Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: população

Tag Archives: população

Projeto ‘Património e TIC vai ser realidade em Mangualde

Desta forma,a Câmara Municipal de Mangualde, através do serviço de Gestão do Património Cultural e Arqueologia,  vai colocar em prática o projeto ‘Património e TIC, um link para o conhecimento’. O projeto visa a aproximação da população com o seu património, assim como a sua salvaguarda. Através deste presta-se um serviço ao turismo cultural e difunde-se conhecimento.

O projeto ‘Património e TIC, um link para o conhecimento’ envolve, numa primeira fase, 50 bens do património cultural do território concelhio e a respetiva colocação de QR Codes em cada um desses bens. Pretende-se, desta forma, divulgar conteúdos breves, mas objetivos, que proporcionem aos visitantes e às populações locais a compreensão histórica, arquitetónica e cultural de alguns dos bens patrimoniais do concelho.

 O recurso às novas tecnologias de informação permite a divulgação e o fornecimento de conteúdos e conhecimento in loco (através de smartphones e/ou tablets que o visitante tiver na sua posse) que, de outra forma, não seriam obtidos com facilidade.

O desenho do programa teve como etapas a seleção dos bens patrimoniais, num racional que levou em linha de conta a distribuição relativamente equitativa em termos geográficos, bem como a relevância dos bens, o alojamento no site do Município dos conteúdos relativos a cada bem, a geração dos QR Codes e a sua colocação nos bens.

 

Autoridade Nacional de Proteção Civil lança alerta ás populações

Aviso à População: Condições meteorológicas adversas (tempo quente e seco) agravadas pela intensificação do vento

 17103_10153062148718183_7082118569019644813_nDe acordo com a informação atualizada e disponibilizada pelo IPMA, salienta-se para as próximas 48 horas a persistência das condições associadas a tempo quente e seco, agravadas pela intensificação do vento:
  • Nas regiões do litoral, fluxo de noroeste até 35 Km/h com rajadas da ordem dos 60 Km/h durante a tarde e temporariamente de sudoeste na costa Sul do Algarve. Vento à superfície marcadamente de Leste amanhã no interior, de intensidade moderada (<30 Km/h);
  • Nas terras altas do Norte e Centro, fluxo de nordeste moderado a forte (<45Km/h) a partir do início da tarde, em particular acima dos 800 m;
  • Inversões térmicas acima dos 500 m mais localizadas na região do Minho e Douro Litoral;
  • Humidade relativa do ar abaixo de 15% no interior.
Estas condições meteorológicas, dificultam a supressão dos incêndios e facilitam a sua propagação. De salientar, ainda, que as condições meteorológicas e de qualidade do ar associadas à ocorrência de incêndios florestais podem ter efeitos significativos na saúde pública, particularmente nos grupos mais vulneráveis da população.
A ANPC apela por isso a toda a população para que tenham cuidados redobrados e adotem comportamentos de precaução para evitarem os incêndios florestais.
Reiteram-se, por isso, todas as recomendações efetuadas em comunicados emitidos anteriormente:
Risco de incêndio – medidas de prevenção
1. PREVISÃO
No seguimento do contacto com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) realizado hoje, 6 de agosto, no Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS) da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), salientam-se:
O prolongamento das condições meteorológicas constantes no Aviso à População de ontem § Índices de risco de incêndio em níveis muito elevado e extremo.
1. EFEITOS EXPECTÁVEIS
  • Em função da previsão da evolução das condições meteorológicas é expectável:
  • Tempo quente e seco e vento moderado com permanência de condições favoráveis à eventual ocorrência e propagação de incêndios florestais.
2. MEDIDAS DE PREVENÇÃO – A PROTEÇÃO CIVIL recomenda:
2.1.1. Risco de Incêndio Nesta altura do ano, e de acordo com as disposições legais em vigor, não é permitido nos espaços rurais:
  • Realizar queimadas, fogueiras para recreio ou lazer, ou confecção de alimentos;
  • Utilizar equipamentos de queima e de combustão destinados à iluminação ou à confecção de alimentos;
  • Queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes;
  • Lançar balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes;
  • Fumar ou fazer lume nos espaços florestais e vias que os circundem;
  • A fumigação ou desinfestação em apiários com fumigadores que não estejam equipados com dispositivos de retenção de faúlhas.
2.1.2. Na realização de trabalhos agrícolas e florestais:
  • Mantenha as máquinas e equipamentos limpos de óleos e poeiras;
  • Abasteça as máquinas a frio e em local com pouca vegetação;
  • Tenha cuidado com as faíscas durante o seu manuseamento, evitando a sua utilização nos períodos de maior calor.
2.1.3. Se mora junto a uma área florestal:
  • Limpe o mato à volta da sua habitação e guarde, em lugar seguro e isolado, a lenha, gasóleo e outros produtos inflamáveis;
  • Para informações sobre prevenção estrutural de incêndios florestais contacte o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas;
Informe as autoridades se presenciar atos negligentes ou comportamentos dolosos. Acompanhe a previsão de Risco de Incêndio na página da internet do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), em www.ipma.pt, e aconselhe-se junto do Serviço Municipal de Proteção Civil e dos Corpos de Bombeiros da sua localidade.
CALOR – Efeitos na Saúde
  • Mantenha-se hidratado (beba água, mesmo se não tiver sede);
  • Mantenha a casa arejada;
  • Evite a exposição ao sol nas horas de maior calor (entre as 11h00 e as 17h00);
  • Se viajar de carro, escolha as horas de menor calor. Não permita que pessoas e/ou animais fiquem dentro da viatura ao sol;
  • Os recém-nascidos, as crianças, as pessoas idosas e as pessoas doentes, podem não sentir, ou não manifestar sede. Ofereça-lhes água e esteja atento;
  • Atenção redobrada ao grupos mais vulneráveis, idosos, crianças, doentes crónicos, sem-abrigo, pessoas que desenvolvem a sua atividade no exterior;
Mantenha-se informado.
Para mais informações ligue para a Saúde 24: 808 24 24 24. Em caso de emergência ligue 112. Para informação adicional consulte o site da Direção-Geral da Saude (DGS), em www.dgs.pt.
Redobre os cuidados com a poupança de água. Siga as recomendações específicas na página da internet Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), em www.prociv.pt.
A ANPC, através do seu Comando Nacional de Operações de Socorro acompanha em permanência o evoluir da situação, em articulação com todas as entidades que concorrem para a proteção e socorro das populações, emitindo “Avisos à População” sempre que se julguem necessários.
Atuar preventivamente, é promover a sua segurança, a segurança de TODOS.
Por:Autoridade Nacional de Proteção Civil·

Artigo de opinião–O Médico de Família

13413866_1332992466717250_1914577152_n Os Médicos de Família são médicos especialistas treinados nos princípios da sua especialidade, a Medicina Geral e Familiar:

  • Cuidam da pessoa como um todo e não só da doença isoladamente, tendo em conta o seu contexto biológico, psicológico, social e cultural; respeitando sempre a sua autonomia.
  • São responsáveis pela prestação de cuidados continuados e abrangentes a todos os indivíduos, independentemente da sua idade, sexo ou afeção.
  • São responsáveis pela saúde da comunidade.
  • São capazes de gerir simultaneamente múltiplas queixas e patologias, assim como os problemas de saúde crónicos e agudos de cada pessoa.
  • Diagnosticam doenças em estádios precoces e indiferenciados e têm por vezes que tomar decisões baseadas na incidência e prevalência das diversas doenças na comunidade.
  • Atuam ao nível da promoção da saúde e do bem-estar, da prevenção da doença, para além da prestação de cuidados, cura, reabilitação e paliação.
  • Constituem o primeiro contacto, de acesso fácil e aberto ao sistema nacional de saúde, independentemente do problema de saúde.
  • Tem funções de coordenação de cuidados com os outros profissionais de saúde, sendo o “gestor” da saúde dos seus utentes.

Por: Luciana Paulo

 

Ações de Informação à população sénior pela GNR

Durante o gnr.mês de novembro, a Câmara Municipal de Mangualde, em colaboração com a GNR de Mangualde, promove um conjunto de ações de informação sobre segurança dirigidas à população com 65 ou mais anos e respetivas famílias. A iniciativa insere-se no Projeto “Conversas de Gente Miúda e Graúda”, do Plano de Ação 2015 da Rede Social de Mangualde.
As ações, que decorrem sempre pelas 14h30, realizam-se nas várias freguesias do concelho de acordo com o programa que se segue:
Dia 10 | Centro Paroquial de Fornos de Maceira Dão
Dia 11 | Sede da Antiga Junta de Freguesia de Póvoa de Cervães
Dia 13 | Centro Paroquial da Cunha Baixa
Dia 17 | Centro Social e Cultural da Paróquia de Mangualde
Dia 20 | Centro Paroquial de Alcafache
Dia 27 | Centro Paroquial de Chãs de Tavares

Por:Mun.Mangualde

Posto de Correios abriu hoje em Figueiró da Granja

Nos dias que correm e com a população cada vez mais idosa, os serviços de proximidade, são cada vez mais necessários, desta forma, a Freguesia de Figueiró da Granja inaugurou nesta manhã de quarta -feira o novo Posto de Correios.

Esta é uma novidade das positivas, dado que, as Freguesias da encosta ,tais como, Muxagata, Maceira, União de Freguesias de Cortiçô e Vila Chã, União de Freguesias de Sobral Pichorro e Fuinhas entre outras, vão beneficiar do serviço dos Correios mais perto, e não haver a necessidade da deslocação ,sempre à capital do Concelho.
Esta é uma mais -valia para este concelho de Fornos de Algodres .
O horário de funcionamento é das 9h/12h30 e das 14h às 18h.

Por:Sofia Pacheco

Desativado o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil em Mangualde

Autarquia AGRADECE À POPULAÇÃO O PRONTO AUXÍLIO AOS BOMBEIROS

O Plano Municipal de Emergência foi desativado pelas
18h00 desta terça-feira, depois de uma avaliação feita pela Comissão Municipal
de Proteção Civil.
A Câmara Municipal de Mangualde e os Bombeiros
Voluntários de Mangualde agradecem à população, e a toda a comunidade, que
respondeu de imediato com a entrega de centenas de bens essenciais (sumos,
água, sandes, fruta) para ajudar os bombeiros.

 A autarquia mangualdense agradece
ainda a pronta resposta dos seus colaboradores, da população, dos bombeiros e
homens no terreno, aos agentes civis de cariz social, humanitário e privado, às
forças de segurança, aos autarcas locais (Presidentes de Junta), bem como aos
autarcas dos concelhos vizinhos e da região centro que se prontificaram a
disponibilizar meios nesta luta.

A colaboração de todos foi essencial
para a disponibilizar os meios necessários para combater com eficácia o grande
incêndio que afetou o concelho, em que a prioridade foi sempre a defesa das
pessoas e dos seus bens.
A todos o nosso bem-haja.
Por:Mun.Mangualde