Templates by BIGtheme NET
Início » Figueira de Castelo Rodrigo (Pagina 5)

Figueira de Castelo Rodrigo

Festivais Culturais apresentados pela CIMBSE

Foi apresentado pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, na sede da Comissão Vitivinícola da Beira Interior, os 3 Projetos de Cultura em Rede a desenvolver no território em 2021 e 2022. Assim, o Festival Cultural da Serra da Estrela, Festival Cultural das Beiras e o Festival Cultural da Raia Histórica.

Deste modo, nestes projetos fazem parte duas iniciativas: Bolsa Artística para a Itinerância Cultural, que promove a cooperação intermunicipal em prol do desenvolvimento de projetos artísticos únicos e inovadores e a CIMfonia, que consiste na concretização de um conjunto de 15 concertos dirigidos por orquestras nacionais.

GNR- Atividade operacional

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de ações policiais, em todo o território nacional, entre as 20h00 de sábado e as 08h00 de hoje, domingo. Estas ações visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções: 10 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • Seis por condução sem habilitação legal;
  • Um por ofensas à integridade física
  • Um por dano;
  • Um por desobediência.
  1. Apreensões:
  • Uma pistola de calibre 6.35 mm;
  • Uma faca;
  • Três doses de cocaína.

Regresso do Escape Livre à estrada

Após cancelamentos e adiamentos ditados pela pandemia, e quando o país procura desconfinar por etapas, o Clube Escape Livre, de forma cautelosa e progressiva, vai regressar ao terreno e apresentou um plano de atividades diversificado a par de novos projetos, numa sessão encerrada com palavras de elogio da Secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira, que se associou ao momento na cidade mais alta de Portugal.

 O Clube Escape Livre não se ajoelhou perante a pandemia e com enorme resiliência e coragem desenhou um completo calendário de atividades para 2021 recheado com três sabores: eventos desportivos, passeios todo-o-terreno e projetos especiais.

Mantendo a tradição, mas agora com todas as regras sanitárias em vigor, jornalistas, patrocinadores e parceiros do Clube Escape Livre conheceram o programa de atividades para 2021 divulgado em Conferência de Imprensa no Cineplace do Centro Comercial La Vie, na Guarda.

Na sua intervenção, o presidente do Município da Guarda, Carlos Monteiro, referiu: “o meu bem-haja pelo convite, pela dimensão e ambição que o Clube Escape Livre tem e o meu bem-haja por essa capacidade de, em tempos difíceis, nos trazer este sinal de esperança.” E acrescentou: “é esta ambição e exemplo do Escape Livre que temos de seguir, nós autarcas, associações e cidadãos, ter esta visão com os pés assentes na terra, mas projetados no horizonte e no céu como limite.”

Um evento de suma importância para o Clube Escape Livre, não só pela apresentação de 18 atividades que preenchem o calendário de 2021, mas pela demonstração inequívoca de resiliência da coletividade durante mais de um ano decorrido desde a chegada da pandemia de Covid-19.

Facto merecedor da atenção da Secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira, que na sua intervenção sublinhou: “bem-haja por trazer as pessoas a estes territórios onde a qualidade dos espaços de alojamento é muito boa, a gastronomia é excelente e também a originalidade de todas as tradições se junta à singularidade destes lugares onde se podem ter experiências únicas. Por isso, fica o meu incentivo à continuação desta meritória ação na promoção e valorização do potencial do interior.” Concluindo: “a dinamização das atividades turísticas no interior tem e assume uma enorme relevância para o desenvolvimento do território e para a valorização do interior, em especial em momentos de grande exigência como o que decorre da pandemia. Mas a tenacidade e a resiliência do Clube Escape Livre são bem conhecidas e ficam evidenciadas pelas inúmeras iniciativas e novidades apresentadas.

E o programa de atividade do Clube Escape Livre não poderia começar da melhor maneira se não com a entrega do Prémio Solidário Transportes Bernardo Marques, no dia 28 de abril, no valor de 1.000€ e que será entregue a uma IPSS da Guarda. Significativamente, no Dia Mundial do Sorriso porque no Clube Escape Livre o sorriso é permanente e contagiante!

No dia 1 de julho será comemorado o 8º aniversário da Cápsula do Tempo – Guarda 2050, uma iniciativa que celebrou o 40º aniversário do Programa Escape Livre, o mais antigo programa de rádio sobre o mundo automóvel em Portugal. A data será assinalada com diversas iniciativas que promovem o debate e a divulgação da região.

Dedicado aos amantes dos Clássicos, o Classic Cars Tour decorrerá de 18 a 20 de junho, com a tradicional dupla vertente de Regularidade Histórica e Passeio Turístico. Um verdadeiro desfile da história automóvel em Portugal e no mundo. Desfile que poderá continuar já na segunda edição do “Termas Centro Classic Cars” agendado para de 10 a 12 de setembro. Um evento de puro prazer na descoberta das Termas do Centro de Portugal e na gastronomia da região, ao volante de carros clássicos.

O sucesso adquirido pela excelência da organização do Clube Escape Livre levou ao reforço da aposta na vertente de competição pura e dura, onde se destaca o regresso do Guarda Racing Days, após a pandemia de Covid-19 ter forçado a anulação da edição de 2020. Decorrerá nos dias 10 e 11 de julho e é uma forte aposta do Município da Guarda assegurando grande espetáculo desportivo que já conta com o interesse de grandes nomes como: Alexandre Borges, vencedor da primeira edição, Rui Sousa e Fernando Peres, campeões nacionais, David Spranger, Pinto dos Santos, e o piloto da Guarda, António Matias, para além das equipas ARC Sport e Milfa.

Segue-se a 22ª edição do Slalom Sprint de Castelo Rodrigo (24 e 25 de julho) e da 5ª edição do Drift de Pinhel (21 e 22 de agosto), ambos a pontuarem para as respetivas competições nacionais.

A vertente todo-o-terreno é a que tem mais peso nas atividades do Clube Escape Livre em 2021. Destacamos a 11ª edição do Raid do Bucho e Outros Sabores, que se realiza no mês de maio com a caravana a apreciar a gastronomia local, a beleza das paisagens serranas e a cultura oferecida em doses generosas com visitas a museus e a recriação histórica das invasões francesas.

Novidade de 2020, o passeio “Nos Caminhos das Gravuras Rupestres” surpreendeu e regressa para um percurso que bordeja as margens dos rios Côa e Douro e mostra a riqueza gastronómica e histórica em programas de dois dias servidos nos últimos dias de julho e primeiros de agosto.

O mês de outubro será recheado de iniciativas com a realização do “Mercedes-Benz 4MATIC Experience – Caminhos de Santiago”, da 18ª edição do “Off Road Bridgestone/First Stop – Centro de Portugal” e da 10ª Aventura Dacia 4×2. A primeira destacará a visita à Porta Santa da Catedral de Santiago, aberta pela primeira vez após 11 anos de interregno e por isso será aventura marcante do Clube Escape Livre em 2021. A segunda é um passeio exclusivo para os sócios do Clube Escape Livre e do Automóvel Club de Portugal. Quanto ao passeio dedicado aos proprietários Dacia Duster 4×2 e 4×4 e Sandero Stepway, celebrará 10 anos de intenso sucesso em plena serra da Estrela.

O altamente concorrido, o “She’s Mercedes Off Road Experience”, dedicado às condutoras de modelos Mercedes-Benz, entra na sua 4ª edição e passará pelas espetaculares paisagens de uma serra da Estrela banhada pelo outono entre os dias 12 a 14 de novembro. O calendário de atividades do Clube Escape Livre encerra-se com a 5ª edição do Raid TT Vinhos Beira Interior que terá como pano de fundo a bela vila de Pinhel e um percurso inédito e desafiador que será compensado com a prova dos melhores néctares da Beira Interior e uma gastronomia de deixar água na boca.

                                                 Quatro grandes novidades para 2021

 

O Clube Escape Livre tem tradição de lançar novidades, mesclando lazer com cultura, gastronomia com percursos intensos. Para 2021, há quatro novidades muito importantes que foram reveladas na conferência de imprensa de apresentação do Programa de Atividades 2021.

José Saramago escreveu o livro “A Viagem do Elefante”, que relata a viagem de um elefante, chamado Salomão, oferecido por D. João III ao seu primo Maximiliano II, Arquiduque da Áustria. Ora, o Clube Escape Livre vai recriar essa viagem num passeio de todo-o-terreno de Lisboa a Figueira de Castelo Rodrigo, num percurso desenhado a bordo do excelente Vitara da Suzuki, marca oficial do “Caminho de Salomão”.

Percorrer as magníficas estradas nacionais que passam pela região da Beira Interior é a proposta das “Rotas de Portugal com SEAT”. A estreia será com a N18, cujo quilómetro zero está na Guarda e termina em Ervidel, no Alentejo. Seguir-se-ão, sempre ao volante de um SEAT, as estradas EN221, EN16 e EN17 na iniciativa “Rotas de Portugal com SEAT”.

O Clube Escape Livre está atento à evolução da mobilidade elétrica e com a chancela da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) e o apoio da Mercedes EQ – divisão elétrica da Mercedes Benz, vai realizar a 1ª Volta Elétrica a Portugal. Vários jornalistas vão estar a bordo do Mercedes EQA, acabado de chegar ao mercado nacional, percorrendo Portugal de lés a lés por algumas das mais belas e espetaculares estradas nacionais. Testando, ao mesmo tempo, a rede nacional de carregamento.

Neve em Lisboa no mês de agosto?! A rica história do nosso país secular diz-nos que há mais de 400 anos, mais precisamente em 1614, começaram a ser transportados, diariamente, da serra da Estrela para a capital do império, entre 450 e 600 quilos de neve! Uma forma medieval de ter água fresca que, hodiernamente, é conseguida com os refrigeradores. Esta verdadeira aventura encaixa no espírito do Clube Escape Livre e por sugestão de Carvalho Rodrigues, cientista natural de Casal de Cinza, no concelho da Guarda, vai ser recriado todo o processo, mas desta feita com o transporte a ser feito com a potência dos cavalos modernos dos veículos todo-o-terreno.

Comentando o calendário de atividades do Clube Escape Livre, o presidente do clube, Luís Celínio sublinhou: “a intensa atividade a que nos propusemos, depois de todas as dificuldades vividas, em 2020 é um enorme esforço de toda a equipa, mas sabemos que os nossos associados e participantes nas iniciativas estão sedentos de se reunir com a natureza, com a gastronomia e com a evasão após mais de um ano de uma pandemia e de confinamentos. O reconhecimento que recebemos a cada ano é a motivação que nos mantém resilientes e firmes na intenção de continuar a ser a bandeira de divulgação da Guarda e das regiões que acolhem os nossos eventos. Cumprir todo o nosso calendário de atividades, respeitando escrupulosamente as regras de segurança, será a nossa quota parte de vitória sobre este vírus que abalou a vida de todos nós.”

 

GNR- Atividade operacional do fim de semana

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de ações policiais, em todo o território nacional, entre as 20h00 de sábado e as 08h00 de hoje, domingo. Estas ações visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções: 29 detido sem flagrante delito, destacando-se:
  • 12 por condução sob o efeito do álcool;
  • Nove por condução sem habilitação legal;
  • Três por furto;
  • Dois por desobediência;
  • Dois por resistência e coação;
  • Um por tráfico de estupefacientes.
  1. Apreensões:
  • 34 doses de haxixe;
  • Cinco doses de cocaína.
  1. Trânsito:

Fiscalização125 infrações detetadas, destacando-se:

  • 22 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • Sete relacionadas com tacógrafos;
  • Cinco por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • Cinco por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório;
  • Dois por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • Uma por iluminação e sinalização.

Sinistralidade: 22 acidentes registados, destacando-se:

  • Dois feridos graves;
  • Oito feridos leves.

Portugal avança para a 3ªfase de desconfinamento

O Conselho de Ministros aprovou o decreto que regulamenta o estado de emergência decretado pelo Presidente da República.
Prosseguindo a estratégia gradual de levantamento de medidas de confinamento no âmbito do combate à pandemia da doença Covid-19, e tendo em conta a avaliação dos critérios epidemiológicos de definição de controle da pandemia, foi decidido avançar tal como estava previsto na generalidade do país à exceção daqueles concelhos em que o risco de transmissão é considerado elevado.
A retoma do ensino presencial para os alunos do ensino secundário e do ensino superior avança em todo o território continental, independentemente do nível de risco de cada concelho.
Atendendo ao estado epidemiológico do país bem como à taxa de incidência dos concelhos que merecem mais atenção e o seu prolongamento no tempo, as medidas de combate à pandemia, a partir do dia 19 de abril, serão aplicadas em conformidade com os seguintes níveis:
Um primeiro nível, em que o plano de desconfinamento recua para a fase anterior. Neste patamar, encontram-se os concelhos que, pela segunda avaliação quinzenal consecutiva, se encontram com uma taxa de incidência superior a 240 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. Deste grupo fazem parte os concelhos de Moura, Odemira, Portimão e Rio Maior, aos quais se vão aplicar, designadamente, as seguintes medidas:
Encerramento de:
– Esplanadas;
– Lojas até 200 m2 com porta para a rua;
– Ginásios;
– Museus, monumentos, palácios, galerias de arte e similares.
Proibição de:
– Feiras e mercados não alimentares (por decisão municipal);
– Modalidades desportivas de baixo risco;
Permite-se o funcionamento de:
-Comércio ao postigo;
– Salões de cabeleireiros, manicures e similares, após marcação prévia;
– Estabelecimentos de comércio de livros e suportes musicais;
– Parques, jardins, espaços verdes e espaços de lazer;
– Bibliotecas e arquivos;
Um segundo nível, em que o plano de desconfinamento não avança para a fase seguinte nem retrocede. Nesta categoria estão os concelhos que, pela segunda avaliação quinzenal consecutiva, se encontram com uma taxa de incidência superior a 120 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. Assim, são sete os concelhos que irão permanecer na segunda fase do plano de desconfinamento: Alandroal, Albufeira, Beja, Carregal do Sal, Figueira da Foz, Marinha Grande e Penela. Assim, as medidas que vão continuar em vigor nestes concelhos são as seguintes:
Permite-se:
– Funcionamento de lojas até 200 m2 com porta para a rua;
– Feiras e mercados não alimentares (por decisão municipal)
– Funcionamento de esplanadas (com a limitação máxima de 4 pessoas por mesa) até às 22h30 nos dias de semana e até às 13h aos fins de semana;
– Prática de modalidades desportivas consideradas de baixo risco;
– Atividade física ao ar livre até 4 pessoas;
– Funcionamento de ginásios sem aulas de grupo;
– Funcionamento de equipamentos sociais na área da deficiência.
Um terceiro nível, em que o plano de desconfinamento avança para a terceira fase, tal como anunciado aquando da sua apresentação. Assim, nos restantes concelhos do continente, além das medidas em vigor desde 5 de abril, aplicam-se as seguintes:
Permite-se a abertura de:
– Todas as lojas e centros comerciais;
– Restaurantes, cafés e pastelarias (com o máximo 4 pessoas por mesa no interior ou 6 por mesa em esplanadas), até às 22h30 nos dias de semana ou 13h nos fins-de-semana e feriados;
– Cinemas, teatros, auditórios, salas de espetáculos;
– Lojas de cidadão com atendimento presencial por marcação.
Autoriza-se a prática de:
– Modalidades desportivas de médio risco;
– Atividade física ao ar livre até 6 pessoas;
– Realização de eventos exteriores com diminuição de lotação (5 pessoas por 100 m ²);
– Casamentos e batizados com 25% de lotação.
Fonte:CMGP

Boletim Epidemiológico até dia 13, área da ULS Guarda

Após a publicação do Boletim Epidemiológico até ao dia 13, o balanço é positivo, neste período aconteceram mais 16 casos (11 824 no total), mais 31 recuperados (11 465 no total) e mais 1 morto (340 no total)
Neste momento estão 19 ativos na área da ULS Guarda, Mêda tem 7 casos,Foz Côa e Gouveia com 3 casos, Celorico da Beira e Guarda com 2 casos e Fornos de Algodres  e Almeida com 1 caso e Figueira, Manteigas, Pinhel, Sabugal, Seia e Trancoso com zero casos.

Por sua vez , Aguiar da Beira tem 2 casos.

aBEIRAr foi apresentada num palco natural

Teve lugar no Covão D’Ametade , a apresentação pública de aBEIRAr : Parceria de Ciência Cidadã para a Valorização do Território, uma iniciativa da Rede Intermunicipal de Bibliotecas das Beiras e Serra da Estrela (RIBBSE), apadrinhada pela CIMBSE e em parceria com o Geopark Estrela, UBI e Plataforma da Ciência Aberta do Município de Figueira Castelo Rodrigo.
Face a isso, a Mesa de oradores foi composta por :Presidente da Câmara de Manteigas, Esmeraldo Carvalhinho,  RIBBSE – Catarina Santos, Plataforma de Ciência Aberta de Figueira de Castelo Rodrigo – Maria Vicente, Estrela Geopark – Emanuel Castro, UBI – Vice – Reitor José Marques e o Presidente da CIMBSE, Dr. Luís Tadeu.
É uma parceria de ciência cidadã que tem como missão potenciar o envolvimento e a participação cívica com a ciência, promover o diálogo entre cientistas e cidadãos e despertar o interesse da comunidade na construção de conhecimento e valorização do território.
Este evento vai decorrer de maio a outubro do ano em curso, irá realizar-se em todos os Municípios que compõem a RIBBSE e desenvolve-se sobre os temas: a Água, o Céu e a Rocha.

Novo livro “Governo Local Conceitos, Estratégias e Práticas” em breve disponível

Ex – autarca António Edmundo Ribeiro é o autor

Vai estar disponível no mercado um novo livro da autoria de António Edmundo Ribeiro, que já foi autarca em Figueira de Castelo Rodrigo, vai agora lançar um novo livro com o título “Governo Local, Conceitos, Estratégias e Práticas”, das Edições Sílabo.

Segundo a editora, este livro visa apoiar os eleitos locais no exercício das suas funções, robustecendo conhecimentos e competências na gestão e administração local.
A sua perspetiva multidisciplinar e sistémica concede-lhe também a característica de instrumento de suporte ao estudo de administração pública, ciência política, gestão, economia e direito.
Os conceitos, procedimentos, estratégias e práticas que expõe são a base da gestão autárquica, sendo aplicados quotidianamente nas Freguesias, Municípios, Comunidades Intermunicipais e Áreas Metropolitanas do país.
Livro formativo e holístico, será também um instrumento indispensável para os dirigentes e técnicos das autarquias locais na gestão das suas carreiras e preparação para as avaliações.
Beneficiando da vasta experiência do autor, este livro, esclarecedor, aborda os assuntos sob a forma de «Glossário Técnico», proporcionando leituras breves por vastos temas do Governo Local e orientadas para a prática.

O autor, António Edmundo Ribeiro é Jurista pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, Curso Geral de Gestão pela Nova School of Business and Economics, mestre em Ciência Política pelo ISCSP/UL, pós-graduado em Liderança pela Católica Lisbon School of Business & Economics e em Planeamento pela Xhanghai Business School, Curso Avançado de Gestão Pública pelo INA e doutorando em Administração Pública no ISCSP da Universidade de Lisboa. Gestor Tributário e Aduaneiro, professor auxiliar convidado de Administração Autárquica, Governo e Administração Local e Planeamento Estratégico no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Foi subdiretor-geral das Autarquias Locais; coordenador do Programa Capacitar; técnico-especialista no Gabinete do Secretário de Estado da Administração Local; presidente da Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo; vogal do Conselho Diretivo da Associação Nacional dos Municípios Portugueses, administrador das Águas do Zêzere e Côa S.A.; diretor da Guarda Digital, da Associação das Aldeias Históricas e da Territórios do Côa; conselheiro das Comunidades Portuguesas pelos PALOP, diretor do departamento jurídico do Grupo JFS e professor convidado de Finanças Públicas e Direito Económico na Faculdade de Economia da Universidade Eduardo Mondlane em Moçambique.

foto:Sílabo.pt

O que reabre já dia 5 de abril em Portugal

Foi assim aprovado em Conselho de Ministros realizado na passada quinta-feira o decreto que regulamenta o estado de emergência decretado pelo Presidente da República.
Prosseguindo a estratégia gradual de levantamento de medidas de confinamento no âmbito do combate à pandemia da doença Covid-19, e tendo em conta a avaliação dos critérios epidemiológicos de definição de controle da pandemia, foi decidida a reabertura, no próximo dia 5 de abril, das seguintes atividades:
  • 2.º e 3.º ciclo do ensino básico nos estabelecimentos de ensino públicos, particulares e cooperativos e do setor social e solidário;
  • centros de atividades de tempos livres e centros de estudo e similares, para os alunos que retomam agora as atividades educativas e letivas;
  • equipamentos sociais na área da deficiência;
  • centros de dia de apoio às pessoas idosas;
  • estabelecimentos de comércio a retalho e de prestação de serviços em estabelecimentos abertos ao público, com menos de 200 m2 e porta para a rua;
  • museus, monumentos, palácios e sítios arqueológicos ou similares, nacionais, regionais e municipais, públicos ou privados, bem como de galerias de arte e salas de exposições. Estes equipamentos encerram às 22:30h durante os dias de semana e às 13:00 h aos sábados, domingos e feriados;
  • estabelecimentos de restauração para serviço em esplanadas, com um limite de quatro pessoas por grupo. Estes estabelecimentos devem encerrar às 22:30h durante os dias de semana e às 13:00 h aos sábados, domingos e feriados;
  • permite-se o funcionamento de feiras e mercados, para além das feiras e mercados de produtos alimentares, mediante autorização do presidente da câmara municipal territorialmente competente, de acordo com as regras fixadas;
  • atividade física e desportiva de baixo risco, bem como a prática de atividade física e desportiva em ginásios e academias, estando proibida a realização de aulas de grupo;
  • prática de atividade física ao ar livre, em grupos de até quatro pessoas;
  • no âmbito das instalações desportivas permite-se a abertura de determinados equipamentos: campos de tiro; courts de ténis, padel e similares; circuitos permanentes de motas, automóveis e similares; velódromos; hipódromos e pistas similares; ginásios e academias; pistas de atletismo e campos de golfe.