Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: castelo

Tag Archives: castelo

Apoios concedidos para Projeto “Alteração e Ampliação de Edifício e Acessos ao Castelo de Celorico da Beira”

Depois de algumas intervenções, no sentido da qualificação e revitalização urbana e é neste enquadramento que surge o projeto de “Alteração e Ampliação de Edifício e Acessos ao Castelo de Celorico da Beira”, com financiamento do Programa Operacional Regional do Centro (CENTRO 2020), no domínio da Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos, no âmbito do Aviso de Concurso n.º CENTRO-16-2018-03, na Tipologia de Intervenção “Reabilitação Urbana”, cujo foco central é a melhoria do ambiente urbano numa iniciativa do Município de Celorico da Beira.
Esta operação, enquanto enquadrada no Plano de Ação para a Regeneração Urbana (PARU) de Celorico da Beira, apresenta um Investimento Elegível de 550.293,70€ e uma comparticipação FEDER de 467.749,65€ (85%), e prende-se com a necessidade premente de intervir ao nível de um imóvel, propriedade do Município, que se encontra em elevado estado de degradação e não adequado funcionalmente à paisagem urbanística, pretendendo-se recuperar e reabilitar esse edifício, com o intuito de o adaptar a edifício de acesso e apoio ao Centro Histórico e Castelo e sobretudo de apoio/informação aos turistas e visitantes do Centro Histórico de Celorico da Beira.
Segundo, o Município, será efetuada a reabilitação do edifício mantendo o seu aspeto exterior original e irá ser criado um percurso pedonal, de acesso ao castelo de Celorico da Beira. Esse acesso será interior e exterior ao edifício, através de elevador e percursos pedonais, adquirindo esses percursos, caráter informativo ao turista, não só do Centro Histórico, mas de todo o Concelho de Celorico da Beira.
Esta recuperação contribuirá não só para dar uma nova vida, uma imagem mais atrativa, mais dinâmica e mais competitiva ao Centro Histórico e Urbano de Celorico da Beira, mas também para a melhoria da logística e funcionalidade do edifício, atualmente em ruínas, dotando o Centro Histórico de um equipamento de apoio aos visitantes, garantindo assim a sua valorização e do seu património.

Museu à Noite vai ser dedicado ao Património Natural em Pinhel

0pinhel 24 outEm outubro, o Museu à Noite volta a sua atenção para o Património Natural e, de modo particular, para o trabalho desempenhado pelo CERVAS no que diz respeito à recuperação e devolução de aves à Natureza.

A existência da Zona de Proteção Especial do Vale do Côa, onde nidificam algumas das aves de rapina que constituem um importante fragmento da nossa Biodiversidade, leva-nos a encarar estas espécies como valiosos recursos do nosso Património Natural.

Pese embora a proteção que está associada a estas áreas geográficas, verificamos que por vezes as aves de rapina acabam por sofrer ferimentos, provocados por causas naturais ou por ação do Homem, ferimentos que exigem um trabalho de recuperação especializado.

É este trabalho que faz o CERVAS – Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens, uma estrutura que pertence ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) / Parque Natural da Serra da Estrela (PNSE), que com o seu esforço e empenho tem contribuído para a recuperação de muitas aves para depois as devolver ao seu habitat natural.

Na última quinta-feira de outubro, dia de Museu à Noite, decorre no  Castelo de Pinhel para ouvir Ricardo Brandão, Coordenador do CERVAS, terminando esta tertúlia com a libertação de uma ave de rapina noturna.

Por:Mun.Pinhel

 

1ª Feira Medieval – A Cidade do Falcão coroada de êxito

A primeira Feira Medieval organizada
pelo Município de Pinhel foi um êxito e atraiu milhares de visitantes à Cidade
do Falcão.

  Durante três
dias, Pinhel recuou no tempo e foi palco dos mais diversos cenários medievais,
nesta que foi a primeira Feira Medieval organizada pela autarquia pinhelense,
em parceria com a ANDARTE e a Velha Lamparina.

  Partindo da
grande praça central da cidade, frente aos Paços do Concelho, e prosseguindo
pelas ruas do centro histórico, a Feira Medieval estendia-se até ao Castelo de
Pinhel, local de singular beleza e encanto, com as melhores vistas da urbe…

  A par de
“mercadores” vindos de vários pontos do país, de destacar a forte presença das
gentes do concelho, nomeadamente Freguesias, Associações, artesãos e
empresários locais.

  No que diz
respeito à animação, foi uma constante ao longo do fim de semana e incluiu
momentos muito participados pelo público, como por exemplo o Cortejo Medieval
que abriu o evento, o Voo do Falcão, o Julgamento dos Condenados, a Ameaça à
Cidade do Falcão e a Grande Batalha, entre muitos outros.
  A Ceia
Medieval organizada no âmbito da Feira Medieval também teve grande procura,
reunindo cerca de 200 comensais que, no final, manifestaram o seu agrado tanto
pelo repasto como pela animação que o acompanhou.
  No
encerramento deste fim de semana ao estilo medieval, o Presidente da Câmara Municipal
de Pinhel, Rui Ventura, mostrou-se muito satisfeito pelo modo como decorreu
esta primeira Feira Medieval, quer em termos de organização, quer em termos de
visitantes, motivo pelo qual será certamente um evento com continuidade na
Cidade do Falcão.
Por:
Mun.Pinhel