os habitantes da aldeia
  • Visita à Escola Primária da Aldeia do Xisto das Sarzedas

8 de maio

  • Aldeia do Xisto da Cerdeira, Lousã: Conversa com Kerstin Thomas
  • Aldeia do Xisto de Fajão, Pampilhosa da Serra: Sessão de leitura com os habitantes

9 de maio

  • Aldeia do Xisto de Fajão, Pampilhosa da Serra: Oferta de livros e sessão de contos no adro da igreja
  • Aldeia do Xisto de Janeiro de Cima, Fundão: Sessão de leitura na barca

10 de maio

  • Aldeia do Xisto de Janeiro de Cima, Fundão: visita e sessão de leitura na Escola Primária

Para Rui Simão, diretor executivo da ADXTUR, «esta iniciativa vai misturar as histórias dos livros com as histórias e os saberes das pessoas e dos lugares por onde passar. Este é um território ‘literário’ também por isso, pela inspiração que provoca a história de vida de cada pessoa e que se entretece com as memórias das paisagens onde habitam, sejam relacionadas com o céu, com os contos tradicionais ou com as artes e ofícios. Saber ler a paisagem e interpretar a cultura dos lugares é também uma importante competência de literacia que as Aldeias do Xisto querem promover.»

O foco é a literatura infantil, mas as portas e as estantes da carrinha estão abertas a toda a gente, incluindo os mais velhos. «O objetivo não passa por vender livros, mas sim oferecê-los. Regressar a casa com a carrinha vazia, mas cheia de histórias», acrescenta.

 

Os cerca de 500 títulos que enchem as estantes da carrinha foram doados por diversas editoras portuguesas e pela Citroën, que se associa a esta iniciativa assumindo o seu legado histórico: recorde-se que as antigas bibliotecas itinerantes tinham como imagem um ícone desta marca automóvel, o HY. Agora, João Ferreira Oliveira segue viagem ao volante de um Citroën Jumper.

Depois das Aldeias do Xisto, a viagem percorre a Rota da Terra Fria (Trás-os-Montes), o Alentejo Interior e o Algarve Interior. Toda a viagem, que pode acompanhar no Instagram, vai ser registada, dando origem a um conjunto de reportagens, a publicar no jornal Público, e uma série documental de quatro episódios, um por cada destino. E, como não podia deixar de ser, um livro.

“Biblioteca Municipal, uma Voz Amiga” em marcha em Penalva do Castelo

Está em marcha um projeto da Biblioteca Municipal de Penalva do Castelo, em colaboração com a Rede Social do município, durante este segundo período geral de confinamento, o projeto “Biblioteca Municipal, uma Voz Amiga”.

Trata-se de uma iniciativa de combate ao isolamento social em tempos de pandemia, que, através de uma chamada telefónica, permitirá a partilha de leituras (contos, poemas,…), de histórias e de memórias entre a Biblioteca Municipal e os que presentemente se encontram em situações de maior isolamento e a necessitar de uma voz amiga com quem conversar.

Este novo serviço municipal, livre e totalmente gratuito, está disponível a partir do contacto 965064126, de segunda a sexta-feira, entre as 10h00 e as 19h00.

Biblioteca ao domicílio, uma mais – valia para os munícipes de Nelas

Está a decorrer desde o final do mês de janeiro, o novo serviço da Biblioteca Municipal “Biblioteca ao Domicílio” já contou com a entrega de 85 documentos na residência dos 24 utentes que já beneficiaram da iniciativa. Uma colaboração entre a Biblioteca Municipal de Nelas – António Lobo Antunes, que organiza toda a logística do empréstimo e a Universidade Sénior de Nelas , que faz a entrega dos livros solicitados.
O processo respeita todas as normas da DGS, sendo os livros transportados e entregues em envelope ou caixa fechados e depois de devolvidos, sujeitos a quarentena.
Os títulos podem ser consultados no catálogo online – https://www.cm-nelas.pt/viver/cultura/biblioteca/ e reservados através do e-mail geral.biblioteca.municipal@cm-nelas.pt ou pelo telefone 232940141 nos dias úteis das 9h-13h| 14h-17h.
No pedido, deve ser indicado o nome, a morada completa e contacto telefónico.
*Para utentes com inscrição válida, residentes no Concelho de Nelas.
Foto:Mun.Nelas