Templates by BIGtheme NET
Início » Região (Pagina 30)

Região

Volta a Portugal de Juniores com passagem na região

Vai decorrer, a 15.ª Edição da Volta a Portugal de Junioresde 26 a 29 de agosto, com a realização da 3.ª etapa entre Gouveia e Seia. A Volta a Portugal de Juniores é uma corrida disputada pelo pelotão sub-19, que contempla quatro etapas e um total de 347,7 quilómetros. A etapa inaugural terá lugar a 26 de agosto, com partida e chegada em Almeida, estendendo-se por um percurso de 92,6 quilómetros.

A segunda etapa, a 27 de agosto, irá ligar Sabugal a Penamacor através de um traçado de 129,4 quilómetros. A 28 de agosto, a cidade de Gouveia será palco do início da 3.ª etapa, com um contrarrelógio individual de 14,8 quilómetros com final na cidade de Seia. A partida será dada pelas 16h00, na Rua Dr. Mário Gomes Figueira (junto ao Centro de Saúde de Gouveia), com passagem pelas freguesias de Moimenta da Serra, Paços da Serra, Santa Marinha e S.Martinho. A chegada à Avenida Luís Vaz de Camões, em Seia, irá ter lugar cerca das 16h20.

A finalizar a Volta, no dia 29 de agosto, irá ter lugar a 4.ª e última etapa, uma viagem de 110,9 quilómetros, entre Celorico da Beira e a cidade da Guarda, naquela que faz desta a etapa-rainha da competição, já que os jovens ciclistas terão de ultrapassar a exigente subida das Penhas da Saúde, contagem de montanha de primeira categoria. Será na capital de distrito que se irá conhecer o vencedor desta 15.ª Volta a Portugal de Juniores.

Mangualde-“Verão Estrelas” foi um sucesso

 

Teve lugar no Município de Mangualde recentemente, o evento “Verão Estrelas”. Realizado pela primeira vez este ano, “Verão Estrelas” realçou a beleza natural da Serra das Pousadas, em Guimarães de Tavares, o ponto mais elevado do concelho de Mangualde, tornando-a palco de três noites memoráveis com artistas locais de grande valor: Zé Júlio Figueiredo, Miguel Rodrigues e Francisco Sales. O evento contou com a presença do Presidente da Câmara de Mangualde, Elísio Oliveira, do Vereador da Cultura, João Lopes, e do Presidente da União das Freguesias de Tavares, Alexandre Constantino.

 O momento incluiu também sessões de observação do Universo através de telescópio, e projetadas em vídeo led, acompanhadas pelas sábias palavras do Professor Ângelo Fernandes, membro da Academia STEM Mangualde, que encantou o público com as suas explicações sobre o que estava a ser observado. Foram três aulas de astronomia que enriqueceram todos os presentes. Os participantes receberam ainda um kit oferta da União das Freguesias de Tavares que incluía uma chávena alusiva ao evento, onde no final da noite puderam tomar um acolhedor chocolate quente.

O projeto “Verão Estrelas” foi uma iniciativa do Município de Mangualde, promovido no âmbito do Projeto Intermunicipal “Cultura no Dão” cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional. A organização esteve a cargo da Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, que contou com a colaboração da União das Freguesias de Tavares e com a parceria da Academi@ STEM Mangualde.

O Município de Mangualde e a Biblioteca Municipal de Mangualde agradecem a todas as pessoas e entidades que ajudaram na organização e execução deste evento, nomeadamente, à equipa da BMM; Academia STEM na pessoa do Professor Ângelo; União das Freguesias de Tavares; Unidade Local da Proteção Civil da União das Freguesias de Tavares; Bombeiros Voluntários de Mangualde; Técnicos de som e luz da Ritmos Admiráveis, António Ferreira (Voz off), e a todos individualmente que tornaram possível a realização deste evento.

Aldeia Histórica de Castelo Rodrigo celebra raízes judaicas

“Exodus” é o tema do evento do Ciclo “12 em Rede | Aldeias em Festa” 2021 na Aldeia Histórica de Castelo Rodrigo, que acontece no próximo dia 28 de agosto. Um dia para recordar a presença de uma comunidade judaica na Aldeia Histórica de Castelo Rodrigo, com um programa pleno de atividades para toda a família.

Conservam-se, até aos nossos tempos, várias marcas da permanência de uma comunidade judaica na Aldeia Histórica de Castelo Rodrigo. É o caso, por exemplo, da Casa do Rabino (uma habitação com uma estrela de cinco pontas no peitoril, que seria a residência do representante da comunidade judaica), da Cisterna Medieval (que terá sido uma antiga sinagoga), ou da antiga judiaria. Castelo Rodrigo terá sido um dos refúgios do povo judeu, na Península Ibérica.

Também o imaginário popular do povo da aldeia está repleto de mitos sobre esta comunidade: como a famosa Lenda da Marofa, sobre Zacuto e a sua filha Ofa, judeus que terão escolhido aquela Aldeia Histórica como nova morada, ou a história de Epharim Bueno, de nome cristão Martim Álvares, que, por ser judeu, deixou a sua terra Natal, Castelo Rodrigo, para estudar e tornar-se médico.

Para celebrar esse legado, no próximo dia 28 de agosto, o tema do Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa” 2021 é o “Exodus”. Lembrando o livro sagrado que conta a saída dos judeus para fora da sua Israel Natal (“Êxodo”), simboliza as partidas e chegadas de que Castelo Rodrigo tem sido palco.

O programa promete um fim de semana de diversão para todos os gostos e idades, com jogos para toda a família, vídeo-visita, workshops de cozinha, showcookings, jantar comunitário e um concerto de Manuel de Oliveira com Marco Rodrigues.

Este ano, o Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa” 2021 prevê uma atividade complementar, no domingo, dia 29 de agosto: uma caminhada e degustação de petiscos e vinhos da Adega de Figueira de Castelo Rodrigo, no Convento de Santa Maria de Aguiar.

Devido à pandemia, a participação nos eventos do Ciclo “12 em Rede | Aldeias em Festa” será limitada e sujeita a inscrição prévia – mas a festa poderá ser sentida e vivida em todo o mundo, via streaming, no Facebook das Aldeias Históricas de Portugal.

A inscrição, que é gratuita, pode ser feita para a totalidade do evento ou apenas para um momento específico, como um concerto ou uma visita guiada – sendo que o limite de participantes dependerá do espaço e da tipologia de cada atividade. Para se inscrever para o programa da festa na Aldeia Histórica de Castelo Rodrigo é necessário contactar o Posto de Turismo de Castelo Rodrigo, através do contacto 271311277, o e-mail turismocr@cm-fcr.pt ou as Aldeias Históricas de Portugal, junto do número 275 913 395 ou do e-mail inovacao@aldeiashistoricasdeportugal.com.

Este evento é promovido pela Associação de Desenvolvimento Turístico Aldeias Históricas de Portugal, numa organização do Município de Figueira de Castelo Rodrigo, Junta de Freguesia de Castelo Rodrigo, Associações e Agentes económicos locais. Uma iniciativa apoiada pelo Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE).

Participe nesta festa e viva grandes emoções na Aldeia Histórica de Castelo Rodrigo!

Programa do evento e limite de participantes
Sábado, 28 de agosto
10h – 19h – Programação de Jogos para toda a Família
Local: Rua da Cadeia

10h30 – Apresentação da Plataforma de vídeo-visita
Local: Início na Porta do Sol

11h – Workshop #1 – Saberes e Sabores – O Pão
Local: Forno Comunitário
15 pax máx

13h – Chef Álvaro Costa – Comida d’época – Showcooking
Local: Cozinha Comunitária
15 pax máx

15h30 – Workshop #2 – Saberes e Sabores – O Azeite
Local: Pátio do Castelo
15 pax máx

16h30 – Workshop #3 – Saberes e Sabores – A Amêndoa
Local: Sabores da Geninha
15 pax máx

17h30 – Workshop #4 – Saberes e Sabores – O Mel
Local: Ginjinha O Castelo
15 pax máx

19h15 – Pôr-do-sol no Castelo
Local: Cantinho Café e Pátio do Castelo
30 pax máx

20h – Comunidade Convida! – Jantar Comunitário
Local: Rua da Cadeia
80 pax máx

22h – Concerto – Manuel de Oliveira com Marco Rodrigues
Local: Palácio de Cristóvão de Moura
90 pax máx

Domingo, 29 de agosto
10h – Caminhada & Degustação
Petiscos & Vinhos da Adega no Convento de Santa Maria de Aguiar
50 pax máx

A festa só acaba em novembro!
O Ciclo “12 em rede – Aldeias em Festa” 2021 só termina em novembro! Depois de Castelo Rodrigo, a festa segue para Marialva, a 11 de setembro; Piódão, a 25 de setembro; Idanha-a-Velha, a 30 de outubro; e Monsanto, a 6 de novembro.

Artigo de Vítor Santos – Saber ser treinador

 

Ainda no mês passado assistimos a mais um momento de violência protagonizado por um treinador sobre o elemento que arbitrava o jogo entre crianças de 11 anos.

Quando pensamos que estes casos já são do passado, existe sempre quem nos recorde que ainda temos muito trabalho a fazer. A época desportiva que agora termina também nos deu indicações, muitas mesmas, de maus comportamentos de treinadores.

Começamos pelo ser treinador. Não é quem quer. Quem paga para ser. É preciso ter talento, ser-se líder e completar com formação. Hoje está quase tudo ao contrário. Não se pode fazer desta formação só uma fonte de receita. Quando não damos relevância aos comportamentos, à ética desportiva, à gestão emocional e ao exemplo, não estamos a formar, mas a vender conhecimento técnico.

Faço desde já uma declaração de interesse: sou acérrimo defensor da formação. O treinador tem de ter competências a vários níveis para o desempenho da função. Deve comprometer-se a fazer toda a formação exigida sem interrupção. Ao não cumprir com este requisito, aí sim ficaria impedido de exercer qualquer função, de forma a não se socorrer de artimanhas para continuar a poder orientar a equipa.

Não sou corporativista e muito menos fundamentalista. É exigida muita formação na área técnica, da qual temos excelentes exemplos em conceção e metodologias de treino, mas poucos “falam com o jogo” como refere o Mister Toni. É o mais importante para se ser treinador. O jogo. Perceber o jogo. Mexer com o jogo. As outras competências adquirem-se e, em muitos casos, complementam-se com elementos, formando excelentes equipas técnicas multidisciplinares.

“Quando deixei de jogar disseram-me que eu tinha de estudar quatro anos para poder ser treinador. Disse-lhes que estavam loucos.” Johan Cruyff

A independência também é muito importante. Mas é uma outra história. A sobrevivência no “emprego” por vezes não o permite.

Na formação temos de ser ainda muito mais exigentes com o perfil do treinador que vai ser responsável pelos “nossos” jovens e crianças. Faz todo o sentido que a exigência de formação a quem trabalha com crianças e jovens seja obrigatória, mas em que os módulos da ética e dos comportamentos sejam tão ou mais relevantes que o da técnica. Educar através do desporto e para o desporto é a prioridade.

O comportamento do treinador é vital no desenrolar de um jogo. A forma como os dois treinadores adversários se respeitam antes, durante e no fim do jogo podem fazer, e fazem, toda a diferença. São comportamentos positivos dissuasores de potenciais conflitos. O desporto é uma atividade neutra. Consideremos o desporto uma ferramenta e a forma como a utilizamos é que vai fazer a diferença. Pode ser utilizada positivamente ou negativamente.

O “saber estar” tem de ser uma atitude na atividade de Ser treinador e ganha uma relevância decisiva a partir do momento em que o treinador entende que, para ser um líder motivador, tem de respeitar o direito dos outros e estar com os outros segundo uma perspetiva de valorização e personalização dos seus colegas adversários. É uma atitude que vai sendo enriquecida, na medida em que o treinador passa a entender o “papel da comunicação” com todos os elementos que partilham, ao mesmo tempo, as atividades da sua modalidade.

Saber ser treinador também não é um saber que se possui quando se termina a carreira de atleta, quando se faz o transfer de qualquer lugar do público ou da universidade para o cargo de treinador. Quem pensa que treinador sai de laboratório também não percebe do jogo. Muitos treinadores com níveis de formação elevados nem clube têm!

O treinador tem a obrigação ética de respeitar todos os que participam nas atividades desportivas, no exercício de funções que lhes são próprias. É isto a que temos assistido no futebol profissional?! A formação exigente e onerosa de nível superior não se interessa pelos valores do desporto?! Muitas contradições levam a que se extremem posições e não se defina de vez uma “carreira” sensata.

Desporto e cultura são atividades diferenciadas das outras. Não é maestro quem quer. O talento tem de estar presente. Muitos confundem talento com vocação.

 

Vítor Santos

Embaixador do PNED

 

Artigo de Paula Miranda–O Coaching é só para adultos?

O Coaching é só para adultos?

Não.

O coaching pode ser aplicado em várias áreas e faixas etárias.

Sou KidCoach com formação pelo ICIJ – Instituto de Coaching Infanto Juvenil, através do Método CoRE KidCoaching, Atendimento Parental e Familiar e Atendimento Escolar. Ampliando a área de atuação do Tree Coach – Coaching & PNL.

O método CoRE (Conexão; Razão e Emoção) KidCoaching, pode ser aplicado a crianças a partir dos 2 anos, pelos seus pais que são preparados para isto através de atendimento com especialista parental e familiar, e a crianças entre os 7 e os 13 anos atendidas pelo KidCoach. Este ainda prepara professores, através da especialização em atendimento escolar, ajudando os docentes a ter uma abordagem coach em sala de aula, criando harmonia e bem-estar.

Incutir liberdade na criança não quer de todo dizer, dar-lhe liberdade para ser uma criança sem limites e/ou regras, mas sim ajuda-la a construir autonomia, com uso de critérios claros definidos pelo adulto.
O que vai trazer compreensão à criança de como agir e ter atitudes apropriadas para lidar com desafios como, com um colega que morde ou bate ou até com a prática de bullying quer físico quer psicológico.

A criança que tem a possibilidade de passar pelos desafios sentindo-se aceite, compreendida, acolhida e ao ser escutada, desenvolve um sentimento natural de autoconfiança e cooperação com os seus pares.

Na prática:
Caso a criança peça ajuda, o cuidador, pai ou professor, pode ajudar ao fazer boas perguntas, sem cair na tentação de lhe dar soluções através do ponto de vista do adulto ou conselhos.

Por exemplo:
1. O que precisas que o teu amigo saiba?
2. Se soubesse como resolver isso, como seria?

3. O que depende de ti, para mudar essa situação para melhor?

O KidsCoaching e o Metodo CoRE não são para fazer da criança a melhor na escola ou no seu desporto favorito, mas sim para a desafiar a ser melhor que ela própria todos os dias alcançando sempre mais:
 Alegria
 Sentido de brincadeira
 Amor por ela e pelos outros
 Confiança
 Aprendizagem
 Superação
 Liberdade
 Felicidade

O que ganham as crianças com este método?
– Maior Autoconfiança
– Grande senso de conquista e bem-estar
– Senso de pertencimento
– Melhor relacionamento familiar e com amigos
– Aceitação
– Tolerância
– Compreensão
– Conexão
– Melhor gestão das emoções
– Melhor expressão das suas emoções
– Respeito por elas e pelos outros

Estamos disponíveis para marcação de processos:
 Atendimento Parental
 Atendimento Familiar
 Atendimento Escolar
 Atendimento de Crianças através do método CoRE KidCoaching
 Analista comportamental


Sempre por perto … treecoach9@gmail.com

Com Amor e Gratidão

Paula Miranda

Coach Profissional & Kid Coach
Especialista em Comunicação e PNL
Atendimento Parental e Escolar
Analista Comportamental
Tlm 932 688 567
treecoach9@gmail.com

Mêda acolhe prova do Campeonato de Portugal de Perícias

 

Depois da realização da Perícia de Vilar Formoso o Guarda Unida Desportiva (GUD) prossegue o Campeonato e o Troféu Raiano, no dia 21 de agosto, com a Perícia Cidade da Mêda.

Apesar de ainda vivermos tempos de pandemia a competição vai, aos poucos, regressando à normalidade, como sucede com o Campeonato de Portugal de Perícias que, entre realizações, cancelamentos e adiamentos, vai já para quarta prova. Nas três primeiras Jorge Almeida, atual campeão nacional, impôs-se à concorrência, embora
com forte luta de António Alexandre.

O GUD é um dos grandes responsáveis pela concretização do campeonato organizando, entre outras, as perícias de Almeida/Vilar Formoso, dia 8 de agosto, em Vilar Formoso, a Perícia da Mêda, dia 21 de agosto, a Perícia de Cabeceiras de Basto, dia 11 de setembro, a Perícia de Cerva-Ribeira de Pena, dia 12 de setembro, e a Perícia da
Guarda, dia 19 de setembro.

A corrida da Mêda tem o Visa FPAK VISA FPAK No 1058/CPP/2021 e faz parte, igualmente, do III Troféu Raiano de Perícias.

A prova vai decorrer a partir das 14 horas do dia 21 de agosto, sábado, junto ao complexo de escolas daquela cidade, realizando-se as verificações técnicas e documentais durante a manhã do mesmo dia, e é uma parceria entre a autarquia local e o clube, sob a supervisão da FPAK.

Regulamento

Regulamento Pericia Meda_2021 FPAK Aprovado

 

GNR reforça o patrulhamento para prevenir incêndios rurais

Face ao agravamento do risco de ocorrência de incêndios rurais previsto para os próximos dias, e à Declaração Conjunta da Situação de Alerta para os 14 Distritos (Beja, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Guarda, Leiria, Lisboa, Portalegre, Santarém, Setúbal, Vila Real e Viseu), a Guarda Nacional Republicana, vai reforçar o patrulhamento e o esforço de vigilância terrestre em todo o Território Nacional, em coordenação com as demais entidades, no intuito de prevenir a ocorrência de ignições.

Face às previsões meteorológicas para os próximos dias, a Situação de Alerta e as medidas de carácter excecional terão início às 12h00 de hoje, dia 13 de agosto, e irão prolongar-se até às 23h59 de dia 16 de agosto, para os 14 distritos.

Nesta senda, a GNR recorda as medidas de caráter excecional:

1. Proibição do acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios, bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem;

2. Proibição da realização de queimadas e queimas de sobrantes de exploração;

3. Proibição de realização de trabalhos nos espaços florestais com recurso a qualquer tipo de maquinaria, com exceção dos associados a situações de combate a incêndios rurais;

4. Proibição de realização de trabalhos nos demais espaços rurais com recurso a motorroçadoras de lâminas ou discos metálicos, corta-matos, destroçadores e máquinas com lâminas ou pá frontal.

5. Proibição total da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão, bem como a suspensão das autorizações que tenham sido emitidas nos distritos onde tenha sido declarado o Estado de Alerta Especial de Nível Laranja pela ANEPC.

De referir que a proibição não abrange:

1. Os trabalhos associados à alimentação e abeberamento de animais, ao tratamento fitossanitário ou de fertilização, regas, podas, colheita e transporte de culturas agrícolas, desde que as mesmas sejam de carácter essencial e inadiável e se desenvolvam em zonas de regadio ou desprovidas de florestas, matas ou materiais inflamáveis, e das quais não decorra perigo de ignição;

2. A extração de cortiça por métodos manuais e a extração (cresta) de mel, desde que realizada sem recurso a métodos de fumigação obtidos por material incandescente ou gerador de temperatura;

3. Os trabalhos de construção civil, desde que inadiáveis e que sejam adotadas as adequadas medidas de mitigação de risco de incêndio rural.

 

Nos espaços florestais e agrícolas, a GNR reforça os seguintes conselhos à população:

· Evite fumar ou fazer lume;

· Evite fumigar ou desinfestar apiários, a não ser com uso de fumigadores equipados com dispositivos de retenção de faúlhas;

· Utilize tratores, máquinas e veículos pesados de transporte que possuam extintor, sistema de retenção de faúlhas ou faíscas e tapa-chamas nos tubos de escape ou chaminés;

· Em caso de incêndio, ligue de imediato para o 112, transmitindo de forma sucinta e precisa a localização, a dimensão estimada do incêndio e a forma de acesso mais rápida ao local.

 

CCDR-Norte aprova candidatura para a construção da nova Unidade de Cuidados de Saúde Primários de Lamego

Recentemente, a candidatura para a construção da nova Unidade de Cuidados de Saúde Primários de Lamego (UCSP Lamego), submetida pela Câmara Municipal, acabou de ser aprovada pela CCDR-Norte. A obra tem início previsto para 2022, representa um investimento de 3 milhões e 900 mil euros e vai reunir num único edifício, vários serviços e valências que atualmente se encontram dispersos pela cidade.

Dotada de uma área bruta de construção de 4305,10m2, a nova UCSP Lamego vai distribuir-se por um edifício de 4 pisos onde ficarão instaladas as unidades que anteriormente se encontravam inseridas em diferentes imóveis, desajustados à realidade e distantes uns dos outros, nomeadamente: a UCSP Lamego, USF Almedina, a Unidade de Saúde Pública e o Centro de Diagnóstico Pneumológico; a USF Douro Vitae, a URAP Douro Sul e a UCC Lamego; e a equipa de Tratamento de Lamego/CRI/DICAD.

A edificação desta Unidade de Cuidados de Saúde Primários representa um investimento no valor de 3 milhões e 900 mil euros e vem dar resposta às necessidades e anseios dos cerca de 25 mil habitantes do município – melhor acesso, humanização e qualidade nos serviços de saúde, ao mesmo tempo prevê a redução dos constrangimentos relacionados com mobilidade condicionada, idosos, grávidas e crianças.

A construção desta unidade está inserida no âmbito do Plano Operacional Regional do Norte (POR Norte), resultando de um contrato programa com a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-Norte). A conceção do projeto de edificação tem a assinatura do arquiteto Daniel Jorge do Couto.