Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: carlos Condesso

Tag Archives: carlos Condesso

Conversa com Carlos Condesso-Presidente da Câmara de Figueira de Castelo Rodrigo

“Abrir o concelho ao mundo”

Depois da tomada de posse, fomos conversar com o novo Presidente da Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo, Carlos Condesso, sobre como vai ser o seu mandato na autarquia da sua terra.

Magazine Serrano-Depois da derrota em 2017, voltou a candidatar-se e venceu agora. Tem pela frente um grande desafio?

Carlos Condesso – A minha terra precisava, já há 4 anos, de uma reconstrução urgente. E quem me conhece, sabe que não sou de virar costas aos desafios, muito menos a Figueira de Castelo Rodrigo e aos meus conterrâneos. Poderia ter aceitado outros reptos, mas o amor pela minha terra e pelas minhas gentes não me iriam deixar sossegado se não conseguisse voltar e lutar pelo meu concelho. O desafio está à altura das exigências que eu tenho sempre para mim e para os que me acompanham. Sonhamos alto e iremos tornar esses sonhos realidade e dar o máximo por todos os Figueirenses, desde o primeiro dia.

MS- Depois de tomar posse, uma das prioridades será uma auditoria às contas?

CC– Exatamente. Vou recorrer a um serviço de auditoria, tanto à Câmara Municipal como também à Fundação Dª Ana Paula, como instrumento de gestão e nunca de suspeição. Temos de ter uma ideia pormenorizada com o que contamos para podermos fazer da melhor maneira possível o nosso trabalho. É absolutamente natural que todos queiramos saber o que temos, o que devemos e o que necessitamos.

MS- Serão quatro anos de muito trabalho, quais os projetos para Figueira de Castelo Rodrigo?

CC-Temos diversos projetos que queremos desenvolver. Trabalharemos para revitalizar o sector agrícola, apostando nos nossos produtores e organizando anualmente uma Feira Agrícola Transfronteiriça. Na educação, temos de avançar, de uma vez por todas, com o Centro Escolar e vamos também fazer um levantamento exaustivo em todo o concelho para que se identifiquem todas as pessoas carenciadas, por forma a sermos justos e solidários. As Juntas de Freguesia, as IPSS, os Lares e as Associações do concelho serão, a partir de agora, tratadas de igual forma e sem qualquer tipo de discriminação. A atracão de investimento privado, a canalização de fundos comunitários para o desenvolvimento de projetos, as medidas de combate ao desemprego, a fixação de jovens, a melhoria das condições de vida e de bem-estar dos figueirenses, bem como a revitalização e promoção da imagem do concelho também são as nossas prioridades. Vamos já avançar com um protocolo com a Fundação Álvaro Carvalho a fim de operarmos gratuitamente às cataratas as pessoas que necessitam. A valorização cultural das nossas tradições terá de ser também considerada e preservada. A aposta no turismo será uma constante.

MS-Depois da pandemia, tudo começa a voltar à normalidade e a cultura e o turismo são que terá em linha de conta?

CC-O nosso concelho há muito que tem de se focar no turismo para criar riqueza, demonstrar o seu potencial e abrir-se, de uma vez por todas, às rotas turísticas mundiais. Temos um património único, paisagens inigualáveis e temos de salvaguardar esse passado e potenciá-lo no presente e no futuro. Obviamente que a cultura fará parte dessa oferta a quem nos visita. Nunca esquecendo os que cá moram e que também eles merecem e devem ser os primeiros embaixadores deste território.

MS- Com tanta desertificação, que medidas terá para travar esse mal tão prejudicial para o interior?

​​CC-Sabemos que os desafios da gestão autárquica serão múltiplos, que a capacidade de reivindicação, de forma concertada e intransigente, não nos pode demover. Os flagelos da desertificação e do abandono, o mesmo é dizer o grave problema demográfico que atormenta o nosso país, e a falta de jovens têm de nos preocupar. Temos de dar as mesmas oportunidades aos nossos jovens como as que têm os de outros territórios, bem como captar o investimento privado para a região e potencializar o empreendedorismo e a criação de valor em diversas áreas no nosso concelho.

​Este nosso território do interior de Portugal carece de um novo olhar e o próprio país também tem de ser encarado como um todo.

MS-São tempos de mudança e agora que mensagem deixa aos figueirenses?

CC-Vamos abrir o concelho ao mundo, dá-lo a conhecer, reforçar laços cooperativos, apostar na internacionalização da nossa base produtiva, estando do lado dos nossos produtores e empresários; vamos contribuir para se elevar a autoestima coletiva, o que se irá repercutir na produtividade e na competitividade do nosso concelho. ​A qualidade de vida no nosso concelho é um imperativo para mim e para a minha equipa. Da nossa parte esperem sempre ambição de querer mais, atitude para melhorar, ousadia para inovar, vontade de fazer e união para acreditar rumo a um futuro bem melhor.

Carlos Condesso tomou posse em Figueira de Castelo Rodrigo

Teve lugar em Figueira de Castelo Rodrigo, a instalação dos Órgãos Autárquicos, com Carlos Condesso, a tomar posse como novo presidente da câmara desta localidade, tendo depois sido empossados os novos vereadores e Assembleia Municipal.

O novo Presidente Carlos Condesso referiu que:”Hoje é um dia muito especial. Sinto que o é para mim e para os que me têm acompanhado, mas sinto também que o é para o nosso concelho de Figueira de Castelo Rodrigo.
Cumprido que está o acto eleitoral autárquico, é tempo de guardar as bandeiras partidárias e de erguer apenas e bem alto a bandeira do nosso concelho e do nosso território.
Mas, claro está que guardar as bandeiras não significa esquecer as nossas ideologias. Ler Mais »

Carlos Condesso lamenta o atraso por parte do executivo socialista na aplicação de uma taxa turística para o Cais Turístico e Fluvial de Barca d’Alva

Em Comunicado, o vereador do PSD de Figueira de Castelo Rodrigo, Carlos Condesso,após reunião de Câmara refere que: lamentou o atraso por parte do executivo socialista na aplicação de uma taxa turística para o Cais Turístico e Fluvial de Barca d’Alva, por forma a que os operadores turísticos possam contribuir para as despesas inerentes à manutenção daquela infraestrutura e zona envolvente e para que as receitas possam também ser aplicadas em melhoramentos em todo o concelho, nomeadamente na Aldeia de Escalhão e de Barca d’Alva, bem como nos principais polos de atração turística do concelho.

Recorde-se que este Cais Turístico foi inaugurado há 18 anos e os operadores têm usufruído gratuitamente deste equipamento desde então, sem que deixem praticamente nenhum retorno na economia do concelho, apenas muito lixo e resíduos, sendo apenas uma porta de entrada para milhares de turistas, que de imediato seguem para outras paragens, nomeadamente para Espanha (Salamanca).

A aplicação desta taxa turística tem sido uma reivindicação do vereador do PSD Carlos Condesso desde o inicio do mandato, por considerar uma medida justa e necessária e que vem ao encontro das pretensões da população de Barca d’Alva, pois vê os cruzeiros apenas deixar toneladas de lixo nos contentores sem que os turistas parem ou deixem riqueza na aldeia e mesmo no concelho, para além de algumas descargas poluentes que dizem praticar no Rio Douro.

Para concluir, Carlos Condesso solicita ao executivo socialista que não deixe arrastar mais este processo que já está há quase 4 anos em estudo.

PSD-Carlos Condesso eleito líder da Distrital da Guarda

Decorreram as eleições para a distrital do PSD da Guarda, com Carlos Condesso a ser candidato único, tratou-se de uma candidatura de consenso, com 747 votantes nas 14 secções , a lista de Carlos Condesso obteve  688 votos (mais de 90% dos votos).

No final o novo líder agradeceu a todos quantos o acompanharam nesta corrida e tiveram confiança nele.

Esta uma vitória brilhante onde a Comissão Política Distrital da Guarda, vai ter muito trabalho neste futuro próximo dado que , em 2021 acontecem eleições autárquicas.

FOTO:cc

Carlos Condesso apresentou a candidatura a Presidente da Comissão Política Distrital do PSD da Guarda

Teve lugar na sede do PSD da Guarda, a apresentação da candidatura a Presidente da Comissão Política Distrital do PSD da Guarda, Carlos Condesso.

Assim apresentou os elementos que compõem esta lista consensual, face à Covid-19, apenas alguns dos candidatos marcaram presença.

Deste modo, Rui Ventura e Carlos Ascensão serão Vice-Presidentes, por sua vez, o Presidente da Mesa da Assembleia Distrital: Carlos Peixoto e Vice-Presidente: Denise Fragona.
Presidente do Conselho de Jurisdição Distrital: Jacinto Dias, seguido de Daniela Capelo,
Presidente da Comissão Distrital de Auditoria Financeira: António Peres de Almeida ,
Secretário Distrital: João Prata e Tesoureira: Fátima Palos .
Depois os restantes elementos, oriundos de todos os concelhos do distrito que compõem a lista, bem como as linhas programáticas da candidatura, serão apresentadas oportunamente, segundo adiantou o candidato Carlos Condesso.

Foto:CC

Carlos Condesso apresenta candidatura à Distrital da Guarda do PSD

Terá lugar na sede do PSD Guarda, a apresentação da candidatura de Carlos Condesso à liderança da Distrital da Guarda do PSD, nesta segunda -feira.

Neste dia , serão divulgados também  os candidatos a presidentes dos restantes órgãos distritais (Mesa da Assembleia Distrital, Conselho de Jurisdição Distrital e Comissão Distrital de Auditoria Financeira), bem como os Vice-Presidentes, Secretário Distrital e Tesoureiro.