Início » Tag Archives: queijo

Tag Archives: queijo

Queijo Serra da Estrela homenageado em Fornos de Algodres

  Depois da abertura com muitos visitantes na noite de sexta-feira, eis que o dia de sábado que uma grande afluência logo bem cedo com a chegada de muitos criadores de gado ovino e caprino, assim como os produtores de queijo e dos mais diversos produtos endógenos.

Manuel Fonseca era um homem feliz logo pela manhã com o Pavilhão onde a Feira está a realizar-se estava bem composto, logo muitos foram os visitantes dos mais diversos concelhos.

O Secretário de Estado Carlos Miguel este presente assim com muitos autarcas e ex autarcas que quiseram dar um abraço ao executivo fornense  pela boa organização deste certame.

Depois da prova do queijo, veio o Cheff Chakall e trouxe um pastel da Estrela e um cabrito no forno saboroso, uma manhã de muita atividade, mas de tarde os pastores e apicultores também estiveram em destaque.

ao fim da tarde a música com Tiago Maroto.

Conversa com Carlos Ascensão, Presidente do Município de Celorico da Beira

                                                                           “Em 2021, foram comercializadas cerca de 70 toneladas de queijo”

Em vésperas do certame que homenageia os pastores e as queijeiras e promove o ex-libris da região, o Queijo da Serra, fomos conversar com o autarca celoricense, Carlos Ascensão que nos deixou uma perspetiva animadora, que vai ser um grande sucesso esta feira.

 

Magazine Serrano (MS) -Depois da pandemia, eis que regressa a Feira de Queijo de forma presencial, como espera que seja?

Carlos Ascensão (CA) -Foi um tempo longo de paragem, até mais que estávamos à espera, agora é de grande importância o regresso da feira em formato físico de forma presencial.

  Depois do confinamento, as pessoas estão motivadas para participar nestes eventos, neste caso da Feira de Celorico e também nas outras, com as devidas precauções que ainda devemos ter, como o uso de máscara , entre outras, o problema não está totalmente erradicado, mas temos a expetativa que o certame vai ser um sucesso, venha muita gente visitar-nos e decorra dentro da normalidade anterior.

 

MS-Celorico é a capital do Queijo Serra da Estrela, muitas toneladas são comercializadas? Quantas queijarias existem licenciadas?

CA-Houve aqui uma fase da pandemia, onde todas as barreiras se colocaram, existiram algumas dificuldades, pelo desconhecimento e o medo que geralmente traz, mas as coisas foram normalizando e como todos precisamos de comer, a vida não para, criamos outros mecanismos de resposta às dificuldades inerentes provocadas pela pandemia, nomeadamente a comercialização digital, tivemos uma plataforma celoricocomgosto.pt e na verdade, os produtores verificaram que o queijo teve saída , aliás a produção até foi pouca para as encomendas, ora em 2021, foram comercializadas cerca de 70 toneladas de queijo, isto através das queijarias DOP e das do queijo curado.

Neste momento, temos 6 queijarias ativas DOP, tem havido uma diminuição do que pretendemos e desejamos, a nível de queijo curado temos 19, que fazem parte do protocolo com o Município, através do Solar do Queijo, ao nível de escoamento e comercialização.

 

MS- A pastorícia é uma atividade que requer muito empenho, como vê os jovens, apesar de ter alguns jovens na atividade como o caso da queijeira Célia Silva?

CA-É um fenómeno transversal a nível da região, mas creio que é a nível do País, até por algum estigma, que existe ao conceito de ser pastor, é verdadeiramente uma atividade digna, mas efetivamente de muito trabalho, lavor, muito esforço e grandes sacrifícios.

  A tendência não tem sido de grande renovação, mas tem havido alguma e acaba por ser um sinal de esperança, como falou no caso de uma jovem queijeira, até com uma formação superior, ligada a esta atividade de produzir o queijo da serra, caso da Célia Silva, mas também temos aqui uma exploração que é das maiores, de ovelhas bordaleiras que tem cerca de 1000 ovelhas, o filho do senhor Júlio Ambrósio que tem o nome do Pai e está seguir as pegadas da família, depois o Paulo Belo, um jovem que tem entre 300 a 400 ovelhas.

  São alguns exemplos de esperança, renovação, não tanto quanto desejaríamos, mas acreditamos que no futuro possa haver renovação, com novos processos, sem perder a característica do produto, agora a renovação pode acontecer se houver reconhecimento e retorno financeiro, social e outros aspetos.

Agora a maior parte dos pastores e queijeiras andam na casa dos 60, 70 anos, são pessoas que gostam do que fazem, com paixão, agora existe o cansaço e o desgaste do tempo.

 

MS-A receção do Presidente da República às queijeiras no dia da Mulher foi importante?

CA-Sempre importante, sobretudo vindo do senhor Presidente da República, uma pessoa muito importante no País, logo à partida foi uma mensagem de motivação para as nossas queijeiras da Serra da Estrela, as Guardiãs da Montanha, veio dar-lhe um alento para continuarem, no fundo, um reconhecimento e uma homenagem justa a toda esta vida de trabalho.

 Depois a visibilidade, reconhecimento, a importância de um produto que é uma iguaria nacional, trata-se de uma referência nacional e faz parte da nossa cultura e tradição.

 Ficamos todos gratos, pelo Presidente da República, neste dia ter tido este gesto e este reconhecimento mais que merecido para com as nossas queijeiras.

 

MS-Que mensagem deixa a todos que possam visitar o certame?

CA- Vale a pena vir, a Celorico, apesar de haver problemas que se acumulam , como foi da pandemia, a seca, uma questão que queria deixar presente, dado que é, uma situação que afeta os nossos produtores, traz dificuldades para a produção do queijo e implica a nossa atenção, aos apoios para quem trabalha e estamos atentos e vamos dar essa resposta, agora para agravar a situação este clima internacional  de guerra , mas como vivemos num Mundo global, também nos diz respeito, dado que pagamos também a fatura, são tudo dificuldades acrescidas para os pastores e produtores, mas neste tempo, para tentar ultrapassar as dificuldades a parte lúdica ajuda, a festa e daí esta feira ser importante para aqueles que são homenageados, mas também para toda a nossa comunidade local, regional.

  As pessoas que venham, vai valer a pena estarmos presentes, é importante o contacto a nível presencial, assim como nas redes sociais, mas nada como a presença, a festa, convívio, a animação para mantermos algum equilíbrio também de vida saudável que se faz a nível de corpo , mas também da mente. São todos bem-vindos, são três dias de grande animação, seja um pouco o retomar da normalidade, vai valer a pena, porque temos ingredientes que vão agradar a todos.

 

Muitos visitantes para saborear o queijo e restantes produtos em Mosteiro-Penaverde

Uma manhã de domingo, com o sol a dar o mote para que as pessoas viessem até ao Mosteiro – Penaverde, concelho de Aguiar da Beira, para participar na 8ª Festa do Pastor e do Queijo, onde marcou presença Pedro Machado, Presidente do Turismo Centro de Portugal, Virgílio da Cunha, Presidente da Câmara de Aguiar da Beira, assim como estiveram os Presidentes de Câmara Municipal de Trancoso (Amílcar Salvador), Fornos de Algodres (Manuel Fonseca) e Castro Daire, do  Vice – Presidente da CCDR Centro, do  Secretário Executivo da Comunidade Intermunicipal Viseu Dão-Lafões, da Diretora Regional de Alimentação e Veterinária, do Diretor da Delegação Regional de Agricultura e do  Diretor do Centro Distrital da Segurança Social, Presidente da AENEBEIRA, Presidente da Freguesia de Penaverde, Freguesia de Aguiar da Beira entre outros.
Como é hábito, tudo se inicia na parte da Feira de Gado, onde se podem visualizar ovinos e caprinos, seguindo -se a visita à feira, com a comitiva acompanhada ao sons das concertinas Clave de Sol, cumprimentando os feirantes presentes.

 

Chegada a hora de entrar no mercado e cumprimentar a queijeira e homenagear outras queijeiras e pastores presentes. Seguiram -se os respetivos discursos dos intervenientes e a prova de queijo assim como o almoço convívio.
Durante a tarde, a música animou os presentes com Ruizinho de Penacova, seguindo-se a entrega dos prémios dos ovinos e caprinos. Em suma, um dia muito preenchido com largas centenas de pessoas a marcarem presença, dando o mote para o regresso do evento em forma física.

Aguiar da Beira-8.ª edição da Festa do Pastor e do Queijo

Festa do Pastor e do QueijoVai ter lugar a 8.ª edição da Festa do Pastor e do Queijo , no domingo, 6 de março no mercado do Mosteiro – Penaverde. O certame tem como objetivo principal de continuar a promover o queijo e os produtores de gado.

Muita animação , provas de queijo, gastronomia, entregas de lembranças aos pastores , queijeiras , entrega de prémios aos criadores de gado e sempre muita música.

Sons do Minho e Fernando Daniel animam 43ª edição da Feira do Queijo em Celorico

Das voltas que a queijeira dá à coalhada (leite, sal e flor do cardo) no acincho, misturada com a sua arte e as técnicas milenares legadas dos antepassados, sai das suas mãos uma obra prima, uma das 7 maravilhas da gastronomia nacional – o queijo Serra da Estrela.

Com o propósito de homenagear os artífices do queijo (pastores e queijeiras) e promover, valorizar e comercializar este produto nobre da pastorícia e outros produtos locais de qualidade superior, a Feira/Festa do Queijo conta com um recheado e atrativo Programa de Atividades com destaque para o cantor Fernando Daniel, os Sons do Minho e o Programa “Somos Portugal” da TVI, como cabeças de cartaz.

Durante os três dias a animação está garantida em Celorico da Beira: animação de rua, animação infantil, gastronomia, showcookings, artesanato, caminhada “Rota do Pastor” e muita música de diversas sonoridades e ritmos, trazidas pelos grupos de cantares, grupos de concertinas, rancho folclórico e os concertos ao vivo.

 

ANIL acolhe 12º Concurso de Queijos de Portugal

A ANIL, Associação Nacional dos Industriais de Lacticínios, irá realizar nos dias 14 e 15 outubro, a 12ª edição do Concurso de Queijos de Portugal. Esta é uma iniciativa que visa dinamizar o setor queijeiro e ainda desafiar os produtores a apresentarem, para além dos seus queijos habituais, as suas novidades e inovações.

O evento irá ter lugar em Tondela, no Hotel Severino José, um espaço que irá permitir à organização planear o evento de acordo com todas as normas exigidas pela DGS, fruto das circunstâncias atuais que vivemos.

De acordo com Maria Cândida Marramaque, “este é o momento anual muito esperado, e que por força da pandemia se viu adiado para o presente ano”. Com este evento pretende-se «promover e estimular o desenvolvimento da indústria queijeira, no sentido de proporcionar mais e melhores escolhas, bem como fomentar o conhecimento e o posicionamento do produto junto do consumidor», potenciando a tão desejada “cultura de queijo”.

A organização lançou o convite a 438 empresas produtoras de queijo para que mostrem, através das 23 categorias do concurso, o que de melhor fazem. A edição deste ano irá ter 204 queijos a concurso de Portugal continental e ilhas. A competição é realizada em regime de “prova cega”, por jurados com proveniências diversas, nomeadamente, representantes do sector queijeiro, dos organismos de controlo e certificação, de instituições de ensino, da restauração e da gastronomia, da distribuição, representantes de empresas do sector industrial e comunicação social.

 

 

 

Queijaria Vale da Estrela premiada com certificação BRC

Produção de queijo e requeijão da Queijaria Vale da Estrela foi reconhecida com certificação BRC.

Recentemente, a Queijaria Vale da Estrela foi certificada por um dos referenciais mais exigentes a nível mundial de qualidade e segurança alimentar, a certificação BRC (British Retail Consortium).

Com o compromisso de otimização contínua de processos e procurando visar a excelência na produção de um produto único como é o queijo da Serra da Estrela DOP, a queijaria passa a ser a primeira queijaria em Portugal certificada na sua produção de queijo e requeijão pela BRC, fortalecendo a nossa ambição de abertura a novos clientes e mercados internacionais.

Para José Pedro Freitas, Diretor Comercial e de Marketing: “este é o resultado de um trabalho conjunto das diversas áreas da empresa que contribuíram para assegurar a implementação rigorosa de uma política de qualidade de elevada exigência que permitiu à Queijaria ser reconhecida pela BRCGS8, o mais elevado padrão de segurança alimentar, algo que estamos muito orgulhosos pelo reconhecimento e pelo reforço da garantia assegurada aos nossos clientes e parceiros que para além da seleção de um produto único como o Queijo da Serra da Estrela, estão a selecionar uma empresa com os mais elevados padrões no sistema interno de gestão de higiene e qualidade”.

Aldeias de Montanha: Homenagem às queijeiras

As Queijeiras da Serra da Estrela são responsáveis por um dos produtos mais genuínos e tradicionais da região, o Queijo Serra da Estrela, um queijo reconhecido nacional e internacionalmente pela sua excelência. Chegou o momento de homenagear estas Mulheres, com a criação de uma capa exclusiva noutro dos materiais nobres do território, o burel. O lançamento e apresentação do Projeto será feito num evento em live streaming a partir de uma Aldeia de Montanha da Serra da Estrela via Redes Sociais das Aldeias de Montanha, sábado dia 27 de março, às 16.30h, e contará com a presença de todas as Mulheres que lideram este projeto.

Este projeto, promovido pela ADIRAM – Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede de Aldeias de Montanha, tem o propósito muito claro de ser um fator transformador nas vidas das Queijeiras. Empoderar, dar presença e voz a mulheres que, como tantas outras, por vezes são as heroínas “invisíveis” da nossa sociedade e da nossa cultura. Este sábado, dia 27 de março, via redes sociais das Aldeias de Montanha será apresentada uma peça de design único em burel, de produção local, que irá celebrar o saber ancestral destas mulheres. Tradição e modernidade tomam assim forma numa capa cujos lucros das vendas revertem para a capacitação das Queijeiras, dotando-as de ferramentas para a gestão da sua vida pessoal e profissional. O projeto tem como objetivo impactar numa primeira fase, 40 Queijeiras dos 9 concelhos da Serra da Estrela, mas o intuito é escalar para um universo mais abrangente. Aderiram já ao Projeto 22 Queijeiras dos Concelhos de Seia, Oliveira do Hospital, Gouveia, Guarda, Celorico da Beira e Fornos de Algodres.

A simplicidade serve de mote para todo o conceito criativo, para o corte, os acabamentos e para o nome. Esta capa icónica e única na sua essência chama-se simplesmente “Queijeira” e foi criada pela designer Sandra Pinho da Fauna Creative Labs. A inspiração partiu da forma simples do queijo e é produzida na Burel Factory, em Manteigas, empresa liderada por uma mulher, Isabel Costa. A beleza natural do burel fica em evidência, em três versões diferentes: uma capa mais curta e prática, uma capa mais comprida que é um statement de estilo e uma Queijeirinha para as crianças.

storytelling é um componente muito forte desta capa, já que paralelamente foi criada uma narrativa que nos liga sempre ao propósito de enaltecer e capacitar estas Mulheres, construindo um universo onde o saber-fazer das Queijeiras e a nobreza das matérias-primas naturais tão identitárias do território da Serra da Estrela e das Aldeias de Montanha – do burel, das ovelhas, do leite, do cardo – estão em permanente destaque.

Da consciência à capacitação – um projeto de e para Mulheres!

Esta iniciativa pressupõe a realização de um curso de formação em soft skills e partilha de conhecimento para o empoderamento pessoal e profissional destas mulheres, através de uma parceria com a Rita Pelica Chief Energy Officer & Founder ONYOU , de forma a capacitar este grupo com uma série de ferramentas atuais, passando pela criação de modelos de negócio, construção de uma rede de networking, desenvolver uma personal brand ou trabalhar a comunicação dentro e fora das redes sociais – num módulo apresentado pela jornalista Fernanda Freitas.

Ainda no âmbito do projeto e numa colaboração com a jornalista Ana Rita Ramos, da Have a Nice Day, serão reunidas num livro as histórias, as tradições, os testemunhos e os saberes das Queijeiras. Pretende-se a valorização de uma arte, tão bem preservada ao longo dos séculos, mas também de valorização do capital humano. Quem são estas mulheres? Que ligação têm a esta arte ancestral? É o que propomos descobrir ao folhear as páginas de um livro que terá tanto de simples como de belo, e cuja apresentação terá lugar no início do outono.

A nível da comunicação o projeto conta com o apoio de mais uma mulher, a designer de comunicação Ana Melo, doutoranda da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa com uma investigação sobre o papel do design na valorização e reinvenção dos territórios do interior.

O website Queijeiras, que vai estar disponível a 27 de março, dará a conhecer todas as Queijeiras envolvidas no projeto e será um dos locais de venda da capa. A qual também estará disponível na loja online da Burel Factory e outros locais que, entretanto, venham a ser selecionados. Ainda neste portal constará o repositório e todo o storytelling do projeto, dando destaque aos parceiros e personalidades que o divulguem, notícias publicadas e resultados alcançados

Foto: créditos: ©KITATO

Eduardo Madeira é o rosto da nova campanha do Queijo Serra da Estrela DOP

Segundo refere o Município de Fornos de Algodres , o humorista, escritor, argumentista e ator Eduardo Madeira é o rosto da nova campanha do Queijo Serra da Estrela DOP, à venda na plataforma www.obomsabordaserra.pt.

A escolha foi fácil e quase natural, não fosse Eduardo Madeira fã confesso de petiscos e sobejamente conhecido e acarinhado pelo público, dada a sua imagem sempre tão bem disposta e acessível!

“No Bom Sabor da Serra achámos que é tão fácil gostar do Eduardo Madeira como gostar do Queijo Serra da Estrela DOP e ambos nos deixam de sorriso estampado no rosto”.

O objetivo da campanha é dar a conhecer a plataforma a mais consumidores e mostrar que é muito simples ter o verdadeiro Queijo Serra da Estrela DOP, em casa, sem sair de casa, encomendando diretamente online, tal como faz o Eduardo Madeira que, neste momento, já deve estar a pensar na sua próxima encomenda, pois sabemos que é impossível resistir a um Queijo Serra da Estrela em casa, durante muito tempo!

Durante este mês de março, realiza-se a Feira do Queijo Serra da Estrela de Fornos de Algodres, exclusivamente online em www.obomsabordaserra.pt.

Visite a plataforma e, tal como o Eduardo Madeira, faça a sua encomenda e receba comodamente em sua casa, os melhores produtos endógenos de Fornos de Algodres.

42ªedição da Feira do Queijo de Celorico da Beira 30 dias online

Um certame que anualmente atrai milhares de pessoas ao Mercado Municipal, mas este ano, devido à pandemia, vai ser online a 42ªedição da Feira do queijo de Celorico da Beira a ter lugar de 28 de fevereiro a 28 de março.

Assim muitas novidades vão surgir nesta fase, agora todos os produtos comercializados neste certame, vão puder ser adquiridos através da plataforma “celoricocomgosto.pt”.

O evento arranca no dia 28 de fevereiro (domingo), com a participação do município de Celorico da Beira no programa “Somos Portugal” da TVI”, que terá lugar em Queluz, e, simultaneamente, com a abertura da plataforma digital “celoricocomgosto.pt”, para venda de queijo online, não só durante o período da Feira, mas todo o ano.

Esta edição especial da Feira do Queijo, vai decorrer durante 30 dias com vendas online, mas, sem a tradicional animação que caracteriza esta Feira/Festa do Queijo. A programação deste ano assenta em 4 eixos distintos e complementares: “Somos Produtores”, “Aprender com Valor”, “Bom Proveito!” e “Natura e Cultura”. Acedendo a www.cm-celoricodabeira.pt, pode acompanhar diariamente as novidades da Feira online, abrindo estas janelas para visualizar os vídeos disponíveis em cada uma delas. No eixo “Somos Produtores” ficará a conhecer, em vídeos de 3 minutos, cada um dos produtores aderentes e as suas explorações, ao longo dos 30 dias da Feira, à razão de 1 vídeo por dia durante a semana e 2 ao fim de semana.

Porque objetivamos a valorização e o reconhecimento da excelência do nosso produto endógeno – o queijo Serra da Estrela – levamos até si em “Aprender com Valor” o testemunho dos especialistas: na certificação (Beira Tradição), no controle da raça ovina Serra da Estrela e do leite (Ancose – Associação Nacional de Criadores Ovinos da Serra da Estrela) e na sua produção e comercialização (Estrelacoop – Cooperativa de Produtores de Queijo Serra da Estrela). A mestria e o savoir-faire do Chef Valdir Lubave, e do Chef António Santos, responsável do Curso de Cozinha do Agrupamento de Escolas de Celorico da Beira, captados em vídeos, serão colocados à sua disposição para poder assistir a showcookings, provas e demonstrações, como por exemplo, a forma correta de cortar o queijo, por forma a preservar-se a maximização do sabor, textura e propriedades numa degustação.

A Feira do Queijo é também uma Festa da Gastronomia, pelo que, à semelhança dos anos anteriores, os restaurantes locais associaram-se ao evento. No eixo “Bom Proveito” tem a oportunidade de conhecer os restaurantes aderentes e assistir à demonstração da receita elaborada, por cada um deles, para o evento, em estrito cumprimento das normas estipuladas pela DGS, no contexto de pandemia que atravessamos.

A produção de queijo é um dos motores de desenvolvimento de toda a região da Serra da Estrela. No eixo “Natura e Cultura” tem a possibilidade de ficar a conhecer de que forma a classificação da Serra da Estrela como Geopark Mundial da Unesco ou a candidatura da “Guarda Capital Europeia da Cultura em 2027” poderão impulsionar o tão almejado desenvolvimento local, regional e nacional, na opinião de Emanuel de Castro e de Tiago Sami Pereira, respetivamente.

A mudança de formato da Feira do Queijo, longe de constituir um impedimento, representa uma oportunidade para o queijo ganhar mais notoriedade, valorização e abrangência, conquistando um universo de consumidores, infinito e sem fronteiras físicas. A criação da loja online “celoricocomgosto.pt”, no âmbito da 42.ª edição da Feira do Queijo de Celorico da Beira, constitui uma rampa de lançamento para a promoção/divulgação, valorização e comercialização do queijo e, no futuro próximo, de outros produtos endógenos celoricenses, ajudando os produtores a escoar os produtos e impulsionando a economia e o desenvolvimento da região.

Adquirir o produto rei da festa, ex-líbris da Capital do Queijo da Estrela, de forma simples, rápida e sem deslocações, está à distância de um clique: “celoricocomgosto.pt”.