Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: adesão

Tag Archives: adesão

Grande adesão no Trail do Míscaro em Aguiar da Beira

trail miscA terceira edição do Trail do Míscaro em Aguiar da Beira decorreu no passado domingo, com uma forte adesão de participação, dado que estiveram presentes cerca de duas centenas de participantes.

Os atletas, na sua maioria de fora do concelho e vindos de diversas regiões do país e até do norte da Europa, como da Finlândia, desfrutaram do bom tempo e dos belos e diversificados ambientes naturais, com trilhos por pinhais, pedreiras, barragens, pomares, soutos ou prados. Tiveram tempo para saborear algumas das iguarias gastronómicas locais típicas da época, como o “míscaro amarelo”, ou a castanha.

A prova desportiva e recreativa, que este ano apresentou um Trail Longo de +/- 25 km e um Trail Curto e Caminhada Solidária de +/-10 km, “tem vindo a aumentar substancialmente o número de participantes e tem como principal objetivo a valorização dos recursos do território e das excelentes características para a prática de desporto na natureza”, referiu a organização.

O Trail do Míscaro aposta ainda na promoção dos estilos de vida rurais, saudáveis e de bem-estar no concelho de Aguiar da Beira, assim como na divulgação das condições favoráveis do território para a micologia, nomeadamente do “míscaro amarelo”, que se exibe como um dos produtos ex-líbris na gastronomia e economia local.

O 3º Trail do Míscaro foi organizado pelo jornal +Aguiar da Beira, em parceria com a Câmara Municipal de Aguiar da Beira, inserido no Certame Gastronómico do Míscaro, que dispôs ainda de mercadinho local, tasquinhas gastronómicas, workshops e passeios micológicos, sessões de live cooking e muita animação musical.

Por:Altino Pinto

 

XX Feira da Maçã bravo de Esmolfe foi em terras de Castendo

Decorreu, no passado dia 11 de outubro de 2015, no Centro de Exposições de Produtos DOC (Largo de Stº Ildefonso), na localidade de Esmolfe a XX Ffeira maça.1jpgEIRA DA MAÇÃ BRAVO DE ESMOLFE, uma iniciativa da Câmara Municipal de Penalva do Castelo e da Junta de Freguesia de Esmolfe, com a colaboração da FELBA (Promoção de Frutas e Legumes da Beira Alta).

A Maçã Bravo de Esmolfe é uma pequena maçã outonal de aroma intenso e polpa macia, autóctone da região de Esmolfe, Penalva do Castelo. É conhecida desde o século XVIII e a partir de setembro 2014, passou a ser considerada um produto de Denominação de Origem Protegida (DOP).

O dia iniciou com a Missa Campal, presididfeira maça.2a pelo Sr. Padre José António, seguida da Abertura da Feira.

Pelas 11.00h as Entidades Oficiais foram recebidas pela Banda Musical e Recreativa de Penalva do Castelo, seguiu-se uma visita aos produtores de Maçã Bravo de Esmolfe, à mostra de artesanato, aos produtores/engarrafadores de vinho de Penalva do Castelo, ao Fumeiro entre outros presentes no recinto.

Na breve cerimónia, usou da palavra, o Presidente da Junta de Freguesia de Esmolfe, Rogério Craveiro, o Vice-Presidente da FELBA, Sr. Rogério Martinho, Vice-Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Dr. Veiga Simão, a Diretora Regional da Agricultura, Engª. Adelina Martins, o Presidente Câmara Municipal de Penalva do Castelo, Francisco Carvalho.

A Diretora Regional da Agricultura, Engª. Adelina Martins, saudou os produtores de Maçã Bravo de Esmolfe pela produção de qualidade diferenciada. Referiu que “vimos já aqui algumas inovações, o concurso relacionado com a pastelaria, novidades em relação ao sumo entre outras potencialidades”. Destacou a importância do território “como um conjunto de oportunidades para viabilizar a vida das populações que cá vivem”. “… Sou fã desta Feira … e continuarei a cá vir, porque me sinto bem entre os produtores, entre a produção de qualidade, produção certificada…”. Finalizou, congratulando o “Presidente da Câmara Municipal, por verificar que de ano para ano esta evolução da Feira tem vindo a ser visível e tem sido concretizada de forma muito positiva…”.

O Presidente da Câmara Municipal de Penalva do Castelo, Francisco Carvalho, agradeceu às entidades oficiais, produtores e artesãos, salientou a aposta do Município na promoção dos Produtos de excelência, referindo que estes marcaram presença na Feira na Nacional da Agricultura em Santarém, e no Restaurante Zambeze em Lisboa. Lançou ainda um repto às Entidades presentes para que “ajudem a região de Viseu, ajudem o concelho de Penalva do Castelo.” Concluiu com uma palavra de incentivo aos produtores, “apelo que não desistam de produzir a maçfeira maçaã Bravo de Esmolfe, que é a rainha das maçãs”.

Para encerrar a manhã, o Grupo de Concertinas do Dão realizou uma arruada pelo recinto, subindo posteriormente a palco para animar os presentes.

Da parte da tarde, subiram ao palco a Escola de Música da Casa do Povo de Esmolfe, a Tuna Realense, o Rancho Folclórico de Penalva do Castelo e o artista “Ruizinho e o seu Super Trio”, que animaram os muitos presentes.

Neste certame realizou-se o I Concurso “Delicia de Maçã Bravo de Esmolfe” que teve como objetivo criar ou reinventar um doce ou bolo típico para o concelho.

O doce/bolo vencedor foi o “Folhado com creme de maçã bravo de Esmolfe” confecionado pela Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Penalva do Castelo. Foram ainda atribuídos um 2º e 3º lugares e duas menções honrosas.

O Agrupamento de Escolas de Penalva do Castelo aceitou o desafio do Município de criar uma mascote para a presente edição da Feira, a qual foi apelidada de “Bravíssima”. Este projeto foi orientado pelo Prof. Paulo Neves.

Ao longo do dia, estiveram patentes diversas exposições e realizou-se a venda de produtos e artesanato local, em que a trilogia de excelência, Queijo Serra da Estrela, Vinho “Dão Penalva do Castelo” e Maçã Bravo de Esmolfe se destacou.

Por:Mun.Penalva do Castelo

Boa adesão nas Piscinas Municipais de Mangualde

  Com a abertura
da época balnear, as piscinas exteriores do complexo das Piscinas Municipais de
Mangualde registaram a maior taxa de adesão dos últimos 10 anos. Também a
Escola Municipal de Natação registou, no último ano letivo, o maior número de
utentes desde a abertura das Piscinas.

A autarquia
mangualdense congratula o trabalho, contínuo e regido por regras de segurança e
higiene rigorosas, levado a cabo naquele complexo que permitiu alcançar estes
resultados.
 PISCINAS
EXTERIORES ABERTAS ATÉ 15 DE SETEMBRO

   Até 15 de
setembro, os mangualdenses e os demais visitantes podem usufruir das piscinas
exteriores do complexo das Piscinas Municipais de Mangualde, entre as 10h00 e
as 20h00. Com lotação para cerca de 400 pessoas, as piscinas exteriores
situam-se num grande espaço relvado, com e sem sombra, e são compostas por uma
piscina grande (35,00m x 12,00m e 480m2), um tanque infantil (19,00m x 8,00m e
152 m2), um tanque de receção (8,00m x 7,00m e 56 m2) e dois escorregas. No
espaço existe, ainda, um quiosque de apoio aos utentes.
Por: Mun.Mangualde

Trancoso viveu momentos históricos este fim de semana

 Muitos turistas rumaram à cidade de Bandarra

  Este fim de semana, a cidade de Trancoso, voltou aos anos dourados da sua história, dado que foram dois dias, onde a alegria, a animação e a grande adesão das pessoas oriundas de diversas partes da região das beiras para assistir, a esta magnifica recriação da festa da história.

   A área envolvente da Praça do Município e ruas limítrofes, foram assim transformadas, numa grande área comercial medieval, com uma imensa diversidade de vendedores de variadas estirpes,artesãos, diversas representações pelas ruas, com grande parte da população residente vestida a rigor em sintonia com a época em causa e duas grandes encenações de grande qualidade, assim como o Julgamento do Padre Costa e  o Casamento Real de D. Dinis e Isabel de Aragão.
  Para juntar ainda mais ingredientes, sempre barraquinhas de bela iguarias da época e ao fim da noite um belo espetáculo de malabarismo de fogo.
  Podemos dizer que foram dias de grande movimento nas terras de Bandarra e são eventos desta envergadura que vão atraindo cada vez mais turistas a estas terras do interior do País.

Por: António Pacheco

Adesão massiva na caminhada em Fornos de Algodres

  Realizou-se na manhã de domingo, com o sol a despontar logo cedo uma
caminhada que teve como entidades organizadores a Irmandade da Santa Casa da
Misericórdia de Fornos de Algodres e a CPCJ de Fornos de Algodres

, onde
estiveram presentes mais de uma centena de participantes que iniciaram a
marcha, percorrendo alguns quilômetros na vila, seguindo pelo trilho do Santo
António da Ribeira em direção ao Ramirão, após visualização de alguns marcos
históricos nessa localidade rumou-se até Casal Vasco onde seria o carregar de
baterias, com o reforço alimentar a todos os caminheiros.
  Nesta localidade também foram visitadas as Capelas de Nossa Senhora da
Encarnação e Nossa Senhora dos Loureiros.
  De volta ao terreno, os caminheiros seguiram em direção à Serra da Esgalhada
com passagem pela localidade de Infias, pelo meio foram admirando a beleza
paisagística dessa mesma serra e continuavam a marcha em direção à vila para o
respetivo almoço que teve lugar nas imediações do Lar da Irmandade.
  Durante o almoço, o objetivo era a promoção do convívio entre as pessoas
participantes que viria a ser conseguido.
  No final, o Provedor Luís Miguel Ginja, mostrou-se satisfeito com a larga
adesão das pessoas de diversas idades ao evento e deixou no ar a ideia de a
edição do próximo ano ainda ser melhor.
Texto e fotos: António Pacheco