Início » Tag Archives: Comando Territorial da Guarda

Tag Archives: Comando Territorial da Guarda

GNR Seia – Resgate de Coruja-do-mato

O Comando Territorial da Guarda, através dos elementos do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) de Gouveia, dia 9 de abril, resgatou uma Coruja-do-mato juvenil (Strix aluco), na localidade de Sandomil, no concelho de Seia.

Na sequência de um alerta por parte de um popular a dar conta de que o animal se encontrava caído nas imediações do campo de futebol daquela localidade, elementos do SEPNA deslocaram-se para o local e efetuaram o seu resgate. Após a recolha, a ave foi transportada para o Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS) em Gouveia, para recuperação e posterior libertação no habitat natural.

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção dos animais, apelando à denúncia de eventuais situações de maus-tratos ou abandono.

Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.

Fotos:GNR

Apresentação de 33 novos Guarda no Comando Territorial da Guarda

O Comando Territorial da Guarda recebeu nesta terça-feira, 33 novos guardas que irão prestar serviço na Unidade.
A receção contou com a presença do Exmo. Tenente-Coronel Pedro Gonçalves, Comandante do Comando Territorial da Guarda, do Tenente-Coronel Marco  Marques, 2.º Comandante de Unidade, e do Sargento-Mor Pedro dos Santos, Adjunto do Comando.
O Comandante do Comando Territorial da Guarda, o 2.º Comandante de Unidade e o Adjunto do Comando dirigiram palavras de boas-vindas aos novos Guardas e apresentaram uma breve apresentação sobre a unidade.
No final , deixaram os votos de sucesso aos novos Guardas da Unidade que vai contar com o seu empenho e profissionalismo.

Guarda – 130 contraordenações em operação de fiscalização a animais de companhia

O Comando Territorial da Guarda, entre os dias 16 de janeiro e 30 de abril, realizou várias ações de fiscalização relacionadas com animais de companhia e bem-estar animal, no distrito da Guarda.

No âmbito destas ações de fiscalização ao bem-estar animal, nomeadamente, para verificação das condições de bem-estar dos animais de companhia, os militares da Guarda realizaram várias ações de fiscalização no decorrer das quais foram fiscalizados 512 animais de companhia, tendo sido detetadas 130 contraordenações, destacando-se:

– 37 infrações por falta de registo no SIAC (Sistema de Informação de Animais de Companhia);

– 29 infrações por falta de vacina antirrábica;

– 28 infrações por falta de trela ou açaime.

No seguimento da ação foram ainda detetados três crimes de maus tratos a animais de companhia, sendo constituídos dois arguidos dois homens de 37 e 89 anos.

A ação contou com o empenhamento de todo o efetivo do Comando, em especial os elementos da estrutura do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA).

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção dos animais, apelando à denúncia de eventuais situações de maus-tratos ou abandono. Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.

 

Aguiar da Beira -GNR Guarda – Identificada por incêndio florestal

O Comando Territorial da Guarda, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) de Gouveia, no dia 31 de março, identificou uma mulher de 63 anos por incêndio florestal, no concelho de Aguiar da Beira.

Na sequência de um alerta a dar conta de um incêndio florestal, os militares da Guarda deslocaram-se ao local e apuraram que na sua origem esteve uma queima de sobrantes devidamente autorizada, que se descontrolou devido à não adoção das medidas de segurança necessárias. O incêndio consumiu uma área de mato rasteiro e pinhal de aproximadamente 0,015 hectares, pondo em risco a mancha florestal envolvente.

No decorrer das diligências foi identificada a responsável pela queima e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial da Trancoso.

A proteção de pessoas e bens, no âmbito dos incêndios rurais, continua a assumir-se como uma das prioridades da GNR, sustentada numa atuação preventiva e num esforço de patrulhamento nas áreas florestais.

A GNR relembra que:

  • As queimas e queimadas são das principais causas de incêndios em Portugal;
  • A realização de queimadas, de queima de amontoados e de fogueiras é interdita sempre que se verifique um nível de perigo de incêndio rural «muito elevado» ou «máximo», estando dependente de autorização ou de comunicação prévia noutros períodos;
  • Para evitar acidentes siga as regras de segurança, esteja sempre acompanhado e leve consigo o telemóvel.

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção ambiental e dos animais. Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.

 

GNR Guarda – Recuperação de corso

 

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) da Guarda,recuperou um corço, Capreolus capreolus, na localidade Panóias, no concelho da Guarda.

Na sequência de um alerta a informar que um popular tinha encontrado e recolhido um corço, os elementos do NPA deslocaram-se ao local onde procederam à sua recolha, verificando que o animal se encontrava ferido e debilitado.

No seguimento da ação, o corço foi transportado e entregue no Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS) em Gouveia, para monitorização e recuperação do seu estado de saúde e posterior devolução ao seu habitat natural.

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção ambiental e dos animais. Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.

GNR Guarda – Quatro detidos por violência doméstica

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) da Guarda e dos Postos Territoriais de Seia e Vila Nova de Foz Côa, entre os dias 22 e 27 julho, deteve quatro homens, com idades compreendidas entre os 49 e os 89 anos, por violência doméstica, nos concelhos de Seia, Celorico da Beira e Vila Nova Foz Côa.

No âmbito de quatro investigações de violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que os suspeitos infligiam maus-tratos psicológicos e físicos contra as vítimas. Perante a gravidade dos factos e a escalada das ameaças, foi dado cumprimento a quatro mandados de detenção.

Os suspeitos de 89 e 49 anos foram presentes a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Celorico da Beira, onde lhes foi aplicada a medida de coação de proibição de contactar, por qualquer forma ou meio, com as vítimas, bem como afastamento das mesmas, não podendo aproximarem-se num raio de 500 metros e 250 metros, respetivamente, com recurso a pulseira eletrónica.

Ao suspeito de 61 anos, após ter sido presente ao Tribunal Judicial de Seia, foi-lhe a aplicada a medida de coação de proibição de contactar, por qualquer forma ou meio, com a vítima, bem como afastamento da mesma, não podendo aproximarem-se num raio de 500 metros, com recurso a pulseira eletrónica.

Ao suspeito de 62 anos, após ter sido presente a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Foz Côa, foi-lhe aplicada a medida de coação de apresentações bissemanais no posto policial da sua área de residência.

A violência doméstica é crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva. Se precisar de ajuda ou tiver conhecimento de alguma situação de violência doméstica participe:

GNR Guarda-Sabugal – Detida por extorsão

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da Guarda, deteve uma mulher de 40 anos, pelo crime de extorsão no concelho do Sabugal.

No âmbito de uma investigação que decorria há cerca de um mês, foi possível apurar que a suspeita chantageava e ameaçava a ofendida com factos que conhecia sobre a sua vida pessoal. No decorrer das diligências de investigação, os militares da Guarda constataram que a vítima chegou mesmo a fazer uma pagamento de 400 euros à mulher que a extorquia.
A detida foi constituída arguida e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial da Guarda.

GNR Guarda-Vila Nova de Foz Côa – Detido por ofensas à integridade física

O Comando Territorial da Guarda, através do Posto Territorial de Vila Nova de Foz Côa, no dia 8 de março, deteve um homem de 44 anos por ofensas à integridade física, no concelho de Vila Nova de Foz Côa.

No âmbito de uma denúncia de ofensas à integridade física num estabelecimento de restauração e bebidas, na localidade de Vila Nova de Foz Côa, os militares da Guarda deslocaram-se para o local. Na sequência de diligências policiais, o agressor foi abordado e detido.

O detido foi presente a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Vila Nova de Foz Côa, tendo ficado sujeito a apresentações periódicas no posto policial da área de residência e a obrigação de afastamento da vítima.

GNR Guarda- Aguiar da Beira – Cinco detidos em operação de fiscalização

O Comando Territorial da Guarda, através do Destacamento Territorial de Gouveia,  deteve cinco homens, com idades compreendidas entre os 22 e os 33 anos, por tráfico de produtos estupefacientes, por condução sob o efeito do álcool e por posse de arma proibida, no concelho de Aguiar da Beira.

Na sequência de uma operação de fiscalização rodoviária que teve como objetivo o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, bem como o reforço do sentimento de segurança junto da população em geral, foram detidos cinco suspeitos, três por tráfico de produtos estupefacientes, um por condução sob o efeito do álcool e um por posse de arma proibida.

No decorrer da operação foi ainda apreendido diverso material, destacando-se:

  • 44 doses de haxixe;
  • Quatro selos LSD;
  • Uma faca borboleta (arma proibida);
  • Diverso material usado no acondicionamento do produto estupefaciente.

Os detidos foram constituídos arguidos, e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Trancoso.

No seguimento da ação foram ainda elaborados cinco autos de contraordenação, tendo sido remetidos para a Comissão da Dissuasão da Toxicodependência.

GNR Guarda-Vila Nova de Foz Côa – Pulseira eletrónica por violência doméstica

O Comando Territorial da Guarda, através do Posto Territorial de Vila Nova de Foz Côa,  deteve um homem de 50 anos por violência doméstica, no concelho de Vila Nova de Foz Côa.

No âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito, desde o fim da relação com a vítima, sua ex-companheira de 38 anos, começou a exercer um clima de controlo e de perseguição contra a sua vida e dos seus filhos. Foi possível apurar-se ainda que o agressor ameaçava e exercia violência física contra a vítima, tendo sido dado cumprimento a um mandado de detenção.

O detido foi presente ontem, dia 10 de fevereiro, ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Foz Côa, onde lhe foi aplicada a medida de aplicação de pulseira de eletrónica.