Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: municipio de Fornos de algodres

Tag Archives: municipio de Fornos de algodres

Jovem fornense Rafael Antunes venceu 8º Concurso Internacional de Cozinha Nota a Nota

Cada vez mais os estudantes procuram atingir melhores resultados e melhores performances para terminar mestrados ou doutoramento dos seus cursos.

Deste modo, destacamos o jovem fornense Rafael Antunes que foi um dos vencedores do 8º Concurso Internacional de Cozinha Nota a Nota, juntamente com o seu colega Bruno Moreira Leite.

Estes jovens são alunos na NOVA School of Science and Technology |FCT NOVA, neste caso o Rafael, aluno do Mestrado em Ciências Gastronómicas da NOVA School of Science and Technology | FCT NOVA, juntamente com o seu colega apresentaram dois pratos a concurso, um prato principal, o “Note-by-Note Bitoque”, e uma sobremesa , o “Mille Molecules – Note by Note Dessert”, tendo o prato principal sido um dos vencedores desta edição do concurso.

Esta competição internacional, é organizada pela AgroParisTech, tem por base a hipótese de Hervé This, químico francês, que em 1994 propôs uma nova abordagem da cozinha em que se usariam basicamente compostos químicos puros, extratos e frações, não sendo usado diretamente qualquer tecido animal ou vegetal.

Neste caso, os fornenses também estão em destaque a nível internacional pela bela gastronomia.

Foto: NSST

Apresentação do estudo sobre a gestão dos biorresíduos em toda a área do concelho

Teve lugar no salão nobre do Município de Fornos de Algodres, a apresentação pública do Estudo Municipal para o Desenvolvimento de Sistemas de Recolha e de Valorização na origem de Biorresíduos no Concelho,  com a presença dos  Presidentes de Junta de Freguesia, com representantes da AMCB, da RESIESTRELA, do projeto Eco-Escolas, do  Presidente da Câmara Municipal de Fornos de Algodres, Manuel Fonseca, assim como de outras pessoas interessadas.

Em cumprimento do disposto do n.º 6.1.9 do Despacho n.º 7262/2020, de 17 de julho de 2020 do Fundo Ambiental, decorreu no dia 02/06/2021, pelas 19:00, no Edifício da Câmara Municipal, a apresentação pública do relatório preliminar – que se encontra em consulta pública – do Estudo Municipal para o Desenvolvimento de Sistemas de Recolha e de Valorização na origem de Biorresíduos no Concelho de Fornos de Algodres.

O Grupo de Trabalho do Instituto Politécnico da Guarda (IPG), coordenado pelo Prof. Dr. Pedro Rodrigues, apresentou os vários cenários que podem ajudar à definição da estratégia e das ações a desenvolver no que diz respeito à gestão dos biorresíduos em toda a área do concelho, em articulação com as políticas nacionais e europeias em matéria de gestão de resíduos.

O estudo desenvolvido, em articulação com a Associação de Municípios da Cova da Beira (AMCB), RESIESTRELA e Município, prevê a implementação de uma rede de recolha seletiva de biorresíduos e a implementação da compostagem doméstica e comunitária.

Recordamos que Portugal é obrigado a assegurar a sua recolha seletiva ou a sua separação e reciclagem na origem até 31 de dezembro de 2023 e, o presente estudo, irá ajudar o nosso Concelho a estruturar uma estratégia para responder a essa obrigatoriedade.

fotos:MFA

 

Exposição de Pintura “Silêncio Utópico” vai ser inaugurada na Muxagata

Vai ter lugar a inauguração na localidade da Muxagata, da exposição de pintura da autoria de Rui Ferreira, com o nome de “Silêncio Utópico”.

Vai estar patente na sede da freguesia, a inauguração será no próximo sábado, 5 de junho pelas 15 horas.

O pintor é natural de Lisboa ,mas já reside nesta localidade há largos meses, isto é escolheu esta localidade do concelho fornense para a sua morada atual.

Casa da Cultura de Pinhel acolhe exposição “Moringues, Moringos ou Moringas”

A Casa da Cultura de Pinhel tem patente a exposição “Moringues, Moringos ou Moringas”até ao dia 25 de julho.
Trata-se de um conjunto de peças que integram a coleção particular de César Tomé, que tem as suas raízes paternas bem vincadas na aldeia de Santo António de Azêvo, onde passou parte da juventude e de onde nunca se apartou.
Oriundas de diferentes territórios da lusofonia, mas também de outros lugares, as peças selecionadas  têm o intuito de mostrar as “viagens de um objeto utilitário através do tempo e do espaço lusófonos”.

Visitantes da Região Norte visitam Fornos de Algodres

Fornos de Algodres possuí já completamente trabalhados alguns roteiros turísticos e deste modo, nesta quinta-feira, estiveram de visita a esta localidade,  um grupo de pessoas oriundos da região do Porto, Penafiel e Santa Maria da Feira para visitar a vila e o concelho.

Assim estas visitas estão inseridas no programa de visitas guiadas a Fornos de Algodres que o Município fornense está a promover em parceria com a Fundação INATEL, no âmbito do Programa Inatel 55 +.

A Rota dos Solares foi a escolhida por ser mais fácil de as pessoas de alguma idade puderem circular mais favoravelmente, onde o guia fornense Bruno Rebelo explicou e deu a conhecer um pouco da história desta localidade, numa palestra no Centro Cultural Dr.António Menano para todos os presentes.

fotos:MFA

Apresentação da 2ªedição -Alto Mondego’ Rede Cultural

Vai ter lugar a Conferência de Imprensa de apresentação da segunda edição do Projeto “Alto Mondego’ Rede Cultural”, que integra os Municípios de Fornos de Algodres, Gouveia, Mangualde e Nelas.

Este evento servirá para a apresentação oficial das ações culturais e turísticas que integram esta Rede Cultural, fortemente ancorada no vasto património material e imaterial deste território e na itinerância de espetáculos em locais de elevado valor patrimonial.

Terá lugar no dia 22 de maio, às 11h00, no Auditório Multiusos de Nelas.

Programa

11:00h – Abertura | Apresentação do projeto
Presidente do Município de Nelas | José Borges da Silva
Presidente do Município de Mangualde | Elísio Oliveira Duarte Fernandes
Presidente do Município de Gouveia | Luís Manuel Tadeu Marques
Presidente do Município de Fornos de Algodres | Manuel Fonseca

11:20h – Ações a desenvolver
Capacitação Slackline | Rui Mimoso – Profissional de slackline, campeão nacional
Capacitação Arte Urbana | Desy CXXIII – Artista plástico
Capacitação Música | Artur e Bitocas Fernandes – Músicos e facilitadores criativos                                    
Capacitação Dança | Marta Silva – Coreógrafa e diretora artística

11:45h – Questões dos jornalistas

12:00h- Encerramento da apresentação e experiência slackline

Fornos de Algodres-Colocado parasitoide específico utilizado no controlo da praga que afeta os castanheiros

O Gabinete Técnico Florestal da Câmara Municipal de Fornos de Algodres (CMFA) em parceria com a RefCast – Associação Portuguesa da Castanha, no âmbito do combate à vespa das galhas do castanheiro, iniciaram no passado dia 13 de maio , as largadas, em diferentes freguesias, do parasitoide específico utilizado no controlo da praga que afeta os castanheiros.

Esta atividade enquadrada numa candidatura conjunta com a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM BSE) ao PDR2020, no âmbito da Operação 8.1.3 “Prevenção da floresta contra agentes bióticos e abióticos”, enquadrada no sistema florestal do Castanheiro, contou com a presença do Vereador da Câmara Municipal de Fornos de Algodres, Bruno Costa, da equipa técnica da Proteção Civil da CMFA, do Eng.º Almeida da DRAPC, da Eng.ª Silvia Pereira da CIM BSE, do Professor Laranjo da RefCast e dos proprietários.

Considerando que a vespa-da-galha-do-castanheiro está presente no território concelhio, de forma bastante evidente, a Câmara Municipal tem efetuado ao longo dos últimos anos várias largadas, em locais de maior concentração de soutos e castinçais.

O Dryocosmus kuriphilus Yasumatsu é um inseto conhecido com o nome vulgar de “vespa-da-galha-do-castanheiro” que ataca vegetais do género Castanea, induzindo a formação de galhas nos gomos e folhas, provocando a redução do crescimento dos ramos e a frutificação, podendo diminuir drasticamente a produção e a qualidade da castanha e conduzir ao declínio dos castanheiros.

O controlo da vespa-da-galha-do-castanheiro tem apenas um modo de luta autorizado, a luta biológica, que é realizada exclusivamente através da introdução de um inseto parasitoide específico, o Torymus sisnensis.

A vespa-da-galha-do-castanheiro é o mais perigoso inimigo do castanheiro até agora conhecido e contínua em expansão no Norte e Centro do país.

O município continua atento à evolução da praga no concelho e no próximo ano voltará a realizar as largadas necessárias face ao ataque detetado.

2ª Edição do “Programa Municipal de Capacitação das Respostas Sociais”inicia no Município de Fornos de Algodres

O Município de Fornos de Algodres vai promover um conjunto de ações de formação dirigidas às IPSS do Concelho, no âmbito da 2ª Edição do Programa Municipal de Capacitação das Respostas Sociais

Assim, segundo, Manuel Fonseca, Presidente da Câmara Municipal de Fornos de Algodres, o Programa Municipal de Capacitação das Respostas Sociais pretende responder a necessidades expressas pelas instituições do concelho em sede de CLAS.

O reconhecimento e valorização do trabalho desenvolvido pelas organizações do setor social é uma preocupação do executivo, que tem particular atenção às problemáticas sociais no apoio aos mais vulneráveis. Neste intuito, com o investimento neste conjunto de ações, pretendemos apoiar a qualificação das instituições e assim contribuir para uma melhoria da prestação de serviços e consequentemente numa melhoria da qualidade de vida de todos os que usufruem destes serviços.

 

Também deste modo, queremos manter-nos ao lado das instituições e demonstrar o nosso reconhecimento pelo árduo trabalho e esforço que marcaram a sua ação nos últimos meses, de modo a garantir a prestação de serviços com segurança e proteção, a todos aqueles (crianças, jovens, adultos e idosos) que estão ao seu cuidado nas várias respostas sociais e, de modo particular, daqueles que se viram privados de poder de sair do seu domicílio, mas a quem nunca nada faltou.

 Pelo feedback recolhido, inclusivamente da Segurança Social da Guarda onde este trabalho foi bastante elogiado, este Programa é uma boa prática que vamos manter e reforçar nos próximos anos, porque consideramos que apostando na qualificação das instituições, estamos a melhorar a vida de todos os que dela dependem, sejam utentes ou trabalhadores.

 Pretendemos assim, continuar a apoiar as instituições no caminho da qualidade para que pautem a sua atuação pela humanização dos serviços prestados, mas também incentivando ao culto de se tornarem bons locais para trabalhar.”

 A primeira ação contou com a participação de Amélia Martins, grande embaixadora da Humanitude em Portugal, dando especial contributo para a sensibilização e consciencialização das IPSS para a importância de nos mantermos “Humanos”, colocando consciência e método nos pormenores do cuidar, onde o Olhar, a Palavra, o Toque e a Verticalidade são os principais pilares. Este modelo/metodologia de cuidados permite avaliar e garantir a qualidade em Cuidados Humanizados nas respostas sociais, facilitando o uso profissional da Relação como ferramenta de trabalho.

Ainda durante o mês de abril terá início uma outra ação, em formato online, que será dinamizada por formadora qualificada e experiente na área legislativa para o terceiro setor (Ana Filipa Magalhães), que ajudará as IPSS do concelho a criar um “Regulamento Interno de Relações Laborais e de Direitos Humanos e a Dignidade da Pessoa Humana nas Instituições Sociais”. Pretende-se agregar neste documento as principais normas que se encontram dispersas por vários quadros normativos e torná-las transparentes, e, suficientemente claras, para que todos possam falar a mesma linguagem e uniformizar procedimentos, evitando conflitos gerados por desconhecimento ou má interpretação da lei laboral. Será, sem dúvida, um importante contributo para o correto e harmonioso funcionamento das instituições, e para a prossecução dos seus objetivos e desafios, seja na perspetiva dos direitos e deveres dos seus trabalhadores, seja na perspetiva dos utentes e da satisfação das suas necessidades.

Em resposta a necessidades expressas pelas IPSS do concelho será ainda dinamizada uma ação, em formato online, por formadora qualificada e experiente na área ( Rosa Maria Batista, Turnaround Social), sobre o tema da “Contratação Pública” com uma forte componente prática. Constitui objetivo principal desta ação dotar as IPSS de conhecimentos específicos nesta área e capacitar na elaboração de procedimentos de aquisição em conformidade com o regime jurídico da Contratação Pública.

O pessoal técnico e dirigentes das IPSS poderão, também, desenvolver técnicas e estratégias de intervenção e de comunicação em equipa, participando na ação “Liderança e Motivação de Equipas”, e na ação “Comunicação e Gestão de Conflitos”, dinamizadas por formadora qualificada e experiente na área (Ana Marques). Constitui objetivo principal destas ações promover o desenvolvimento de competências de liderança e de comunicação e aplicar as mesmas no contexto organizacional, na prevenção e resolução de conflitos interpessoais.

Do Plano de Formação fazem ainda parte ações direcionadas para os cuidadores das respostas sociais, abrangendo as áreas de: “Saúde da Pessoa Idosa-Cuidados Básicos”; “Segurança e Saúde no Trabalho – Situações Epidémicas/Pandémicas”; “Cozinha-Organização e funcionamento”; “Gestão de Stress e Gestão de Conflitos”. Trata-se de Unidades de Formação de Curta Duração (UFCD) que fazem parte de uma extensa oferta formativa, proporcionada pela empresa Mutação-Consultadoria, Estudos e Serviços de Formação Lda.

Programa “Fornos de Lés-a-Lés” já arrancou para toda a comunidade

Uma boa forma de ficar a conhecer melhor a natureza paisagística do concelho fornense.

Este foi um desafio do Município de Fornos de Algodres com a iniciativa do programa “Fornos de Lés-a-Lés” aos munícipes para percorrer os quilómetros equivalentes a uma ida a Fátima sem sair do concelho até 31 de maio de 2021.

O programa “Fornos de Lés-a-Lés”, desenvolvido no âmbito do projeto Fornos Vida e que agora se alarga a toda a comunidade, pretende desafiar a comunidade fornense a adotar um estilo de vida ativo e saudável, através de caminhadas, corridas ou passeios de bicicleta.

Este programa tem como objetivo convidar os participantes a realizar um total acumulado de 180 Km em caminhada ou corrida ou 360Km de bicicleta, pelo que, para participar devem os munícipes fazer o registo das atividades diárias numa App para o efeito (Ex: Strava, ou outra equivalente), e posteriormente enviar o link do registo das atividades, através da aplicação do WhatsApp, para o número 964286395.

Este registo permite aos técnicos do gabinete de desporto do Município de Fornos de Algodres monitorizar de forma sistemática os resultados e progressos de cada participante.

Desta forma, o Município de Fornos de Algodres pretende continuar a acompanhar a comunidade fornense, estimulando a atividade física como forma de mitigar os efeitos físicos, psicológicos e até sociais causados pela pandemia.

Fornos de Algodres- Triplicaram os produtores de queijo com certificação DOP Serra da Estrela

Tem- se assistido a um aumento gradual da qualidade do Queijo Serra da Estrela em Fornos de Algodres, dado que, em dezembro de 2018 ,tinha dois produtores com certificação Serra da Estrela DOP.

Depois da aposta por parte do Município na criação da plataforma “O Bom Sabor da Serra” que pode ser visitada, através de um simples clique, em www.obomsabordaserra.pt., em março de 2019, começou a aumentar o numero de produtores que queriam certificar o seu produto.

O principal objetivo deste mecanismo foi ter uma loja online intuitiva, que conseguisse impulsionar os melhores sabores de Fornos de Algodres em Portugal e, ao mesmo tempo, valorizar a Região e o trabalho dos nossos produtores. 

Com esta alavanca, na época produtiva 2019/2020, no Município de Fornos de Algodres verificou-se um aumento de 250% de produtores de queijo a certificarem o seu produto, como Queijo DOP Serra da Estrela. 

Das 15 queijarias licenciadas à data existentes no Município de Fornos de Algodres, 5 já aderiram ao processo de certificação de queijo DOP Serra da Estrela. Todo o processo de certificação do Queijo Serra da Estrela foi suportado pela Câmara Municipal de Fornos de Algodres. 

Na área geográfica de produção de Queijo Serra da Estrela, que engloba 18 concelhos, e de acordo com os dados da ESTRELACOOP – Cooperativa dos Produtores de Queijo Serra da Estrelao Município de Fornos de Algodres é o único Município que aumentou os produtores certificados (DOP) nos últimos anos, estando em contraciclo com os restantes Municípios. 

Nas  queijarias tradicionais a qualidade e a genuinidade são uma constante, no entanto para quem está longe e não pode visitar e comprovar localmente estas características, adquirir o queijo com certificação DOP Serra da Estrela e garantir a verdadeira qualidade nunca foi tão fácil: basta visitar a plataforma www.obomsabordaserra.pt.