Início » Moimenta da Beira

Moimenta da Beira

Balanço da Campanha “Cinto-me Vivo”

A Campanha de Segurança Rodoviária “Cinto-me vivo”, da responsabilidade da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Polícia de Segurança Pública (PSP), decorreu entre os dias 5 e 11 abril e teve como objetivo alertar condutores e passageiros para a importância de utilizarem sempre, e de forma correta, os dispositivos de segurança.

Esta campanha contou, uma vez mais, com a participação dos serviços das administrações regionais dos Açores e da Madeira na realização de ações de sensibilização, completando o trabalho de fiscalização que tem sido realizado pelos comandos Regionais da PSP.

Inserida no Plano Nacional de Fiscalização (PNF) de 2024, a campanha foi divulgada nos meios digitais, nos Painéis de Mensagem Variável e através de cinco ações de sensibilização da ANSR, realizadas em simultâneo com as operações de fiscalização levadas a cabo pela GNR e pela PSP, em Albergaria-a-Velha, Leiria, Santarém, Setúbal e Viseu. Idênticas ações ocorreram nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira.

Na campanha “Cinto-me vivo” foram sensibilizados 671 condutores e passageiros, a quem foram transmitidas as seguintes mensagens:

  • Utilize sempre uma cadeirinha homologada, devidamente instalada, e adaptada à altura e peso da criança;
  • Utilize sempre o cinto de segurança, em todos os lugares do veículo, e em todos os percursos, mesmo nos de curta distância;
  • Utilize o capacete de modelo aprovado, devidamente ajustado e apertado.

Durante as operações das Forças de Segurança no âmbito desta campanha, realizadas entre os dias 5 e 11 de abril, foram fiscalizados em controlo de velocidade por radar 4,5 milhões de veículos, 4,3 milhões dos quais pelo SINCRO – Sistema Nacional de Controlo de Velocidade, da responsabilidade da ANSR.

Em termos de fiscalização presencial, as Forças de Segurança procederam à fiscalização de 59,6 mil veículos. Do total de 4,5 milhões de veículos fiscalizados durante a campanha, registaram-se 29,5 mil infrações.

Nesta campanha, registou-se um total de 2.543 acidentes, de que resultaram 6 vítimas mortais, 47 feridos graves e 750 feridos leves.

Relativamente ao período homólogo de 2023, verificaram-se menos 44 acidentes, menos 10 vítimas mortais, menos 9 feridos graves e menos 54 feridos leves.

As 6 vítimas mortais, 4 do género masculino e 2 do género feminino, tinham idades compreendidas entre os 46 e os 75 anos.

Os acidentes com vítimas mortais ocorreram nos distritos de Bragança, Porto (2), Castelo Branco e Lisboa.

Estes acidentes consistiram em 2 colisões (envolvendo 2 veículos ligeiros, 1 motociclo e 1 veículo agrícola) e 3 despistes (envolvendo 2 veículos ligeiros e 1 motociclo).

Os acidentes acima descritos ocorreram em 2 arruamentos, 1 autoestrada, 1 estrada nacional e 1 via de outro tipo.

Esta foi a quarta das 12 campanhas de sensibilização e de fiscalização planeadas no âmbito do PNF de 2024. Até ao final do ano serão realizadas mais oito campanhas, uma por mês, com ações de sensibilização e de fiscalização.

As campanhas inseridas nos planos nacionais de fiscalização são realizadas pela ANSR, GNR e PSP, desde 2020, com temáticas definidas com base nas recomendações europeias estabelecidas para cada um dos anos.

O PNF de 2023 consagrou como prioritários os temas: Velocidade, Álcool, Acessórios de segurança e Telemóvel. Relativamente a 2024, para além dos quatro temas acima referidos, foi ainda adicionado um novo capítulo sobre a fiscalização dos veículos de duas rodas a motor.

Das quatro campanhas que decorreram este ano, foram realizadas 16 ações, durante as quais mais de 1.805 pessoas foram sensibilizadas presencialmente. Quanto a ações de fiscalização, o número de condutores fiscalizados presencialmente foi de 211,8 mil, enquanto cerca de 13,0 milhões de veículos foram fiscalizados por radar.

A sinistralidade rodoviária não é uma fatalidade e as suas consequências mais graves podem ser evitadas através da adoção de comportamentos seguros na estrada.

CIM Viseu Dão Lafões lidera projeto europeu de combate aos resíduos urbanos com visita à região neerlandesa de Almere

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões participou, nos últimos dois dias, numa visita de estudo aos Países Baixos, no âmbito do StopWaste, um projeto europeu de combate aos resíduos urbanos que é liderado por esta CIM. A delegação teve a oportunidade de conhecer de perto as medidas adotadas pelo município de Almere na promoção da sustentabilidade ambiental.

Na manhã do primeiro dia, 10 de abril, os participantes ficaram a conhecer a agenda para a sustentabilidade de Almere, bem como a sua estratégia de prevenção e o sistema de análise de fluxos de resíduos urbanos. Durante a tarde, a comitiva visitou dois exemplos de boas práticas no setor, que adotam abordagens distintas: um centro de reciclagem e um centro de reutilização de materiais, ambos em Almere. Ler Mais »

AF Viseu- Resultados da 28ª jornada do Campeonato da Divisão Honra – HORTIRELVA

Lusitano FC – Nespereira FC-4-3
AD Castro Daire – Cr Ferreira Aves-1-1
SC Lamego – GD Mangualde-0-1
GD Oliveira Frades – Canas de Senhorim-3-2
GD Resende – CD Cinfães-0-0
SL Nelas – UD Sampedrense-0-1
AD Sátão – Moimenta da Beira-1-1
Os Vouzelenses – SC Penalva do Castelo-2-1
SC Vale de  Açores – SC Paivense-0-2
1º- CD Cinfães- 69pts
2º- GD Mangualde e GD Oliveira de Frades- 58pts

XXIV Governo tomou posse

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, conferiu posse ao XXIV Governo Constitucional, liderado pelo Primeiro-Ministro Luís Montenegro, numa cerimónia que decorreu no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa.

Além do Primeiro-Ministro, tomaram também posse os 17 ministros do Governo:

Paulo Rangel, Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros;

Joaquim Miranda Sarmento, Ministro de Estado e das Finanças;

António Leitão Amaro, Ministro da Presidência;

Manuel Castro Almeida, Ministro Adjunto e da Coesão Territorial;

Pedro Duarte, Ministro dos Assuntos Parlamentares;

Nuno Melo, Ministro da Defesa Nacional;

Rita Júdice, Ministra da Justiça;

Margarida Blasco, Ministra da Administração Interna;

Fernando Alexandre, Ministro da Educação, Ciência e Inovação;

Ana Paula Martins, Ministra da Saúde;

Miguel Pinto Luz, Ministro das Infraestruturas e Habitação;

Pedro Reis, Ministro da Economia;

Maria do Rosário Palma Ramalho, Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social:

Maria da Graça Carvalho, Ministra do Ambiente e Energia;

Margarida Balseiro Lopes, Ministra da Juventude e Modernização;

José Manuel Fernandes, Ministro da Agricultura e Pesca;

Dalila Rodrigues, Ministra da Cultura.

O Governo apresentará agora o seu programa à Assembleia da República.

fonte: GP

AF Viseu- Divisão de Honra-27ªronda- Cinfães cada vez mais líder

Foi mais uma ronda da Divisão de Honra da AF Viseu, onde o líder Cinfães venceu e aumenta liderança sobre adversários e está mais perto do título e da subida.

Cinfães –  Castro Daire -3-1
Nespereira FC – Resende -2-1
Oliveira de Frades -Lus. Vildemoinhos -1-2
Ferreira de Aves – SC Lamego -3-1
GD Mangualde -Sátão -0-0
Penalva do Castelo – Vale de Açores -2-0
Sampedrense -Vouzelenses -1-0
Moimenta da Beira – Nelas -1-1
Canas Senhorim -Paivense -2-1

Lidera:Cinfães- 68 pts; 2ºs GD Mangualde e Ol.Frades com 55 pts; 4ºResende -54 pts; 5ºPenalva-53 pts

AF Viseu- Divisão de Honra- Resultados da ronda 26

Nova ronda da Divisão de Honra Hortirelva da AF Viseu com muitos golos

AD Castro Daire – Nespereira FC -2-0
GD Resende -GD Oliveira de Frades -4-2
Lusitano Vildemoinhos – Canas Senhorim -1-2
SC Lamego – CD Cinfães -1-4
Sátão – Ferreira de Aves -0-1
Vale de Açores – UD Sampedrense -1-1
Vouzelenses – Moimenta da Beira -3-2
Nelas – GD Mangualde -0-1
Paivense -Penalva do Castelo-0-2

Lidera: Cinfães-65 pts, 2ºOl.Frades-55 pts; 3ºsGD Mangualde e Resende 54 pts; 5ºPenalva Castelo-50 pts

CIM Viseu Dão Lafões celebrou 17 anos

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões celebrou os seus 17 anos de existência, pautados por uma dedicação contínua ao desenvolvimento sustentável do território. Fernando Ruas, Presidente da CIM, destaca as realizações significativas que foram alcançadas ao longo deste período.

“A CIM Viseu Dão Lafões tem vindo a desempenhar um papel de relevo em diversas áreas ao longo de quase duas décadas de atividade, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos e para a crescente atratividade e competitividade do nosso território. Estes 17 anos representam uma jornada de superação de desafios e de concretização de objetivos. Estamos comprometidos em enfrentar os desafios que se avizinham, pelo que a CIM continuará a trabalhar de mãos dadas com os seus municípios, com o objetivo de construir um futuro vibrante e pleno de oportunidades para todos”, sublinha Fernando Ruas.

Em jeito de balanço, Nuno Martinho, Secretário Executivo da CIM, recorda alguns setores em que o trabalho da CIM tem obtido resultados palpáveis.

“Na área da Proteção Civil e da defesa da floresta, em estreita colaboração com os 14 municípios e com os agentes do território, a CIM fortaleceu os mecanismos de resposta e prevenção em situações de emergência, promovendo a segurança dos residentes, nomeadamente em matéria de vigilância florestal para prevenir os incêndios rurais. Também a participação nos projetos europeus Life Landscape Fire e Life Nieblas transformam a CIM numa referência ao nível da proteção ambiental e da resiliência da floresta. É incontestável que lideramos ou colaboramos em projetos e inciativas que estão a transformar a região e estamos a fazê-lo com o território e com os atores locais e regionais”, refere Nuno Martinho.

“Na Educação, na qualificação e nas competências a CIM tem desenvolvido diversos projetos que visam a promoção do ensino de qualidade, reforçando não só a formação e capacitação dos jovens no território, ao mesmo tempo que promove literacias, sejam elas financeiras, ambiental, alimentar ou dedicadas à saúde, que os preparam para serem cidadãos mais capazes de enfrentar o que o futuro lhes reserva. A preocupação em levar projetos inovadores às escolas tem sido uma constante. Noutra vertente, a CIM empenhou-se, ainda, na otimização da rede de transportes, facilitando a mobilidade inteligente e a conectividade entre os municípios, contribuindo para uma maior coesão territorial. O serviço de transporte a pedido IR e VIR, por exemplo, tem alcançado resultados notáveis e mudou a vida das pessoas”, reforça o Secretário Executivo.

Contudo, há mais áreas que merecem realce. “A CIM é uma promotora, cada vez mais ativa, da atratividade e notoriedade do território, destacando-se pela criação de produtos turísticos integrados, com especial ênfase no turismo de natureza, nas Ecopistas do Dão e Vouga, reconhecidas a nível internacional no domínio do walking e do cycling. Também a promoção da Gastronomia e do Vinho do Dão tem sido uma aposta permanente da atuação da CIM, assim como a dinamização e fruição cultural em rede. Na transição digital, a CIM tem impulsionado novos processos, melhorando a eficiência e a qualidade dos serviços públicos prestados aos cidadãos e empresas instaladas ou que querem investir no território”, lembra ainda Nuno Martinho.

 

Investimentos Territoriais Integrados a pensar no futuro

Comprometida em projetar o futuro, ao abrigo do Portugal 2030, a CIM Viseu Dão Lafões está focada em desenvolver investimentos territoriais integrados, em colaboração com os 14 municípios e outros parceiros do território, sinalizando um compromisso com o crescimento sustentável e a qualidade de vida dos habitantes.

Entre os eixos de intervenção considerados prioritários para os próximos investimentos, destacam-se a Sustentabilidade Demográfica e a Coesão Social, a Educação e as Competências, a Inovação, Competitividade e Qualificação, o Ambiente, a Transição Energética e a Economia Circular, a Transição Digital e a Inteligência Territorial e, também, as Alterações Climáticas, a Prevenção de Riscos e a Proteção Civil, assim como a Cultura, os Recursos, o Turismo e a Atratividade do Território.

Distrital CHEGA/Viseu em comunicado faz balanço e agradece aos eleitores

Em comunicado, o  CHEGA Viseu veio agradecer a todos os eleitores do distrito de Viseu a confiança depositada nas últimas eleições legislativas que ditaram a eleição de 2 deputados, João Tilly e Bernardo Pessanha.
Assim refere:”Triplicando a votação recebida em 2022 o partido obteve um resultado de 19,45% afirmando-se assim como a terceira força política no distrito. De salientar a votação no concelho do Sátão onde o CHEGA é agora a segunda força política à frente do PS. O CHEGA ficou ainda em segundo lugar à frente do PS ou AD em 8 freguesias de Armamar, 1 freguesia em Carregal do Sal, 5 em Castro Daire, 1 em Lamego, 5 em Moimenta da Beira, 1 em Mortágua, 2 em Nelas, 4 em Oliveira de Frades, 2 em Penedono, 1 em São João da Pesqueira, 2 em São Pedro do Sul, 6 no Sátão, 6 em
Sernancelhe, 6 em Tabuaço, 2 em Tarouca, 4 em Tondela, 2 em Vila Nova de Paiva, 2 em Vouzela
e 7 em Viseu tendo mesmo na União das Freguesias de Vila Chã de Sá e Fail ficado em primeiro
lugar. No todo nacional do partido, nos 20 círculos eleitorais, apraz ainda registar que os
resultados do CHEGA no distrito de Viseu colocam-se na 9a posição.
Perante estes resultados o CHEGA só lamenta a iliteracia política de alguns eleitores que ao
votarem, por erro ou ideologia fanática, no ADN tenham com esse resultado contribuído para
eleger o terceiro mandato do PS em detrimento o quarto da AD, o que deixa o distrito a perder
na qualidade da sua representatividade no Parlamento. O CHEGA através dos seus novos
representantes de Viseu na AR tudo fará para combater o que tem sido a inércia de décadas de
PS e PSD junto do poder central, deixando o distrito ao abandono.
Os deputados agora eleitos não pautarão o seu desempenho como trampolim para futuras
candidaturas autárquicas e tudo farão por representar na AR os interesses do distrito. Como
primeira medida em breve disponibilizarão um canal direto de contacto com os cidadãos do
distrito e um horário para atendimento presencial na sede distrital a favor de todos os assuntos
e problemas que entendam por bem vir a colocar aos novos deputados.
Informa-se ainda que durante esta semana o CHEGA Viseu retirará das ruas toda a publicidade
eleitoral de campanha em todos os concelhos do distrito, no respeito do artigo 6.o da Lei n.o
97/88″.

AF Viseu- Resultados da 24ªjornada do Campeonato da Divisão Honra – HORTIRELVA

SC Lamego – GD Oliveira Frades- 0-3
SL Nelas – CD Cinfães-1-2
SC Paivense – Moimenta Beira-0-0
Vale Açores – GD Mangualde-0-0
AD Sátão – Nespereira FC- 1-2
Os Vouzelenses – Cr Ferreira Aves-0-3
SC Penalva do Castelo – UD Sampedrense-1-0
AD Castro Daire – Lusitano FC-2-1
GD Resende –  Canas Senhorim-1-2
Lidera: CD Cinfães-59pts, 2º- Ol.Frades-54pts e 3º- GD Mangualde e GD Resende-48pts

Taça das Regiões- AF Viseu com prestação de qualidade

Chegou ao fim a prestação da AF Viseu na Taça das Regiões, que em jeito de balanço foi de qualidade, uma vez que falhou a presença na final por muito pouco.

Assim recordando, a fase regular onde venceu o grupo diante da AF Guarda, AF Aveiro e AF Porto, com 100% vitorioso e nesta fase final, empatou diante da poderosa AF Lisboa e venceu a AF Madeira por 1-0. Assim saiu da competição sem derrotas, onde defrontou seleções poderosas.

Isto revela, a Qualidade do futebol da AF Viseu, onde aqui também se realça o trabalho do executivo desta Associação e claro de todos os clubes. Sinal de trabalho e que no Interior do País também de trabalha com qualidade e os jovens também podem sonhar com os grandes palcos.

Em suma, a AF Viseu tem evoluído favoravelmente ao longo destes anos.

Foto:AF Viseu