Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: natureza

Tag Archives: natureza

Guarda vai ter um Centro de Arte e Natureza

Foi aprovado pela Câmara da Guarda por unanimidade, a criação de um Centro de Arte e Natureza – CAN, no âmbito da parceria/protocolo de cooperação com a Associação Luzlinar e a Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, no âmbito do projeto ARS- Estrutura de investigação em Arte e Ciência.

No quadro da visão estratégica de desenvolvimento que a Guarda 2027 preconiza, designadamente o surgimento de projetos de longo prazo, este Centro nasce da necessidade de compreender as múltiplas relações entre o individuo e a natureza, integrando diferentes áreas do conhecimento, de valorizar as ligações da Cultura-Património com a criatividade, no seu entrosamento com as práticas contemporâneas e para promover as diferentes responsabilidades culturais, sociais e humanas face às novas questões colocadas pela complexidade do mundo contemporâneo, especialmente a emergência ecológica.

Focado no binómio relacional entre arte e ecologia, o CAN terá como domínios de ação a Investigação, a Cultura e Aprendizagem, desenvolvendo e acolhendo pós-graduações, mestrados, doutoramentos, bem como projetos transdisciplinares de pesquisa e seminários de investigação, apresentações públicas, exposições, performances, projeções cinematográficas, residências de investigação artística, simpósios, seminários e conferências. Trata-se de uma plataforma de promoção e aprendizagem da arte e ciência para a cultura contemporânea, como polo de investigação agregador de sinergias científicas, polarizador de novas linhas de trabalho cruzando com os conhecimentos empíricos e métodos de investigação de proximidade no terreno.

Tendo como âmbito territorial inicial as Beiras e Serra da Estrela, este Centro, com sede na cidade da Guarda – em espaço a anunciar em breve – integrará a Estrutura de Investigação Arte e Ciência – ARS, com cinco Unidades de investigação instaladas ao longo da faixa oriental da Serra da Estrela, nos concelhos do Fundão, Belmonte, Guarda, Celorico da Beira e Trancoso, e a intenção de promover a sua extensão à Raia Espanhola, em especial às comunidades autónomas de Castilla y León e Extremadura, e às cidades que vão integrar a candidatura “Guarda 2027” a Capital Europeia da Cultura.

A rede de investigação do CAN visa incorporar, de forma cooperativa e gradual, diversas instituições de ensino superior, associações congéneres e ONG nacionais e internacionais. Inicialmente, esta rede integra um conjunto de entidades parceiras que manifestaram interesse em aderir ao projeto, a saber: FBAUL, Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa – CIEBA, Centro de Estudos e de investigação em Belas-Artes; UTAD, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro – CITAB, Centro de Investigação e Tecnologias Agroambientais e Biológicas; UBI, Universidade da Beira Interior – LabCom, Comunicação e Artes; FBAUL, Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa / FCTUNL, Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa – Unidade de Investigação VICARTE – Vidro e Cerâmica para as Artes; ISA, lnstituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa; IPG – lnstituto Politécnico da Guarda / Unidade de Investigação para o Desenvolvimento do Interior; UP, University of Plymouth – Transtechnology Research (RU); USAL, Universidad de Salamanca (ES); DTK, Det Tverrfaglige Kunstinstitutt Kunstfagskolen i Bcerum (NOR) e EPLEFPA, Lycee Jean Monnet – Dep. Hautes Pyrenees(FR).

ADFA-Secção de Desportos na Natureza tem já atividades agendadas

Em comunicado, a ADFA-Associação Desportiva de Fornos de Algodres refere que criou a Secção de Desportos na Natureza ,no sentido de impulsionar o concelho de Fornos de Algodres, a comunidade residente e a quem o visitar, nas áreas, na prática de desportos e actividades na natureza.

A este projeto já se associaram a Associação Cultural Desportiva e Recreativa do Santo António da Ribeira, Fornos de Algodres e o projeto Vila Chã Aldeia Trail de Portugal, de onde irão surgir várias iniciativas e eventos relacionadas com as modalidades de atletismo, trail, ciclismo e outras que, se possam desenvolver na natureza. Esta parceria pretende cobrir uma lacuna existente na ADFA, na área das modalidades, e dar uma dimensão ainda maior a este grande clube já com décadas de existência e de sucesso. É também  objetivo levar a ADFA a todas as freguesias do município de Fornos, com a realização de várias atividades, tornar a “Desportiva” um projeto de todo o concelho e envolver ativamente o máximo número possível de munícipes e de quem nos visitar.

Todas as iniciativas e eventos a realizar no futuro, no âmbito desta parceria, pretendem dinamizar e divulgar todo o concelho de Fornos de Algodres, os seus pontos de interesse, os seus produtos, as suas fantásticas gentes, trazer mais visitantes e assim projetar a economia do município.

Assim, vai decorrer no dia 14 de agosto  uma atividade de “desportos na natureza” em Vila Chã, entretanto toda a informação será divulgada.

Por sua vez,  de 2 a 5 de outubro , acontece um evento que irá englobar a vertente desportiva, Trail Running, a prática de passeios e caminhadas na natureza, bem como a preocupação ambiental, a cultura, a gastronomia e a produção local. Será uma iniciativa que irá envolver todo o concelho de Fornos de Algodres, sendo o foco das atividades na aldeia de Vila Chã.

Está já agendado, um evento a realizar dia 19 de dezembro,  na sede de concelho, vila de Fornos de Algodres. Outras atividades, no mesmo âmbito temático estão a ser pensadas, planeadas e entretanto divulgadas. Foram também já realizadas várias parcerias ao nível empresarial e institucional do município de Fornos, bem como de concelhos limítrofes, no entanto outras se seguirão, mantendo-nos disponíveis para trabalhar em rede com quem tiver o mesmo propósito que nós é seja benéfico para este projeto. Todas as iniciativas a realizar, à semelhança das já realizadas em Vila Chã, terão a sua vertente solidária, ambiental ou de estímulo à produção local e divulgação dos produtos locais, levando-os ao conhecimento e à prova de uma vasta comunidade que nos visite e os adquira“, refere esta nova secção.

Rotas da Rede Municipal de Percursos Pedestres em Gouveia

O Município de Gouveia apresentou um leque de rotas da Rede Municipal de Percursos Pedestres , com objetivo de os seus visitantes conhecerem mais a fundo a beleza paisagística e as maravilhas naturais da Cidade Jardim, assim temos: PR1 GVA – Rota dos Galhardos
PR2 GVA – Rota dos Caminhos da Fé
PR5 GVA – Rota do Vale de Cadela
Todas estas rotas se encontram devidamente sinalizadas e podem ser realizadas de forma autónoma e sem o recurso a um guia especializado, podendo ser percorridas em grupo ou individualmente.
Todas as informações sobre o trilho como a ficha técnica, dificuldade, distância, cartografia, altimetria e informação turística, bem como uma descrição sucinta do património visível, natural e cultural, encontram-se disponíveis para consulta, na página do Município: http://www.cm-gouveia.pt/…/rede-municipal-de-percursos…/

Finalistas do AE Fornos de Algodres 20/21 organizam Concurso de Fotografia

Um olhar pela Natureza
Em tempos de pandemia, tudo está confinado, assim a Comissão de Finalistas do Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres 20/21, resolver lançar mãos às atividades.
Nada mais , nada menos que um Concurso de Fotografia, com o tema a Natureza, isto é podem realizar fotos a toda a beleza paisagística desta região e não só.
Assim para participar neste concurso basta enviar um email para finalistasaefa2021@gmail.com com as seguintes informações:
-Nome para a fotografia (opcional); A descrição da foto (opcional); A fotografia  anexada ao email (apenas uma);
 Comprovativo de transferência (mbway, paypall ou NIB) anexado ao email. de 2 finalistas.
Inscrições até 19 de março
-As candidaturas ao Concurso de Fotografia arrancaram a 5 de março e terminam a 19 de março.
-As fotos serão publicadas no dia 21 de março na página de Facebook dos Finalistas.
Depois serão votadas e vence a que tiver mais likes.Um voto corresponde a um like ou qualquer outro tipo de reação na foto. Cada pessoa pode votar em uma ou mais fotos, consoante a sua preferência!
.-O vencedor será anunciado nas nossas redes sociais e posteriormente contatado por email no dia 28 de março.
Para mais informações: REGULAMENTO

Esta é a nossa Árvore…qual é a tua?, desafia o Município de Gouveia

O objetivo será assinalar o Dia Mundial da Árvore,  no próximo dia 21 de Março, deste modo,o Município de Gouveia, em parceria com a GO Romaria e o GAF – Grupo Aprender em Festa, lança, a todos/as alunos/as do Agrupamento de Escolas de Gouveia, um desafio artístico subordinado à pergunta “Esta é a nossa Árvore .. qual é a tua?”. O desafio entra em vigor no dia 1 de Março de 2021 e termina no dia 16 de Março de 2021.
O objetivo é valorizar as espécies autóctones que fazem parte da flora da região, pois importa preservar o património natural do nosso concelho. “Assegurar a conservação dos ecossistemas locais, incluindo a sua biodiversidade, para melhorar a sua capacidade de proporcionais benefícios que são essenciais para o desenvolvimento sustentável” é uma das 4 metas do objetivo de desenvolvimento sustentável (ODS) 15 – Proteger a vida Terrestre, da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas. Esta atividade trabalha, assim, o #ODS15, promovendo a sensibilização e capacitação dos/as jovens do concelho para a biodiversidade local e a sua importância para um desenvolvimento sustentável dos recursos.
Num contexto artístico, o desafio é dar relevância e visibilidade a estas espécies, representando-as por meio de um desenho, pintura ou ilustração com técnica(s) ao gosto do artista.
Para esclarecimentos adicionais poderá contactar o 238290210 ou ambiente@cm-gouveia.pt
Todos os dados recolhidos aquando da participação do artista neste desafio artístico serão recolhidos única e exclusivamente para registo interno e não serão divulgados fora do contexto da atividade.

Protocolo de Cooperação entre o Município de Fornos de Algodres e o CERVAS

 Teve lugar recentemente, no Edifício da Câmara Municipal de Fornos de Algodres, a assinatura do Protocolo de Cooperação entre o Município de Fornos de Algodres e o CERVAS – Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens, que permitirá criar sinergias para potenciar a conservação da natureza e divulgação da biodiversidade, promovendo várias ações de Educação Ambiental.

Esta cerimónia contou com a presença do coordenador do CERVAS, Ricardo Brandão, do  Vereador da Câmara Municipal de Fornos de Algodres da área do Ambiente, Bruno Costa, e do Presidente da Câmara Municipal de Fornos de Algodres,  Manuel  Fonseca.

O protocolo de cooperação, aprovado por unanimidade em reunião de Câmara no passado dia 15 de fevereiro, terá como linhas gerais a colaboração do CERVAS na promoção da sensibilização ambiental do Concelho, bem como apoiar e/ou realizar trabalhos de monitorização na área ambiental, entre outras ações que estão descriminadas no protocolo assinado.

Ainda evidenciar que o CERVAS está incluído na Rede Nacional de Recolha e Recuperação de Animais Selvagens, da qual fazem parte cerca de uma dezena de centros de recuperação, e cuja entidade gestora é o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

III Caminhada da ISCMFA a 15 de junho

IMG_3446Como anualmente acontece, em Fornos de Algodres, a Santa Casa da Misericórdia , vai levar a efeito mais uma caminhada, pelo terceiro ano consecutivo, no próximo dia 15 de junho.

Desta forma, pelas nove da manhã, terá lugar a concentração, nas instalações da ISCMFA, com um itinerário que vai permitir a todos os participantes desfrutar das belezas da natureza.

O almoço-convívio vai decorrer no final do percurso, na praia fluvial de Fornos de Algodres.

Por:AP

Rota dos Ambientes Rurais” em Castelo de Penalva

ba813ccea29b022d9bf5e00cb3b5ada2_XL Numa organização conjunta da Câmara Municipal de Penalva do Castelo, junta de freguesia de Castelo de Penalva e apoio da Associação Cultural Castro de Pena Alba, Grupo Desportivo Cultural Bela Vista, Centro Social Paroquial de Castelo de Penalva, Bombeiros Voluntários, Unidade de Cuidados à Comunidade de Pena D’Alva e Agrupamento 149 CNE Ínsua, realiza-se, no dia 7 de maio, o percurso pedestre “PR4 PCT Rota dos Ambientes Rurais”.

A Rota é um percurso circular, com cerca de 12km, que circunda uma vasta área da freguesia de Castelo de Penalva, cuja sede, remotamente, foi berço do Município Penalvense e um ponto estratégico para o domínio e manutenção da paz em toda a área do enclave Dão-Mondego.

O percurso tem início na Igreja Matriz ou de S. Pedro e desenvolve-se em torno do rio Dão, com um aprazível ambiente rural circundante caraterizado por belas paisagens, grande diversidade de fauna e flora e diversos monumentos religiosos e histórico-culturais (capelas, alminhas, “ponte romana, castelo”…) que poderão ser apreciados pelo caminhante. Ao longo do percurso, os participantes serão surpreendidos com alguns momentos de animação, nomeadamente: as Lavadeiras no rio Dão, a travessia das poldras e o Alambique. Será ainda possível a visita ao interior das capelas e igrejas e apreciar o património desta freguesia.

Este ano a atividade terá algumas novidades: animação musical com a Tuna Realense e a presença das divertidas Marias Malucas Romeiras de Portugal que prometem uma manhã “agitada”.

A concentração dos participantes está marcada para as 8h30m junto à Igreja Matriz de Castelo de Penalva.

O preço de inscrição é de 3,00 € (seguro e almoço). A participação livre não tem qualquer custo associado. O pagamento é efetuado no dia do percurso.

A Autarquia disponibiliza transporte às 8h45m junto à Câmara Municipal.

Para mais informações ou inscrições (até 5 de maio), os interessados devem dirigir-se à Câmara Municipal (232 640 020), junta de freguesia de Castelo de Penalva (964 650 929) ou online (ficha de Inscrição).

Além deste percurso pedestre, existem no concelho mais quatro percursos pedestres devidamente sinalizados cuja calendarização 2017 é: PR2 PCT Caminho dos Galegos/Rota de Santiago, em Mareco (4 de junho); PR2 PCT Rota da Sr.ª da Ribeira, em Moinhos de Pepim (11 de junho); PR5 PCT Trilho do Ryal, em Real (2 de julho) e PR3 PCT Rota dos Cenários do Passado, em Esmolfe (23 de julho).

Por:Mun.PC

Grande adesão no Trail do Míscaro em Aguiar da Beira

trail miscA terceira edição do Trail do Míscaro em Aguiar da Beira decorreu no passado domingo, com uma forte adesão de participação, dado que estiveram presentes cerca de duas centenas de participantes.

Os atletas, na sua maioria de fora do concelho e vindos de diversas regiões do país e até do norte da Europa, como da Finlândia, desfrutaram do bom tempo e dos belos e diversificados ambientes naturais, com trilhos por pinhais, pedreiras, barragens, pomares, soutos ou prados. Tiveram tempo para saborear algumas das iguarias gastronómicas locais típicas da época, como o “míscaro amarelo”, ou a castanha.

A prova desportiva e recreativa, que este ano apresentou um Trail Longo de +/- 25 km e um Trail Curto e Caminhada Solidária de +/-10 km, “tem vindo a aumentar substancialmente o número de participantes e tem como principal objetivo a valorização dos recursos do território e das excelentes características para a prática de desporto na natureza”, referiu a organização.

O Trail do Míscaro aposta ainda na promoção dos estilos de vida rurais, saudáveis e de bem-estar no concelho de Aguiar da Beira, assim como na divulgação das condições favoráveis do território para a micologia, nomeadamente do “míscaro amarelo”, que se exibe como um dos produtos ex-líbris na gastronomia e economia local.

O 3º Trail do Míscaro foi organizado pelo jornal +Aguiar da Beira, em parceria com a Câmara Municipal de Aguiar da Beira, inserido no Certame Gastronómico do Míscaro, que dispôs ainda de mercadinho local, tasquinhas gastronómicas, workshops e passeios micológicos, sessões de live cooking e muita animação musical.

Por:Altino Pinto