Início » Tag Archives: sétima edição do Simpósio Internacional de Arte Contemporânea – Cidade da Guarda (SIAC)

Tag Archives: sétima edição do Simpósio Internacional de Arte Contemporânea – Cidade da Guarda (SIAC)

Simpósio Internacional de Arte Contemporânea – Cidade da Guarda (SIAC) apresentado na Guarda

Teve lugar , na Torre de Menagem, na Cidade mais Alta, a apresentação oficial da sétima edição do Simpósio Internacional de Arte Contemporânea – Cidade da Guarda (SIAC), com a organização do Município da Guarda  de 9 a 19 de novembro.

Este será um evento que reunirá vários artistas nacionais e internacionais. A iniciativa tem por base exposições, produção de arte ao vivo e formação artística, bem como espetáculos e concertos. O tópico “O Laboratório da Saudade” servirá de mote e de fio condutor ao evento cultural que abrange várias linguagens artísticas: pintura, desenho, gravura, escultura, instalação e performance. O SIAC vai acontecer pela cidade em vários espaços como o Museu, a Torre de Menagem, a sede da Antiga Escola Comercial e Associação Comercial, Capela do Solar das Póvoas entre outros.

Em 2023, pretendeu-se aproximar o SIAC às Comemorações do Centenário do Nascimento de Eduardo Lourenço (1923-2020) – que decorrem até maio de 2024- autor do ensaio O Labirinto da Saudade, marco incontornável na vasta obra deste pensador português, e cujo título inspirou o tema do Simpósio.

Nesta 7ª edição do SIAC celebram então uma figura ímpar da cultura europeia do século XX: Eduardo Lourenço, mas há outros destaques como a exposição axial do Simpósio, que nesta edição será da autoria da artista plástica Cristina Ataíde com o título “Todas as Montanhas”. Destaque ainda para a exposição que evoca a vida e a obra da pintora guardense Evelina Coelho (1945-2013), cujas obras revisitamos na Galeria que tem o seu nome, no Museu e ainda o desafio lançado a artistas plásticos nacionais e internacionais, alguns deles com raízes na nossa região, para criarem obras com a Guarda e Eduardo Lourenço por inspiração.

À semelhança de edições anteriores, o SIAC 7 aposta na relação estreita e no acesso direto do público aos artistas e à criação das suas obras e, por isso, durante o simpósio, escultores, pintores e outros criadores vão trabalhar ao vivo num verdadeiro ambiente de fruição cultural, a partir das 9h30 em Residências Artísticas, no Pátio do Museu e noutros espaços museológicos. Participam, no âmbito da Pintura: Lino Damião (Angola); Jose Antonio Del Castillo Martin (Espanha); Luís Herberto (Portugal); Jos van den Hoogen (Holanda). No âmbito da Escultura: Ricardo Gigante (Portugal); Daniel Gamelas (Portugal). No âmbito da Gravura: Sonia Cabello García (Espanha) e Agostinho da Silva (Portugal). Na Cerâmica: Ana Marques Loureiro (Portugal). Na instalação: Sérgio Lemos com Pequena mitologia Venusiana e Catarina Flor com Altiva Solidão ambos de Portugal. E na arte Urbana, o guardense Desy CXXIII apresentará mural “Vergílio, Eduardo e Miguel: lembrança literária da Guarda”.