Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: Seia

Tag Archives: Seia

GNR Guarda-Seia – Recuperação de material furtado

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Gouveia,  constituiu arguidos dois homens de 18 e 19 anos e recuperou vário material furtado, no concelho de Seia.

No âmbito de uma denúncia a informar que teria ocorrido um furto numa quinta, os militares da Guarda de imediato iniciaram diligências policiais, que permitiram localizar os suspeitos e proceder à recuperação do material furtado, no valor estimado de 3 mil euros, destacando-se:

  • Três marcadores de paintball;
  • Duas máscaras de proteção;
  • Dois coletes;
  • 10 garrafas de CO2;
  • Três sacos de “munições” de paintball;
  • Uma guitarra.

Os suspeitos foram constituídos arguidos e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Seia.

Helena Pinto Gonçalves apresentou livro sobre Serra da Estrela no CISE

Teve lugar a apresentação no CISE- Centro de Interpretação da Serra da Estrela, a obra que retrata a Expedição Científica à Serra da Estrela em 1881 , pela autora do livro, Helena Pinto Gonçalves.
Trata-se de uma aventura inédita realizada na época pela Sociedade de Geografia de Lisboa,
“Uma Viagem ao Cume do Conhecimento – A Expedição Científica à Serra da Estrela em 1881” é uma edição do Município de Seia e pode ser adquirida no CISE e no Posto de Turismo de Seia.

GNR Guarda- Seia – Prisão preventiva por tráfico de estupefacientes

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Gouveia,   deteve dois homens e duas mulheres com idades compreendidas entre os 23 e 42 anos, por tráfico de estupefacientes, no concelho de Seia.

No âmbito de uma investigação por crimes de tráfico de estupefacientes, foi possível apurar que os suspeitos se dedicavam à venda direta do produto estupefaciente aos consumidores. Os militares da Guarda realizaram diligências policiais que culminaram com a identificação e detenção dos suspeitos. No seguimento da ação foi dado cumprimento a 13 mandados de busca, cinco domiciliárias, sete em veículos e uma em cacifo no local de trabalho, onde foi possível apreender o seguinte material:

  • 160 doses de cocaína;
  • 110 doses de liamba;
  • 23 comprimidos de corte;
  • Dois veículos;
  • Dois telemóveis;
  • Uma balança de precisão.
  • 2 730  em numerário.

Os detidos foram presentes a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Seia ontem, dia 3 de agosto, onde lhes foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva a uma das mulheres, sendo que aos restantes detidos lhes foi aplicada a medida de coação de apresentações trissemanais em posto policial das suas áreas de residência e proibição de contactos com pessoas e locais conotados com o tráfico de estupefacientes.

Esta ação policial contou com o apoio do Destacamento de Intervenção (DI) da Guarda, do Núcleo de Investigação Criminal em Acidentes de Viação (NICAV) do Destacamento de Trânsito (DT) da Guarda, Núcleo de Apoio Técnico (NAT) e Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Vilar Formoso.

Cine Eco 22- Festival de resistência regressa com cinema de impacto para refletir e (re)agir

São 70 os filmes incluídos na Seleção Oficial da 28ª edição do Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela, que decorre em Seia entre os dias 8 e 15 de outubro. Mais de 25 países estão representados na edição deste ano, sendo Portugal, França, Espanha e Alemanha, os que têm maior número de trabalhos a concurso. Novas ‘pandemias’, doenças emergentes, fraudes alimentares, pecuária sustentável, luta de povos nativos, são algumas das temáticas abordadas.

Após um périplo por Cabo Verde e Portugal (incluindo os Açores) com várias extensões já realizadas este ano em diversas cidades portuguesas, e da participação no Fórum Mundial da Água, no Senegal, no mês de março, avizinha-se uma das mais representativas edições do festival Cine Eco em Seia, após dois anos de Pandemia que, ainda assim, não impediram a realização deste icónico Festival em 2020 e 2021.

Na sua 28ª edição entram em concurso 70 filmes sobre temáticas tão pertinentes como polémicas e que inscrevem o Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela “como um evento de charneira para a divulgação das mais recentes produções documentais sobre os mais prementes desafios ambientais e societais, mas também como um importante espaço de debate e contacto com realidades que imaginávamos pertencer apenas à dimensão das distopias”, afirma a Organização do Cine Eco.

Na Competição Internacional de Longas-Metragens figuram 11 documentários. Será possível ver o filme sensação da edição deste ano do Festival de Cannes, a adaptação do clássico de Robert Bresson, “Au Hasard Balthazar”. O mundo é um lugar misterioso quando observado pelos olhos de um burro e, no filmeEO”, do veterano realizador polaco Jerzy Skolimowski, o animal é libertado de um circo por um movimento de defesa dos animais explorados e, ironicamente, vai parar às mãos de um novo dono e alvo de maus tratos. O animal acaba por observar, em silêncio, o sofrimento, a raiva, o desespero e a solidão humana.

Do coração da Papua Nova Guiné chega o filme de Céline Rouzet sobre “tribos locais presas entre rivalidades de clãs, políticos corruptos e multinacionais aparentemente cínicas” em “140 KM À L’OUEST DU PARADIS” (França; Bélgica). No filme “TAMING THE GARDEN” (Suíça; Alemanha; Geórgia), a realizadora Salomé Jashi leva-nos numa viagem ‘delirante’ de uma árvore centenária transplantada, que atravessa o mar Negro para viver o resto dos seus dias no jardim particular do excêntrico milionário e ex-primeiro-ministro da Geórgia. Em “Aya” (Bélgica; França), o realizador Simon Gillard aborda o dilema interno de uma jovem menina confrontada com a inevitabilidade – abandonar a ilha de Lahou, na Costa do Marfim, devido à subida do nível da água do mar. Do Brasil para o Cine Eco chega a luta dos Yanomami em “A Última Floresta” de Luiz Bolognesi e “A Serra do Roncador ao Poente” de Armando Lacerda. Neste último documentário, o realizador conduz-nos pela arte rupestre dos clãs Xavante, os guardiões da Serra, que materializam os espíritos que os defendem quando “a civilização” se rebela contra eles e as suas terras.

Estruturado na narrativa pessoal dos nativos da Virgínia Ocidental, “DEVIL PUT THE COAL IN THE GROUND” (EUA) de Peter Hutchinson e Lucas Sabean retrata o sofrimento e a devastação provocada pela indústria do carvão, a economia em colapso, as feridas provocadas pela epidemia dos opiáceos, a pobreza, a degradação ambiental e o desaparecimento dos Apalaches. Na Competição Internacional de Longas-Metragens concorrem ainda “LA FABRIQUE DES PANDÉMIES” (França) de Marie-Monique Robin, uma viagem por 3 continentes – Ásia, América e África – com a atriz Juliette Binoche. Depois de contactarem com mais de 20 cientistas, as evidências parecem claras: “sem uma rápida resposta, o mundo irá enfrentar uma epidemia de pandemias!”. AMUKA – L’ÉVEIL DES PAYSANS CONGOLAIS (França; Bélgica) de Antonio Spanò enquadra-nos na vida dos “ceifeiros da esperança”, os agricultores da República Democrática do Congo que lutam diariamente contra inimigos invisíveis. Do país vizinho para o Cine Eco chegam ainda dois documentários. PEDRA I OLI (STONE AND OIL) de Àlex Dioscorides, uma imersão documental sobre o desaparecimento do olival de montanha, na Serra de Tramuntana em Maiorca, e o abandono do trabalho do campo. Já “GANADO O DESIERTO (LIVESTOCK OR DESERT)” de Francisco Vaquero Robustillo retrata o papel do gado na regeneração das pastagens, dos solos, das florestas e da água e documenta o papel do maneio e a pecuária sustentável como solução para o restauro dos ecossistemas e economias rurais.

Na Competição Internacional de Curtas Metragens participam 26 documentários e filmes de ficção de vários países como Irão, Senegal, Chile, Rússia, Austrália, Sérvia, Cuba e vários países europeus. A categoria Séries e Reportagens Televisivas integra 11 trabalhos que versam sobre temáticas tão diversas como a agricultura intensiva, fraude alimentar, novas oportunidades da agricultura sustentável, educação ecológica subaquática, o degelo, o papel das abelhas. Na Competição de Longas-Metragens em Língua Portuguesa figuram 4 películas de Portugal e Brasil; na Competição de Curtas Metragens concorrem 13 filmes e, já na Competição Panorama Regional, estão a concurso 5 trabalhos.

Os programadores deste ano do Cine Eco’22 são Cláudia Marques Santos, Tiago Fernandes Alves e Daniel Oliveira.

GNR Guarda – Quatro detidos por violência doméstica

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) da Guarda e dos Postos Territoriais de Seia e Vila Nova de Foz Côa, entre os dias 22 e 27 julho, deteve quatro homens, com idades compreendidas entre os 49 e os 89 anos, por violência doméstica, nos concelhos de Seia, Celorico da Beira e Vila Nova Foz Côa.

No âmbito de quatro investigações de violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que os suspeitos infligiam maus-tratos psicológicos e físicos contra as vítimas. Perante a gravidade dos factos e a escalada das ameaças, foi dado cumprimento a quatro mandados de detenção.

Os suspeitos de 89 e 49 anos foram presentes a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Celorico da Beira, onde lhes foi aplicada a medida de coação de proibição de contactar, por qualquer forma ou meio, com as vítimas, bem como afastamento das mesmas, não podendo aproximarem-se num raio de 500 metros e 250 metros, respetivamente, com recurso a pulseira eletrónica.

Ao suspeito de 61 anos, após ter sido presente ao Tribunal Judicial de Seia, foi-lhe a aplicada a medida de coação de proibição de contactar, por qualquer forma ou meio, com a vítima, bem como afastamento da mesma, não podendo aproximarem-se num raio de 500 metros, com recurso a pulseira eletrónica.

Ao suspeito de 62 anos, após ter sido presente a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Foz Côa, foi-lhe aplicada a medida de coação de apresentações bissemanais no posto policial da sua área de residência.

A violência doméstica é crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva. Se precisar de ajuda ou tiver conhecimento de alguma situação de violência doméstica participe:

Diversas atividades de Verão no Cise em Seia

O Centro de Interpretação da Serra da Estrela – CISE este verão repete as atividades para crianças de diferentes idades. O desafio é encontrar tesouros da natureza no parque verde do CISE.

As atividades acontecem às quintas-feiras, e pretendem estimular, nos mais jovens, o gosto pela natureza e sensibilizar para a importância da preservação da biodiversidade.

A primeira iniciativa acontece já esta quinta-feira, dia 28 de julho, dá pelo nome “Cientista de Lupa na Mão”, e é para crianças entre os 6 e os 12 anos explorarem e descobrirem as várias espécies que vivem no maior parque arborizado da cidade.

Para a mesma faixa etária e também no período da manhã, no dia 11 de agosto, o centro de interpretação convida os mais pequenos a construir uma estufa, uma boa forma de entenderem como funciona o nosso ecossistema.

A 18 de agosto, a proposta é para ser biólogo de campo por um dia e dia e descobrir que animais vivem nos carvalhos. A iniciativa “Quem vive no Carvalho?” é dirigida a crianças/jovens dos 10 aos 15 anos e decorre durante todo o dia (das 9h00 às 12h30 e das 14h30 às 16h30).

Para este grupo etário, o CISE preparou um outro desafio, o de sentir a natureza. A atividade decorre no dia 25 de agosto, no período da manhã, e prova a capacidade dos pequenos exploradores, com recurso aos sentidos e a ajuda da natureza.

Os participantes deverão levar consigo merenda para meio da manhã, água e chapéu. Inscrições e mais informações no website do CISE (www.cise.pt).

Festas do Concelho de Seia de 12 a 15 de agosto

Após dois anos de interregno, devido à pandemia, o Município de Seia organiza, de 12 a 15 de agosto, as Festas do Concelho de Seia.

O certame volta a decorrer na praça do município e espaço envolvente, reunindo os ingredientes para muitos e bons momentos de convívio.

O convite é para desfrutar da boa música portuguesa, com reconhecidos artistas nacionais, este ano com Carlão, Expensive Soul, Xutos & Pontapés e João Pedro Pais no palco principal, e grupos locais a entusiasmar um “serão” de convívio.Como uma festa que é, o certame também congrega vários espaços expositivos, oferecendo a possibilidade de degustar a gastronomia, nas tradicionais tasquinhas, e de adquirir e conhecer os serviços e produtos locais.

As empresas, associações, Instituições de Solidariedade Social e artesanato interessados em participar nas Festas do Concelho de Seia, podem inscrever-se até ao dia 18 de julho, através dos link a seguir disponibilizados.

As Festas do Concelho são organizadas pelo Município de Seia, em parceria com a União das Freguesias de Seia, São Romão e Lapa dos Dinheiros, a Associação Empresarial da Serra da Estrela e a Associação de Artesãos da Serra da Estrela.

Festival de Piano da Serra da Estrela em Seia

O Festival de Piano da Serra da Estrela vai acontecer pela terceira vez em Seia, entre os dias 6 e 10 de julho.

Uma das principais novidades desta edição é a dinamização de duas “masterclasses” no Conservatório de Música de Seia: uma de instrumento, orientada pela Professora Alexandra Mascolo-David (Central Michigan University), e a outra dedicada à improvisação no piano, dirigida pelo Professor Hugo Passeira (Conservatório de Música e Artes do Dão, Conservatório de Música de Seia).

Em relação ao concurso de piano integrado no Festival, a presente edição dá a possibilidade de alunos do Ensino Superior de Música poderem concorrer na Categoria E (dos 19 aos 30 anos). Lembramos que, nas edições anteriores, o concurso recebia jovens até aos 18 anos, que se apresentavam distribuídos por Categorias de A a D.

Para além das “masterclasses” e do concurso, irão realizar-se vários concertos. Numa parceria com a Escola Profissional da Serra da Estrela, no dia 6, na Casa Municipal da Cultura de Seia decorrerá o estágio de orquestra dos alunos desta escola, os quais apresentarão, pelas 21h30, o “Concerto n.º 2” para piano e orquestra de Dmitri Shostakovich (1906-1975), com Gustavo Costa e Silva (aluno do Conservatório de Música e Artes do Dão) ao piano.

No dia 7 de julho, pelas 21h30, realizar-se-á o recital da pianista convidada Alexandra Mascolo-David, que nos apresentará repertório do compositor brasileiro Francisco Mignone (1897-1986). Os bilhetes para este concerto podem ser adquiridos na Casa Municipal da Cultura ou na “ticketline”.

No dia 9, pelas 21h30, a pianista Taíssa Cunha fará uma homenagem à exímia pianista e compositora Nella Maíssa (1914-2014), num concerto com entrada livre. Finalmente, os laureados do Concurso de Piano do Festival de Piano da Serra da Estrela de 2022 darão o seu concerto no dia 10 de julho, pelas 18h30 (entrada livre).

Acompanhe todas as novidades do festival no website https://www.festivaldepianoserradaestrela.com/, no website do Município ou nas redes sociais do Município de Seia e do Festival de Piano da Serra da Estrela.

Águas de Lapa dos Dinheiros, Loriga, Poço do Lagar e Vila Cova à Coelheira premiadas

Recentemente, a Quercus premiou as águas balneares de Lapa dos Dinheiros, Loriga, Poço do Lagar e Vila Cova à Coelheira com o galardão “Praia com Qualidade de Ouro”.

Para o efeito são considerados os resultados de excelente nas últimas quatro épocas balneares (de 2017 a 2020), e os referentes à última época balnear (2021). Aqui deverão ser apresentados os resultados melhores que os valores definidos para o percentil 95 do anexo I da Diretiva relativa às águas balneares.

Outros dos critérios referentes à última época também é a inexistência de ocorrências / avisos de desaconselhamento ou proibição da prática balnear e/ou interdição temporária da praia.

A Quercus este ano distinguiu 440 praias a nível nacional, com a Região Centro a registar a maior subida (de 23 praias, equivalendo a um incremento de 85%).

No concelho de Seia o galardão é atribuído pela primeira vez ao Poço do Lagar e a Vila Cova à Coelheira, sendo as praias fluviais da Lapa dos Dinheiros e de Loriga repetentes.

VOZES EM ½ PONTA em Seia

A Companhia de Espetáculos VOZES EM ½ PONTA apresenta, em cinco sessões, no dia 3 de junho, pelas 20h30, e nos dias 4 e 5 de junho, pelas 16h30 e 20h30, na Casa Municipal da Cultura de Seia, o espetáculo Musical ZEN no Vale da Meia Ponta, o primeiro Musical Original da encenadora Vanessa Silva. Um espetáculo repleto de magia que acontece no Reino Encantado das Fadas. Um lugar que é invisível aos humanos!

Com encenação de Vanessa Silva, ZEN no Vale da Meia Ponta, conta a história da ZEN, uma Pixie que está prestes a completar dezasseis anos. As Pixies são pequenas criaturas aladas com uma personalidade traquina, irrequieta e curiosa. Cada uma delas tem a sua própria cor, que definirá a sua função enquanto futura Fada no momento em que completam dezasseis anos. A ZEN, por sua vez, nasceu sem asas e sem uma cor definida e, por isso, enfrenta algumas incertezas em relação ao seu futuro como Fada. Este espetáculo pretende mostrar a todos – crianças, jovens e adultos – que não importa ser diferente e que, na realidade, é na diferença que reside a verdadeira essência de cada um, tornando todos os seres especiais, insubstituíveis e únicos.