Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: nelas (Pagina 5)

Tag Archives: nelas

Comandante Nacional da ANEPC visitou Bombeiros de Nelas

O Quartel dos Bombeiros Voluntários de Nelas recebeu a visita do Comandante Nacional da ANEPC – Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, André Macedo Fernandes, acompanhado pelo Comandante Regional do Centro, António Ribeiro, e do CDOS – Comandante Distrital de Operações e Socorro, Miguel Ângelo David,  que visitaram, por uma guarda de honra do Corpo de Bombeiros, pelo seu Comandante e Presidente da Federação Distrital de Bombeiros, Guilherme Almeida, pelo Presidente da Direção, Manuel Silva e restante Direção e pelo Presidente da Câmara Municipal de Nelas, Responsável da Proteção Civil Municipal.
O objetivo da visita, inserida no conjunto de outras a Corpos de Bombeiros dos distritos da região centro, teve em vista agradecer o trabalho desenvolvido pelos Bombeiros na resposta ás diferentes tipologias de ocorrência e á situação pandémica da Covid-19.
Em Nelas, o  Comandante Nacional teve oportunidade para visitar o Quartel e conhecer a realidade do Corpo de Bombeiros de Nelas, inteirando-se das suas capacidades operacionais e dificuldades.

AF Viseu-Regresso das Competições no fim de semana de 8 e 9 de Maio

Em Comunicado a AF Viseu refere que:”em virtude dos constrangimentos provocados pela pandemia COVID-19, em que de entre os vários ocorridos até ao momento se destaca a paragem das competições desde Janeiro de 2020 por deliberação governamental, que originou elevada quantidade de jornadas e jogos por realizar, decidiu a Direção da Associação de Futebol de Viseu em sua reunião no passado dia 22, a título excecional, proceder à alteração dos formatos e respetivos regulamentos específicos que lhes dão suporte, das competições distritais de Futebol e Futsal no escalão Sénior.

Deste modo, e sem prejuízo do disposto no Regulamento de Provas Oficiais da AF Viseu da época 2020/21, e de acordo com o estipulado no seu artigo 128.04, que permite a alteração de formatos no decorrer da época desportiva, conjugado com o presente no Decreto-Lei 18-A/2020, de 23 de abril, que autorizou a proceder-se às alterações regulamentares necessárias para dar resposta a constrangimentos causados pela emergência de saúde pública relacionada com a pandemia COVID-19, vem esta Direção ao abrigo dos poderes que lhe são emanados pelo disposto no artigo 37 nº1 e nº2 alínea u) dos Estatutos da AF Viseu comunicar as decisões no Comunicado Oficial 102.

Regresso das Competições no fim de semana de 8 e 9 de Maio, em virtude de somente existir de momento a indicação do regresso das modalidades de médio risco (Futebol e Futsal) a partir de 19 de Abril, e desse modo permitir pelo menos 3 semanas de treinos em conjunto antes do 1º jogo da retoma.

Os treinos das modalidades de médio risco, só podem iniciar-se a 19 de Abril e sempre no estrito respeito das Orientações 036/2020 da DGS, a não ser que surjam nos próximos dias novas e melhores informações sobre esta questão.

Todos os Regulamentos específicos e suas devidas normas para cada uma das provas mencionadas em seguida serão publicados em breve.

Os clubes vão receber email nos próximos dias com o documento de aceitação ou não aceitação de participação nas provas mencionadas em seguida, bem como das Tabelas Classificativas (já anteriormente enviadas a todos). Os clubes vão ter até dia 5 de Abril de 2021 de responder oficialmente sobre se aceitam retomar a sua prática desportiva ou não nas várias provas nas quais se encontravam a participar.

Divisão de Honra da AF Viseu | Futebol

a)Conclusão imediata da 1ª Fase da Prova, com classificaçãohomologadadas equipas ordenadas em função dos critérios de coeficientes do nº de pontos conquistados/nº de jogos realizados.Em caso de empate aplicam-se os critérios de desempate previstos por coeficientes no R.P.O. Geral da AF Viseu.

b)Ausência de descidas de divisão e ausência de sanções disciplinares às equipas que pretendam por não continuar a competir em nenhum dos formatos a implementar.

c)Operacionalização de2ª Fase da Prova, de Modelo de inscrição Facultativo para apuramento de Campeão Distrital e como tal representante para o CP 2021/2021 e de apuramento do 2º representante para a Taça de Portugal 2021/2021, caso a FPF assim mantenha o disposto nos seus regulamentos da mesma.Esta fase é disputada por 8 equipas em 7 jornadas a uma volta.

As 8 equipas que em 1ª instância podem ter acesso a essa prova são as primeiras 8 Classificadas da Tabela Classificativa que anteriormente foi enviada a todos os clubes. Caso alguma das equipas opte por não participar é substituída sempre pela seguinte melhor classificada nessa tabela que assim o aceite.

d)Operacionalização de Modelo Facultativo de Taça da Divisão de Honra, para os clubes que não se qualificaram e inscreveram na 2ª Fase de Apuramento de representante para o CP. Modelo de taça a definir em função do número de equipas inscritas para a mesma e a divulgar em momento oportuno.

e)Operacionalização de Taça de Apuramento da 3ª Vaga da Taça de Portugal2021/2021 com jogo em campo neutro a uma só mão, entre o 3º Classificado do Apuramento de Campeão e oVencedor da Taça da Divisão de Honra.

1ªDivisão da AF Viseu | Futebol

a)Conclusão imediata da 1ª Fase da Prova, com classificação das equipas ordenadas em função dos critérios de coeficientes do nº de pontos conquistados/nº de jogos realizados.Em caso de empate aplicam-se os critérios de desempate previstos por coeficientes no R.P.O. Geral da AF Viseu.

b)Ausência de sanções disciplinares às equipas que pretendam por não continuar a competir em nenhum dos formatos a implementar.

c)Operacionalização de 2ª Fase da Prova, de Modelo de inscrição Facultativo para apuramento dos clubes que sobem à Divisão de Honra 2021/2022. Esta fase é disputada na Série Norte e na Série Sul por 8 equipas em 7 jornadas a uma volta. As 8 equipas em cada uma das séries que em 1ª instância podem ter acesso a essa prova são as primeiras 8 Classificadas da Tabela Classificativa que foi enviada anteriormente a todos os clubes. Caso alguma das equipas opte por não participar é substituída sempre pela seguinte melhor classificada nessa tabela que assim o aceite.

d)Calendarização de 3ª Fase para apuramento de Campeão da 1ª Divisão Distrital, a disputar entre o 1º Classificado da Série Norte e o 1º Classificado da Série Sul, em um único jogo em estádio neutro, mas que só tem efetividade se a 2ª Fase da Prova se concluir em tempo útil que ainda permita a realização deste jogo. Caso este jogo não tenha a possibilidade de se concretizar, não se apura esta Época Desportiva o Campeão da 1ª Divisão Distrital.

e)Operacionalização de Modelo Facultativo de Taça da 1ª Distrital, para os clubes que não se qualificaram e inscreveram na 2ª Fase de Subida. Modelo de taça a definir em função do número de equipas inscritas para a mesma e a divulgar em momento oportuno.

Taça Sub-21| Futebol

a)Clubes vão ter até dia 5 de Abril que responder via email com a entrega de Documento de Aceitação de continuação na prova mencionada. Esse documento será enviado nos próximos dias aos clubes em questão.

b)Caso todos os clubes aceitem continuar será a prova mantida e iniciar-se-á no dia 8 de Maio.

c)Caso existam desistências na participação, a prova poderá ter a necessidade de vir a ser alterada em função do que já estava anteriormente definido como formato da mesma.

d)Ausência de sanções disciplinares a quem até dia 5 de Abril comunicar que não quer continuar na prova na qual se tinha inscrito e que iria ter a sua 1ª jornada no passado mês de Janeiro de 2021.

FUTSAL

Indicações Comuns a todas as Provas de Futsal

a)Regresso das Competições só ocorrerá no fim de semana de 8 e 9 de Maio, em virtude de somente existir de momento a indicação do regresso das modalidades de médio risco (Futebol e Futsal) a partir de 19 de Abril, e desse modo permitir pelo menos 3 semanas de treinos em conjunto antes do 1º jogo da retoma.

b)Os treinos das modalidades de médio risco, só podem iniciar-se a 19 de Abril e sempre no estrito respeito das Orientações 036/2020 da DGS, a não ser que surjam nos próximos dias novas e melhores informações sobre esta questão.

c)Agendamento para espaço temporal próximo de reuniões com os clubes de cada prova que não se iniciou ou foi interrompida em Janeiro de 2021, para discutir o melhor formato e modelo que permita a Retoma Desportiva nas provas em questão, em função das escassas datas disponíveis de momento.

Taça Sub-21| Futsal

a)Clubes vão ter até dia 5 de Abril que responder via email com a entrega de Documento de Aceitação de continuação na prova mencionada. Esse documento será enviado nos próximos dias aos clubes em questão.

b)Caso todos os clubes aceitem continuar será a prova mantida e iniciar-se-á no dia 8 de Maio.

c)Caso existam desistências na participação, a prova poderá ter a necessidade de vir a ser alterada em função do que já estava anteriormente definido como formato da mesma.

d)Ausência de sanções disciplinares a quem até dia 5 de Abril comunicar que não quer continuar na prova na qual se tinha inscrito e que iria ter a sua 1ª jornada no passado mês de Janeiro de 2021.

Zonas Industriais de Nelas e Canas de Senhorim em movimento

Apesar das dificuldades decorrentes do surto pandémico que  afeta esta região,há mais de um ano, o investimento em diversos setores de atividade, e em especial no setor industrial e nas  Áreas de Acolhimento Empresarial, não tem parado de crescer, justificando os mais de 600.000m2 de terrenos adquiridos pelo Município nos últimos anos, muitos dos quais já foram cedidos a empresas instaladas, bem como a novas empresas.

Quer na Zona Industrial I de Nelas, quer na Zona Industrial da Ribeirinha, em Canas de Senhorim, tem sido intensa a procura de lotes para construção de novas unidades empresariais, sendo visível já os trabalhos preparatórios com vista à edificação de pavilhões industriais, acrescentando área aos mais de 65.000m2 de área coberta já edificada, desde 2014.

Um sinal de esperança de que, depois de controlada a fase sanitária, os empresários estarão à altura de vencer o desafio da retoma económica geradora de riqueza e emprego, contando sempre com o apoio e a pró-atividade da Câmara Municipal.

“Amentar as almas” este ano vai ser online inserido no projeto “Cultura no Dão”

A tradição de “Amentar as almas” é uma das atividades que assinala o período de Páscoa. Este ano a ação é desenvolvida nos Municípios de Mangualde, Nelas e Penalva do Castelo, numa iniciativa em conjunto, no âmbito do projeto “Cultura no Dão” e será online.

A tradição do “Amentar das Almas” consiste em orações cantadas em louvor dos que já morreram.  Uma tradição secular, também conhecida como “encomendação das almas” que surgiu após a Igreja Católica ter assumido, no Concílio de Trento, a existência do Purgatório.

 Na década de 50 ainda era habitual, em muitas aldeias das Terras de Azurara e Tavares, fazer-se o “Amentar das almas”, tradição recuperada pelo Município de Mangualde em colaboração com Rancho Folclórico de Santo Amaro de Azurara.

                                               TRADIÇÃO EM LIVE STREAMING

Devido à situação pandémica, este ano a tradição será assinalada online. A iniciativa irá decorrer no dia 27 de março pelas 21h30, em direto do Facebook dos três Municípios, no Facebook do Município de Mangualde, Município de Nelas e do Município de Penalva do Castelo.  Contando com vários grupos musicais da região.

Nesta noite, serão ouvidos os cânticos às almas do Rancho Folclórico de Santo Amaro de Azurara, pertencente ao município de Mangualde, a Associação Filarmónica de Vilar Seco, pertencente ao Município de Nelas e o Grupo de Cantares Da Ínsua, pertencente ao Município de Penalva do Castelo.

A tradição é um pilar essencial para o Município de Mangualde.

Construção do novo Canil Municipal de Nelas decorre a bom ritmo


Os trabalhos de construção do novo Canil Municipal de Nelas, oficialmente denominado “CRO – Centro de Recolha Oficial de Animais de Companhia”, localizado no sítio da Longra, junto à estrada antiga (agora requalificada) entre Nelas e Carvalhal Redondo decorrem a bom ritmo.

Esta infraestrutura, cujo investimento não será inferior a 115.000€, tem a comparticipação da Direção Regional das Autarquias Locais através de Contrato Programa até ao montante máximo de 50.000€, vai dispor de um edifício administrativo, de uma zona de alojamento de animais, de um gabinete veterinário equipado com tudo o necessário para o tratamento e bem-estar animal e de uma zona de atendimento ao público, sendo previsível que a conclusão das obras ocorra até ao final do mês de abril do corrente ano.

Centros de Saúde de Nelas e de Canas de Senhorim vão ser requalificados

A Câmara de Nelas já garantiu junto da CCDRC e do Ministério da Saúde as verbas necessárias para a requalificação e modernização quer do Centro de Saúde de Nelas quer do Centro de Saúde de Canas de Senhorim, edifícios esses cuja construção remonta ao final dos anos 70 do século XX.

O Centro de Saúde de Nelas terá um investimento de mais de 1,9 milhões de euros, numa área superior a 2.000m², e o Centro de Saúde de Canas de Senhorim, com uma área de cerca de 500 m², terá um investimento estimado superior a 550.000€.

Os projetos de arquitetura e especialidades estão a ser realizados com o acompanhamento da ARS – Administração Regional de Saúde, de Coimbra, e terão que estar aprovados em reunião de câmara e candidatados num aviso de candidatura recentemente aberto no Centro 2020 do PT2020, até 30 abril próximo.

Requalificação do Mercado Municipal de Nelas em curso

Está em curso o procedimento realizado pela Câmara Municipal de Nelas para realização da obra de requalificação do Mercado Municipal de Nelas pelo preço base de 460 mil euros, sendo o prazo de apresentação de propostas pelos empreiteiros até 15 de março, prevendo-se depois o início da obra em maio seguinte.

O investimento consiste, nomeadamente, na alteração e melhoria das condições estruturais gerais do edifício, cuja construção remonta ao início do século XX, abrindo-o também para Praça do Município e para o largo lateral, na parte de trás do Tribunal.

Dentro do edifício vão ser construídas instalações adaptadas à modernidade, privilegiando o caráter multiuso e terá também um espaço para incubadora de empresas. O projeto prevê a preservação da traça fundamental do edifício.

Os fundos comunitários asseguram o financiamento desta obra em 85% (conforme Aviso CENTRO 2020 publicado no passado dia 12 de fevereiro, que contempla o Município de Nelas com a verba de 1.029.202€ para este género de obras, apenas no centro histórico da sede de Concelho), sendo o restante assumido pelo orçamento municipal.

Estas obras de reabilitação sucedem a todas as que já foram nos últimos anos realizadas nas Quatro Esquinas e Rua Sacadura Cabral, na Rua Abel Pais Cabral, Praça do Monumento ao Bombeiro, Praça da Estação da CP, Rua Guilherme Faure e Av. António Joaquim Henriques, nele se incluindo também as obras que vão realizar-se proximamente na Avenida João XXIII.

Construção da Nova Etar da Ribeirinha, em Canas de Senhorim segue a bom ritmo

Segue em bom ritmo a fase de construção da Etar da Ribeirinha, no concelho de Nelas.

Está na fase de betonagem a construção dos tanques da nova ETAR que a Câmara Municipal está a construir nos limites da Zona Industrial da Ribeirinha, em Canas de Senhorim, e que vai servir, além daquela zona industrial, toda a zona de Canas de Senhorim nascente e também, no futuro, Vale de Madeiros.

Além dos trabalhos da ETAR, decorre ainda a construção do Sistema Interceptor na zona da Rua da Ribeirinha e nas ruas adjacentes, sendo que o Sistema Interceptor terá ligação à Rua Abílio Monteiro.

O investimento é superior a 500.000€, sendo 85% financiado pelo POSEUR, prevendo-se à conclusão dos trabalhos para agosto do corrente ano.

Nelas-Obras de requalificação do Jardim de Infância de Vilar Seco já iniciaram

As obras de requalificação do Jardim de Infância de Vilar Seco, no concelho de Nelas iniciaram recentemente.

Esta intervenção consiste no isolamento térmico e substituição da cobertura, pintura das fachadas e aplicação de caixilharia, num investimento de mais de 20.000€, estando inserida na progressiva requalificação do parque pré-escolar do Município de Nelas.

Também serão efetuados trabalhos no que diz respeito ao piso interior e ao sistema de aquecimento.

Estas alterações vão ajudar a reduzir o consumo de energia e garantir a eficiência energética do edifício, bem como proporcionar um melhor conforto e ambiente letivo a professores, auxiliares e alunos.

Este é mais um dos investimentos a somar aos muitos que têm sido efetuados nos últimos anos, em particular em infraestruturas da responsabilidade municipal do ensino pré-escolar e do 1.º ciclo, em diversos estabelecimentos um pouco por todo o Concelho e que prosseguirão até integral requalificação dos referidos espaços.

Projeto “Alto Mondego’ Rede Cultural” aprovado novamente

O projeto “Alto Mondego’ Rede Cultural”, uma proposta de programação cultural em rede no território composto pelos Municípios de Nelas, Fornos de Algodres, Gouveia e Mangualde na consolidação e afirmação do trabalho em rede já desenvolvido desde 2018, foi agora novamente aprovado.
Privilegiando uma verdadeira cultura em rede e uma eficaz itinerância das criações artísticas pelo território dos quatro Municípios, a rede cultural “Alto Mondego’” prevê o desenvolvimento de 24 espetáculos artísticos realizados ao longo de 18 meses.
Assim, tirando partido do trabalho de parceria já firmado entre os Municípios, são propostas novas ações adaptadas às exigências sociais decorrentes da situação pandémica vivida atualmente, tendo como objetivos: retomar a confiança na vida social por via da dinamização de eventos culturais ancorada nas associações culturais locais; fortalecer a economia local; promover as artes e as criações artísticas do território perante o público interno e externo; projetar a imagem do território e da região com impacto na captação de fluxos turísticos.
No plano de ação da rede assumem especial relevo as associações locais que, após uma primeira fase de capacitação, desenvolverão um trabalho de criação artística, permitindo conjugar manifestações artísticas, estilos e identidades distintas que partilham a origem no território do Alto Mondego e que culminarão na criação de espetáculos que serão apresentados em formato itinerante.
Operacionalmente serão contratados três artistas (capacitadores) de três áreas distintas (e.g. dança, música, teatro e artes plásticas), trabalhando cada um deles com duas associações locais de cada um dos Municípios, sendo capacitadas um total de 24 associações culturais para a realização de 12 projetos artísticos (6 associações, 3 projetos artísticos, por Município).
Importa salientar que no envolvimento das associações locais apresenta o duplo benefício: atender às necessidades dos agentes culturais locais decorrentes do cancelamento das atividades culturais provocado pela situação pandémica e de gerar dinâmicas e resultados nos projetos artísticos a desenvolver no período pós projeto.
O valor total para executar as ações previstas no projeto “Alto Mondego’ Rede Cultural” será de 292.223,40 € para os municípios e as associações envolvidas.
Em breve será feita uma apresentação pública do projeto dirigida às associações locais.