Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: nelas

Tag Archives: nelas

“Alto” chega a Gouveia e a Fornos de Algodres

Depois de enchentes em Nelas e Mangualde

Depois de duas enchentes em Nelas e Mangualde, “Alto” continua em digressão pelo Alto Mondego. Em Gouveia, “Alto” chega no dia 11 de agosto, às 22h00, no Parque da Ex. Bellino & Bellino e a Fornos de Algodres no dia 18 de agosto, às 22h00, no Largo da Estação de Camionagem. O musical, criado pela Contracanto- Associação Cultural e que tem feito as delícias de quem assiste, surge no âmbito do projeto Alto Mondego’ Rede Cultural e conta com 35 elementos da comunidade de Nelas, Mangualde, Gouveia e Fornos de Algodres.

“Alto” conta as histórias do quotidiano e do que une os 4 concelhos. Uma homenagem às tradições, costumes e ao que de mais autêntico têm em comum. Quem passar pelo Alto Mondego neste verão tem, assim, uma experiência única para viver.

O adro da Igreja vai ser o lugar de todos os encontros. Por lá vão trocar-se histórias, experiências cochichos e memórias. Pelo meio haverá desentendimentos e picardias, mas, no fim de contas, haverá algo que falará sempre mais alto: O sentimento comum que é o orgulho em pertencer ao Alto Mondego. Este é o mote para uma história que traz recordações e memórias e que traz a palco a identidade comum do território. “Criámos um espetáculo muito próximo da população que relata vários momentos do quotidiano. Vamos resgatar memórias, recordações e vivências dos nossos avós e fazer uma homenagem à terra que todos partilham”, explica Sandra Leal.

A comunidade vai fazer dela própria. Serão as pessoas da aldeia e vão participar ativamente na trama. “Terão um papel muito ativo do início ao fim, só assim faz sentido. É muito bom ver o seu empenho, a sua evolução e entrega, mas também os laços que críamos, juntos. Todos sentem-se parte de algo maior e isso é muito gratificante”, destaca Sandra Leal.

A criação teve também a preocupação de trazer para palco o melhor e o mais distintivo do território. Assim, o Queijo Serra da Estrela, o Vinho do Dão, a Lã, o Azeite e outros produtos endógenos do território também vão estar em destaque. Como explica a dramaturga, “estes produtos fazem parte do cartão de identidade comum, são uma referência nacional e projetam o território além-fronteiras”.

O projeto “Alto Mondego’ Rede Cultural” junta os municípios de Nelas, Mangualde, Fornos de Algodres e Gouveia e é cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Paço dos Cunhas homenageia o Verão

O Paço dos Cunhas, restaurante de cozinha de autor e um dos ícones da vila de Santar, no Dão, lançou uma carta para a estação quente que homenageia tradições e costumes ancestrais da região, reinventando sabores e privilegiando a excelência dos produtos locais.

  Localizado numa propriedade senhorial do século XVII, na nobre vila de Santar, o restaurante Paço dos Cunhas é um ícone da cultura gastronómica da região Dão-Lafões, no distrito de Viseu. Fazendo jus à sua reputação de espaço de fine dining, o Chef Henrique Ferreira e a sua equipa desenharam uma carta para o verão que homenageia a cozinha beirã e as tradições de Santar, numa reinterpretação da cozinha tradicional portuguesa que resulta em pratos surpreendentes, onde o passado e o presente se cruzam de forma inesperada.

Quisemos homenagear as gentes e tradições de Santar, reinterpretando alguns dos clássicos da cozinha portuguesa, assim como do receituário regional, respeitando os produtos e ingredientes locais e próprios da estação, como é o caso do tomate coração de boi, o feijão verde, as nêsperas e mesmo as violetas, tão típicas nesta época. Mais do que apenas uma experiência enogastronómica, queremos que a visita ao Paço dos Cunhas seja uma viagem pelos sabores e pelas histórias guardadas ao longo do tempo nesta vila única”, afirma o Chef Henrique Ferreira, responsável pela cozinha deste emblemático espaço de gastronomia no coração do Dão.

A escolhas começam nas entradas, onde se destacam as homenagens a pratos tradicionais desta época, com reinvenções das estivais “Sardinhas Assadas com Pimentos”, dos “Peixinhos da Horta” ou da “Bifana no Pão”, tributos aos petiscos típicos dos convívios populares de verão.  No peixe, salta à vista a “Massa Fresca de Lingueirão à Bolhão Pato”, o “Arroz Caldoso de Polvo”, ou a “Caldeirada de Peixes da Nossa Costa”. O trabalho de reinvenção das receitas ancestrais está presente também na carne, onde se salientam pratos que revivem sabores antigos como o “Frango do Campo de Fricassé”, a “Barriga de Porco com Beterraba e Couve” ou o “Bife de Cebolada”.

As sobremesas respeitam o receituário português, contando histórias muito próprias, como o “Ananás, Violetas e Moscatel”, onde a fruta dos Açores é trabalhada com o moscatel e finalizada com um crocante de violetas, a relembrar as cores e aromas das ruas de Santar no verão; o “Creme Queimado de Nêspera e Chocolate”, com as nêsperas apanhadas no quintal; ou a “Rabanada de Sopa Dourada”, inspirada num clássico da doçaria portuguesa.

São muitas mais as opções, quer à carta, quer em três menus de degustação propostos pelo Chef: o menu “Origens” (27,50€, ou 36,50€ com harmonização), o menu “Santar” (35,00€, ou 50,00€) e o menu “Do Chef” (57,50€, ou 82,50€). Os menus de degustação têm a opção de harmonização com os melhores vinhos do portfolio da 1990 Premium Wines, das marcas Casa de Santar, Vinha dos Amores, Encontro ou Saturno, cuja seleção pode ser aconselhada pelo escanção e chefe de sala, André João.

Por último, uma referência à famosa “Broa de Milho” que é oferecida no início da refeição, amassada e cozida na cozinho do Paço dos Cunhas. Conta a história que, em tempos antigos, à massa que sobrava acrescentava-se canela e açúcar e faziam-se broas doces para as crianças no regresso da escola – a mesma “Broa Doce” que também está presente no cardápio, a acompanhar o café, assim como as “Farturas da Feira de S. Mateus” e as “Cavacas de Resende”, em versões aqui reinventadas.

 O Paço dos Cunhas é um dos nossos espaços de enoturismo mais carismáticos, onde aliamos o fine dining aos nossos vinhos de terroir, produzidos nas vinhas do Dão, da Bairrada e do Alentejo. A nova carta, elaborada pelos Chefs Henrique Ferreira e Alberto Correia, vem tornar as nossas experiências enogastronómicas ainda mais exclusivas e especiais”, refere Vítor Castanheira, CEO da 1990 Premium Wines, empresa detentora do Paço dos Cunhas.

A nova carta do restaurante Paço dos Cunhas estará disponível até ao próximo mês de outubro e as reservas podem ser feitas através do telefone 232 945 452 ou do email reservas.santar@1990.pt. O restaurante do Paço dos Cunhas abre de terça a quinta-feira para almoço, das 12h00 às 15h00; sextas e sábados, almoço e jantar, das 12h00 às 15h00 e das 19h00 às 22h00; e domingos para almoço, das 12h00 às 16h00.

Contracanto estreou musical nos municípios do Alto Mondego

No “Alto” há uma história para contar pela voz dos que cá moram

“Alto” é a nova proposta comunitária do Alto Mondego’ Rede Cultural. Um musical criado pela Contracanto Associação Cultural com um elenco de luxo que junta 35 elementos da comunidade de Nelas, Mangualde, Gouveia e Fornos de Algodres. “Alto” conta as histórias do quotidiano e do que une os 4 concelhos. Uma homenagem às tradições, costumes e ao que de mais autêntico têm em comum. Quem passar pelo Alto Mondego neste verão tem, assim, uma experiência única para viver. A estreia foi na passada sexta-feira, 24 de junho. No total são 4 apresentações, uma em cada município. Ler Mais »

Nelas com diversas atividades culturais

Foi um fim de semana dedicado à cultura com diversas atividades, em diferentes localidades do Concelho, proporcionaram momentos de interesse, animação e bem-estar, onde não faltou música, artes, termalismo, coreografias e marchas populares. Noites Combi, Arte para a Infância, Banho Santo e Marchas Populares fizeram o cartaz dos últimos 4 dias, no âmbito das Festas do Município 2022 que decorrem até ao fim do corrente mês.
Noites Combi
Na quinta feira passada, dia 9 de junho, o espaço envolvente ao Poço de Santa Bárbara, na Urgeiriça, foi palco do Concerto/Performance “Sax on the Road”, um projeto de música improvisada de António Ramos e Dolores Spínola, envolvendo o Teatro Viriato, o Cine Clube de Viseu e a Binaural Nodar, numa organização da Rede Cultural Viseu Dão Lafões e Município. Este cenário em património industrial foi o ideal para uma atuação plena de simbolismo, que cativou e envolveu todos os presentes, num encontro e diálogo entre o público e a cultura, transmitindo uma mensagem muito positiva a quem assistiu a este magnífico espetáculo.
Arte para a Infância
Nas Caldas da Felgueira, na sexta-feira, durante a parte da tarde decorreu o espetáculo “Arte para a Infância”, pela Companhia de Música Teatral, dirigido ao público infantojuvenil e integrado no âmbito do Consórcio das Termas do Centro, do qual o Município de Nelas é parceiro na promoção do território. Bastante participada, foi em ambiente de festa que os mais jovens e adultos assistiram a esta performance de sensibilização no Jardim Central da localidade, e que culminou com divertidos jogos tradicionais pela Associação das Caldas da Felgueira.
Banho Santo
O tradicional Banho Santo, assinalado no dia 11 de junho, no Largo do Balneário das Termas da Felgueira, bastante concorrido ao longo do dia, proporcionou um Mercadinho de produtos regionais e de artesanato que se revelou um sucesso, onde não faltou música, animação e gastronomia. Centenas de aquistas desfrutaram do “Banho Santo” e comprovaram a qualidade das nossas águas termais. As atuações musicais estiveram a cargo do Rancho Folclórico de Vilar Seco, seguido da atuação do Grupo de Metais da Sociedade Musical 2 de Fevereiro de Santar, que fizeram cantar e dançar todos os presentes, numa organização conjunta entre o Município, as Juntas de Freguesia de Canas de Senhorim e de Nelas, e Associação das Caldas da Felgueira.

ABC de Nelas com prestação positiva

Resultados do Fim de Semana do ABC de Nelas

sábado, 21 de maio

FUTSAL JUVENIS

Taça Nacional (3ª jornada)

ABC de Nelas 01 – 07 CRP Ribafria

 FUTSAL INFANTIS

Taça Distrital (1/4 final)

FCLMG-FC Lamego 00 – 05 ABC de Nelas

domingo, 22 de maio

 FUTSAL JUNIORES

Taça Nacional (3ª jornada)

AE Futsal AR 00 – 05 ABC de Nelas

SL Nelas passa a Centro Básico de Formação de Futebol

Depois de um mandato de dois anos, onde a recuperação financeira em plena pandemia, foi a prioridade da direção do Sport Lisboa e Nelas , depois encetou esforços para realizar um traçou como um dos principais objetivos para o presente mandato, iniciado em janeiro de 2022, a Certificação do clube como Entidade Formadora.

Nos últimos meses, iniciaram o processo e agora receberam a confirmação por parte da FPF e da AF Viseu que passaram a ser um Centro Básico de Formação de Futebol.

É um processo que o clube continuará a desenvolver nos próximos meses, de modo, a que no próximo ano seja atribuída uma avaliação que reflita melhor a história e os valores que o Sport Lisboa e Nelas têm no futebol distrital.

De recordar que este reconhecimento se junta à atribuição do Certificado da Bandeira de Ética, por parte do IPDJ, em abril deste ano, relativamente à realização da iniciativa – Ciclo de Conversas: “SL Nelas: A Ética não é uma moda”

Aguiar da Beira, Sátão, Penalva do Castelo, Mangualde e Nelas vão ter oficinas de cocriação

Vai ser promovido pela Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões e  Associação de Desenvolvimento do Dão (ADD), no âmbito do projeto CRAFT – Turismo Criativo Viseu Dão Lafões, entre os dias 08 e 15 de junho, vão promover oficinas de cocriação, dedicadas a participantes com competências criativas e de design.

Estes workshops, abertos ao público em geral, pretendem reinterpretar matérias primas tradicionais e desenvolver novas abordagens estéticas e modos de aplicação das mesmas. Aqui, os participantes, acompanhados por mestres artesãos locais, são desafiados a entrar em contacto e experimentar várias técnicas artesanais.

As oficinas de cocriação estão calendarizadas da seguinte forma: “Ferro e Vidro” | dia 08 | Antigo Balneário dos Ingleses, Canas de Senhorim | Nelas; “Cestaria” | dia 09 | Penalva do Castelo; “Têxtil” | dia 14 | Biblioteca Municipal | Aguiar da Beira; “Cerâmica” | dia 15 | Ateliê Sérgio Amaral | Mangualde.

De acordo com o Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, Nuno Martinho, “A CIM está empenhada em promover o património associado às artes e ofícios tradicionais, enquanto fator de diferenciação e competitividade turística. Com o projeto CRAFT pretendemos estruturar, no nosso território, uma experiência turística de âmbito cultural ímpar, capaz de afirmar Viseu Dão Lafões enquanto destino de excelência”.

“Com esta iniciativa a CIM e os seus parceiros pretendem começar a envolver a comunidade local e abrir portas a outros interessados neste projeto, muito focado na capacitação dos agentes ligados ao artesanato”, concluiu o Secretário Executivo.  

Segundo o Coordenador da ADD, Emanuel Ribeiro, “Esperamos atrair novos públicos através da oferta estruturada de experiências criativas e inovadoras de turismo cultural”.

Recorde-se que o Craft Turismo Criativo, assume-se como um projeto de valorização, qualificação e promoção turística baseado nos recursos e ativos patrimoniais, culturais e imateriais associados ao artesanato, do saber-fazer à criatividade, que conta com a participação ativa das comunidades de Aguiar da Beira, Sátão, Penalva do Castelo, Mangualde e Nelas.

As Oficinas de Cocriação são gratuitas e decorrem entre as 15h00 e as 19h00, as inscrições podem ser efetuadas em: https://tinyurl.com/9s7euyd

Vinho Casa de Santar Vinha dos Amores Encruzado, de 2017 venceu prémio

O vinho Casa de Santar Vinha dos Amores Encruzado, de 2017, da Global Wines, um branco elegante, harmonioso e de longa persistência, foi o vencedor do prémio “O Melhor do Ano” da 9ª edição do Concurso Vinhos de Portugal. O evento organizado pela ViniPortugal distinguiu os melhores entre mais de 1450 vinhos nacionais, tendo o júri atribuído 442 medalhas, entre as quais 36 na categoria Grande Ouro, 107 Ouro e 291 Prata.

A lista completa de premiados está disponível no site do Concurso Vinhos de Portugal em:  https://concursovinhosdeportugal.pt/

Os melhores vinhos do ano foram revelados no dia 6 de maio, na Cerimónia de Entrega de Prémios do Concurso, que se realizou no Convento de São Francisco, em Santarém, numa avaliação exigente que contou com um Júri Regular constituído por 86 jurados nacionais e 23 internacionais do sector, entre os quais enólogos, sommeliers, jornalistas, wine educators e outros.

O Concurso Vinhos de Portugal é um dos eventos de referência do setor, que reconhece a qualidade dos vinhos nacionais e promove experiências e sinergias entre produtores, especialistas nacionais e internacionais durante uma semana. Em paralelo reafirma a posição de excelência da produção nacional nos mercados de exportação.

Foto:CVP

Nelas-Festival Literário Elos “Ao encontro de Saramago” com grande sucesso

Chegou ao final,no passado sábado, dia 30 de abril, o Festival Literário Elos, que apresentou um programa diverso, para todos os gostos e idades, onde marcaram presença autores como Pedro Chagas Freitas, Pedro Seromenho, Lúcia Morgado e Violante Saramago, em ações lúdico-pedagógicas, de escrita criativa, animação, leitura e imaginação, para os alunos das escolas dos Agrupamentos do Concelho, desde o jardim de infância ao secundário, e também para adultos que estiveram presentes nas sessões que decorreram na Biblioteca Municipal e na Fundação Lapa do Lobo, no Encontro de Autores concelhios, com Violante Saramago, numa conversa informal, emotiva, e de homenagem a seu pai com a apresentação do livro “De memórias nos fazemos”.
No ano em que se assinala o Centenário de Saramago, o Trigo Limpo Teatro ACERT protagonizou o espetáculo “A Ilha Desconhecida”, baseado num conto do autor, e o espetáculo Músico Literário “20 Dizer”, que explora a musicalidade das palavras e a simplicidade de dar voz a seduções emotivas, convidando à participação do público, cerca de 215 alunos do secundário dos agrupamentos de escolas do concelho, ao longo do dia, e de todos os presentes na sessão da noite que decorreu na Biblioteca Municipal de Nelas.
As crianças dos Jardins de Infância participaram na Oficina do Óscar “Aqui Vamos Nós” e na apresentação do livro “Beijinhos”, e os alunos do 2º CEB dos Agrupamentos, assistiram à Trupe de Histórias da Companhia Zum Zum.
Ponto alto deste Festival Literário, foi a final do Concurso de Leitura em Voz Alta, no qual participaram os 24 finalistas do 3.º ao 6.º ano, e a entrega de prémios do Leitura a Par: Leitura em Família, a 44 participantes, que ao lerem em família fomentam hábitos de leitura, reforçando laços e incentivando o convívio em torno das histórias, dos livros e autores.
Aos livros foi associada também a caminhada “Nos trilhos da leitura”, num percurso pelas Caldas da Felgueira, que conjugou leitura, património natural e edificado, com paragem em locais que foram fontes de inspiração a autores de referência do século passado, como Carlos Sombrio e Thomaz Ribeiro, que marcam a história da estância termal, no ano em que se comemoram os 140 anos da Companhia das Águas Medicinais.
A 6.º edição do Festival Elos, uma organização da Rede de Bibliotecas de Nelas, representada pelo Município de Nelas, Fundação Lapa do Lobo e Agrupamentos de Escolas de Nelas e de Canas de Senhorim, assumindo-se como uma festa do livro e da leitura, culminou com grande êxito.

“Altamente” em Santar

“Altamente” em Santar marcou fim do primeiro ciclo de espetáculos do Alto Mondego Rede Cultural, com sala lotada, no Paço do Cunhas
Um espetáculo memorável e de grande interação com todos os presentes, coordenado por Artur Fernandes e Bitocas Fernandes, e protagonizado por elementos de associações culturais de Nelas e Mangualde, que apresentaram através da musicalidade a identidade e tradições destes dois municípios, numa história contada pelo som, inovadora e repleta de criatividade, espontaneidade e liberdade.
Do Concelho de Nelas participaram elementos da Banda Filarmónica de Santar e de Carvalhal Redondo, e professores da Escola Municipal de Música, que em interação com as associações de Mangualde, tiveram uma excelente prestação, bastante aplaudida, numa iniciativa cultural e musical que não deixou ninguém indiferente, e que vem reforçar a coesão entre instituições e territórios.
“AltaMente” conta com 8 espetáculos no total, estando o segundo ciclo de espetáculos previsto para junho, com participantes dos Município de Fornos de Algodres e Gouveia.
O projeto “Alto Mondego Rede Cultural”, é cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.
Fotos:Mun.Nelas