Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: maio

Tag Archives: maio

Biblioteca Municipal da Guarda destaca Eduardo Lourenço

Maio, continua a ser o mês de Eduardo Lourenço na Biblioteca Municipal da Guarda, como tal, na primeira agenda após o segundo confinamento por Covid-19, a BMEL evoca o Patrono no mês do seu nascimento dedicando-lhe algumas atividades a realizar em maio. E são elas: uma mostra de serigrafias da autoria dos alunos de artes da Escola Secundária da Sé, com o nome ‘Olhares sobre Eduardo Lourenço’, para visitar entre 20 de maio e 30 de junho; a apresentação do conto ‘Mãos que escrevem história’ por Anabela Matias, fruto de uma residência literária inserida no projeto INCENTIVART, dia 22 de maio (16h00); uma conversa com o escritor Álvaro Leonardo, sob o tema ‘Portugal e a identidade portuguesa: porquê e para quê? – Reflexões sobre as visões de Eduardo Lourenço, a ter lugar dia 27 (17h30) e o espetáculo de arte performativa e cénica ‘Guarda, o Labirinto do Futuro ou Eduardo Lourenço na Saudade’, numa criação e interpretação de Luciano Amarelo e Ana Couto, a realizar nos dias 28 e 29, às 21h00. Esta homenagem a Eduardo Lourenço e à Guarda surge no âmbito de mais uma residência INCENTIVARTE – Incubadora de projetos artísticos, do Município da Guarda.

No que toca às restantes propostas que constituem a agenda da BMEL, para os meses de maio e junho, salientamos o privilégio dado aos livros, base da existência das bibliotecas. Nessa linha, decorrerão nestes dois meses 8 apresentações de livros, algumas das quais anteriormente adiadas devido à pandemia: ‘Quase memórias de um lugar e de outras andanças’, de António de Castro Guerra, no dia 7 de maio, às 18h00; ‘Tempo, imaginário e linguagem’, de Jorge Maximino, no dia 27 de maio, às 18h00; ‘A Ira do Pelicano’, de Carlos Carvalheira, dia 4 de junho, às 18h00; ‘ Explosões Emocionais’, de Augusto Barbosa, apresentado dia 5 de junho, às 16h30; ‘As Aventuras dos 8 Amigos, da autoria de alunos com adaptações curriculares da Escola Carolina Beatriz Ângelo, no âmbito de uma oficina de escrita dinamizada pela Câmara da Guarda, a apresentar dia 14 de junho, às 18h00; As estradas são para ir’ de Márcia, no dia 18 de junho, às 18h00; ‘ O Neto do Homem mais Sábio’ (biografia de José Saramago), de Tomás Guerrero, dia 19, às 16h00 e, por último, ‘Refracções’, de Jorge Maximino, a 26 de junho, às 17h00.​

Salientamos ainda, a realização de mais uma conferencia internacional do Ciclo A Europa dos Escritores. ‘A Ibéria e a Europa nas perspetivas de António Sardinha, Fernando Pessoa e Mário Saa’ é o título da desta conferência por José Rui Teixeira, a ter lugar no dia 8 de junho, às 18h00.

Já dia 12 de junho, às 17h00, Rui Spranger vem à BMEL ler alguns dos seus textos. ‘Poesia com Pintura dentro’ é o nome desta iniciativa conjunta da biblioteca e do Museu da Guarda, no âmbito da 5ª edição do Simpósio Internacional de Arte Contemporânea da Guarda.

Faz ainda parte das propostas da Biblioteca Municipal, a sessão de poesia ‘Olhar oblíquo’ – leitura de poemas de Fernando Pessoa, Eugénio de Andrade, por Rui Spranger, numa organização da BMEL, dia 26 de junho, às 16h30.

Ao longo de maio e junho realizam-se ainda ateliers/oficinas/ performance: ‘A grande viagem do pequeno MI’, por Ana Raquel e Beatriz Marques Dias, dia 15 de maio, às 10h30, performance de dança, música, literatura e ilustração para crianças dos 6 aos 10 anos; ‘ Oficinas de ilustração, com Marina Palácio, de 24 a 28 de maio, para JI rede pública; ‘Bugs in a blanket (Pulgas no cobertor)’, por Ana Mourato, dia 12 de junho, às 15h00, para crianças dos 3 aos 6 anos; ‘Dinâmicas para contar, criar contos e medir grupos (dos 3 aos 6 anos), também por Ana Mourato mas, desta vez, para psicólogos, bibliotecários, contadores de histórias ilustradores, pais, professores, educadores, no dia 12 de junho, às 10h00; ​

Por último, no que diz respeito a exposições, a BMEL, como um dos espaços expositivos da grande mostra de Agostinho Santos na cidade, apresenta ‘Bruto’ (com curadoria de Valter Hugo Mãe) até 16 de junho. Também, de 21 de junho a 20 de agosto, poderá ser visitada na biblioteca a exposição ‘O Clima’ Concurso – Moeda de coleção comemorativa, da Imprensa Casa da Moeda e da CMG/BMEL.

Prémios SAPO levam o talento digital para dentro de sua casa

Vencedores dos Prémios SAPO anunciados no dia 28 de maio

É já no próximo dia 28 de maio que decorre o anúncio dos vencedores da 19a edição dos Prémios SAPO, galardões que identificam e premeiam, anualmente, o que de melhor se faz em publicidade digital a nível nacional. Face à conjuntura atual, a edição deste ano reinventou-se e é levada diretamente até sua casa, num formato totalmente diferente, juntando num só ecrã anunciantes, agências e o público em geral: Prémios SAPO em Casa.
Afirmando a sua capacidade de se reinventar, numa indústria onde «criatividade» é a palavra de ordem, os Prémios SAPO voltam a premiar o talento e inovação da publicidade digital de dezenas de anunciantes e agências, num evento online que poderá acompanhar em direto em todos os ecrãs de sua casa, nomeadamente no portal SAPO, na TV do MEO (no botão azul do comando ou na zona de apps do menu principal) e nas redes sociais do SAPO e da Altice Portugal.
A edição especial dos Prémios SAPO – Prémios SAPO em Casa – conta com a apresentação de João Manzarra e com a participação de convidados especiais, como Dino D’Santiago e do DJ Moullinex, que nos vão brindar com alguns momentos musicais ao longo da sessão.
São 56 as campanhas que integram a shortlist de nomeados da 19a edição dos Prémios SAPO [em anexo] e que estão apenas a um passo de vencer os galardões das cinco categorias a concurso: Prémios Setoriais Prémios de Estratégia, Prémios para Formatos Especiais, Prémios de Media Digital e Prémios do Júri.
Os 135 trabalhos inscritos foram avaliados pelo Primeiro Júri, presidido por Alberto Rui, CEO da IPG Media Brands Portugal, e composto por mais de 20 profissionais do mercado da publicidade, do marketing e da comunicação:
• Andrea Valenti – FCB Lisboa
• Catarina Barata – BMW
• Cláudia Roque – Seat
• Duarte Frade – Uzina
• Filipa Castro – Fidelidade
• Filipa Real – Havas Media
• Filipa Ribeiro – Young & Rubicam
• Leonor Fernandes – OMD
• Mário Alves – Super Bock

• Mário Lima – Amnet
• Miguel Lourenço – WiZink
• Pedro Rigueira – Caetsu
• Raquel Pinheiro – Leo Burnett
• Ricardo Beleza – Reprise Digital
• Susana Santos – Fullsix
• Teresa Albuquerque – MediaCom
• Tiago Pereira – Apostas Sociais

As campanhas vencedoras serão agora eleitas pelo Segundo Júri e anunciadas no evento do próximo dia 28 de maio. Este Júri é composto por:
• Ana Rita Almeida – BBDO
• António Fuzeta da Ponte – Worten
• Filipa Caldeira – Fullsix
• João Cardoso – GroupM

• Sandra Alvarez Baptista – PHD
• Susana Doutor – Renault Portugal
• Teresa Burnay – Unilever
• Vitor Matos – t-Insight

Em concurso estão ainda os Prémios de Media Digital, que premeiam websites de informação que se destaquem pela produção de conteúdo jornalístico inovador e por tirarem partido das capacidades que o meio digital confere. Responsável pela escolha dos vencedores destes galardões está o Júri de Media, presidido, uma vez mais, pelo Professor Gustavo Cardoso e composto por um coletivo de jornalistas, professores e investigadores:
• António Granado
• Cátia Ferreira
• Felisbela Lopes

• Miguel Crespo
• Paula Cordeiro
• Pedro Jerónimo

Materializando aquela que tem sido desde sempre a tradição dos Prémios SAPO, o SAPO irá doar o valor angariado com as inscrições a uma instituição escolhida pela Fundação Altice. Este ano a eleita é a Associação Padre Amadeu Pinto, uma instituição no Pragal que apoia jovens e crianças em contextos socioeconómicos desfavorecidos, a quem será entregue um donativo no total de 11.700€.
O novo formato dos Prémios SAPO vem não só dar resposta às condições impostas pela atual situação de saúde pública, como reiterar a capacidade do SAPO de acompanhar uma indústria em constante evolução como é a da publicidade digital, mantendo-se na vanguarda e continuando a definir tendências daquilo que será o futuro do digital.
Os Prémios SAPO nasceram no ano de 2000 e terminam a sua 19a edição com mais de 1000 troféus atribuídos e um total de mais de 196 mil euros angariados e doados a instituições de solidariedade social.

Feira Ibérica de Turismo (FIT) de 2 a 5 de maio

Turismo de Interior em destaque na FIT 2019

  Na tarde desta segunda feira, na Câmara Municipal da Guarda, teve lugar a apresentação da Feira Ibérica de Turismo (FIT) que é o maior certame de Turismo no Interior do país e nesta edição.

Nesta sexta edição,  o enfoque é justamente o Turismo de Interior, tema de destaque na FIT 2019 que quer realçar os territórios de baixa densidade como destino turístico de excelência pela sua singularidade e autenticidade. A Guarda, a meio caminho entre Lisboa e Madrid, volta a ser a capital do Turismo Ibérico, entre 2 e 5 de maio, tendo como destino convidado, nesta edição, a Província de A Coruña (Galiza, Espanha). A Província irá participar desenvolvendo a sua mais recente campanha de promoção territorial sob o slogan “Coruña Like”. Ferrolterra, A Coruña e as Mariñas, as Terras de Santiago, a Costa da Morte, a Ría de Muros e Noia e a Ría de Arousa Norte são alguns dos destinos propostos por esta bela região galega. Nesta edição há expositores e entidades de todos os quadrantes da Península Ibérica: de norte a sul e de este a oeste. A FIT conta com participações desde Silves no Algarve à Corunha na Galiza, ou desde o Pico nos Açores a Ávila no extremo da região de Castilla y León. Vão estar representadas mais de 500 entidades, entre: Regiões de Turismo, Hotéis, Agências de Viagem, Termas, Municípios, Associações de Municípios, Comunidades Intermunicipais, Empresas ligadas ao Desporto de Aventura e da área da Tecnologia, Gastronomia, Organismos Oficiais, Turismo de Natureza e Enoturismo.

A feira realiza-se desde 2014 e continua em pleno crescimento, recordamos que a 1ª edição contou com 4 000 m2 de área coberta e em 2019 estão previstos perto de 11 000 m2. De referir também o crescimento no número de visitantes. Se em 2014 a FIT recebeu cerca de 20 000 visitas, na sua última edição, em 2018 perto de 35 000 visitaram o certame ibérico. Tal como nas edições anteriores, a Feira conta com uma área de restauração diversificada onde se encontra também o Palco FIT; uma área destinada a apresentações, uma zona Lounge e uma outra destinada à imprensa.

Os principais objetivos da FIT são promover o setor do turismo ibérico, fomentar o intercâmbio transfronteiriço, estimular o relacionamento comercial e o progresso dos vários setores e segmentos da economia e, consequentemente, o desenvolvimento dos territórios. A Guarda tem uma localização privilegiada na península ibérica, sendo por isso uma plataforma estratégica para a realização de um certame desta natureza. A feira tem vindo a afirmar-se como uma plataforma transfronteiriça no panorama ibérico dos eventos ligados ao Turismo, uma oportunidade singular de divulgação, promoção, captação e desenvolvimento de fluxos turísticos e de valorização dos recursos.

Pedro Siza Vieira na inauguração

A FIT é inaugurada oficialmente no dia 2 de maio, às 17h00, pelo ministro-adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, no Parque Urbano do Rio Diz, recinto habitual do certame, mas a abertura ao público será um pouco antes, ao início da tarde, pelas 15h00. Os bilhetes para a feira estarão à venda no local. Nesta edição, o ingresso diário custa 2 euros e o geral – para os quatro dias – custa 5 euros. As crianças até aos 12 anos têm entrada gratuita.

Para além da oferta turística variada, o público que visita a feira poderá ainda usufruir de um programa diversificado que contempla concertos, showcooking, provas gastronómicas, demonstrações, entre muitas outras propostas. Paralelamente ao programa da feira decorrerão também atividades complementares organizadas pelos expositores. A Feira Ibérica de Turismo é uma organização da Câmara Municipal da Guarda.

Fotos:MG

Aguiar da Beira acolhe a Palestra “Colesterol e Bem-Estar do Coração”

No mês dedicado ao coração e à saúde cardiovascular, Milena Lapas irá falar na Biblioteca Municipal de Aguiar da Beira, nesta sexta-feira, pelas 21 horas, sobre as causas, os riscos e a prevenção do colesterol e de outras doenças cardiovasculares e de soluções naturais para manter o bem-estar do coração.

Sensibilizar as famílias e demais público interessado para a adoção de práticas e estilos de vida saudáveis, bem como a prevenção cardiovascular, entre outras doenças decorrentes de maus hábitos são os objetivos da ação.

Os participantes receberão ainda, gratuitamente, uma consulta de avaliação corporal.

A sessão é gratuita e é organizada pelo CLDS 3G Aguiar no Coração, no âmbito do programa para o desenvolvimento sustentável da família.

 

III Jornadas Seniores/Feliz Idade em Fornos de Algodres

jornadasO Centro Cultural Dr.António Menano em Fornos de Algodres, vai acolher a terceira edição das Jornadas Seniores – “Feliz-Idade”,a decorrer a 18 de maio, tendo início pelas 9h30 , com a sessão de abertura, segue-se a abordagem do tema ,Internet Segura para Seniores ( Centro de Competências TIC da Universidade de Aveiro).
Pelas 11horas o tema a debater é Risoterapia (Mais Feliz – Fernando Batista), seguindo-se o Projeto “Multiplicar a Felicidade Dividindo-a” (Centro Comunitário da Gafanha do Carmo), encerrando os trabalhos no período matinal.
O almoço convívio decorre no Mercado Municipal, segue -se uma tarde mais animada, com um Workshop de Dança (Bruno Viana)  seguido do Grupo A Voz do Rock.

Um dia diferente para os seniores deste concelho.

Peregrinação a Fátima a partir de Gouveia

fatima_300Todos os interessados em se deslocar a Fátima, no próximo dia 13 de maio, a fim de assistirem às cerimónias religiosas que irão contar com a presença de Sua Santidade o Papa Francisco, o Município de Gouveia vai colaborar nos transportes.

Para o efeito, o Município procedeu ao aluguer de autocarros que farão o transporte das pessoas interessadas, sendo que os lugares serão necessariamente limitados.

Nesse sentido, todos os interessados poderão fazer a inscrição no Posto de Turismo de Gouveia. As inscrições estarão abertas a todas as pessoas com mais de 12 anos de idade, desde que se façam acompanhar por adultos.

Em relação aos restantes peregrinos, exige-se que possuam plena autonomia, já que, como é expectável, os autocarros poderão ficar estacionados a uma distância considerável do Santuário de Fátima, sendo inevitável que os peregrinos se desloquem pelos seus próprios meios de e para o Santuário.

Contudo, uma equipa de voluntários do Agrupamento 256 de Escuteiros de Gouveia prestará algum apoio localmente.

Do programa que antecede a partida dos peregrinos para a Cova da Iria, está prevista, no dia 12 de maio, a realização da tradicional procissão das velas, seguindo-se um Concerto Mariano pelo grupo Vox Angelis na Igreja de S. Pedro. A partida dos peregrinos em direção a Fátima está prevista para as 00h15 do dia 13 de maio.  

Por:Mun.Gouveia

Curso de Bordados com grande adesão em Celorico da Beira

Foto de: CCCB
Foto de:CCCB

    Realizou-se na sede da Junta de Freguesia
de Casas de Soeiro, um Curso de Bordados ministrado pelo CEARTE, frequentado
por 23 formandas, onde todas acabaram por realizar trabalhos interessantes, e
foi notória a grande evolução de todas as senhoras que estiveram a frequentar
este Curso que decorreu no mês de maio, numa organização conjunta da Freguesia
de Casas de Soeiro e Câmara Municipal de Celorico da Beira.

Términus da 2ªfase do Programa de Empreendedorismo em Fornos de Algodres

Entrepreneurial
Tool II foi um êxito

    No
passado 22 de maio, realizou-se no auditório Piso 0 do Instituto Superior de
Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa, a Entrepreneurial Tool
II, no âmbito do Programa Empreendedorismo Estratégico e Desenvolvimento Regional
de Fornos de Algodres onde cada empreendedor ou grupo de empreendedores fizeram
a apresentação do seu projeto, já acompanhada do seu Plano de negócio.

  Face
a isso, para apreciar e avaliar os diversos projetos apresentados, estava um
leque de pessoas da Comunidade da Guarda e de Fornos de Algodres, como por
exemplo: Dr. Manuel Fonseca (Presidente do Município de Fornos de Algodres),
Dra. Rita Silva (Vice- presidente do Município), Professora Doutora Patrícia
Jardim da Palma (Coordenadora da Escola de Liderança e Inovação do ISCSP-ULisboa),
Dr. Manuel Morais (IAPMEI), o Eng. António Ruas (CIMBSE) e o Prof. Dr. Albino
Lopes (Professor Catedrático do ISCSP /ULisboa).
    Assim
todos os empreendedores apresentaram os seus projetos de forma clara, onde o
respetivo painel foi fazendo uma apreciação individual dos vários projetos.
Depois
das apresentações e apreciações, na sessão de encerramento do dia, esteve presente
a Vice-Presidente do ISCSP, Professora
Doutora Alice Trindade que se mostrou satisfeita com este dia tão proveitoso.
Posto isto, todos nós fomos contemplados com uma
visita ao ISCSP, e todos ficaram com a ideia base como funciona esta
universidade.
     Para
fazer um balanço desta segunda fase, conversámos com alguns dos elementos que
constituíam o painel, assim como com o Presidente do ISCSP-ULisboa, Professor Catedrático Doutor Manuel Meirinho que nos deixou
as seguintes palavras.

 Que
balanço faz no geral deste Projeto: Programa de Empreendedorismo Estratégico e
Desenvolvimento Regional de Fornos de Algodres que teve o encerramento no dia
22 de maio?

      O balanço é muito positivo, ainda mais
porque se trata do primeiro programa a ser desenvolvido pelo ISCSP. Estamos a
apostar muito neste projeto e acreditamos que, no quadro no novo paradigma de
desenvolvimento e revitalização dos territórios, em particular os de zonas do
interior, é absolutamente fundamental.
A
parceria do Instituto com o Município de Fornos de Algodres, pelo que temos
analisado, está a ser um sucesso. Qual a sua opinião?
   Da nossa parte consideramos que os objetivos foram alcançados. Também
aprendemos muito com esta parceria e estamos a melhorar o programa em face desta
experiência. Mas a avaliação do sucesso cabe ao Município de Fornos de Algodres
e, em especial, ao grupo que participou no programa.
Depois
desta parceria do Instituto com o Município, no futuro surgirão novas
parcerias?
   Da nossa parte estamos abertos a novas parcerias, caso o Município de
Fornos de Algodres entenda que podemos ser úteis. Creio que o projeto deixou em
aberto a necessidade de consolidar algumas áreas do próprio programa que
precisam de continuidade e de acompanhamento.
No
distrito da Guarda, o Projeto desenvolvido no Sabugal também está a decorrer de
forma satisfatória?
   Cada programa
tem a sua especificidade. No caso do Sabugal o programa é um pouco diferente
mas está a correr bem. Também neste caso, a experiência tem ajudado a melhorar
a nossa intervenção. 
De seguida,
falou a

Professora Doutora Patrícia Jardim da
Palma
– Coordenadora da Escola de
Liderança e Inovação do ISCSP-ULisboa e Coordenadora do Programa
“Empreendedorismo Estratégico
e Desenvolvimento Regional”

 Que balanço faz
sobre o dia 22 de maio, e no geral deste projeto: Programa de Empreendedorismo
Estratégico e Desenvolvimento Regional de Fornos de Algodres?

   No
dia 22 de Maio decorreu a Entrepreneurial Tool II, em que cada empreendedor ou
grupo de empreendedores apresentou o Plano do Negócio que pretende vir a
desenvolver em Fornos de Algodres. Este momento atesta, não apenas o términus
do Curso Avançado em Empreendedorismo, mas principalmente a eficácia do mesmo.
E, como é do vosso conhecimento, foi em Fornos de Algodres que teve lugar a
primeira aplicação deste programa, pelo que, naturalmente, toda a equipa
responsável pela coordenação e organização deste programa estava com alguma
ansiedade e muitas expetativas relativamente às apresentações.
     E
foi com grande, grande entusiasmo que assisti a todas as apresentações! Perante
um Júri constituído por figuras de relevo da comunidade da Guarda e de Fornos
de Algodres, os empreendedores destacaram-se, não apenas pela qualidade e rigor
do Plano de Negócio que apresentaram, mas também pela motivação e vontade que
demonstraram para arrancar com o negócio em breve! E foram muitas as emoções
que povoaram esta Entrepreneurial Tool II, quer entre os empreendedores, quer
entre o próprio Júri, que se revelou muito interessado, satisfeito e
construtivo em todas as apresentações efetuadas! E no final foi notória a
satisfação do Sr. Presidente da Câmara de Fornos de Algodres e da Srª
Vice-Presidente! E essa satisfação foi muito gratificante para nós,
naturalmente, dado que constituiu uma forma de reconhecimento e de confiança em
todo o trabalho efetuado!
    Dados
estes resultados, podemos afirmar que o Curso Avançado em Empreendedorismo
superou as expectativas em Fornos de Algodres! Em primeiro lugar, pelos
conhecimentos e ferramentas que proporcionou, que permitiu aos formandos a
elaboração de planos de negócio viáveis. Em segundo lugar, pela motivação que
despertou entre os formandos, que os leva a acreditar ser possível permanecerem
no seu concelho e montarem a sua vida em Fornos de Algodres!
    Para
finalizar, podemos concluir que o “Empreendedorismo Estratégico e
Desenvolvimento Regional de Fornos de Algodres” está a ser um êxito, na medida
em que a criação de negócios próprios representa uma mais-valia tanto para os
formandos – que desenvolvem o seu projeto de vida no seu concelho, no concelho
que escolheram para viver – como para o próprio Município, uma vez que os novos
negócios vão gerar riqueza, e consequentemente desenvolvimento económico e
social, contribuindo para a retenção de pessoas jovens e altamente habilitadas
no concelho.
Sente que estes
projetos poderão ser exequíveis, num futuro próximo?
  Claro
que sim! É essa a nossa missão! O nosso programa visa desenvolver projetos que
vão ao encontro das reais necessidades dos munícipes, aproveitando os recursos
endógenos da região! Daí o nosso esforço de envolvimento de toda a comunidade
no Programa, através das conferências e sessões solenes de apresentação dos
resultados.
  Como
pudemos constatar na Entrepreneurial Tool II, que se realizou no ISCSP, foi
notório o envolvimento quer da Câmara Municipal, quer da própria CIMBSE. E é
esse o princípio basilar que norteia o nosso Programa! O “Empreendedorismo
Estratégico e Desenvolvimento Regional” é um programa de empreendedorismo de Base
Local, que procura ir ao encontro das reais necessidades da comunidade,
envolvendo para isso toda a comunidade! Por isso, os nossos empreendedores
estão a ser apoiados por toda a Comunidade!
   Para
finalizar, gostaria de acrescentar que o Programa de Empreendedorismo
Estratégico e Desenvolvimento Regional ainda não terminou! Agora, segue-se, em
Fornos de Algodres, a abertura formal da Incubadora e do Clube de
Empreendedores de Fornos de Algodres. Este Clube visa constituir a “rampa de
lançamento” e apoio aos novos negócios! A ELINOV – ISCSP vai desenvolver o
primeiro workshop que vai marcar a abertura oficial deste Clube. A organização
deste workshop será feita em conjunto com os nossos empreendedores de Fornos!
Portanto, para já, não vamos “retirar o véu”. O workshop está a ser preparado e
esperamos que seja mais um marco para toda a equipa e para toda a comunidade!
Também chegámos
à fala com Dr. Manuel Fonseca,
o Presidente do Município de Fornos de
Algodres
Que balanço faz
sobre o dia 22 de maio e no geral deste Projeto: Programa de Empreendedorismo
Estratégico e Desenvolvimento Regional de Fornos de Algodres?
    O dia 22 de maio foi, não há dúvida, um
epílogo de um projeto que durante meses se desenvolveu em Fornos de Algodres na
tal parceria que se fez entre a Câmara Municipal e o Instituto Superior de
Ciências Sociais e Políticas em que conseguimos com um grupo de jovens
licenciados pudessem adquirir competências na área do Empreendedorismo. E o dia
22 de maio não há dúvida que foi o epílogo desse mesmo trabalho que foi
realizado ao longo dos meses, e foi muito importante porque para aqueles que
eram céticos relativamente a esta situação, verificou-se que efetivamente é
possível fazer alguma coisa com os jovens de Fornos, não serem subsídio-dependentes
mas sim pessoas que querem construir o seu projeto, pessoas que querem fazer,
criar emprego, criar riqueza e pra mim o mais importante é que têm um projeto
de vida para Fornos de Algodres que isso pra mim é o mais importante, o que nós
temos visto é que os nossos jovens acabam a sua licenciatura, acabam por sair e
não têm nenhum projeto para Fornos. 

    O que acontece é que esse grupo de jovens
conseguiu no final desta etapa chegar ao fim e neste momento apresentam o seu
projeto, projeto esse que todos eles por si, são importantes e que naturalmente
como disse em intervenções que fiz ou durante a apresentação dos projetos a
Câmara estará cá no sentido de abrir portas para que esses projetos possam ser
concretizados em Fornos de Algodres.
Depois do que
viu na sexta-feira é notório que os jovens empreendedores que apresentaram os
seus negócios saiam mais enriquecidos a nível dos conhecimentos adquiridos, é
natural que alguns destes negócios possam vir a ser exequíveis a curto médio
prazo?
    Eu
acho que sim. Todos eles têm as suas capacidades, uns estão numa primeira fase
ainda, ainda não atingiram a sua notoriedade, mas outros já estão na fase como vi,
e vi já com planos financeiros que foram apresentados portanto é possível que
muito curto ou médio prazo muitos desses projetos que foram apresentados no dia
22 possam ser exequíveis.

   Estamos
numa altura em que também é possível com o novo quadro 2020, é possível que
muitas das ideias que na altura foram ali defendidas tenham enquadramento no
quadro comunitário que aí vem, portanto para nós é muito importante que depois
desta etapa consigamos que estes projetos que têm a sua sustentabilidade porque
quando foram feitos naturalmente os jovens tiveram a ideia mas ao longo dos
tempos foram ganhando competências para que essa ideia se pudesse tornar
realidade e fosse um projeto exequível e pelo que me foi apresentado mais uns
do que outros, uma vez que uns como eu disse numa fase mais embrionária mas é
possível que a médio prazo muitos desses projetos já possam ser implementados
em Fornos de Algodres.
Esta parceria do
Município com o Instituto neste Programa foi satisfatória? Que novos projetos
poderão surgir nesta parceria ainda?
   Sim,
foi muito satisfatório, penso que poderá ser aqui uma porta aberta no sentido
de a universidade começar a trabalhar mais com o Interior do País, com as
Câmaras do interior do País, acho que as universidades fixaram-se no Litoral
mais ou menos em Lisboa, Porto e Coimbra e que deixaram, viraram costas um
bocado ao Interior do País. É importante que a universidade e também há aqui
uma razão de sobrevivência das próprias universidades uma vez que há menos
jovens a entrar nas universidades, era importante que essas universidades já
que elas foram instaladas no litoral possam trabalhar com as Câmaras, possam
trabalhar com outras entidades no interior do país.

   Portanto,
da minha parte acho que foi uma parceria muito proveitosa para a Câmara penso pelo
que reações que tive do próprio Instituto também eles ficaram muito satisfeitos
relativamente a esta parceria que foi estabelecida entre nós e o Instituto
Superior Ciências Sociais e Políticas.
  Naturalmente
novos projetos irão surgir, estamos a ver o novo quadro comunitário no sentido
de poder agarrar novos projetos não só com este Instituto mas com outras
entidades universitárias que queiram entrar num processo destes.
E por fim
falámos com a Dra. Rita Silva –
Vice- presidente do Município de Fornos de Algodres

Que balanço faz
sobre o dia 22 de maio e no geral deste Projeto: Programa de Empreendedorismo
Estratégico e Desenvolvimento Regional de Fornos de Algodres?
   Faço
um balanço extremamente positivo do Entrepreneurial Tool II que decorreu no
ISCSP em Lisboa. Os negócios apresentados foram construídos, no decorrer do
programa de empreendedorismo estratégico e desenvolvimento regional refletem,
um excelente trabalho e empenho por parte dos jovens que se encontram a criar o
seu negócio. O executivo municipal encontra-se muito envolvido nestes projetos
quer pela qualidade demonstrada, quer pela dinâmica que poderão conferir ao
concelho de Fornos de Algodres. Estaremos sempre que a conjuntura económica nos
permita, empenhados para continuar com projetos desta natureza.

   Apesar
dos estrangulamentos financeiros do município arrancamos com um projeto com
esta natureza inovadora com objetivo de potenciar e criar condições solidamente
estruturais, através da criação de mais emprego, assegurando melhores condições
de vida. Saliento o papel das pessoas enquanto participantes ativos no
desenvolvimento e na implementação de projetos em prol deste mesmo
desenvolvimento, ao invés de beneficiários passivos. Acreditamos que estes
projetos apresentados possam promover o tecido empresarial e o emprego e o
desenvolvimento regional.
  Aposta
nos jovens que residem e resistem ao interior e sobretudo têm vontade de
construir a sua vida em Fornos de Algodres, parece-me a aposta no futuro do
concelho.
Depois deste
Projeto que vantagens poderão advir entre o Município e o Instituto?

Este
projeto é a primeira etapa de um projeto que culminará na criação duma
incubadora.
  Esta
parceria que estabelecemos com o Instituto Superior de Ciências Sociais e
Políticas de que resultou programas de treino empreendedor oferecido a
residentes locais com formação superior, são um elevado investimento em capital
humano, associados ao sucesso empreendedor, à criação de empresas que se fixem
no território e que potenciam o desenvolvimento das regiões. Não
é necessariamente claro que o
sucesso de uma localidade ou região deva ser inteiramente baseada em medidas económicas de sucesso, mas as
empresas devem ser consideradas como parte de um sistema maior que consiste em
outras empresas, na sociedade em geral, em que a comunidade local pode ser
reconhecida como um alicerce importante para a atividade empreendedora.
  Na
minha opinião este projeto irá potenciar o desenvolvimento do concelho de
Fornos de Algodres, que é o nosso principal objetivo enquanto executivo municipal.
Os empreendedores com certeza vão criar empresas que vão ajudar o
desenvolvimento de toda a economia local. Isto é, aquilo que nós enquanto Câmara
pretendemos para o concelho.
Reportagem de
Sofia Pacheco

2ª Prova Regional de XCO em Fornos de Algodres

Foto:Sandra Pinheiro

  Este fim de semana, a A.D.F.A. Ciclismo deu um grande passo para a afirmação desta sua secção , com a realização da segunda prova regional de XCO, organizada pela Associação Regional de Ciclismo de Viseu , em parceria com a Associação Desportiva de Fornos de Algodres e o Município desta localidade.

  A prova realizou-se no Complexo Desportivo da Serra da Esgalhada , no sábado decorreram os habituais treinos de ambientação à pista . No domingo foi mesmo o grande dia, com as diversas provas a decorrer ao longo do dia .
  Em suma, foi uma prova que trouxe muita gente de diversas localidades e para a organização um bom momento , já que esta modalidade vai-se afirmando cada vez mais no panorama nacional.

Em atualização 

António Pacheco

Casa cheia para ouvir Maestro António Vitorino D’Almeida e o Poeta José Fanha

Vereador
da Cultura da Câmara Municipal de Mangualde,
João
Lopes, marcou presença nesta noite de agradável reconhecimento cultural

     Na passada sexta-feira, 29 de maio, a
Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde, teve ‘casa cheia’ 
para ouvir a excelência musical do maestro António Vitorino D` Almeida no
piano, acompanhado pelas vibrantes palavras declamadas pelo poeta José Fanha.
‘A MÚSICA E A PALAVRA’ foi o mote escolhido para a edição de maio do projeto:
‘AS SEXTAS DA LUA’, numa iniciativa que contou com a presença do Vereador da
Cultura da Câmara Municipal de Mangualde, João Lopes.

    Cerca de 150 pessoas que se juntaram em
torno da grande música e da grande poesia e tornaram esta noite cheia de
momentos únicos de emoção artística e agradável reconhecimento cultural, num
diálogo que se pretendia divertido, denso e feliz. A aposta destes dois
artistas fora dos grandes circuitos artísticos vem proporcionar às autarquias
uma oferta cultural de grande qualidade que, de forma envolvente, junta o
erudito e o popular, a música e a palavra.

     O projeto
‘AS SEXTAS DA LUA’
vai permitir que, na última sexta- feira de cada mês, a
comunidade se junte no café concerto, num ambiente acolhedor e intimista e que
vivencie um momento cultural que envolve a palavra e a música. Cada noite vai
ter um tema geral que vai servir de mote para diversas performances:
escritores, dramatizações teatrais, performances de dança, leitura de textos em
prosa ou poesia, entre outras formas de expressão, sempre com a música
presente. 
Por:Mun.Mangualde