Templates by BIGtheme NET
Início » Fornos de Algodres

Fornos de Algodres

Aquisição de um Autocarro Elétrico e Instalação de um posto de carregamento em Fornos de Algodres

O Município de Fornos de Algodres informa que:” com imensa satisfação, a aprovação (25/01/2022), pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR), da candidatura do Município de Fornos de Algodres, para a Aquisição de um Autocarro Elétrico e Instalação de um posto de carregamento. Para o executivo, não deixa de ser motivo de orgulho ter sido um dos poucos territórios de baixa densidade populacional a serem contemplados.

Com o apoio conseguido, a Câmara Municipal de Fornos de Algodres pode, como já há muito almejava, dar um passo importante na mobilidade sustentável, implementando uma transição para uma economia de baixas emissões de carbono, utilizando veículos mais eficientes e que utilizem fontes energéticas limpas, o que nos permite um melhor desempenho ambiental e redução de custos, ao mesmo tempo que renova a sua frota municipal.

A realização desta medida irá contribuir diretamente para o Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050 (RNC2050) e para o Plano Nacional Energia e Clima 2030 (PNEC2030), através da descarbonização e da promoção de utilização de transporte público verde. Também prevê a sustentabilidade energética, permitindo assim uma sustentabilidade económica e ambiental, através da promoção da redução de emissões de gases com efeito de estufa.

Esta medida encontra-se inserida no Projeto “Renovação de Frota Amiga do Ambiente” (P11), do Programa Municipal de Mobilidade Sustentável (PM5) da Estratégia Municipal Ambiental 2022-2025, aprovada por maioria em Assembleia Municipal no dia 30/12/2021. Fica o agradecimento à Associação de Municípios da Cova da Beira por todo o apoio na elaboração da candidatura, por parte deste município.

Auscultação de necessidades de qualificação pelo Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres

Em comunicado , o Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres, pretende  a colaboração da vossa empresa/organização/instituição na identificação de necessidades de qualificação profissional, a ter em conta na definição da oferta de educação e formação profissional de ensino secundário, correspondente ao ciclo de formação 2022-2025.

A resposta a esta solicitação poderá ser realizada respondendo a um breve questionário (tempo de resposta estimado: 2 min) disponível aqui: https://forms.office.com/r/eJJVn7RGpz ou aqui

Assim refere , Marco Fernandes, diretor do orgão de Gestão que:”Enquanto instituição de natureza educativa, pretendemos proporcionar aos nossos alunos o desenvolvimento das competências necessárias para lidarem adequadamente com os desafios e mudanças da sociedade atual, nomeadamente, do mercado de trabalho.

Procuramos disponibilizar percursos formativos de qualidade, diversificados e equilibrados, que respondam aos interesses e necessidades dos alunos que pretendem prosseguir estudos após a conclusão do ensino secundário mas também daqueles que têm como objetivo começar a trabalhar a curto/médio prazo. Para estes últimos, consideramos fundamental apostar na sua preparação atempada, através da qualificação escolar e profissional, no ensino profissional, em áreas de educação e formação com potencial de integração no nosso mercado de trabalho local/regional.

Há mais de uma década que trabalhamos neste sentido, procurando formar jovens profissionais com competências pessoais, sociais e técnicas que correspondam às necessidades de qualificação existentes na nossa região.

No seguimento do caminho que temos vindo a percorrer, parece-nos fundamental dar mais um passo no sentido da garantia de ajustamento da nossa oferta formativa de qualificação profissional às necessidades sentidas diretamente pelas diversas empresas e entidades, potenciais empregadores futuros, através de procedimentos de auscultação de necessidades e reflexão conjunta relativamente a esta matéria.

Acreditamos que, a médio prazo, a intensificação destes contactos e a partilha de informações facilitará a inserção dos nossos jovens diplomados no mercado de trabalho, permitirá elevar o nível de qualificação dos trabalhadores das empresas da nossa região, facilitará a manutenção dos postos de trabalho e poderá contribuir para o aumento da sua eficiência e competitividade.

Queremos ser uma escola aberta, inclusiva e participativa na comunidade em que nos inserimos.”

Fornos de Algodres-Campanha de recolha de alimentos com sucesso da Associação de Estudantes

Recentemente, teve lugar a entrega de alimentos recolhidos ao longo do mês de dezembro ao Minimercado Solidário “Fornos tem, Fornos dá!”, por parte da Associação de Estudantes da Escola Básica e Secundária de Fornos de Algodres.

A campanha de recolha dos alimentos teve uma participação massiva não só por parte dos alunos da Escola Básica e Secundária de Fornos de Algodres como também por parte das e dos alunos da Escola Básica do 1º Ciclo de Figueiró da Granja e da Escola Básica do 1º ciclo de Fornos de Algodres.

Ao todo foram recolhidas mais de 20 caixas com bens alimentares de primeira necessidade. Estes serão agora organizados por cabazes que irão ser distribuídos ao longo do ano a famílias carenciadas do concelho de Fornos de Algodres.

A Associação de Estudantes agradeceu a participação de todos os envolvidos, referindo ainda que irá sempre defender intransigentemente não só os valores da solidariedade e empatia como também o trabalho em prol da comunidade local.

Fornos de Algodres, Almodôvar, Castro Verde ou Vila Velha de Ródão vão ter autocarros elétricos

Vão ser adquiridos mais 193 novos autocarros elétricos e apoiada a instalação de 136 postos de carregamento para as frotas limpas de transportes públicos. Os 32 projetos que foram aprovados pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR), gerido pelo Ministério do Ambiente e da Ação Climática, mobilizam um total de 50,9 milhões de euros de fundos comunitários para a aquisição destes autocarros que prestarão serviço fora das áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto.

Das candidaturas vencedoras fazem parte empresas que prestam serviços de transporte coletivo em Guimarães, Braga, Coimbra, Aveiro e Faro. Mas também foram aprovadas candidaturas de territórios com mais baixa densidade populacional, como Fornos de Algodres, Almodôvar, Castro Verde ou Vila Velha de Ródão.

Estes projetos permitirão uma diminuição anual estimada de 8,271 toneladas de dióxido de carbono.

Com este terceiro programa de apoio às frotas rodoviárias sustentáveis, o PO SEUR já destinou 110 milhões de euros aos autocarros limpos, permitindo a aquisição de 893 unidades.

fonte:GP

Rui Ventura foi eleito presidente da Associação de Municípios da Cova da Beira

Recentemente aconteceu a tomada de posse dos novos órgãos sociais da Associação de Municípios da Cova da Beira, onde Rui Ventura, atual presidente do Município de Pinhel foi eleito o novo presidente do Conselho diretivo para 2021/25.

Constituída em 1981 por quatro concelhos, a associação é composta por 13 municípios, nomeadamente Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Guarda, Manteigas, Meda, Penamacor, Pinhel, Sabugal e Trancoso.

O novo presidente refere que assume este cargo naturalmente, como sendo um orgulho, mas também uma responsabilidade acrescida, pois a AMCB tem sido responsável pela implementação e desenvolvimento de programas de grande complexidade e dificuldade, nomeadamente em áreas como Cooperação Transfronteiriça, Ambiente e Ordenamento do Território, Proteção Civil e Energia, entre outros”.

Assembleia Intermunicipal

Presidente: Sérgio  Costa – Presidente do Município de Guarda

Vice-Presidente: António  Rocha – Presidente do Município de Belmonte

Secretário: Vítor Proença – Presidente do Município de Sabugal

Conselho Diretivo

Presidente: Rui  Ventura – Presidente do Município de Pinhel

Vogais: António  Soares – Presidente do Município de Penamacor

Paulo  Fernandes – Presidente do Município de Fundão

Carlos  Condesso – Presidente do Município de Fig. Castelo Rodrigo

António Machado – Presidente do Município de Almeida

Bruno Costa reeleito na AD Fornos de Algodres

Decorreu no Estádio Municipal Serra da Esgalhada em Fornos de Algodres, a Assembleia Geral, onde teve lugar a tomada de posse dos órgãos sociais do quadriénio 2021-2025 da Associação Desportiva de Fornos de Algodres, onde Bruno Costa , atual presidente e o grande obreiro do clube dos últimos anos se vai manter em funções até 2025, terá uma direção coesa e com vontade de vencer e honrar sempre o nome do clube. Assim terá como Presidente da Assembleia Geral, Rafael Regaleira e no Conselho Fiscal, Leandro Abade.

“Educação e Futuro” em debate no Dia Internacional da Educação em Fornos de Algodres

Agrupamento 1393 – Fornos de Algodres homenageado 

Durante a manhã , desta segunda-feira, o auditório do AEFA, acolheu uma sessão de partilha e debate centrada no tema “Educação e Futuro”.

Esta sessão teve a participação do professor Marco Fernandes, Diretor do Agrupamento de Escolas, Bruno Costa, Presidente da Junta de Freguesia, Luísa Gomes, Vereadora da Câmara Municipal com o Pelouro da Educação, Rodrigo Sousa, Presidente da Associação de Estudantes, Ana Roque, Presidente da Associação de Pais e Encarregados de Educação e Manuel Fonseca, Presidente da Câmara Municipal de Fornos de Algodres, onde todos eles deixaram umas breves palavras sobre este dia, numa iniciativa da Freguesia de Fornos de Algodres, em parceria com o Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres e o CLDS 4G Servir Fornos de Algodres, assinalou o Dia Internacional da Educação, uma iniciativa que segundo a a Freguesia pretendem manter ao longo dos anos e neste ano dividiu em duas vertentes.

No final das preleções foi entregue uma distinção ao Agrupamento de Escuteiros de Fornos de Algodres, na pessoa do Chefe Paulo Santos, pelos contributos inestimáveis que esta instituição presta efetivamente no desenvolvimento e promoção de habilidades sociais positivas nas crianças e jovens.

O Agrupamento 1393 – Fornos de Algodres, pela voz do chefe Paulo Santos agradeceu a homenagem prestada pela  Freguesia de Fornos de Algodres, salientando que “Esta homenagem é para todos nós, escuteiros, dirigentes, pais e encarregados de educação, motivo de muito orgulho. Continuamos Sempre Alerta para Servir!”

Durante o dia, os alunos do Pré-Escolar e 1º Ciclo, podem assistir a uma experiência teatral centrada na temática educativa. Deste modo, o executivo da Freguesia fornense agradeceu aos professores, alunos, restantes entidades presentes e a todos aqueles que contribuem diariamente para uma educação de futuro, com qualidade e equidade .

AF Guarda — Resultados do Campeonato Distrital da 1ª Divisão– 17ªjornada

17ªjornada
Guarda DFC – Estrela Almeida- 6 – 2  (13 out)
Foz Côa – VF Naves- 4-0
GD Trancoso – SC Celoricense- 1-2
Casal Cinza – Vila Cortez- 1-3
Soito –  Freixo Numão (16 fev.-21:00)
Aguiar da Beira – AD Fornos de  Algodres (13 de abril- 20:00)
UD Os Pinhelenses – Guarda FC(14 de abril- 21:00)
Folgou: SC Sabugal
Jogos em atraso da 2ª jornada
Estrela Almeida- Guarda DFC- 1-4
Freixo Numão- Soito- 0-2
Classificação:

1º Guarda DFC 39 pts (16 jogos)

2º Vila Cortez- 37 pts (16 jogos)

3º AD Fornos de Algodres- 33 pts (13 jogos)

4º- GD Trancoso- 32 pts (15 jogos)

5º- Guarda FC- 32 pts (15 jogos)

6º- Foz Côa- 30 pts (15 jogos)

7º- SC Celoricense – 30 pts (15 jogos)

8º- Estrela Almeida- 19 pts (16 jogos)

9º- Aguiar da Beira- 16 pts (15 jogos)

10º- Os Pinhelenses- 15 pts (14 jogos)

11º- SC Sabugal – 15 pts (15 jogos)

12º- VF Naves- 12 pts (15 jogos)

13º- Soito – 10 pts (15 jogos)

14º- Freixo Numão- 4 pts (14 jogos)

15º- Casal Cinza – 0 pts (15 jogos)

As 20 qualidades de um grande líder

Segundo a Adecco Portugal estas 20 qualidades de liderança são as mais comuns que, desejavelmente, um profissional à frente de uma organização e equipas deverá ter. Se é uma pessoa que ambiciona liderar com eficácia e inspirar os outros, é suposto ter sólidas competências técnicas. Mas hoje em dia, não é suficiente: na hora de escolher um líder, são as soft skills que permitem a uma organização diferenciar um bom técnico de um grande líder. 

1. RESPONSABILIDADE

É importante que os líderes se responsabilizem a si próprios e às suas equipas pelo trabalho de cada um. A propriedade é uma peça-chave da liderança. Alguém da equipa errou? Procure saber o porquê, rever o processo que conduziu ao erro e evitar que ocorra novamente. Corrigir responsavelmente e aprender faz parte da responsabilidade.

2. ESCUTA ATIVA 

Os líderes recebem frequentemente feedback dos membros da equipa: percebe realmente o que lhe estão a dizer? Entende o que estão a tentar transmitir, mas que não conseguem expressar objetivamente? Aprenda a fazer as perguntas certas para encontrar informações úteis e objetivas que lhe permita resolver questões e ajudar a sua equipa.

Ler Mais »

SPZC-Exigem-se cuidados sanitários extremos nas salas de aula

Em comunicado o Sindicato dos professores da Zona Centro, refere que: “O aumento dos níveis de contágio pela variante Ómicron, associado à possibilidade de votação das pessoas confinadas, são fatores que recomendam uma atenção especial na higienização e segurança dos espaços escolares abertos para a realização das eleições.

As eleições legislativas vão ter lugar no dia 30 de janeiro, com o voto antecipado em mobilidade realizado no próximo domingo.

O ato eleitoral ocorre num momento particularmente complexo do ponto de vista da saúde pública. Os números da pandemia estão a atingir máximos históricos (a 20 de janeiro registaram-se mais de 56 mil novos casos) e estima-se que um milhão de portugueses estejam em confinamento por infeção ou contacto de alto risco. Ainda assim, como já foi tornado público, quem se encontra em isolamento vai poder votar.

Muitos dos espaços utilizados para o cumprimento de uma ação desta natureza localizam-se em estabelecimentos de ensino. O SPZC deixa um apelo claro às entidades responsáveis pela manutenção dos espaços escolares, especialmente os do ensino não superior, para que todas as salas de aula, corredores e outros que integrem as infraestruturas escolares que serão abertas ao público sejam devidamente limpos e se apresentem com todos os requisitos de segurança sanitária, antes e depois do voto. É a única forma de toda a comunidade se sentir segura e tranquila para o regresso ao normal funcionamento das atividades letivas e não letivas.

Um problema de saúde pública como o que se vive, que regista picos preocupantes de contágio pela variante Ómicron e ainda pela Delta, exige uma atenção especial e meios redobrados. Só assim poderemos ter confiança para a convocação de pessoas que participam nesta importante iniciativa de caráter cívico e político.

Desta forma, não se repetirão alguns dos episódios que aconteceram nas eleições para as autarquias, levadas a efeito no transato mês de setembro. Na altura, o SPZC recebeu inúmeras críticas de educadores e professores que foram confrontados com o facto de não ter havido o necessário e imperioso cuidado no cumprimento de um critério elementar e imprescindível para prevenir riscos ou danos e preservar a saúde de docentes, alunos, não docentes, pais, encarregados de educação e de toda a comunidade”.