Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: natal

Tag Archives: natal

Nelas atribuiu 40 vouchers de 25 euros cada em sorteio

O Salão Nobre da Câmara Municipal de Nelas, de acordo com as normas de funcionamento do projeto, acolheu o primeiro sorteio da campanha “Siga o Espírito de Natal e Compre no Comércio Local”, destinado ao apoio do comércio tradicional e dos serviços locais de todo o Concelho, a que aderiram já mais de 80 estabelecimentos e que se tem revelado um êxito, como se pode constatar até pelos mais de 5000 cupões que foram objeto de sorteio.
 Esteve a presidir ao sorteio , Borges da Silva, Presidente da Câmara, acompanhado pela Coordenadora da Proteção Civil Municipal e pela Coordenadora da Unidade Empreende, tendo sido sorteados 40 cupões, que deram origem a 40 vouchers de 25 euros cada, no montante total de 1000 euros.
Já a partir de amanhã, os Serviços Municipais da Unidade Empreende contactarão todos os 40 contemplados, no sentido de virem levantar o respetivo prémio, que poderá ser utilizado nos estabelecimentos aderentes do comércio tradicional e serviços do Concelho de Nelas até ao final do mês de abril.
No próximo dia 3 de fevereiro, pelas 15:00 horas, voltará a realizar-se novo sorteio de mais 40 vouchers de 25 euros cada, relativos aos cupões referentes às compras efetuadas entre os dias 4 e 31 de janeiro.
Campanha prolonga-se até abril
Para os comerciantes tradicionais ou serviços locais que ainda não aderiram à campanha “SIGA O ESPÍRITO DE NATAL E COMPRE NO COMÉRCIO LOCAL”, informamos que o poderão fazer até ao final do mês de Fevereiro de 2021, contactando o Município através do número 232941305, através do endereço eletrónico empreende@cm-nelas.pt ou dirigir-se pessoalmente às instalações da Unidade Empreende, sito no Edifício Multiusos na Praça do Município em Nelas.

Campanha “Natal a GUARDAr os nossos idosos”

MAIS DE TRÊS MIL IDOSOS PASSARAM O NATAL SOZINHOS

No contexto atual de pandemia COVID-19, e em complemento de todas as ações que vêm sendo desencadeadas por todo o seu dispositivo, a Guarda Nacional Republicana, desenvolveu, entre 18 e 24 de dezembro, uma campanha de acompanhamento dos idosos que vivem sozinhos, não só para diminuir o seu isolamento social, transmitindo uma mensagem de amizade e de esperança, mas sobretudo para os proteger, no âmbito do policiamento de proximidade. Ler Mais »

Mensagem de Natal do Presidente da FPF, Fernando Gomes

Assim, Fernando Gomes dirigiu-se à comunidade e deixou a seguinte mensagem de Natal:”A Federação Portuguesa de Futebol viveu no ano de 2020 os maiores desafios dos seus 106 anos de história.

Num ano marcado pelo aparecimento da pandemia, as vitórias e as derrotas, as alegrias e as tristezas, pela primeira vez no nosso historial, não poderão ser medidas pelos resultados das seleções ou pelas conquistas em campo.

O nosso sucesso em 2020, sejamos claros, passou muito mais pela nossa capacidade de servir aqueles que precisavam verdadeiramente de ajuda ou dos que mais se sacrificaram para poder ajudar o País e o mundo a encontrar uma janela de esperança nos dias mais escuros.

Procurámos dar a mão ao mundo do futebol, mas principalmente à sociedade civil – oferecendo o nosso know how, os nossos recursos financeiros e humanos e, essencialmente, a nossa boa vontade e disponibilidade total para acudir a quem precisou realmente de nós.

Preferíamos, com certeza, olha para o ano que passou e recordar orgulhosamente as qualificações para o Euro 2020 de futebol e para o Euro sub-21, a qualificação da seleção de futsal para o Mundial ou, entre muitos outros resultados, a conquista do título europeu de futebol de praia.

Preferíamos celebrar o nascimento da Casa dos Atletas, o crescimento da Portugal Football School, o trabalho de certificação das escolas de futebol ou o aumento da nossa base federada, mas sabemos que este não foi um ano igual aos outros. Sabemos que tivemos de encontrar dentro de nós a sabedoria de colocar o futebol num segundo plano e de nos concentrarmos, sempre que foi preciso, em ajudar doentes, médicos, enfermeiros, pessoal hospitalar, polícias, bombeiros, ou, simplesmente, os nossos compatriotas que enfrentaram e ainda enfrentam horas de grandes dificuldades.

Procurámos, como diz o aforismo, na humildade a grandeza de sermos maiores do que os nossos êxitos desportivos.

Se o conseguimos fazer, se persistimos em fazê-lo, isso só é possível graças à extraordinária equipa de funcionários, colaboradores, parceiros e sponsors que a FPF tem.

Este ano, muito mais do que em qualquer outro, a nossa direção, as nossas associações, os nossos atletas, os nossos treinadores, dirigentes e clubes também demonstraram uma capacidade de coesão adaptada aos tempos que vivemos e inversa à triste realidade de não podermos estar fisicamente juntos.

Lembro, nesta época natalícia, o sinal dado pela Seleção Nacional quando ofereceu grande parte dos prémios financeiros resultantes da qualificação para o Euro para ajudar o futebol amador. A nossa unidade revelou-se nos atos e não em meras palavras.

Se sentimos a falta uns dos outros é porque estamos a fazer as coisas certas. E se gostaríamos de celebrar este Natal como nos outros anos, em festa, também sentimos que a nossa identidade e os nossos valores não nos permitem festejos que coloquem em causa a segurança de todos.

Gostaria ainda de deixar uma palavra de esperança no futuro.

O futebol português soube adaptar-se, reagir e lutar contra todas as adversidades colocadas no seu caminho mas mais do que nunca os nossos olhos continuam a olhar em frente.

O “jogo” ainda está na primeira parte e teremos de continuar a dar o melhor de nós num contexto de inegável crise sanitária e económica. Assumimos a responsabilidade de tudo fazer para ajudar o país e os portugueses a superar os desafios que se apresentam.

Através do nosso exemplo e do nosso empenho sabemos que podemos contribuir para uma sociedade mais solidária, positiva e confiante nas suas capacidades.

E é esse o principal desafio de 2021: virarmos a página e construirmos todos os dias essa tarefa verdadeiramente tradicional que é a invenção do futuro.

Gostaria assim de desejar a todos um Santo Natal e um Feliz Ano Novo.

fonte:FPF

Idosos do concelho de Gouveia receberam lembranças de Natal

“Natal de Afetos”

Nesta semana, o Município de Gouveia entregou uma lembrança de Natal aos responsáveis pelos lares e centros de dia do concelho, para fazerem chegar aos utentes destas instituições, assinalando, assim, com este gesto simbólico a quadra natalícia. Denominado de “Natal de Afetos”, a ação do Município de Gouveia, percorreu 22 IPSS do concelho envolvendo no espírito de Natal 937 idosos.

Este ano, devido à situação de contingência para fazer face à pandemia, o Município não pôde levar aos lares/centros de dia o habitual momento de música e animação de Natal. No entanto, a autarquia quis cumprir a tradição e, através de um gesto simbólico comemorativo da quadra natalícia, levar aos utentes o mesmo brilho de anos anteriores e transmitir uma mensagem de amor, confraternização e amizade.

Os idosos são dos grupos que mais têm sentido a falta das famílias nesta época de pandemia. Com o aproximar do Natal, que este ano será diferente, esta saudade é ainda mais sentida e o Município de Gouveia não podia deixar de confortar os idosos que integram estas instituições, através da entrega de uma lembrança simbólica.

O “Natal de Afetos” é uma das ações do programa de Natal do Município de Gouveia que reconhece nas instituições particulares de solidariedade social um papel fundamental no apoio à população sénior e às famílias.

Artigo de opinião-Excessos no mês de Natal prejudicam possível gravidez

O mês de dezembro constitui um verdadeiro desafio e pode ser muito tentador para quem não resiste a doces, fritos e alimentos processados e acaba enredado em excessos. Mas, se está a tentar engravidar, de forma natural ou através de procriação medicamente assistida, deve aproveitar para adotar um estilo de vida saudável, mantendo um equilíbrio entre uma dieta e um exercício físico que permitam melhorar a fertilidade e, assim, alcançar a tão desejada gravidez. “Existem fatores que influenciam negativamente a fertilidade de homens e mulheres. É preciso ter cuidado com os excessos”, explica o Dra. Catarina Godinho.

A especialista acrescenta que a obesidade, o tabagismo e o álcool são de evitar, uma vez que condicionam as hipóteses de engravidar e deixa sete conselhos às mulheres e aos homens, a começar pela alimentação:

Dieta rica e equilibrada

Afaste-se do consumo de tabaco e álcool, pois está comprovado que prejudicam a fertilidade de homens e mulheres. Além disso, também deve evitar alimentos processados. Os alimentos naturais são a chave para alcançar uma dieta saudável. O consumo deve ser variado, rico em todos os tipos de alimentos, incluindo sementes, grãos, legumes, proteínas animais e/ou vegetais e produtos não refinados, ricos em fibras. “São essenciais os alimentos que contenham vitaminas e minerais como: ácido fólico (ajuda a prevenir defeitos e malformações no feto), DHA – ácido docosahexaenóico (essencial para a saúde do nosso cérebro, olhos e neurónios, além de revigorar os espermatozoides masculinos e promover o equilíbrio hormonal nas mulheres), Vitaminas B, C, D e E (para o controle hormonal, proteção espermática, desenvolvimento ósseo fetal, entre outros), selénio e cálcio”, revela a Dra. Catarina Godinho.

Controle o peso

Se optar por uma alimentação variada, rica em produtos naturais, não só conseguirá uma alimentação saudável, mas também evitará o excesso de peso corporal, grande inimigo da fertilidade. De acordo com a Dra. Catarina Godinho, “Quando se utiliza o tratamento reprodutivo assistido, o peso torna-se num grande obstáculo, pois provoca, nas mulheres, uma maior dificuldade da resposta aos medicamentos usados para induzir a ovulação, o que reduz as hipóteses de gravidez”. Além disso, “é também a principal causa de riscos obstétricos, tanto para a mãe quanto para o bebé”.A obesidade leva a um aumento das taxas de aborto e duplica o risco de morbidade fetal. O contrário também se verifica: a magreza extrema pode levar a problema de ovulação e dificultar a gravidez.

Procure apoio psicológico

Não tenha receio de pedir ajuda e nem a recuse mesmo que ache que não está a precisar de apoio psicológico. O processo de ser mãe nem sempre é um caminho fácil e tão rápido como desejamos. Ter apoio nas várias fases do tratamento e ter estratégias para lidar com essas emoções são alguns dos temas explorados na consulta psicologia.

Livre-se da ansiedade

O relaxamento físico e mental é importante para quem procura uma gravidez. “O ritmo de vida atual é um terreno fértil para o stress e a ansiedade, pelo que a meditação é recurso disponível, uma vez que ajuda a mitigar esses distúrbios psicológicos que ocorrem no dia a dia” e que se juntam, com frequência, à incerteza, mês após mês, de uma eventual gravidez.

Faça exercício físico

Se está a preparar-se para acolher uma vida dentro de si, deve estar o mais preparada possível para receber o embrião. “O exercício físico em si não melhora a fertilidade, mas produz benefícios cardiovasculares, metabólicos, endócrinos e neurológicos. Também ajuda a reduzir o stress e melhora o sono para pessoas que o praticam com frequência”, refere a Dra. Catarina Godinho. A prática de exercício físico leva-nos a ter um corpo saudável e a optar por uma alimentação mais equilibrada, portanto, abre caminho a um sistema reprodutivo mais bem preparado. “Porém, é importante encontrar um equilíbrio, pois tudo em excesso faz mal. Quando sujeitamos o nosso corpo a um esforço intensivo, que exige um gasto energético maior, ocorre uma alteração ao nível do hipotálamo, que pode eliminar o processo de

ovulação, que se traduz em amenorreia, por exemplo”, afirma.

Não se automedique

Converse com o médico que a acompanha sobre a medicação que toma regularmente e não inicie nenhuma medicação sem que o médico saiba.

Por último, mas não menos importante, mantenha um ciclo de sono saudável. É tão importante quanto a nutrição. Devemos dormir, no mínimo, oito horas por dia. O sono deve ser organizado de forma responsável, seguindo rotinas nas quais nos levantamos e vamos para a cama todos os dias na mesma hora. “Dormir no escuro também ajuda o corpo a descansar adequadamente, pois isso vai melhorar a produção de melatonina no nosso corpo. Não se trata apenas das horas que dormimos, mas da qualidade do nosso sono. Além disso, a melatonina desempenha um papel importante no desenvolvimento dos folículos ováricos”, conclui a Dra. Catarina Godinho.

Princesa Frozen, Olaf, Duendes e o Pai Natal percorrem concelho de Fornos de Algodres

O Município de Fornos de Algodres e o CLDS 4G, referem que nos dias 21 e 22 de dezembro irão percorrer o concelho na companhia da Princesa Frozen, do Olaf, dos Duendes e do Pai Natal, distribuindo presente de natal às crianças até ao 4º ano de escolaridade.
No dia 21 vão estar em Queiriz, Maceira, Sobral Pichorro, Fuinhas, Muxagata, Figueiró da Granja, Vila Ruiva, Vila Soeiro do Chão, Juncais e Fornos de Algodres (para as crianças que frequentam o Jardim de Infância).
No dia 22 na Matança, Rancosinho, Casal Vasco, Infias, Algodres, Cortiçô e Fornos de Algodres (para as crianças do 1º ciclo).

CIM-BSE promove press-trip para divulgar “o outro lado da Serra da Estrela”

A Comunidade Intermunicipal da Beiras e Serra da Estrela promoveu recentemente uma Press-Trip de dois dias. A iniciativa, inserida na campanha Somos Serra da Estrela, teve como objetivo dar a conhecer o outro lado da Serra para além da neve e dos roteiros turísticos. Num cumprimento escrupuloso das regras da Direção-Geral de Saúde (DGS), a CIM-BSE optou por convidar um grupo de apenas quatro jornalistas de órgãos de comunicação social de expressão nacional.

Tendo como enfoque os sabores, esta viagem deambulou pelos concelhos de Almeida, Pinhel, Mêda, Figueira de Castelo Rodrigo e Trancoso, e teve como produtos âncora o vinho, o azeite e a castanha. À gastronomia identitária juntou-se a cultura e a história, as gentes e as tradições.

No primeiro dia, da parte da manhã, visitaram o Polo-Museológico, Fronteira da Paz, em Vilar Formoso e exploraram a história de Almeida. O almoço foi em Pinhel, local onde os jornalistas provaram os vinhos da Beira Interior, numa visita à Adega Cooperativa de Pinhel. A aventura no primeiro dia incluiu, ainda, uma visita a Cidadelhe e terminou em grande com uma visita encenada, em Castelo Rodrigo promovida pela CARB. No segundo dia a manhã foi dedicada aos azeites de montanha, uma marca comum dos 15 municípios das Beiras e Serra da Estrela. Em Mêda, os jornalistas, depois de um breve seminário subordinado ao tema “o contributo dos azeites de montanha para o turismo”, que contou com as comunicações de Fátima Peres, do Instituto Politécnico de Castelo Branco e de José Assunção, da Associação de Agricultores para a Produção Integrada de Frutos de Montanha, puderam visitar olivais centenários e provar o azeite. Já de partida, ainda houve tempo para conhecer a aldeia de Marialva. A visita terminou em Trancoso, onde os jornalistas foram visitar um Souto com mais de 300 castanheiros centenários e terminaram com um passeio pelo centro histórico, com direito a uma degustação de produtos derivados da castanha.

Esta é a primeira ação de ativação da campanha “Somos Serra da Estrela” que, durante o ano de 2021, prevê iniciativas em todos os 15 municípios da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela.

Esta ação enquadra-se no Projeto Produtos Turísticos Integrados de Base Intermunicipal, desenvolvido pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, em parceria com o Turismo Centro de Portugal, cofinanciado pelo Portugal 2020, Centro 2020 e União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Excepções para poder circular durante a proibição de concelhos

A circulação de pessoas entre concelhos vai ser proibida, mais vai haver excepções para essa situação como mencionamos abaixo

  1. Às deslocações para desempenho de funções profissionais ou equiparadas, conforme atestado por declaração emitida pela entidade empregadora ou equiparada; por declaração de compromisso de honra, se a deslocação se realizar entre concelhos limítrofes ao do domicílio ou na mesma área metropolitana, bem como no caso de se tratar de trabalhadores do setor agrícola, pecuário e das pescas; declaração emitida pelo próprio, no caso dos trabalhadores independentes, empresários em nome individual ou membros de órgão estatutário;
  2. Às deslocações no exercício de funções ou por causa delas, sem necessidade de declaração emitida pela entidade empregadora ou equiparada, no caso dos profissionais de saúde e outros trabalhadores de instituições de saúde e de apoio social, bem como de pessoal docente e não docente dos estabelecimentos escolares; Nesta exceção, também está incluído o pessoal dos agentes de proteção civil, das forças e serviços de segurança, militares, militarizados e pessoal civil das Forças Armadas e inspetores da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica; Os titulares dos órgãos de soberania, dirigentes dos parceiros sociais e dos partidos políticos representados na Assembleia da República e pessoas portadoras de livre-trânsito emitido nos termos legais; Ministros de culto, mediante credenciação pelos órgãos competentes da respetiva igreja ou comunidade religiosa; E pessoal das missões diplomáticas, consulares e das organizações internacionais localizadas em Portugal, desde que relacionadas com o desempenho de funções oficiais;
  3. Às deslocações de menores e seus acompanhantes para estabelecimentos escolares, creches e atividades de tempos livres, bem como às deslocações de estudantes para instituições de ensino superior ou outros estabelecimentos escolares;
  4. Às deslocações dos utentes e seus acompanhantes para Centros de Atividades Ocupacionais e Centros de Dia;
  5. Às deslocações para a frequência de formação e realização de provas e exames, bem como de inspeções;
  6. Às deslocações para participação em atos processuais junto das entidades judiciárias ou em atos da competência de notários, advogados, solicitadores, conservadores e oficiais de registos, bem como para atendimento em serviços públicos, desde que munidos de um comprovativo do respetivo agendamento;
  7. Às deslocações necessárias para saída de território nacional continental;
  8. Às deslocações de cidadãos não residentes para locais de permanência comprovada;
  9. Deslocações por outras razões familiares imperativas, designadamente o cumprimento de partilha de responsabilidades parentais, conforme determinada por acordo entre os titulares das mesmas ou pelo tribunal competente;
  10. Ao retorno ao domicílio.

De qualquer modo, fica claro que em todas as deslocações “devem ser respeitadas as recomendações e ordens determinadas pelas autoridades de saúde e pelas forças e serviços de segurança, designadamente as respeitantes às distâncias a observar entre as pessoas”.

Além desta medida, o Governo explicou que, na noite de passagem de ano (entre 31 de dezembro e 1 de janeiro) será possível circular na via pública (sem mudar de concelho) até às 2h00, sendo proibidas as festas públicas ou abertas ao público “de cariz não religioso”. Já no dia 1, voltará a ser obrigatório recolher a partir das 23h00.

Quanto aos restaurantes, ser-lhes-á permitido funcionarem no dia 31 de dezembro, até à 1h00, e servir almoços, no dia 1 de janeiro, até às 15h30. No natal, aplicar-se-á uma regra semelhante: poderão estar abertos até à 1h00 dos dias 24 e 25 e servir almoços até às 15h30, no dia 26.

De notar que, no natal, não se aplicará qualquer proibição de circulação entre concelhos e a proibição de circulação na via pública só se aplicará a partir das 2h00, nos dias 24 e 25. No dia 23, esse dever de recolher não se aplicará às pessoas que se encontrem em viagem.

Estas medidas serão reavaliadas a 18 de dezembro e só serão efetivamente postas em prática se a evolução da pandemia continuar “no bom caminho”, isto é, o primeiro-ministro admitiu endurecer as restrições durante a quadra festiva, se a situação mudar radicalmente e a crise sanitária piorar.

Fonte:Eco.pt

Gouveia-Neste Natal Vamos Iluminar o Comércio Local / 9 de dezembro a 3 de janeiro

Decorre em Gouveia , um sorteio de Natal de modo a intensificar as compras no comercio local de 9 de dezembro até dia 3 de janeiro de 2021, com muitos prémios.
Assim ao adquirir compras no valor igual ou superior a 20.00€ com data de dezembro de 2020, deve
dirigir-se com a fatura da compra ao Posto de Turismo de Gouveia, à ADN Gouveia ou ao Posto CTT em Vila Nova de Tazem e receba três (3) vouchers de desconto, cada um no valor de 5,00€ (cinco euros).
Depois vá às lojas aderentes (identificadas com o autocolante da campanha) e desconte cada voucher de 5,00€ numa compra de valor igual ou superior a 20,00€
E habilite-se ao sorteio, no dia 6 de janeiro, de vales para descontar em compras nas Lojas Aderentes:
🌟 1 prémio de 2500,00€
🌟 2 prémios de 1000,00€
🌟 4 prémios de 500,00€
🌟 6 prémios de 250,00€
🌟 10 prémios de 100,00€
🌟 20 prémios de 50,00€

Pinhel de Natal até 6 de janeiro

E porque apesar de todas as limitações e de todas as contingências, o Natal é Natal,
tempo de esperança e de partilha, o Município de Pinhel vai organizar um conjunto
de iniciativas que obedecerão a todas as regras em vigor, podendo contudo ser
reequacionadas, consoante a evolução da situação epidemiológica do país e do concelho.
O “Pinhel de Natal” tem luz, através das iluminações natalícias
acenderam no passado dia 30, mas também o tradicional “Carrossel Parisiense”, este
ano instalado no “Bosque Encantado” (Parque Municipal da Trincheira), música de vários
géneros e outras animações com destaque para a “Chegada do Pai Natal” (dia 20 de
dezembro), o “Desfile de Mascotes” (dia 21), a Banda Itinerante Os Ajudantes do Pai Natal
(dias 22 e 23), culminando com a tradicional “Fogueira de Natal”, que começará a arder dia 24 de
dezembro, às 17.00h.

Programação:

Carrossel Parisiense
– 1 de dezembro a 6 de janeiro,
no Parque Municipal da Trincheira
(com acesso gratuito, sujeito ao
cumprimento das regras preconizadas pela autoridades de Saúde).
Recital de Natal com Vítor de Sousa (poesia) e Yan Mikirtumov (piano)
– 12 de dezembro (sábado), às 21.00h,
no Cineteatro São Luís.
Um dos mais acarinhados atores portugueses, Vítor de
Sousa, declama poemas natalícios de Fernando Pessoa,
Ary dos Santos, Bocage, António Gedeão, Miguel Torga,Eugénio de Andrade, Natália Correia, David Mourão-Ferreira, Manuel Alegre, José Régio… em diálogo musical com piano que interpreta repertório natalício: carols, tradicionais e clássicos do Natal.
Pais Natal Motards
– 18 de dezembro (sexta-feira), ao longo do dia, a circularem pelo concelho.
Organização: Motoclube Falcões da Estrada, com o apoio do Município de Pinhel.
Concerto Lírico de Natal
– 19 de dezembro (sábado), às 21.00h, na Igreja
de São Luís.
Um concerto em que a música se encarregará de apresentar belos contos de Natal portugueses.

Um convite para ouvir o tenor Paulo Lapa, a Meio-Soprano Patrícia Quinta, o ator Daniel Rocha e o Ensemble Protagonista.

Chegada do Pai Natal
– 20 de dezembro (domingo), às 16.00h, em
local a definir, seguida de desfile até ao “Bosque
Encantado” (Parque Municipal da Trincheira).
Desfile de Mascotes
– 21 de dezembro (segunda-feira), às 16.00h,
com início na zona das Escolas, passagem pela
Rua da República, seguindo até ao “Bosque
Encantado” (Parque Municipal da Trincheira).
Banda Itinerante Os Ajudantes do Pai Natal
– 22 e 23 de dezembro (terça e quarta-feira), ao longo do dia, passando sobretudo pelas
zonas de comércio tradicional.
Fogueira de Natal Motard
– 24 de dezembro (quinta-feira), a partir das 17.00h, junto à Igreja de Santo António.
Organização: Motoclube Falcões da Estrada, com o apoio do Município de Pinhel.