Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: Confagri

Tag Archives: Confagri

“ Prevenção de Acidentes Agrícolas com Tratores e Máquinas Agrícolas. Formação Obrigatória”.

Sessão de esclarecimento em Mangualde

A CONFAGRI, em colaboração com a COAPE – Cooperativa Agro-pecuária dos Agricultores de Mangualde, realiza no próximo dia 28 de Março, uma Sessão de Esclarecimento sobre o tema “ Prevenção de Acidentes Agrícolas com Tratores e Máquinas Agrícolas. Formação Obrigatória”.

Esta iniciativa, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Mangualde, decorrerá no Auditório Municipal de Mangualde e tem por objetivo alertar para os riscos inerentes à condução de tratores e máquinas agrícolas e aconselhar quanto à forma de prevenir os acidentes de trabalho que resultam dessa atividade, ainda a principal causa de morte no setor.

Só em 2017, morreram 61 agricultores

Segundo os últimos dados da GNR, em 2017 morreram 61 pessoas ao volante de um trator. Em média são 5 mortes por mês, 1 vítima mortal por semana. “Somando os números de vítimas mortais de 2013 a 2017, morreram em Portugal 358 pessoas em acidentes com tratores”.

Segundo Francisco Silva, secretário-geral da CONFAGRI, “esta é uma fatalidade que seria evitável se a sociedade, em geral, e a comunidade agrícola, em particular, tomassem consciência desta problemática e assumissem o compromisso de mudar comportamentos, adotando uma atitude responsável, de forma a contribuir efetivamente para a diminuição da sinistralidade em ambiente agrícola”. Recorde-se que muitos dos acidentes ocorrem com viaturas desprovidas do “arco de Santo António”, uma estrutura fundamental para proteger o condutor do trator agrícola.

“É por esta razão que continuamos a insistir nestas sessões de esclarecimento, por uma questão de responsabilidade social e que é inerente à atividade da CONFAGRI. “, reforça Francisco Silva.

Para o Vice-Presidente da COAPE, António Rodrigues “ A COAPE promoveu esta iniciativa visando sensibilizar e contribuir para a formação dos seus  agricultores, promovendo as boas práticas no exercício da profissão, para melhorar a segurança na utilização das máquinas e veículos”

Também Rui Costa, Vereador da Câmara Municipal de Mangualde, com o Pelouro da Agricultura,  destaca a importância desta iniciativa: “tendo em conta que os acidentes com tratores e máquinas agrícolas têm uma prevalência elevada e que a sua gravidade se mostra fatal numa grande percentagem das ocorrências na região, sentimos que é de especial relevância o alerta e a informação dos nossos associados quanto a esta temática.”

A Formação, além de obrigatória é essencial na mudança de comportamentos

Esta sessão pretende, também, sensibilizar para a obrigatoriedade da formação específica, ministrada por entidades acreditadas, como é o caso da CONFAGRI.

De acordo com a publicação do Decreto-Lei n.º151/2017, de 7 de dezembro, tornou-se obrigatório que todos os condutores de tratores da categoria 2 e 3, para além da habilitação legal para conduzir, tenham formação adequada para a operação com veículos agrícolas.

Esta Sessão de esclarecimento vai contar com as intervenções da ACT (Autoridade para as Condições de Trabalho) que fará uma apresentação sobre a prevenção de acidentes na operação com tratores e máquinas agrícolas e as obrigações legais em matéria de segurança e saúde no trabalho; da GNR (Guarda Nacional Republicana), que irá abordar as Disposições legais, estatísticas de acidentes e conselhos úteis na condução e uso de tratores e máquinas agrícolas, bem como da CONFAGRI para esclarecer as dúvidas sobre formação obrigatória para a condução e operação com tratores.

Por:

 

Trancoso acolhe sessão de esclarecimento

A CONFAGRI realiza no próximo dia 24 de novembro uma sessão de esclarecimento com agricultores  em Trancoso, onde profissionais e técnicos do setor agrícola irão alertar para os riscos inerentes à condução de tratores e máquinas agrícolas e aconselhar quanto à forma de prevenir os acidentes de trabalho que resultam dessa atividade, a principal causa de morte no setor.

Em 2016, de acordo com dados da Guarda Nacional Republicana, faleceram 68 pessoas vítimas de acidentes envolvendo tratores agrícolas. Considerando estes valores de sinistralidade associados à utilização de máquinas e equipamentos de trabalho agrícola, a CONFAGRI, enquanto entidade defensora de uma agricultura moderna, sustentável e em que as condições de trabalho devem estar associadas a boas práticas de segurança, decidiu realizar um conjunto de sessões de esclarecimento, próximas dos agricultores, tendo em vista alertar para os perigos inerentes ao manuseio e condução destes veículos e, deste modo, conduzir a que esta taxa de sinistralidade com tratores que, pelas vidas que se perdem, é absolutamente inaceitável.

Segundo Francisco Silva, secretário-geral da CONFAGRI, “é urgente sensibilizar e contribuir para a formação dos agricultores, promovendo as boas práticas no exercício da profissão, para melhorar a segurança na utilização das máquinas e veículos, especialmente nas regiões onde as condições do terreno tornam maior a exposição ao risco e, por via disso, a incidência da sinistralidade é mais elevada”.

O encontro terá lugar no Auditório do Pavilhão Multiusos de Trancoso (na Avenida 1º de Dezembro), com entrada livre, e tem início às 10h15 com a intervenção de Pedro Julião da ACT- Autoridade para as Condições do Trabalho, que irá falar sobre a prevenção de acidentes na operação com tratores e máquinas agrícolas, bem como sobre as obrigações legais em matéria de segurança e saúde no trabalho.

Às 11h30, intervirá Augusto Ferreira, da CONFAGRI, que vai alertar para a importância e para a obrigatoriedade da formação para a condução de tratores.

Às 11h50 haverá, ainda, lugar para a discussão do tema da Bolsa Nacional de Terras como impulsionador da redução do abandono das terras, por Norberto Correia, da DGADR-Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural.

A CONFAGRI tem como finalidade essencial contribuir para o crescimento e desenvolvimento equilibrado e eficaz do Setor Cooperativo e, em especial, da Agricultura e da Floresta portuguesas, com ampla representatividade a nível nacional e em permanente cooperação com as organizações agrícolas agrupadas.