Início » Tag Archives: Dia internacional dos Monumentos e Sítios

Tag Archives: Dia internacional dos Monumentos e Sítios

Dia Internacional dos Monumentos e Sítios assinalado na Guarda

Vai ser assinalado pelo Município da Guarda o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, com o tema «Património e Clima», no próximo dia 18 de abril, com a finissage da exposição Falar com o Tempo, de Ilda David´, patente até dia 17 de abril no Museu, e com o lançamento do catálogo da mesma exposição. A iniciativa decorrerá na Galeria principal das exposições temporárias do Museu da Guarda, pelas 18h00.

Cruzando o tema «Património e Clima», proposto pela Direção Geral do Património Cultural e pelo Internacional Council on Monuments and Sites, e com o mote «Falar com o Tempo» que deu o título à exposição de pintura, a sessão irá promover o debate e tertúlia.  “Se a difusão da arte pode ser encarada como estratégia para promover os monumentos e sítios históricos, tal como sucede com o seiscentista Paço Episcopal e Seminário transformado em espaço quer museológico quer de irradiação da arte contemporânea, a própria linguagem artística pode constituir-se como património cultural ao revelar visões, atitudes, temas e problemas que caracterizam uma sociedade num determinado lugar/tempo. Se a obra artística realizada, ao longo de décadas, por Ilda David’ se instituiu como referência no panorama cultural português, também é certo que, além de sugerir emoções estéticas que convidam à espiritualidade, se inspira não raras vezes na observação da Natureza, funcionando nesses casos como sensibilização ambiental.”  Estes são alguns dos pontos de partida para esta tertúlia sobre Arte, Património e Clima promovida pelo Museu e que contará com a participação da artista plástica Ilda David’ e do curador Nuno Faria, entre outros.

Logo de seguida será apresentado o catálogo da exposição. Trata-se de um objeto de arte; uma edição do Município da Guarda, através do seu Museu. O livro não só valoriza a obra plástica da artista como também os espaços expositivos do Museu da Guarda.

Participam na sessão, o presidente da Câmara da Guarda, Sérgio Costa, Ilda David’, Nuno Faria e Manuel Rosa, editor.

Trancoso- Dia Internacional dos Monumentos e Sítios assinalado no Terrenho

A localidade de Terrenho, foi o local escolhido pelo Município de Trancoso para assinalar , o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, com o  tema “Passados Complexos: Futuros Diversos”.

Deste modo , teve lugar uma visita guiada ao património da localidade de Terrenho , onde marcaram presença , Amílcar Salvador,  Presidente da Câmara, Céu Ferreira, técnica superior do Município  e diversos elementos da junta de freguesia e um número reduzido de pessoas, devido ao estado de emergência em que o país se encontra.

foto:MP

Gouveia-Dia Internacional dos Monumentos e Sítios (DIMS)

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios (DIMS) que se celebra a 18 de abril, este ano subordinado ao tema “Passados Complexos: Futuros Diversos”, definido pelo ICOMOS (Conselho Internacional de Monumentos e Sítios), vai ser assinalado em Gouveia.

Deste modo, o Município  associa-se mais uma vez às comemorações desta data através da organização de visitas guiadas, de participação gratuita, enquadradas na temática “Sociedade e Trabalho – Paisagens de uma vila industrial serrana na primeira metade do século XX”. Através desta iniciativa é possível conhecer a arqueologia industrial na construção urbana da cidade de Gouveia, descobrir as novas incorporações do Museu Municipal de Arte Moderna Abel Manta, bem como apreciar as viaturas automóveis da primeira metade do Séc.XX expostas no Museu da Miniatura Automóvel.

A atividade tem início às 9h00, no Posto de Turismo, em Gouveia, e todos os interessados devem fazer a inscrição até ao dia 15 de abril, no Posto de Turismo de Gouveia, através dos seguintes contatos: 962 033 099, 238 083 930 ou turismo@cm-gouveia.pt.

Do mesmo modo, a proposta estende-se ao conhecimento das novas incorporações do Museu Municipal de Arte Moderna Abel Manta, artista plástico maior da nossa praça e que, como poucos, eternizou estas paisagens nas suas telas, mas também os rostos desta época. Tal é o caso da pintura a óleo sobre tela adquirida em janeiro passado pelo Município de Gouveia, Paisagem, de 1945, em que Abel Manta capta o ambiente rural, muito provavelmente, da aldeia de Vinhó. Ou o retrato do artista, fixado no negativo em vidro que o fotógrafo Carlos Nabais doou ao Museu em dezembro de 2019. Num outro nível, o multifacetado João Abel Manta preserva a veia artística familiar e finíssimo humor, expressos nos dois desenhos a tinta da china doados ao Museu em dezembro de 2020 pelo Dr. Francisco George, e que João Abel executou aos 20 anos, durante a sua prisão em Caxias, acusado de pertencer a uma organização clandestina, o MUD Juvenil.

Termina a  proposta com uma visita orientada ao Museu da Miniatura Automóvel, direcionada para os meios de transporte que caracterizavam a primeira metade do século XX, tanto em Gouveia como na Europa.

Segunda a Direção Geral do Património Cultural, ao “adoptar o tema Passados Complexos: Futuros Diversos, o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios convida os participantes a explorar a ideia de reconciliação – mas também de contestação e discussão – e o desejo de construir um futuro mais justo, mais participado e mais variado, destacando o papel fundamental do património enquanto factor de identidade e agregação de grupos e de comunidades, nas relações entre culturas e na responsabilização colectiva para a protecção e salvaguarda dos atributos, dos significados e valores que constituem a nossa herança comum.

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios (DIMS) 2021 constitui, assim, uma oportunidade para sensibilizar comunidades e públicos para uma reflexão sobre o passado e para a importância de preparamos um futuro mais harmonioso, na consciência de que o património deve, sempre, ser factor de união, de partilha, de cidadania e de resiliência na evolução e valorização de sítios, paisagens, práticas e colecções.”

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios (DIMS) foi criado pelo Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios (ICOMOS), em 1982, e aprovado pela UNESCO, e visa sensibilizar os cidadãos para a diversidade e vulnerabilidade do património, bem como para a necessidade da sua proteção e valorização.

Dia Internacional dos Monumentos e Sítios a 22 Abril em Celorico

As comemorações do Dia Internacional dos Momentos e Sítios 2018, com o tema “Património: de Geração para Geração”, será assinalado pela Câmara Municipal de Celorico da Beira, no dia 22 de Abril, através da organização de uma caminhada com o objetivo de dar a conhecer, o traçado dos Caminhos de Santiago no concelho de Celorico da Beira e a terminar o dia com uma recriação histórica do “Enforcado” na aldeia de Fornotelheiro.
Esta iniciativa visa também dar a conhecer a todos os interessados o Passaporte Caminhadas Por Vales e Serras 2018.
Valor da inscrição: 3 caminhadas
Pré-inscrição obrigatória até 20 de abril através do 271 747 400

Por:MCB

Misericórdia de Mangualde assinalou o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

scmm Nesta terça-feira,  a Misericórdia de Mangualde assinalou o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios com uma palestra sobre o património e a história da Misericórdia, pelos Drs. António Tavares e Pedro Silva, um concerto de guitarra portuguesa por Francisco Pereira, acompanhado à viola por Carlos Viçoso e uma exposição de pintura de Alice Piloto.
Estas atividades decorreram na Igreja da Misericórdia de Mangualde na presença de cerca de uma centena de pessoas, que se deslocaram à igreja para assistir a estas atividades.
A Igreja da Misericórdia foi construídscmm1a entre 1720 e 1764, segundo risco de Gaspar Ferreira, arquiteto de Coimbra. Igreja e Sacristia, Casa de Despacho, Torre, Casas do Capelão e arrumações de rés-do-chão, constituem um todo harmonioso onde ressalta a originalidade de uma varanda aberta sobre um pátio dando ares de residência fidalga a tal conjunto.
O interior da igreja é de uma extraordinária beleza. A capela-mor possui o mais artístico retábulo joanino da diocese de Viseu, o teto mostra 15 formosos painéis pintados em Lisboa no séc. XVIII e os azulejos vieram de Coimbra em 1724 (capela-mor) e 1746 (nave) representando símbolos marianos e diversas cenas como as Bodas de Caná, S. Martinho, Multiplicação dos Pães e Queda de Maná. A igreja foi considerada Imóvel de Interesse Público em 1977.

1° Percurso Pedestre Rota dos Moinhos

17966133_890096017799402_4555355466484890702_oA Junta de Freguesia de Vila Cova do Covelo e Mareco, com a colaboração da Câmara Municipal de Penalva do Castelo convida todos os que apreciam a Natureza a participar no 1° percurso Pedestre Rota dos Moinhos, inserido na comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios.
Dia 23 de Abril que terá inicio junto à Igreja Paroquial pelas 9 horas percorrendo vários caminhos rurais com passagem pelo Rio Carapito que mantém paisagens únicas com direito a visitar um moinho de água a funcionar. E como somos um povo que gosta de receber quem nos visita a meio do percurso será servida a piqueta.

Por:JF Vila Cova do Covelo e Mareco

Dia Internacional dos Monumentos e Sítios vai ser assinalado em Pinhel

aquedPatrimónio Cultural e Turismo Sustentável

No Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, dia 18 de abril (terça-feira), o Município de Pinhel vai promover visitas ao aqueduto subterrâneo situado na Parada Coronel Lima da Veiga, frente à Casa da Cultura.

A procura e o aproveitamento das nascentes de água para consumo humano levou, desde cedo, à construção de estruturas arquitetónicas que permitissem um melhor aproveitamento da água.

Integram-se nestas construções os aquedutos que transportavam a água desde as nascentes até aos grandes reservatórios (mães d’água), antes de chegarem aos diferentes fontanários públicos.

Na cidade de Pinhel existe um sistema de aquedutos subterrâneos que canalizava a água de diferentes nascentes para o edifício do antigo Paço Episcopal, atual Casa da Cultura.

Ciente da importância deste património e do seu potencial turístico, o Município de Pinhel tem procurado aprofundar o conhecimento destes aquedutos, promovendo a limpeza e exploração de alguns troços que, no Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, irão estar abertos ao público.

Por:Mun.Pinhel

Peddy Paper deu a conhecer património mangualdense

Inserido nas comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

20160417_094250 No passado domingo, 17 de abril, e apesar do mau tempo que se fez sentir, cerca de 40 pessoas participaram no Peddy Paper ‘Mangualde, o nosso património’, uma iniciativa inserida nas comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, que se assinalou ontem. O evento associou-se à iniciativa do ICOMOS, através da Direção Geral do Património Cultural, que este ano tem como lema ‘o património do desporto’.

A sua organização esteve a cargo da Câmara Municipal de Mangualde, através do Gabinete de Gestão Programação do Património Cultural e do Gabinete de Desporto, e contou com a colaboração da Santa Casa da Misericórdia de Mangualde e da Paróquia de Mangualde.20160417_102855

Por:Mun.Mangualde

 

 

 

Uma visita pelo Museu de Arte Sacra em Figueiró da Granja

1 Aproveitando o Dia internacional dos Monumentos e Sítios, as gentes  do Centro de dia de Figueiró da Granja e com a finalidade de conhecer e enaltecer a existência de um Museu de Arte Sacra na  freguesia ( Figueiró da Granja), nada melhor que fazer uma visita ao museu na Fábrica da Igreja Paroquial.

Neste espaço é 2possível ver objetos litúrgicos, imagens de Santos, esculturas,pinturas, telas e muitas peças de importância histórica. Foi com agrado que observaram o papel insubstituível, ao longo da história de todas estas peças artísticas qualificadas e destinadas ao culto sagrado.

Um dia diferente para estes “jovens”.

Por:IF–CDFG