Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: licença

Tag Archives: licença

Licença de Água Balnear atribuída à Praia Fluvial de Ponte de Juncais (Fornos de Algodres)

Foi atribuída a licença de água balnear à Praia Fluvial da Ponte de Juncais,em Fornos de Algodres, pata este ano de 2020, onde identifica águas balneares costeiras e de transição e das águas balneares interiores, fixando as respetivas épocas balneares.

Segundo, o Município de Fornos de Algodres foi um processo longo de licenciamento, para obter o parecer positivo, como se pode ler na  Portaria n.º 136/2020 no dia 4 de junho de 2020 .
A época balnear 2020  decorre entre 1 de julho e 30 de agosto e a Praia Fluvial de Fornos de Algodres pode receber banhistas e visitantes.

A Praia Fluvial de Ponte de  Juncais constitui um espaço lúdico muito importante do Concelho de Fornos de Algodres, visitada por muitas pessoas, pelo que, no atual contexto da pandemia da doença COVID-19, importa definir procedimentos a ter em consideração na utilização do espaço, de forma a não colocar em risco as pessoas presentes no espaço.

Considerando a excecionalidade da situação de saúde pública em que o País se encontra, o início da época balnear, a ocupação e a utilização das praias estão sujeitos ao cumprimento da legislação em vigor, e ficam condicionados às determinações do Governo, bem como às orientações da Direção -Geral da Saúde, entidade responsável pela liderança e coordenação em situação de epidemia por COVID -19.

A Câmara Municipal de Fornos de Algodres em parceria com todas as entidades com competência para potenciar as ações de prevenção e fiscalização, nomeadamente a Guarda Nacional Republicana, irá adotar medidas de manutenção, através da divulgação intensiva de informação à população dos cuidados a ter na praia Fluvial, bem como na preparação do espaço para que induzam à adoção de boas práticas contínuas.

 

Licença Digital da Plataforma Escola Virtual da Porto Editora para todos os alunos do 4º e 9º ano de escolaridade oferecida pelo Município de Fornos de Algodres

Os alunos do Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres , do 4º e 9º ano de escolaridade, foram premiados com as licenças digitais da Plataforma Escola Virtual da Porto Editora .

Nesta iniciativa do Município, esteve presente Manuel Fonseca, Presidente da Câmara e o seu executivo, assim como Artur Oliveira,

Segundo o executivo referiu no site do Município, que a educação é uma das prioridades deste executivo , com o objetivo de desenvolvimento estratégico do do concelho.

Citaram ainda que, longo dos últimos anos têm procurado, em conjunto com a comunidade educativa, desenvolver e apoiar projetos e atividades que proporcionem a todas as crianças condições de excelência ao nível da aquisição de conhecimentos, mas também e sobretudo, condições de excelência para o seu desenvolvimento social.

Assim no seguimento desse trabalho que decidiram lançar um projeto piloto no concelho, o projeto Escola Virtual da Porto Editora.

A aposta neste projeto tem como objetivo dotar alunos, pais e professores de novas ferramentas (+ recursos educativos, + ferramentas para criação de aulas interativas) que estamos em crer contribuirão, não só para a melhoria da qualidade da aprendizagem, mas também para a adaptação das  crianças a um novo mundo, claramente marcado pela revolução tecnológica em curso.

 

Decidiram deste modo, implementar gratuitamente este projeto no ano letivo 2018/2019 para todos os alunos do 4º e 9º ano de escolaridade, na expetativa que os bons resultados gerados pela implementação do mesmo, conduzam o Município à sua gradual generalização aos outros níveis de ensino.

Desta forma, o Município, solicita a todas, as crianças, pais/encarregados de educação e professores, que utilizem e avaliem esta nova ferramenta que permite enriquecer o processo de aprendizagem.

Boa adesão na ação de sensibilização em Pinhel

Cerca de seis dezenas presentesaçao

Nesta terça-feira,  dia 20 de outubro teve lugar no auditório da antiga Pinhelcoop mais uma ação de sensibilização sobre o uso sustentável de produtos fitofamacêuticos, dirigida aos aplicadores com mais de 65 anos a 16 de abril de 2013.

A ação foi uma iniciativa da Direção Regional de Agricultura e Pescas da Guarda, com o apoio do Município de Pinhel (Gabinete de Apoio ao Agricultor), no âmbito da Lei n.º 26/2013, que regula as atividades de distribuição, venda e aplicação de produtos fitofarmacêuticos para uso profissional e de adjuvantes de produtos fitofarmacêuticos, onde refere que a partir de 26 de novembro de 2015 o aplicador de produtos fitofarmacêuticos, para exercer a sua atividade, deve dispor de certificado de aproveitamento em ação de formação sobre a aplicação de produtos fitofarmacêuticos, ou possuir formação superior ou de nível técnico-profissional, na área agrícola.

Assim, esta ação teve como objetivo permitir aos agricultores adquirir a habilitação de aplicador de produtos fitofarmacêuticos através da realização com aproveitamento em prova de conhecimentos sobre a matéria, e contou com a participação de cerca de 60 agricultores do concelho de Pinhel.

Por:Mun.Pinhel