Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: serra da estrela

Tag Archives: serra da estrela

Aventura Mercedes-Benz para senhoras She’s Mercedes!

As condutoras Mercedes-Benz estão de regresso à aventura em mais uma edição do She´s Mercedes Off Road Experience que a Mercedes-Benz Portugal e o Clube Escape Livre organizam de 12 a 14 de novembro na Serra da Estrela, a partir do H2Otel em Unhais da Serra.

Pela primeira vez com um fim-de-semana completo, ao contrário de apenas um dia como era hábito, o She´s Mercedes Off Road Experience vai desenvolver-se nos caminhos e trilhos da serra da Estrela, com um programa muito diversificado e que pretende proporcionar às condutoras dos Mercedes-Benz com tecnologia 4MATIC a descoberta paisagística da serra da Estrela em pleno outono, logo com tonalidades e cores fantásticas.

Mas, os percursos fora de estrada serão completados com uma programação muito diversa que vai desde a utilização do Aqualudic (piscinas aquecidas interior e exterior – jacuzzis, hamman, saunas, banho turco e ginásio) no H2Otel; a visita ao Museu do Pão e à quase centenária fábrica Ecolã, em Manteigas, onde o Burel renasceu.

E a passagem no Centro de Limpeza de Neve vai ser impactante para todas as condutoras confrontadas com as grandes máquinas de remoção de neve.

O almoço de encerramento e entrega de lembranças terá lugar no Quinta da Bica Golfe & Fitness, Medical Spa, um dos espaços da excelência às portas da serra da Estrela.

Cátia Magalhães da Mercedes-Benz Portugal reforça que: “She´s Mercedes é um projeto internacional da Mercedes-Benz com objetivo de aproximar o target feminino à marca, através de experiências exclusivas. Com esta ação She’s Mercedes Off Road Experience pretende-se proporcionar momentos únicos de aventura, convívio, partilha e inspiração”.

As inscrições têm o valor de 595€ para duas senhoras em quarto duplo e podem ser feitas nos concessionários Mercedes-Benz e no Clube Escape Livre através do e-mail: escapelivre@escapelivre.com . Mais informações através dos contactos 271205285 – 967899449

Aventura Dacia, uma década na Serra da Estrela

Vai acontecer no fim-de-semana de 22 a 24 de outubro , numa iniciativa do Clube Escape Livre , a Aventura Dacia , com arranque do Hotel Lusitânia na cidade da Guarda .

Um passeio de todo terreno turístico e de lazer que percorre os caminhos e trilhos fantásticos da Serra da Estrela.

São 10 anos de aventura, descoberta e convívio entre os proprietários dos modelos Duster e Sandero Stepway da Dacia que, aproveitando as características fora de estrada dos seus modelos, não perdem a ocasião de descobrir Portugal. Desde a primeira aventura no Douro em 2012 que a adesão não tem parado de crescer e na última edição, em 2020, quase 50 equipas descobriram o centro de Portugal.

Agora, a Serra da Estrela e a suas paisagens recebem a caravana Dacia que no sábado almoça em Folgosinho na bem conhecida Casa Albertino que dará a desfrutar cinco pratos para além de entradas e sobremesas.

No regresso à Guarda passagem na Cabeça do Faraó e paragem na aldeia de Videmonte, antes de um percurso final ao longo dos passadiços do Mondego que em breve abrirão ao público e todos quererão percorrer.

No domingo a etapa avança em direção ao Vale do Mondego e às suas magnificas paisagens.

Mas as celebrações dos 10 anos da Aventura Dacia vão iniciar-se logo na 6ª-feira com uma visita e um flute de espumante da Beira Interior no Solar da Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior, e culminarão com o almoço de domingo com partilha de grandes e boas memórias para a família Dacia.

As inscrições ainda podem ser feitas no site do Clube em www.escapelivre.com e têm o custo de 325€ para 2 pessoas com programa completo.

Séculos depois, a neve da Serra da Estrela voltou a chegar a Lisboa

Ao sexto dia do mês de agosto do ano da graça de 2021, o Clube Escape Livre, a Marinha do Tejo e a Toyota, cumpriram a secular tradição de “Dar Neve a Lisboa”, para que, nos antigos armazéns de gelo do Martinho da Arcada, se voltasse a tomar neve da Serra da Estrela e sorvetes como antigamente.

Pouco passava das oito horas da manhã da passada quinta-feira, quando o grupo de aventureiros e jornalistas deixou o Vila Galé Serra da Estrela, em Manteigas, e subiu até antigos neveiros do Covão da Ametade, na Serra da Estrela, a bordo de duas Toyota Hilux 4×4 para se encontrar com o Neveiro-Mor, Pedro Fernandes Castello Branco, e os seus ajudantes, ali caracterizados pelo grupo de teatro Hereditas.

Assinado o contrato de transporte de neve, como outrora se fazia, tempo de carregar “as carroças” com alguns quilos de gelo prensado envolto em serapilheira, e seguir caminho rumo ao destino final, o Terreiro do Paço, em Lisboa. Pela frente, estavam trilhos fora-de-estrada para descer a Serra e as antigas estradas-reais que desciam até ao rio.

Como havia explicado na noite anterior em Manteigas o Prof. Carvalho Rodrigues, esta tradição secular de transportar neve da Serra até Lisboa começou em 1619, há mais de 400 anos, quando o Rei de Portugal fazia chegar à corte neve fresca da Serra da Estrela, entre os meses de maio e setembro, para que a corte pudesse tomar bebidas frescas e fazer sorvetes. Anos mais tarde, o excedente de neve da corte era distribuído pelos comerciantes do Terreiro do Paço, como o antigo Martinho das Neves, hoje Martinho da Arcada, para que o vendessem à população.

A expedição que partiu da Serra da Estrela, passou ainda por Constância, onde almoçou perto do sítio onde o Zêzere se funde com o Tejo, onde era muitas vezes feito o embarque da neve nos barcos com destino a Lisboa.

Paulo Andrade, Presidente da Marinha do Tejo, aproveitou a ocasião para referir que num levantamento feito em 1820, existiriam 3600 embarcações entre a foz do Tejo e Vila Velha de Rodão, que asseguravam todo o transporte de pessoas e bens, como a neve, até ao aparecimento da ponte 25 de Abril.

A paragem seguinte fez-se na Casa Cadaval, onde a expedição foi recebida pela Condessa Teresa Schönborn, Marquesa de Cadaval, e já com a Prof. Ana Abrunhosa, Ministra da Coesão Territorial, que se havia juntado à caravana na população de Raposa, ao volante de uma das carrinhas que transportavam a neve.

Ana Abrunhosa, aproveitou o momento para referir que “a valorização da nossa história permite construir futuro. A estruturação de novas ofertas turísticas une os diferentes territórios, tanto por estradas de terra batida, estradas de asfalto ou estradas do mar. Preservando a nossa história e a tradição, construímos também modernidade e futuro.”

Antes de um merecido descanso no Resort Praia do Sal, em Alcochete, a caravana jantou no Clube Náutico Moitense, na companhia do Vice-Presidente da Câmara da Moita, antecipando o embarque naquele cais no dia seguinte.

A neve embarcou no varino “O Boa Viagem”, da Câmara Municipal da Moita e da Marinha do Tejo, pelas 12h de sexta-feira com destino ao Cais das Colunas, em Lisboa. Durante a viagem, o mestre fragateiro João Gregório e o Eng. Paulo Andrade, Presidente da Marinha do Tejo que acompanhou toda a expedição, falaram da história destes barcos e da sua importância ao longo da história náutica portuguesa.

Ao longe, já se avistava Lisboa, e na margem do Terreiro do Paço, já esperavam a neve os bombos e fanfarras dos arautos do reino. Foi assim, num desfile escoltado pela Polícia Municipal de Lisboa do Cais da Colunas até às arcadas do Terreiro Paço, que seguiu a neve até ao Martinho da Arcada, onde foi recebida por António Marcos Sousa, atual proprietário.

A neve que viajou da Serra da Estrela até Lisboa, foi entregue, simbolicamente, aos diversos representantes do poder local, de hoje e de antigamente. Primeiro à Prof. Ana Abrunhosa, Ministra da Coesão Territorial, em plena Praça do Comércio, depois ao Vereador Miguel Gaspar, do átrio da Câmara Municipal de Lisboa, e, como há séculos se fazia, à Casa Real Portuguesa, na pessoa do Duque de Bragança, o Senhor Dom Duarte, que fez questão de vir “tomar neve” com todos os aventureiros ao Martinho da Arcada.

Luís Celínio, Presidente do Clube Escape Livre, comentou que “foi um prazer dar vida a esta ideia do Prof. Carvalho Rodrigues, aplicando todo o conhecimento de expedições fora de estrada do Escape Livre, juntando a modernidade dos veículos 4×4 Toyota com a tradição dos barcos da Marinha do Tejo.”

O sucesso desta recriação histórica promete voltar a repetir-se no futuro, e a neve da Serra da Estrela promete continuar a refrescar a capital, pela mão do Clube Escape Livre e da Marinha do Tejo, mesmo nos meses mais quentes do ano.

Beiras e a Serra da Estrela ideal para férias de Verão

Destino em estado puro com 6300km de percursos pedestres, 1/3 do território com áreas classificadas, dezenas de praias fluviais de água limpa e sã.

A Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE) desafia este verão os portugueses e os turistas internacionais para partirem à descoberta das dezenas de praias fluviais e zonas balneares mais icónicas e impolutas existentes no vasto território composto pelos 15 municípios. Na aplicação para telemóvel recentemente lançada, dispõe de todos os locais para visitar e ficar, os melhores pratos e iguarias da gastronomia local, pontos de interesse e experiências 360º para programar o regresso à Serra pós-confinamento e ir a banhos nas praias ‘de altitude’. Este Verão, as Beiras e a Serra da Estrela vão ser mesmo o ponto mais alto e saudável das férias de verão.

É nas Beiras e Serra da Estrela que é possível visitar e usufruir de dezenas de praias fluviais e zonas balneares que fazem parte do roteiro turístico para o tão almejado descanso pós-confinamento. O frio já lá vai, e agora a paisagem natural veste-se de todas as cores, banhada pelos cursos de água límpida, à espera de ser apreciada na sua plenitude. Quer seja em família, com a cara-metade ou com o grupo de aventuras, este ano as férias de verão passam pela descoberta de algumas das mais carismáticas e icónicas zonas balneares e praias fluviais do território onde é possível ir a banhos nas águas dos quatro rios que nascem na Serra – o Mondego, o Zêzere, o Alva e o Alvôco, dos rios mais limpos da Europa. Sem esquecer a “arte da luz” do Côa e das gravuras rupestres, que atravessa o planalto beirão e que passa por Pinhel, Almeida e Figueira de Castelo Rodrigo. E para que a visita a este destino seja em pleno, há a acrescentar o capital gastronómico de sensações e sabores únicos; a vasta oferta de saúde e bem-estar com escolhas diversificadas de espaços para relaxar, tratar doenças ou refugiar-se do bulício das cidades. As Beiras e Serra da Estrela ladeia-se de um território rico em património cultural, histórico e religioso pautado por castelos, muralhas, igrejas milenares e um vastíssimo património judaico. Aqui encontram-se 9 das 12 Aldeias Históricas de Portugal, várias Aldeias de Xisto e Aldeias de Montanha. O território é composto por cerca de 300 quilómetros de percursos pedestres e cinco estâncias termais. Um terço do território possui áreas classificadas, tem a reserva natural da Serra da Malcata, dois parques naturais (Parque Natural da Serra da Estrela e Parque Natural do Douro Internacional), o Geopark Mundial da UNESCO, a paisagem protegida regional da Serra da Gardunha e ainda a área protegida privada da Faia Brava.

Beiras e Serra, o Ponto Mais Alto das Férias de Verão

Este é um destino em estado puro com muito para oferecer, sustentado na valorização dos seus produtos endógenos e na promoção e divulgação da cultura e história, natureza e aventura, saúde e bem-estar, sensações e sabores. De entre as dezenas de praias e zonas fluviais, existem locais e espaços de natureza por descobrir e outros para usufruir em família durante as férias. As opções são muitas! Em Manteigas é imprescindível a visita à praia fluvial da Relva da Reboleira localizada num contexto natural único, banhada pelas águas límpidas do Zêzere. No Sabugal, conheça a praia fluvial de Vale das Éguas, situada numa zona de lazer natural rodeada de amieiros e freixos e com as águas do Côa a correrem livremente pelas pedras. E, nas margens do rio Mondego, por que não aproveitar para testar os seus dotes de pesca na praia da Ratoeira (Celorico da Beira). Em Fornos de Algodres passe pela idílica praia fluvial Ponte de Juncais. Em Gouveia, obrigatória a passagem pela praia fluvial de Vale do Rossim situada bem no coração da Serra da Estrela, a uma altitude de 1437 metros, onde se situa o maior vale glaciar da Europa. No município de Seia, propomos passar pelas praias das Aldeias de Montanha – Lapa dos Dinheiros e de Loriga (respire fundo ao entrar nas águas cristalinas que escorrem do Vale Glaciar!). No Fundão passeie nas tradicionais barcas existentes na praia fluvial de Janeiro de Cima em pleno rio Zêzere. Na serra da Gardunha, mesmo à entrada da aldeia histórica de Castelo Novo, aproveite para passar uma manhã de verão na sua praia fluvial e à tarde dê um salto até à Covilhã, mais concretamente à praia fluvial do Paul, vila tipicamente serrana, onde existe um poço natural que acolhe a praia com o mesmo nome. Ainda neste município há ainda a referenciar um pequeno paraíso: na praia de Unhais da Serra carregue energias nas águas cristalinas das ribeiras de Unhais e Paul, no ar puro e na paisagem idílica nos contrafortes da Serra da Estrela. Se passar pela Guarda, mais um município com praias fluviais de cortar a respiração, poderá ser sempre opção ir a banhos ou simplesmente embrenhar-se na natureza das praias de Valhelhas, de Aldeia Viçosa em pleno parque natural ou da praia fluvial do Caldeirão, junto à albufeira da barragem. Toda a informação, aqui (link).

A Serra mais perto com app gratuita

E para programar em pleno as férias, é possível aceder à app Visite Serra da Estrela e programar ao pormenor o que pode visitar. Esta aplicação poderá ser descarregada gratuitamente na PlayStore (sistemas Android) e AppStore (sistemas iOS). Procura novos trilhos para caminhar a dois? Precisa urgentemente de recarregar baterias pós-confinamento num spa no meio da natureza? Ou a ideia é mesmo conciliar uma experiência de aventura com o conforto de um hotel em plena montanha? Usufruir de roteiros para férias em família nos quais seja possível visitar locais que não estejam sobrelotados e que seja possível experimentar escalada, arborismo, ski, btt ou até mergulhar numa praia fluvial banhada pelas águas do vale glaciar? Ou simplesmente aprender um pouco mais sobre a história escondida nas muralhas, nos castelos e nas calçadas milenares das aldeias e vilas do Território?

Tendo como base a localização do utilizador, a app Visite Serra da Estrela permite a qualquer turista ou visitante descobrir diferentes locais e pontos de interesse no Território das Beiras e Serra. Está tudo aqui: natureza, aventura, cultura, história, saúde e bem-estar, os saberes ancestrais, os sabores típicos, sugestões de roteiros e pontos de interesse para que possa programar o seu regresso à Serra da Estrela, um destino em estado puro.

Praias e Zonas fluviais

https://www.visiteserradaestrela.com/pt/page/praias-fluviais

 

“Visite Serra da Estrela”

Site I Instagram I Facebook

Download App Visite Serra da Estrela

PlayStore (sistemas Android) I AppStore (sistemas iOS)

Escape Livre e Toyota vão Dar Neve a Lisboa

Em agosto, o Clube Escape Livre, a Toyota e a Marinha do Tejo, em estreita colaboração com o Turismo Centro de Portugal, vão recriar uma tradição secular que começou há mais de 400 anos, em 1614.

A ideia original de Carvalho Rodrigues, cientista natural de Casal de Cinza, no concelho da Guarda, parecia feita à medida para o espírito de aventura do clube da Guarda.E, há medida que se desvendava o novelo desta tradição secular, mais certezas tínhamos que não podíamos recuar deste desafio.” – afirmou Luís Celínio, presidente do Clube Escape Livre.

A história é simples de contar. Outrora, a neve era cortada na Serra da Estrela e depositada em “geleiras”, que mais não eram buracos ou poços onde não chegava o sol, para depois ser transportada para a capital. A neve seguia em burros e cavalos até Vila Velha de Rodão ou outras portas do Tejo e a partir dali era transportada de barco para Lisboa. A neve era entregue a sua majestade o Rei, para que pudesse saborear bebidas frescas e gelados nos meses mais quentes do ano, e depois distribuída aos almocreves para que os comerciantes a vendessem como gelado também aos lisboetas.

Todos os anos, tinham de ser transportados para Lisboa entre 450 a 600 quilos de neve por dia, para sua majestade “tomar neve”, ou seja, à falta de máquinas de gelo na época, derreter a neve e beber a água fresca.

Nos dias 5 e 6 de agosto de 2021, com a tradição e experiência todo terreno do Escape Livre, vai ser recriado todo o processo. A comitiva irá ser recebida na Serra da Estrela ao fim do dia de 4ª feira, 4 de Agosto, onde também já estará a nova estrela offroad da Toyota, a Pickup Hilux Invincible, o veículo oficial desta iniciativa e que terá a enorme responsabilidade de transportar a neve pelos trilhos fora de estrada até ao seu destino.

Para Ricardo Amaral, Diretor de Comunicação, Marketing e Produto da Toyota “É com muito gosto que a Toyota se associa a este evento. O Escape Livre é um parceiro com provas dadas, tal como a nossa Toyota Hilux, que pelas suas características de robustez e fiabilidade foi a escolha natural para superar este desafio”.

Depois de ser recolhida a neve da Serra da Estrela, na 5ª feira, dia 5 de Agosto, será transportada pelos antigos trilhos da montanha nos modernos “cavalos” da novíssima Toyota Hilux Invincible até à Moita, onde a caravana pernoita para no dia seguinte, 6ªfeira, dia 6 de Agosto, embarcar nos barcos da Marinha do Tejo até ao Cais das Colunas, em Lisboa, onde, como antigamente, será entregue aos representantes oficiais do país e posteriormente aos comerciantes para que a possam distribuir nos seus estabelecimentos.

O objetivo? Levar a neve da Serra da Estrela até à capital em agosto!

Clube Escape Livre-Aventura Dacia ao mais alto nível

A cidade mais alta de Portugal e a serra da Estrela vão receber a 10ª edição da Aventura Dacia 4X2 organizada pelo Clube Escape Livre, inicialmente prevista para o Douro.
Festejando uma década de êxito, o grande encontro dos proprietários Dacia Duster 4X2 e 4X4 e Sandero Stepway promete descobrir os caminhos, paisagens e gastronomia da serra
da Estrela.
Os tempos de incerteza que se atravessam também afetaram a preparação da Aventura Dacia 4X2, que este ano celebra 10 anos de aventuras com descobertas incríveis e paisagens
deslumbrantes. Inicialmente prevista para junho no Douro, vai, agora, realizar-se na serra da Estrela e no fim-de-semana de 22 a 24 de outubro.
O Hotel Vanguarda é o local de encontro e centro de operações deste passeio e na sexta-feira
aqui funciona o secretariado e tem lugar o jantar de boas-vindas.
No sábado, rumo à montanha mais alta de Portugal Continental, a caravana Dacia percorre
alguns caminhos fora de estrada até à bonita aldeia de Folgosinho. Aqui um almoço serrano
com a qualidade da casa Albertino promete cinco (cinco!) magníficos pratos para degustar
para além das entradas e sobremesas.
Na etapa da tarde, os caminhos da serra permitem visitar a Cabeça do Faraó e passar na aldeia
de Videmonte antes de um percurso final ao longo do novo ex-libris da Guarda que são os
passadiços do Mondego. O jantar de convívio encerra este dia que promete muitas e boas
recordações.
A etapa final, no domingo, avança em direção a Vale de Estrela onde o percurso atravessa o
parque eólico e para no “Marco das Três Bacias”. Deste alto as encostas fazem o escoamento
de águas para as bacias do Tejo, Douro e Mondego.
O almoço de encerramento, com a entrega de lembranças e os magníficos troféus SPAL
encerra o passeio e este ciclo de 10 anos da Aventura Dacia.
As inscrições já podem ser feitas no site do Clube, www.escapelivre.com e têm o custo de 325€
para duas pessoas com programa completo.

Gouveense Aurora Pinto brilhou no The Voice Kids

Foi até ao fim e foi finalista, onde venceu Simão

Gouveia e toda a região esteve em alta , nesta edição do The Voice Kids, onde a participação da jovem Aurora Pinto, uma gouveense que desde o primeiro dia , cantou e encantou o júri, foi trabalhar com Mariza Liz como mentora.

Gosta de Rock, Blues e Soul. Um dos seus grandes sonhos era conhecer o Axel Rose, que é o seu cantor favorito. Foi buscar as influências aos gostos dos pais. Toca guitarra e piano e canta. Já deu concertos na antiga escola de música e refere que esperava por esta oportunidade há muito e imagina-se como cantura no futuroEm casa ouve-se muita música.

Semana após semana, foi brilhando e ao chegar à grande finalíssima, com Simão e Rita, qualquer um merecia ser vencedor, aliás o chegar a este patamar é uma enorme conquista para estes jovens.

A aurora Pinto não venceu, mas Gouveia e o distrito da Guarda sente orgulho desta jovem que levou bem alto o nome de Gouveia e da serra da estrela.

Estes jovens têm muito potencial para brilhar no futuro no mundo da música.

Gouveia- Antigos combatentes homenageados

Teve lugar recentemente, a Cerimónia de Homenagem aos Combatentes do concelho de Gouveia, que perderam a vida em combate, no âmbito das Comemorações do Dia Nacional do Combatente e do 103º Aniversário da Batalha de La Lys.

Uma iniciativa da Liga dos Combatentes do Núcleo de Gouveia , com a participação de Luís Tadeu, Presidente da Câmara Municipal de Gouveia,  no Jardim Lopes da Costa, junto ao monumento erigido, neste local, para homenagear os e onde foi colocada uma palma de flores.

 

Gouveia- Abertas candidaturas de apoio e incentivo à produção de ovinos Serra da Estrela e de caprinos

Estão abertas as candidaturas de apoio e incentivo à produção de ovinos Serra da Estrela e de caprinos do concelho de Gouveia, até ao próximo dia 30 de abril de 2021 , assim informa o  Município de Gouveia .

Elaborado e aprovado em 2019, o Regulamento Municipal de Incentivo à Produção de ovinos Serra da Estrela e caprinos do Concelho de Gouveia destina-se aos agricultores, pessoas singulares ou coletivas com domicílio fiscal e com assento de lavoura no concelho de Gouveia.

Consulte quais os apoios/incentivos e os respetivos montantes aqui:
https://www.cm-gouveia.pt/…/municipio-de-gouveia-tem…/

Tendo em conta as atuais contingências que atravessamos, devido à pandemia da COVID-19, as candidaturas devem ser formalizadas através de e-mail ou telefone, até ao dia 30 de abril 2021:E-mail.: reginalopes@cm-gouveia.pt

aBEIRAr vai ser apresentado no Covão d´Ametade

Vai ter lugar a apresentação pública de aBEIRAr – parceria de ciência cidadã para a valorização do território, que decorrerá no Covão d’Ametade, no dia 8 de abril, quinta-feira, às 11h00.

aBEIRAr é uma parceria de ciência cidadã para a valorização do território que envolve a Rede Intermunicipal de Bibliotecas das Beiras e Serra da Estrela da CIMBSE, a Plataforma de Ciência Aberta – Município de Figueira de Castelo Rodrigo, a Estrela Geopark Mundial da UNESCO e a Universidade da Beira Interior.
aBEIRAr surge como uma forma de potenciar o envolvimento e participação cívica com a ciência, promover o diálogo entre cientistas e cidadãos e despertar o interesse da comunidade na construção do conhecimento do território.
A primeira iniciativa de aBEIRAr irá percorrer os 15 concelhos da CIMBSE, numa sequência de três ciclos, cada um dedicado a um tema central para o território – Água, Céu, Rocha – que acontecerão na Primavera, Verão e Outono, respetivamente.