Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: vinho

Tag Archives: vinho

AMPV recebida por Marcelo Rebelo de Sousa, em Belém

O Palácio de Belém acolheu a receção da AMPV (Associação Municipal de Produtores de Vinho) na sequência de um pedido de audiência formulado pela AMPV, a fim de apresentar a Associação, a sua nova Direção e os projetos em curso.
A par desta apresentação, a AMPV aproveitou para sensibilizar o Presidente da República face à intenção do Parlamento Europeu de aprovar legislação que obrigue à colocação, nos rótulos de vinho, de mensagens semelhantes às que constam nos maços de tabaco.
Perante esta matéria que ainda se encontra em discussão, a Direção da AMPV quis alertar o Presidente da República para os efeitos nefastos que mensagens destas podem ter, num produto que, consumido com moderação, faz parte da cultura e tradição portuguesa e mundial. Além disso, foi sublinhada a importância da vitivinicultura para Portugal e, em particular, para concelhos vinhateiros, como é o caso de Pinhel.
De acordo com a Vice-Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Daniela Capelo, o Presidente da República mostrou-se sensível aos argumentos expostos, dizendo que irá procurar obter mais informações de modo a poder pronunciar-se mais assertivamente sobre esta matéria.
Fotos:MP

Assinatura consignação da obra Drenagem Pública de Águas Residuais de Vinhó

Recentemente o salão da Junta de Freguesia de Vinhó foi palco da  assinatura da consignação da obra de Drenagem Pública de Águas

Residuais de Vinhó – ampliação na Rua dos Impedidos.
Esta sessão serviu ainda para avaliar o ponto de situação das restantes obras candidatas ao abrigo do POSEUR (Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos), candidaturas essas efetuadas pela APdSE – Águas Públicas da Serra da Estrela, EIM., S.A., constituída pela agregação dos Município de Seia, Oliveira do Hospital e Gouveia, com a presença de Luís Tadeu , autarca gouveense.
foto:MG

Associação de produtores de vinhos contesta proibição de venda de bebidas alcoólicas após as 20h

 Desde Setembro passado que o Governo alargou a todo o País a proibição de venda de bebidas alcoólicas após as 20h, nos estabelecimentos de comércio a retalho, incluindo supermercados e hipermercados.

Esta medida está a causar um enorme prejuízo ao sector vitivinícola, uma fileira que impulsiona a economia nacional e contribui para a manutenção das comunidades rurais e ordenamento do território, para além de levar bem longe o nome de Portugal.

Os produtores mais pequenos de vinhos, que estruturam o grosso do tecido empresarial vitivinícola, dependem em absoluto das vendas para os restaurantes e as garrafeiras especializadas. Estão sem chão desde Março.

Os produtores médios e grandes, que também vendem para a distribuição moderna, tinham conseguido, até Setembro, equilibrar a facturação com os supermercados e hipermercados (embora sacrificando substancialmente as suas margens), mas a proibição de venda de bebidas alcoólicas após as 20h constituíu uma machadada brutal na sua actividade.

Apesar de continuarem a apostar na exportação (da qual não desistiram, malgrado as enormes dificuldades trazidas pela pandemia), essas empresas dependem muito do mercado nacional e as quebras causadas pela proibição de venda de bebidas alcoólicas após as 20h vieram afectar dramaticamente as suas tesourarias e a capacidade de honrarem os seus compromissos com os trabalhadores, o Estado e os fornecedores.

A proibição de venda de bebidas alcoólicas após as 20h prejudica indubitavelmente os consumidores, que desejam efectuar as suas compras no horário pós-laboral.

É uma medida discriminatória, que deveria ser revista de imediato, pois não faz qualquer sentido, no momento actual.

É uma medida que afecta muito negativamente um produto nacional como o vinho, que é parte integrante da vida e cultura portuguesas.

Vinho “Pinhel Cidade Falcão 1770 – 2020” (Beira Interior – DOC Tinto) apresentado dia 25 de julho

Como forma de assinalar os 250 anos da elevação a Cidade, Pinhel está em festa , uma vez que também ostenta o título de Cidade do Vinho, vai ser apresentado no próximo dia 25 de julho, às 21.30h, no Jardim 5 de Outubro,  vinho comemorativo para este evento.

Esta foi uma encomenda do Município de Pinhel à Adega Cooperativa de Pinhel, que todos terão o privilegio de assistir a essa apresentação saborear com o título “Pinhel Cidade Falcão 1770 – 2020” (Beira Interior – DOC
Tinto) , uma reserva de 2015, que começou a ser engarrafado em meados de fevereiro .
De referir que este lote de vinho contempla a produção de 13.000 garrafas de 0,75l, e 250 garrafas
de 1,5l, 3l e 5l (respetivamente).
Por sua vez, Rui Ventura, Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Rui Ventura, esta iniciativa visa não só assinalar uma data de relevo, como são os 250 anos da Cidade de Pinhel (a 25 de agosto de 2020), mas
também homenagear todos aqueles que trabalham a terra e contribuem para a excelência dos Vinhos
de Pinhel, sem dúvida um dos melhores embaixadores do concelho.
Vinho “Pinhel Cidade Falcão 1770 – 2020”
“Das vinhas com mais de 20 anos tratadas de modo tradicional, na região de Pinhel, e após apurada
seleção das mesmas, nasceu este néctar que se destina a homenagear a história da nossa cidade,
bem como os nossos viticultores.
Distingue-se este néctar, que pela sua qualidade intrínseca possui agradáveis notas de frutos
vermelhos e rebuçado, na boca a elegância e a harmonia é a nota dominante.
Vai ser o mesmo apresentado de forma a preservar e salientar aquilo que de melhor têm as uvas de
casta Touriga Nacional, Aragonês e Rufete.”

Queijo Serra da Estrela promovido em Fornos de Algodres

Depois do sucesso das últimas edições da Feira/ Festa do Queijo Serra da Estrela em Fornos de Algodres, em 2020, vai acontecer de 20 a 22 de março ,no Mercado Municipal.

Deste modo, muitos quilos de Queijo Serra da Estrela vão ser comercializados no Mercado Municipal, assim como outros produtos endógenos. Vão ter lugar Jornadas Técnicas, os artesãos, recreações etnográficas, música , folclore, Cão Serra da Estrela e a ovelha Serra da Estrela.

A nível de animação, diversos grupos culturais do concelho vão animar os visitantes e depois o cozinheiro Chakall vai realizar um showcooking e Jorge Serafim vai animar a noite do dia 20.

No sábado, 21, terá lugar a prova do queijo, visita a queijarias, segue-se a grande animação pelas 14h00 “Somos Portugal” da TVI em direto de Fornos de Algodres e pelas 21h30 sobe ao palco Tiago Maroto.

Já,no domingo, voltam as provas do queijo e a tarde animada por Cláudia Martins e os Minhotos Marotos. Face a isso e como forma de divulgação, a plataforma do Município de Fornos de Algodres – www.obomsabordaserra.pt ,ofereceu algumas promoções .

Decerto vai ser mais uma grande feira com muitos visitantes que vão passar nestes dias em Fornos de Algodres para saborear o bom queijo e degustar os produtos endógenos desta região.

 

Município de Pinhel presente em Valladolid na 23ªINTUR

“Pinhel – Cidade do Vinho 2020”em destaque

Depois do sucesso da Beira Interior Vinhos & Sabores, na Cidade Falcão, de novo mãos à obra e mostrar as potencialidades do concelho pinhelense aos nossos vizinhos espanhóis, agora fora de portas.

Assim até domingo, dia 24 , quem visitar a 23ªedição da INTUR- Feira Internacional de Turismo de Interior , em Valladolid, vai encontrar e poder visitar o stand de Pinhel, com os vinhos, as cavacas e restantes produtos endógenos que vão assim dando visibilidade à Cidade Falcão.

Claro que o grande destaque neste stand é a promoção de “Pinhel – Cidade do Vinho 2020”, e os 250 anos da cidade, assim em 2020, vão aumentar em massa os visitantes que vão querer passar por este concelho, outro dos pontos de atração passa pelo crescimento do Enoturismo nesta região.

19.ª edição do “Encontro com Vinhos e Sabores”com a presença de gouveenses

O Centro de Congressos de Lisboa, na Junqueira, vai acolher a 19.ª edição do “Encontro com Vinhos e Sabores”, de 9 a 11 de novembro, com a participação de três produtores do concelho de Gouveia do setor vitivinícola.

O Município de Gouveia vai contar com um stand que está dividido em quatro áreas, que serão ocupadas pelos três produtores do concelho de Gouveia ; Moreira, Olazabal & Borges, a Quinta da Ponte Pedrinha e a Casa da Passarela e pelo Município de Gouveia que irá promover a próxima edição da Vinal – Vinhas de Altitude, a decorrer, na freguesia de Vila Nova de Tazem, em Gouveia, nos dias 29, 30 e 31 de maio de 2020.

Este evento “Encontro com Vinhos e Sabores” é considerado um dos eventos vínicos e gastronómicos nacionais com maior amplitude internacional, uma vez que conta, todos os anos, com prospetores provenientes de mais de uma centena de países diferentes. O referido certame configura uma derradeira oportunidade para os produtores do setor vitivinícola do nosso concelho divulgarem os seus vinhos e se afirmarem nos mercados internacionais, consolidando a valorização dos seus produtos de qualidade.

O vinho é um dos produtos do setor alimentar que tem ganho mais preponderância na economia do concelho nos últimos anos constituindo uma aposta económica do Município de Gouveia no desenvolvimento das potencialidades do território, nomeadamente dos produtos endógenos, cuja competitividade resulta da sua identidade diferenciadora.

Penalva do Castelo esteve em festa

A Câmara Municipal realizou no dia 27 de agosto, na Praça do Pelourinho, a IV edição da FEIRA DO VINHO “DÃO DE PENALVA”, inserida nas Festas do Concelho 2017.

O certame contou com a participação dos produtores/engarrafadores do concelho, nomeadamente: Adega Cooperativa de Penalva do Castelo, Adega da Corga, Casa da Ínsua, Quinta da Rebôtea e Tavfer Vinhos (Quinta do Serrado). Ler Mais »

Nelas comemorou o Dia Europeu do Enoturismo

0nels 2Foi com um enorme sucesso que decorreram em Nelas,no passado domingo,dia 13 de Novembro, as comemorações do Dia Europeu do Enoturismo, evento organizado pela Câmara Municipal de Nelas, em parceria com a Rede Europeia de Cidades do Vinho (RECEVIN) e a Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV). Com o objetivo de sublinhar a cultura vitivinícola do Concelho, a Autarquia promoveu a iniciativa “PASSEAR O DÃO, CONCELHO DE NELAS”, ação que consistiu em dois percursos especiais e únicos que atraíram cerca de 100 pessoas provenientes de diversos pontos do país que tiveram a oportunidade de viajar e conhecer as tradições, cultura e história locais, num ambiente acolhedor e de grande convívio.

O programa do primeiro percurso, “Conhecer, Provar, Apreciar o Dão”, teve início na Quinta da Lagoa, Vale de Madeiros com uma visita às instalações, observação de um filme acerca do processo artesanal do queijo e uma degustação composta pelos diversos produtos de qualidade ímpar deste produtor, nomeadamente requeijão, queijo amanteigado, q0nelas1ueijo de pasta semi-dura e mel, uma panóplia de sabores únicos que deliciaram todos os participantes. Seguiu-se uma visita ao Hotel Urgeiriça, unidade hoteleira histórica que se distingue pela sua decoração ao estilo clássico inglês e que durante o dia acolheu uma exposição dos trabalhos originais das artesãs locais Bernardete Marques e Lia Alvadia. O percurso continuou na Quinta do Carvalhão Torto, Nelas, com uma prova do seu excelente vinho, revelador da especificidade do “Terroir” local, terminando na Lusovini Wine Center, Nelas, cujas instalações foram reestruturadas recentemente, contando agora com um espaço de restauração, a Taberna da Adega, onde impera a cozinha da região num “casamento perfeito” com os vinhos do Dão.

O segundo percurso, “Lugares para Descobrir”, arrancou com a visita à Quinta da Fata, onde os participantes tiveram a possibilidade de conhecer a casa, construída no final do século XIX e que atualmente é um espaço privilegiado dedicado ao turismo rural, bem como as adegas onde é produzido o vinho “Quinta da Fata” reconhecido nacional e internacionalmente. O percurso continuou até à belíssima Vila de Santar, com início na Quinta do Sobral, onde os participantes conheceram as adegas, estrutura de vinificação, caves, laboratórios, engarrafamento e wine shop. Foi também ponto de visita a Casa de Santar, com uma passagem pela adegas, construídas em granito e que abrigam, num ambiente histórico, as mais modernas e avançadas infra-estruturas e tecnologia e onde se produzem vinhos de elevada qualidade. Este passeio culminou no Paço dos Cunhas, um dos solares mais antigos do Concelho, datado dos inícios do século XVII, com uma prova de vinhos na qual os participantes puderam apreciar dos melhores néctares que se produzem no Dão.

O Presidente da Câmara, José Borges da Silva juntou-se a esta iniciativa e agradeceu a presença e participação de todos, afirmando a importância destas ações na promoção do Vinho do Dão enquanto ex-líbris da região, reafirmando ainda a posição privilegiada que o Concelho de Nelas ocupa na Rota dos Vinhos do Dão, que se repercute na economia local com a fixação de novos investimentos privados e públicos, potenciais geradores de emprego qualificado para a região. O Presidente salientou ainda a importância do enoturismo enquanto incentivo ao consumo de produtos locais e promoção do vinho, gastronomia, cultura, equipamentos de restauração, hotelaria e comércio local, num envolvimento profundo entre os visitantes e o Concelho de Nelas.

Paralelamente a estas visitas guiadas, 10 Produtores de Vinho do Concelho (Caminhos Cruzados, Carvalhão Torto, Fidalgas de Santar, Lusovini, Paço dos Cunhas, Quinta da Boiça, Quinta da Fata, Quinta do Sobral, Quinta do Mondego e Vinhos Borges) estiveram, ao longo do dia, de Portas Abertas para provas e visitas às adegas, oferecendo aos visitantes a oportunidade de degustar sabores singulares que atestam a qualidade e prestígio dos Vinhos do Dão, resultado do empenho, esforço e dedicação dos Produtores e do Município, que contribuem cada vez mais para o desenvolvimento do setor vitivinícola da Região.

Por:Mun.Nelas

Cidade de Pinhel candidata a “Cidade do Vinho 2017”

0pinhel 02 No final de outubro, o Município de Pinhel formalizou a sua candidatura a “Cidade do Vinho 2017”, projeto a cargo da AMPV – Associação de Municípios Portugueses do Vinho.

Lembramos que esta iniciativa surgiu em 2009 com o objetivo de contribuir para a valorização da riqueza, da diversidade e das características comuns da cultura do vinho e de todas as suas influências na sociedade, paisagem, economia, gastronomia e património.

Desde então, várias foram as cidades que assumiram o título de “Cidade do Vinho”, sendo que o Município de Pinhel, sócio da AMPV desde 2007, decidiu este ano apresentar a sua candidatura tendo em conta a tradição agrícola e vitivinícola do concelho, assim como todo o trabalho de valorização e promoção que tem sido levado a efeito nos últimos anos no intuito de afirmar os Vinhos de Pinhel como o principal embaixador deste território.

Sem querer levantar muito o véu, diremos apenas que a candidatura de Pinhel engloba, para já, um conjunto de cerca de 25 propostas de atividades e eventos a desenvolver durante o ano de 2017, mas com a clara intenção de as fazer perdurar no tempo.

Por último, importa dizer que na corrida a “Cidade do Vinho 2017” estão mais quatro concorrentes – Alenquer e Torres Vedras (candidatura conjunta – Lisboa), Madalena do Pico (Açores), Moura (Alentejo) e Vila Nova de Foz Côa (Douro).

A decisão da Associação de Municípios Portugueses do Vinho vai ser tornada pública a 14 de novembro, numa cerimónia que terá lugar em Lamego.

Por:Mun.Pinhel