Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: PSD

Tag Archives: PSD

Legislativas 22- Guarda- PSD faz apresentação dos candidatos à Assembleia da República

A candidatura do PSD pelo círculo da Guarda às Eleições Legislativas de 2022 vai organizar uma sessão de apresentação dos candidatos à Assembleia da República pelo distrito da Guarda e a conhecer as suas principais ambições, planos e preocupações.  A sessão de apresentação decorre no dia 10 de janeiro, segunda-feira, pelas 18h00, no Café Concerto do Teatro Municipal da Guarda.

Legislativas 22- PS e PSD vão percorrendo o distrito da Guarda

  Em Pré Campanha, os candidatos do distrito da Guarda do PS e PSD vão percorrendo o distrito, assim o PS com Ana Mendes Godinho, visitaram as instituições da Guarda, onde almoçaram na cidade mais alta, com a particularidade de se juntarem os lideres a deputados de Viseu (João Azevedo), Castelo Branco (Ana Abrunhosa), onde trocaram ideias sobre o interior.

Por sua vez, o PSD com Gustavo Duarte e João Prata visitaram as Câmaras de Trancoso e Mêda.

Legislativas:Gustavo Duarte avança pelo PSD no Distrito da Guarda

No âmbito da competência que a CPN lhe atribuiu, o Presidente do partido escolheu os nomes dos candidatos que serão cabeças de lista pelos vários círculos eleitorais às próximas eleições legislativas de 30 de janeiro.

Esta tarde terá ainda lugar uma reunião da Comissão Política Nacional para aprovação da totalidade dos candidatos, cujos nomes serão submetidos a aprovação final, em Conselho Nacional do Partido, a realizar mais tarde, pelas 21h00, no Évora Hotel, em Évora.

São os seguintes os nomes dos cabeças de lista:

Viana do Castelo

Jorge Mendes

Economista

Ex-presidente da Câmara Municipal de Valença

Deputado desde 2019

Braga

André Coelho Lima

Advogado, deputado desde 2019

Vice-Presidente da Comissão Política Nacional do PSD

 

Vila Real

Artur Soveral de Andrade

Advogado

Deputado desde 2019

Bragança

Adão Silva

Secretário de Estado no XV Governo Constitucional

Deputado e Líder Parlamentar do PSD

Porto

Sofia Matos

31 anos, advogada

Ex-Secretária Geral da JSD

Deputada desde 2019

Aveiro

António Topa Gomes

49 anos, Engenheiro Civil

Professor Universitário Associado com Agregação na FEUP

Guarda

Gustavo Duarte

Engenheiro civil, empresário

Ex-presidente da Câmara de Vila Nova de Foz Côa

Deputado à AR entre 2002-2003

Castelo Branco

Cláudia André

Professora

Ex-Vereadora da Câmara da Sertã

Deputada desde 2019

Viseu

Hugo Carvalho

31 anos, Engenheiro

Ex-presidente do CNJ

Membro da Assembleia Municipal de Viseu

Deputado desde 2019

Coimbra

Mónica Quintela

Advogada

Deputada desde 2019

Leiria

Paulo Mota Pinto

Jurista, ex-Juiz Conselheiro do Tribunal Constitucional, Professor Universitário, ex-deputado

Ex-Presidente da Comissão Parlamentar dos Assuntos Europeus da Assembleia da República

Presidente da Assembleia Municipal de Pombal

Presidente do Congresso Nacional do PSD

Santarém

Isaura Morais

Licenciada em Gestão de Recursos Humanos

Ex-Presidente da Câmara de Rio Maior e deputada desde 2019

Presidente da Comissão de Administração Pública, Modernização Administrativa, Descentralização e Poder Local

Vice-presidente do PSD

Lisboa

Ricardo Baptista Leite

Médico

Ex-Vereador da Câmara de Cascais

Vice-presidente do Grupo Parlamentar do PSD

Setúbal

Nuno Carvalho

Gestor e Empresário

Licenciado em Direito

Deputado desde 2019

Foi vereador sem pelouros na Câmara Municipal de Setúbal

Portalegre

João Pedro Luís

Estudante

Membro da Assembleia Municipal de Portalegre

Presidente da JSD de Portalegre

Évora

Sónia Ramos

Jurista

Vereadora na Câmara Municipal de Estremoz

Presidente da CPD de Évora

Beja

Henrique Silvestre

33 anos, Engenheiro agrónomo

Empresário Agrícola

 

Faro

Luís Gomes

Professor Universitário

Ex-Presidente da Câmara de Vila Real de Santo António

Madeira

Sérgio Marques

Advogado

Ex-Membro do Governo Regional da Madeira

Ex-deputado ao Parlamento Europeu

Deputado desde 2019

Açores

Paulo Moniz

Engenheiro Eletrotécnico

Ex-Presidente da Ordem dos Engenheiros dos Açores

Deputado desde 2019

Europa

Maria Ester Vargas

Licenciada em Germânicas

Ex-deputada à Assembleia da República

Ex-Conselheira da Embaixada de Portugal em Berna

Fora da Europa

Maló de Abreu

Médico

Primeiro presidente da AAC pela JSD em 1979

Deputado desde 2019

PSD quer conhecer relatório da Entidade Reguladora da Saúde sobre a ULSG

Recentemente , segundo informou o PSD, o deputado Carlos Peixoto, deputado do PSD eleito pela Guarda, enviou um requerimento, para que seja fornecido o relatório elaborado pela Entidade Reguladora da Saúde, sobre o funcionamento dos serviços da Unidade Local de Saúde da Guarda, designadamente a especialidade de Oftalmologia.

Nesta conformidade, vêm os deputados abaixo-assinados, do Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, requerer à Entidade Reguladora da Saúde, através de Vossa Excelência, o envio urgente do referido relatório”, refere o requerimento do PSD, que é também subscrito pelo deputado António Maló de Abreu.

Autárquicas 21- Rui Rio vai estar no distrito da Guarda esta semana

Inserida na campanha eleitoral das Autárquicas 21, o Presidente do PSD, Rui Rio vem de visita ao Distrito da Guarda, a fim de dar apoio aos candidatos do seu partido, casos da Guarda, Mêda, Trancoso, Aguiar da Beira e Figueira de Castelo Rodrigo.

Deste modo aqui fica a agenda:

14 setembro

  • 10h30: Contacto com população e visita ao comércio local na Guarda.

Ponto de encontro no Jardim José de Lemos, Guarda

  • 14h00: Contacto com população e visita ao comércio local em Trancoso.

Ponto de encontro em Portas D’El Rei, Trancoso

  • 16h00: Contacto com população e visita ao comércio local na Mêda.

Ponto de encontro na Praça do Município, Mêda

15 setembro

  • 11h00: Contacto com população e visita ao comércio local em Aguiar da Beira.

Ponto de encontro no Largo da Câmara, Aguiar da Beira

 

  • 14h00: Contacto com população e visita ao comércio local em Figueira de Castelo Rodrigo, seguido de breve passagem na Adega Cooperativa.

Ponto de encontro no Largo Mateus de Castro, Figueira de Castelo Rodrigo, passagem pela Adega Cooperativa de Figueira de Castelo Rodrigo pelas 16h00, ponto de encontro na Rua Pedro Jaques de Magalhães, Figueira de Castelo Rodrigo.

 

PSD/Seia- Luís Caetano deixa mensagem aos senenses

A candidatura de Luís Caetano pelo PSD em Seia,  apresentou como Mandatário da Candidatura, António Manuel Abreu Quaresma, CEO e fundador do Grupo Valor do Tempo, cuja expressão pública surgiu em 2002 com abertura do Museu Nacional do Pão em Seia.

Face a isso, a candidatura de Luís Caetano também foi apresentada e o candidato deixou uma mensagem:

“Há momentos na nossa vida que nos marcam para sempre, 2009 foi recheado deles. Digo-o com orgulho! Senti que Seia encontrou em mim a força que precisava para impulsionar uma viragem necessária. Mas a mudança não aconteceu. Se isto me fez desistir? Não. Se esta viragem deixou de ser necessária? Não. Se Seia evoluiu como todos queríamos e imaginávamos? Não. Mas e a força, continua a mesma? Sim! A vontade e o entusiasmo continuam acesos? Sim! Será este o ano em que tudo acontece? Sim, eu acredito que sim e sei que vocês, nós, juntos, dizemos: sim! Estamos aqui pela terra que amamos? Sempre!

Vamos percorrer o concelho que todos os dias nos abraço e nos lembra daquilo que somos feitos,ter conversas que precisam de ser tidas, com todos os Senenses que querem ser ouvidos,mostrar o nosso projeto, enriquecê-lo, pô-lo à prova com todos, e construi-lo com a ajuda de todos.

Afinal, foi feito por cada um de nós.Estes tempos não são fáceis, sentimo-los na pele. Mas sabem o que nos distingue? O que nos une?A força e o carácter de sermos profundamente serranos e de carregarmos connosco esse o orgulho. Sempre! O Concelho que nunca abandonaremos, o povo que queremos ver crescer, que não queremos deixar partir. A cultura, que nos marca e nos distingue. A serra que nos inspira e que atrai gente de todo o Lado.      A indústria, o ensino, os caminhos que cruzamos. Todos precisam de uma mudança que todos sentimos que hoje começa.

As ideias que defendi e continuo a defender são, hoje, cada vez mais necessárias em Seia.Não são fáceis. Mas a mudança nunca é. Mas acreditem que temos a força necessária para as fazer, a vontade inabalável de as defender e a coragem de as tornar numa realidade. Se nada mudar, Seia vai continuar na mesma.Se nada mudar, a balança continuará a pender para os mesmos. Se nada mudar, nunca iremos saber como poderia ter sido. Por isso, hoje, volto a assumir este compromisso. Volto a dizer que sim a este desafio! Volto a dizer que sim a mudança.Volto a dizer que sim a todos os Senenses. Volto a dizer que sim a Seia. O meu nome é Luís Caetano e estou aqui a lutar por cada um e por todos nós. Neste projeto cabemos todos, há espaço para todas as ideias e há muita vontade de fazer mais, melhor e diferente para Seia. Por isso, juntem a vossa voz à nossa. Juntem a vossa força à nossa. Juntem a vossa vontade à nossa. E juntos vamos ser a mudança que diz: Sim. Sempre. Seia.

 

PSD pede ao Governo esclarecimentos adicionais sobre Descontos nas portagens do Interior

Em comunicado, o Grupo Parlamentar do PSD refere que entregou uma pergunta ao Governo em que questiona a Ministra da Coesão Territorial e o Ministro das Infraestruturas e Habitação sobre os descontos nas portagens do Interior, cuja resolução do Conselho de Ministros n.º 80/2021 resulta num conjunto de dúvidas e incertezas que têm de ser esclarecidas, nomeadamente:

Estava previsto na Lei do Orçamento de Estado 2021, um desconto adicional de 75% para os veículos elétricos e não poluentes que passassem nas referidas autoestradas, mas de acordo com a referida Resolução de Conselho de Ministros, tal não irá acontecer por motivos de operacionalização técnica. Tal situação é incompreensível, quando o Governo teve mais de 6 meses para adotar as necessárias medidas de operacionalização, tempo que gastou desnecessariamente a encontrar as formas possíveis para não cumprir a Lei aprovada pela Assembleia da República;

A Resolução de Conselho de Ministros exige uma regulamentação específica que terá de ser implementada pelo Governo através de portaria. No entanto a entrada em vigor destes descontos será daqui a 2 dias e até ao momento continua sem ser conhecida essa portaria e a respetiva regulamentação.

No documento, o PSD refere que o Governo “determinou a aplicação de um novo modelo de descontos na taxa de portagem. Segundo a Resolução de Conselho de Ministros n.º 80/2021, o Governo propõe-se implementar, o regime instituído pela Lei do Orçamento de Estado 2021, nos seus artigos 425.º e 426.º, a partir de 1 de julho de 2021, que resulta de 2 propostas do PSD aprovadas, apesar do voto contra do Partido Socialista”.

É o mesmo o Governo que invoca nesta Resolução consagrar expressamente a promoção da coesão territorial como uma das prioridades nas suas diversas vertentes socioeconómicas, com vista ao desenvolvimento equilibrado dos territórios, com redução das assimetrias regionais e o reforço da sua competitividade, o que é suportado pelo Partido que votou contra as propostas do PSD agora implementadas, num ato de desdém contra os cidadãos dos territórios do interior”, acrescentam.

O PSD questiona:

  1. Porque é que o Governo não aplica já o desconto de 75% previsto para os veículos elétricos e não poluentes, cumprindo o estipulado por Lei da Assembleia da República?
  2. Irá o Governo ressarcir os cidadãos dos valores em dívida, quando o regime de descontos previsto para veículos elétricos e não poluentes for implementado?
  3. Quando prevê o Governo que o regime de descontos para veículos elétricos e não poluentes seja implementado?
  4. Quando prevê o Governo regulamentar através de portaria este novo modelo de descontos na taxa de portagem?

PSD recomenda medidas de apoio para fenómenos climáticos adversos

PSD recomenda ao Governo a adoção de medidas de apoio extraordinário na sequência dos fenómenos climáticos adversos ocorridos em vários distritos do Norte e Centro.

Em comunicado, o Grupo Parlamentar do PSD refere que entregou um projeto de resolução em que recomenda ao Governo a adoção de medidas de apoio extraordinário na sequência dos fenómenos climáticos adversos ocorridos em vários distritos do Norte e Centro.

No documento, o PSD salienta a queda de chuva forte, acompanhada de granizo e trovoada, registada entre o final de maio de 2021 e meados de junho de 2021, e que atingiu fortemente “culturas perenes na região de Vila Real, de Viseu, de Bragança e Guarda e um pouco por todo o território no Norte e Centro. O resultado foi uma devastação profunda em vinhas e árvores de fruto, comprometendo as produções agrícolas do presente ano e dos anos seguintes, bem como danos materiais em infraestruturas e vias de comunicação”.

A intensidade do granizo registada a 31 de maio afetou uma vasta área de vinha na região de Vila Real e Viseu, atingindo várias parcelas localizadas na Região Demarcada do Douro, motivando por parte do Ministério da Agricultura uma avaliação dos prejuízos. Contudo, passados cerca de 15 dias, mais concretamente nos dias 13, 14 e 15 de junho, ainda antes de serem conhecidas as eventuais diligências do Governo, não só a mesma região do Douro foi atingida, como também a região do sul do distrito de Viseu, Região Demarcada do Dão, foi de novo fustigada com uma tempestade de chuva e granizo aumentando ainda mais os prejuízos em valor e área atingida. Estima-se que mais de 2 mil hectares de vinha e mil hectares de pomares de maça e pequenos frutos estejam em risco de perda total”, lê-se.

Face à destruição, o PSD entende que a “desejável recuperação abranja não só a valorização económica, como também a valorização ambiental e territorial, especialmente nas zonas mais expostas ao risco de abandono agrícola e à perda de biodiversidade”.

O Grupo Parlamentar do PSD “defende um sistema de seguros agrícolas adequados às inúmeras produções e tipo de explorações, considerando que a crescente frequência de fenómenos climatéricos desta gravidade, exigem do Governo um maior esforço no reforço dos instrumentos nacionais e comunitários no sentido de promover a adesão maciça ao sistema de seguros agrícolas e fundos mutualistas e consequentemente mais atrativos para os agentes económicos”.

Para os social-democratas, é ainda fundamental “a criação de um sistema de apoio público vocacionado especialmente para a agricultura familiar, pequena agricultura e agricultura de subsistência que pela sua natureza intrínseca se encontra particularmente perante este tipo de fenómenos”.

Perante a dimensão e gravidade das situações causadas por estes acidentes climáticos adversos, o Grupo Parlamentar do PSD considera que o Governo deve adotar, urgentemente, as medidas de carácter financeiro e administrativo que se impõem, no sentido de minorar os impactos sociais e económicos nestes territórios. Relativamente às infraestruturas e equipamentos municipais afetados, impõe-se também que o Governo proceda ao levantamento dos danos causados de molde a averiguar da necessidade de implementação de medidas específicas de apoio à sua recuperação”, concluem.

O PSD recomenda ao Governo que:

1)                   Divulgue o resultado do levantamento dos prejuízos causados pelos temporais ocorridos entre 31 de maio e 15 de junho nas regiões do Norte e Centro, nas diversas produções agrícolas;

2)                   Avalie a possibilidade de declaração de estado de calamidade pública para os concelhos mais atingidos e consequentemente mobilize os instrumentos necessários;

3)                   Disponibilize e mobilize instrumentos financeiros a fundo perdido para situações onde os prejuízos pelas tempestades de maio e junho foram mais elevados;

4)                   Pondere a criação de um sistema de apoio público vocacionado especialmente para a agricultura familiar, pequena agricultura e agricultura de subsistência, que pela sua natureza intrínseca se encontra particularmente exposta e desprotegida perante este tipo de fenómenos.

5)                   Mobilize apoio através dos atuais programas comunitários em vigor (PDR 2020), nomeadamente nas medidas 6.2.1. e 6.2.2. (prevenção de calamidade e catástrofes naturais e reposição do potencial produtivo) e fortaleça e alargue as operações de investimento para a Instalação de Redes Anti Granizo;

6)                   Pondere a possibilidade de criar uma linha de crédito bonificada direcionada aos produtores afetadas pelas intempéries que obriguem à reposição do potencial produtivo;

7)                   Preveja na elaboração do PEPAC instrumentos de gestão de crise e de risco robustos financeiramente e adequados à realidade agrícola nacional.

 

Autárquicas 21- Coligação PSD/CDS-PP em Fornos de Algodres

“A união faz a força, a força traz a vontade, a vontade traz a esperança!” é o slogan da coligação PSD/CDS-PP em Fornos de Algodres , nas próximas Autárquicas 2021.
Desta feita, os presidentes de ambas as comissões políticas, Marcos Paulo e Cristina Guerra, respetivamente do PSD e CDS/PP, vão assim formar uma lista juntos para tentar vencer o PS que vai ter como candidato o atual Presidente da Câmara, Manuel Fonseca.
Assim referem em comunicado que:” É com uma grande confiança num futuro melhor e uma força inabalável, que anunciamos a coligação PSD/CDS-PP para as Autárquicas 2021, no concelho de Fornos de Algodres.