Templates by BIGtheme NET
Início » Mangualde (Pagina 10)

Mangualde

Projeto AltaMente inicia com espetáculo em Fornos de Algodres

A Primavera é sinónimo de música no Alto Mondego, vão ser oito espetáculos a não perder. O primeiro ciclo de espetáculos que junta os participantes de Mangualde e Nelas decorre em abril e já tem datas marcadas. O segundo que junta Gouveia e Fornos de Algodres está previsto para junho. Será uma inovadora viagem à identidade e tradições musicais Gouveia, Fornos de Algodres, Nelas e Mangualde trazem música AltaMente.

O projeto Alto Mondego’ Rede Cultural continua a deixar marcas no território. Agora o mote é a música e as associações culturais do território voltam a ser os grandes
protagonistas, numa iniciativa que envolve mais de 50 elementos da comunidade. O projeto chama-se AltaMente e é coordenado pelos músicos Bitocas e Artur Fernandes.

A partir da identidade e tradições destes concelhos, as coletividades vão ser desafiadas a cooperar e a explorar novos caminhos artísticos. O resultado vão ser 8 espetáculos imperdíveis. O primeiro é já no dia 2 de abril, em Fornos de Algodres.

A estreia está, assim, marcada para o dia 2 de abril, em Fornos de Algodres, às 21h30, no Anfiteatro do Olival da Vinha. No dia seguinte, 3 de abril, às 21h00, AltaMente chega ao Largo Dr. Couto, em Mangualde. A 10 de Abril, em Gouveia, às 21h00, o espetáculo sobe à Praça do Tribunal. A última apresentação será em Nelas no dia 23 de abril, às
21h30, no Paço dos Cunhas, em Santar.

Música estimula a cooperação artística numa história contada pelo som

“Uma história contada pelo som” é assim que Bitocas Fernandes resume o espetáculo que está a ser criado, no qual não vai faltar, como acrescenta, “surpresa, criatividade, ludicidade, casualidade, espontaneidade e estímulos sonoros” e em que a música chega “de forma não convencional” e desafia a “interatividade entre diferentes músicos e público”.

Os espetáculos vão ocorrer em espaços inusitados, até porque, em cima do “palco”, o espaço é o imaginário. Como explica Artur Fernandes, “representa simbolicamente o confronto e a interação das culturas e suas fronteiras nas diversas fases da relação com o desconhecido: a estranheza, o confronto, a curiosidade, a fusão, a partilha e a miscigenação de saberes”.

Tudo começou com a recolha de material artístico no território. “O recurso à tradição envolve repertórios, instrumentos e práticas musicais, objetos do quotidiano com aptidões sonoras, lengalengas e trava línguas e outras práticas orais de comunicação”, adianta Artur Fernandes que acrescenta que o processo criativo passou por “a partir de novos contextos criativos abordar estes conteúdos da tradição e, simultaneamente, propor novas formas de lidar com as ideias musicais, sem preconceitos”.

Neste momento estão a decorrer as capacitações das associações culturais. Bandas filarmónicas, coros, ranchos folclóricos, todos são bem-vindos. Diferentes estilos, o mesmo objetivo: dar a conhecer o melhor do Alto Mondego, através de espetáculos inéditos.

“Os participantes foram revelando espírito de curiosidade e disponibilidade para a experimentação mesmo para os conceitos mais fora da caixa ou menos convencionais. Mostraram ter espírito de cooperação e entusiasmo, o que contribuiu para excelentes momentos de descoberta e diversão”, explica Bitocas Fernandes que faz um balanço muito positivo das oficinas.
“Este tipo de iniciativas contribuem para a coesão do território, essencialmente no que toca ao património imaterial. São facilitadoras para a interação entre as diversas instituições e territórios.
Achamos que esta iniciativa tem potencial para contribuir para o surgimento ou reforço de novos movimentos artísticos na região”, remata.

Acompanhe em primeira mão todas as novidades na página do facebook da Rede Cultural do Alto Mondego.

O projeto “Alto Mondego Rede Cultural” junta os Municípios de Nelas, Mangualde, Fornos de Algodres e Gouveia e é cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União
Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Fotos: Ruris

Implementação do Projeto “EGuard – Sistema de teleassistência a idosos”

Teve lugar, no âmbito do protocolo celebrado entre o Município de Mangualde e a Guarda Nacional Republicana (GNR) para a implementação do Projeto “EGuard – Sistema de teleassistência a idosos”, a Vereadora da Ação Social, Maria José Coelho,  juntamente com os militares da Seção de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário do Destacamento da GNR de Mangualde, Cabo Chefe José Lopes e Cabo Figueiredo, procedeu à entrega dos dispositivos de teleassistência aos munícipes identificados como estando em situação de dependência, isolamento e sem apoio familiar.

Este equipamento visa proporcionar aos idosos um apoio incondicional no âmbito da segurança, pois permite a monitorização e acionamento de meios de socorro através de uma chamada para a Sala de Situação da GNR, bastando para tal premir o botão de SOS, ou em caso de queda/acidente o acionamento automático e imediato. As despesas com a implementação e manutenção deste Projeto são assumidas pelo Município, nomeadamente as decorrentes da aquisição dos dispositivos, a atualização/manutenção da Plataforma “EGuard” e as respetivas comunicações.

Maria José Coelho congratulou-se com a chegada deste projeto ao concelho, destacando a excelente articulação e efetividade da parceria com a Guarda Nacional Republicana, bem como o sentimento transmitido pelas pessoas recetoras do equipamento, de grande alegria, felicidade e perceção de segurança”.

O Projeto “EGuard” é um projeto inovador que irá combater o isolamento e a capacitação da população sénior, através da criação de respostas integradas, sobretudo nas componentes fundamentais da saúde e segurança que visa apostar na proximidade ao cidadão e na cooperação e articulação institucional.

 

XXIII Governo Constitucional deverá tomar posse dia 30 de março

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, aceitou a proposta de nomeação dos Secretários de Estado apresentada pelo Primeiro-Ministro indigitado, António Costa. A posse do XXIII Governo Constitucional está prevista para quarta-feira, 30 de março, pelas 17h00, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, em cerimónia restrita.

Aqui fica a equipa completa de ministros e secretários de estado do novo Governo de Portugal:

Na dependência do Primeiro-Ministro António Costa
Secretário de Estado da Digitalização e da Modernização Administrativa – Mário Filipe Campolargo
Secretário de Estado dos Assuntos Europeus – Tiago Antunes
Na dependência da Ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva
Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros – André Moz Caldas
Secretário de Estado do Planeamento – Eduardo Pinheiro
Secretária de Estado da Administração Pública – Inês Ramires
Na dependência do Ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho
Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação – Francisco André
Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas – Paulo Cafôfo
Secretário de Estado da Internacionalização – Bernardo Ivo Cruz
Na dependência da Ministra da Defesa Nacional, Helena Carreiras
Secretário de Estado da Defesa Nacional – Marco Capitão Ferreira
Na dependência do Ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro
Secretária de Estado da Administração Interna – Isabel Oneto
Secretária de Estado da Proteção Civil – Patrícia Gaspar
Na dependência da Ministra da Justiça, Catarina Sarmento e Castro
Secretário de Estado Adjunto e da Justiça – Jorge Alves Costa
Secretário de Estado da Justiça – Pedro Ferrão Tavares
Na dependência do Ministro das Finanças
Secretária de Estado do Orçamento – Sofia Batalha
Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais – António Mendonça Mendes
Secretário de Estado do Tesouro – João Nuno Mendes
Na dependência da Ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes
Secretária de Estado da Igualdade e Migrações – Sara Guerreiro
Secretário de Estado da Juventude e do Desporto – João Paulo Correia
Na dependência do Ministro da Economia e do Mar, António Costa Silva
Secretário de Estado da Economia – João Neves
Secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços – Rita Marques
Secretário de Estado do Mar – José da Cunha Costa
Na dependência do Ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva
Secretária de Estado da Cultura – Isabel Rodrigues Cordeiro
Na dependência da Ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elvira Fortunato
Secretário de Estado do Ensino Superior – Pedro Lopes Teixeira
Na dependência do Ministro da Educação, João Costa
Secretário de Estado da Educação – António Leite
Na dependência da Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho
Secretário de Estado do Trabalho – Luís Miguel Fontes
Secretário de Estado da Segurança Social – Gabriel Bastos
Secretária de Estado da Inclusão – Ana Sofia Antunes
Na dependência da Ministra da Saúde, Marta Temido
Secretário de Estado Adjunto e da Saúde – António Lacerda Sales
Secretária de Estado da Saúde – Maria de Fátima Fonseca
Na dependência do Ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro
Secretário de Estado do Ambiente e da Energia – João Galamba
Secretário de Estado da Conservação da Natureza e Florestas – João Paulo Catarino
Secretário de Estado da Mobilidade Urbana – Jorge Delgado
Na dependência do Ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos
Secretário de Estado das Infraestruturas – Hugo Santos Mendes
Secretária de Estado da Habitação – Marina Gonçalves
Na dependência da Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa
Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional – Isabel Ferreira
Secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território – Carlos Miguel
Na dependência da Ministro da Agricultura e Alimentação, Maria do Céu Antunes
Secretário de Estado da Agricultura – Rui Martinho
Secretária de Estado das Pescas – Teresa Coelho

fonte:GP

 

Obras da Linha da Beira Alta debatidas em Mangualde

Com esta modernização, na linha da Beira Alta que vai ficar apta à circulação de comboios de mercadorias até 750 metros e ficará equipada com o sistema de sinalização europeu ERTMS. Isto traduz-se numa quase duplicação da capacidade de transporte de mercadorias por esta linha.

O Vice-Presidente da Infraestruturas de Portugal (IP), Carlos Fernandes, esteve em Mangualde a propósito das obras de requalificação e modernização da linha ferroviária da Beira Alta, que representam um investimento de mais de 500 milhões de euros e que ficarão concluídas até 2023.

Esta visita incluiu uma reunião de trabalho entre a equipa da IP, o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Marco Almeida, e o Vice-Presidente, João Cruz, onde foram abordadas questões locais face às obras que já decorrem na ferrovia no concelho de Mangualde. Após a reunião realizou-se uma visita à obra.

Marco Almeida destacou que este é um investimento fulcral para o concelho de Mangualde, pois reforça o posicionamento do território e promove mobilidade territorial. Com este investimento e melhoria das condições da circulação ferroviária ganha toda a região, ganha o interior do país”.

Programa “CRESCER 2024” já disponível para candidaturas

As candidaturas ao programa “CRESCER 2024”, já estão abertas,  uma medida lançada pela Federação Portuguesa de Futebol em parceria com as várias associações de futebol distritais e regionais de futebol.

O principal objetivo passa por criar um fundo de apoio aos clubes tendo em vista a melhoria/requalificação ou criação de infraestruturas que permitam fazer crescer o número de praticantes de futebol e futsal.

Nesse sentido, os clubes devem proceder à submissão das respetivas candidaturas, em conformidade com os termos regulamentares previstos, até ao dia 31 de agosto de 2022.

REGULAMENTO Programa “Crescer 2024”

Ficha de Candidatura

Ficha de Beneficiário

fonte:FPF

8.º Fórum Vê Portugal  vai ser em Tomar

A cidade de Tomar vai receber, de 6 a 9 de junho, a 8.ª edição do Fórum de Turismo Interno “Vê Portugal”, uma iniciativa emblemática do Turismo Centro de Portugal, que todos os anos junta especialistas nacionais e internacionais para uma discussão alargada sobre os desafios colocados ao turismo interno.

Tomar sucede a Viseu, Aveiro, Coimbra, Leiria, Guarda, Castelo Branco e Caldas da Rainha, as cidades do Centro de Portugal que acolheram as edições anteriores. Este ano, o tema central do evento é “A Era Pós-Covid-19 e o Turismo: Olhos Postos no Futuro!”.

A apresentação do evento aconteceu hoje, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Tomar, com a participação de Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal, de Anabela Freitas, presidente da Câmara Municipal tomarense, de João Freitas Coroado, presidente do Instituto Politécnico de Tomar, e de Adriana Rodrigues, chefe do Núcleo de Comunicação, Imagem e Relações Públicas do Turismo Centro de Portugal. Ler Mais »

Obras de requalificação da Escola Secundária Felismina Alcântara em bom ritmo

Teve lugar a visita às obras de requalificação da Escola Secundária Felismina Alcântara (ESFA)., com Marco Almeida, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, a acompanhar a equipa da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DEGEstE) , ainda participou o vereador da Educação, Rui Costa, a Direção do Agrupamento de Escolas, Agnelo Figueiredo e Maria Goreti Tavares, e Margarida Cunha, da Divisão de Obras Públicas do Município de Mangualde.

É um investimento importante para o concelho, pois estamos a melhorar as condições de ensino para os jovens, para os professores e para toda a comunidade escolar. Sabemos que eles são o futuro e é essencial que tenham as melhores condições hoje para serem a sua melhor versão amanhã”, destacou Marco Almeida.

MELHORAR A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DO ESPAÇO E AMPLIAÇÃO DO PAVILHÃO DAS OFICINAS

A obra levada a cabo pela autarquia mangualdense representa um investimento de cerca de 1.500.000€, tem como objetivo melhorar a eficiência energética do espaço. A intervenção visa o isolamento de toda a envolvente exterior dos pavilhões, caixilharia, isolamento e impermeabilização das coberturas, ainda pinturas gerais e substituição do pavimento das salas de aula e pavilhões, substituição das redes de água e redes de incêndio. Nestas obras foi igualmente comtemplada a substituição das coberturas do amianto no pavilhão gimnodesportivo e nos cobertos de ligação entre pavilhões e a ampliação do Pavilhão das Oficinas.

NOVO MOBILIÁRIO E EQUIPAMENTO

Como parte integrante da requalificação faz parte a aquisição de novo mobiliário para as salas de aula. Mesas, cadeiras, bancadas de laboratório, novo equipamento desportivo para o pavilhão gimnodesportivo, entre outro equipamento que irá permitir melhorar o conforto de professores e alunos da Escola Secundária Felismina Alcântara

“Tradicional Festa e Feira de São Marcos” na Freixiosa a 24 e 25 de abril

Ruth Marlene vai subir ao palco
Vai realizar-se a “Tradicional Festa e Feira de São Marcos”, já ocorre anualmente há muitos anos na freguesia da Freixiosa, concelho de Mangualde, tendo sido apenas interrompida a sua realização durante 2020 e 2021 devido à pandemia de COVID-19, tornando-se com o tempo, num evento muito conhecido pelas populações de Mangualde, de carácter religioso e lúdico.
Este ano, a novidade é a noite do dia 24 de abril, onde  a artista Ruth Marlene será a cabeça de cartaz e que irá atuar nessa mesma noite. Para além da artista, a presença da banda musical “Bora lá” e no culminar da noite a presença de um DJ.
Nesta realização, no dia 25 com a habitual missa campal no próprio recinto, a tradicional feira, a presença de grupos musicais para animar os visitantes e, também, a presença dos pastores com os seus rebanhos de ovinos.
Um fim de semana que promete animação e diversão.
foto;DR

Balanço “extremamente positivo” da Região de Viseu na BTL 22

Nuno Martinho, Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, enaltece “o esforço e envolvimento” de todos os 14 municípios, equipas e parceiros que, pela primeira vez, permitiram uma presença conjunta da região no maior evento de promoção turística do país. “Toda a operação foi vista como um sucesso e um exemplo. Cumprimos o nosso objetivo principal: levar a região às pessoas e assim contribuir para a coesão e desenvolvimento económico do território. Parabéns a todos.”

Nuno Martinho, Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, faz um balanço “extremamente positivo” daquela que foi a primeira presença conjunta da região na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa. “Foi muito mais do que uma presença inédita, foi uma presença histórica, no sentido em que se revelou também um verdadeiro sucesso em termos de programação, adesão e promoção do território”, salienta.

Ao longo de cinco dias, num stand conjunto com mais de 200 m2 e de 50 horas de programação, os 14 municípios da região apresentaram 80 momentos e experiências de comunicação, versando aqueles que são os mais relevantes eixos de promoção definidos: Turismo de Natureza e Desporto, Gastronomia e Cultura.

“A presença na BTL foi um enorme sucesso. É um orgulho poder constatar que os grandes projetos da região Viseu Dão Lafões estão a cumprir o seu grande objetivo, que é chegar às pessoas e, assim, contribuir para o desenvolvimento e coesão do território”, continua Nuno Martinho, fazendo questão de realçar o contributo de cada município naquele que foi “um programa sempre dinâmico, apelativo e recheado de pontos de interesse, tornando histórica esta presença na BTL”.

“É um orgulho constatar que toda a operação foi vista como um sucesso e um exemplo. Cumprimos o nosso objetivo principal: levar a região às pessoas e assim contribuir para a coesão e desenvolvimento económico do território. É da mais elementar justiça referir que o sucesso da presença da CIM Viseu Dão Lafões na BTL é responsabilidade de cada um dos 14 municípios e de todas as equipas e parceiros envolvidos, no esforço e compromisso conjunto na promoção do território Viseu Dão Lafões. Mais uma vez, a região foi um exemplo de união e de maturidade, como aliás teve oportunidade de referir a Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa. Parabéns a todos”.

ESTRATÉGIA DE PROMOÇÃO CONTINUA

Nuno Martinho refere que a estratégia de promoção desenhada tem trazido excelentes resultados na ativação da região enquanto destino, fazendo com que Viseu Dão Lafões e todos os seus atributos ocupem cada vez mais uma posição de centralidade e destaque na oferta turística nacional. Um dos produtos de grande destaque é a Ecopista do Dão, uma âncora entre todos os recursos locais integrados e vocacionados para o Turismo de Desporto e Natureza. No final do verão, a Ecopista do Dão será finalmente ligada à Ecopista do Vouga, acrescentando assim 66 Km àquela que já era a maior ecopista nacional. “Paralelamente, continuaremos a desenvolver todos os esforços para que sejam implementados pela Administração Central os investimentos necessários, que complementem todo o trabalho desenvolvimento localmente. Essa foi uma nota que o presidente da CIM, Fernando Ruas, deixou clara em plena BTL”, concluiu Nuno Martinho.

CIM VISEU DÃO LAFÕES NA BTL

Entre os dias 16 e 20 de março, a CIM Viseu Dão Lafões desenvolveu uma presença pioneira na BTL. A região viajou até à capital para dar a conhecer os grandes atributos do território, naquela que foi a primeira presença una e integrada dos seus 14 municípios na BTL, através de um inédito stand próprio e todo um programa de atividades associado.

Esta participação inédita mostrou o best of de atributos da região de Viseu Dão Lafões: um destino com propostas à medida dos amantes do universo mais zen mas também dos amantes da aventura. Viseu Dão Lafões apresentou-se como a região do país onde, sem a confusão das grandes cidades, é possível viajar em busca da adrenalina e agitação, mas também encontrar o lugar perfeito para um retiro.

Turismo de natureza; gastronomia e vinhos; cultura e património e saúde e bem-estar foram os eixos de ativação e comunicação desta presença pioneira na BTL.

Fotos:CVDL

Mangualde marcou presença na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa

Mangualde marcou uma vez mais presença na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorreu de 16 a 20 de março, na FIL – Feira Internacional de Lisboa. Inserido na participação da Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões (CIM-VDL), o Município teve oportunidade de dar a conhecer os atributos turísticos, gastronómicos e culturais do concelho, naquele que é maior certame português dedicado ao turismo. A apresentação foi acompanhada pelo Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Marco Almeida.

Na apresentação do Município foram postas à prova as iguarias gastronómicas do concelho: pasteis de feijão, queijo Serra da Estrela DOP, mel, doce de mirtilo, cavacas de Mangualde e o vinho do Dão.

O momento contou com a participação musical dos mangualdenses Raquel e Rodrigo, que pode ser vista ou revista na página de Facebook do Município.

Marco Almeida, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, sobre a presença do Município na BTL, considera que «as nossas potencialidades turísticas, gastronómicas e culturais estiveram em destaque no maior certame dedicado ao turismo que se realiza no país – BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa. Esta foi uma oportunidade de mostrarmos e valorizarmos uma parte do grande potencial do nosso concelho, Mangualde, e desafiarmos os presentes a visitarem-nos.»

Os visitantes da BTL tiveram ainda a oportunidade de conhecer a exposição patente de Bordados de Tibaldinho e de trabalhos da ceramista Maria do Amparo. Durante o momento de apresentação foi ainda divulgada a agenda de eventos para 2022, nomeadamente o regresso da secular Feira dos Santos, após dois anos sem se realizar devido à pandemia.

Fotos:Mun.Mangualde