Templates by BIGtheme NET
Início » Celorico da Beira (Pagina 10)

Celorico da Beira

GNR Guarda- Celorico da Beira – Detido por posse ilegal de armas

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da Guarda,  deteve um homem de 60 anos por posse ilegal de armas, em Celorico da Beira.No decorrer de uma investigação que decorria há cerca de dois meses, os militares da Guarda deram cumprimento a um mandado de busca domiciliária que culminou com a apreensão do seguinte material:

  • Uma pistola de calibre 6,35mm;
  • Uma espingarda de calibre 12;
  • 66 munições de diversos calibres.

O detido foi constituído arguido, e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Celorico da Beira.

A GNR relembra que, de acordo com o Regime Jurídico das Armas e Munições, quem detiver arma não registada ou manifestada, quando obrigatório, constitui um crime de posse ilegal de arma.

 

Festivais Culturais apresentados pela CIMBSE

Foi apresentado pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, na sede da Comissão Vitivinícola da Beira Interior, os 3 Projetos de Cultura em Rede a desenvolver no território em 2021 e 2022. Assim, o Festival Cultural da Serra da Estrela, Festival Cultural das Beiras e o Festival Cultural da Raia Histórica.

Deste modo, nestes projetos fazem parte duas iniciativas: Bolsa Artística para a Itinerância Cultural, que promove a cooperação intermunicipal em prol do desenvolvimento de projetos artísticos únicos e inovadores e a CIMfonia, que consiste na concretização de um conjunto de 15 concertos dirigidos por orquestras nacionais.

GNR- Atividade operacional

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de ações policiais, em todo o território nacional, entre as 20h00 de sábado e as 08h00 de hoje, domingo. Estas ações visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções: 10 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • Seis por condução sem habilitação legal;
  • Um por ofensas à integridade física
  • Um por dano;
  • Um por desobediência.
  1. Apreensões:
  • Uma pistola de calibre 6.35 mm;
  • Uma faca;
  • Três doses de cocaína.

Bootcamp Empreendedorismo Social vai arrancar em breve

i3Social – Incubadora Itinerante para a Inovação Social é uma iniciativa da Associação Aldeia dos Girassóis, da Universidade da Beira Interior, do Instituto Politécnico da Guarda e da Make it Better – Associação para a Inovação e Economia Social, tendo a Comunidade Intermunicipal Beiras e Serra
da Estrela (CIM BSE) no papel de investidor social, e sendo cofinanciado pelo Programa Operacional Inovação Social e Emprego – Parcerias para o Impacto.
A iniciativa visa promover a capacitação de pessoas e organizações, reforçando competências e cultura colaborativa como meios para de fomentar o empreendedorismo social, dando assim resposta a problemas sociais prementes da região. O território alvo das intervenções e ações previstas no âmbito da iniciativa abrange os 15 municípios que integram a Comunidade Intermunicipal
(CIM BSE).
O Bootcamp Empreendedorismo Social, a iniciar já no próximo dia 30 de abril, online, é então um programa de curta duração da i3social, apostado em gerar e acelerar iniciativas locais que visem resolver as questões sociais mais prementes da região, facilitando recursos, aumentando o seu impacto e garantindo maior sustentabilidade. Entre outros, o “despovoamento” na região e as
problemáticas sociais agravadas pela pandemia COVID19 serão temas focados no Bootcamp.
Consistindo numa jornada de trabalho dinâmica, diferentes atores sociais serão colocados num
ambiente colaborativo e acompanhados por especialistas e empreendedores sociais experientes,
que os guiarão através de tudo o que precisam saber, desde testar uma ideia de negócio em função
das necessidades do território, passando pela estruturação de um plano para a sua implementação,
até navegar num cenário de financiamento, e muito mais.
O Bootcamp Empreendedorismo Social é então para todos e todas, sem exceção, que queiram
transformar ideias em ações concretas para a melhoria das condições de vida, para a
empregabilidade, para a fixação de população e para a resolução das emergências sociais detetadas.
“A i3Social acredita que na região das Beiras e Serra da Estrela, homens e mulheres, jovens ou menos
jovens, todos podem ser empreendedores, e que têm o talento, as ideias inovadoras e a vontade de
liderar ou de participar na mudança. E por isso queremos apoiar boas ideias de negócio, mais social
e responsável, que contribuam para uma região mais coesa, inclusiva e atrativa para todos.”

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR
TERRITÓRIO DE INTERVENÇÃO DA INICIATIVA
O território alvo das intervenções e ações previstas pela iniciativa i3Social abrange o conjunto dos
15 municípios que integram a Comunidade Intermunicipal Beiras e Serra da Estrela (CIM BSE). São
eles: Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres,
Fundão, Gouveia, Guarda, Manteigas, Mêda, Pinhel, Sabugal, Seia e Trancoso.

Resultados do Campeonato Distrital Seniores – AF Guarda—5ªjornada

Série A

GD Trancoso- Freixo Numão- 3-0 (4 dez.)

Foz Côa – VF Naves- 0-1

AD Fornos de Algodres- CD Gouveia-2-2

 

Classificação:

1-VF Naves- 9

2-Trancoso-7

3-CD Gouveia- 6

4-AD Fornos de Algodres-5

5-Aguiar da Beira- 4

6-Foz Côa- 4

7-Freixo Numão- 0

Série B

E.Almeida- SC Sabugal-1-2

Guarda DFC – Casal Cinza-5-1

Soito- SC Celoricense-3-1

UD Os Pinhelenses – Guarda FC- (19 maio)

Classificação:

1-Guarda DFC- 12

2-Soito- 9

3-UD Pinhelenses-6

4-SC Celoricense-6

5-SC Sabugal-6

6- E.Almeida-3

7-Guarda FC-3

8- Casal Cinza- 0

Comissão Política Distrital da Guarda do PS apresenta candidatos às Autárquicas 2021

Em comunicado, a  Comissão Política Distrital da Federação da Guarda do Partido Socialista, refere que na reunião  que decorreu no Auditório dos Serviços Centrais do Instituto Politécnico da Guarda,  foram tomadas as seguintes decisões por unanimidade:
-Ratificar a proposta de a vocação, determinada pela deliberação do Secretariado Federativo, da totalidade do processo de designação dos candidatos autárquicos no território de Vila Nova de Foz Côa, mandatando expressamente o mesmo Secretariado para proceder à escolha e designação desses mesmos candidatos;
– Ratificar a decisão da estrutura concelhia de designar Alexandre Manuel Fernandes Gonçalves, como candidato do PS à Câmara Municipal de Almeida;
– Ratificar a decisão da estrutura concelhia de designar José Albano Marques, como candidato do PS à Câmara Municipal de Celorico da Beira;
– Ratificar a decisão da estrutura concelhia de designar Ana Paula Casegas Pardal Duarte Freitas, como candidato do PS à Câmara Municipal de Gouveia;
-Ratificar a decisão da estrutura concelhia de designar Francisco Alípio Fernandes, como candidato do PS à Câmara Municipal de Pinhel;
– Ratificar a decisão da estrutura concelhia de designar Vítor Cavaleiro, como candidato do PS à Câmara Municipal de Sabugal;
– Ratificar a decisão da estrutura concelhia de designar Luciano Ribeiro, como candidato do PS à Câmara Municipal de Seia;
Em suma, realça, o líder Alexandre Lote, que as eleições autárquicas a realizar em 2021 representam um importante desafio para a afirmação do projeto político do Partido Socialista no distrito da Guarda.

Com esta deliberação a Federação da Guarda do Partido Socialista assegurou o(a)s candidatos(a)s que melhor servem o desígnio de construir em equipa e com as gentes dos respetivos concelhos, um projeto político de futuro que melhore o dia a dia de todos os cidadãos, conclui o líder socialista

Celorico da Beira- Contentores de resíduos urbanos indiferenciados higienizados e desinfetados

Perante uma ação da  Associação de Municípios da Cova da Beira em parceria com a Câmara Municipal de Celorico da Beira, aconteceu de 5 a 16 de abril, uma operação de higienização e desinfeção dos contentores de resíduos urbanos indiferenciados, que integram os circuitos municipais de recolha no concelho de Celorico da Beira.
No âmbito do protocolo firmado entre as duas entidades têm lugar duas intervenções anuais que compreendem a lavagem e desinfeção dos contentores do lixo, com vista à promoção da saúde e do bem-estar da população, bem como, a proteção do meio ambiente.
Com o verão aproximar-se a passos largos e objetivando-se prolongar os benefícios desta operação de limpeza durante mais tempo, é imperioso que a população colabore e adote boas práticas ambientais, a saber:
– Colocar os sacos do lixo doméstico, bem fechados, dentro do contentor e fechar sempre a tampa do mesmo;
– Não deixar sacos lixo junto ao contentor quando este estiver cheio. Nesta situação o lixo deve guardado nos locais de produção ou depositado noutro equipamento próximo;
– Fazer uma deposição seletiva do lixo doméstico, utilizando corretamente os equipamentos do ecoponto: vidrão, papelão e embalão, pilhão e oleão;
– Requerer os serviços municipais para a recolha de resíduos volumosos (mobiliário ou colchões) ou resíduos verdes (ramos e folhas), entre outros.

GNR- Atividade operacional do fim de semana

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de ações policiais, em todo o território nacional, entre as 20h00 de sábado e as 08h00 de hoje, domingo. Estas ações visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções: 29 detido sem flagrante delito, destacando-se:
  • 12 por condução sob o efeito do álcool;
  • Nove por condução sem habilitação legal;
  • Três por furto;
  • Dois por desobediência;
  • Dois por resistência e coação;
  • Um por tráfico de estupefacientes.
  1. Apreensões:
  • 34 doses de haxixe;
  • Cinco doses de cocaína.
  1. Trânsito:

Fiscalização125 infrações detetadas, destacando-se:

  • 22 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • Sete relacionadas com tacógrafos;
  • Cinco por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • Cinco por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório;
  • Dois por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • Uma por iluminação e sinalização.

Sinistralidade: 22 acidentes registados, destacando-se:

  • Dois feridos graves;
  • Oito feridos leves.

Memórias e Tradições do Estrela Geopark Mundial da UNESCO

 

O Estrela Geopark Mundial da UNESCO é muito mais do que Rochas! É um território onde locais e paisagens de relevância geológica internacional são geridos através de uma abordagem holística de proteção, educação e desenvolvimento sustentável, que utiliza o seu património geológico, associando-o aos restantes elementos do património natural e cultural do território, que lhe conferem identidade e valor. O papel de um Geopark Mundial da UNESCO é muito mais do que preservar e valorizar apenas o património geológico. Pretende integrar estes valores com a sua cultura, as tradições, os produtos endógenos, fomentando o sentido de pertença e reforçando a sua identidade, beneficiando as comunidades locais e atraindo visitantes e novos residentes.

O Estrela Geopark compreende a Serra da Estrela e as áreas adjacentes, com o propósito de incluir na sua estratégia de desenvolvimento regional as populações que vivem no sopé da montanha e que têm nos seus modos de vida uma identidade comum com a Estrela. Tendo em consideração que a sua identidade está muito associada às práticas pastoris, à transumância e aos produtos que foram emergindo em torno destas atividades tradicionais, que têm vindo a diminuir progressivamente ao longo do tempo, correndo o risco de se perderem. Com o envelhecimento notório da população, outra questão que se levanta está relacionada com o idadismo, contribuindo para que não se valorizem os saberes tradicionais. Neste contexto, revela-se da maior importância desenvolver iniciativas que permitam a preservação destas memórias coletivas, contribuindo para a valorização de práticas ancestrais e do conhecimento “guardado” pela população mais idosa da região.

Assim, o recém aprovado projeto “Memórias e Tradições do Estrela Geopark Mundial da UNESCO” que vai ao encontro dos objetivos do Programa Tradições 2021-2022, financiado pela EDP Portugal, prevê o desenvolvimento de várias iniciativas que promovem a preservação e valorização das memórias e das tradições que contribuem para a identidade da Serra da Estrela, contribuindo para a recuperação de práticas ancestrais em declínio e para a sua divulgação não só no território do Estrela Geopark, junto das populações locais, mas também junto de quem visita ou pretende conhecer a Serra da Estrela através dos meios de comunicação digitais. O projeto será desenvolvido no território da Estrela, trabalhado com algumas das tradições associadas a este território de Montanha, como o Burel, o cobertor de Papa e a Cestaria de Gonçalo, pretendendo dinamizar várias ações pedagógicas e de divulgação deste património cultural, tais como workshops e sessões de partilha da sabedoria popular, direcionados para diferentes públicos.

A implementação deste Projeto no território da Estrela constitui um verdadeiro instrumento para a preservação, valorização e transmissão do património, contribuindo para a promoção deste sistema montanhoso e para o seu desenvolvimento sustentável. A partir desta iniciativa pretende-se promover a educação intergeracional, numa abordagem pedagógica não-formal e informal que fará interagir diferentes gerações em redor de temas, que visam, por um lado facilitar a transferência e intercâmbio de conhecimento, competências, habilidades e recursos, assim como a convivência e a colaboração entre gerações, as quais podem ser de grande benefício para os participantes, de todas as faixas etárias, para a comunidade residente e em última instância para identidade do nosso país.

Artigo da equipa técnica do Geopark  Estrela

Portugal avança para a 3ªfase de desconfinamento

O Conselho de Ministros aprovou o decreto que regulamenta o estado de emergência decretado pelo Presidente da República.
Prosseguindo a estratégia gradual de levantamento de medidas de confinamento no âmbito do combate à pandemia da doença Covid-19, e tendo em conta a avaliação dos critérios epidemiológicos de definição de controle da pandemia, foi decidido avançar tal como estava previsto na generalidade do país à exceção daqueles concelhos em que o risco de transmissão é considerado elevado.
A retoma do ensino presencial para os alunos do ensino secundário e do ensino superior avança em todo o território continental, independentemente do nível de risco de cada concelho.
Atendendo ao estado epidemiológico do país bem como à taxa de incidência dos concelhos que merecem mais atenção e o seu prolongamento no tempo, as medidas de combate à pandemia, a partir do dia 19 de abril, serão aplicadas em conformidade com os seguintes níveis:
Um primeiro nível, em que o plano de desconfinamento recua para a fase anterior. Neste patamar, encontram-se os concelhos que, pela segunda avaliação quinzenal consecutiva, se encontram com uma taxa de incidência superior a 240 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. Deste grupo fazem parte os concelhos de Moura, Odemira, Portimão e Rio Maior, aos quais se vão aplicar, designadamente, as seguintes medidas:
Encerramento de:
– Esplanadas;
– Lojas até 200 m2 com porta para a rua;
– Ginásios;
– Museus, monumentos, palácios, galerias de arte e similares.
Proibição de:
– Feiras e mercados não alimentares (por decisão municipal);
– Modalidades desportivas de baixo risco;
Permite-se o funcionamento de:
-Comércio ao postigo;
– Salões de cabeleireiros, manicures e similares, após marcação prévia;
– Estabelecimentos de comércio de livros e suportes musicais;
– Parques, jardins, espaços verdes e espaços de lazer;
– Bibliotecas e arquivos;
Um segundo nível, em que o plano de desconfinamento não avança para a fase seguinte nem retrocede. Nesta categoria estão os concelhos que, pela segunda avaliação quinzenal consecutiva, se encontram com uma taxa de incidência superior a 120 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. Assim, são sete os concelhos que irão permanecer na segunda fase do plano de desconfinamento: Alandroal, Albufeira, Beja, Carregal do Sal, Figueira da Foz, Marinha Grande e Penela. Assim, as medidas que vão continuar em vigor nestes concelhos são as seguintes:
Permite-se:
– Funcionamento de lojas até 200 m2 com porta para a rua;
– Feiras e mercados não alimentares (por decisão municipal)
– Funcionamento de esplanadas (com a limitação máxima de 4 pessoas por mesa) até às 22h30 nos dias de semana e até às 13h aos fins de semana;
– Prática de modalidades desportivas consideradas de baixo risco;
– Atividade física ao ar livre até 4 pessoas;
– Funcionamento de ginásios sem aulas de grupo;
– Funcionamento de equipamentos sociais na área da deficiência.
Um terceiro nível, em que o plano de desconfinamento avança para a terceira fase, tal como anunciado aquando da sua apresentação. Assim, nos restantes concelhos do continente, além das medidas em vigor desde 5 de abril, aplicam-se as seguintes:
Permite-se a abertura de:
– Todas as lojas e centros comerciais;
– Restaurantes, cafés e pastelarias (com o máximo 4 pessoas por mesa no interior ou 6 por mesa em esplanadas), até às 22h30 nos dias de semana ou 13h nos fins-de-semana e feriados;
– Cinemas, teatros, auditórios, salas de espetáculos;
– Lojas de cidadão com atendimento presencial por marcação.
Autoriza-se a prática de:
– Modalidades desportivas de médio risco;
– Atividade física ao ar livre até 6 pessoas;
– Realização de eventos exteriores com diminuição de lotação (5 pessoas por 100 m ²);
– Casamentos e batizados com 25% de lotação.
Fonte:CMGP