Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: Páscoa

Tag Archives: Páscoa

Páscoa vivida nas Beiras e Serra da Estrela

 TRADIÇÕES PASCAIS NA SERRA DA ESTRELA SAEM ‘À RUA’

 Este ano, a Páscoa será de ‘nova retoma’ e com as principais manifestações pascais de referência no Território a finalmente saírem “à rua”. A Quadragésima, as procissões, vias sacras, as feiras de sabores e tradições, os mercados de produtos identitários voltam assim a ver a luz do dia, atraindo os visitantes aos centros históricos e culturais e às aldeias espalhadas por todo o território da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE). São Caminhos da Fé que podem muito bem cruzar-se com mais de 6 mil quilómetros de percursos pedestres e uma vasta oferta de saúde e bem-estar, gastronómica, cultural, histórica e patrimonial.

 Este ano, as dúvidas dissipam-se e a Páscoa nas Beiras e Serra da Estrela vai passar a ser vivida ao máximo depois de dois anos de confinamento forçado. 2022 marca o regressa aos grandes eventos de referência pascais por todo o país, e os 15 Municípios que compõem a CIM-BSE não são exceção. E o tão esperado regresso em pleno ao território nesta altura do ano já se faz sentir. O compasso de espera terminou e já são muitos os eventos alusivos à Quaresma e às tradições do sagrado que acontecem pelas aldeias e centros históricos até porque, pelas Beiras e Serra da Estrela as tradições do sagrado e da religiosidade das suas gentes, estão de tal forma arreigadas que este período pascal pretende ser vivido com intensidade entre famílias e amigos.

Desde as procissões, aos eventos da Quadragésima, passando pelas cerimónias do Lava pés, as vias sacras, canto dos martírios, a encomendação das almas, as feiras de sabores e os mercadinhos da Páscoa há muito para escolher.

  • No Município de Almeida, a Páscoa será de tradições e sabores inconfundíveis com o Mercado da Páscoa dedicado aos produtos endógenos e doçaria tradicional. Mas há mais – consulte aqui.
  • No Município de Belmonte, a Quadragésima – ciclo de Tradições da Quaresma e Semana Santa está de regresso à sua expressão máxima. Veja aqui.
  • A Páscoa em Celorico da Beira pode igualmente ser vivida com o melhor dos sabores e saberes desta Região. Consulte a agenda oficial do Município.
  • Considerando que a Páscoa é tempo de partilha, renovação e esperança, em todo o concelho da Covilhã há tradições seculares que marcam esta época, como é exemplo a ‘Quadragésima’, ciclo de Tradições da Quaresma e Semana Santa. Na agenda cultural pode ficar a saber o que é possível ver e sentir nesta quadra.
  • O Município de Figueira de Castelo Rodrigo promove nesta altura as tradicionais Férias da Páscoa. Mais informações.
  • Em Fornos de Algodres, pode dizer-se que a tradição Pascal abre as suas portas com o Domingo de Lázaro (domingo antecedente ao domingo de Ramos) em que se realiza a Procissão do Senhor dos Passos. Mas há muito mais a acontecer. Consulte aqui.
  • No Fundão, além da ‘Quadragésima’, ciclo de Tradições da Quaresma e Semana Santa, o Município convida a uma visita às Cerejeiras em Flor e aos Sabores da Páscoa com o Festival “Aqui Come-se Bem”. E para que não perca nenhum evento, consulte a Agenda Oficial.
  • Gouveia convida a uma visita ao território nesta altura do ano. Além do Festival Altamente – Alto Mondego Rede Cultural, é possível aproveitar e usufruir do tempo de descanso. Veja aqui algumas sugestões culturais nesta altura do ano.
  • A Guarda é um concelho de profundas tradições religiosas e de fé, a celebração da Páscoa é a maior e a mais importante festa da Cristandade. Este evento religioso cristão, têm assim, na cidade tradições seculares. Mais informações aqui.
  • Em Manteigas, além das propostas de Férias da Páscoa “Fora da Toca”, pode ficar a conhecer o Município nesta Páscoa. Site Oficial.
  • Se visitar Mêda na Páscoa, pode ficar a conhecer algumas das propostas culturais, locais a visitar no site oficial do Município.
  • Já em Pinhel, o período pascal condensa algumas das tradições e celebrações mais referenciadas como o Cantar o Terço ou a Encomendação das Almas, comum a várias aldeias, durante o período da Quaresma, habitualmente cantado nos pontos mais altos das aldeias, pedindo proteção para as almas dos entes queridos. Se quiser a ficar a saber mais sobre a agenda de eventos neste Município, consulte a Agenda Cultural.
  • No Sabugal, nesta época de recolhimento e de renovação são várias as manifestações religiosas associadas à Quaresma e à Semana Santa que decorrem por todo o concelho como a ‘Quadragésima’, ciclo de Tradições da Quaresma e Semana Santa. Mais informação aqui.
  • As tradições pascais no Município de Seia também não são esquecidas. Fique a saber o que pode apreciar no site oficial.
  • Em Trancoso, a Queima de Judas é um dos grandes eventos no concelho, mas não só. Consulte o agenda cultural do concelho para ficar a saber mais.

E nos Caminhos da Fé poderá cruzar-se com os Caminhos e Percursos Pedestres em pleno espaço de natureza em estado puro até porque o tempo já convida a passar mais tempo ao ar livre. Afinal são 6.300 quilómetros de percursos pedestres para usufruir do melhor do tempo de descanso e reflexão. A par dos eventos pascais de referência existentes em todo o território das Beiras e Serra da Estrela, a CIM-BSE dá uma ajuda a quem visitar o território a definir um roteiro gastronómico, cultural, natural e saudável para uma merecida pausa na Páscoa 2022.

 

Basta aceder ao Visite Serra da Estrela e idealizar o seu percurso de eleição, até porque, a Páscoa, este ano, convida a vir, ficar e a viver intensamente as histórias e saberes ancestrais, os sabores e os produtos característicos, com a cultura e o vasto património natural e edificado das Beiras e Serra da Estrela.

Em abril, experiências mil nas Aldeias do Xisto

O mês de abril chegou e com ele traz a Páscoa, a celebração da Liberdade, férias escolares, fins de semana prolongados. Já pensou como pode aproveitar da melhor forma estes dias? Espreite as experiências que temos disponíveis no Bookinxisto e encontre o programa certo para si.

Em abril, experiências mil. É este o mote e a promessa que as Aldeias do Xisto adotam para o mês que agora se inicia. Há fins de semana prolongados, Páscoa, Dia da Liberdade e férias escolares. Os dias já são mais longos e clamam para ser preenchidos com experiências inesquecíveis, como as que estão à sua espera no Bookinxisto.

Se está a pensar numa Páscoa tranquila e envolvida em natureza, as Casas de Campo Aldeia de Camelo, no concelho de Castanheira de Pera, têm uma proposta imperdível: três noites pelo preço de duas. A campanha está em vigor de 14 a 18 e 22 a 25 de abril.

A diversidade gastronómica é um dos elementos que mais diferencia as Aldeias do Xisto. Por isso, o Convento da Sertã Hotel e a Casa Ti’Augusta, localizada na Aldeia do Xisto da Figueira, juntam esforços para lhe dar a conhecer algumas das iguarias mais ricas e tradicionais desta região. Aprenda a fazer a deliciosa e tradicional Tigelada das Beiras em forno a lenha e, enquanto coze, faça uma visita guiada à aldeia. Esta experiência gastronómica inclui alojamento e almoço e está disponível de 22 a 24 de abril e de 29 de abril a 1 de maio.

Ainda no campo gastronómico, pode também aprender a fazer queijo fresco e compotas, a cozer pão em forno a lenha e até mesmo a confecionar a tradicional chanfana.

Se procura explorar e desfrutar da natureza, não faltam opções: há passeios que o levam a conhecer cascatas, ribeiras e fragas, bem como a flora, a fauna e a geologia que caracterizam a envolvente dos rios Zêzere e Ocreza. Estão ainda disponíveis programas completos, com alojamento, para fazer a pé ou de bicicleta, que atravessam o território e, além do património natural, lhe permitem conhecer e vivenciar a cultura tão particular das Aldeias do Xisto.

Para os amantes de artes e trabalhos manuais, temos workshops onde pode aprender a construir uma mini casa de xisto, conhecer as técnicas da talha em madeira, dominar a roda de oleiro ou aprender como fazer figurado em cerâmica.

É adrenalina e aventura que procura? Então, pode optar por percorrer, a pé ou de bicicleta, a Grande Rota do Zêzere ou praticar paintball, canoagem, rapel e tiro com arco junto à barragem de Santa Luzia, em Pampilhosa da Serra.

 

Se, por algum motivo, abril não for a melhor altura para si, saiba que há sempre algo a acontecer e é possível reservar alojamentos e experiências sem marcar data. No Bookinxisto, tem à sua disposição vouchers no valor de 100€, 200€ e 500€ que pode adquirir agora e usar quando lhe for mais conveniente, ao longo de todo o ano.

Por aqui, há sempre muito para ver, ouvir e sentir. Consulte o nosso calendário de animação, explore o Bookinxisto, reserve alojamentos e experiências, faça as malas e venha ter connosco.

Fotos:AX

Avisos e Liturgia do Domingo de Páscoa- Ano B

  1. a)         Este é um Domingo muito importante. Todavia, é um dia em que não é fácil pôr todos os recursos habituais a funcionar. Nestes dias, muitas pessoas (também os leitores, cantores e organistas) saem das suas comunidades para descansar um pouco ou para estar com as suas famílias, etc. Aqueles que ficam na paróquia terão que fazer um esforço acrescido por causa das celebrações da Semana Santa. Mas, nada disto deverá ser um problema. Com a simplicidade, faz-se dignidade e solenidade, tendo a consciência de que a celebração é para receber o dom de Deus. Assim, poder-se-á fazer um acolhimento às pessoas que chegam para a celebração. Em muitos locais já é habitual, mas neste dia deveria ser feito com mais “carinho”: desejar “Páscoa Feliz” à porta da Igreja e, assim, ir criando um ambiente familiar que ajude a viver uma celebração que é a mais importante. Para ilustrar este acolhimento, poderá estar afixado um cartaz a felicitar todos nesta quadra pascal (poderá já estar na Vigília Pascal), sendo complemento da ornamentação interior em que as flores se devem destacar.

Elo de Comunhão 04-04-2021

  1. b)         Este Domingo terá que fazer parte da preparação do conjunto da Semana Santa. É normal que dediquemos mais esforços às celebrações que são “diferentes” das habituais, como a de sexta-feira e da Vigília, mas temos que evitar cair na tentação de pensar que o domingo, por a celebração ser uma missa “normal”, não será necessário prepará-la. Se a preparamos ao mesmo tempo que o Tríduo Pascal, saberemos previamente com quem contaremos, o que nos ajudará a ser realistas e a não ter que improvisar. Sobre a ornamentação e ambientação festivas, tudo estará já preparado para a Vigília: as flores junto ao altar, ao ambão, à pia baptismal. O círio pascal, colocado junto ao ambão, poderá ter também uma ornamentação floral. Os paramentos serão de cor branca. Os cânticos deverão ser adequados ao Tempo Pascal, tendo em conta as possibilidades e o esforço acrescido que os cantores fazem nestes dias. O rito de aspersão da água benta terá que ser preparado, pois ele nos recordará o baptismo que recebemos, através de um cântico que o acompanhe. O canto da Glória deveria ser muito solene. A profissão de fé baptismal aparecerá com grande destaque, conscientes de que renovamos aquela fé pela qual Deus transformou a nossa vida, convertendo-nos em homens e mulheres novas. A oração eucarística bem proclamada e, se possível, a comunhão sob as duas espécies aos fiéis, dando um grande acento a esta parte central da celebração.
  1. c)         Ao preparar a celebração deste dia, devemos escolher os textos da segunda leitura, porque para ela temos duas opções, e o texto do evangelho. Esta é outra razão que leva a ter que preparar com tempo esta celebração e a não cair na improvisação no ambão. Para a segunda leitura temos dois textos paulinos, um da Carta aos Colossenses e outro da 1ª Carta aos Coríntios. Nestas leituras Paulo fala-nos das consequências da ressurreição de Cristo: a nova vida já não é como dantes. Acerca do texto evangélico, temos diversas possibilidades. Há um evangelho de S. João proposto para a missa do dia, mas também se pode proclamar o da Vigília Pascal. Se se trata da missa vespertina do Domingo de Páscoa, existe ainda uma terceira opção que é o evangelho dos discípulos de Emaús. Qualquer que seja a opção a tomar, o texto escolhido tem de ser proclamado com alegria, porque é a boa nova da ressurreição de Jesus, que tudo transforma naqueles que acreditam Nele. Para a primeira leitura e salmo não é preciso fazer opções. É um texto dos Actos dos Apóstolos que iremos lendo durante o Tempo Pascal, no qual veremos como Pedro anuncia a Boa Nova, e o salmo 117, tão apropriado para este (e também para os outros) domingo, com o refrão: “Eis o dia que fez o Senhor; nele exultemos e nos alegremos”.

http://www.liturgia.diocesedeviseu.pt/

Ano B - Tempo Pascal - Páscoa do Senhor - Boletim Dominical II

 

Diocese da Guarda-Vamos celebrar a Páscoa, mensagem de D.Manuel Felício

A Páscoa é a Festa das festas, porque celebra a Vida em plenitude inaugurada pela Ressurreição de Cristo.

Ora, a celebração do grande Mistério da Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo envolve para nós o compromisso de lhe ajustarmos, o mais possível, as nossas vidas.

Por isso, ao longo de toda a Quaresma, procurámos acolher o convite à conversão que a Palavra de Deus nos faz e responder-lhe, sobretudo através do Sacramento da Reconciliação, renovando, assim, a relação de amor e compromisso com o mesmo Deus, própria de todos os baptizados.

A oração mais intensa, o jejum e a partilha fraterna, juntamente com a revisão da nossa vida pessoal diante da Palavra de Deus foram o caminho que procurámos percorrer, ao longo de toda a Quaresma. Agora temos pela frente as celebrações mais significativas e importantes de todo o ano, a começar pelo Domingo de Ramos, continuando na Semana Santa, com o Tríduo Pascal e a Páscoa da Ressurreição.

No ano passado, estivemos impedidos de viver estas celebrações em assembleia. Graças a Deus que este ano já temos essa possibilidade, embora com consciência das necessárias restrições e a obrigação de cumprirmos as regras que já conhecemos.

Vamos, assim, reviver a entrada solene de Jesus em Jerusalém, aclamado pela multidão como sendo o Messias esperado. Nesse mesmo dia, Domingo de Ramos, a leitura da Paixão dá-nos a entender que Messias era aquele, que a multidão aclamava, mas poucos dias depois já para ele pedia a morte na cruz.

Na Quinta-Feira Santa, depois de, da parte da manhã, celebrarmos com os nossos Padres, o grande dom do Sacerdócio, comemoramos, ao fim da tarde, a Instituição da Eucaristia e do mesmo Sacerdócio, na Última Ceia e também o Testamento do Mandamento Novo.

A Sexta-Feira Santa é dia de silêncio e contemplação diante do Mistério da Paixão e Morte de Jesus. Esse silêncio e essa contemplação continuam durante todo dia de Sábado Santo, até à Vigília Pascal, em que cantamos o Aleluia da Ressurreição, depois de escutarmos a Palavra de Deus e renovarmos as promessas do nosso Baptismo.

A Páscoa convida-nos, assim, a contemplar, por um lado, a beleza da Vida plena inaugurada pela Ressurreição de Cristo e, por outro lado, o percurso que temos de fazer para que toda a nossa existência seja presença e espelho dessa Vida plena.

Não vamos ter, ainda este ano, possibilidade de celebrar a Páscoa também com as tradicionais procissões e outras manifestações públicas comemorativas dos acontecimentos da Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo e suas implicações na vida pessoal e social das pessoas. Por isso, não haverá a Procissão de Enterro do Senhor, nem os tradicionais cantares dos Martírios do Senhor ou outras tradições populares, como é o amentar das almas. Nem haverá a Procissão do Aleluia, na manhã do Domingo de Páscoa, como também não estão autorizadas as visitas pascais, com o beijar da Cruz, de porta em porta. Porém, longe de impedirem ou dificultarem a celebração do Mistério Pascal, essas ausências queremos que sejam oportunidade renovada para concentrarmos mais a nossa atenção e contemplação no Mistério que celebramos.

Contamos com a Graça de Deus e com o exemplo e intercessão de Maria Santíssima e de todos os Santos, este ano em particular com S. José, que é para nós modelo de silêncio e de contemplação, de vigilância e dedicação à grande causa que Deus lhe confiou – ser guardião de Jesus e da Sagrada Família.

 

Guarda-Férias Ativas Páscoa 2021 com edição especial online

Vão decorrer de 29 de março a 1 de abril, numa organização do Município da Guarda mais uma edição das  Férias Ativas (Páscoa 2021)mas, desta vez, devido às circunstâncias pandémicas em que nos encontramos, todas as atividades vão realizar-se online, no Facebook do Município.

As iniciativas propostas destinam-se a jovens entre os 6 aos 16 anos, e serão de âmbito desportivo, recreativo, cultural e ambiental. A iniciativa é gratuita, acompanha a interrupção letiva e vai estar acessível a todos. O desafio do Município da Guarda é que as crianças se divirtam e aprendam em família. Há atividades para todos os gostos: da educação alimentar com dicas de culinária saudáveis ao exercício físico, da música e sons inusitados às artes manuais, da história local com uma viagem por castelos da região à ciência, possível, numa varanda. São muitas e boas as sugestões, todas elas capazes de despertar a criatividade de miúdos e graúdos.
Esta iniciativa é dinamizada pelo setor do Desporto, pela Educação e pela Cultura, esta última através do Teatro Municipal da Guarda (TMG), Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço (BMEL) e Museu Regional da Guarda. De destacar ainda, nesta edição especial, a colaboração do Geopark Estrela com o filme “A Estrelinha no Geopark”.

Aqui deixamos o programa completo da iniciativa. Agora é só participar!

PROGRAMA FÉRIAS ATIVAS – PÁSCOA 2021

29 de março

12H00

Workshop “Mãos a mexer

Dinamizado pela BMEL

Como compor imagens utilizando fragmentos? Aqui pretende-se abordar a ideia de como a imagem se forma nos nossos ecrãs. Partindo da semelhança entre um pixel e um ponto de uma pintura.

16H30

Viagem Imaginária – À conquista dos Castelos Medievais do Distrito da Guarda

Dinamizada pelo Museu Regional da Guarda

Bem-vindos amigos e aventureiros! O percurso planificado para realizar este peddy paper virtual pelo distrito da Guarda permite-te efetuar uma magnífica viagem por alguns castelos medievais que, há muitos séculos atrás, foram palco de duras batalhas numa época em que os reinos de Portugal e Leão se debatiam pela conquista de determinadas zonas sem um poder senhorial efetivo e que não pertenciam a nenhum dos dois territórios. Dentro deste espírito, e para te ajudar, foi estruturado um discurso de fácil compreensão. Basta para isso leres com muita atenção, teres junto de ti papel, lápis e um livro de História de Portugal, ou consultares alguns sites na Internet sobre o assunto. Aprende ao mesmo tempo que te divertes…

30 de março

12H00

Oficina “Ouvir, Criar, Gravar”

Dinamizada pelo TMG

Uma proposta de audição plena, a música como ponto de partida para criação – desenho e gravação. Prestar mais atenção aos sons que nos rodeiam e descobrir as pequenas melodias que vivem dentro da nossa casa. Se ouvirmos com toda a atenção esta música (fechar os olhos pode ajudar) iremos criar um desenho mais inspirado? Abstrato? Como os movimentos dos sons? E que sons habitam a nossa casa? Vamos gravar os ruídos da cozinha ou os barulhos na sala?

18H30

“Uma Páscoa Diferente mas Inteligente”

Dinamizada pelo Setor da Educação, Nutrição

Páscoa sem ovos de chocolate e amêndoas não é Páscoa!

Temos uma boa notícia, de uma maneira divertida, saudável e equilibrada vamos introduzir saborosas iguarias neste dia de festa: Ovos da Páscoa e Amêndoas Saudáveis. Aqui, vamos ensinar-vos que é possível conseguir gulodices desta época festiva, aproveitando todos os benefícios nutricionais dos diversos alimentos, sem que eles estejam envolvidos por elevadas quantidades de açúcar. Por isso, vamos disponibilizar as receitas e um ebook com toda a informação sobre o valor nutricional de cada um dos ingredientes. Depois é só acompanhares o vídeo com as receitas. A Dânia, o Luís e a Cristiana vão dar uma ajuda!

31 de março

17H00

Atividade Física – Caça aos Ovos

Dinamizada pelo Setor do Desporto

Com a chegada das férias letivas o #GuardaAMexer vai descansar e de Férias Ativas vamos precisar… O trio de professores Filipe, Joana e David: uma empolgante Caça aos Ovos vai realizar. Vamos precisar de arcos, cordas, bolas e, claro, não nos podemos esquecer de nos equipar a rigor. Ovos e coelhos irão aparecer nesta emocionante aventura. Acompanhas-nos?

1 de abril

12H00

Filme “A Estrelinha no Geopark”

Dinamizado pelo Geopark Estrela

A “Estrelinha no Geopark” é a mais recente animação do Estrela Geopark Mundial da UNESCO. Durante 10 minutos, entrarás numa viagem pela origem da Serra da Estrela, recuando mais de 650 milhões de anos, quando esta serra era apenas um fundo oceânico. Esta viagem guia-nos pela paisagem, pelo património e pela História da Montanha mais imponente de Portugal Continental. Aqui aprenderás mais sobre este fantástico território. Não percas esta viagem…

18H30

“Cientista na Varanda”

Dinamizada pelo Setor da Educação – Quinta da Maúnça

Iniciativa que visa exemplificar e sensibilizar os mais novos para a realização de atividades ligadas à produção de alimentos, compostagem, sementeiras, etc, sempre com a vertente “científica” na mira. Disponibilizamos fichas de planificação que poderão ser “descarregadas” pelos interessados por forma a seguir uma metodologia de sucesso para a implementação de uma horta na varanda ou no quintal, assegurando, desta forma, não só a parte lúdica mas também a componente ocupacional, tão necessária na situação de confinamento que vivemos. Preparados? Propomos duas aventuras científicas: a construção de um Minhocário e a construção de uma Horta de Varanda. Venham daí pequenos cientistas!

 

Pinhel vai viver e sentir a Páscoa em segurança

Em Pinhel vive-se a Semana Santa de forma especial, mas este ano, face às limitações que ainda decorrem da situação de pandemia, a Paróquia e o Município de Pinhel entenderam por bem, este ano, assinalar a tradicional Via-Sacra de um modo que permita a participação das pessoas, com segurança e em cumprimento pelas regras em vigor.

Deste modo, na Sexta-Feira Santa, dia 2 de abril, às 21.00h, o Município de Pinhel irá transmitir na sua página de Facebook um vídeo elaborado a partir de imagens de arquivo de edições anteriores da Via-Sacra, narradas pelo pároco de Pinhel, Pe. Jorge Castela, sob o mote “Renovar a Esperança”. Não sendo a representação cénica que tem sido levada a efeito nos últimos anos, esta é a forma possível e segura de assinalar esta manifestação de Cultura e de Fé que era já um dos pontos altos do programa de eventos a cargo da autarquia pinhelense.

A par desta iniciativa, destaque ainda para uma exposição de fotografias que irá estar patente nas ruas de Pinhel e que visa marcar o percurso das estações da Via-Sacra. Além de recordar o evento, esta mostra também permitirá a realização individual do percurso, num momento intimista de reflexão e de reconciliação, propício à renovação da Esperança.

Finalmente, no dia 4 de abril, o Município de Pinhel irá transmitir em direto na sua página de Facebook, a Eucaristia do Domingo de Páscoa, que terá início às 12.00h, na Igreja de São Luís, respeitando as limitações de público / fiéis em vigor, mas podendo também ser vista e participada por todos, a partir de casa.

Reabertura de forma faseada das escolas, comércios e restantes atividades

Teve lugar nesta quinta-feira o Conselho de Ministros que aprovou o decreto que regulamenta o estado de emergência decretado pelo Presidente da República.
Vão ser introduzidas as seguintes alterações face ao regime atual:
  • retoma, a partir de 15 de março, das atividades educativas e letivas em regime presencial nos estabelecimentos de ensino públicos, particulares e cooperativos e do setor social e solidário, de educação pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico, bem como das creches, creches familiares e amas;
  • retoma, a partir de 15 de março, das atividades, em regime presencial, de apoio à família e de enriquecimento curricular, bem como atividades prestadas em centros de atividades de tempos livres e centros de estudo e similares, apenas para as crianças e os alunos que retomam as atividades educativas e letivas;
  • a partir de dia 15 de março, possibilidade de reinício da atividade dos estabelecimentos de bens não essenciais que pretendam manter a respetiva atividade exclusivamente para efeitos de entrega ao domicílio ou disponibilização dos bens à porta do estabelecimento, ao postigo ou através de serviço de recolha de produtos adquiridos previamente através de meios de comunicação à distância (click and collect);
  • a partir de dia 15 de março, determina-se que as atividades de comércio a retalho não alimentar e de prestação de serviços em estabelecimentos em funcionamento encerram às 21:00h durante os dias úteis e às 13:00h aos sábados, domingos e feriados e as atividades de comércio de retalho alimentar encerram às 21:00 h durante os dias úteis e às 19:00 h aos sábados, domingos e feriados;
  • o regime de horário das farmácias é aplicável a estabelecimentos de vendas de medicamentos não sujeitos a receita médica;
  • a partir de dia 15 de março, permite-se, nos restaurantes e similares, a disponibilização de bebidas em take-away;
  • clarifica-se que a proibição de venda de bebidas alcoólicas nos estabelecimentos de comércio a retalho, incluindo supermercados e hipermercados e em take-away (a partir das 20:00 h) é aplicável até às 06:00 h;
  • a partir de dia 15 de março, permite-se o funcionamento, mediante marcação prévia, dos salões de cabeleireiro, barbeiros, institutos de beleza e estabelecimentos similares;
  • a partir de dia 15 de março, permite-se a abertura de estabelecimentos de comércio de livros e suportes musicais; comércio de automóveis e velocípedes; serviços de mediação imobiliária; parques, jardins, espaços verdes e espaços de lazer, assim como de bibliotecas e arquivos;
  • a partir de dia 15 de março, é levantada a proibição das deslocações para fora do território continental, efetuadas por qualquer via, designadamente rodoviária, ferroviária, aérea, fluvial ou marítima, por parte de cidadãos portugueses;
  • determina-se a proibição de circulação entre concelhos, a qual será aplicável no fim-de-semana de 20 e 21 de março, e diariamente a partir do dia 26 de março de 2021.
– Foi aprovada a resolução que estabelece uma estratégia gradual de levantamento de medidas de confinamento no âmbito do combate à pandemia da doença Covid-19 com quatro fases, com um período de 15 dias entre cada uma para que sejam avaliados os impactos das medidas na evolução da pandemia, bem como os níveis de incidência e crescimento.
Determina-se que o calendário previsto para as diferentes fases de desconfinamento pode ser alterado atendendo a determinados critérios epidemiológicos de definição de controle da pandemia e ainda considerando a existência de capacidade de resposta assistencial do Serviço Nacional de Saúde.
Estratégia de levantamento das medidas:
• Regras gerais
– teletrabalho sempre que possível
– horários de funcionamento dos estabelecimentos: 21h durante a semana; 13h aos fins-de-semana e feriados ou 19h para retalho alimentar
– proibição de circulação entre concelhos, a qual será aplicável diariamente entre 26/03 e 5/04 (Páscoa)
A partir de 15 março
– medidas definidas no decreto que regulamenta o estado de emergência decretado pelo Presidente da República
A partir de 5 abril
– 2.º e 3.º ciclo do ensino básico (e ATLs para as mesmas idades)
– equipamentos sociais na área da deficiência
– museus, monumentos, palácios, galerias de arte e similares
– lojas até 200 m2 com porta para a rua
– feiras e mercados não alimentares (decisão municipal)
– esplanadas (max 4 pessoas)
– atividade física e treino de desportos individuais até 4 pessoas e ginásios sem aulas de grupo
A partir de 19 abril
– ensino secundário e superior (e ATLs para as mesmas idades)
– cinemas, teatros, auditórios, salas de espetáculo
– lojas de cidadão com atendimento presencial por marcação
– todas as lojas e centros comerciais
– restaurantes, cafés e pastelarias (max 4 pessoas no interior ou 6 em esplanadas) até às 22h ou 13h ao fim-de-semana e feriados
– atividade física e treino de desportos individuais ao ar livre até 6 pessoas e ginásios sem aulas de grupo
– eventos exteriores com diminuição de lotação
– casamentos e batizados com 25% de lotação
• A partir de 3 maio
– restaurantes, cafés e pastelarias (max 6 pessoas no interior ou 10 em esplanadas) sem limite de horários
– atividade física e treino de desportos individuais e coletivos
– grandes eventos exteriores e eventos interiores com diminuição de lotação
– casamentos e batizados com 50% de lotação
– Foi aprovado o decreto-lei que estabelece medidas de apoio aos trabalhadores e empresas no âmbito da pandemia da doença Covid-19:
  • Reativação do apoio extraordinário à redução da atividade económica de trabalhador independente, empresário em nome individual ou membro de órgão estatutário dos setores do turismo, cultura, eventos e espetáculos, cuja atividade, não estando suspensa ou encerrada, está ainda assim em situação de comprovada paragem total da sua atividade ou da atividade do respetivo setor;
  • Alargamento do “lay-off simplificado” a empresas cuja atividade, não estando suspensa ou encerrada, foi significativamente afetada pela interrupção das cadeias de abastecimento globais, ou da suspensão ou cancelamento de encomendas, e ainda aos sócios-gerentes;
  • Prolongamento do apoio extraordinário à retoma progressiva até 30 de setembro de 2021, estabelecendo um regime especial de isenção e redução contributivas para empresas dos setores do turismo e da cultura;
  • Criação de um novo incentivo extraordinário à normalização da atividade empresarial, no montante de até duas Remunerações Mínimas Mensais Garantidas (RMMG), para trabalhadores que tenham sido abrangidos no primeiro trimestre de 2021 pelo “lay-off simplificado” ou pelo apoio extraordinário à retoma progressiva de atividade.
  • Reforço do apoio às microempresas com quebras de faturação, com a possibilidade de pagamento de mais 1 RMMG no terceiro trimestre de 2021.

Academia de Música animou noite em Trancoso

Concerto de Páscoa

O Convento de São Francisco – Teatro Municipal de Trancoso encheu-se nesta terça-feira, dia 16 de abril, para o Concerto de Páscoa promovido pela Academia de Música de Trancoso.

Participaram também na iniciativa, os alunos do Centro de Formação Musical de Mêda, Academia de Musica Quinta do Ribeiro de Moimenta da Beira, Escola de Música da ADRC de Aguiar da Beira e Côartes Academia de Música de Vila Nova de Foz Côa.

Ao longo de cerca de duas horas foi possível presenciar e apreciar prestações exímias por parte dos músicos acompanhados de uma bonita moldura humana.

Este Concerto de Páscoa contou com a participação da Orquestra Sinfónica, a cargo do Maestro Cláudio Ferreira e teve o seguinte alinhamento:

Orquestra de Cordas

– Mr. G´S One – Finger March – Herbert S. Gardener

– Presenting the Strings – Joseph Campello

– Ninja – Richard Meyer

Orquestra Sinfónica

– Te Deum – Marc Antoine Charpentier

– Symphony No.1 (4TH MOVEMEnt) – Brahms

Orquestra Sinfónica e Coro

– Calvary´s Love – Arr. Daniel Martinho.

Por:MT

Queima do Judas em Trancoso

No Município de Trancoso realiza- se no próximo dia 21 de abril, pelas 15h30, “A Queima do Judas” no Campo da Feira em Trancoso.

No final deste momento emblemático da quadra pascal, terá lugar no Largo do Mercado Municipal, um concerto com a banda Batuta D’ Alegria de Fornos de Algodres.

(Em caso de condições climatéricas adversas, o concerto realizar-se-á no Convento de São Francisco – Teatro Municipal de Trancoso).

Férias Ativas – Páscoa 2019 na Guarda

O Município da Guarda promove durante o período de interrupção letiva da Páscoa, as Férias Ativas – Páscoa 2019. Trata-se de uma ação destinada a jovens com idades compreendidas entre os 6 e os 16 anos e que decorrerá entre os dias 8 e 12 (1ª semana) e de 15 a 18 de abril (2ª semana).

O objetivo da iniciativa prende-se com o desenvolvimento de atividades de âmbito desportivo, recreativo, cultural e ambiental. A iniciativa destaca-se também pela sua importância social ao garantir um conjunto de soluções às famílias, que não têm onde deixar os filhos durante estes períodos de interrupções letivas, proporcionando aos jovens um período divertido e ativo, fomentando o convívio e a socialização.

Nesta edição destacam-se atividades nos vários espaços do Município da Guarda como o Pavilhão de S. Miguel, o Teatro Municipal da Guarda, as Piscinas Municipais a Biblioteca Eduardo Lourenço ou a Quinta da Maunça. Estão também previstas visitas à cidade do Porto (Ribeira e Zoo) e a Celorico da Beira (castelo), Linhares (aldeia histórica) e ainda uma subida à Serra da Estrela.

O programa completo da iniciativa está disponível para consulta no site do município em www.mun-guarda.pt, assim como as inscrições.