Início » Tag Archives: premio

Tag Archives: premio

Estudante da Universidade de Coimbra vence Altice Innovation International Award no valor de 25 mil euros

Emanuel Marques, estudante de doutoramento no Departamento de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores (DEEC) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) é o vencedor do Altice Innovation Internacional Award (AIIA), na categoria “Academia”.
O prémio, no valor de 25 mil euros, foi atribuído pelo trabalho “Charging the future of Evs through the wheel”, desenvolvido no âmbito do Programa Doutoral em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores.
«Ter sido selecionado de entre tantas dissertações de doutoramento de elevada qualidade é um sentimento de orgulho do trabalho desenvolvido durante o meu percurso doutoral. Este prémio é o reconhecimento da
qualidade do trabalho desenvolvido pelo grupo de investigação do DEEC, do qual fiz parte e que me permitiu chegar a esta final», afirma Emanuel Marques.
A tese desenvolvida tem como objetivo melhorar a transferência de energia em sistema de carregamento sem fios para veículos elétricos. Como explica o galardoado, «a capacidade de transferência deste tipo de sistemas, que
encontramos atualmente em dispositivos eletrónicos como smartphones e smartwatches, é afetada pela distância entre o transmissor (que se encontra instalado no chão) e o recetor (que se encontra instalado na base do veículo).
Para veículos com elevada distância ao solo, a capacidade de transferência diminui drasticamente e nesse sentido foi proposta uma nova solução que utiliza a roda como meio intermédio de transferência de energia, garantido, desta forma, níveis de transferência equiparáveis para todo o tipo de veículos», conclui.
O AIIA, lançado em 2017, pretende promover e reconhecer o empreendedorismo e o talento tecnológico. Nesta 7ª edição, estiveram em disputa 95 mil euros, divididos por três categorias: “Startup”, o prémio monetário é de 50 mil euros e o vencedor tem a possibilidade de realizar uma prova de conceito (PoC) com a Altice, na
“Academia”, o prémio monetário é de 25 mil euros, e na "Inclui by Fundação Altice",
a distinção vale 20 mil euros.
Além dos prémios monetários, fruto de parcerias institucionais, o AIIA premeia ainda
com "Distinção Born from Knowledge em parceria com a Agência Nacional de
Inovação (ANI), um projeto finalista "nascido do conhecimento que resulte de
atividades de investigação e desenvolvimento valorizando o conhecimento
científico e tecnológico. Neste caso, o prémio monetário é de 2.500 euros, a que se
junta a árvore do conhecimento, obra de arte símbolo da valorização do
conhecimento científico e tecnológico nacional.

Figueira de Castelo Rodrigo vence prémio “Autarquia do Ano” na Saúde e Bem-Estar

 

A Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo conquistou o prémio“Autarquia do Ano” na categoria Saúde e Bem-Estar com a iniciativa “Dar Visão ao Interior, Dar Visão a Figueira de Castelo Rodrigo”, que permite operar gratuitamente às cataratas a população do concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, numa estreita e profícua parceria com a Fundação Álvaro Carvalho.

O galardão foi entregue ao Presidente da Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo na cerimónia “Prémio Autarquia do Ano”, que vai na sua 4.a edição, tendo sido atribuído pelo Lisbon Awards Group e jornal “Eco” no Grémio Literário, em Lisboa.

O objetivo deste reconhecimento é a referenciação e divulgação de projetos e iniciativas levadas a cabo por municípios que se destacam por práticas inovadoras e de gestão do interesse público.

Para Carlos Condesso, Presidente da Câmara, “receber este galardão é o reconhecimento do enorme investimento em medidas sociais levado a cabo pelo Município, nomeadamente na área da saúde, que tem sido um dos pilares da nossa governação e que nunca será descurado
enquanto os cidadãos necessitarem destes serviços, devido à falta de respostas do Serviço Nacional de Saúde”.

O autarca refere ainda que “iremos continuar a apostar nesta iniciativa enquanto houver um munícipe que precise de ser operado às cataratas.

Sabemos que as Câmaras Municipais têm cada vez mais importância no apoio a quem mais precisa e que, com trabalho e empenho,
conseguimos ir amenizando as desigualdades e dar qualidade de vida aos nossos cidadãos”.

A iniciativa “Dar Visão ao Interior, Dar Visão a Figueira de Castelo Rodrigo” resulta de uma parceria entre a Fundação Álvaro Carvalho e a Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo, que teve início em finais de 2021 e já permitiu operar gratuitamente às cataratas mais de 100 munícipes.
O objetivo desta medida é aumentar a qualidade de vida dos cidadãos, em particular dos mais idosos, que conseguem, com esta operação, ver melhorada a sua capacidade de visão, proporcionando-lhes qualidade de vida e uma vida mais autónoma.

Nuno Terras Marques, presidente do conselho de administração executivo do Grupo Visabeira galardoado com o Prémio Liderança

O presidente do conselho de administração executivo do Grupo Visabeira foi distinguido pela AICEP – Associação Internacional das Comunicações de Expressão Portuguesa como Prémio Liderança 2023.

A cerimónia decorreu em Luanda no passado dia 15 de maio, tendo Nuno Terras Marques sido premiado pela sua gestão enquanto responsável pelo Grupo Visabeira. Para a AICEP, associação fundada em 1990 e que anualmente atribui os prémios Liderança, Inovação e Carreira, Nuno Terras Marques foi merecedor da distinção pela capacidade demonstrada na liderança de várias empresas localizadas em vários países de expressão portuguesa, como Angola, Moçambique e São Tomé e Príncipe, mas também de outras empresas em vários países da Europa e do Mundo.
Foi também realçado pela AICEP – Associação Internacional das Comunicações de Expressão Portuguesa o seu desempenho e resultados alcançados enquanto gestor do Grupo Visabeira, o que tem permitido que a Visabeira tenha atingido o estatuto de um dos maiores e mais importantes grupos empresariais portugueses, com forte presença, também, nos países lusófonos. Outro fator determinante para a atribuição do prémio Liderança a Nuno Terras Marques, foi, segundo a AICEP o papel e trabalho que tem tido no seio da associação no desenvolvimento e esforço permanente no estreitar dos laços de cooperação com os operadores congéneres no seio da AICEP e desta forma também no desenvolvimento e sustentabilidade da própria instituição.
O troféu foi entregue a Nuno Terras Marques pelo secretário de Estado para a Comunicação Social do Governo de Angola, Nuno dos Anjos Albino, na presença do Ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Mário Augusto da Silva Oliveira e do secretário de Estado para as Telecomunicações e Tecnologia de Informação, Pascoal Borges Alé Fernandes, perante uma sala repleta de associados e convidados para a cerimónia que ocorreu no âmbito da realização do 30.º Fórum das Comunicações Lusófonas que decorreu nos dias 15 e 16 em Luanda.

Ao receber o galardão, Nuno Terras Marques fez questão de agradecer à AICEP a sua atribuição, não escondendo orgulho e a satisfação com a atribuição deste prémio, que partilha com a família Visabeira, cerca de 14 mil colaboradores, aproveitando para salientar que nenhum líder faz nada sem a equipa, sem a capacidade de todos se unirem em torno de um objetivo, de uma ambição, de uma visão e fazerem dela o caminho do sucesso.
No momento de celebrar esta distinção, o presidente do conselho de administração executivo do Grupo Visabeira, dirigiu uma palavra especial de agradecimento e reconhecimento a Fernando Nunes, o fundador e acionista da empresa, que esteve na génese da criação da AICEP, considerando-o como o maior visionário do Grupo Visabeira, o qual ao longo dos anos concedeu-lhe a oportunidade de crescimento e aprendizagem dentro do Grupo, projetando-o simultaneamente para as funções que atualmente desempenha.

Nuno Terras Marques, 47 anos. Natural do Porto.
Licenciado em Engenharia Eletrotécnica pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, com Mestrado em Administração de Empresas pela Escola de Gestão do Porto e MBA na Porto Business School.
Em fevereiro de 2012 assumiu a atividade no desenvolvimento de Novos Negócios da Viatel.
Em 2013 seguiu-se um novo desafio enquanto Diretor Geral da Constructel France e Constructel Belgique, empresas que integravam a Visabeira Global, aceitando a responsabilidade de desenvolvimento dos negócios de telecomunicações na rede fixa e móvel nos respetivos países.

Como corolário da capacidade demonstrada na liderança dos negócios nos mercados francês e belga entre 2014 e 2015, é convidado a assumir a Vice-presidência da Visabeira Global, sub- holding que agrega os negócios de telecomunicações, energia, tecnologia e construção. Neste período é nomeado, desde 2015 administrador da TV Cabo Moçambique empresa pioneira na distribuição de dados e conteúdos por cabo no continente africano, encarregando-se a partir de 2017 da Presidência do Conselho de Administração desta empresa detida pela TDM – Telecomunicações de Moçambique e pelo Grupo Visabeira. Desde 2017 é também gerente TV
CABO Angola.

Como consequência da qualidade do seu desempenho é nomeado vogal do Conselho de Administração do Grupo Visabeira no final de 2014 e no último trimestre de 2015 é nomeado Vice-presidente do Grupo Visabeira e CEO da Visabeira Global.

O alto desempenho e os resultados alcançados enquanto gestor do Grupo Visabeira destina-o a acompanhar o desenvolvimento e consolidação dos projetos do Grupo em diversas áreas.

Em 2017 é designado Presidente Conselho de Administração da Vista Alegre Atlantis, SGPS e Presidente da Comissão Executiva do Grupo Visabeira sendo Fernando Nunes o Presidente do Conselho de Administração. Em 2019 assume a Presidência do Conselho de Administração da Constructel Visabeira, empresa que é atualmente um dos principais players europeu no domínio da oferta integrada de serviços de engenharia de redes de telecomunicações e energia.

A partir de 2020 na sequência da adoção por parte do Grupo Visabeira de um novo modelo governativo, com base numa conceção dualista, Nuno Terras Marques passa a liderar o Conselho de Administração Executivo e o Conselho Geral e de Supervisão do Grupo Visabeira é presidido por Fernando Nunes.

CIM Viseu Dão Lafões em destaque com Grande Prémio BUPi”

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões destacou-se entre os vencedores da primeira edição dos “Prémios BUPi”, entregues no dia 26 de abril, na Batalha. Estes prémios distinguem publicamente as entidades que mais se destacaram e contribuíram em 2022 para o sucesso do projeto BUPi – Balcão Único do Prédio.

O júri contemplou a CIM Viseu Dão Lafões com o galardão principal da iniciativa, o “Grande Prémio BUPi”. Este prémio distingue a Entidade “que mais se destacou de forma transversal nas várias dimensões do projeto durante o ano”. A juntar a este prémio, a CIM arrecadou ainda o prémio “Ambiente”, assim como duas menções honrosas nas categorias “Inovação” e “Proximidade”.

A nível de Municípios, a região esteve também em destaque, com Viseu a conquistar o 2.º prémio na categoria “Produtividade”, enquanto Tondela arrecadou o 3.º prémio. Na categoria “Cidadão Primeiro”, Viseu Dão Lafões viu Oliveira de Frades receber o 1.º prémio, enquanto Sátão arrecadou o 3.º prémio na mesma categoria.

No que concerne a Técnicos Habilitados, na categoria “Produtividade”, Fábio Santos, de Oliveira de Frades, destacou-se ao conquistar o 1.º prémio, tendo Pedro Figueiredo, de Vouzela, recebido o 2.º prémio.

A entrega dos prémios aconteceu no contexto do encontro anual BUPi 2023.

O BUPi – Balcão Único do Prédio é uma plataforma eletrónica dirigida aos proprietários de prédios rústicos e mistos que, aliada a uma rede de balcões de proximidade, permite a identificação das propriedades de forma simples e gratuita.

Desde junho de 2021 que estão em funcionamento Balcões Únicos do Prédio nos 14 municípios associados da CIM Viseu Dão Lafões. Além destes, foram ativados 18 balcões de atendimento itinerante BUPi, compostos por equipas móveis de cadastro que percorrem todo o território da CIM, freguesia a freguesia.

Para Fernando Ruas, Presidente da CIM Viseu Dão Lafões, “foi com enorme satisfação que recebemos estes nove prémios. Estas conquistas são sempre bem-vindas, na medida em que refletem a seriedade e o sentido de missão com que a CIM encara todos os projetos em que está envolvida. O nosso compromisso passa por continuar a trabalhar de forma a criar valor para o nosso território”.

O Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, Nuno Martinho, considera que “este prémio é um reconhecimento justo do grande empenho que a CIM Viseu Dão Lafões colocou, desde o primeiro momento, na implementação deste projeto no seu território”.

O BUPi é um instrumento valioso de mapeamento, planeamento e ordenamento do espaço rural que colocámos ao serviço da população e que tem alcançado excelentes resultados. Aproveito a ocasião para felicitar os municípios e os técnicos municipais premiados, sabendo que estes prémios são resultado de um esforço das equipas dos 14 municípios e que premeia a estratégia conjunta que definimos para a implementação deste importante projeto para o nosso território”, acrescenta Nuno Martinho.

Foto:CIMVDL

Projeto “MiADrugTox” do IPG vence concurso internacional Blue Bio Value

O projeto “MiADrugTox” desenvolvido pelo IPG venceu o programa de empreendedorismo internacional Blue Bio Value Ideation 2022. É um concurso pioneiro, promovido pelas fundações Calouste Gulbenkian e Oceano Azul, que estimula a aceleração e incubação de empresas e ideias dedicadas ao setor da bioeconomia marinha. “MiADrugTox” é um gel com partículas de microalgas para tratar as intoxicações por medicamentos, a causa de mais de 50% das intoxicações em Portugal, de acordo com o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).
O projeto do IPG recebeu um prémio em serviços técnicos, jurídicos e de marketing para apoiar a ideia de negócio na fase inicial. “Estes serviços serão muito úteis para iniciarmos os primeiros contactos e colocarmos o produto no mercado. Teremos mentoria contínua que facilitará o processo de comercialização do nosso produto inovador, o qual permite inibir a absorção dos medicamentos em situações de intoxicação”, afirma Paula Coutinho, docente do IPG e responsável pelo projeto.
Entre os 13 projetos que se encontravam em concurso, venceu o projeto da equipa de investigadores do IPG. “A atribuição deste prémio representa a validação da qualidade dos projetos desenvolvidos pelos investigadores, docentes e alunos do IPG, bem como da nossa aposta na área da investigação científica”, afirma Joaquim Brigas, presidente do IPG

Município de Penalva do Castelo recebeu prémio Viver em Igualdade 2022-2023.

O Município de Penalva do Castelo recebeu  em Guimarães, o honroso prémio Viver em Igualdade | biénio 2022-2023.
Promovida pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG), esta iniciativa tem como objetivo distinguir e reconhecer Autarquias com boas práticas na integração da dimensão da Igualdade de Género, Cidadania e Não Discriminação, a nível interno e no âmbito do território, enquanto agentes de desenvolvimento e entidades privilegiadas para a concretização de ações e medidas que permitem a territorialização, identificação e apropriação local dos objetivos da Estratégia Nacional para a Igualdade e Não Discriminação e dos Planos Nacionais de Ação.
Francisco Carvalho, Presidente da Câmara Municipal de Penalva do Castelo, recebeu este prémio pelas mãos de Sandra Ribeiro, presidente da CIG e da Secretária de Estado da Igualdade e Migrações, Isabel Almeida Rodrigues.
No seu discurso de encerramento, a  Secretária de Estado referiu que a seleção das 25 candidaturas às quais foi atribuído o prémio “Viver em Igualdade”, bem como as 9 menções honrosas teve em conta a qualidade técnica apresentada e o compromisso político assumido. Mais referiu que os municípios têm uma forte importância na construção de um país promotor da igualdade de oportunidades e dos direitos humanos e que esta distinção pretende ser um reconhecimento a estes municípios pelo exemplo que dão ao poder local.

Alunos do Instituto Politécnico de Viseu (IPV) conquistam o segundo prémio no Concurso Nacional Poliempreende 2022

Dois alunos do Mestrado em Engenharia Informática-Sistemas de Informação, da
Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu (ESTGV), Luciano Correia e Manuel Lopes, vencedores do Concurso Regional do Poliempreende IPV 2022, representaram o Instituto Politécnico de Viseu (IPV), com o projeto “Work@Safe”, na semana nacional do empreendedorismo, realizada de 12 a 15 de setembro de 2022, no Instituto Politécnico de Beja, tendo conquistado o segundo prémio da 18ª edição do Concurso Nacional Poliempreende 2022.
O Concurso Poliempreende é uma iniciativa conjunta da rede Poliempreende dos
Institutos Politécnicos e de outras Escolas não integradas de Ensino Superior
Politécnico (IPs), que visa promover competências empreendedoras e a capacidade de
inovação dos jovens estudantes, diplomados e docentes do ensino superior
politécnico.
Para o mestrando Luciano Correia estar na semana nacional do Poliempreende foi uma
“fantástica experiência proporcionada neste evento a todos alunos que nele participaram! Tivemos a honra de estar presentes e também, de vermos premiado o nosso projeto WORK@SAFE no meio de tantos projetos inovadores! Representar o nosso IP Viseu, neste evento nacional, é algo que nos deixa muito orgulhosos mas também muito agradecidos. Sem o conhecimento aqui adquirido e suporte dos nossos professores, seria muito difícil vir a Beja neste Poliempreende 2022. Parabéns aos organizadores, ao IP Beja, e sobretudo à ESTGV. O mestrando Manuel Lopes referiu que “após estes quatro dias de partilha de
conhecimento, experiências e networking com todos os participantes do evento, não poderíamos estar mais satisfeitos por ter feito parte desta edição do Poliempreende
2022. Foi uma oportunidade, para discutir, melhorar e apresentar o nosso projeto Real-
Time Monitoring Safety System que tem como missão melhorar as condições de
segurança no trabalho. Ficamos muito contentes pelo desfecho ter sido o 2º lugar, o
que revela que o projeto tem potencial e está bem encaminhado.
Uma palavra de agradecimento à organização do evento, ao IP Beja e sobretudo ao
IPV.”

IP Guarda – Paulo Vieira premiado em Salamanca

Foi recentemente premiado com “best paper award”, o docente do Instituto Politécnico da Guarda – IPG, Paulo Vieira, na 3ª edição do Congresso Internacional sobre “Blockchain and Applications”, que decorreu em Salamanca, pelo seu artigo científico “Blockchain and the Riemann Zeta Function”. O artigo propõe uma adaptação das Provas de Trabalho que se realizam em algumas blockchains.

São as Provas de Trabalho que nessas blokchains permitem que o registo das transações no ledger seja aprovado pelos nós. Este processo é obrigatório e consome muitos recursos computacionais e, consequentemente, muita energia elétrica”, afirma Paulo Vieira. “No artigo apresenta-se uma proposta de adaptação das Provas de Trabalho para que esses recursos possam ser, simultaneamente, usados para outro fim”, segundo fonte do IPG

O artigo “Blockchain and the Riemann Zeta Function” está publicado num LNNS Journal, da editora alemã Springer. Contou ainda com citação na conhecida base de dados SCOPUS.

Este é mais um passo do Politécnico da Guarda na tecnologia Blockchain: a instituição criou, este ano, a primeira unidade da Rede Europeia de Blockchain – EBSI em Portugal. A EBSI é uma iniciativa da Comissão Europeia para digitalizar os serviços públicos dos Estados-membros.

União das Misericórdias Portuguesas distinguida por Parlamento Europeu

A União das Misericórdias Portuguesas (UMP) recebeu o Prémio “Cidadão Europeu 2021”, atribuído na área da proteção dos Direitos Humanos consagrados na Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia, numa cerimónia  no Parlamento Europeu, em Bruxelas.

O Prémio “Cidadão Europeu” distingue pessoas e instituições que se destaquem pelos feitos excecionais, reconhecendo o trabalho desenvolvido pelas Misericórdias em todo o país e o apoio prestado à comunidade nas áreas de apoio social e cuidados de saúde, para assegurar respostas adequadas e abrangentes a toda a população, especialmente a mais vulnerável. Em todo o país, as Misericórdias Portuguesas têm também desenvolvido inúmeras iniciativas de inovação social e contribuído para a valorização da cultura local e coesão territorial.

Santar Vila Jardim recebe prémio europeu de relevância europeia a nível do Jardins European Garden Awards 2021

Por ocasião da Festa do Ramo da Vindima que a Banda de Santar este ano organizou e que levou o cortejo a casa de Santar, José Luís e Pedro Vasconcelos e Sousa fizeram uma apresentação da mais recente distinção do projeto Santar Vila Jardim com a atribuição que foi feita do “European Garden Awards 2021 “, na categoria de proteção e desenvolvimento de uma paisagem cultural (https://wp.eghn.org/en/santar-vila-jardim/ e https://wp.eghn.org/en/european-garden-award-2021/).

Estes co-promotores do projeto Santar Vila Jardim fizeram questão de compartilhar e repartir o mérito da distinção com o Presidente da Câmara José Borges da Silva e o Presidente da Junta de Freguesia Jorge Abreu, referindo que tal prémio se deve também ao envolvimento das instituições autárquicas e das comunidades neste grande projeto para Santar.