Templates by BIGtheme NET
Início » Cultura

Cultura

Gouveia- Antigos combatentes homenageados

Teve lugar recentemente, a Cerimónia de Homenagem aos Combatentes do concelho de Gouveia, que perderam a vida em combate, no âmbito das Comemorações do Dia Nacional do Combatente e do 103º Aniversário da Batalha de La Lys.

Uma iniciativa da Liga dos Combatentes do Núcleo de Gouveia , com a participação de Luís Tadeu, Presidente da Câmara Municipal de Gouveia,  no Jardim Lopes da Costa, junto ao monumento erigido, neste local, para homenagear os e onde foi colocada uma palma de flores.

 

Geminação entre CAC-Secção de Motociclismo (Coimbra) e o Motoclube Lendários dos Castelos (Celorico da Beira)).

Teve lugar junto ao monumento nacional em Celorico da Beira, a geminação entre o CAC-Secção de Motociclismo (Coimbra) com o Motoclube Lendários dos Castelos (Celorico da Beira).
Estes dois clubes estão ligados pela histórica Estrada da Beira EN17, que começa em Coimbra e acaba em Celorico da Beira.
Foram agora reforçados os laços de amizade e ficou a promessa de  brevemente rolar em conjunto pela Estrada da Beira/EN 17.

Nelas- 20 novos cartões Seniores entregues com grandes vantagens

O Cartão Sénior  em Nelas tem cada vez mais beneficiários, agora já são seis centenas.

Recentemente, a Câmara Municipal de Nelas, na pessoa do seu Presidente, José Borges da Silva, procedeu à entrega de mais 20 novos cartões repletos de vantagens, elevando, assim, o número de beneficiários a 600 seniores do Município, que podem usufruir de um conjunto de benefícios e descontos em cerca de 107 estabelecimentos de comércio, serviços e indústrias do Concelho de Nelas.

Este momento foi também aproveitado pelo Presidente da Câmara e pelos Técnicos da Ação Social para um breve diálogo com os Munícipes e explicar o modo de utilização do cartão, que constitui mais uma resposta social face às necessidades da população mais idosa, contribuindo para a melhoria do seu bem-estar e qualidade de vida, fomentando o desenvolvimento pessoal e social e envelhecimento ativo, constituindo-se, ainda, como uma forma de apoio no estímulo às compras de bens e serviços no comércio tradicional existente no Concelho.

O Cartão Sénior é disponibilizado a todos os residentes e/ou naturais do Concelho de Nelas, com idade igual ou superior a 66 anos, de forma totalmente gratuita.

Se ainda não aderiu ao Cartão Sénior Municipal, poderá fazê-lo junto do Balcão Único, na Loja do Cidadão da Câmara Municipal de Nelas.

Município de Penalva criou aplicação móvel “Conhecer Penalva”

A Câmara Municipal de Penalva do Castelo lançou recentemente uma aplicação móvel “Conhecer Penalva”.

Esta aplicação, em constante atualização, permite:

. Proporcionar um espaço para o cidadão participar ocorrências relativas a estradas, saneamento, abandono de animais, ambiente, distribuição água, iluminação pública, à Câmara Municipal;

. Facultar acesso direto/registo aos serviços Online da Câmara Municipal;

. Enviar mensagens Push com avisos da proteção civil, trânsito, risco de incêndios, alertas, notícias, eventos, etc;

. Disponibilizar informação sobre contactos úteis, farmácias de serviço, ocorrências da proteção civil, novidades;

. Dar a conhecer as Freguesias do Concelho através da sua apresentação e respetiva agenda cultural;

. Divulgar a gastronomia através da promoção dos restaurantes do nosso concelho no menu “Onde Comer”;

. Revelar os espaços onde os visitantes serão recebidos no menu “Onde Ficar”;

. Disponibilizar informação sobre os trilhos do concelho no menu “Trilhos”.

Para instalar a aplicação nos dispositivos móveis Android aceda à Google Play Store e pesquise Conhecer Penalva ou aceda a: https://play.google.com/store/apps/details… .

Para instalar a aplicação nos dispositivos móveis IOS aceda à App Store e pesquise Conhecer Penalva ou aceda a: https://apps.apple.com/pt/app/conhecer-penalva/id1518822705 .

Museu Municipal de Arte Moderna Abel Manta abre ao público dia 12

Vai ser na  próxima segunda-feira, dia 12 de abril, que o Museu Municipal de Arte Moderna Abel Manta reabre ao público, para tal, é  marcada pela exposição de quatro novas peças. O Município adquiriu uma pintura a óleo de Abel Manta, denominada a “Paisagem”, de 1945; o Dr.º Francisco George doou dois desenhos a tinta da china de João Abel Manta, criados durante a estadia na prisão de Caxias; Carlos Nabais doou o negativo em vidro de uma fotografia de Abel Manta, pelos anos 50.
Estas novas incorporações foram integradas nas áreas de exposição permanente do Museu e vieram enriquecer, em muito, o acervo do Museu Municipal de Arte Moderna Abel Manta.
A abertura do Museu Municipal Abel Manta cumpre as normas de segurança e medidas de higiene e proteção recomendadas pela DGS e enquadra-se no movimento de reabertura dos espaços culturais, de acordo com o plano de desconfinamento.
O Museu Municipal de Arte Moderna Abel Manta está a ser alvo de obras de beneficiação, reabre apenas o primeiro piso, onde pode ser visitada boa parte da exposição permanente do Museu, de 2ª a 6ª feira, entre as 09h30 e as 12h30 e entre as 14h00 e as 18h00.

Largada de balões para marcar o regresso na APS de Fornos de Algodres

O ambiente foi de festa no regresso dos clientes do CAC I- Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão da APS , depois de alguns meses de espera devido ao confinamento.

Desta forma, regressaram todos cheios de vontade e esperança de que tudo correrá bem.

Assim sendo, a celebração foi uma singela homenagem a todos os que por esta doença já passaram e estão a passar, com uma simbólica largada de diversos balões.

Mangualde-Luto Municipal por Jorge Coelho

Foi decretado Luto Municipal de 3 dias pelo falecimento de Jorge Coelho, um mangualdense com muita história e muito fez pelo seu concelho, cujo seu funeral acontecerá em Santiago de Cassurrães, no dia 10 de abril, neste sábado.

Um Mangualdense ilustre, que ocupou altos cargos em funções de Ministro e de Conselheiro de Estado da República Portuguesa, político, gestor e empresário, defensor e embaixador do concelho de Mangualde e da região interior, onde fundou a Queijaria Vale da Estrela, demonstrando o carinho e apreço pela sua cidade e pelos seus conterrâneos.

Nestes dias a bandeira do município será colocada a meia haste no edifício do Paços do Concelho.

O Município de Mangualde endereça as mais sentidas condolências à família enlutada e aos amigos mais próximos.

Nova Rede Itinerante Cultural do Interior une 7 municípios 

Uma nova Rede Cultural do Interior leva dezenas de espetáculos, a partir de junho, a 7 municípios, com a coordenação da  Companhia de Teatro ASTA, rede itinerante de intervenção cultural para levar dezenas de espetáculos a territórios de baixa densidade.

Será entre castelos, anfiteatros ao ar livre, jardins, escadarias, teatros, praças e largos em Belmonte, Covilhã, Fornos de Algodres, Fundão, Gouveia, Manteigas e Seia que a companhia profissional da Covilhã – ASTA, juntamente com estes 7 municípios, leva à cena dezenas de espetáculos de dança, teatro e artes circenses. Paralelamente será ainda criada uma Rede Interior Virtual de visitação itinerante aos espaços patrimoniais dos 7 Municípios através de visitas com recurso à realidade aumentada.

Esta “Rede Interior” tem como objetivo desenvolver uma programação artística e cultural integrada no território constituído pelos Municípios de Belmonte, Covilhã, Fornos de Algodres, Fundão, Gouveia, Manteigas e Seia, com o intuito de promover e valorizar o património histórico-cultural e sensibilizar a comunidade a participar ativamente na afirmação destes territórios.

Com a coordenação da ASTA – Teatro e Outras Artes, as comunidades locais são convidadas a participar nesta Rede Cultural do Interior. As apresentações de teatro, dança e circo contemporâneo terão lugar em dois dias consecutivos por forma a contribuir para a oferta, animação cultural da região, o aumento dos fluxos turísticos e, consequente, tempo de permanência de quem visita os territórios.

Os projetos artísticos vão ao encontro da identidade, a cultura e a história do território “Rede Interior”, demonstrando o que une e o que diferencia os 7 Municípios desta rede cultural. Ao longo de 18 meses, serão apresentados 14 espetáculos, itinerantes e propagadores da identidade, do património natural e cultural do território, catalisadores da participação da comunidade local.

Esta é uma Rede Cultural diferenciadora não só pelo cariz itinerante dos espetáculos na criação de iniciativas culturais fortemente ligadas ao território, mas também pelo seu cariz social de apoio e capacitação dos agentes de cultura locais, que há muito se debatem com os constrangimentos da crise pandémica.

A dinamização destas iniciativas culturais está intimamente relacionada com os ativos patrimoniais distintivos do território, contribuindo para a formulação e implementação de iniciativas vocacionadas para a conservação e proteção do património, mas também constituem um veículo para a promoção da região e para a diferenciação desta, num contexto de competitividade territorial.

No período de 5 dias que antecede os espetáculos em cada Município, serão dinamizadas sessões teatrais abertas a todos; pessoas com problemas de inclusão social, desempregados, idosos e minorias étnicas. Será incentivada a participação direta da comunidade de forma a alavancar os laços sociais e comunitários que foram afetados com o isolamento social.

Em todos os locais serão aplicados os princípios legais e as diretrizes da Direção-Geral de Saúde (DGS) referentes aos espetáculos de natureza artística nomeadamente, distanciamento físico, higienização das mãos com postos móveis, utilização de máscara e controlo de lotação.

Rede Interior Virtual com realidade aumentada

Além desta Rede de Artes Performativas será ainda criada uma Rede Interior Virtual de visitação itinerante aos espaços patrimoniais dos 7 Municípios através de visitas com recurso à realidade aumentada. O objetivo será acrescentar uma valorização turística dos territórios da rede, oferecendo uma atividade alternativa às tradicionais formas de apresentação das visitas guiadas e encenadas, realizadas de forma presencial,
permitindo ao turista a visita ao território de uma forma autónoma e “fora de horas”, o que torna a ação mais aliciante tendo em conta o atual contexto de pandemia e os aspetos de saúde pública.

O Projeto Rede Interior tem como entidade líder executora a ASTA – Teatro e Outras Artes, e como entidades parceiras não executoras, os Municípios de Belmonte, Covilhã, Fornos de Algodres, Fundão, Gouveia, Manteigas e Seia. Projeto cofinanciado pelo Centro2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Novo livro “Governo Local Conceitos, Estratégias e Práticas” em breve disponível

Ex autarca António Edmundo Ribeiro é o autor

Vai estar disponível no mercado um novo livro da autoria de António Edmundo Ribeiro, que já foi autarca em Figueira de Castelo Rodrigo, vai agora lançar um novo livro com o título “Governo Local, Conceitos, Estratégias e Práticas”, das Edições Sílabo.

Segundo a editora, este livro visa apoiar os eleitos locais no exercício das suas funções, robustecendo conhecimentos e competências na gestão e administração local.
A sua perspetiva multidisciplinar e sistémica concede-lhe também a característica de instrumento de suporte ao estudo de administração pública, ciência política, gestão, economia e direito.
Os conceitos, procedimentos, estratégias e práticas que expõe são a base da gestão autárquica, sendo aplicados quotidianamente nas Freguesias, Municípios, Comunidades Intermunicipais e Áreas Metropolitanas do país.
Livro formativo e holístico, será também um instrumento indispensável para os dirigentes e técnicos das autarquias locais na gestão das suas carreiras e preparação para as avaliações.
Beneficiando da vasta experiência do autor, este livro, esclarecedor, aborda os assuntos sob a forma de «Glossário Técnico», proporcionando leituras breves por vastos temas do Governo Local e orientadas para a prática.

O autor, António Edmundo Ribeiro é Jurista pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, Curso Geral de Gestão pela Nova School of Business and Economics, mestre em Ciência Política pelo ISCSP/UL, pós-graduado em Liderança pela Católica Lisbon School of Business & Economics e em Planeamento pela Xhanghai Business School, Curso Avançado de Gestão Pública pelo INA e doutorando em Administração Pública no ISCSP da Universidade de Lisboa. Gestor Tributário e Aduaneiro, professor auxiliar convidado de Administração Autárquica, Governo e Administração Local e Planeamento Estratégico no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Foi subdiretor-geral das Autarquias Locais; coordenador do Programa Capacitar; técnico-especialista no Gabinete do Secretário de Estado da Administração Local; presidente da Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo; vogal do Conselho Diretivo da Associação Nacional dos Municípios Portugueses, administrador das Águas do Zêzere e Côa S.A.; diretor da Guarda Digital, da Associação das Aldeias Históricas e da Territórios do Côa; conselheiro das Comunidades Portuguesas pelos PALOP, diretor do departamento jurídico do Grupo JFS e professor convidado de Finanças Públicas e Direito Económico na Faculdade de Economia da Universidade Eduardo Mondlane em Moçambique.

foto:Sílabo.pt

TMG reabre com arte digital

A atividade presencial  no Teatro Municipal da Guarda (TMG) reinicia  a partir de 19 de abril, com a terceira fase de desconfinamento. Nesta primeira iniciativa que marcará esta reabertura será a uma exposição/instalação de arte digital designada aMostra_v.0.1 >>no luzente alcantil da magnitude >>> Poesia digital no TMG e que vai decorrer de 22 a 28 de abril. Esta mostra junta o trabalho de dez artistas locais, nacionais e internacionais e conta com a curadoria de VJ ManuHell e Pushkhy, ambos com raízes artísticas na Guarda.

Ao longo desses sete dias, a arte digital apresenta-se em formato inédito na cidade da Guarda, nas suas mais diversas abordagens e conta com obras de artistas com um vasto currículo e historial de presenças em festivais, Vídeo Mapping e performances. Esta exposição inclui obras dos portugueses David Negrão, Pedro Zaz e Desy Ysed, num registo diferente do habitual, @s brasileir@s Astronauta Mecanico e Caio Fazolin, a artista russa VJkET, a italiana Carlotta Premazzi, a sueca IAKDS e o duo franco-húngaro Manu Kaleido & Éri Viràg. Para além destes, a aMostra_v.0.1 acrescenta três outras instalações da autoria dos seus curadores, VJ ManuHell e Pushkhy, designadas ‘Dilema’, ‘Per se’ e ‘Pó Húmido’. Estas obras audiovisuais foram executadas no âmbito de uma recente residência artística no TMG, ao abrigo do programa INCENTIVARTE – Incubadora de projetos artísticos.

Trata-se de «uma iniciativa original, no âmbito da programação do TMG, que tem o mérito de trazer de novo às suas raízes, jovens artistas guardenses que se estão a afirmar no panorama internacional das artes digitais e visuais, provando que a nossa aposta na Cultura é o caminho certo para atrair e fixar talento e, com isso, estamos ainda a promover mais qualidade de vida e desenvolvimento na região», explica, a propósito da aMostra v.0.1, o presidente da Câmara Municipal da Guarda, Carlos Chaves Monteiro. Um projeto que se inscreve por isso na ambição de envolvimento e vitalidade criativa de jovens artistas da Guarda e região no âmbito do processo da Candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura em 2027.

A aMostra_v.0.1 garante uma experiência sensorial totalmente distinta de outras exposições, desde logo por decorrer nos espaços não convencionais do teatro, através de um percurso predefinido e guiado pelo ator Valdemar Santos que interpreta Crates da Caverna. Em cada recanto, uma obra digital é desvendada como uma surpresa, com novas emoções.