Templates by BIGtheme NET
Início » Artigos de Opinião » Artigo de Ana Carolina Marques- Dicas para aplicar em casa – Terapia da Fala em contexto natural

Artigo de Ana Carolina Marques- Dicas para aplicar em casa – Terapia da Fala em contexto natural

Dicas para aplicar em casa – Terapia da Fala em contexto natural

 

Considerando os tempos em que vivemos com várias restrições a nível social, é necessário estimular ainda mais as crianças em casa. Apesar de ser esta a nossa realidade há algum tempo, nem sempre é fácil nos habituarmos a tantas mudanças.

No dia-a-dia podemos estimular a linguagem oral e escrita, memória auditiva e a comunicação em tarefas que realizamos com frequência e no nosso ambiente natural.

  1. No quarto das crianças

– Leitura de livros antes de deitar: podem ler os pais, as crianças, ambos e no fim recontarem as histórias.

– Ouvir músicas: seleção de algumas mais calmas para ouvir antes de deitar e mais mexidas para durante o dia. Deve manter-se o foco na letra e ritmo, por exemplo.

– Vestir/Despir: podem aproveitar estes momentos para nomear as peças de roupa ou abordar a sequência de roupas a vestir.

 

  1. Na cozinha de casa

– Na hora das refeições podem definir a ementa juntos, nomear os ingredientes, distribuir tarefas (nomeando as ações), entre outros exemplos.

– Pôr/Levantar a mesa: nesta tarefa podemos identificar os objetos e abordar as quantidades conforme os elementos incluídos no agregado familiar.

– Listagem de compras: elaborar lista de compras e conjunto pode ser divertido. Podem aproveitar esta atividade para categorizar os alimentos (ex: frutas, legumes, doces, bebidas…).

 

  1. Na sala de casa

– Jogo do stop: os pais podem ajudar a construir grelhas e decidir as categorias conforme a idade e posteriormente evocar o respetivo vocabulário.

– Jogo do telefone: podem escolher um segredo para ir dizendo ao ouvido de quem estiver ao lado. Quando o segredo chegar à última pessoa, esta deve dizer em voz alta e ver se foi o que a primeira pessoa disse.

– Jogos de mímica: cada pessoa escolha uma coisa e tentar imitar com gestos para as restantes adivinharem.

– Visualização de filmes ou séries com discussão final das mesmas (ex: o que gostaram mais, resumir o que foi visto, adivinhar o que virá num próximo episódio…).

 

– Desenhar ou pintar com ou sem ajuda dos pais.

– Construir “quantos queres”: os pais ajudam a elaborar o jogo e a decidir que questões colocar nas faces (ex: categorias para evocação de conceitos, letras para evocação de palavras…).

 

  1. No WC de casa

– Hora do banho: podem ser identificadas ou nomeadas as diferentes partes do corpo. Caso a criança seja maior, os pais podem treinar o cumprimento de ordens.

. Brincar ao espelho: esta pista visual pode ajudar a fazer alguns exercícios com a língua, bochechas (úteis ao nível da motricidade orofacial).

 

As ideias mencionadas são algumas das atividades para desenvolver com as crianças, tenham elas ou não necessidades de intervenção em terapia da fala. É só adaptar à faixa etária, dar asas à imaginação e envolver toda a família.

 

Ana Carolina Melo Marques C-046322175

Terapeuta da Fala na APSCDFA, na Clínica Nossa Srª da Graça e na CliViseu

 

Publicidade...