Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: micologia

Tag Archives: micologia

Conselhos para a colheita de cogumelos silvestres

Reunidas as condições para a frutificação dos fungos, o Gabinete de Micologia do Município de Aguiar da Beira deixa alguns conselhos para a colheita de cogumelos silvestres:

 

1-A colheita deve ser feita sem prejudicar os locais onde aparecem os cogumelos.

2-Deve conhecer muito bem os cogumelos comestíveis e as espécies tóxicas semelhantes. Em caso de dúvida não colha!

3-Não misture cogumelos comestíveis com outros que não conheça na mesma cesta.

4-Não use sachos, enxadas, ancinhos ou outros utensílios que arrastem a caruma ou a folhada para encontrar os cogumelos. Use em alternativa um pau, uma navalha ou outro utensilio que não remova a camada superficial do solo.

5-Quando arrancar o cogumelo tape imediatamente o local. O terreno deve ficar igual ao que encontrou.

6-Não colha os cogumelos com o chapéu fechado para que liberte alguns esporos. Nesta fase a possibilidade de confusão também é maior.

7- Nunca use sacos de plástico, baldes, caldeiros ou outros recipientes idênticos. Deve usar cestas ou outros recipientes arejados que tenham aberturas laterais e por baixo.

8-Os cogumelos comestíveis que têm inicialmente forma de ovo, como a Amanita caesarea, só devem ser colhidos quando o chapéu estiver aberto, nunca em fase de ovo.

9-Não colha os cogumelos demasiado maduros, pois estão contaminados com outros fungos e bactérias que podem ser tóxicos. Deve deixá-los no local.

10-Não colha cogumelos em zonas contaminadas, bermas das estradas, terrenos onde foram aplicados pesticidas ou herbicidas, junto de lixeiras ou esgotos, etc.

11-Não destrua os cogumelos que não conhece, mesmo os venenosos. Deixe-os no local pois são importantes no ambiente.

12-Não coma o míscaro amarelo (Tricholoma equestre) em grandes quantidades e em dias seguidos.

13-Consuma os cogumelos de preferência num espaço de 24h após a colheita.

14-Deve devolver os desperdícios dos cogumelos a locais semelhantes onde foram encontrados ou limpá-los no momento da colheita.

Para qualquer esclarecimento adicional dirija-se ao Gabinete de Micologia da Câmara Municipal no das 9h às 12,30h e das 14h às 17,30h.

Confraria da Urtiga leva a efeito XIV edição do Passeio Micológico

A Confraria da Urtiga vai realizar no dia 1 de dezembro do corrente ano, a XIV edição do PASSEIO MICOLÓGICO dando, assim, continuidade a uma estratégia de transformação do património natural do Município de Fornos de Algodres num produto turístico, focalizando o interesse no potencial ecológico e socioeconómico dos cogumelos, ajudando a manter a integridade do ecossistema.

O evento constitui uma excelente oportunidade para os participantes poderem observar, identificar e alargar o seu conhecimento sobre inúmeras espécies de cogumelos no seu habitat, com o apoio de (re)conhecidos guias especialistas em Micologia. A edição deste ano conta com a participação de Àngel Torrent e Miquel À. Pérez de Gregório, especialistas representantes da Associação Micológica Joaquim Codina, de Girona/ Espanha, que nos acompanharão durante a saída de campo, abordando, durante o período da tarde, o tema das intoxicações por cogumelos, dando a conhecer Olot – a capital do vulcanismo, e os cogumelos que aí proliferam (cf. programa em anexo).

Ao início e, no final da manhã, haverá lugar para os prazeres da mesa, onde o cogumelo mais apreciado da região (boleto) e outros ingredientes de excelência se transformarão em iguarias gastronómicas, pelas mãos do Chef António Santos . Uma espécie de teatro gastronómico acompanhará a refeição, dando a conhecer a importância que os fungos tiveram na Restauração de Portugal como país soberano, há 378 anos atrás (a 1 de dezembro de 1640).

Não perca uma oportunidade diferente, de festejar o “Dia da Restauração” e desfrutar da generosidade da natureza, em Terras de Algodres!

Museu à Noite promove tertúlia sobre Cogumelos em Pinhel

cogNeste mês de  novembro, o Museu à Noite  em Pinhel vai ter como tema central os cogumelos silvestres e a micologia. Do Campo até à Mesa, com os devidos cuidados…

Estamos na época dos cogumelos e, na verdade, são muitas as pessoas que gostam de apanhar e saborear os chamados cogumelos “silvestres”, míscaros, tartulhos, frades, entre outras variedades comestíveis…

É neste contexto que o Museu à Noite de novembro se propõe trazer a debate a problemática dos cogumelos silvestres e as suas particularidades.

“Cogumelos… do Campo até à Mesa” é o título da tertúlia, em que o nosso convidado, Rui Cardoso Ramos, ajudará a identificar os cogumelos silvestres. Ouviremos ainda falar de micogastronomia, mas também da toxicidade que alguns exemplares apresentam, bem como do enquadramento legal dos recursos micológicos.

Em suma: há que conhecer para não estragar e, sobretudo, saborear.

Por:MP

Micologia em destaque em Aguiar da Beira

micoloO 2º Encontro Nacional de Formadores e Técnicos de Micologia, vai acontecer com a organização a cargo do Gabinete de Micologia da Câmara Municipal de Aguiar da Beira , no próximo dia 7 de maio de 2016.

Pelo segundo ano consecutivo o Município propõe-se reunir os representantes das estruturas mais representativas da área da micologia em Portugal e sensibilizar para a necessidade de intervenção das autoridades e entidades, no sentido de criarem condições para a padronização de atitudes positivas na exploração dos recursos micológicos em Portugal, através da partilha de informação responsável e utilitária dos mais variados setores da micologia e da preparação dos contextos que conduzam ao reforço do papel dos Técnicos e Formadores de Micologia na preservação dos recursos micológicos e à implementação, imprescindível, de regulamentação.

Por:Mun.A.B

Micologia em destaque em Fornos de Algodres

mic Durante cerca de uma semana, Fornos de Algodres foi palco da vigésima terceira edição das Jornadas Micológicas da Confederação Europeia de Micologia Mediterrânica (CEMM 2015).
Jornadas que trouxeram muitos visitantes a esta região das beiras, que assim poderam saborear algumas iguarias e desfrutar da bela paisagística.mic1
Foram dias com muitos temas a tratar e um roteiro turístico deveras interessante, para ficarem a conhecer sobretudo os estrangeiros as nossas culturas.
A organização esteve a cargo da Associação Micológica “A Pantorra”, o Centro de Investigação e de Tecnologias Agroambientais e Biológicas da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e a Câmara Municipal de Fornos de Algodres.

Por:Antonio Pacheco

fotos de Mun.Fornos de Algodres

XXIII Jornadas Micológicas da CEMM em Fornos de Algodres

pantorraAs XXIII Jornadas Micológicas da CEMM são organizadas pela ASSOCIAÇÃO MICOLÓGICA A PANTORRA, membro Associado da CONFEDERAÇÃO EUROPEIA DE MICOLOGIA MEDITERRÂNICA – CEMM
Realizam-se de 8 a 13 de Novembro de 2015, em Fornos de Algodres, uma pequena vila de 5.000 habitantes, localizada na região centro de Portugal, a meio caminho entre Espanha e o Atlântico, no sopé da Serra da Estrela, a  montanha mais alta de Portugal.
O alojamento dos participantes é no Palace Hotel & Spa Termas de S. Miguel (4 estrelas)

Desta forma aqui fica o programa:

Domingo, 8 de Novembro
15.00-20.00 – Receção dos participantes, no Hotel, com entrega da documentação e instalação do material de trabalho.
18.00 – Receção de boas vindas
20.00 – Jantar
21.30 – Apresentação e inscrição nos percursos
Segunda-feira, 9 de Novembro
7.00 – Pequeno-almoço
8.15 – Saída para os percursos
13.00 – Almoço
14.30 -18.00 – Workshops: classificação
18.00 – Revisão das espécies
19.00 – Conferências :Orador convidado: Pierre Roux – “Genre Pleurotus”.
20.00 – Jantar
21.30 – Reunião do Conselho de Administração da CEMM
Terça-feira, 10 de Novembro
7.00 – Pequeno-almoço
8.15 – Saída para os percursos
13.00 – Almoço
14.30-18.00 – Workshops: classificação
Workshop “Tinturaria com cogumelos”.
17.00 – Revisão das espécies
18.30 – Conferências – Orador convidado: Boris Assyov – “What is going on the good old Boletus? Recent changes due to phylogenetic data”.
Comunicações livres
19.30 – Degustação de produtos regionais
20.30 – Jantar
21.30 – Reunião da Assembleia Geral da CEMM
Quarta-feira, 11 de Novembro
7.00 – Pequeno -almoço
8.15 – Saída para o Buçaco em autocarro
13.00 – Almoço piquenique
17-18.00 – Workshops: classificação
18.00 – Revisão das espécies
19.00 – Conferências – Orador convidado: André Bidaud – “Quelques espèces remarquables du genre Cortinarius associées à Quercus ilex”
Comunicações livres
20.30 – Jantar com magusto.
Quinta-feira, 12 de Novembro
7.30 – Pequeno -almoço
8.15 – Saída para os percursos
13.00 – Almoço
15-16.00 – Workshops: classificação
18.00 – Revisão das espécies
19.00 – Conferências – Orador convidado: Luís Morgado – “Phylogenetic overview of the Entolomataceae with insights into biogeographical patterns”.
Comunicações livres
20.00 – Jantar de Gala com animação
Sexta-feira, 13 de Novembro
7.30 – Pequeno almoço
Manhã livre
12.30 – Almoço de despedida