Templates by BIGtheme NET
Início » Fornos de Algodres (Pagina 2)

Fornos de Algodres

Resultados AF Guarda – Campeonato Distrital 1ªDivisão 3ªjornada

UD Os Pinhelenses – V. Cortez -2-5

Guarda DFC – SC Celoricense- 2-1

Aguiar da Beira – Estrela Almeida- 0-1

Casal Cinza – AD Fornos de Algodres- 1-2

GD Trancoso – Freixo Numão- 5-0

SC Sabugal – Vila Franca Naves- 3-1

Foz Côa – Guarda FC- 0-1

 

Classificação:

1º- GD Trancoso- 9

2º – Guarda FC- 9

3º-Guarda DFC-6

4º- Vila Cortez- 6

5º-SC Sabugal-6

6º-AD Fornos de Algodres-6

7º-Estrela Almeida- 3

8º-Aguiar da Beira- 3

9º- Foz Côa- 3

10º-Soito-0

11º-SC Celoricense-0

12º-VF Naves- 0

13º-Os Pinhelenses-0

14º-Freixo Numão- 0

15ºCasal Cinza-0

Avisos e Liturgia do 27º Domingo do Tempo Comum- ano B

A mulher e o homem são chamados a viver em harmonia, em mútua companhia. Sim, é verdade, são chamados. A Bíblia não é um livro de ciência, mas um livro religioso, o qual faz uma interpretação religiosa da realidade, sempre complexa, da relação entre o homem e a mulher. Diz-nos como devem ser as nossas relações: entre vizinhos, entre amigos, entre os esposos. E em todas as relações temos de ter bem presente os seguintes verbos: amar, respeitar, acolher, perdoar. Em primeiro lugar, temos de constatar o seguinte: é importante viver em relação porque isto enriquece-nos. A primeira leitura deste domingo é muito clara: “não é bom que o homem esteja só”. Em segundo lugar, é importante não esquecer que todos temos a mesma dignidade, que todos somos da mesma espécie, porque todos fomos criados à imagem e semelhança de Deus: “Deus criou o homem à sua imagem; criou-o à imagem de Deus, criou-os homem e mulher”. Temos a mesma dignidade, completamo-nos uns aos outros. A primeira leitura recorda-nos isto da seguinte forma: “Esta é realmente osso dos meus ossos e carne da minha carne”. O homem e a mulher unem-se para serem uma só carne, ou seja, um só eu, um só tu, uma só família, uma só comunidade.

Todavia, bem sabemos que este chamamento à harmonia, a “uma só carne”, não é fácil, porque muitas vezes nos esquecemos que fomos criados à imagem e semelhança de Deus, ou seja, deixamos dominar a “dureza do nosso coração”, como Jesus nos diz no Evangelho. A “dureza do coração” são as nossas resistências que prejudicam as nossas relações, mesmo no casamento. Portanto, é fundamental que todos tenhamos uma ideia clara de como somos. Recordemos a célebre sentença grega do templo de Delfos: “Conhece-te a ti mesmo”. É importante saber como posso enriquecer a minha relação com o outro, no casamento ou noutra forma ou situação da vida. É importante saber de que maneira estou a ser causa de conflitos e obstáculos no relacionamento com os outros. Tantas vezes ouvimos estas frases: “eu sou assim”, “já sabes que sou assim”, “comigo é assim”, “quem quer que se mude”, “quem não está bem que se mude”. Isto é o mesmo que dizer “não esperes que abandone o meu comodismo, o meu conforto, o meu sofá, o meu mundo, as minhas ideias”. Se não quero mudar para melhorar, se não quero crescer como pessoa para ser mais semelhante a Deus, estou a revelar a dureza do meu coração. Desta forma estou a resistir viver o espírito das bem-aventurança, que é a “selfie” que Jesus faz de si mesmo: simplicidade de coração, construtor da paz, aceitação da minha fraqueza e pobreza e de tudo o que me falta para ser um digno filho de Deus.

Nas suas palavras, Jesus recorda o que foi dito no princípio da criação: “Deste modo, já não são dois, mas uma só carne. Portanto, não separe o homem o que Deus uniu”. Temos de realçar este aspecto: “o que Deus uniu”. Se não houver uma sinceridade inicial absoluta, uma entrega total, uma vontade de ser melhor e de ajudar o outro a ser melhor, uma vontade de viver o casamento com critérios evangélicos, não sei se podemos dizer que foi unido por Deus! Se não acolho o outro como um dom que Deus me concede, com a simplicidade de uma criança que acolhe o Reino de Deus, não viverei uma relação própria de alguém que foi criado à imagem e semelhança de Deus.

Será que estamos a colocar a fasquia muito alta? Bem, Deus é que nos chama a ser perfeitos e santos! Todavia, temos consciência das nossas limitações. Para viver o amor, precisamos, muitas vezes, de rever e de recomeçar. Peçamos a Deus que nos acompanhe nesta aventura de amar como o Seu Filho Jesus Cristo nos amou.

03-10-2021

Orientações CEP 30.09.2021_1

LEITURA ESPIRITUAL

Na Bíblia encontrarmos uma imagem estritamente metafísica de Deus: Deus é absolutamente a fonte originária de todo o ser; mas este princípio criador de todas as coisas — o Logos, a razão primordial — é, ao mesmo tempo, um amante com toda a paixão de um verdadeiro amor. Deste modo, o eros é enobrecido ao máximo, mas simultaneamente tão purificado que se funde com a agape.

A primeira novidade da fé bíblica consiste na imagem de Deus; a segunda, essencialmente ligada a ela, encontramo-la na imagem do homem. A narração bíblica da criação fala da solidão do primeiro homem, Adão, querendo Deus pôr a seu lado um auxílio. Dentre todas as criaturas, nenhuma pôde ser para o homem aquela ajuda de que necessita, apesar de ter dado um nome a todos os animais selvagens e a todas as aves, integrando-os assim no contexto da sua vida. Então, de uma costela do homem, Deus plasma a mulher. Agora Adão encontra a ajuda de que necessita: «Esta é, realmente, osso dos meus ossos e carne da minha carne» (Gn 2, 23). Na base desta narração, é possível entrever concepções semelhantes às que aparecem, por exemplo, no mito referido por Platão, segundo o qual o homem originariamente era esférico, porque completo em si mesmo e auto-suficiente. Mas, como punição pela sua soberba, foi dividido ao meio por Zeus, de tal modo que agora sempre anseia pela outra sua metade e caminha para ela a fim de reencontrar a sua globalidade. Na narração bíblica, não se fala de punição; porém, a ideia de que o homem de algum modo esteja incompleto, constitutivamente a caminho a fim de encontrar no outro a parte que falta para a sua totalidade, isto é, a ideia de que, só na comunhão com o outro sexo, possa tornar-se «completo», está sem dúvida presente. E, deste modo, a narração bíblica conclui com uma profecia sobre Adão: «Por este motivo, o homem deixará o pai e a mãe para se unir à sua mulher; e os dois serão uma só carne» (Gn 2, 24). (Bento XVI, encíclica Deus Caritas Est, 9-11).

 

http://www.liturgia.diocesedeviseu.pt/

Ano B - Tempo Comum - 27º Domingo - Boletim Dominical II

Webinar: Valorização Integrada do Cardo – DOP Serra da Estrela em Análise

A Estrelacoop – COOPERATIVA DE PRODUTORES DE QUEIJO SERRA DA ESTRELA, CRL está a organizar em conjunto com o Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Alentejo (CEBAL), o Instituto Politécnico de Beja (IPBeja) e a Universidade de Évora (UÉvora), a 6ª sessão online do Roadshow Tecnológico intitulado “Valorização Integrada do Cardo – DOP Serra da Estrela em análise”.

A ação terá lugar no dia 6 de outubro pelas 17h00, em formato online via videoconferência Zoom. No programa consta a sessão de boas-vindas e a apresentação da Cynaratec, a caracterização bioquímica de cardosinas – do perfil enzimático ao coagulante personalizado, a mesa redonda: flor do cardo no Queijo Serra da Estrela DOP e as considerações finais. Para assistir basta efetuar a inscrição, gratuita, em: https://forms.gle/hJpZteKCqAFVmgYy8

Esta é uma iniciativa integrada no projeto Cynaratec – Transferência de Tecnologia para a Valorização do Cardo, que pretende unir investigadores, produtores e indústrias na valorização transversal do Cardo, desde a aptidão tecnológica da planta Cardo até ao seu valor económico. Esta sexta sessão, com enfoque no Queijo Serra da Estrela DOP e no potencial impacto económico da planta na região, tem como objetivos a disseminação e troca de novos conhecimentos e tecnologias na valorização da planta Cardo.

O roadshow tecnológico nacional “Valorização Integrada do Cardo” termina agora na região da Serra da Estrela, depois de ter passado por Azeitão, Serpa, Évora, Nisa e Castelo Branco. A sessão é aberta a todos os interessados na valorização deste recurso endógeno.

PROGRAMA

17h00 | Boas Vindas Roadshow Tecnológico
Fátima Duarte – CEBAL, MED

17h15| Cynaratec Tranferência Tecnológica na Valorização do Cardo Fátima Duarte – CEBAL, MED

17h30| Caracterização Bioquímica de Cardosinas – do perfil enzimático ao coagulante personalizado

Nuno Rosa – U. Católica P.

18h00| Mesa Redonda: Flor do cardo no Queijo Serra da Estrela DOP Dinamizado por Estrelacoop

19h30|Considerações Finais

Cristina Conceição – UÉvora, MED

Autárquicas 2021 no Distrito da Guarda- Câmaras Municipais

Aqui ficam os resultados da noite eleitoral no Distrito da Guarda, nas Câmaras Municipais nestas Autárquicas 21:

Na Guarda, Sérgio Costa (Pela Guarda)  36.22% – 8.559 votos, o PPD/PSD 33.68% – 7.958 votos, o PS 17.98% – 4.249 votos, o CH 2.69% – 636 votos, CDS-PP  2.69% – 636 votos, o B.E.  1.60% – 378 votos e o PCP-PEV  1.31% – 310 votos.

Figueira de Castelo Rodrigo,  Carlos Condesso (PSD)  47.63% – 1.882 votos,  PS – 45.41% – 1.794 votos, o CDS-PP – 2.61% – 103 votos, PCP-PEV – 0.61% 24 votos e o L – 0.23% – 9 votos.

Trancoso, Amílcar Salvador (PS)  59.71% – 3.461 votos,  PPD/PSD.CDS-PP – 32.71% – 1.896 votos e o PCP-PEV – 1.76% – 102 votos.

Fornos de Algodres, Manuel Fonseca(PS) 60.33% – 1.945 votos,  PPD/PSD.CDS-PP  34.24% – 1.104 votos e o PCP-PEV – 1.33% – 43 votos.

Celorico da Beira, Carlos Ascensão (PSD)  56.16% – 2830 votos, PS – 37.37% – 1.883 votos, o Chega – 2.50% – 126 votos e o PCP-PEV – 0.50% – 25 votos.

Pinhel, Rui Ventura (PSD) 66.64% – 3.629 votos,  PS 25.08% – 1.366 votos e o PCP-PEV  2.64% -144 votos.

Manteigas, Flávio Massano (Manteigas 2030)  34,14% – 758 votos, PS  28,11% – 624 votos, o PSD  26,76% – 594 votos, o NC  6,71% – 149 votos e o CDU  1,40% – 31 votos.

Sabugal, Vítor Proença (PSD)  47,09% – 3.403 votos,  PS com 40,22% – 2.907 votos,  CDS  4,14% – 299 votos, o Chega  2,85% – 206 votos e  CDU  1,54% – 111 votos.

Gouveia, Luís Tadeu(PSD) 50.09% 3.516 votos,  PS 40.85% – 2.868 votos e  PCP-PEV  2.99% – 210 votos.

Seia, Luciano Ribeiro (PS)  43.68% – 5.629 votos,  PPD/PSD  24.59% – 3.167 votos, o JPNT  17.82% – 2.296 votos, o Chega  5.54% – 714 votos e o PCP-PEV  3.41% – 439 votos.

Mêda, João Mourato(PPD/PSD.CDS-PP) 49.78% – 1.716 votos,  PS  44.27% – 1.526 votos e  PCP-PEV 1.13% – 39 votos.

Almeida, António Machado (PSD) 49.74% – 2.086 votos,  PS 42.61% – 1.787 votos e o PCP-PEV  2.62% -110 votos.

Vila Nova de Foz Côa, João Paulo (PSD)  51.30% – 2.287 votos,  PS 38.56% – 1.719 votos, o NC  4.33% -193 votos e o PCP-PEV  1.73% – 77 votos.

Aguiar da Beira, Virgílio da Cunha (UPNT)  52.16% – 2.194 votos,  PPD/PSD  40.04% – 1.684 votos,  Chega com 4.18% – 176 votos e o PCP-PEV  0.31% -13 votos.

 

Autárquicas 2021- Resultados no Concelho de Fornos de Algodres

Aqui ficam os resultados da noite eleitoral no Concelho de Fornos de Algodres, nestas Autárquicas 21.

  Câmara Municipal     Assembleia Municipal       Junta de Freguesia        
  PS PSD/CDS PCP-PEV B N PS PSD/CDS PCP-PEV B N PS PSD/CDS PPD/PSD Indep. TPF TPM B N
Algodres 160 67 6 4 3 149 74 10 4 3 149 85 2 4
Infias 114 62 2 3 4 106 74 2 0 3 143 28 14
Matança 88 56 2 8 2 85 56 1 10 4 58 94 2 2
Fornos 658 281 12 19 15 622 321 14 16 12 650 298 17 20
Figueiró 119 127 6 2 7 116 133 7 2 3 199 50 12
Casal Vasco 80 45 1 3 1 81 43 2 1 3 79 45 2 4
Queiriz 67 86 1 10 5 66 89 2 8 4 117 43 9
Muxagata 105 89 4 2 2 100 94 4 3 1 104 96 2 0
Maceira 133 25 2 3 1 127 26 5 4 2 107 53 1 3
UFCVC 75 47 1 1 1 68 53 2 1 1 88 35 2
UFSF 107 61 3 4 5 98 65 9 3 5 130 31 19
UFJVSVR 239 158 3 10 17 224 178 3 11 11 257 145 14 12

 

B-Brancos N-Nulos

Fornos de Algodres-Alunos caminharam no Dia Europeu do Desporto

  Integrada no Dia Europeu do Desporto na Escola, realizou-se uma caminhada pelas artérias da vila de Fornos de Algodres.
Os professores de Educação Física, em colaboração com os docentes de diferentes disciplinas, aliaram a prática de atividade física à lecionação dos conteúdos das suas disciplinas, os quais puderam ser ministrados nesta saída de campo, dando oportunidade aos alunos de aprender em contexto, fora da sala de aula.
A maioria das turmas aceitaram o desafio e os alunos saíram da escola tendo efetuado um percurso de 6 km, passando por vários locais de referência na vila.

AF Guarda Campeonato Distrital 1ªDivisão—2ªjornada

Guarda FC – UD Os Pinhelenses- 3-1

SC Celoricense – GD Trancoso- 0-1

V F Naves – Foz Côa- 1-2

Vila Cortez – Casal Cinza- 6-0

AD Fornos Algodres – Aguiar da Beira- 2-1

Freixo Numão – Soito (24 nov.)

Estrela Almeida Guarda DFC (23 jan.)

 

1º- Trancoso- 6

2º- Guarda FC- 6

3º-Guarda DFC- 3

4º- SC Sabugal- 3

5º-Aguiar da Beira- 3

6º-AD Fornos de Algodres- 3

7º- Vila Cortez- 3

8ºFoz Côa- 3

9º-Soito- 0

10º-Freixo Numão- 0

11º-VF Naves- 0

12º-SC Celoricense- 0

13º-Os Pinhelenses- 0

14º-Estrela Almeida- 0

15º-Casal Cinza-0

 

AF Guarda-Plano Estratégico a pensar no futuro do futebol e futsal

Foi aprovado recentemente pela Direção da Associação Futebol da Guarda ,na sua reunião habitual, a elaboração de um “Plano estratégico” para o futuro do futebol e futsal distrital.

O documento agora apresentado é um esboço daquilo que virá a ser o Plano Estratégico, que tem por objetivo criar uma estratégia para melhorar o futebol e futsal no distrito e no panorama nacional.

Os clubes filiados na AF Guarda, Autarquias e Agrupamentos de Escolas vão ser convidados a participar na construção deste plano. “Os clubes vão ser os principais intervenientes na elaboração deste plano que vai ter uma fortíssima componente de proximidade, contato e partilha, ouvindo os seus problemas, as suas dificuldades, ideias e ambições.”, explica a Direcção.

As reuniões para a elaboração do Plano Estratégico vão ter início em breve com todos os intervenientes.

Fonte:AFG

Vai avançar a 3ªfase de desconfinamento

Em conferência , o Primeiro Ministro António Costa  referiu que “Estamos agora em condições de avançar para a terceira fase de desconfinamento”, estamos muito perto do ponto em que estávamos em março do ano passado”, ao nível da incidência e R(t). De acordo com o líder do executivo, temos hoje uma taxa de incidência de 140 infeções por 100 mil habitantes e um Rt de 0,81″.

Assim as medidas vão ser mais moderadas a partir de 1 de outubro, aliás, Portugal  passa a estar em Situação de Alerta;
-Abertura de bares e discotecas para pessoas com certificado digital ou teste negativo;
-Fim dos limites de horários;
-Restaurantes sem limite máximo de pessoas por grupo;
-Fim da exigência de certificado digital em restaurantes, estabelecimentos turísticos e alojamento local;
-Fim do limite de lotação no comércio, casamentos e batizados e espetáculos culturais;
-Certificado digital ou teste negativo necessário para viagens marítimas e aéreas, em visitas a lares e estabelecimentos de saúde. O mesmo é verificado para acesso a grandes eventos culturais, desportivos ou corporativos;
-Máscara continua a ser obrigatória em transportes públicos, lares, hospitais, salas de espetáculo e eventos, grandes superfícies e locais interiores de permanência prolongada;
-Máscaras deixam de ser obrigatórias nos recreios das escolas. A DGS irá também atualizar as normas sobre confinamento nos próximos dias;
-A máscara também deixa de ser obrigatória no comércio local;
-Eliminação da testagem em locais de trabalho com mais de 150 trabalhadores;
-Fim da limitação à venda e consumo de álcool;
-Fim da necessidade de certificado ou teste nas aulas de grupo em ginásios.

Fonte:GP

Artigo de Sara Morais—- Auto Estima e a Hipnose Clínica

Viajar pelas memórias é algo recorrente, por vezes nostálgico, mas é um ato de coragem; de reflexão, sobretudo de conhecimento e de construção de auto perceção. É o despertar, num olhar atento e consciente sobre a própria resposta comportamental e emocional assentes no aforismo grego “conhece a ti mesmo”. Esta construção psicológica denomina-se de autoestima.

Autoestima representa a coluna dorsal do “eu interior”, uma vez que sustenta o bom ou o mau funcionamento emocional, num processo de auto avaliação contínuo, capaz de condicionar a forma como se sente a seu respeito. No fundo, tem um papel preponderante na estruturação psicológica do ser humano.

Se cada ação é produto do pensamento, então a criação de um quociente positivo vai promover maior segurança e autoconfiança para atingir um determinado objetivo. No fundo é como um moinho, só funciona de forma eficiente e equilibrado se existir força da água, neste caso, energia através da construção de um ou mais pensamentos positivos.  Porém, se a corrente do pensamento for parca, porque é efetivamente negativa, a força da ação vai ser concordante com a dúvida, e o moinho pára, entra em estagnação – baixa autoestima.

Por exemplo, imagine que o curso de água representa as frequentes reprovações e menções de incapacidade na infância, que são gravadas mentalmente ao longo do de todo crescimento pela mente subconsciente. Esse caudal não cessa, mas não possui uma força que faça girar o moinho da autoconfiança, pelo contrário, é uma força contrária que provoca fragmentação do moinho (“eu interior”).

A baixa autoestima é caracterizada por diversos comportamentos e sensações, tendo como os mais predominantes a procura pela aprovação, os pensamentos negativos e ruminantes; o sentimento de incapacidade em atingir determinados objetivos, sensação de diminuição perante seus pares, entre muitos outros que condicionam um desempenho comportamental e emocional ativo e dinâmico.

Neste seguimento, a versatilidade da Hipnose Clínica enquanto ferramenta terapêutica e desenvolvimento pessoal vem pulsar a ampliação da autoestima. A terapêutica terá como enfoque inicial identificar a raiz do problema, passando posteriormente para a eliminação das gravações das experiências negativas dotando o paciente de ferramentas para promover um novo olhar perante as experiências passadas, através de um trabalho focado nas crenças limitadoras. Esta perspetivação, vai alicerçar a prática do auto elogio, desenvolver o auto cuidado, e por conseguinte permitir a realização de objetivos.  Neste seguimento, vai existir uma reeducação mental permitindo o fluxo de pensamentos construtivos cada vez mais abundantes e frequentes, com uma carga positiva capaz de fazer mover o “eu interior” de forma ajustada e equilibrada perante as várias situações da vida.

“Água parada não move moinho” provérbio português.

 

Sara Morais – Hipnoterapeuta

Consultas 912 583 244

sfilipa.morais@gmail.com