Templates by BIGtheme NET
Início » Celorico da Beira (Pagina 10)

Celorico da Beira

Dia Mundial da Árvore e Dia Mundial da Água em Celorico da Beira

Como forma de assinalar o Dia Mundial da Árvore e o Dia Mundial Água (21 e 22 de março), o Município de Celorico da Beira promove algumas atividades durante esta semana.
É reconhecida à floresta a sua grande importância na paisagem e como elemento crucial para o equilíbrio ambiental e ecológico, imprescindível à qualidade de vida dos cidadãos. No entanto, fruto das preocupações que o mundo atual atravessa, os problemas florestais, nomeadamente, a desflorestação do planeta, são frequentemente relegados para segundo plano, deixados para tempos vindouros como se de um assunto adiável se tratasse.
Com o intuito de assinalar esta efeméride, o Município de Celorico da Beira entrega uma árvore a cada freguesia para ser plantada num espaço verde da localidade. Relativamente à comunidade escolar e, face à impossibilidade de realizar as atividades inicialmente calendarizadas, as escolas vão receber casas ninhos para colocarem junto aos edifícios e procederem ao seu embelezamento e monitorização.
Com estas atividades ambiciona-se sensibilizar a população para a importância, cada vez maior, da preservação das árvores e da água, e envolver os munícipes neste desafio.
Foto: Mun. Celorico

AF Guarda- Resultados da 24ªjornada do Campeonato Distrital da 1ªDivisão

Guarda DFC –  Casal Cinza- 6-1
Soito – Foz Côa-0-6
GD Trancoso – UD Os Pinhelenses- 5-2
Estrela Almeida – Guarda FC- 0-0
AD Fornos de Algodres – Vila Cortez-0-2
Freixo Numão – SC Sabugal-0-2
SC Celoricense – VF Naves-2-4
Folga: Aguiar da Beira
Classificação
1ºGuarda DFC- 52 pts- 21 jg
2ºVila Cortez- 52 pts- 22 jg
3ºTrancoso- 46 pts – 21 jg
4º Fornos de A.-45 pts-21 jg
5º Guarda FC- 44pts – 21 jg
6º Foz Côa- 41 pts – 22 jg
7º SC Celoricense – 40 pts-22 jg
8º E.Almeida – 32 pts – 23 jg
9º A.Beira – 24 pts -21jg
10º VF Naves – 23 pts -22jg
11º Sabugal – 22 pts – 22 jg
12º Pinhelenses- 21 pts – 22 jg
13º Soito – 13 pts -21 jg
14º Freixo Numão- 11 pts – 21 jg
15º Casal Cinza- 0 pts- 22 jg

Celorico da Beira acolhe a Feira do Queijo até domingo

Largas dezenas de expositores, uma boa moldura humana na inauguração da 43ªedição da Feira do Queijo da Serra da Estrela, onde Carlos Ascensão, presidente da Câmara enalteceu o trabalho dos produtores e queijeiras ao confecionarem este produto que é rei neste certame, assim como todos os outros produtos endógenos que assim podem ser adquiridos nesta feira. agora salientou que esta região precisa de investimento e terá de existir uma maior descentralização de instituições.

Esteve presente, a Secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira, que destacou que para que surjam novas estratégias terá de existir uma grande conhecimento do território do interior, a todos os diversos níveis.

Este certame durante este fim de semana, vai levar alguns milhares de visitantes a Celorico da Beira, os alojamentos locais estão cheios e os restaurantes tem um acréscimo de clientes.

Ainda foi apresentado o programa das comemorações dos 100 anos da Travessia aérea do Atlântico Sul por Sacadura Cabral.

Conversa com Carlos Ascensão, Presidente do Município de Celorico da Beira

                                                                           “Em 2021, foram comercializadas cerca de 70 toneladas de queijo”

Em vésperas do certame que homenageia os pastores e as queijeiras e promove o ex-libris da região, o Queijo da Serra, fomos conversar com o autarca celoricense, Carlos Ascensão que nos deixou uma perspetiva animadora, que vai ser um grande sucesso esta feira.

 

Magazine Serrano (MS) -Depois da pandemia, eis que regressa a Feira de Queijo de forma presencial, como espera que seja?

Carlos Ascensão (CA) -Foi um tempo longo de paragem, até mais que estávamos à espera, agora é de grande importância o regresso da feira em formato físico de forma presencial.

  Depois do confinamento, as pessoas estão motivadas para participar nestes eventos, neste caso da Feira de Celorico e também nas outras, com as devidas precauções que ainda devemos ter, como o uso de máscara , entre outras, o problema não está totalmente erradicado, mas temos a expetativa que o certame vai ser um sucesso, venha muita gente visitar-nos e decorra dentro da normalidade anterior.

 

MS-Celorico é a capital do Queijo Serra da Estrela, muitas toneladas são comercializadas? Quantas queijarias existem licenciadas?

CA-Houve aqui uma fase da pandemia, onde todas as barreiras se colocaram, existiram algumas dificuldades, pelo desconhecimento e o medo que geralmente traz, mas as coisas foram normalizando e como todos precisamos de comer, a vida não para, criamos outros mecanismos de resposta às dificuldades inerentes provocadas pela pandemia, nomeadamente a comercialização digital, tivemos uma plataforma celoricocomgosto.pt e na verdade, os produtores verificaram que o queijo teve saída , aliás a produção até foi pouca para as encomendas, ora em 2021, foram comercializadas cerca de 70 toneladas de queijo, isto através das queijarias DOP e das do queijo curado.

Neste momento, temos 6 queijarias ativas DOP, tem havido uma diminuição do que pretendemos e desejamos, a nível de queijo curado temos 19, que fazem parte do protocolo com o Município, através do Solar do Queijo, ao nível de escoamento e comercialização.

 

MS- A pastorícia é uma atividade que requer muito empenho, como vê os jovens, apesar de ter alguns jovens na atividade como o caso da queijeira Célia Silva?

CA-É um fenómeno transversal a nível da região, mas creio que é a nível do País, até por algum estigma, que existe ao conceito de ser pastor, é verdadeiramente uma atividade digna, mas efetivamente de muito trabalho, lavor, muito esforço e grandes sacrifícios.

  A tendência não tem sido de grande renovação, mas tem havido alguma e acaba por ser um sinal de esperança, como falou no caso de uma jovem queijeira, até com uma formação superior, ligada a esta atividade de produzir o queijo da serra, caso da Célia Silva, mas também temos aqui uma exploração que é das maiores, de ovelhas bordaleiras que tem cerca de 1000 ovelhas, o filho do senhor Júlio Ambrósio que tem o nome do Pai e está seguir as pegadas da família, depois o Paulo Belo, um jovem que tem entre 300 a 400 ovelhas.

  São alguns exemplos de esperança, renovação, não tanto quanto desejaríamos, mas acreditamos que no futuro possa haver renovação, com novos processos, sem perder a característica do produto, agora a renovação pode acontecer se houver reconhecimento e retorno financeiro, social e outros aspetos.

Agora a maior parte dos pastores e queijeiras andam na casa dos 60, 70 anos, são pessoas que gostam do que fazem, com paixão, agora existe o cansaço e o desgaste do tempo.

 

MS-A receção do Presidente da República às queijeiras no dia da Mulher foi importante?

CA-Sempre importante, sobretudo vindo do senhor Presidente da República, uma pessoa muito importante no País, logo à partida foi uma mensagem de motivação para as nossas queijeiras da Serra da Estrela, as Guardiãs da Montanha, veio dar-lhe um alento para continuarem, no fundo, um reconhecimento e uma homenagem justa a toda esta vida de trabalho.

 Depois a visibilidade, reconhecimento, a importância de um produto que é uma iguaria nacional, trata-se de uma referência nacional e faz parte da nossa cultura e tradição.

 Ficamos todos gratos, pelo Presidente da República, neste dia ter tido este gesto e este reconhecimento mais que merecido para com as nossas queijeiras.

 

MS-Que mensagem deixa a todos que possam visitar o certame?

CA- Vale a pena vir, a Celorico, apesar de haver problemas que se acumulam , como foi da pandemia, a seca, uma questão que queria deixar presente, dado que é, uma situação que afeta os nossos produtores, traz dificuldades para a produção do queijo e implica a nossa atenção, aos apoios para quem trabalha e estamos atentos e vamos dar essa resposta, agora para agravar a situação este clima internacional  de guerra , mas como vivemos num Mundo global, também nos diz respeito, dado que pagamos também a fatura, são tudo dificuldades acrescidas para os pastores e produtores, mas neste tempo, para tentar ultrapassar as dificuldades a parte lúdica ajuda, a festa e daí esta feira ser importante para aqueles que são homenageados, mas também para toda a nossa comunidade local, regional.

  As pessoas que venham, vai valer a pena estarmos presentes, é importante o contacto a nível presencial, assim como nas redes sociais, mas nada como a presença, a festa, convívio, a animação para mantermos algum equilíbrio também de vida saudável que se faz a nível de corpo , mas também da mente. São todos bem-vindos, são três dias de grande animação, seja um pouco o retomar da normalidade, vai valer a pena, porque temos ingredientes que vão agradar a todos.

 

Celorico da Beira e mais seis municípios celebraram autos de transferência de competências na área da Cultura

Os municípios de Barcelos, Castelo Branco, Celorico da Beira, Montemor-o-Novo, Ourique, Santarém e Setúbal assinaram, com as áreas governativas da Modernização do Estado e da Administração Pública e da Cultura, os autos de transferência de competências para a gestão, valorização e conservação de vários equipamentos culturais.

Estes autos celebrados no âmbito do processo de descentralização correspondem à transferência da posse das respetivas infraestruturas, prosseguindo-se, assim, a operacionalização da transferência de competências para os municípios no domínio da cultura.

Com a assinatura destes autos de transferência, dos 77 edifícios identificados no diploma setorial da Cultura, 44 já estão a ser geridos pelas respetivas autarquias, o que corresponde a um universo de 57%.

A cerimónia, que decorreu no Museu Francisco Tavares Proença Júnior, em Castelo Branco, contou com a presença da Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, da Ministra da Cultura, Graça Fonseca, do Secretário de Estado da Descentralização e da Administração Local, Jorge Botelho, e da Secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural, Ângela Ferreira.

Equipamentos transferidos:
– Ruínas do Castelo de Faria e estação arqueológica subjacente (Barcelos)
– Edifício do Governo Civil do Distrito de Castelo Branco, antigo Palácio dos Viscondes de Portalegre (Castelo Branco)
– Museu de Francisco Tavares Proença Júnior (Castelo Branco)
– Castelo de Linhares (Celorico da Beira)
– Castelo e muralhas de Celorico da Beira (Celorico da Beira)
– Castelo de Montemor-o-Novo (Montemor-o-Novo)
– Castro da Cola (Ourique)
– Ruínas do Castelo de Alcanede (Santarém)
– Convento de Jesus (Setúbal)

Fonte:GP

Realização de Exercício Militar na Serra da Estrela até 17 de março

O Município de Gouveia informa que, no âmbito do Curso de Operações Especiais do Quadro Permanente 2022, o Centro de Tropas de Operações Especiais irá realizar um conjunto de exercícios militares na região da Serra da Estrela, entre os dias 14 e 17 de março, de acordo com o seu Programa de Formação.
Os exercícios, a decorrer com o apoio e coordenação do Subagrupamento de Montanha da GNR, envolvem a execução de técnicas de montanhismo, treino de operações em climas frios e deslocamentos apeados e com viaturas.
Em todas as ações do exercício serão executadas rigorosas medidas de segurança no sentido da salvaguarda de pessoas e bens.

Governo aumenta apoio aos produtores de ovelha típica da Serra da Estrela

O Governo vai aumentar o apoio aos produtores de ovelhas típicas da Serra da Estrela em cerca de 60 euros por cabeça, para 160 euros, para estimular a produção de queijo, anunciou neste sábado a ministra da Agricultura, em Oliveira de Hospital, segundo a Lusa.

Vamos criar condições para financiar, pela primeira vez, a aquisição desta raça autóctone, da raça bordaleira da Serra da Estrela. Vamos aumentar o apoio em cerca de 60 euros por cabeça. De 100 euros, vão receber, os nossos agricultores, 160 euros”, disse Maria do Céu Antunes aos jornalistas, na abertura da Feira do Queijo de Oliveira do Hospital, no distrito de Coimbra, que regressou ao formato presencial após dois anos de realização ‘online’ por causa da pandemia.

Segundo a governante, a medida visa “estimular, efetivamente, a produção de queijo da Serra [da Estrela]”, que é considerado “um grande ativo” do território, e “acrescentar valor à economia de regiões” como aquela onde o queijo é produzido.

A região demarcada de produção do queijo Serra da Estrela abrange os municípios de Carregal do Sal, Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Gouveia, Mangualde, Manteigas, Nelas, Oliveira do Hospital, Penalva do Castelo, Seia, Aguiar da Beira, Arganil, Covilhã, Guarda, Tábua, Tondela, Trancoso e Viseu.

Nas declarações, a ministra da Agricultura também referiu que, após dois meses de “seca severa e intensa”, com a chuva que tem caído e continuará nos próximos dias, de acordo com as previsões, será possível recuperar as culturas de primavera e de verão.

Por outro lado, com a crise provocada pela guerra entre a Rússia e a Ucrânia, o Governo vai acompanhar a situação para ter os instrumentos necessários para ajudar o setor, como já foi feito em relação à energia e aos combustíveis.

“Vamos conseguir ter, a todo o tempo, as medidas necessárias e suficientes para também podermos apoiar os agricultores”, disse.

Maria do Céu Antunes adiantou que nesta segunda-feira terá uma reunião com as confederações do setor.

“Para poder não só apresentar aquilo que já hoje podemos fazer com segurança, mas também para podermos discutir com o setor outras medidas que a todo o tempo possamos fazer, até porque, dia 21 de março, temos Conselho de Ministros de Agricultura da Europa (…). É nossa expectativa que a Comissão Europeia possa trazer medidas concretas para podermos continuar a apoiar as medidas de estabilização do mercado”, adiantou.

Referiu que se tem verificado um aumento de custos dos fertilizantes agrícolas, da energia, dos lubrificantes e das rações para os animais e que “a perspetiva é que aumentem mais”.

No entanto, indicou que a Comissão Europeia propõe-se utilizar a reserva de crise e os instrumentos regulatórios para fazer a regulação de mercado e as aquisições conjuntas para evitar a rutura de ‘stocks’ e regular preços.

A ministra da Agricultura também reafirmou que, devido ao atual conflito militar entre a Rússia e a Ucrânia, não haverá racionamento de alimentos no país e a situação está a ser acompanhada e monitorizada.

“Mas também quero dizer aos portugueses e às portuguesas que nós saímos de um ano particularmente bom em Portugal, onde fomos recorde na produção de azeite. E, portanto, estamos numa situação confortável na produção de óleos alimentares”, indicou.

Fonte:ASR // CSJ/Lusa

AF Guarda- Resultados da 23ª jornada do Campeonato Distrital da 1ª Divisão

Decorreu mais uma jornada do Campeonato Distrital da 1ª Divisão, com o líder Vila Cortez a folgar e assim o Guarda DFC a igualar na frente, após triunfo em Aguiar da Beira. A Guarda FC venceu tangencialmente a AD Fornos de Algodres e chegou-se aos da frente.
Jornada 23
Casal Cinza – GD Trancoso- 0-4
Guarda FC – AD Fornos de Algodres- 3-2
Aguiar da Beira – Guarda DFC-1-4
VF Naves –  Estrela Almeida- 3-0
UD Os Pinhelenses – Soito- 3-1
GD Foz Côa – Freixo Numão- 5-0
SC Sabugal – SC Celoricense- 4-2
Folgou: Vila Cortez
Classificação:
PTS JGS
1º- Guarda DFC 49 20
2º- Vila Cortez 49 21
3º- AD Fornos de Algodres 45 20
4º- GD Trancoso 43 20
5º- Guarda FC 43 20
6º- SC Celoricense 40 21
7º-GD Foz Côa 38 21
8º-E. Almeida 31 22
9º-Aguiar da Beira 24 21
10º- Os Pinhelenses 21 20
11º-SC Sabugal 19 21
12º-VF Naves 17 20
13º-Soito 13 20
14º-Freixo Numão 11 20
15º-Casal Cinza 0 21

Linha da Beira alta encerra 9 meses mas há plano alternativo de transporte rodoviário

Encerramento da linha a partir do dia 19 de abril (inclusive), por um período estimado de 9 meses
De forma a minimizar os impactos nos Clientes afetados pela indisponibilidade temporária do serviço ferroviário decorrente deste constrangimento, a IP tem vindo a trabalhar, em estreita colaboração com a Comboios de Portugal (CP), para disponibilizar um plano alternativo de transporte rodoviário.
Assim e tendo presente as características e duração desta interdição, este plano teve base os fluxos de passageiros, ponderando as múltiplas Origens e Destinos, visando assegurar os horários e paragens que garantam a devida resposta às necessidades de mobilidade da região.
Nesse sentido, todos os comboios do atual horário vão ter um serviço rodoviário alternativo, indicando-se na imagem da publicação os locais onde será efetuado o embarque e desembarque de passageiros.
Em Fornos de Algodres o local de paragem de autocarro para o transbordo para dos comboios Intercidades e Regionais será o Largo da Estação.
A modernização integral da Linha da Beira Alta, integrada no Corredor Internacional Norte, reveste-se de elevada importância na requalificação em curso da Rede Ferroviária Nacional, disponibilizando às empresas e passageiros um transporte ferroviário mais eficiente nas ligações ferroviárias inter-regionais, bem como na ligação a Espanha e restantes países europeus, permitindo um serviço com maior qualidade, conforto, segurança e ambientalmente sustentável, com as seguintes mais-valias:
– Aumento da capacidade (permite duplicar o numero de comboios atual e a circulação de comboios de mercadorias até 750 m, aumentando em 26%, o número de toneladas/ano transportados);
– Melhoria das condições de mobilidade e acessibilidade dos passageiros, através da remodelação das diversas Estações e Apeadeiros, incluindo o alteamento, alargamento e o prolongamento de plataformas;
– Reforço da fiabilidade de exploração, com melhoria dos tempos de percurso;
– Reforço da segurança;
– Dotação da infraestrutura ferroviária com equipamentos de controlo modernos, assim como com sistemas de sinalização e telecomunicações que cumpram os requisitos de interoperabilidade;
– Requalificação e supressão de várias Passagens de Nível;
– Reforço da segurança nos atravessamentos das estações;
– Redução de emissões, até 2046, em mais de 120 milhões de tonCO2eq.

Município de Celorico da Beira assinalou o Dia Internacional da Mulher

A comemoração do Dia Internacional da Mulher tem o propósito de lembrar ao mundo a luta secular pela emancipação das mulheres contra todas as formas de expressão e discriminação, ultrapassou as fronteiras do mundo laboral tornando-se hoje, numa jornada de afirmação, de conquistas de direitos da Mulher em todas as esferas da vida familiar, profissional e social, em pé de igualdade com o homem.
Assim, o Presidente da Câmara Municipal, Carlos Ascensão, recebeu, neste dia, no seu gabinete as mulheres que estão a exercer funções na instituição e agraciou-as com um pequeno presente, gesto que simboliza o reconhecimento da importância do trabalho desenvolvido ao serviço do Município e dos diversos papéis que desempenham na sociedade.
Numa sociedade como é a nossa em que, até a linguagem é essencialmente masculina, travar batalhas por um mundo mais justo, mais igualitário (salários iguais para funções iguais, contra a discriminação sexual, racial e religiosa), não é tarefa fácil mas, também, não é impossível. Mudar mentalidades é um processo moroso e tem que começar dentro de cada mulher. Ela tem que ser um motor, a alavanca dessa mudança.