Templates by BIGtheme NET
Início » Cultura (Pagina 502)

Cultura

EMPREENDEDORISMO ESTRATÉGICO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL EM FORNOS DE ALGODRES

 Vai ter lugar esta sexta-feira no centro cultural desta vila beirã o início da academia do empreendedorismo, com o seguinte programa:

EMPREENDEDORISMO ESTRATÉGICO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL
CONFERÊNCIA DE ARRANQUE

14h30 – Cerimónia de Abertura
Sr. Presidente da Câmara Municipal de Fornos de Algodres – Dr. Manuel Fonseca
Sr. Presidente do ISCSP/UL – Professor Catedrático Doutor Manuel Meirinho
Sua Excelência o Senhor Secretário de Estado da Administração Local – Dr. António Leitão Amaro

1.º PAINEL
15h00 – Empreendedorismo Estratégico e Desenvolvimento Regional
ISCSP/UL – Professor Catedrático Doutor Albino Lopes
Escola de Liderança e Inovação do ISCSP/UL – Prof. Doutora Patrícia Jardim da Palma

15h30 – Desenvolvimento Sustentado dos Territórios
ONAP – Observatório Nacional de Administração Pública – Professor Doutor Miguel Lopes
Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) – Dr. Rui Martins

16h00 – Pausa para Questões

2.º PAINEL
16h15 – Estratégias de Desenvolvimento Territorial
CIM-BSE – Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela – Eng. António Ruas
Parque de Ciência e Tecnologia do Alentejo – Dr. João Mateus
IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação – Dr. Manuel Morais
Associação de Municípios Cova da Beira – Dr. Carlos Santos

17h00 – Pausa para Questões

Coffee – Break

17h15 – Caso de Sucesso
Testemunho de Empreendedor de Sucesso – Fábio Gerardo

18h00 – Cerimónia de Encerramento
Sr. Presidente da Câmara Municipal de Fornos de Algodres – Dr. Manuel Fonseca
Fonte:Município de Fornos

Ministra incentiva aposta no setor agrícola

Incentivo ao setor agrícola
A ministra da Agricultura e do Mar, Assunção
Cristas, disse hoje, na Guarda, que o país deve continuar a apostar na
agricultura, sector que «dá os sinais mais positivos» da economia
nacional. Segundo Assunção Cristas, o país deve manter a aposta na
agricultura, onde todos são necessários, «dos mais novos aos mais
experientes, das pequenas explorações às grandes explorações”. «Todos
têm um papel a desempenhar no nosso país, na nossa economia, na nossa
sociedade», afirmou hoje, na Guarda, durante o congresso “Política
Agrícola Horizonte 2020 – Estratégia Nacional”, realizado pela
Acriguarda – Associação de Criadores de Ruminantes do Concelho da
Guarda, que está a decorrer no Teatro Municipal da Guarda (TMG).

Na
sua intervenção, escutada por cerca de 600 agricultores e dirigentes
associativos, a ministra fez, ainda, «um apelo transversal para que se
organizem e se juntem», acrescentem valor às produções e para que ajudem
o país a, em 2020, atingir a «eliminação do défice agro-alimentar».
Assunção
Cristas disse também que a agricultura «dá os sinais mais positivos» da
economia nacional: «Quando todos regrediam nós estávamos a crescer,
quando não havia oásis este era um oásis». «Os últimos números do ano
passado dizem que a nossa produção aumentou em valor em 12%, no ano
anterior tinha sido de 9%. É uma tendência que vem, no final de dez anos
em que estávamos sempre a perder valor acrescentado, isso é
extraordinariamente positivo», disse. Referiu também que as exportações
continuam a crescer e apelou à internacionalização, à continuação do
investimento e à inovação «o mais possível».
Já depois da ministra
ter partido para Castelo Branco, para presidir à cerimónia de assinatura
do protocolo do Centro de Competências da Apicultura e da
Biodiversidade, cerca de quarenta agricultores e dirigentes da
Associação Distrital dos Agricultores da Guarda (ADAG) manifestaram-se,
junto da entrada do TMG, exigindo do Governo «um regime de excepção»
para os pequenos produtores e para a agricultura familiar.
Mário
Martins, vice-presidente da ADAG, explicou à agência Lusa que o
objectivo era falar com a governante e pedir-lhe atenção para a
agricultura familiar. «O apelo que fazemos é para que seja criado um
regime de excepção para os pequenos produtores e para a agricultura
familiar», disse o dirigente daquela estrutura associativa afecta à
Confederação Nacional da Agricultura (CNA). O responsável lembrou que
«mais de 80% daquilo que se come em Portugal é produzido pela
agricultura familiar».
fonte:Terras da Beira

“Conferência de Arranque de Empreendedorismo Estratégico e Desenvolvimento Regional”, no próximo dia 05 de Dezembro, 2014

  O empreendedorismo é essencial nas sociedades,
pois é através dele que as empresas procuram a inovação e se preocupam
em transformar conhecimentos em novos produtos.
Existem, inclusive, cursos de nível superior com ênfase em empreendedorismo, para formar indivíduos qualificados para inovar e modificar as organizações, modificando assim o cenário económico.

  
Fornos de Algodres não é exceção e na sequência da primeira fase deste
processo, em que vários Jovens licenciados do nosso concelho realizaram
algumas provas de seleção a fim de serem admitidos no Curso de “Estudos
Avançados”, vamos então proceder à realização da “Conferência de
Arranque de Empreendedorismo Estratégico e Desenvolvimento Regional”, no
próximo dia 05 de dezembro, 2014, pelas 14:30, no Centro Cultural de
Fornos de Algodres.
Fonte:Município de Fornos de Algodres

Inauguração PortugalAGRO

Visita da Ministra da Agricultura ao espaço da
Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM BSE) e da
ADRUSE

Hoje na inauguração da feira, esteve deste modo presente a Ministra Assunção Cristas no espaço da região das beiras,onde pode visualizar as nossas iguarias.

Foto de ADRUSE - Associação de Desenvolvimento Rural da Serra da Estrela.

Produtos do território ADRUSE na PortugalAGRO – Queijo,
enchidos, vinho, azeite, fruta, mel e doces são os produtos do
território da ADRUSE que vão estar em exposição, para venda e
degustação, na PortugalAGRO – Feira Internacional das Regiões, da
Agricultura e do Agro Alimentar que se realiza até 23 de novembro,
na FIL – Parque das Nações, em Lisboa.

Foto de ADRUSE - Associação de Desenvolvimento Rural da Serra da Estrela.

Numa iniciativa conjunta da Comunidade Intermunicipal das Beiras e
Serra da Estrela (CIM BSE) e das Associações de Desenvolvimento Local
(ADL) do seu território (ADERES, ADRUSE, ProRaia, Raia História e RUDE),
32 produtores das Beiras e Serra da Estrela, entre os quais 10 oriundos
dos concelhos de intervenção da ADRUSE, promovem os seus produtos num
espaço de 250 m2,onde vão estar representados os quinze concelhos que
integram a CIMBSE.
Ao longo de quatro dias, a feira PortugalAGRO
pretende ser um espaço privilegiado de exposição comercial, degustação e
provas, bem como, de negócio e internacionalização de produtos
agrícolas e agroalimentares. Patrocinado pelo Ministério da Agricultura e
do Mar, o evento é considerado uma oportunidade de excelência na
promoção e comercialização dos produtos endógenos do território das
Beiras e Serra da Estrela.
Fonte:Adruse

Município de Viseu organiza congresso sobre agricultura familiar a 20 e 21 junho


 A
Câmara Municipal de Viseu reuniu um vasto conjunto de parceiros para
organizar na cidade um congresso sobre agricultura familiar, no ano em
que o tema é mote internacional. O congresso realiza-se a 20 de Junho,
na Aula Magna do Instituto Politécnico de Viseu (IPV), e dedica o dia
seguinte, 21 de Junho, a uma mostra de produtos regionais no Mercado
Municipal de Viseu.

O congresso apresenta um programa com
três painéis centrais que colocarão vários especialistas e empresários a
debater a importância socioeconómica e ambiental
da agricultura familiar, as oportunidades e desafios do setor e ainda os
apoios ao financiamento e a legislação.
O
Presidente da Câmara, Almeida Henriques, o Secretários de Estado
da Agricultura, José Diogo Albuquerque,  e o Secretário de Estado da
Alimentação e Investigação Agroalimentar, Nuno Vieira e Brito, estarão
presentes no congresso.
O ano
de 2014 foi determinado pela Assembleia Geral das Nações Unidas como o
Ano Internacional da Agricultura Familiar, com o objetivo de dar maior
visibilidade a esta vertente da agricultura, promovendo a sua
importância num momento em que se definem políticas determinantes para o
seu desenvolvimento.
A
iniciativa do Município resulta de uma parceria com a Associação de
Desenvolvimento do Dão, Lafões e Alto Paiva, a Associação de Criadores
de Gado da Beira Alta, a Comissão Vitiv
inícola
Regional do Dão, a FELBA – Promoção das Frutas  e Legumes da Beira
Alta, o Instituto de Conservação da Natureza e ds Florestas, o IPV e a
Escola Agrária, a União de freguesias da cidade e a Direção Regional da
Agricultura e Pescas do Centro.
fonte:Municipio de Fornos de Algodres

Hotel de Turismo da Guarda reabre dois dias para acolher atividades culturais

O
edifício vai reabrir na sexta-feira e no sábado para acolher várias
atividades culturais inseridas na programação de Natal da Câmara
Municipal local.

Segundo
a autarquia presidida por Álvaro Amaro, o imóvel, que está fechado
desde outubro de 2010, volta a ter “vida” durante dois dias, “numa
proposta diferente para este Natal, protagonizada por criadores e
associações locais”. O Hotel de Turismo foi vendido pelo anterior
executivo municipal ao Instituto de Turismo para ser recuperado e
transformado em hotel de charme com escola profissional de hotelaria de
nível quatro, mas o projeto ainda não foi concretizado. Na sexta-feira e
no sábado, o hotel emblemático da cidade vai ser palco da iniciativa
cultural “HOTEL”, que inclui instalações artísticas, exposições, teatro,
música, cinema, fotografia, magia e poesia, entre outras. A Câmara
Municipal da Guarda anuncia em comunicado que quer transformar o local
em “ponto de encontro” dos guardenses e dos que visitam a cidade nesta
época do ano. Criatividade, imaginação, recriação ficcional e
diversidade artística “são os ingredientes de duas noites inesquecíveis”
no “HOTEL”, salienta. Com a atividade, que é realizada pela primeira
vez, no âmbito da programação “Guarda ar de Natal”, a organização
pretende transportar o público “para a tradição dos serões à moda
antiga, em simultâneo com ambientes imaginários, ora cómicos ora
dramáticos, de um hotel devoluto na cidade mais alta do país”. O
programa do evento de dois dias começa pelas 20h30 de sexta-feira, com a
atuação da Fanfarra Nem Fá Nem Fum. Na sala da lareira vai estar a
exposição “Despir a ovelha para vestir o homem”, que mostra o processo
de transformação da lã, desde a tosquia até à feitura do tradicional
cobertor de papa que era utilizado pelos pastores. No rés-do-chão do
edifício, pelas 21h30, serão realizados “Serões à moda antiga”, com a
apresentação da peça de teatro “Filhós e Rabanadas”, pela Raiz de Trinta
– Associação Juvenil/GrETA – Grupo Experimental de Teatro Amador
(sexta-feira) e pelo Grupo de Cantares de Arrifana (sábado). O primeiro
andar do histórico hotel recebe ainda, às 22 horas, a atividade “Não há
aqui quem viva”, que levará o visitante a percorrer corredores e
quartos, guiado pela personagem do bagageiro. “O público é convidado a
conhecer o náufrago – que vive entre a cantora lírica e a escritora – e o
fotógrafo que guarda as memórias do hotel. Uma iniciativa
transdisciplinar de teatro, música, instalações, cinema, fotografia e
poesia”, refere a organização. A entrada é feita mediante a aquisição de
bilhete, na receção do hotel, através de uma oferta pecuniária ou da
entrega de géneros alimentares destinados a instituições sociais do
concelho. A iniciativa é da Câmara Municipal da Guarda e tem o apoio do
Turismo de PortugaL

Gouveia apoia a cultura e o desporto local

 
Município de Gouveia entrega 2ª tranche dos subsídios ordinários 

O
Município de Gouveia entregou a 2ª tranche dos subsídios ordinários às
coletividades do concelho de Gouveia (30 outubro). A sessão decorreu no
Salão Nobre dos Paços do Concelho com a presença das coletividades que
em 2013 completaram o processo de candidatura.
A
dotação global dos subsídios ordinários entregue às coletividades do
concelho de Gouveia ascende a 120 mil euros. A entrega da 2ª tranche dos
apoios anuais no valor de 59.964,00€ completa o processo do corrente
ano, após em julho, o Município ter entregue a 1ª tranche dos apoios.


Luís
Manuel Tadeu Marques, Presidente da Câmara Municipal de Gouveia,
reforçou o compromisso de continuar apoiar as atividades culturais,
desportivas e recreativas promovidas pelas coletividades do concelho
dando como exemplo o investimento que o Município de Gouveia tem
efetuado através dos subsídios ordinários. “Desde 2010 até hoje
entregámos às associações do concelho mais de meio milhão de euros
(554.621,00 €) num quadro económico adverso em que o Município de
Gouveia perdeu cerca de 1 milhão de euros em transferências diretas.

“Os
apoios que anualmente atribuímos às associações são a demonstração
direta do envolvimento e reconhecimento da autarquia pelos contributos
sociais proporcionados à comunidade. Estimamos que em 2014 vamos
continuar a ver reduzidas as transferências para o município face ao
quadro de constrangimento económico que o país atravessa e que se
reflete no orçamento de estado. O nosso contributo para 2014
obrigatoriamente vai refletir estas condicionantes sempre salvaguardando
o papel de relevo que o associativismo possui no concelho de Gouveia”
referiu o Presidente da Câmara, Luís Manuel Tadeu Marques.
Em
2013 os subsídios ordinários apoiam 44 associações do Concelho onde se
incluem os grupos folclóricos, as bandas filarmónicas, grupos de corais e
teatrais, clubes desportivos e diversas associações recreativas e de
lazer que completaram o processo de candidatura.
A
atribuição dos subsídios ordinários às coletividades resulta do forte
compromisso assumido pela autarquia com o associativismo cultural e
desportivo promovendo uma política que valoriza a formação e promoção de
iniciativas de envolvimento comunitário que valorizam a identidade, as
tradições e a cultura local.
A
atribuição dos subsídios anuais às coletividades do concelho de Gouveia
ocorre após a entrega dos respetivos planos de atividades ao município e
respetiva ponderação dos projetos e atividades desenvolvidas durante o
corrente ano pelas diversas instituições.

fonte:Municipio de Gouveia

Associação de Promoção Social, Cultural e Desportiva de Fornos obteve a EQUASS – Certificação Europeia nos Serviços Sociais

EQUASS – Certificação Europeia nos Serviços Sociais
A Associação de Promoção Social, Cultural e Desportiva de
Fornos, conseguiu obter a sua certificação da qualidade pelo referencial EQUASS

Assurance
, valida até agosto de 2015. No seguimento da auditoria
realizada nos dias 1, 2 e 3 de Julho, foi agora recebida a confirmação de
cumprimento dos 100 indicadores e 50 critérios que compõem o referencial.http://webmail.iol.pt/imp/view.php?actionID=view_attach&id=2&uid=36726&mailbox=SU5CT1g&uniq=1378510911502
Depois de dois anos de muita dedicação e aprendizagem, fica agora
agora reconhecido todo o trabalho desenvolvido, ao longo destes últimos anos.

O referencial EQUASS (European Quality Assurance for Social
Services) permite orientar as Organizações num processo de gestão da qualidade,
visando comprometer os prestadores de serviços sociais com a qualidade e a
melhoria contínua dos serviços junto das suas partes interessadas.
Tornaram-se assim uma das poucas instituições a nível
regional a obter este tipo de certificação europeia, que a todos deve orgulhar,
desde clientes, colaboradores, parceiros a toda a comunidade que nos envolve e
acolhe.
Acaba assim por ser o coroar de um êxito que assenta como uma luva nesta Associação que recentemente completou 25 anos de existência, e uma das entidades mais empregadoras do concelho fornense

Simpósio Internacional Sociedade, Cultura e Economia das regiões Serranas da Hispânia Romana

Numa
organização conjunta entre a Universidade de Coimbra, o Centro de
Estudos Ibéricos, a Câmara Municipal da Guarda, a Câmara Municipal de
Celorico da Beira, a Agência para a Promoção da Guarda e a Associação de
Desenvolvimento, Estudo e Defesa do Património da Beira Interior irá
realizar-se nos dias 26, 27 e 28 de Setembro de 2013 – na Cidade da
Guarda e na Aldeia Medieval de Linhares da Beira, o Simpósio
Internacional Sociedade, Cultura e Economia das Regiões Serranas da
Hispânia Romana.

Este encontro irá contar com a participação de
diversos investigadores, portugueses e estrangeiros, visando promover a
reflexão e o debate sobre a problemática da Romanização das regiões de
Montanha da Península Ibérica nas suas diversas vertentes.
Com a
realização deste Simpósio pretende-se não só fomentar o diálogo entre
investigadores, mas também promover a divulgação da informação mais
actualizada resultante das investigações mais recentes sobre a
Romanização em zonas de Montanha e sobre o seu lugar no âmbito mais
geral da Romanização da Hispânia.
fonte:municipio de Celorico

Em Mangualde, Seminário “Agricultura Setor a Dinamizar”

fotografia agriculturaNo
próximo dia 22 de junho, o Gabinete de Apoio ao Agricultor de Mangualde
comemora o seu 3º aniversário. De forma a assinalar o excelente
trabalho desenvolvido pelo Gabinete, a Câmara Municipal de Mangualde
promove o Seminário “Agricultura Setor a Dinamizar”. O evento tem lugar
no auditório da Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, a partir das
14h00, e conta com a presença do Presidente da Câmara Municipal de
Mangualde, João Azevedo na sessão de encerramento.

No
encontro, de entrada livre, serão abordados temas como as atividades
agrícolas predominantes na Região, a Viticultura, a Fruticultura, a
Olivicultura, os Frutos secos, os Frutos vermelhos e a Reforma da PAC /
Quadro Comunitário 2014-2020 de acordo com o seguinte programa:
Programa:
14h00 | Receção dos participantes
14h30 | Sessão de abertura
Abordagem das atividades agrícolas predominantes na Região, Adelina Martins, Diretora Regional de Agricultura e Pescas do Centro
Moderador: Jorge Carreira, Chefe da Delegação de Viseu, DRAPC
14h45 
| Reforma da PAC / Quadro Comunitário 2014-2020, Miguel Freitas,
Coordenador do Grupo Parlamentar da Comissão de Agricultura e Mar
15h30 | Viticultura
Adega Cooperativa de Mangualde, António Mendes, Presidente da Adega Cooperativa de Mangualde
15h50  | Fruticultura
Cooperativa Agrícola de Mangualde, Nuno Matos, Presidente da Cooperativa Agrícola de Mangualde
16h10  | Olivicultura
Cooperativa dos Olivicultores de Nelas, Madalena Prata, Presidente da Cooperativa dos Olivicultores de Nelas
         Intervalo
16h45  | Frutos secos
Estação Agrária, DRAPC, Arminda Lopes, Técnica Superior
Transagri, José Figueiredo, Diretor-geral
17h25  | Frutos vermelhos
Cooperativa Agropecuária dos Olivicultores de Mangualde, Rui Costa, Presidente da COAPE
         Debate
         Encerramento: João Azevedo, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde
Gabinete de Apoio ao Agricultor
com mais de 5.500 ocorrências registadas

Após três anos de laboração, o Gabinete de Apoio ao Agricultor
apresentam um balanço muito positivo, com o registo de mais de 5.500
ocorrências oriundas de agricultores de todo o concelho, que praticam
diferentes tipos de atividade. Atualmente, este Gabinete está acreditado
como Posto SNIRA (Sistema Nacional de Informação e Registo Animal).

O Gabinete de Apoio ao Agricultor, que funciona na Câmara Municipal,
pretende ser uma mais-valia para os agricultores do concelho, prestando
auxílio quer na forma de tratar os animais quer na análise dos terrenos
agrícolas a um custo muito reduzido. Os agricultores para serem
beneficiados com o trabalho dos técnicos deste gabinete apenas têm de
estabelecer um contacto e recebem de seguida os técnicos na sua
propriedade agropecuária a custos meramente sociais. Para além disso, o
Gabinete promove cursos de formação que melhor qualificam os
agricultores.

É de referir que, no topo das preocupações dos agricultores estão
questões relacionadas com os Subsídios Agrícolas, totalizando 40% das
ocorrências recebidas pelo Gabinete. Atualização de Parcelário
representa cerca de 35%, a Declaração de Existências 20% e a Emissão de
Guias 5%. A nível das freguesias continuam a ser a freguesia de Santiago
de Cassurrães (17%), a freguesia de Mangualde (14%) e a freguesia de
Chãs de Tavares (11%) que mais recorrem a estes serviços. no concelho de
Mangualde podemos destacar geograficamente dois grandes tipos de
atividades agrícolas: a sul do concelho predomina a viticultura e a
fruticultura e a norte o pastoreio e a floresta.

Horário de Funcionamento do Gabinete de Apoio ao Agricultor

De
segunda a sexta-feira, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h00. Sendo
que um técnico do Ministério de Agricultura está presente todas as
segundas e terças-feiras.
fonte:Metronews