Início » Tag Archives: obras

Tag Archives: obras

CIM Região de Coimbra e CIM Viseu Dão Lafões exigem respostas para o IP3

Em reunião estiveram os presidentes das Câmaras Municipais de Coimbra, Mortágua, Penacova, Viseu, Santa Comba Dão e Tondela e das Comunidades Intermunicipais da Região de Coimbra e de Viseu Dão Lafões  em Penacova, com o objetivo de avaliar o projeto de requalificação/duplicação do IP3.

Ao longo da reunião, os autarcas mostraram a sua profunda preocupação pelos atrasos verificados na requalificação/duplicação do IP3 e consequentes impactos deste atraso na economia e na competitividade da Região e do País.

Foi, ainda, reforçada a urgência do início dos trabalhos do lote 1, respeitante ao troço entre o Norte de Santa Comba Dão e Viseu.

Não impactando com os processos em curso, nomeadamente do lote 1, os presidentes exigem que o Governo estude e implemente a solução integrada em perfil 2×2 ao longo de todo o percurso, nomeadamente entre Santa Comba Dão Norte e Coimbra, propondo-se que o Governo recorra à modalidade de conceção/construção que permita acelerar o calendário das obras.

Os autarcas solicitaram, ainda, uma reunião com o Governo, para que seja divulgado o cronograma de execução das obras do IP3.

Modernização da Linha da Beira Alta, obras de manutenção nas vias alternativas de ligação Nelas/Seia

Face às ocorrências registadas devido à chuva, na Rua Eng.º Alberto Vilhena que atualmente liga Nelas a Seia, a Câmara Municipal de Nelas procedeu de imediato ao reforço da sinalética e a reparações mais urgentes neste troço.
O Presidente da Câmara, Joaquim Amaral, encetou novo contacto com o dono de obra, Infraestruturas de Portugal (IP), e reforçou o pedido, no sentido de procederem à reparação imediata do pavimento, bem como assegurar a manutenção da via, enquanto decorrem as obras de Requalificação da Linha da Beira Alta para evitar situações semelhantes às de ontem. Para além desta intervenção, vai ser requalificado também o troço alternativo, da rotunda de Seia até ao viaduto (Quinta de Pomar), com início durante o dia de amanhã.
Na reunião tida  no local com os técnicos da IP, empreiteiro e Município, foi transmitido que a conclusão da empreitada da Ponte Nelas/Seia Alta, se prevê que ocorra em março de 2023, e foi reforçado mais uma vez pelo Presidente da Câmara ao dono de obra, IP, que a manutenção destas vias alternativas deverá ocorrer de forma contínua de modo a evitar incidentes, danos e incómodos a todos os seus utilizadores, nomeadamente aos munícipes residentes no Concelho. Da reunião realizada no passado mês de outubro com o Vice-Presidente das Infraestruturas de Portugal, ficou agendada uma visita ao Concelho de Nelas para se inteirar dos trabalhos que estão a decorrer no âmbito da Modernização da Linha da Beira Alta.
O projeto de Requalificação da Linha da Beira Alta foi há muito concluído e aprovado, não permitindo qualquer alteração ao projeto por parte da autarquia, visto que o dono de obra é a Infraestruturas de Portugal.

Modernização da Linha da Beira Alta-Visita às obras em curso com os Presidentes da Câmara

Prorrogação do Prazo para reabertura da circulação entre Pampilhosa e Guarda

O Presidente da Câmara Municipal de Fornos de Algodres, Manuel Fonseca, e de mais presidentes da Autarquias da linha da Beira Alta ,estiveram presentes na reunião, promovida pela Infraestruturas de Portugal, com as autarquias servidas diretamente pela Linha ferroviária da Beira Alta, que se realizou, esta terça-feira, 25 de outubro, no estaleiro da Mota-Engil em Abrunhosa a Velha.

Na reunião foi apresentado o atual ponto de situação das diversas empreitadas, as características técnicas especificas dos trabalhos executados, e o plano de intervenções que está a ser delineado de modo a se conseguir concretizar o grande objetivo que é dotar a Linha da Beira Alta de um serviço de transporte ferroviário mais moderno, seguro e ambientalmente sustentável.

A Infraestruturas de Portugal informou os autarcas que o encerramento à circulação ferroviária do troço entre Pampilhosa e Guarda, ocorrido em abril passado, permitiu viabilizar a concretização das intervenções planeadas em segurança e com muito maior eficácia do que teria ocorrido com a linha em exploração.

A Infraestruturas de Portugal detalhou aos autarcas presentes e aos seus representantes os restantes constrangimentos que têm impactado diretamente com a execução das empreitadas. Os impactos decorrentes da pandemia Covid19, o prolongar da guerra na Ucrânia, que tem afetado fortemente o mercado da construção, designadamente no tocante à disponibilidade e prazo de fornecimento de materiais de origem ferrosa e as dificuldades sentidas pelos Empreiteiros na contratação de subempreiteiros, obrigam a constantes adequações do Plano de Trabalhos, o que contribui de forma decisiva para a necessidade de prolongar o período de encerramento à circulação ferroviária na Linha da Beira Alta.

Realça-se que estava já previsto durante o resto do ano de 2023, o encerramento à exploração no período noturno e nos fins de semana, face à complexidade dos trabalhos.

Já no decorrer da empreitada, em setembro de 2021, a IP foi confrontada com a Declaração de Impacto Ambiental relativa à Duplicação do IP3, Coimbra – Viseu, que não validou a nova Variante a Santa Comba Dão, tendo sido antes aprovada a solução de duplicação do atual troço do IP3. Esta decisão obriga à demolição da atual obra de arte (viaduto) da Linha da Beira Alta no cruzamento com o IP3. A IP, perante a necessidade de, num futuro próximo, se ver obrigada a voltar a ter que encerrar a LBA para proceder à demolição da atual obra de arte e à construção de uma nova, decidiu avançar com a execução imediata destes novos trabalhos. Neste sentido, foi incluída a demolição da atual obra de arte e a construção de uma nova, já preparada para a duplicação do IP3, na empreitada em curso entre Santa Comba Dão e Mangualde. Esta intervenção iniciou-se no corrente mês de outubro, tendo um prazo total de execução de 270 dias.

Tal facto, associado aos constrangimentos referidos anteriormente, determina que não é possível reabrir o serviço no próximo mês de janeiro, sendo necessário prolongar a interdição do serviço ferroviário.

Relativamente ao transporte de passageiros, até à reabertura da circulação ferroviária, irão continuar a ser garantidos aos clientes da CP, os transportes rodoviários alternativos, que vão permitir às populações a manutenção de um serviço de transporte de qualidade.

Obras de requalificação da Av. João XXIII iniciam em Nelas

O Município de Nelas vai dar início na próxima segunda-feira, dia 3 de outubro, às obras de requalificação da Av. João XXIII, em Nelas, e espaços envolventes, com destaque para a intervenção nas infraestruturas existentes. A empreitada será realizada entre a Rotunda da Igreja e a antiga Escola Primária da Avenida, atualmente sede da Academia Municipal de Artes de Nelas.

A empreitada tem como objetivo principal em particular a requalificação das infraestruturas existentes, nomeadamente as redes de abastecimento de água, de drenagem de águas residuais domésticas e pluviais, infraestruturas elétricas e de telecomunicações, bem como a consequente organização urbanista e sustentada, através da promoção da mobilidade urbana e gestão do estacionamento automóvel. Não será, ainda, descurado o arranjo paisagístico, não só através da preservação de todas as árvores atualmente existentes, como também procedendo à plantação de novas, aumentando o número de lugares de estacionamento.

A pensar no bem-estar dos munícipes e de todos os visitantes, a intervenção irá criar condições de segurança e de conforto quer na circulação pedonal, quer na circulação automóvel, pelo que o projeto contempla vias pedonais com pelo menos 1,60 metros de largura e uma faixa rodoviária com 7 metros. Para contribuir para uma mobilidade mais inclusiva de utilizadores com mobilidade condicionada, para além da eliminação de alguns degraus existentes, algumas das passagens de peões de superfície, vulgo passadeiras, ficarão ao nível dos percursos pedonais, bem como a criação, ao longo da Avenida, de pequenas zonas de estadia, enquadradas com pequenas floreiras em aço-corten, que possibilitem o descanso e o disfrute da envolvente.

O projeto, que surge no âmbito do procedimento concursal realizado pela Câmara com financiamento do Portugal 2020, pretende a requalificação do arruamento rasgado no inicio dos anos 50 do século XX e que hoje em dia opera como uma das principais artérias comerciais e sociais da Vila de Nelas, verificando um forte crescimento da construção urbana ao redor nos últimos anos.

Os trabalhos irão decorrer faseadamente, minimizando o impacto sobre a utilização da via e causando o mínimo de transtorno aos utilizadores, tendo um prazo de execução de nove meses.

Muitas inaugurações no Dia da Cidade em Pinhel

Foi um dia em que , Pinhel assinalou os 252 anos da sua elevação à categoria de Cidade, por Alvará de D. José I, atribuído precisamente a 25 de agosto de 1770.

O Hastear das Bandeiras com a  Banda Filarmónica de Pinhel e Guarda de Honra pelos Bombeiros Voluntários Pinhelenses marcou o arranque das comemorações, seguida da Sessão Solene em que o Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Rui Ventura proferiu algumas palavras sobre este dia.

De manhã foi inaugurada a Avenida António Escudeiro Valente (topónimo atribuído em homenagem a António Escudeiro Valente, antigo Vereador da Câmara Municipal de Pinhel), e o Monumento de Homenagem às Vítimas da Covid-19. É um mais um projeto da autoria do arquiteto António Saraiva que é uma “Homenagem do Município de Pinhel às vítimas da Covid-19 e às suas famílias” assim como um “reconhecimento aos profissionais de 1ª linha ao combate da pandemia”.

Depois no período da tarde, com a presença da Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa foi inaugurada a Biblioteca Municipal Luís Augusto das Neves e o novo Parque de Caravanismo, duas obras muito importantes para atrair visitantes à cidade e a cultura e o turismo estão assim aqui ligados.

Nada melhor que um Sunset para refrescar ao final de tarde após um dia intenso de calor, já para finalizar a noite e as comemorações o  concerto com Sara Correia. Recorde.se que este dia está inserido nas festas da cidade de Pinhel que iniciaram no passado dia 13.

Inaugurados WC´s públicos na localidade de Pala-Pinhel

Na tarde deste domingo, na Freguesia de Pala, o momento foi festivo, dado que, foi com bastante esforço que foram construídos os WC´s públicos desta localidade.

Assim marcou presença, Rui Ventura , Presidente do Município de Pinhel, que descerrou a placa juntamente com o presidente da Freguesia e ainda estiveram presentes convidados e comunidade em geral.

Pode ser uma obra simples mas com significado, dado que, os visitantes e toda a comunidade têm um local público para usufruir.

fotos:MP

Celorico da Beira-Assinatura do contrato de financiamento para obras em Vide e entre Vinhas

Recentemente, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, aconteceu a assinatura do contrato de financiamento a celebrar entre a DGAL – Direção-Geral das Autarquias Locais, a CCDRC – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro e a Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia de Vide Entre Vinhas, no âmbito do programa de Equipamentos Urbanos de Utilização Coletiva -Subprograma 2. , no sentido de realizar as obras de conservação e requalificação do Salão Paroquial de Vide entre Vinhas.
No ato estiveram presentes o presidente da Câmara Municipal de Celorico da Beira, Carlos Ascensão, o Secretário de Estado Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Carlos Miguel, o Padre Daniel Barroso, a Diretora de Serviços de Apoio Jurídico e à Administração Local Maria José Castanheira Neves, a Diretora-Geral da Direção Geral das Autarquias Locais, Sónia Ramalhinho, bem como o Presidente da União de Freguesia de Cortiçô, Vide Entre Vinhas e Salgueiras, António Carlos Gomes, vários membros do executivo e população local.
No final da cerimónia, os presentes deslocaram-se até à localidade de Vide Entre Vinhas para uma breve visita ao Salão Paroquial que vai ser alvo de Obras de conservação e requalificação.
No local, teve lugar um Porto de Honra oferecido pela União de Freguesias de Cortiçô, Vide Entre Vinhas e Salgueirais para assinalar este momento tão importante para a Freguesia e para o Concelho de Celorico da Beira.
Fonte:MCB

Linha da Beira Alta encerra já segunda -feira dia 19

A Linha da Beira Alta irá encerrar para obras de modernização, a partir do dia 19 de abril. A Infraestruturas de Portugal (IP) está a cargo da obra, apontando uma duração de 9 meses para a requalificação do troço ferroviário.

O troço da Pampilhosa a Vilar Formoso, no qual a cidade de Gouveia se insere nas viagens dos comboios regionais estará interdito, dado que, sem o encerrar da linha, as empreitadas iriam prolongar-se por vários anos, com penalizações muito acentuadas sobre a fiabilidade e qualidade do serviço.

Em colaboração com as autarquias e com os Comboios de Portugal, a IP tem vindo a trabalhar num plano alternativo de transporte, sendo o serviço ferroviário substituído pelo transporte de passageiros através de autocarros.
As obras de modernização vêm melhorar significativamente as condições de transporte e segurança de passageiros e mercadorias que utilizam esta infraestrutura, dado que seria impraticável executar as obras mantendo a circulação ferroviária, mesmo que de forma condicionada.

Entre o aumento da capacidade de comboios, o reforço da segurança e a instalação de equipamentos de controlo modernos, a modernização integral da Linha da Beira Alta permitirá um transporte ferroviário mais eficiente ao nível regional — e até mesmo internacional.

O investimento total da beneficiação da infraestrutura ronda os 500 milhões de euros. A Linha da Beira Alta retoma serviço no início de 2023. Assim vai haver alternativa de autocarro.

Requalificação da EM 615-2, entre Corvaceira e Travanca de Tavares em curso

Arrancaram as obras de requalificação da EM 615-2, entre Corvaceira e Travanca de Tavares, onde estiveram , o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Marco Almeida, o Vice-presidente, João Pedro Cruz, o Presidente da União das Freguesias de Tavares, Alexandre Constantino, e os serviços técnicos municipais para se inteirar da obra.

Esta obra, esperada há dezenas de anos pela população, representa um investimento de cerca de 300.000€, e irá requalificar a via em cerca de 2km (campo de futebol de Corvaceira e o cruzamento da Rua Principal com a Rua da Igreja em Travanca de Tavares.)

Dos trabalhos a realizar será feita a escarificação do pavimento, construção de nova base de pavimento, respetiva pavimentação bem como as valetas revestidas a betão para drenagem superficial e posterior pintura da via.

Para o autarca mangualdense Marco Almeida, “Estamos a concretizar uma obra há muito tempo esperada pela população. Sabemos que demorou, mas finalmente conseguimos reunir as condições de avançar com este investimento. Outros investimentos na conservação e requalificação de vias se seguirão”

Trânsito condicionado nesta zona

O transito está interrompido entre o campo de futebol de Corvaceira e o cruzamento da Rua Principal com a Rua da Igreja em Travanca de Tavares. O acesso automóvel à aldeia de Travanca de Tavares terá de ser feito via Chãs de Tavares. O acesso aos residentes no troço acima referido será assegurado de forma muito condicionada, não se assegurando tráfego de passagem. Prevê-se que a interdição do transito vigore por 120 dias.

Gouveia-Drenagem Pública das Águas Residuais de S. Paio

A empreitada da Drenagem Pública das Águas Residuais de S. Paio está em curso, procedendo-se à beneficiação das infraestruturas de saneamento da freguesia. O projeto, segundo o Município de Gouveia, vem resolver os problemas de escoamento que se verificam na freguesia de S. Paio, promovendo a descontaminação dos solos através do encaminhamento eficiente das águas residuais.

Instalada há 40 anos, a rede coletora de S. Paio será reconstruída parcialmente. Substituindo-se e complementando as construções já existentes, a empreitada virá reduzir a poluição urbana nas massas de água.

A intervenção servirá 270 alojamentos, favorecendo as condições de saneamento de 332 habitantes. Com um prazo de 12 meses, a obra vem cumprir os níveis de qualidade regulamentar para as exigências ambientais.

O empreiteiro António Saraiva e Filhos, Lda tem a cargo a execução do projeto, prevendo-se a melhoria da capacidade do saneamento de águas, através da prestação de serviços mais eficazes e acessíveis.

O projeto, das Águas Públicas da Serra da Estrela, tem como entidade gestora o Município de Gouveia e é cofinanciado pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, pelo Portugal 2020 e pelo Fundo de Coesão da União Europeia.