Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: segurança

Tag Archives: segurança

GNR Guarda- Detenções em Foz côa e Seia por violência doméstica

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) da Guarda e do Posto Territorial de Seia, entre os dias 5 e 8 agosto, deteve três homens, com idades compreendidas entre os 43 e os 66 anos, por violência doméstica em três situações distintas, nos concelhos de Seia e de Vila Nova Foz Côa.

Numa primeira situação e no âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito de 43 anos infligiu  maus-tratos psicológicos e físicos contra a vítima, uma mulher de 39 anos. Perante a gravidade dos factos e a escalada das ameaças, foi dado cumprimento a um mandado de detenção.

No segundo caso, foi possível apurar que o agressor de 66 anos exercia violência física e psicológica sobre a vítima, sua companheira de 63 anos. No seguimento de diligências de inquérito, a Guarda deu cumprimento a um mandado de detenção.

Na terceira situação e no seguimento de denúncia apresentada, os militares da Guarda deslocaram-se de imediato ao local e após diligências apuraram que o suspeito de 56 anos infligia maus-tratos à vítima, uma mulher de 57 anos, tendo sido dado cumprimento a um mandado de detenção fora de flagrante.

Os suspeitos de 43 e 56 anos foram presentes a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Vila Nova de Foz Côa, onde lhes foi aplicada a medida de coação de proibição de contactar, por qualquer forma ou meio com as vítimas, bem como afastamento das mesmas, não podendo aproximarem-se num raio de 300 metros, com recurso a pulseira eletrónica.

Ao suspeito de 66 anos, após ter sido presente ao Tribunal Judicial de Seia, foi-lhe a aplicada a medida de coação, de obrigatoriedade de tratamento à dependência do álcool e de proibição de contactar, por qualquer forma ou meio com a vítima, bem como afastamento da mesma, não podendo aproximarem-se num raio de 500 metros, controlado por pulseira eletrónica.

A violência doméstica é crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva. Se precisar de ajuda ou tiver conhecimento de alguma situação de violência doméstica participe:

GNR Guarda – Figueira de Castelo Rodrigo – Pulseira eletrónica por violência doméstica

O Comando Territorial da Guarda, através do Posto Territorial de Figueira de Castelo Rodrigo, no dia 2 de agosto, deteve em flagrante um homem de 53 anos por violência doméstica, no concelho de Figueira de Castelo Rodrigo.

Após uma denúncia de violência doméstica, os militares da Guarda deslocaram-se rapidamente para o local onde visualizaram o suspeito a proferir ameaças de morte à vítima, sua companheira de 51 anos, motivo que levou à sua detenção em flagrante.

O detido foi presente no dia 3 de agosto a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Figueira de Castelo Rodrigo, onde lhe foi aplicada a medida de coação de proibição de contactar, por qualquer forma ou meio, com a vítima, bem como afastamento da mesma, não podendo aproximar-se num raio de 500 metros, controlado com recurso a pulseira eletrónica.

A violência doméstica é crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva. Se precisar de ajuda ou tiver conhecimento de alguma situação de violência doméstica participe:

 

GNR Guarda -Celorico da Beira – Detido por posse de munições proibidas e explosivos

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da Guarda, no dia 28 de julho, deteve um homem de 60 anos por posse de munições proibidas e explosivos, no concelho de Celorico da Beira.

No seguimento de uma investigação por furtos, que decorria há cerca de dois meses, os militares da Guarda realizaram diligências policiais que permitiram identificar o suspeito. Na sequência da investigação, foi dado cumprimento a um mandado de busca domiciliária, tendo sido apreendido o seguinte material:

  • 1 500 gramas de pólvora 4 F’s;
  • 90 metros de cordão detonante 12g/m (explosivos);
  • 28 metros de cordão lento;
  • 13 stick’s de gelamonite (explosivos);
  • Quatro bombetas de foguete;
  • Diversas munições de variados calibres.

O detido, com antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza, é ainda suspeito de estar envolvido em cinco furtos qualificados ocorridos nos concelhos de Celorico da Beira e Guarda.

Os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Celorico da Beira, para aplicação das medida de coação.

GNR Guarda-Gouveia, Manteigas, Covilhã – Quatro detidos por tráfico de estupefacientes e posse de munições proibidas

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da Guarda, ontem, dia 2 de junho, deteve três homens por tráfico de estupefacientes e um homem por posse de munições proibidas, com idades compreendidas entre os 19 e 56 anos, nos concelhos de Gouveia, Manteigas e Covilhã.

No âmbito de uma investigação por crimes de tráfico de estupefacientes, que teve a duração de cerca de um ano, os militares da Guarda realizaram diligências policiais que culminaram com a identificação e detenção dos suspeitos. No seguimento da ação foi dado cumprimento a 12 mandados de busca, nove domiciliárias e três em veículos, onde foi possível apreender o seguinte material:

  • 34 doses de liamba;
  • 24,60 doses de haxixe;
  • 1,8 gramas de cogumelos alucinogénios;
  • Duas armas de caça;
  • 36 munições de calibre 9 mm;
  • Cinco cartuchos carregados com zagalotes (munição proibida);
  • Um cartucho carregado com bala (munição proibida);
  • Quatro balanças de precisão;
  • Oito telemóveis;
  • Vários objetos relacionados com o tráfico de estupefacientes.

Esta ação contou com o reforço de militares do Destacamento de Intervenção (DI) da Guarda, do Destacamento de Trânsito (DT) da Guarda, do Destacamento Territorial da Guarda, da Secção de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário (SPC) da Guarda, do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) da Guarda, do Postos Territoriais da Guarda, do Sabugal, de Celorico da Beira, Pinhel e de Manteigas, e da Estrutura de Investigação Criminal do Comando Territorial da Guarda.

 

Entrega dos dispositivos eletrónicos de teleassistência em Mangualde

O Município de Mangualde, representado pela Vereadora da Ação Social, Maria José Coelho, esteve presente na cerimónia de entrega dos dispositivos eletrónicos de teleassistência aos Municípios aderentes ao Programa E-Guard, que decorreu esta semana, nas instalações do Comando Territorial de Viseu. Este projeto inovador, decorre, na sequência da assinatura de protocolo de parceria com o Comando Distrital da Guarda Nacional Republicana (GNR) e consiste num sistema de teleassistência e monitorização que tem como objetivo proteger os munícipes em situação de dependência, isolamento e sem apoio familiar.

Maria José Coelho congratulou-se com a adesão ao programa, uma vez que o Município tinha já, há alguns anos, a pretensão de promover um projeto que garantisse a permanência em segurança dos idosos no conforto das suas casas, garantindo no seu domicílio um apoio adequado às suas limitações, ao mesmo tempo que desfrutam da proximidade e interação com a comunidade, com o objetivo de promover uma melhoria significativa da sua qualidade de vida, de saúde, segurança e autoestima”.

O Comando Territorial de Viseu afirma tratar-se de um projeto inovador que irá combater o isolamento e a capacitação da população sénior, através da criação de respostas integradas, sobretudo nas componentes fundamentais da saúde e segurança que visa apostar na proximidade ao cidadão e na cooperação e articulação institucional.

E-GUARD

O equipamento associado ao sistema “eGuard” trata-se de um objeto do tamanho de um comando de portão, com apenas um botão que, quando premido durante mais de 3 segundos aciona uma chamada SOS para a GNR.

Este dispositivo poderá ser utilizado caso o idoso presencie ou seja vítima de crime ou de uma situação de perigo ou, no caso, por exemplo, de doença súbita e/ou queda. O utente fica na posse de um equipamento, que pode usar ao pescoço, e que permite comunicar de forma bidirecional, definir um perímetro de segurança e alertar em caso de imobilidade. A sala de situação da GNR recebe os alertas e aciona os meios de socorro. Se os aparelhos se mantiverem inativos por mais de 12 horas, os militares tomam a iniciativa de contactar os idosos sinalizados.

Foto: Mun. Mangualde

GNR Guarda – Vale de Cambra – Casal detido por furto em interior de residência

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da Guarda, no dia 15 de fevereiro, deteve um homem e uma mulher de 36 e 18 anos, respetivamente, por furto em interior de residência, no concelho de Vale de Cambra.

No âmbito de uma investigação por furto em interior de residência no concelho de Manteigas, que decorria há cerca de dois meses, os militares da Guarda encetaram diligências policiais que permitiram identificar e localizar os suspeitos. Na sequência da ação foi dado cumprimento a um mandado de busca domiciliária que permitiu apreender diverso material furtado.

Os detidos foram constituídos arguidos, e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial da Guarda.

Esta ação contou com o reforço do Destacamento Territorial de Oliveira de Azeméis.

GNR Guarda – Trancoso – Detido por tráfico de estupefacientes

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Pinhel,  deteve um homem de 55 anos por tráfico de estupefacientes, no concelho de Trancoso.

Durante uma ação de fiscalização no âmbito da operação “Active Shield Jan22”, que está a ser levada a cabo pela Guarda Nacional Republicana, foi fiscalizado um passageiro que demonstrou nervosismo e um comportamento suspeito perante a presença da Guarda. No seguimento das diligências policiais, foi possível verificar que o suspeito possuía produto estupefaciente no interior da sua mala de viagem, tendo-lhe sido apreendidas 11 doses de haxixe.

O detido foi constituído arguido, e os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Trancoso.

A Operação “Active Shield” é uma iniciativa da European Association of Railway Police Forces (RAILPOL), da qual a Guarda Nacional Republicana é membro desde 2013, e tem por objetivo realizar controlos simultâneos nas principais linhas ferroviárias europeias. Esta operação visa ainda o aumento da segurança nas redes ferroviárias e da eficácia no combate ao crime em ambiente ferroviário.

GNR Guarda-Sabugal – Detido por caça ilegal com meios proibidos

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) da Guarda, deteve um homem de 78 anos por caça ilegal com meios proibidos, no concelho do Sabugal.

No decorrer de uma ação de patrulhamento da Operação “Artemis”, os elementos do NPA detetaram o suspeito a caçar com recurso a laços, sendo este um meio não permitido, tendo sido apreendidos e o suspeito detido em flagrante. No decorrer da ação os elementos do NPA verificaram ainda o transporte de uma arma de caça sem obedecer às regras de transporte, nomeadamente a colocação de cadeado de gatilho.

A ação culminou com a apreensão de diverso material, destacando-se:

  • Dois cabos de aço;
  • Uma arma de fogo;
  • Um cadeado de gatilho.
  • Um estojo para transporte de arma

O detido foi constituído arguido, e os factos remetidos ao Tribunal Judicial da Guarda

GNR Guarda-Aguiar da Beira – Detido por violência doméstica

 

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE),  deteve um homem de 47 anos por violência doméstica, no concelho de Aguiar da Beira.

No âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito exercia violência física e psicológica sobre a vítima, sua companheira de 48 anos. No decorrer das diligências policiais foi dado cumprimento a um mandado de detenção e a três mandados de busca, uma domiciliária  e duas em veículos, que culminaram com a apreensão de diverso material, nomeadamente:

  • Dois aerossóis;
  • Uma pistola de plástico.

O detido foi presente ao Tribunal Judicial de Trancoso, ficando sujeito à medida de coação de  proibição de aproximação e contatos com a vítima por qualquer meio.

GNR Guarda – Apreensão de mais de três mil munições e armas

O Comando Territorial da Guarda, através do Posto Territorial da Guarda,  apreendeu mais de três mil munições e várias armas, no concelho da Guarda.

No âmbito de uma ação de execução, foi solicitado apoio por parte de um agente de execução, denunciando a existência de uma considerável quantidade de armas e munições no interior de um imóvel. Os militares da Guarda deslocaram-se para o local onde constataram a existência de diversas armas de fogo, uma arma proibida e mais de três mil munições de diferentes calibres, tendo sido apreendidas de forma cautelar. A GNR desenvolve diligências no sentido de identificar o legítimo proprietário.

No seguimento das diligências policiais procedeu-se à apreensão de diverso material, destacando-se:

Uma bengala que continha uma arma dissimulada;
Oito caçadeiras;
Quatro armas de ornamentação;
Três carabinas;
Uma pistola de sinalização;
20 zagalotes;
3 044 munições de diversos calibres.
As armas apreendidas foram entregues à Polícia de Segurança Pública (PSP) da Guarda, para peritagem e classificação das mesmas.

A GNR relembra que, de acordo com o Regime Jurídico das Armas e Munições, quem, sem se encontrar autorizado, detiver, transportar, guardar, comprar ou adquirir qualquer arma elencada no n.º 1 do Artigo 86.º do mesmo diploma, encontra-se a incorrer no crime de posse de arma proibida. Importa ainda esclarecer que, quem detiver arma não registada ou manifestada, quando obrigatório, constitui um crime de posse ilegal de arma.