Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: termas

Tag Archives: termas

Tratamentos termais já podem ser prescritos pelo médico

Termalistas já podem solicitar prescrição de tratamentos termais aos médicos de família

Os utentes das termas portuguesas já podem solicitar aos seus médicos de família a prescrição de tratamentos termais. Isto porque uma Portaria do Governo, publicada na última sexta-feira, 14 de maio, estipula que os tratamentos termais prescritos nos cuidados de saúde primários do Serviço Nacional de Saúde mantêm em 2021 a comparticipação de 35% do seu valor.

Na Portaria nº 102-B/2021, do Ministério da Saúde, pode ler-se que o uso da água mineral natural e outros meios complementares, associado ao setor da saúde e à prestação de cuidados, como terapêutica com potencial na área da promoção da saúde e prevenção e controlo de doenças crónicas, está alinhado com o Plano Nacional de Saúde.

Recorde-se que as comparticipações dos tratamentos termais por parte do SNS, mediante prescrição médica, regressaram em 2019, depois de terem sido suspensas em 2011. O regresso assumiu a forma de projeto-piloto, com a sua continuação a ficar condicionada a uma avaliação dos resultados.

Na altura, ficou determinado que o valor da comparticipação do Estado é de 35% do preço dos tratamentos termais, com o limite de 95 euros por conjunto de tratamentos termais. A comparticipação do Estado no preço dos tratamentos termais depende de prescrição médica pelos Cuidados de Saúde Primários do SNS e abrange o conjunto de atos e técnicas que compõem cada tratamento termal. Cada tratamento termal deve perfazer uma duração entre 12 e 21 dias e apenas pode ser comparticipado um tratamento por utente.

Face à pandemia de covid-19, a avaliação dos resultados foi sendo sucessivamente adiada, o que obrigou a que, anualmente, a Portaria tenha de ser retificada, de forma a permitir o prolongamento do projeto-piloto. A Portaria de sexta-feira estabelece, finalmente, que os resultados do projeto-piloto serão avaliados no terceiro trimestre de 2022.

As estâncias termais foram autorizadas a reabrir no passado dia 3 de maio, após terem suspendido a atividade devido à pandemia. Assim, os muitos milhares de portugueses que frequentam os estabelecimentos termais já podem regressar, com toda a segurança, às suas termas de eleição.

“Termas Centro Vintage Jazz Tour” chega a seis estâncias termais

Seis estâncias termais da região Centro vão receber espetáculos de jazz gratuitos durante os meses de agosto e setembro. O evento, que recebeu o nome de “Termas Centro Vintage Jazz Tour”, vai levar um magnífico show da banda Cottas Club Jazz Band a seis estâncias termais, entre 28 de agosto e 11 de setembro.

As Termas de S. Pedro do Sul serão as primeiras a receber o espetáculo, a 28 de agosto, seguindo-se as Caldas da Felgueira, em Nelas, no dia seguinte. A 30 de agosto o concerto terá lugar nas Termas do Carvalhal, em Castro Daire. No fim de semana seguinte, as Termas de Unhais da Serra e as Termas de Monfortinho serão o palco do evento, respetivamente a 4 e 5 de setembro. O evento terminará uma semana depois, a 11 de setembro, nas Termas de Manteigas.

Os espetáculos da Cottas Club Jazz Band recriam a alegria do espírito Dixieland e a magia dos anos 20 na cidade-berço do jazz, Nova Orleães, nos Estados Unidos. O conceito reflete-se no instrumental da banda, que vai desde o cornetim, o trombone e o clarinete, ao saxofone, banjo, sousafone e washboard. A animação que complementa as interpretações musicais é um dos traços distintivos da banda.

“Com esta iniciativa, queremos mostrar a todos que as estâncias termais da região Centro são destinos aprazíveis para se visitar e conhecer. Além dos tratamentos de grande qualidade que oferecem, estão inseridas numa envolvência natural riquíssima e são locais onde se podem ter experiências diversificadas – e onde até se pode dançar ao ritmo do jazz dos anos 20. Está assegurado um espetáculo memorável, único e bem-disposto!”, sublinha Adriano Barreto Ramos, coordenador da rede Termas Centro, promotora da iniciativa.

“Depois da fase aguda da pandemia ter obrigado as estâncias termais a suspender a sua atividade, hoje já praticamente todas estão de portas abertas, disponíveis para receber os seus utentes. São, seguramente, um destino excelente para quem pretende relaxar com a máxima segurança, longe de grandes aglomerados de pessoas”, acrescenta.

Espetáculos com participação limitada
Devido à atual situação de pandemia, a participação nos espetáculos “Termas Centro Vintage Jazz Tour” será limitada e sujeita a inscrição prévia e levantamento de bilhete, que é gratuito. Tal deve ser feito para o endereço de e-mail animacao@termascentro.pt ou para o telefone 913 981 387.

O evento cumpre com as todas as regras e sugestões da Direção-Geral de Saúde.

Ciclo “Viva Termas de Centro”
A “Termas Centro Vintage Jazz Tour” marca o regresso do ciclo de eventos de animação “Viva Termas Centro”, que irá levar ações e eventos diversificados às estâncias termais durante os anos de 2020 e 2021. Os espetáculos de jazz são a primeira iniciativa a ser realizada após uma paragem forçada pela situação epidémica.

O “Viva Termas Centro” é um ciclo de animação em rede, promovido pela rede Termas Centro nas suas 20 estâncias termais, que se assume como um produto turístico complementar à oferta terapêutica. O conjunto de ações previsto pretende integrar a experiência turística dentro do produto termal, sem perder de vista a sua íntima relação com a dimensão de saúde e bem‐estar.

A iniciativa desenvolve-se a partir de três eixos, que levam os participantes a descobrir a rede cultural que envolve as termas, a explorar o seu território e património e a desfrutar de novas experiências.

Maioria das Termas da região Centro já reiniciou a atividade termal

A grande maioria das 20 estâncias termais que integram a rede Termas Centro já reiniciaram as atividades, depois da suspensão originada pela covid-19. Os portugueses têm assim à disposição uma alternativa de férias saudáveis e tranquilas, em destinos longe das multidões e no seio da natureza.

Recorde-se que as estâncias termais tomaram a iniciativa de suspender a atividade em meados de março, no início da fase aguda da pandemia. A Direção-Geral de Saúde autorizou o reinício a 15 de junho e desde então as Termas têm vindo a reabrir, cumprindo protocolos específicos e rigorosos de higienização e segurança.

Nesta altura, já reiniciaram atividade 12 das Termas Centro. A primeira estância a reabrir foi São Pedro do Sul, logo a 15 de junho. Ainda em junho, reabriram as termas de Bicanho (18), Alcafache (22), Monfortinho (27), Piedade (29) e Sangemil (29). Em julho, foi a vez de Caldas da Rainha, Curia, Luso, Vale da Mó (todas no dia 1), Caldas da Felgueira e Unhais de Serra (no dia 4). As termas de Almeida reabrem a 11 de julho e nos próximos dias está previsto o reinício faseado de outras unidades.

Antes de abrirem as portas, as estâncias termais cumprem várias medidas adicionais de segurança, incluindo um rigoroso plano de análise bacteriológica solicitado pela DGS. Uma situação que não é novidade na atividade termal. “As estâncias termais sempre mantiveram o máximo cuidado relativamente às condições de higiene e de segurança das suas instalações. É uma preocupação inerente à atividade termal, que não começou agora. O que as termas agora fizeram foi adaptar os protocolos já existentes à realidade do covid-19. Mais distanciamento entre os aquistas, horários e circuitos que evitem o cruzamento entre pessoas, desinfeção das instalações reforçada e medições constantes de temperatura a clientes e a funcionários são alguns exemplos. Por isso, podemos assegurar a todos os que nos procuram que o poderão fazer com todas as garantias e confiança”, realça Adriano Barreto Ramos, coordenador do consórcio Termas Centro.

Convidamos todos os portugueses a visitar uma das estâncias termais da região Centro neste verão. Vão ficar agradavelmente surpreendidos, não só com os resultados benéficos para a saúde de quem esteve muito tempo confinado em casa, como também com os locais de grande beleza natural e tranquilidade em que as termas estão implantadas. São o destino ideal para umas férias retemperadoras e longe de multidões, que inspiram momentos de relaxamento e de bem-estar”, diz ainda Adriano Barreto Ramos.

Fotos:Termas Centro

COMEMORAÇÃO DOS 132 ANOS DA CONCESSÃO DA COMPANHIA DAS ÁGUAS MEDICINAIS DAS CALDAS DA FELGUEIRA


123 caldas felgueiraCelebrou-se no passado dia 7 de Agosto a comemoração dos 132 anos da
Concessão da Companhia das Águas Medicinais das Caldas da Felgueira. A
utilização das águas termais é secular e está documentada pela primeira
vez nas Memórias Paroquias de 1758, que já referem uma fonte de águas
sulfurosas. Foi o Padre José Ignacio de Oliveira, de Canas de Senhorim
que mais promoveu estas águas medicinais e lá construiu um primeiro
balneário feito provisoriamente em madeira nos inícios do séc. 19 e uma
capela em 1818. No dia 7 de Agosto de 1882 foi constituída a Companhia
das Águas Medicinais da Felgueira SA para … “explorar as águas quentes e
frias, já bem conhecidas pelas suas qualidades medicinaes e que nascem
no sítio denominado da Felgueira, próxima do Rio Mondego e da povoação
de Valle de Madeiros…”


A construção do edifício do balneário das termas demorou aproximadamente 5 anos (1882-1887) e o
Grande
Hotel das Caldas da Felgueira ficou concluído em 1890. Em 1921 as
Caldas da Felgueira foram legalmente consideradas zona de turismo.

Hoje, cento e trinta e dois anos depois, a estância Termal das Caldas
da Felgueira assume-se como uma das mais conceituadas termas da região
centro. Nestas comemorações simbólicas estiveram presentes no Grande
Hotel das Caldas da Felgueira, o presidente e o vice-presidente da
Câmara Municipal de Nelas, numa demonstração de apoio e de proximidade
com esta instituição já secular e que muito contribui para a promoção
turística do concelho de Nelas.

Medida para cumprimento da Promoção de Práticas de Sustentabilidade
Económica, Ambiental e da Empregabilidade Local (incrementar o turismo)