Templates by BIGtheme NET
Início » Figueira de Castelo Rodrigo (Pagina 4)

Figueira de Castelo Rodrigo

“Dê Troco a Quem Precisa” para a Emergência abem: COVID-19

Decorre nas farmácias aderentes do Distrito da Guarda de 21 a 29 de junho, esta campanha que pelo quinto ano consecutivo, a Associação Dignitude está  a dinamizar a campanha de angariação de fundos “Dê Troco a Quem Precisa”.

A iniciativa convida os portugueses a doar o troco das compras realizadas nas farmácias à Emergência abem: COVID-19, para ajudar as pessoas mais vulneráveis devido à pandemia. Os donativos recolhidos serão integralmente aplicados no acesso a medicamentos, produtos e serviços de saúde para quem mais precisa.

A Emergência abem:COVID-19 foi lançada em março de 2020 e já presta apoio a mais de 1.400 portugueses referenciados por entidades parceiras locais, de que fazem parte Câmaras Municipais, Juntas de Freguesia, Instituições Particulares de Solidariedade Social, Cáritas e Misericórdias.

Por seu lado, Manuel Fonseca, Presidente da Câmara Municipal de Fornos de Algodres, refere: «O Programa abem: revelou-se muito importante na resposta social do Município de Fornos de Algodres, num dos momentos mais difíceis e exigentes na nossa vida coletiva, em resultado da pandemia. A aposta neste Programa foi, portanto, decisiva no combate às desigualdades, na facilitação do acesso aos medicamentos, e sobretudo, na promoção da coesão social da nossa comunidade.»

«As Farmácias aderentes do distrito da Guarda apelam à generosidade de todos e convidam a comunidade a juntar-se a esta campanha solidária, apoiando os portugueses mais fragilizados pela pandemia. Entre os dias 21 e 29 de junho, dê troco a quem precisa», apela Nuno Augusto, farmacêutico.

Além da campanha que irá decorrer nas farmácias aderentes entre 21e 29 de junho, é ainda possível apoiar esta iniciativa através de:
– Transferência bancária para o IBAN: PT50 0036 0000 9910 5930 0855 9
– Via MBWAY: 932 440 068

Os doadores podem enviar comprovativo de transferência, nome e NIF para geral@dignitude.org, para que lhes seja enviado o recibo de donativo.
Esta é uma iniciativa apoiada pela Portugal Inovação Social, através de Fundos da União Europeia.

Farmácias Dê Troco a Quem Precisa no Distrito da Guarda são as seguintes: Farmácia Andrade, Vila Nova de Foz Côa; Farmácia Avenida no Mileu Guarda, Farmácia Barreiros em Celorico da Beira, Farmácia Bordalo de Figueira de Castelo Rodrigo, Farmácia Central em Gouveia, Farmácia Central Guarda, Farmácia Coelho Seia, Farmácia Cunha em Almeida, Farmácia da Misericórdia de Trancoso, Farmácia de São Romão- Seia, Farmácia Nova de Celorico da Beira ,Farmácia Pereira Trancoso, Farmácia Sena em Seia e Farmácia Tavares na Guarda.

AF Guarda- Distrital Seniores- Final vai ser na Guarda

Assim, informa a AF Guarda que a final do Campeonato Distrital de Seniores será disputada na Guarda, no Estádio Municipal, dia 26 pelas 17h30.

Quanto ao 3º/4º lugares será jogada em Almeida , dia 23 pelas 21h, por sua vez, a Final de Prata terá lugar no mesmo dia em Figueira de Castelo Rodrigo , depois os 3º/4º lugares da Liga Prata será jogada em Vilar Formoso no mesmo dia às mesmas horas.

 

aBEIRAR – da ciência cidadã à valorização territorial

Os territórios UNESCO são por excelência lugares de ciência, educação e cultura. Como tal, as iniciativas no âmbito da ciência, da promoção da cultura e do desenvolvimento territorial fazem parte do quotidiano destes territórios. Estas são necessariamente abordagens holísticas ao desenvolvimento sustentável que visam a criação de novos instrumentos e ferramentas de desenvolvimento que reforcem os valores endógenos, capacitem as populações de conhecimento e que promovam uma participação ativa.

Como tal, o Estrela Geopark Mundial da UNESCO, desde a sua criação, tem tido uma preocupação crescente com a sustentabilidade do seu território, a Serra da Estrela e com a valorização do seu potencial endógeno, com destaque particular para o património geológico. Esta abordagem corrobora uma preocupação com a sustentabilidade e com os próprios Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, definidos pela Agenda 2030 da ONU. A abordagem destas temáticas deve ter como princípio, não apenas os 17 objetivos, mas sobretudo a forma como estes se relacionam, com especial destaque para o ODS 17, “Parcerias e Meios de Implementação”. Neste âmbito, o Estrela UGGp tem procurado estabelecer parcerias com diferentes stakeholders do território e fora deste.

Desta visão integradora nasce o projeto aBEIRAr, o qual constitui uma parceria de ciência cidadã que tem como missão potenciar o envolvimento e a participação cívica com a ciência, promover o diálogo entre cientistas e cidadãos e despertar o interesse da comunidade na construção de conhecimento e valorização do território. Esta parceria surge do cruzar de objetivos comuns entre a Rede Intermunicipal de Bibliotecas das Beiras e Serra da Estrela da CIMBSE (RIBBSE), a Plataforma de Ciência Aberta (Município de Figueira de Castelo Rodrigo), o Estrela Geopark Mundial da UNESCO e a Universidade da Beira Interior.

A prossecução deste projeto pretende ser um convite à curiosidade, à exploração e à descoberta dos recursos naturais do território das Beiras e Serra da Estrela, onde se insere grande parte do Estrela Geopark. Esta é uma viagem pelo território, juntando literatura e ciência, um apelo à participação conjunta de cidadãos, artistas e cientistas, pela construção de conhecimento e pela preservação, promoção e valorização do território. Estamos, pois, perante uma ação para caminhar em conjunto, inspirados pela Literatura e pela Ciência, que transformarão cada um de nós em cidadãos cientistas, embaixadores do território e promotores de desenvolvimento. Inspirados por um livro e pelas estórias da história da terra, mas também pelas histórias da ciência, construímos percursos que transformarão cada um/a de nós em investigadores, para a monitorização da qualidade e características da água, do céu e da rocha. Promovendo o conhecimento e o envolvimento dos cidadãos por um bem comum, o nosso território.

A parceria ‘aBEIRAr’ inicia-se no mês de maio com uma sequência de três ciclos, cada um dedicado a um tema central para o território: Água, a acontecer na primavera; Céu, a decorrer no verão; Rocha, a realizar no outono, uma iniciativa que irá percorrer os 15 concelhos da CIMBSE, (Almeida, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Guarda, Gouveia, Manteigas, Meda, Pinhel, Seia, Sabugal, Trancoso, Belmonte, Covilhã e Fundão). Junte-se a nós e “abeire-se” destes temas.

Colaboração da Equipa Técnica do Estrela Geopark.

CIMBSE divulga o melhor do Verão das Beiras e Serra da Estrela

A Comunidade Intermunicipal das Beiras e da Serra da Estrela (CIM-BSE) foi ‘a banhos’ na praia fluvial de Vale do Rossim, em Gouveia, com a vasta equipa do Aqui Portugal, da RTP. Tratou-se de uma produção de peso da estação pública no território, com dezenas de profissionais, corpo logístico e repórteres que percorreram os 15 municípios de lés-a-lés, com o único intuito de levar até ao público nacional e audiência internacional, a campanha de Verão da CIM-BSE. Esta iniciativa faz parte de uma campanha mais ampla que visa promover as praias fluviais e os espaços de natureza em todo o território e assim chamar de novo os portugueses e restantes turistas a visitarem e descobrirem a região, pós-confinamento. Esta é a primeira de muitas iniciativas que estão a ser desenvolvidas. Press Trips, visita de bloggers e influencers… o verão promete aquecer na Serra da Estrela.

Foto: ©RTP, Aqui Portugal

Hélder Reis e Vanessa Oliveira foram os apresentadores ‘de serviço’ de um programa memorável em plena praia fluvial de Vale do Rossim, paredes-meias com os municípios de Gouveia, Manteigas e Seia. O Aqui Portugal da RTP contou com uma megaprodução levada a cabo pela estação pública com o contributo da CIM-BSE. Dados os constrangimentos provocados pela crise pandémica, todos os participantes e staff foram devidamente testados e acauteladas todas as regras de segurança e distanciamento emanadas da Direção-Geral de Saúde.

Além do enfoque nas praias fluviais e zonas balneares, o programa abordou o melhor do seu território e dos seus 15 municípios. De Mêda ao Fundão, passando por Trancoso, Fornos de Algodres, Gouveia, Manteigas, Seia, Covilhã, Belmonte, Sabugal, Guarda, Celorico da Beira, Pinhel, Almeida e Figueira de Castelo Rodrigo falou-se do melhor da região – projetos inovadores como as iniciativas Cultura em Rede, a Rede Intermunicipal de Bibliotecas das Beiras e Serra da Estrela, a candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura 2027, o Estrela Geopark Mundial da UNESCO, entre outras iniciativas.  Os ex-libris da gastronomia também estiveram em destaque como o Queijo Serra da Estrela, os azeites de montanha, os vinhos da beira Interior, Douro e Dão e todos os produtos característicos de cada município, mas também os ícones da cultura identitária como os têxteis em burel e o artesanato. Reveja aqui o programa na íntegra.

Ponto mais alto das férias de Verão vai ser nas Beiras e Serra da Estrela

 Este programa é só uma das muitas iniciativas previstas nesta campanha há de comunicação turística. Até setembro, a CIM-BSE leva a cabo uma série de propostas com vista a dar a conhecer a serra no verão. A campanha de verão da CIM-BSE tem como intuito dar a conhecer o destino, assim como as rotas alternativas de curta a média duração para o verão no pós-confinamento, que vão ao encontro de programas de férias saudáveis, essencialmente em espaço natureza para famílias e pessoas de várias faixas etárias. O objetivo passa por promover todo o potencial e recursos naturais e paisagísticos, ao mesmo tempo que se divulgam a identidade e oferta turística, a cultural, a histórica, a gastronómica, o património das suas gentes, dos seus saberes e sabores tão identitários deste território. Para tal irá organizar uma press trip com jornalistas nacionais e internacionais e várias road trip com bloggers e influencers de aventura e família para viverem e experienciarem o que é ter um verão na serra.

Esta ação enquadra-se no Projeto Produtos Turísticos Integrados de Base intermunicipal, desenvolvido pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, em parceria com o Turismo Centro de Portugal, cofinanciado pelo Portugal 2020, Centro 2020 e União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

 

PS- Reunião da Comissão Política Distrital escolheu restantes candidatos no distrito

A Comissão Politica Distrital do PS reuniu na passada quarta -feira, em Fornos de Algodres no auditório Dr. António Menano, onde após a nota de boas  – vindas foi dada pelo autarca fornense, Manuel Fonseca e líder da concelhia local.

Seguiu-se a ordem de trabalhos , presidida a mesa por Carlos Filipe, onde foi ratificada a decisão das recandidaturas de alguns presidentes, assim em Fornos de Algodres, Manuel Fonseca; Figueira de Castelo Rodrigo- Paulo Langrouva; Trancoso- Amílcar Salvador; Manteigas- Esmeraldo Carvalhinho, Mêda- Anselmo Sousa; Aguiar da Beira- Virgílio Cunha(independente) e Luís Couto na Guarda.

Depois em Vila Nova de Foz Côa  será Vítor Sobral, assim todos os nomes foram votados por unanimidade.

Foi uma noite onde foram tomadas decisões importantes para o futuro do Distrito da Guarda.

Aldeias Históricas de Portugal dão inspiração aos espanhóis

Um grupo de representantes de várias localidades históricas da província de Badajoz (Espanha) visitou as Aldeias Históricas de Portugal, com o objetivo de adquirir conhecimento sobre a sua abordagem de desenvolvimento territorial, de modo a criar uma rede de 12 Conjuntos Históricos na província de Badajoz.

Rede das Aldeias Históricas de Portugal tem sido cada vez mais procurada como exemplo de boas práticas, tanto no plano nacional como internacional. Depois de, em novembro de 2018, ter sido o primeiro destino em rede – a nível mundial –, a receber o certificado BIOSPHERE DESTINATION, em junho de 2019 acolheu o 1.º encontro de técnicos de turismo da CPLP – Comunidade de Países de Língua Portuguesa, que veio conhecer o projeto da Rede como exemplo de boas práticas na recuperação de património. Em janeiro de 2020, a Rede das Aldeias Históricas de Portugal tornou-se o primeiro território português a liderar a comunidade internacional de Destinos Turísticos Sustentáveis.

Esta semana, as Aldeias Históricas de Portugal receberam a visita de uma comitiva de representantes de várias localidades históricas da província de Badajoz (Espanha), cujo objetivo é conhecer a sua metodologia de trabalho, com vista a criar uma rede de 12 Conjuntos Históricos na Província de Badajoz, ao abrigo do projeto de Cooperação Transfronteiriça GLOBALTUR-EUROACE. Marcam presença, entre vários autarcas e deputados, o Deputado de Turismo de Província de Badajoz.

Nesta visita, a Rede das Aldeias Históricas de Portugal deu a conhecer, à Diputación de Badajoz, a sua estratégia de desenvolvimento territorial, onde se enquadram o vasto património histórico-cultural, a gastronomia, os vinhos, a natureza, os costumes e tradições, e a promoção de “um destino que são 12”, sem igual em todo o mundo, servindo assim de exemplo para os seus congéneres espanhóis.

Sobre a visita, Gonzalo de la Granja Villoslada, Consultor de Turismo do Ayuntamiento de Olivenza, comentou que “o projeto tem um atrativo social, económico e turístico muito interessante. É notório o potencial de todas as Aldeias Históricas que visitámos, assim como o envolvimento de projetos públicos e privados. É impressionante também o profissionalismo de todos os setores aliados ao turismo. A informação, para o turista, está desde logo acessível. Nota-se uma grande aposta a nível tecnológico. Agora, com o que aprendemos, vamos criar a base para o nosso projeto”.

Já Joaquina Hernández, Técnica Consultora da Magnus Nature, disse que “as Aldeias Históricas de Portugal, para nós, são um exemplo magnífico, fantástico, de trabalho em rede, que envolve o desenvolvimento turístico, da comunidade, das empresas, a sustentabilidade, e sobretudo a economia, em territórios despovoados. São modelos de sucesso. Nesta visita, aprendemos muito. As Aldeias Históricas de Portugal são especialistas a trabalhar em rede, algo que não é fácil, pois é preciso envolver municípios, comunidades e empresas. As Aldeias Históricas de Portugal mostram um imenso profissionalismo em todo o seu trabalho e provam que tudo é possível”.

María Soledad López, Técnica de Turismo da Diputación de Badajoz, explicou que “queremos criar uma rede com os 12 Conjuntos Históricos na Província de Badajoz, e para isso escolhemos o modelo de sucesso das Aldeias Históricas de Portugal para nos inspirarmos. As Aldeias Históricas de Portugal são uma referência no turismo rural, e um exemplo que queremos imitar”.

As Aldeias Históricas de Portugal são o primeiro destino em rede – à escala mundial –, e o primeiro destino nacional a receber a certificação BIOSPHERE DESTINATION.

A Grande Rota das Aldeias Históricas de Portugal (GR22) é a maior rota europeia para caminhadas com selo Leading Quality Trails – Best of Europe, entregue pela European Ramblers Association (Associação Europeia de Caminhada).

Segunda Edição do Beira Interior Gourmet está a chegar

O Solar do Vinho da Beira Interior vai acolher a abertura da Segunda Edição do Beira Interior Gourmet a acontecer no próximo dia 28 maio (sexta-feira) pelas 18.30 h na cidade da Guarda.

Este evento é da iniciativa da CVR da Beira Interior, onde estará o seu presidente Rodolfo Queiroz e marcará  presença a Secretária de Estado da Valorização do Interior,Isabel Ferreira, entre outras personalidades convidadas.

“De Corpo e Alma” uma promoção às Aldeias Históricas

D. Afonso Henriques, D. Manuel I, D. Dinis e Pedro Álvares Cabral são os protagonistas do novo filme de promoção das Aldeias Históricas de Portugal, “um destino que são 12”. Em “De Corpo e Alma”, quatro das mais importantes figuras históricas do nosso país apresentam um território de tradições, costumes e estórias, palco de batalhas e momentos que marcaram para sempre a História da nação.

Pelos castelos, muralhas, becos e ruelas das Aldeias Históricas de Portugal, há um murmúrio que nos acompanha. Testemunhas silenciosos de épicas batalhas, amores proibidos e outras mil e uma estórias, cada lugar parece sussurrar-nos as páginas do livro de História, que entretanto esquecemos. Por estes recantos sentimos e recordamos a presença de figuras incontornáveis como D. Afonso Henriques, D. Manuel I, D. Dinis e Pedro Álvares Cabral, cujo legado ficou para sempre entrelaçado com o passado destas 12 aldeias.

São estas quatro figuras que protagonizam o novo filme promocional das Aldeias Históricas de Portugal, “De Corpo e Alma”, que convida a descobrir “um destino que são 12”, repleto de História, cultura, sabores e aromas, costumes e tradições – para sempre eternizadas na paixão das suas gentes. O filme está disponível no YouTube, em https://youtu.be/HmgFV7wsFcQ.

Produzido pela Lobby Films & Advertising, em parceria com as Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico, o novo filme promocional “De Corpo e Alma” é uma experiência imersiva e sensorial, conforme sublinha o realizador Telmo Martins: “O espectador faz uma viagem intensa pelas aldeias, explorando a visão, a audição e o coração. Através da construção de um ambiente próprio, mágico, misterioso, mas também intenso e apaixonante. O objetivo foi criar uma narrativa que seja magnética para quem vê o filme e o arraste, de forma disruptiva, para locais únicos no mundo e para uma história inigualável”.

De recordar que as Aldeias Históricas de Portugal são o primeiro destino em rede português com um plano de combate à covid-19. Uma iniciativa que visa garantir que todo o ecossistema do Turismo instalado nas 12 Aldeias Históricas de Portugal tem capacidade de resposta ao atual contexto pandémico, protegendo as comunidades e, também, os turistas.

Recentemente, foi também lançada uma app móvel para turistas, que permite às aldeias interagirem com os visitantes, fornecendo informação georreferenciada e contextual, eventos e outras notícias úteis. É também uma aplicação inclusiva, uma vez que disponibiliza áudio guias em várias línguas e com conteúdos que cumprem com a regra da infoacessibilidade. O download da aplicação está disponível em https://aldeiashistoricasdeportugal.com/app-ahp

As Aldeias Históricas de Portugal permanecem, também, como o único destino em rede, no mundo, com certificação BIOSPHERE DESTINATION, que foi recentemente renovado. Continuam assim a ser reconhecidas como um destino comprometido com os princípios da sustentabilidade, de acordo com as orientações da UNESCO e da Carta Mundial de Turismo Sustentável.

Motivos de sobra para se deixar levar pelo apelo de D. Afonso Henriques, D. Manuel I, D. Dinis e Pedro Álvares Cabral no novo filme promocional das Aldeias Históricas de Portugal, e descobrir um destino ímpar em todo o mundo.

Raid do Bucho e Outros Sabores realizado com sucesso

Aconteceu o regresso do Raid do Bucho e Outros Sabores após a pausa imposta pela pandemia de Covid-19 , que foi um enorme sucesso. O regresso às provas de sabores tradicionais e de todo-o-terreno fez-se fora de época, mas a mãe natureza encarregou-se de abençoar o Raid do Bucho e Outros Sabores. Primeiro com um dia solarengo de primavera que acolheu as 29 equipas e 74 participantes, depois com um almoço do Bucho em condições invernais de frio, vento e chuva. Simplesmente… perfeito!

O ano de ausência de um dos mais emblemáticos passeios do Clube Escape Livre não impediu que a 11ª edição do Raid do Bucho e Outros Sabores fosse um sucesso. A fórmula é a mesma que apaixonou centenas de participantes. E se a edição desde ano foi adiada para a Primavera, o bucho foi comido no Inverno, pois as condições meteorológicas no domingo lembraram esses dias com frio, chuva e vento.

Porém, o Raid do Bucho e Outros Sabores começou com um dia primaveril de sol e temperatura acolhedora onde os participantes receberam os materiais do passeio, colaram os autocolantes nos carros e fizeram uma prova de vinhos da região no Solar do Vinho da Beira Interior.

O tradicional jantar de boas-vindas foi servido enquanto o Clube Escape Livre homenageou Miguel Simões, o Presidente da junta de Freguesia de Freineda e grande responsável pela realização do Raid do Bucho e Outros Sabores. Foi ele quem desafiou o Clube Escape Livre a fazer um passeio tendo como pano de fundo o Bucho e a freguesia de Freineda.

O que começou como uma celebração local foi engrossando e o caudal de participantes ultrapassou as seis centenas de pessoas na edição de 2019, para gaudio das gentes locais e de Miguel Simões. Agora que vai abandonar as suas funções na Junta de Freguesia da Freineda, a organização do passeio homenageou Miguel Simões, tornando-o sócio honorário do Clube Escape Livre e entregando-lhe uma placa de prata.

Carlos Monteiro, presidente da Câmara Municipal da Guarda, esteve presente no jantar e congratulou-se pelo regresso das atividades do Clube Escape Livre “pois são importantes e decisivas para a imagem e promoção da cidade da Guarda e para a economia local, tão impactada pela pandemia de Covid-19.”

A caravana, limitada pelo Clube Escape Livre a 29 equipas e 74 participantes para cumprir com todas as regras sanitárias, deixou o Hotel Vanguarda rumo à Serra da Estrela. Um percurso que deixou todos muito satisfeitos pois o tempo primaveril com que foram brindados, deixou-os olhar para o espetacular maciço rochoso de uma forma menos habitual.

Após um percurso digno das realizações do Clube Escape Livre, com passagem pelo Museu dos Lanifícios dos Meios, a caravana parou em Folgosinho para um retemperador almoço no Restaurante Albertino, como habitualmente, uma experiência gastronómica superlativa.

O percurso de regresso à Guarda levou os participantes a conhecer ou revisitar o Museu da Miniatura em Gouveia, espaço de sucesso criado pelo Clube Escape Livre em parceria com o colecionador, Fernando Taborda e a Câmara Municipal. Seguiu-se uma paragem em Videmonte, aldeia serrana cheia de história onde os participantes receberam de oferta um pão tradicional feito em forno de lenha.

O Domingo levou a caravana até ao Quartel-General de Wellington na Freineda, mas o tradicional almoço do Bucho, desta vez, foi dentro de portas para cumprir as regras da pandemia e aconteceu no regresso à Guarda. Isto após um percurso que se estendeu pela paisagem raiana com a emotividade da passagem por vários cursos de água e zonas mais exigentes. No final, todos degustaram um Bucho de excelência onde a confraternização, respeitando todas as medidas de segurança sanitária, foi o culminar de um Raid do Bucho e Outros Sabores que voltou a ser um sucesso.

No final, todos os participantes desejavam saber qual a próxima realização do Clube Escape Livre. O Raid TT Vinhos da Beira Interior terá lugar já nos próximos dias 21 a 23 de maio e para o qual existem só quatro inscrições disponíveis.

Para Luís Celinio, presidente do Clube Escape Livre “Não podíamos ter um melhor regresso às atividades. Um bucho realizado na Primavera, mas num dia de Inverno, foi perfeito e casou com a satisfação de todos os participantes. A presença de tantas pessoas é o reconhecimento da qualidade e férreo compromisso do Clube Escape Livre no respeito de todas as regras de segurança. A 11ª edição do Raid do Bucho e Outros Sabores foi um enorme êxito e o reconhecimento que prestámos a Miguel Simões sublinhou a parceria de sucesso com a Junta de Freguesia de Freineda na divulgação do bucho e desta região da Beira Interior. Agora já pensamos no 4º Raid TT Vinhos Beira Interior, dentro de 15 dias”.

CIMfonia ecoa por toda a Serra da Estrela com grandes espetáculos

Dezenas de espetáculos itinerantes em espaços inusitados e históricos na Serra da Estrel

A Guarda recebeu o primeiro concerto “Concerto do Dia da Europa” , na Sé Catedral da Guarda , neste domingo, com a Orquestra Filarmónica Portuguesa conduzida pelo maestro Osvaldo Ferreira e com a soprano Raquel Camarinha. Até novembro, os 15 municípios da Serra da Estrela e ainda os municípios de Foz Côa e Aguiar da Beira recebem vários concertos e músicos, entre os quais Júlio Resende, Rui Massena, Valéria Carvalho e IAN (finalistas do festival da canção RTP). Vão ainda estrear no CIMfonia as obras das compositoras Fátima Fonte e Ana Seara.

O CIMfonia é o primeiro grande evento de 2021 integrado nos projetos “Festival Cultural da Serra da Estrela, das Beiras e da Raia Histórica”, que visam promover a itinerância cultural no território, dando assim continuidade à iniciativa “Cultura em Rede das Beiras e Serra da Estrela”, criada entre 15 municípios e a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE).

Mas até novembro, todo o território será ‘palco’ para vários concertos icónicos em espaços inusitados e de elevado valor patrimonial, que integram o Festival Cultural da Serra da Estrela, das Beiras e da Raia Histórica – em castelos, ruínas romanas, num parque, num pelourinho, num povoado pré-histórico.

Serão vários os músicos e artistas convidados a atuarem nos 15 municípios que compõem a CIM-BSE e nos dois municípios convidados, Vila Nova de Foz Côa e Aguiar da Beira. De destacar as obras de Fátima Fonte e Ana Seara, encomendadas para o CIMfonia, e também a criação de obras que resultam da interação entre os artistas Rui Massena, IAN, Filipe Raposo, Júlio Resende e jovens músicos da bandas filarmónicas e escolas de música da regiãoOs artistas, a população local e as associações “são decisivos para criarmos uma primeira edição de sucesso do CIMfonia esperamos assim que esta e outras iniciativas estimulem novas ideias e a desejada transformação para as futuras gerações”, justifica o maestro e curador do CIMfonia, Osvaldo Ferreira. Sob a égide do “apelo do interior”, esta iniciativa pretende “através das artes, criar laços orgânicos com a terra, com o passado, na tentativa de proporcionar a melhoria da qualidade de vida nesta região”, concretiza Osvaldo Ferreira.

Depois da estreia do CIMfonia a 9 de maio na Guarda, no dia 28 de maio o Toy Ensemble visita o Castelo de Trancoso com os “Autos das Barcas de Gil Vicente”; a 10 de junho, em Gouveia, atuam João Barradas e o Quinteto de Cordas da Orquestra Sinfónica de Gouveia; a 20 de junho Belmonte recebe Drumming Grupo de Percussão; a 26 de junho, Pinhel conta com a prestação de Júlio Resende, Valéria Carvalho e solistas das Bandas Filarmónicas de Pinhel e Pínzio; a 6 de julho em Figueira de Castelo Rodrigo e dia 30 de julho, em Celorico da Beira, será a vez do concerto do Toy Ensemble; a 31 de julho no Fundão atuam Les Secrets des Roys. No mês de agosto a IAN e a Filarmónica de Manteigas marca presença dia 13 em Manteigas; dia 27 em Fornos de Algodres sobem ao palco do CIMfonia Filipe Raposo e Rita Mariadia 28 no Pelourinho de Aguiar da Beira atua Valéria Carvalho. O mês de setembro terá os seguintes concertos: Covilhã recebe dia 4 o maestro Rui Massena a solo no piano; Mêda a 9, Sabugal a 10 e Seia a 11 e dia 12 em Foz Côa do mesmo mês terão em palco a Orquestra Académica Filarmónica Portuguesa. O último concerto desta iniciativa acontecerá no dia 21 de novembro em Almeida com a atuação do Rare Folk.

O CIMfonia é o culminar de todo um trabalho de cooperação e de construção de sinergias entre 15 Municípios e a CIM-BSE numa estratégia clara de afirmação cultural, de visibilidade e notoriedade externa do território e de divulgação de todo o seu potencial turístico e económico constante do projeto geral “Festival Cultural da Serra da Estrela, das Beiras e da Raia Histórica“.

O CIMfonia está diretamente associado à candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura 2027 e ao compromisso conjunto assumido por 18 parceiros: a CIM-BSE, os 15 Municípios da região das Beiras e Serra da Estrela e ainda os Municípios de Vila Nova de Foz Côa e de Aguiar da Beira na implementação de uma estratégia e plano de ação que contribua para fortalecer o posicionamento da candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura.

Os Festivais “Cultural da Serra da Estrela”, “Cultural das Beiras” e “Cultural da Raia Histórica” são cofinanciados pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.