Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: Clube Desportivo de Gouveia

Tag Archives: Clube Desportivo de Gouveia

CD Gouveia e Fundação Laura Santos assinam acordo

Foi assinado um acordo de cooperação visando promover a prática desportiva e o aumento crescente do número de atletas nos vários escalões desportivos, entre o Clube Desportivo de Gouveia e a Fundação Laura dos Santos.

Este objectivo constitui, ainda, uma mais-valia de sustentação na certificação de Escolas de Futebol imposta pelos regulamentos internacionais e da própria Federação Portuguesa de Futebol.
Neste protocolo de entendimento, assinado no dia do 58º Aniversário do CDG, ficaram ainda definidos os termos da participação da nóvel equipa de futebol feminino (CDG-FLS) no respectivo Campeonato Nacional.
Alberto Cardoso, Presidente da Direcção do CDG e Rui Reis, Presidente da Fundação Laura dos Santos foram os subscritores deste acordo, inédito no contexto do fomento da prática desportiva no nosso Concelho. Neste acto estiveram também presentes João Amaro, Presidente da Assembleia Geral do CDG e Luís Tadeu, Presidente da Câmara Municipal de Gouveia.

Nacional Juniores–CD.Gouveia empata em casa frente ao Sp.Pombal a uma bola

A tarde deste sábado foi reservada, ao arranque do Nacional de Juniores , na 2ªdivisão, onde o Gouveia recebeu o Sp.Pombal, uma partida equilibrada , veio a ditar a divisão de pontos a uma bola entre as duas formações.

Resultados:

Tondela -V.Mocidade- 5-1

Eirense-Beira Mar- 2-1

Anadia – União FC-5-0

CD Gouveia- Sp.Pombal – 1-1

Lusitano FC – Sp Covilhã – 02/09

Lideram o Anadia, Tondela e Eirense com 3 Pts.

Por:AP Foto:JF

 

Capitão Gouveense Quim Teixeira sofreu acidente

18527554_1862214597351992_6722765278956245398_nParagem de cerca de seis semanas

Quim Teixeira atleta e capitão de equipa de futebol do , CD Gouveia sofreu um acidente de viação, nesta  quinta feira , quando se deslocava para o treino.
Após ter sido conduzido ao Hospital da Guarda foram lhe diagnosticadas fraturas de vértebra e de clavícula o que obriga a uma paragem e recuperação de cerca de 6 semanas.
Com este prognóstico o emblemático capitão do CD Gouveia a quem muitos sócios e simpatizantes alcunham de “Luisão do Gouveia” vê-se privado de participar nesta fase decisiva que o Clube Desportivo de Gouveia vai atravessar, Play Off do Campeonato de Portugal Prio, no entanto concerteza que todos os restantes elementos da equipa lhe irão dedicar todos os sucessos coletivos que possam acontecer nos próximos tempos.
O pior, portanto, já passou.
Ao Capitão Quim Teixeira votos de uma rápida recuperação e muita força.
Ler Mais »

CPP- Gouveia – Águeda -3-1

IMG_3993Gouveia vence e ganha novo alento
Um triunfo suado, mas justo diante do Águeda, segundo da tabela, mas os gouveenses lutaram e conseguiram os três pontos preciosos na luta pela manutenção.
JORNADA 10

Luis Brazete saiu do Gouveia, entra Nicolau Vaqueiro

10686778_1559344160972372_3965863776537780713_nDepois de uma fase regular razoável, o Desportivo de Gouveia entrou na fase de manutenção, com bastante esperança de alcançar a tranquilidade.

Mas a sorte não ajudou e vai daí amealhou três derrotas em três jogos disputados, Cesarense, Mortágua e Águeda.

Os resultados não ajudaram e Luis Brazete acabou por sair do comando técnico dos Gouveenses.

Face a isso, a direção liderada por Alberto Cardoso, encontrou já um novo treinador, Nicolau Vaqueiro, um homem com grande experiência, 66 anos de idade, orientou vários clubes na 2ªliga e tem agora um grande desafio, salvar o Desp.Gouveia.

Freamunde, Sp.Covilhã, Moreirense e Gondomar, foram algumas equipas que orientou no futebol profissional.

Fernando Santos e Márcio Silva continuarão a integrar a equipa técnica, coadjuvando o novo treinador.

Por:António Pacheco

 

 

 

CPP–D.Gouveia inicia a 2ªfase frente ao Cesarense

zfpsTeve lugar neste sábado, o sorteio da 2ªfase do Campeonato de Portugal Prio, com a turma do Gouveia a ficar na série D, iniciando a prova em Cesar frente à turma local.

Já na 2ªronda recebe no Farvão, o Mortágua.

Série D

1. Anadia FC
2. CD Gouveia
3. CD Estarreja
4. Mortágua
5. Moimenta da Beira
6. RD Águeda
7. Gondomar SC
8. FC Cesarense

TABELA DA 1.ª VOLTA*:

1ª JORNADA – 12.02.2017    1-3    6-5    4-7    8-2
2ª JORNADA – 19.02.2017    3-8    5-1    7-6    2-4
3ª JORNADA – 26.02.2017    3-5    1-7    6-2    8-4
4ª JORNADA – 05.03.2017    5-8    7-3    2-1    4-6
5ª JORNADA – 12.03.2017    5-7    3-2    1-4    8-6
6ª JORNADA – 19.03.2017    8-7    2-5    4-3    6-1
7ª JORNADA – 26.03.2017    7-2    5-4    3-6    1-8

Por:AP/FPF

Conversa com Márcio Silva, treinador campeão distrital juniores pelo Gouveia

16422416_1815406372032815_8172885199840174489_oDepois da grande conquista do título distrital de juniores do CD Gouveia, fomos conversar com Márcio Silva, treinador campeão, nesta temporada 2016/17.

António Pacheco– Que sensação nesta conquista do título?

Márcio Silva– É uma sensação de concretização e de dever cumprido. Estou muito feliz por entrar para a história do CD Gouveia. Foi um trajeto brilhante, com uma estrutura que esteve sempre à altura do desafio. Nesta conquista quero realçar a importância do presidente, Alberto Cardoso e do diretor desportivo João Paulo, por terem acreditado uma vez mais nas minhas capacidades e por tudo o que têm vindo a fazer no CD Gouveia.

AP- Esperava uma temporada tão facilitada?

MS- Se disse-se que foi fácil, estaria a faltar ao respeito às restantes equipas.

De forma alguma direi que foi fácil. Nesta fase, posso afirmar que somos indiscutivelmente a melhor equipa deste campeonato pela performance que temos apresentado. Fomos muito competentes na forma como trabalhámos e sabíamos que num campeonato com poucas equipas, um deslize ou qualquer ponto perdido, poderia comprometer o objetivo. Os meus jogadores foram sérios e muito ambiciosos nesta conquista.

AP– O plantel do Gouveia apresenta imensa qualidade em relação à concorrência?

MS -Sim, foi evidente a superioridade, quer em termos coletivos quer individualmente. Procurámos formar um plantel que nos desse a garantia de voltar aos nacionais. Para isso, foi fundamental ter os melhores jogadores, porque interpretam melhor os aspectos táticos e técnicos, por questões físicas e psicológicas. Assim como, ter jogadores que possam servir e integrar a equipa sénior a curto prazo. A fasquia foi muito alta e temos jogadores que conseguiram alcançá-la facilmente.

AP– Que balanç14480505_1758561244383995_8194662218324540649_oo faz da sua carreira até aqui?

MS– Faço um balanço muito positivo desde que iniciei esta etapa na formação. Sempre lutei por objetivos desde muito cedo. Gosto de mudar mentalidades, procuro trabalhar próximo daquilo que me aproxima do profissionalismo. Gosto de criar impacto nos meus jogadores, no meu clube e nos meus adeptos. Sigo o meu trabalho com tranquilidade e sei que ainda há muito caminho a percorrer.

AP– Ainda não terminou o campeonato que vai dizer ao plantel até ao final?

MS– Com a conquista do campeonato todos temos a noção de que a nossa responsabilidade aumentou. Vamos continuar a trabalhar da mesma forma até ao fim. Pretendo que os jogadores continuem focados, que continuem a evoluir e olhem para o futuro de forma promissora. Ainda temos a taça distrital para disputar, que irá servir para dar oportunidade aos mais novos, tendo como objetivo a preparação para a próxima época.

AP– Regressar aos nacionais é recolocar a equipa ao mais alto nível?

MS– É um campeonato muito exigente, que nos permite evoluir em todos os sentidos. Requer uma estrutura forte para que seja possível competir de igual para igual com os melhores. Pelo projeto que temos vindo a desenvolver, vamos estar bem preparados.

AP– Projetos pessoais para o futuro a nível do futebol?

MS – Para já, quero muito ajudar a manter a equipa sénior do CD Gouveia, no Campeonato de Portugal Prio. Neste momento, estou muito interessado em investir na minha formação enquanto treinador, de forma a enriquecer os meus conhecimentos e a sentir-me cada vez mais e melhor preparado para tudo o que tem haver, com o jogo, com a sua operacionalização, com a gestão de um grupo e com todas as áreas inerentes ao futebol. A minha paixão pela modalidade, permite-me sonhar e ambicionar outros patamares. Em relação ao futuro o que posso dizer, é que sou uma pessoa ambiciosa e que exijo sempre mais de mim. Quem sabe num futuro próximo, chegar ao futebol sénior.

Reportagem de António Pacheco

fotos:CDG

CPP- Gouveia empata e luta pela manutenção

O Desportivo de Gouveia mantém-se forte na luta pela manutenção no Campeonato de Portugal Prio.

Ainda neste domingo, numa boa tarde de futebol no Farvão retirou pontos ao líder Gafanha, com empate a uma bola.

15/01 Águeda 1-2 Pampilhosa FG
Tourizense 2-0 Anadia FG
AD Nogueirense 0-0 Académica-SF FG
CD Gouveia 1-1 Gafanha FG
Lusitano FCV 0-2 Mortágua F

Por:Zero zero

1 Gafanha 34 16 10 4 2 23 13 +10 a
2 Lusitano FCV 28 16 8 4 4 33 20 +13 a
3 Anadia 27 16 7 6 3 25 15 +10 a
4 7 Mortágua 27 16 7 6 3 29 16 +13 a
5 8 Águeda 25 16 7 4 5 23 16 +7 a
6 CD Gouveia 22 16 6 4 6 22 21 +1 a
7 AD Nogueirense 18 16 4 6 6 14 20 -6 a
8 Tourizense 17 16 5 2 9 25 29 -4 a
9 Pampilhosa 14 16 4 2 10 15 32 -17 a
10 Académica-SF 7 16 1 4 11 6 33 -27 a

Conversa com Jorge Cardoso- Técnico do CD.Gouveia

Pensar jogo a jogo

14182407_10206784646084638_1289179256_n Fomos conversar com o técnico Jorge Cardoso, que se mantém no comando técnico do Clube Desportivo de Gouveia que depois de ter sido campeão distrital, está agora a militar no Campeonato de Portugal Prio, onde venceu este domingo , o Nogueirense, por 1-0.

 

Magazine Serrano — Depois da subida mais um desafio no Nacional, agora como principal? Como encara esse desafio?

 Jorge Cardoso-Um campeonato em que vamos pensar jogo a jogo para pontuar, um campeonato em que o mínimo pormenor de inexperiência pode fazer a diferença no resultado, pois existem muitos jogadores com muitos anos nos campeonatos superiores nesta série.

MS–Sem deslocação às ilhas o campeonato mais fácil?

JC– Sem a deslocação às ilhas é mais fácil pois só a deslocação para o aeroporto implica ir a Lisboa ou ao Porto e o mínimo são 190 km ou 315 km, e depois o horário dos aviões para estas equipas implica sair de madrugada, imagine a viagem de noite e o regresso a Gouveia as 6 da manhã de Segunda-feira.

MS–A nível de plantel satisfeito com os reforços?

 JC– Ainda gostava de contar com mais reforços pois o plantel é demasiado jovem e a inexperiência paga-se caro numa competição como esta em que os resultados são pela diferença mínima, para já a base assenta da equipa que ganhou o campeonato distrital da Guarda, gostava de contar com mais um lateral experiente, um central com características diferentes dos 3 jogadores que neste momento disponho, um médio organizador que saiba os momentos do jogo e um ponta de lança.

MS–A interioridade pode prejudicar o trabalho da sua equipa?

JC– Claro que sim, já deu para ver que somos vistos, por alguns imbecis, como e14159041_10206784646284643_1268170552_nquipas do terceiro mundo, temos de demonstrar dentro do campo que somos superiores em tudo, infelizmente continua a existir um tipo de racismo com as equipas do interior que lutam contra tudo e contra todos em diversos momentos, nós já sem grandes condições de treino ainda temos a desvantagem de ser vistos como aqueles que só tem pedras, mas somos muito acolhedores para quem nos quer visitar, diferença de mentalidades.

MS- Na Taça de Portugal vai receber o Beira Mar é resultado de casa cheia?

JC- Espero bem que sim pois a Taça de Portugal pode significar algum desafogo financeiro para o Clube.

 MS–Ainda procura algum reforço de última hora?

JC– Como já referi atrás um lateral, central, um estratega e uma ponta de lança eram bem-vindos desde que tenham qualidade e experiência, eram essenciais para uma prestação de mais qualidade, pois poderiam transmitir experiência aos muito jovens que neste momento possuímos.

MSO Jorge é muito querido pelos gouveenses, que palavra deixa aos adeptos?

JC – Aos adeptos deixar a vontade de dar o melhor pelo C.D.Gouveia, apesar das enormes dificuldades, pois todos os dias a deslocarmo-nos para treinar  fora de casa, pois o relvado infelizmente só pode ser pisado para os jogos, assim temos de treinar em instalações de outros clubes e restringidos a horários desses mesmos clubes que também têm os seus treinos e nós acabamos sempre por ser os empecilhos pois o treinador tem de esperar que o Gouveia saia para conseguir treinar melhor a sua equipa, infelizmente temos treinos feitos à pressa em que temos uma hora e 10 para treinar e depois temos de dar lugar à equipa da casa, portanto tudo feito em pressing e muito difícil existir um trabalho bem feito, depois não temos condições para banhos de gelo, massagens nesses campos pois só existe uma única sala para esse efeito, neste momento treinar o Gouveia é extremamente difícil pois temos menos condições que na época passada, a direção tenta arranjar soluções mas muitas vezes encontra-se com as mãos atadas pois não existem infra estruturas disponíveis para o C D Gouveia.

Reportagem de António Pacheco