Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: magazine serrano

Tag Archives: magazine serrano

2.ª eliminatória da Taça de Portugal Placard-Resultados

Teve lugar  a 2.ª eliminatória da Taça de Portugal Placard com alguns resultados surpreendentes

Há ainda trinta e quatro clubes à espera de passar à próxima ronda e as competições decorrem ao longo deste dia.

Farense, Varzim, Moreirense, Montalegre, Sanjoanense, Pevidém, B SAD, Serpa, Oliveira do Hospital, Vianense, Leixões e CF Belenenses ,São João de Ver,  FC Penafiel, AD Camacha, CD Mafra, Dumiense, GD Bragança, Canelas 2010, Académico de Viseu FC, UD Oliveirense, CD Trofense, SC Olhanense, SC Beira-Mar, Anadia FC, FC Felgueiras, CA Pero Pinheiro, FC Tirsense, Sertanense FC, AD Machico, Real SC, Lank VilaverdenseRabo de Peixe, SC Pombal, AR São Martinho, Valadares Gaia FC, Clube Oriental de Lisboa, Amora FC, Vitória Futebol Clube, Caldas SC, UD Vilafranquense, GD Fontinhas, SC Courense, Imortal Desportivo Clube e CD Nacional estão apurados.

Confira abaixo os resultados

Eis os resultados da 2ª eliminatória:

Benfica de Castelo Branco (CP) 0-1 SC Farense (L2)
Varzim SC (L3) 1-0 CD Feirense (L2)
JD Lajense (D) 1-3  Moreirense FC (L2)
CF Vasco da Gama da Vidigueira (CP) 0-5 Leixões SC (L2)
GD Joane (D) 0-3 B SAD (L2)
União de Leiria(L3) 0-1 CDC Montalegre (L3)
AD Sanjoanense (l3) 3-1 CF Os Marialvas (D)
FC Oliveira do Hospital (L3) 1-1 (4-1 agp) CFEA Estrela (L2)
Recreio Despotivo de Águeda (D) 0-1 Pevidém SC (CP)
CD 1º de Maio (D) 0-8 FC Serpa  (CP)
Sport Arronches e Benfica (CP) 0-2 Vianense (CP)
CF Belenenses (L3) 3-1 SC União Torreense (L2)

UD Santarém (CP) 0-1  CD Mafra (L2)
Gondomar SC (CP) 2-3 FC Penafiel (L2)
Académica de Coimbra OAF (L3) vs CD Tondela (L2)
Juventude Sport Clube (CP) 2-3 UD Vilafranquense (L2)
GD Coruchense (CP) 0-2 CD Trofense (L2)
União da Serra (CP) 0-4 UD Oliveirense (L2)
Caldas SC (L3) 3-0 Sporting da Covilhã (L2)
GD Fabril (CP) 2-6 Académico de Viseu FC (L2)
Sport Clube Angrense (CP) 0-2 CD Nacional (L2)
GD Bragança (CP) 1-0 Clube Olímpico Montijo (D)
Vasco da Gama de Ponta Delgada (D) 0-1 Imortal Desportivo Clube (CP)
GCD Vila Caiz (D) 1-3 Amora FC (L3)
Oriental Dragon FC (CP) 0-2 Canelas 2010 (L3)
SC Olhanense (CP) 1-0 GD Monte Trigo (D)
GD Loures (CP) 0-3 SC Beira-Mar (CP)
São João de Ver (L3) 3-0 CF Esperança de Lagos (CP)
SU Sintrense (CP) 2-3 Real SC (L3)
Lank Vilaverdense (L3) 2-1 Atlético Clube Portugal (CP)
SC Paivense (D) 1-2 FC Tirsense (CP)
CA Pero Pinheiro (CP) 2-1 FC Ferreiras (CP)
Valadares Gaia FC (CP) 2-0 CD Olivais e Moscavide (D)
AR São Martinho (CP) 3-3 (4-3agp) Guarda Desportiva FC (CP)
Vitória Futebol Clube (L3) 4-0 GD Vilar de Perdizes (CP)
Merelinense FC (CP) 3-4 CD Rabo de Peixe (CP)
Moura AC (D) 0-5 Dumiense CPJ (CP)
Silves FC (D) 3-5 SC Courense (D)
GD Resende (CP) 1-2 FC Felgueiras (L3)
Clube Oriental de Lisboa (D) 1-1 (5-4 agp) União Paredes (L3)
SC Pombal (D) 2-0 GR Vigor Mocidade (D)
AD Machico (CP) 1-1  (4-3 agp)  FC Alverca (L3)
GD Fontinhas (L3) 5-0 SC Praiense (CP)
AD Fafe (L3) 1-2 Anadia FC (L3)
ACDR Lamelas 0-0 (4-5 agp) AD Camacha
Sertanense FC (CP) 3-0 AD Castro Daire (CP)

Por:FPF

AF Guarda— Resultados da 2ª jornada do Campeonato Distrital da 1ªDivisão

Aguiar  da Beira – GD Foz Côa- 2-2
CD Gouveia –  Vila Franca Naves- 4-1
Guarda FC – AD Fornos Algodres- 2-1
SC Celoricense – SC Sabugal- 0-1
S. Romão – Vila Cortez- 3-2
Estrela Almeida –  Freixo Numão- 7-1
GD Trancoso –  Os Vilanovenses- 1-1
Classificação:
 

Classificação

                              PTS  

  JGS

1º Guarda FC 6 2
2º GD Foz Côa 4 2
3º CD Gouveia 4 2
4º Aguiar da Beira 4 2
5º SC Sabugal 4 2
6º GD Trancoso 4 2
7º S. Romão 3 2
8º Vila Cortez 3 2
9º Estrela Almeida 3 2
10º Os Vilanovenses 2 2
11º SC Celoricense 1 2
12º AD Fornos de Algodres 0 2
13º VF Naves 0 2
14º Freixo Numão 0 2

AF Viseu-Resultados da 2ªjornada do Campeonato da 1ªDivisão

Norte

Os Ceireiros – Tarouquense-3-2
GD Arcos FC- GDCP  Oliv. Douro- 0-4
GD Parada – GN Alvite- 3-1
UD Vilamaiorense –  Boassas- 1-0
Classificação:
1º- Os Ceireiros—-6pts—2 jogos
    – GDCP Oliv.Douro—6pts—-2 jogos
3º-Gd Parada—-4pts—-2 jogos
4º- Tarouquense—–3pts—-2 jogos
    –  Vilamaiorense—-3pts—-2 jogos
6º- Arcd Boassas—1pt—-2 jogos
7º- Gd Arcos Fc—-opt—-2 jogos
    – Gente Nave Alvite—opt—-2 jogos
Centro
Viseu e Benfica – GD Campia – 1-2
Sezurense –  Vila Chã Sá- 0-2
Os Ciências – CD Santacruzense- 2-3
AC Travanca – UD Sampedrense- 1-1
Classificação:
1º-  Vila Chã Sá—- 6pts—-2 jogos
    – CD Santacruzense—-6pts—-2 jogos
    – Gd Campia—–6pts—-2 jogos
4º- Ud Sampedrense—-4pts—-2 jogos
5º- Ac Travanca—-1pt—–2 jogos
6º- Arc Sezurense—opt—-2 jogos
    – Os Ciências—-opt—-2 jogos
    – Sport Viseu Benfica—opt—2 jogos
Sul
Carregal  do Sal – Besteiros Fc- 1-3
Vale Madeiros – Nandufe-2-1
Moimenta Dão – SC Vale Açores- 1-3
Cabanas Viriato – SC Santar- 1-2
Classificação:
1º-Besteiros Fc —-6pts—- 2 jogos
   – Sc Vale Açores—6pts—2 jogos
3º   – Sc Vale Açores—3pts—- 2 jogos
4º- Sc Santar—3pts—-2 jogos
    – Vale Madeiros —-3pts—-2 jogos
 6º-  Sc Nandufe—-1pt—- 2 jogos
     – Cabanas Viriato —1pt—2 jogos
8º    – Carregal do  Sal—opt—-2 jogos

AF Viseu– Resultados da 3ªjornada do Campeonato da Divisão de Honra

Grupo Norte
Carvalhais FC –  Sátão- 0-0
CR Ferreira Aves –  Moimenta da Beira- 3-3
Nespereira FC – SC Paivense- 2-1
SC Lamego – AD Piães- 2-1
ACDR Lamelas – CD Cinfães- 5 outubro
Classificação:
 

Classificação

                              PTS  

  JGS

SC Lamego 9 3
Lamelas 6 2
2º CD Cinfães 6 2
Sátão 4 3
Carvalhais Fc 4 3
Moimenta da Beira 4 3
Cr Ferreira Aves 4 3
Nespereira FC 3 3
AD Piães 0 3
Sc Paivense 0 3
Grupo Sul
CA Molelos – Os Vouzelenses- 1-0
SL Nelas – GD Mangualde- 3-0
GD Santacombadense – Lusitano FC Vildemoinhos- 0-2
GD Oliveira Frades – SC Penalva Castelo- 1-0
Canas Senhorim – GDC Roriz- 4-1
Classificação:
 

Classificação

                              PTS  

  JGS

GD Oliveira Frades 9 3
Ca Molelos 7 3
SC Penalva Castelo 6 3
Canas de Senhorim 6 3
SL Nelas 6 3
GD Mangualde 4 3
Lusitano Fc Vildemoinhos 3 3
8 º Ass. Os Vouzelenses 0 3
Gd Santacombadense 0 2
8º  Gdc Roriz 0 2

Rancho Folclórico Os Azuraras de Quintela celebram o 41ºaniversário

Está em festa o folclore e o Rancho Folclórico Os Azuraras de Quintela, que teve a sua fundação a 29 de setembro de 1981 , onde os seus fundadores constituíram a associação com o objetivo de promover e divulgar o folclore da região, apoiar e dinamizar ações culturais na freguesia e fora dela.
Enquanto Associação Cultural, o objetivo é  divulgar o nome da terra, do  concelho e da nossa região. Nesta forma, o Rancho agradece a todos os dirigentes que  passaram ao longo dos anos, a todos componentes, sócios e amigos por contribuírem para a  história. do rancho. São 41 anos aos serviço da comunidade.

AF Viseu—– Resultados do Campeonato da 1ª Divisão–1ªjornada

Iniciou este domingo o Distrital da 1ªdivisão da AF Viseu com os seguintes jogos:

Norte

GDCP Oliv. Douro – UD Vilamaiorense – 5-1
GN Alvite – Os Ceireiros-0-1
Tarouquense –  Arcos FC-11-1
Boassas – GD Parada-0-0
Classificação:
1º- Tarouquense—- 3pts—-1 jogo
2º- Os Ceireiros—- 3pts—-1 jogo
3º- GDCP Oliv. Douro—-3pts—-1 jogo
4º- Boassas—-1pt—-1 jogo
5º- GD Parada—-1pt—-1 jogo
6º- Arcos Fc—-opt—-1 jogo
     -GN Alvite—-0pt—1 jogo
     – Vilamaiorense—0pt—-1 jogo
Centro
CD Santacruzense – Sezurense- 1-0
GD Campia – AC Travanca-5-0
Vila Chã de Sá  –  Sport Viseu Benfica-3-2
Sampedrense – Os Ciências-2-0
Classificação:
1º- Vila Chã Sá—3pts—-1 jogo
    – Cd Santacruzense—-3pts—-1 jogo
    – GD Campia—-3pts—-1 jogo
   – Sampedrense—-3pts—-1 jogo
5º- AC Travanca —-opt—-1 jogo
    – Arc Sezurense—-opt—-1 jogo
     – Gdc Roriz | Assrd Vila Chã Sá—-opt—-o jogos
     – Os Ciências —-opts—-1 jogo
     – Viseu Benfica—0pts—1 jogo
Sul
Vale Açores – Carregal Sal-2-1
Nandufe – Cabanas Viriato-2-2
Besteiros FC – Vale Madeiros-8-1
SC  Santar – Moimenta Dão-0-1
Classificação:
1º- Besteiros Fc—-3pts—-1 jogo
    – Moimenta Dão—-3pts—-1 jogo
    – Vale Açores—-3pts—-1 jogo
4º- SC Nandufe—-1pt—-1 jogo
     -Cabanas Viriato—-1pt—-1 jogo
6º- Carregal do Sal/Vila Chã de Sá —-opt—-ojogos
     – Carregal do Sal—0pt—-1 jogo
      – SC Santar–0pt—1 jogo
       – Vale Madeiros—-opts—-1 jogo

AF Guarda– Resultados do Campeonato Distrital da 1ªDivisão 1ªjornada

Iniciou esta tarde o distrital maior da AF Guarda, com 23 golos apontados
Resultados
Foz Côa – S. Romão-4-1
Os Vilanovenses – SC Celoricense-1-1
VF Naves – Aguiar  da Beira-1-2
SC Sabugal – CD Gouveia-1-1
Vila Cortez –  Estrela Almeida-5-1
AD Fornos Algodres – GD Trancoso- 0-2
Freixo Numão – Guarda FC-1-2
Lideram : Foz Côa, Vila Cortez, Trancoso, Aguiar da Beira e Guarda FC com 3 pts
 

Classificação

                              PTS  

  JGS

1º Vila Cortez 3 1
2º GD Foz Côa 3 1
3º Aguiar da Beira 3  1
4º GD Trancoso 3 1
5º Guarda FC 3 1
6º CD Gouveia 1 1
7º Os Vilanovenses 1 1
8º SC Celoricense 1 1
9º SC Sabugal 1 1
10º VF Naves 0 1
11º Freixo Numão 0 1
12º AD Fornos de Algodres 0 1
13º S. Romão 0 1
14º Estrela Almeida 0 1

AF Viseu– Resultados do Campeonato da Divisão de Honra–2ªjornada

Grupo Norte
Moimenta da Beira – Nespereira FC-2-1
AD Piães –  Lamelas- 0-1
Ferreira Aves – AD Sátão-0-1
CD Cinfães – Carvalhais FC-1-0
SC Paivense – SC Lamego- 0-2
Classificação:
1º- Lamelas—-6pts—2 jogos
2º-CD Cinfães—-6pts—-2 jogos
3ºSC Lamego – —-6pts—-2 jogos
4º- Sátão—-3pts—-2 jogos
5º- Carvalhais—-3pts—-2 jogos
6º- Moimenta da Beira—-3pts—2 jogos
7º- CR Ferreira de Aves—3pts—-2 jogos
8º- AD Piães- 0pts—-2 jogos
9º- Nespereira Fc—opts—-2 jogos
10º- Paivense—0pts—-2 jogos
Grupo Sul
GD Mangualde – CA Molelos-1-1
Lusitano FC Vildemoinhos – SL Nelas-1-3
SC Penalva Castelo – GD Santacombadense-4-0
Canas Senhorim – Os Vouzelenses-2-0
Roriz – GD Oliveira Frades-0-4
Classificação:
1ºOl.Frades-6pts
  -SC Penalva do Castelo- 6pts
3º Molelos -4
     GD Mangualde- 4
5º-Canas Senhorim – 3
     SL Nelas – 3

Liturgia do XXVI Domingo do TEMPO COMUM – ano C

 

Na segunda leitura deste Domingo, São Paulo exorta Timóteo a praticar a justiça, a piedade, a fé e a caridade, a perseverança e a mansidão, lutando no bom combate da fé para, assim, alcançar a vida eterna. Parece ser um conselho normal, mas nem sempre é fácil viver desta forma, sobretudo numa sociedade individualista, competitiva, na qual a preocupação pelos outros é vista, por vezes, como um peso, um “extra”, um incómodo. Para os cristãos, não deve ser assim: é praticando o conselho de São Paulo que nos aproximamos de Deus e cultivamos a coerência entre a fé e as nossas obras.

Na verdade, reconhecemos que nem sempre vivemos segundo a exortação de São Paulo a Timóteo. O texto do evangelho deste Domingo é uma prova disso mesmo. Um pobre, chamado Lázaro, e um homem rico que se “vestia de púrpura e de linho fino e se banqueteava esplendidamente todos os dias”, ou seja, que tinha uma vida de boémia e regalada, de tal forma que não dava conta que tinha um pobre à porta da sua casa, “coberto de chagas”. Mas a lei da vida é igual para ambos; ao chegar o fim dos seus dias, os dois morreram. E agora a situação muda radicalmente: o pobre Lázaro está no céu e o rico está na “mansão dos mortos”, atormentado pelas chamas. Agora, o rico pede ajuda, porque está em dificuldades, esquecendo-se que nunca tinha ajudado os outros quando clamavam por socorro. Com palavras duras, parece que Abraão não atende os pedidos do homem rico. Mas a mensagem que se quer transmitir é que devemos ser solidários uns com os outros para que, no final da nossa vida, nos apresentemos diante de Deus Pai com as nossas mãos cheias de boas obras. Em resumo, mais uma vez, somos convidados a viver, fazendo o bem, a ajudar os nossos irmãos e a não sermos egoístas.

Assim, qual é o desafio sempre presente na vida de um cristão? Ter sempre os olhos abertos às necessidades dos nossos irmãos. Não consiste somente em dar dinheiro, comida ou outros bens, mas também dar do nosso tempo, dar uma palavra amável oportuna, visitar os doentes, os idosos, os que vivem na solidão, os abandonados e esquecidos pelos seus familiares. Não podemos fechar os olhos perante tantas necessidades. “Quando um homem despreza tudo o que pode alimentar o seu orgulho é um pobre diante de Deus, e Deus escuta-o porque conhece o tormento do seu coração” (Santo Agostinho). “Desejas honrar o Corpo de Cristo? Não o desprezes quando o contemplas nu nos pobres, nem o honres aqui no templo com lenços de seda, se ao sair o abandonas ao frio e na sua nudez. Deus não precisa de cálices de outo, mas de almas semelhantes ao ouro. Com umas correntes de prata prendes as lâmpadas, mas recusas-te a visitá-Lo na prisão. Por isso, ao adornar o templo, procura não desprezar o irmão necessitado” (São João Crisóstomo)

Que lições podemos tirar da parábola do evangelho?

1) A vida humana não se reduz ao que se possui nem a um mero bem-estar comodista;

2) A comunhão com Deus não pode abdicar da atenção ao próximo;

3) não há salvação sem escuta da Palavra de Deus. Não são precisos outros sinais e outras palavras: basta esta!

Neste Domingo, peçamos ao Senhor que nos ilumine e nos dê forças para lutar sem desfalecer no nobre combate da fé para ganharmos a vida e, quando o Senhor nos chamar um dia à sua presença, tenhamos um descanso eterno como o pobre Lázaro.

 

25-09-2022

LEITURA ESPIRITUAL

«Deus olha para o coração» (1Sam 16,7)

 

Terá o pobre sido recebido pelos anjos unicamente devido à sua pobreza? E terá o rico sido enviado para o lugar dos tormentos apenas pela sua riqueza? Não. No caso do pobre, o prémio foi para a humildade, e no caso do rico, a condenação foi para o orgulho.

Eis a prova de que não foi a riqueza, mas o orgulho que levou a que o rico fosse castigado. O pobre foi levado para o seio de Abraão; ora, as Escrituras dizem de Abraão que ele tinha muito ouro e prata e que era rico na Terra (Gn 13,2). Mas, se todos os ricos são enviados para o lugar dos tormentos, como pôde Abraão receber o pobre no seu seio? Acontece que Abraão, com toda a sua fortuna, era pobre, humilde, respeitador e obediente às ordens de Deus. Ele tinha as suas riquezas em tão pouca conta que, quando Deus lho pediu, aceitou oferecer em sacrifício o filho a quem as destinava (Gn 22,4).

Aprendei, pois, a ser pobres e a ter necessidades, quer possuais alguma coisa neste mundo, quer não possuais nada. Porque há mendigos cheios de orgulho e ricos que confessam os seus pecados. «Deus resiste aos orgulhosos», estejam eles cobertos de seda ou de trapos, «mas dá a sua graça aos humildes» (Tg 4,6), quer eles possuam, ou não, bens deste mundo. Deus olha para o interior; é aí que avalia, é aí que examina. (Santo Agostinho, 354-430, bispo de Hipona (norte de África), doutor da Igreja, Discursos sobre os salmos, Sl 85).

 

Celorico da Beira celebra outubro o Mês do Idoso

A Rede Social do Município de Celorico da Beira e o CLDS 4G Celorico Solidário promovem em outubro o Mês do Idoso, no âmbito das efemérides, Dia Internacional do Idosos (1) e o Dia Mundial da Terceira Idade (28), com atividades semanais dirigidas à população sénior deste território.

A iniciativa tem o propósito de homenagear a população sénior celoricense pelo seu prestimoso contributo para o desenvolvimento local, bem como, reconhecer e valorizar o seu papel no seio das famílias e na própria comunidade, transmitindo saberes, valores e conhecimentos às novas gerações.

Teatro, desporto, ação de sensibilização, encontro de gerações, animação e um lanche convívio são algumas das atividades que serão levadas a cabo nos dias 6 de outubro 12, 17 e 28 de outubro, no âmbito das comemorações do Mês do Idoso.

Com o intuito de fomentar o bem estar físico, mental e emocional dos seniores e aumentar a sua autoestima, de forma a sentirem-se amados e incluídos, é forçoso implementar nos municípios políticas sociais, que contemplem a prestação de cuidados de saúde e higiene, combatam o seu isolamento, promovam o convívio com a comunidade e incrementem a sua vida ativa.

Num território como o de Celorico da Beira, despovoado e envelhecido, a promoção de dinâmicas que envolvem os idosos como o Mês do Idoso, revestem-se de particular importância porque enfocam, valorizam e prestigiam o trabalho que realizaram no passado e, no presente, os seus saberes e memórias, para além de reconhecerem que a população sénior constitui um pilar fundamental nas estruturas familiares. Desta forma, não podem sentir-se inúteis, isolados e descartáveis, mas antes, amados,
incluídos e fundamentais para a comunidade.