Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: maçã

Tag Archives: maçã

Penalva do Castelo homenageou Maçã Bravo de Esmolfe

Decorreu, recentemente no Centro de Exposições de Produtos DOC, na Freguesia de Esmolfe, a XXV Feira da Maçã Bravo de Esmolfe, resultante de uma iniciativa da Câmara Municipal de Penalva do Castelo e da Junta de Freguesia de Esmolfe, com o apoio da FELBA – Promoção das Frutas e Legumes da Beira Alta.
O evento contou com a presença da Secretária de Estado da Ação Social, Rita Cunha Mendes, do Diretor Regional da Agricultura, Fernando Martins, do Vice-Presidente da CCDRC, José Morgado, da Diretora da Cultura do Centro, Suzana Menezes e demais entidades.
O dia iniciou com uma missa campal, presidida pelo Sr. Padre José António, acompanhada musicalmente pelo grupo da paróquia local.
Pelas 10.30h as entidades oficiais foram recebidas pela Banda Musical e Recreativa de Penalva do Castelo, tendo-se seguido uma visita aos produtores de maçã Bravo de Esmolfe e restantes expositores (artesanato, produtores/engarrafadores de vinho de Penalva do Castelo, fumeiro e IPSS).
Na breve cerimónia, usou da palavra o Presidente da Junta de Freguesia de Esmolfe, Nuno Marques, que agradeceu a presença de todas as entidades presentes, produtores de maçã Bravo de Esmolfe, artesãos e os demais. Referiu as características da maçã Bravo de Esmolfe como únicas, apelidando-a como “rainha das maçãs portuguesas”, destacando as “suas excelentes qualidades degustativas, com um aroma intenso, agradável e único”.
De seguida o Vice- Presidente da FELBA, Rogério Martinho, defendeu que “tem de haver regularização entre o preço de produção e o preço do quilo da maçã pago aos produtores para que o esforço retorne para o agricultor e o motive”.
O Presidente da Câmara Municipal, Francisco Carvalho, afirmou que “a coesão territorial justifica que haja uma especial atenção para os territórios do interior, denominados de baixa densidade populacional, tornando-os mais coesos, promovendo a melhoria da qualidade de vida das suas populações, o aumento da competitividade económica e a preservação dos seus produtos e recursos naturais. Debatemo-nos com desigualdade de investimentos entre litoral e o interior.” Concluiu o seu discurso afirmando que “o Governo tem de criar mecanismos de incentivos fiscais que visem combater a interioridade”, tendo apelado à Secretária de Estado da Ação Social, Rita Cunha Mendes, para que em conjunto com o diretor Regional de Agricultura e Pescas do Centro, Fernando Martins, se preocuparem um pouco mais com os produtos endógenos, a maçã Bravo de Esmolfe, o queijo Serra da Estrela e o vinho Dão de Penalva do Castelo.
A Secretária de Estado da Ação Social, Rita Cunha Mendes, referiu que tem “acompanhado com muito cuidado e atenção todas as solicitações e que o Governo está atento e empenhado em requalificar, renovar e alargar a rede de apoio social”. Lembrou que o “Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) terá um pacote de financiamento destinado aos agricultores para promover a inovação e a agricultura sustentável para a tornar mais competitiva”. Concluiu, afirmando que “estas oportunidades devem ser aproveitadas para valorizar e potenciar os produtos endógenos”.
Durante a tarde subiu ao palco a Casa do Povo de Esmolfe, que animou as centenas de pessoas presentes no recinto.
Com esta iniciativa , realça-se a importância da produção de maçã Bravo de Esmolfe no tecido socioeconómico do concelho de Penalva do Castelo e divulgar o que de melhor se produz no território.

Míscaro homenageado em Aguiar da Beira

Aguiar da Beira recebe o sétimo Certame Gastronómico do Míscaro, nos dias 23 de 24 de novembro, a realizar no Gimnodesportivo local, com muitos pratos com míscaro para degustar, ainda cada Freguesia no seu stand apresenta os produtos endógenos e o artesanato também tem o seu espaço.

Aguiar da Beira é a capital da Orientação mas também um concelho onde se encontram muitos míscaros, também neste certame se destacam o queijo, mel, castanha, licores, maçã e enchidos.

Também a música tradicional está presente com os grupos locais e ainda pela noite dentro outros grupos nacionais a animar a grande multidão que enche sempre o pavilhão.

Quinta do Seminário S.José em Fornos de Algodres remodelada

Aos poucos, o antigo Seminário S.José na localidade de Fornos de Algodres vai ganhando forma.
Depois de algumas obras de restauração nos interiores, e uma campanha de limpeza que foi realizada nos jardins da frente do edifício, agora é vez de a quinta sofrer uma remodelação.

Deste modo, o antigo pomar esta a ser transformado, isto é, a substituição por espécies novas de maçã para que num futuro próximo esta quinta possa ser conhecida pela maçã de qualidade.
Tudo isto é possível através de  um projeto agrícola da iniciativa e da responsabilidade da Diocese de Viseu e que conta com o apoio de Fundos Comunitários.
Esta uma forma brilhante de dar uma nova vida a este espaço, para que no futuro possa ter uma imagem nova.

Por :António Pacheco
Fotos de :Padre Nuno Almeida