Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: Seia

Tag Archives: Seia

CIMBSE divulga o melhor do Verão das Beiras e Serra da Estrela

A Comunidade Intermunicipal das Beiras e da Serra da Estrela (CIM-BSE) foi ‘a banhos’ na praia fluvial de Vale do Rossim, em Gouveia, com a vasta equipa do Aqui Portugal, da RTP. Tratou-se de uma produção de peso da estação pública no território, com dezenas de profissionais, corpo logístico e repórteres que percorreram os 15 municípios de lés-a-lés, com o único intuito de levar até ao público nacional e audiência internacional, a campanha de Verão da CIM-BSE. Esta iniciativa faz parte de uma campanha mais ampla que visa promover as praias fluviais e os espaços de natureza em todo o território e assim chamar de novo os portugueses e restantes turistas a visitarem e descobrirem a região, pós-confinamento. Esta é a primeira de muitas iniciativas que estão a ser desenvolvidas. Press Trips, visita de bloggers e influencers… o verão promete aquecer na Serra da Estrela.

Foto: ©RTP, Aqui Portugal

Hélder Reis e Vanessa Oliveira foram os apresentadores ‘de serviço’ de um programa memorável em plena praia fluvial de Vale do Rossim, paredes-meias com os municípios de Gouveia, Manteigas e Seia. O Aqui Portugal da RTP contou com uma megaprodução levada a cabo pela estação pública com o contributo da CIM-BSE. Dados os constrangimentos provocados pela crise pandémica, todos os participantes e staff foram devidamente testados e acauteladas todas as regras de segurança e distanciamento emanadas da Direção-Geral de Saúde.

Além do enfoque nas praias fluviais e zonas balneares, o programa abordou o melhor do seu território e dos seus 15 municípios. De Mêda ao Fundão, passando por Trancoso, Fornos de Algodres, Gouveia, Manteigas, Seia, Covilhã, Belmonte, Sabugal, Guarda, Celorico da Beira, Pinhel, Almeida e Figueira de Castelo Rodrigo falou-se do melhor da região – projetos inovadores como as iniciativas Cultura em Rede, a Rede Intermunicipal de Bibliotecas das Beiras e Serra da Estrela, a candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura 2027, o Estrela Geopark Mundial da UNESCO, entre outras iniciativas.  Os ex-libris da gastronomia também estiveram em destaque como o Queijo Serra da Estrela, os azeites de montanha, os vinhos da beira Interior, Douro e Dão e todos os produtos característicos de cada município, mas também os ícones da cultura identitária como os têxteis em burel e o artesanato. Reveja aqui o programa na íntegra.

Ponto mais alto das férias de Verão vai ser nas Beiras e Serra da Estrela

 Este programa é só uma das muitas iniciativas previstas nesta campanha há de comunicação turística. Até setembro, a CIM-BSE leva a cabo uma série de propostas com vista a dar a conhecer a serra no verão. A campanha de verão da CIM-BSE tem como intuito dar a conhecer o destino, assim como as rotas alternativas de curta a média duração para o verão no pós-confinamento, que vão ao encontro de programas de férias saudáveis, essencialmente em espaço natureza para famílias e pessoas de várias faixas etárias. O objetivo passa por promover todo o potencial e recursos naturais e paisagísticos, ao mesmo tempo que se divulgam a identidade e oferta turística, a cultural, a histórica, a gastronómica, o património das suas gentes, dos seus saberes e sabores tão identitários deste território. Para tal irá organizar uma press trip com jornalistas nacionais e internacionais e várias road trip com bloggers e influencers de aventura e família para viverem e experienciarem o que é ter um verão na serra.

Esta ação enquadra-se no Projeto Produtos Turísticos Integrados de Base intermunicipal, desenvolvido pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, em parceria com o Turismo Centro de Portugal, cofinanciado pelo Portugal 2020, Centro 2020 e União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

 

Seia- Ação de atendimento de proximidade em matéria de armas pela PSP

Em Seia,  numa iniciativa Comando Distrital da PSP da Guarda acontece no dia 4 de junho, através do Núcleo de Armas e Explosivos, uma ação de atendimento de proximidade em matéria de armas. A ação vai ter lugar no Largo da Câmara, das 14h às 19h.

Esta iniciativa vai decorrer em vários pontos do distrito e visa auxiliar os cidadãos que residam mais distantes da capital de distrito e que pela sua idade ou mobilidade reduzida têm dificuldades em se deslocar às instalações policiais para procederem à legalização de armas.

Até 23 de junho, extraordinariamente, é possível a entrega voluntária ou regularização da posse de armas ilegais sem sancionamento (criminal ou contraordenacional), pelo que a PSP incentiva todas as pessoas que detenham armas sem manifesto que aproveitem esta oportunidade para as legalizar.

Quem não pretenda legalizar as armas de fogo, pode fazer a entrega a favor do Estado ou em alternativa, não tendo licença de uso e porte de arma, podem optar pela desativação das armas;

Neste mesmo período há ainda a possibilidade de regularizar os licenciamentos, sem que haja a aplicação de coima, nomeadamente para quem deixou caducar a licença ou para quem, recebendo a herança, não comunicou a existência das armas após o falecimento do familiar proprietário da arma;

Para todos aqueles que possuem armas legalizadas e já não fazem uso delas e as queiram entregar a favor do Estado ou proceder à sua venda ou desativação, a PSP aconselha a aproveitarem a presença da Unidade Móvel de Atendimento nas localidades abaixo indicadas, para regularizarem todas as questões relacionadas com o licenciamento.

O Comando Distrital da PSP da Guarda estará sempre disponível para auxiliar os cidadãos na resolução de problemas e apela à regularização da posse de qualquer arma, principalmente neste contexto especial que decorre até 23 de junho, podendo qualquer cidadão contactar-nos através do telefone 271208346 ou email nae.guarda@psp.pt, até 23 de junho, de armas ilegais sem sancionamento criminal ou contraordenacional.

Seia atingiu 10 mil vacinados no concelho

O Concelho de Seia atingiu a marca de ter já  10.000 pessoas vacinadas.

Assim , no Centro de Vacinação de Seia, teve lugar uma cerimónia simbólica com a entrega de uma lembrança à cidadã a quem foi administrada a vacina 10 mil.
Apesar de simbólico, foi um gesto repleto de esperança e entusiasmo, reflexo do empenho de todos os profissionais e da colaboração da população no caminho que se tem percorrido na luta contra a pandemia.
Marcou presença o autarca senense Carlos Filipe que juntamente como o staff que coordena o Centro.

Dia Municipal do Bombeiro no concelho de Seia

Vai ter lugar no dia 16 de maio o Dia Municipal do Bombeiro, numa iniciativa do Município de Seia, em parceria com as três corporações de bombeiros do concelho (Loriga, São Romão e Seia), as  comemorações este ano centralizadas no Quartel dos Bombeiros Voluntários de Loriga.
A homenagem municipal aos bombeiros do concelho foi institucionalizado em 2017 e pretende afirmar o papel desempenhado pelas várias corporações na sociedade e aproximar a população aos bombeiros.

Programa SeiaConsigo reforçado

Apoios municipais para empresas e famílias

Foi aprovada uma verba de 150 mil euros, pelo Município de Seia para reforçar o Programa SeiaConsigo, lançado no ano transato para atenuar os impactos da pandemia de Covid-19.

As novas medidas já estão em vigor e visam auxiliar os agentes económicos na retoma das suas atividades e minorar o abalo que se faz sentir na atividade económica.

Segundo, o Presidente da Câmara Municipal, Filipe Camelo, este apoio extraordinário direcionado ao relançamento da economia do Concelho faz sentido numa altura de regresso, por forma a apoiar as empresas, particularmente as microempresas, em condições muito frágeis de tesouraria para solver os compromissos de curto prazo, devido aos baixos níveis do consumo, produção e investimento, garantindo por esta via que os estabelecimentos se mantenham abertos e que os respetivos postos de trabalho sejam assegurados.

Esta nova geração de apoios assenta em dois eixos: uma segunda edição do programa Compre(em)Seia e um apoio único de até 400€ para empresas com quebras de faturação iguais ou superiores a 15%.

À semelhança da primeira edição do programa (2020), que permitiu injetar na economia e nas famílias 75.000 euros em compras no comércio local, o Compre(em)Seia é desenvolvido pelo Município, em parceria com a Associação Empresarial da serra da Estrela e o CLDS 4G (Fundação Aurora Borges).

O programa/sorteio decorre até 30 de junho e mantém o objetivo de incentivar as compras locais e restaurar a confiança dos consumidores, através da atribuição de 1000 vales de compra no valor global de 25.000 euros para serem descontados na rede de lojas/serviços aderentes.

Tal como em 2020, o programa contempla a atribuição de um cupão por cada 10€ em compras nos estabelecimentos aderentes, que possibilita ganhar vales de compras. Os premiados serão conhecidos num sorteio único, a realizar no dia 3 de julho (Feriado Municipal).

A Estrela visitou vários Municípios da CIMBSE

No âmbito da 2ª Edição do ATUA! – Projeto de Empreendedorismo nas Escolas da CIMBSE, os alunos do 1º Ciclo conheceram a Estrela, mascote do Programa “A Aventura da Estrela e do Mondego”, nos dias 20, 21 e 22 de abril.

Este é um  evento que tem como objetivo felicitar os alunos e professores pela sua participação no projeto até ao momento e motiva-los para continuarem a trabalhar nos projeto empreendedores que estão a preparar.

A Estrela visitou os municípios do Fundão, Covilhã, Seia, Almeida e Mêda conhecendo mais de 290 crianças e 30 docentes! Neste momento tão especial, a mascote entregou um jogo lúdico-pedagógico a cada aluno(a), que consiste num Puzzle do mapa da Região das Beiras e Serra da Estrela, promovendo assim curiosidade e interesse pelo seu território. Em todas as visitas as turmas, não só receberam a Estrela, como também acolheram representantes municipais, que aproveitaram o momento para agradecer a participação de todos e parabenizar as crianças e seus professores pelos fantásticos projeto que estão a desenvolver.

O ambiente foi de muita alegria, criatividade e entusiasmo por parte dos alunos e professores durante as visitas. Foi um momento memorável para todos os nossos pequenos grandes empreendedores!

Este programa de Educação em Empreendedorismo visa potenciar o desenvolvimento de capacidades e aptidões, pessoais e sociais, inerentes ao perfil empreendedor. Tem uma forte componente interdisciplinar e atividades que se cruzam com o currículo, desafiando os alunos a acompanharem a História da Estrela e do Mondego pelos 15 municípios da Região das Beiras e Serra da Estrela, uma aventura contada através de atividades storytelling, permitindo aos alunos descobrir o território e desenvolver competência com recurso a jogos e atividades pedagógicas.

“Feira do Vinho do Dão” em formato digital até 3 de maio

CIM Viseu Dão Lafões e CVR do Dão uma parceria em dott.pt

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões, em estreita parceria com a Comissão Vitivinícola Regional do Dão (CVR do Dão), entre os dias 20 de abril e 03 de maio, promovem a Feira do Vinho do Dão, exclusivamente dedicada à comercialização dos melhores néctares da Região Demarcada do Dão.

 A Feira do Vinho do Dão, realizada em formato digital, conta com a presença de mais de 19 produtores de toda a Região Demarcada do Dão e ficará alojada na plataforma de comércio digital dott.pt.

Este mercado online permite aos apreciadores, de qualquer ponto do país, receber, no conforto de sua casa, as melhores castas do Dão, desde o Encruzado à Touriga Nacional, e seus aromas complexos e delicados, que combinam em harmonia com a gastronomia nacional, cuja qualidade tem vindo a ser premiada em diversos concursos internacionais.

  De acordo com o Presidente da CIM Viseu Dão Lafões, Rogerio Mota Abrantes, “A Feira do Vinho do Dão, a exemplo do Mercado Prove Viseu Dão Lafões, que lançámos na plataforma DOTT há cerca de um ano atrás, é mais uma forma de promoção, no mercado nacional, da excelência dos nossos produtos endógenos e neste caso, em particular, da marca Dão”. Referiu, ainda, o Presidente da CIM Viseu Dão Lafões, “que é expetável que esta iniciativa tenha grande impacto nos pequenos e médios produtores da nossa região e que seja uma alavanca para outros produtos regionais, como é o caso do Queijo Serra da Estrela, dos nossos enchidos, entre muitos outros que também estão disponíveis no mercado Prove Viseu Dão Lafões”. 

Para o Presidente da Comissão Vitivinícola Regional do Dão (CVR Dão), Arlindo Cunha “O digital tornou-se fundamental durante o confinamento e uma vez que nem todos os nossos produtores possuem loja online, decidimos avançar com esta Feira de Vinhos do Dão de forma a aproximar ainda mais os consumidores dos nossos vinhos. De realçar que esta plataforma DOTT contém, por iniciativa da CIM Viseu Dão Lafões, um espaço próprio não só para os Vinhos do Dão como para outros produtos endógenos da Região que continua disponível depois da campanha. Esta é uma forma de nos adaptarmos aos novos tempos para continuar a promover o trabalho dos produtores da região”.

Recorde-se que, a Região Demarcada do Dão abrange os municípios de Aguiar da Beira, Fornos de Algodres, Gouveia e Seia do Distrito da Guarda; Carregal do Sal, Mangualde, Mortágua, Nelas, Penalva do Castelo, Santa Comba Dão, Sátão, Tondela e Viseu do Distrito de Viseu; Arganil, Oliveira do Hospital e Tábua do Distrito de Coimbra.

Parentalidade Positiva e Cooperante na Promoção e Proteção das Crianças em debate

Vai decorrer através do programa Abril – Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância, o Município de Seia, em colaboração com a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens – CPCJ de Seia e o Contrato Local de Desenvolvimento Social de Seia – CLDS4G Seia Contigo, promove nesta quarta-feira, dia 14 de abril (18h) uma sessão online, para pais e encarregados de educação, sobre o exercício de uma parentalidade positiva e cooperante.

A sessão para é dinamizada por Filomena Gaspar e é de participação gratuita, sendo que carece de inscrição prévia.

Nova Rede Itinerante Cultural do Interior une 7 municípios 

Uma nova Rede Cultural do Interior leva dezenas de espetáculos, a partir de junho, a 7 municípios, com a coordenação da  Companhia de Teatro ASTA, rede itinerante de intervenção cultural para levar dezenas de espetáculos a territórios de baixa densidade.

Será entre castelos, anfiteatros ao ar livre, jardins, escadarias, teatros, praças e largos em Belmonte, Covilhã, Fornos de Algodres, Fundão, Gouveia, Manteigas e Seia que a companhia profissional da Covilhã – ASTA, juntamente com estes 7 municípios, leva à cena dezenas de espetáculos de dança, teatro e artes circenses. Paralelamente será ainda criada uma Rede Interior Virtual de visitação itinerante aos espaços patrimoniais dos 7 Municípios através de visitas com recurso à realidade aumentada.

Esta “Rede Interior” tem como objetivo desenvolver uma programação artística e cultural integrada no território constituído pelos Municípios de Belmonte, Covilhã, Fornos de Algodres, Fundão, Gouveia, Manteigas e Seia, com o intuito de promover e valorizar o património histórico-cultural e sensibilizar a comunidade a participar ativamente na afirmação destes territórios.

Com a coordenação da ASTA – Teatro e Outras Artes, as comunidades locais são convidadas a participar nesta Rede Cultural do Interior. As apresentações de teatro, dança e circo contemporâneo terão lugar em dois dias consecutivos por forma a contribuir para a oferta, animação cultural da região, o aumento dos fluxos turísticos e, consequente, tempo de permanência de quem visita os territórios.

Os projetos artísticos vão ao encontro da identidade, a cultura e a história do território “Rede Interior”, demonstrando o que une e o que diferencia os 7 Municípios desta rede cultural. Ao longo de 18 meses, serão apresentados 14 espetáculos, itinerantes e propagadores da identidade, do património natural e cultural do território, catalisadores da participação da comunidade local.

Esta é uma Rede Cultural diferenciadora não só pelo cariz itinerante dos espetáculos na criação de iniciativas culturais fortemente ligadas ao território, mas também pelo seu cariz social de apoio e capacitação dos agentes de cultura locais, que há muito se debatem com os constrangimentos da crise pandémica.

A dinamização destas iniciativas culturais está intimamente relacionada com os ativos patrimoniais distintivos do território, contribuindo para a formulação e implementação de iniciativas vocacionadas para a conservação e proteção do património, mas também constituem um veículo para a promoção da região e para a diferenciação desta, num contexto de competitividade territorial.

No período de 5 dias que antecede os espetáculos em cada Município, serão dinamizadas sessões teatrais abertas a todos; pessoas com problemas de inclusão social, desempregados, idosos e minorias étnicas. Será incentivada a participação direta da comunidade de forma a alavancar os laços sociais e comunitários que foram afetados com o isolamento social.

Em todos os locais serão aplicados os princípios legais e as diretrizes da Direção-Geral de Saúde (DGS) referentes aos espetáculos de natureza artística nomeadamente, distanciamento físico, higienização das mãos com postos móveis, utilização de máscara e controlo de lotação.

Rede Interior Virtual com realidade aumentada

Além desta Rede de Artes Performativas será ainda criada uma Rede Interior Virtual de visitação itinerante aos espaços patrimoniais dos 7 Municípios através de visitas com recurso à realidade aumentada. O objetivo será acrescentar uma valorização turística dos territórios da rede, oferecendo uma atividade alternativa às tradicionais formas de apresentação das visitas guiadas e encenadas, realizadas de forma presencial,
permitindo ao turista a visita ao território de uma forma autónoma e “fora de horas”, o que torna a ação mais aliciante tendo em conta o atual contexto de pandemia e os aspetos de saúde pública.

O Projeto Rede Interior tem como entidade líder executora a ASTA – Teatro e Outras Artes, e como entidades parceiras não executoras, os Municípios de Belmonte, Covilhã, Fornos de Algodres, Fundão, Gouveia, Manteigas e Seia. Projeto cofinanciado pelo Centro2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Páscoa Digital com produtos Serra da Estrela

Municípios da CIM-BSE apostam em eventos e tradições do sagrado online

 A Páscoa 2021 será ainda ‘confinada’, diferente, mas original. Algumas das tradições pascais no Território e os sabores associados ao melhor da gastronomia desta época do ano rumam para o digital. A Quadragésima, os festivais de sabores, as feiras e mercados digitais de produtos identitários são as propostas de um roteiro digital pelo Território das tradições pascais das Beiras e Serra da Estrela.

 A Páscoa é tempo de renovação, esperança e partilha. Nunca antes estas três palavras foram tão simbólicas para os novos tempos em que vivemos. E apesar de, para já, o tão esperado regresso ao território das Beiras e Serra da Estrela estar em compasso de espera, há tradições do sagrado que não se perdem.

Toda a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE) têm de tal forma arreigadas as tradições do sagrado e religiosidade das suas gentes neste período da Quaresma, que este ano os municípios de Belmonte, Covilhã, Fundão, Guarda e Sabugal optaram por levar a Quadragésima ao meio digital. A Via Sacra, Procissão dos Passos, encomendação das almas, canto dos martírios, alvíssaras, procissão dos penitentes são algumas das manifestações que irão ter expressão única e exclusivamente online (Quadragésima). Este sentir coletivo está presente em inúmeras aldeias espalhadas um pouco pelos 5 municípios, e enquanto não é possível seguirmos no encalço destas gentes e dos locais das manifestações da Fé, a Quadragésima deste ano é uma proposta para também seguirmos num roteiro espiritual e virtual pelas tradições mais emblemáticas da Região.

Também o Município de Pinhel tem agendados eventos digitais alusivos à quadra pascal no Facebook da Cidade Falcão. A 2 de abril, pelas 21 horas, o município convida a percorrer online o caminho da renovação da esperança – a Via Sacra. Durante toda a Semana Santa será recriado o percurso da Via Sacra – Caminho de Esperança com imagens em grande formato nos locais que identificam as diversas estações, permitindo que cada pessoa, no estrito cumprimento das diretrizes emanadas pela Direção-Geral de Saúde, percorra o caminho em reflexão individual. A 4 de abril, às 12 horas, será também transmitida a Eucaristia do Domingo de Páscoa.

A Páscoa é também sinónimo de gastronomia típica, sabores e produtos tradicionais

Município do Fundão leva os Sabores da Páscoa ao Festival Gastronómico “Fundão aqui come-se bem”. Quer seja via take away ou entrega em casa, os sabores tradicionais da época da Páscoa vão continuar a ser degustados, em segurança, na casa dos fundanenses. Restaurantes e pastelarias são desafiados a criar e reinventar receitas elaboradas com base nos produtos tradicionais da gastronomia da Beira Baixa, enquadrados na época Pascal.

De 22 de março a 21 de abril, o Município do Sabugal disponibiliza o Mercado da terra online na plataforma Smartfarmer para promoção e divulgação de atividades associadas ao mundo rural e ao artesanato da região e venda de produtos “made in Sabugal”.

Município de Gouveia disponibiliza até 21 de agosto o mercado virtual na DOTT de Queijos da Serra da Estrela, a Exposerra – Feira de Atividades Económicas da Serra da Estrela.

Município de Seia prolongou a sua já tradicional Feira do Queijo da Serra da Estrela para 13 de abril na plataforma DOTT, onde também estão disponíveis, além dos queijos de ovelha e Queijo Serra da Estrela DOP, os sabores inconfundíveis dos enchidos serranos, o vinho sub-região da serra da Estrela, o mel de urze, os licores, a broa ou o Bolo Negro de Loriga.

Até 28 de março, o Município de Celorico da Beira tem a decorrer a Feira do Queijo Digital com promoção da loja online de promoção de queijos e outros produtos endógenos. Esta Feira Digital conta com uma programação diversificada com vários eventos digitais de showcooking, workshops, conversas online com chefs, entre outras iniciativas.

Ao longo de todo o mês de março, o Município de Fornos de Algodres tem a decorrer a sua Feira do Queijo Serra da Estrela na plataforma de venda online de produtos endógenos, O Bom Sabor da Serra.

De referir que o Município de Almeida deverá manter entre os dias 2 e 3 de abril, o Mercado da Páscoa de produtos locais, endógenos, artes, colecionismo e antiguidades, no centro histórico, mediante a evolução da situação epidémica no país.

E enquanto não pode visitar a Serra e as saudades apertarem, pode sempre ‘chamar’ até si “A Serra à sua Porta”. Numa iniciativa da CIM-BSE, em estreita articulação com os Municípios que a compõem, “A Serra à sua Porta” reúne numa página única as várias plataformas de venda online de produtos do território, como Azeites de Montanha, Vinhos do Douro, Dão e Beira Interior, fumeiro e enchidos assim como mel, compotas e doces.

A Páscoa este ano convida assim a …ficar. E num período de esperança de um dia regressarmos à Serra da Estrela, resta a promessa na renovação do tão esperado reencontro com as mil e uma histórias e saberes ancestrais, com os sabores e os produtos característicos, com a cultura e o vasto património natural e edificado.