Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: casa

Tag Archives: casa

Peregrinação das Misericórdias em Fátima

Fátima acolheu este sábado, a  Peregrinação Nacional das Misericórdias, onde no Recinto de Oração, em direção à Basílica da Santíssima Trindade.

  Ali foi celebrada Missa, presidida por D. José Traquina, bispo de Santarém e presidente da Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana.

Por:SF

Município de Pinhel entrega habitação reabilitada a família

18199103_1808890602471050_2317021725420154564_n  Na localidade de Ervas Tenras, freguesia de Terras de Massueime,Rui Ventura, Presidente da Câmara Municipal de Pinhel  entregou a uma família residente nesta aldeia as chaves da sua nova habitação.

Atento às situações de carência habitacional, geralmente associadas a situações de pobreza ou isolamento, o Município de Pinhel levou a efeito mais uma importante intervenção tendo em vista a reabilitação de uma habitação destinada a um agregado familiar residente na localidade de Ervas Tenras, Freguesia de Terras de Massueime.
Trata-se de uma família com dois filhos menores, que vivia em situação de grande precariedade habitacional. Além do espaço ser exíguo para um agregado de quatro pessoas, o avançado estado de degradação da casa e a ausência de instalações sanitárias motivaram a preocupação do Município de Pinhel.
Face à situação18199420_1808890339137743_6357757835755136559_n de fragilidade social apresentada pelo agregado – fracos recursos financeiros (tendo em conta que apenas um dos elementos do casal trabalha) e menores com problemas de saúde (agravados pelas condições habitacionais), o Município de Pinhel manifestou a sua intenção de ajudar a família a conseguir uma habitação condigna.
Tendo em conta que a habitação onde vivia a família era alugada, e perante a intenção do Município de Pinhel em ajudar o agregado a melhorar as condições habitacionais, a solução passou pela aquisição de uma casa antiga, por parte da família, ficando a reconstrução a cargo do Município de Pinhel, num investimento que rondou os 20.000 euros.

Por:Mun.Pinhel

Município de Pinhel entrega habitação reabilitada

casaAtento às situações de carência habitacional, geralmente associadas a situações de pobreza ou isolamento, o Município de Pinhel levou a efeito mais uma importante intervenção tendo em vista a reabilitação de uma habitação destinada a um agregado familiar residente na localidade de Ervas Tenras, Freguesia de Terras de Massueime.

Trata-se de uma família com dois filhos menores, que vivia em situação de grande precariedade habitacional. Além do espaço ser exíguo para um agregado de quatro pessoas, o avançado estado de degradação da casa e a ausência de instalações sanitárias motivaram a preocupação do Município de Pinhel.

Face à situação de fragilidade social apresentada pelo agregado – fracos recursos financeiros (tendo em conta que apenas um dos elementos do casal trabalha) e menores com problemas de saúde (agravados pelas condições habitacionais), o Município de Pinhel manifestou a sua intenção de ajudar a família a conseguir uma habitação condigna.

Tendo em conta que a habitação onde vivia a família era alugada, e perante a intenção do Município de Pinhel em ajudar o agregado a melhorar as condições habitacionais, a solução passou pela aquisição de uma casa antiga, por parte da família, ficando a reconstrução a cargo do Município de Pinhel, num investimento que rondou os 20.000 euros.

Cientes dos esforços desenvolvidos e da mudança de vida que significa esta nova habitação, o momento da entrega simbólica da respetiva chave, vai ter lugar, dia 3 de maio (quarta-feira), às 10.30h, na localidade de Ervas Tenras, Freguesia de Terras de Massueime.

Por:Mun.Pinhel

“Faça o Secundário sem sair de casa” em Mangualde

ESRaD-300x214O Agrupamento de Escolas de Mangualde oferece a frequência do Ensino Secundário Recorrente a Distância (ESRaD), lançado pelo Ministério da Educação. Esta modalidade permite que o aluno “faça o Secundário sem sair de casa”, e é uma alternativa para a conclusão do ensino secundário para todos aqueles que não possam frequentar a escola no sistema regular.

Esta nova oferta educativa destina- se a todos os jovens ou adultos que não completaram o ensino secundário, permitindo a quem tenha o 9º ano ou o ensino secundário incompleto, fazer um percurso escolar com aulas à distância. Os adultos de nacionalidade portuguesa que não concluíram o ensino secundário do sistema educativo português e que se encontram a residir fora de Portugal, também se podem inscrever.

Para a frequência desta modalidade de ensino, os alunos apenas devem dispor de um computador ou tablet com câmara de vídeo e microfone, bem como ligação à Internet.

As inscrições estão abertas durante o mês de Outubro, estando disponíveis os cursos de Ciências e Tecnologias, Ciências Socioeconómicas e Línguas e Humanidades.

Por:AEM

Município de Pinhel entregou habitação reabilitada

21jpin O Presidente da Câmara Municipal de Pinhel esteve esta manhã na localidade de Gabriel – Azêvo, a fim de entregar em mão as chaves da nova habitação de Abel Almeida Frias. Um caso difícil e cuja resolução foi fruto de um trabalho conjunto de vários agentes locais.

Atento às situações de carência habitacional, geralmente associadas a situações de pobreza ou isolamento, o Município de Pinhel levou a efeito mais uma importante intervenção tendo em vista a reabilitação de uma habitação destinada a um munícipe residente na Freguesia de Vale do Côa.

Importa lembrar que a situação que desencadeou esta intervenção foi sinalizada pela GNR, no âmbito do Programa Idosos em Segurança, em setembro de 2012.

De lá para cá, foram desenvolvidas parcerias e conjugados todos os esforços necessários no sentido de resolver uma s21j pinhelituação por todos considerada de risco.

O envolvimento da família, de vizinhos e amigos, mas também da GNR, da associação local (Associação de Melhoramentos Cultural, Desportiva e Social do Azêvo), da Junta de Freguesia de Vale do Côa e do Município de Pinhel permitiram a concretização do objetivo definido: proporcionar uma habitação condigna a Abel Almeida Frias, 66 anos de idade, a residir sozinho na Faia – Azêvo (Freguesia do Vale do Côa), numa casa emprestada.

Tendo em conta que o munícipe dispunha de uma habitação na localidade de Gabriel – Azêvo (herdada dos pais), optaram por fazer a intervenção nesta casa que se encontrava em avançado estado de degradação.

Tratou-se de uma reabilitação total, cujo valor rondou os 6000,00€.

Ao Município de Pinhel coube o fornecimento do material de construção (no valor de 3000.00€), assim como alguma mão-de-obra (eletricista, canalizador, carpinteiro).

Ao familiar mais próximo, um irmão, coube o pagamento das despesas de mão-de-obra contratadas a um empreiteiro (3000.00€), bem como o fornecimento de alguns materiais e mobiliário.

Da Associação de Melhoramentos Cultural, Desportiva e Social do Azêvo veio ainda a oferta de portas interiores, lava-loiça e alguns móveis, entre outros.

Foi um trabalho conjunto, importando realçar a participação e o empenho dos vários agentes locais envolvidos na empreitada.

Por:Mun.Pinhel

Governo vai dar 209 euros a desempregados que aceitem trabalho longe de casa

O Governo propôs hoje o apoio de 209 euros aos desempregados
que aceitem trabalho a mais de 100 quilómetros e de 312 euros aos que
preten hoje o apoio de 209 euros aos desempregados que aceitem trabalho a
mais de 100 quilómetros e de 312 euros aos que pretendam mudar-se com a
família para trabalhar à mesma distância.

Governo vai dar 209 euros a desempregados que aceitem trabalho longe de casaDe acordo com a proposta apresentada hoje pelo ministro do
Emprego aos parceiros sociais, a medida de apoio à mobilidade geográfica
vai ser reformulada para “criar condições favoráveis à aceitação de
ofertas de emprego por parte dos desempregados” e “apoiar as empresas no
preenchimento dos postos de trabalho”.

Assim, o Governo está disposto a dar um apoio financeiro igual a
metade do Indexante dos Apoios Sociais (IAS), o que corresponde a 219,61
euros, durante quatro meses, aos desempregados que aceitem empregos de
curta duração a mais de 100 quilómetros da sua residência.
Para apoiar a mobilidade permanente, o Governo pretende dar um valor
idêntico para ajudar nas despesas da mudança dos bens familiares,
acrescido de 102,75 euros de ajuda de custo para subsidiar a viagem da
família, o que irá totalizar 312,36 euros.
Para promover a igualdade de género no mercado de trabalho, o Governo
optou por a integrar no domínio dos apoios à contratação,
disponibilizando-se para financiar o salário dos contratados neste
âmbito durante alguns meses.
O Governo propôs também aos parceiros sociais a criação de estágios
de seis meses para desempregados de longa duração com mais de 30 anos,
cuja remuneração será maioritariamente suportada pelo Instituto de
Emprego e Formação Profissional (IEFP).
A nova medida activa de emprego — REATIVAR — tem como objectivo
promover a reintegração profissional de pessoas desempregadas de longa
duração e de muita longa duração, com mais de 30 anos de idade, através
da realização de estágios profissionais.
Estes estágios profissionais destinam-se a desempregados inscritos há
pelo menos 12 meses nos centros de emprego e que nunca tenham sido
abrangidos por uma medida activa de emprego deste género.
Os estagiários receberão uma bolsa que pode variar entre o valor de
um Indexante dos Apoios Sociais (IAS), que corresponde a 419,22 euros, e
o equivalente a 1,65 IAS, dependendo do seu nível de qualificação.
Terão direito a uma bolsa com majoração os desempregados registados
há mais de dois anos, que tenham mais de 45 anos, sofram de deficiência
ou incapacidade, integrem família monoparental, sejam parte de um casal
de desempregados, sejam vítimas de violência doméstica ou sejam
ex-reclusos.
As entidades empregadoras que queiram candidatar-se a receber
estagiários ao abrigo desta medida ativa de emprego devem apresentar um
plano de estágio, garantir a empregabilidade de pelo menos um em cada
quatro estagiários e apresentar uma relação “razoável e ajustada” entre o
número de estagiários e o número de restantes trabalhadores.
Lusa/SOL

Uma Casa Natal em Fornos de Algodres

Ano após ano, se constrói uma CASA NATAL, na vila de Fornos de Algodres, pois da autoria de Valentim e Graça Pacheco, que embelezam a sua residência, por dentro e fora, e no interior um presépio lindíssimo, pois mto esforço e arte e engenho para o construir e assim associamo-nos á causa nobre e resolvemos brindar este casal com este vídeo para todos poderem visualizar esta maravilha.
Porque se procurarmos bem estas terras serranas tem muitas coisas belas como esta.
Clique e veja:

Uma verdadeira beleza que ano após ano vai estando patente na nossa vila de fornos

fotos de Antonio Pacheco