Templates by BIGtheme NET
Início » Celorico da Beira (Pagina 4)

Celorico da Beira

Aldeias Históricas de Portugal inspiram criação de associação de aldeias de Cáceres

Um grupo de representantes de várias localidades históricas da província de Cáceres (Espanha) visitou as Aldeias Históricas de Portugal, com o objetivo de adquirir conhecimento sobre a sua abordagem de desenvolvimento territorial, de modo a criar uma associação análoga à Rede das Aldeias Históricas de Portugal.

A Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico tem sido cada vez mais procurada como exemplo de boas práticas, tanto no plano nacional como internacional. Depois de, no ano passado, ter recebido uma comitiva de representantes da província de Badajoz (Espanha), cujo objetivo era conhecer a sua metodologia de trabalho, com vista a criar uma rede de 12 Conjuntos Históricos na Província de Badajoz, esta semana, as Aldeias Históricas de Portugal acolheram a visita de várias entidades da província de Cáceres, que ambicionam criar uma associação naquela região espanhola. Ler Mais »

Município de Celorico da Beira passa a dispor de serviço social na área da demência através do Projeto NeuroCEDE

O Município de Celorico da Beira passa a dispor de resposta social na área da demência, com a adesão ao projeto NeuroCEDE da APS de Fornos de Algodres, implementado nos concelhos de Fornos de Algodres, Celorico da Beira, Mangualde e Penalva do Castelo.
Vai ser uma resposta social direcionada para pessoas, idosas e não idosas, que estejam a vivenciar um processo de comprometimento cognitivo ou que apresentem dois ou mais fatores de risco para o desenvolvimento de quadros demenciais (diabetes, hipertensão, etc).
O município de Celorico da Beira deu os primeiros passos nesta área de intervenção, no passado mês de abril, com a sinalização de alguns casos que apresentam risco de desenvolvimento de demência.
Financiado por fundos europeus, o projeto NeuroCEDE visa alcançar a melhoria da qualidade de vida da pessoa com demência, e a consecução dos seguintes objetivos específicos:
1. aumento do número de pessoas com demência diagnosticadas e acompanhadas em consulta de especialidade;
2. alargamento do período entre o aparecimento do CCL (comprometimento cognitivo leve) e o declínio das demais habilidades cognitivas preservadas;
3. alargamento do período entre o aparecimento do CCL e o aparecimento dos primeiros sintomas comportamentais;
4. diminuição de sintomas depressivos na pessoa com CCL ou Demência;
5. aumento do trabalho em rede na área do apoio à pessoa com demência (juntas de freguesia, municípios e centros de saúde);
6. aumento da informação sistematizada da realidade demencial deste território, permitindo a adoção de intervenções holísticas e inovadoras.
Para a prossecução destes objetivos, o projeto NeuroCEDE conta com uma equipa multidisciplinar, constituída por médico psiquiatra, neuropsicóloga, assistente social, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, terapeuta da fala, psicomotricista e animadora sociocultural, que dinamiza em gabinete próprio ou no domicílio do beneficiário. No caso de Celorico da Beira a intervenção destes peritos cinge-se ao domicílio do beneficiário, onde serão levadas a cabo as seguintes atividades:
• Avaliação neuro psicológica;
• Consultas de psiquiatria;
• Estimulação cognitiva;
• Estimulação física;
• Estimulação multissensorial;
• Apoio psicossocial para pessoas com demência e seus cuidadores.

Programa Pares vai trazer investimento ao Distrito da Guarda

Apoiadas 24 candidaturas no distrito egitaniense

O Instituto Politécnico da Guarda acolheu a cerimónia de assinatura de vários
contratos do Programa Pares 3.0, com a presença da  Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.
Segundo declarações da mesma, trata-se do maior investimento de sempre, em equipamento e respostas sociais, num total de 234 milhões de Euros.
O Programa Pares, vai já na sua terceira geração, tendo como finalidade apoiar o desenvolvimento
e consolidar a rede de equipamentos sociais, designadamente na criação de novos lugares, em
várias vertentes/respostas sociais: nas creches, no reforço dos serviços de Apoio Domiciliário, e
dos Centros de Dia, no aumento dos lugares em Estruturas Residenciais para Idosos e na
integração de pessoas com deficiência através de respostas residenciais e de centros de atividades
ocupacionais.
No Distrito da Guarda, o Pares apoiará 24 candidaturas (investimento publico de 14.696.048
milhões de Euros) para 40 respostas sociais, sendo que no Concelho de Aguiar da Beira foram
contempladas 4 candidaturas, nas Freguesias de Carapito, Cortiçada, Penaverde e Dornelas, todas
elas no âmbito da população idosa, com exceção da última, que visará a comunidade com
deficiência. O investimento público nas instituições do Município de Aguiar de Beira perfaz um
valor total de 2.846.954 euros, sendo que a Associação Menina do Rosário de Carapito foi
contemplada com uma verba de 890.756€, Centro Social Paroquial da Cortiçada 243.025€, Centro
Social Paroquial de Penaverde 296.029€, e por fim o Centro Social Paroquial de Dornelas contou
com uma verba no valor de 1.417.144€.

No que toca à Fundação Laura Santos, a construção da tão desejada Unidade de Demências com um valor global de 1.500.000.00€, vai ser realidade. Um acontecimento muito feliz e de grande importância para o Conselho de Administração, Colaboradores, Órgãos Sociais, Utentes e Clientes, que fazem da Fundação Laura Santos uma instituição de referência a nível nacional.

Para Figueiró da Serra, foi um dia feliz para a Comissão de Melhoramentos local, que irá culminar no dia da inauguração do nosso Lar de Sta Eufêmia.

Academia de Futebol Distrital vai arrancar em Celorico da Beira

A tarde e a noite de quarta-feira foi de festa, dado que, finalmente a Academia de Futebol Distrital da AF Guarda vai nascer em Celorico da Beira. Desta forma, Carlos Ascensão, presidente do Município de Celorico da Beira, recebeu Fernando Gomes , presidente da FPF e o executivo da AF Guarda, liderado por Amadeu Poço, no sentido de formalizar este projeto que em breve se vai tornar realidade.

    Perante isso, o autarca deu as boas vindas e salientou que este projeto vai ser muito importante para esta região,está mais central neste distrito e  no futuro e possa trazer outras formas de coesão territorial também.

Por sua , Fernando Gomes, salientou que , tudo vem na execução do programa “Uma Associação, Uma Academia”, que  a FPF está a trabalhar, nesse sentido redobramos o valor é de 1,5 milhões de euros, sendo o apoio a fundo perdido de 40%, cerca de 600 mil euros pela FPF. Para já estão concluídas, as Academias de Aveiro e Viseu e outras estão em fase de projeto, Castelo Branco, Évora, Beja e possivelmente Bragança.

Depois Amadeu Poço, líder da AF Guarda, referiu que todas as autarquias foram consultadas e Celorico foi quem manifestou a vontade de vir a ser uma realidade aqui, a AF Guarda terá de arranjar 900 mil euros, mas tem como objetivo ver a 1ªfase pronta no final deste ano. agora agradeceu a Carlos Ascensão a forma como se colocou na linha da frente, para que tudo se torne realidade a breve prazo.

Depois seguiu-se, a visita aos terrenos , situados no atual complexo desportivo, onde Fernando Gomes ficou satisfeito pelo que viu e a academia virá a ser realidade em breve.

A noite depois foi de celebrar os 82 anos da AF Guarda, com a Gala que atribuiu os diversos troféus e medalhas aos campeões e as placa de e os diplomas de certificação aos clubes classificados como entidades formadoras na época 20/21. Recorde-se que na Gala que aconteceu no hotel Quinta dos Cedros , esteve presente, Pedro Proença, Presidente da Liga, Fontelas Gomes (Arbitragem da FPF), assim como os responsáveis da Federación de Castilla y León de Fútbol.

Foi um grande dia para o futebol distrital da Guarda, onde vai passar a ter instalações para puder trabalhar as suas seleções.

Dezenas de Antónios no convívio anual em Celorico da Beira

Foi uma noite diferente para os Antónios que participaram no jantar convívio anual, num espaço de restauração, denominado Restaurante ” Sabores d’Avó” E.N. 17  no concelho de Celorico da Beira, isto é, foram algumas dezenas que se juntaram e tornaram esta noite mais agradável e festiva.

Ao iniciar a festa teve lugar na Capela de Santo António da Carrapichana , uma missa em honra de Santo António.

Para finalizar a noite, o habitual bolo que marca a passagem de mais um ano deste evento que um pouco por todo lado se vai realizando.

fotos:AFA

GNR Guarda – Celorico da Beira – Detido por posse de armas proibidas

O Comando Territorial da Guarda, através do Posto Territorial de Celorico da Beira, no dia 6 de junho, deteve em flagrante um homem de 74 anos, por posse ilegal de arma, no concelho de Celorico da Beira.

No seguimento de uma denúncia relacionada com violência doméstica, os militares da Guarda realizaram diligências policiais onde foi possível apurar que o suspeito estava na posse ilegal de diversas armas, motivo que levou à sua detenção em flagrante e à apreensão das seguintes armas:

  • Três caçadeiras calibre 12;
  • Duas armas de ar comprimido;

O detido foi constituído arguido e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Celorico da Beira.

Estudo-Consumidores querem garantias de reparabilidade e durabilidade para comprar mais bens em 2.ª mão

  • 7 em cada 10 consumidores estão dispostos a pagar mais por produtos rotulados com estas garantias
  • Consumidores têm uma opinião positiva sobre marcas e retalhistas que entram neste mercado

 

Segundo o estudo Barómetro Europeu do Consumo do Observador Cetelem 2022, dedicado ao tema da Economia Circular, a necessidade de garantia dos produtos em 2.ª mão é um dos fatores que leva os consumidores a optarem por não os comprar. Neste sentido, 86% acreditam que a existência de um índice de reparabilidade seria um fator importante ou muito importante na escolha de um produto. Por outro lado, 90% consideram que um índice de durabilidade também forneceria informações sobre a robustez e confiabilidade dos bens.

Relativamente à existência do índice de reparabilidade, os italianos e portugueses são dos europeus mais favoráveis (94%), enquanto os dinamarqueses e suecos estão mais reticentes (76% e 77%). Quanto ao índice de durabilidade, mais uma vez os italianos e portugueses são os que mais o desejam (95% e 97%), sendo preciso voltar ao norte da Europa para encontrar expectativas mais baixas nesta área.

Este desejo de segurança, no que diz respeito à reparabilidade e durabilidade, tem consequências no preço dos produtos, contudo nem todos estão dispostos a aceitá-las. Ainda assim, 7 em cada 10 europeus dizem estar dispostos a pagar mais por produtos rotulados desta forma, sendo os romenos, búlgaros e húngaros os mais favoráveis (84%, 83% e 80%), enquanto os franceses e belgas estão mais relutantes (61% e 63%).

A importância que os consumidores atribuem à durabilidade e reparabilidade reflete igualmente o sucesso dos produtos recondicionados, principalmente no caso dos telemóveis. Mais de 8 em cada 10 europeus já ouviram falar de recondicionamento de produtos e 1 em cada 2 sabe exatamente o que significa.

 

Valorizar a sua imagem e pensar no futuro

No geral os consumidores têm uma opinião positiva sobre as marcas e os retalhistas que estão a entrar no mercado de 2.ª mão, ao recuperar produtos, dando-lhes uma nova vida. 86% acreditam que as empresas têm estas práticas para demonstrar a sua capacidade de inovação, sendo uma ideia transversal a todos os países onde foi realizado este estudo, com os italianos e portugueses mais uma vez a expressar uma opinião mais favorável. Já 85% dos europeus acreditam que é uma maneira de marcas e retalhistas se prepararem para o futuro. Em terceiro lugar, com 82%, aparece a sugestão de que a adesão ao recondicionamento demonstra compromisso com o meio ambiente.

A capacidade de as marcas e retalhistas se destacarem no mercado e a oportunidade de obterem mais lucro quando entram no mercado de usados recebem uma proporção quase igual dos votos (78% e 77%). Nas duas opções, as diferenças entre os países são muito mais acentuadas. Na primeira, enquanto 87% dos portugueses e 86% dos húngaros veem a prática como fonte de diferenciação, apenas 64% dos alemães estão de acordo. E quando se trata da sugestão de que os retalhistas aderem a estas práticas para gerar lucros adicionais, 87% dos portugueses, 86% dos búlgaros e 85% dos espanhóis são dessa opinião, em comparação com 62% dos alemães e 63% dos austríacos.

 

GNR Guarda – Celorico da Beira – Resgate de três crias de canídeos

O Comando Territorial da Guarda, através Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) do Destacamento Territorial de Guarda,  resgatou três crias de canídeos na localidade de Celorico da Beira, no concelho de Celorico da Beira.

No seguimento de uma denúncia de um popular a dar conta que se encontravam abandonados três cachorros, os elementos do NPA deslocaram-se de imediato para o local, onde detetaram os animais e procederam à sua recolha.

No decorrer das diligências policiais realizadas, tentou-se localizar os legítimos proprietários, tendo sido possível apurar que os animais eram crias de um animal errante, pelo que foram transportados e entregues ao Veterinário Municipal, para avaliação médico-veterinária e posterior adoção.

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção dos animais, apelando à denúncia de eventuais situações de maus-tratos ou abandono. Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.

Celorico da Beira-Comemorações do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul – A Chegada

Eram 14h32m do longínquo dia 17 de junho do ano de 1922, quando Sacadura Cabral e Gago Coutinho, a bordo do «Fairey-17», amararam nas águas do Rio de Janeiro, depois de 3 hidroaviões e de 62h26m de viagem, das quais 36 horas e 44 minutos sem avistar terra, cumprindo finalmente o objetivo traçado de chegar ao Brasil por ar, para gáudio do povo que os esperava em festa.

Para assinalar esse momento, o Município de Celorico da Beira vai levar a efeito nos próximos dias 17 e 18 de junho, uma programação altamente festiva, multicultural e representativa da alma e dos povos envolvidos nessa viagem, com especial destaque para Portugal, Cabo Verde e Brasil, que encerrará as Comemorações do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul, neste território.

Tradicionalmente, a chegada do mês de junho está associada a férias e a Santos Populares. Entra-se automaticamente em modo de verão: espírito aberto para receber o sol, o calor e uma enorme vontade de desfrutar de momentos prazerosos ao livre e de convívio com os amigos.

Neste contexto, as atividades de encerramento do Centenário, por força da sua natureza, são fomentadoras deste espírito. Durante dois dias (17 e 18 de junho), a festa será total no Jardim Parque Carlos Amaral, com cheiros e sabores beirões à mistura com outros mais quentes e picantes, acompanhados de muita música de diferentes sonoridades, desde a lusitana aos sons quentes e ritmados afro-brasileiros, criando momentos únicos, cheios de animação, alegria, colorido e dinamismo. Para a prossecução deste objetivo, o município brinda os celoricenses com um vasto e rico programa que apresenta Rua das Pretas com Tito Paris e Joana Amendoeira como cabeças de cartaz. Assim, destacamos:

No dia 17 de junho, pelas 21H30, o palco é dos Guitardeão. Grupo made in Celorico da Beira, sempre muito acarinhado pelos celoricenses. Apresenta um reportório com
músicas que denotam diversas influências e deambulam em diversas fronteiras;

No sábado, 18 de junho, pelas 15H00, o grupo Nice Groove vai levar a efeito uma Oficina de Percussão – Batucada. Trata-se de um projeto de Música na Comunidade
que une pessoas das mais variadas faixas etárias, nacionalidades e proveniências sociais e culturais. Uma batucada é composta por instrumentos de bateria de samba e inspirados em ritmos, danças e canções lusófonas. A animação continua pela tarde fora e, ao entardecer, por volta das 18H30, espaço para a Associação Lagoa da Saudade efetuar uma demonstração de Capoeira;

Às 21H30 terá lugar o concerto musical Rua das Pretas, de Pierre Aderne. Trata-se de um projeto de música lusófona, multicultural que agrega fado, bossa, cante, morna,
ciranda e samba, que será abrilhantado esta noite, por Tito Paris e a fadista Joana Amendoeira. No final do concerto subirão ao palco o grupo Nice Groove e os participantes no workshop (Oficina de Percussão), para uma atuação conjunta.

Direcionada para o público jovem, mais resistente e festivaleiro, a animação continua pela noite dentro, conduzida pela arte e mestria dos DJ´s, EDD e Guerrilha Sound
System, no dia 17 de junho e 18 de junho, respetivamente.

Balcão da Inclusão inaugurado em Celorico da Beira

Em Celorico da Beira, no edifício do Balcão de Atendimento Social, localizado na Rua Sacadura Cabral, junto à Caixa Geral de Depósitos, foi inaugurado o  Balcão da Inclusão .
Foi assim , uma cerimónia que teve a presença de várias entidades convidadas , onde foi descerrada uma placa de inauguração pelo Presidente da Câmara Municipal de Celorico da Beira, Carlos Ascensão e pelo Presidente do Conselho Diretivo do Instituto Nacional de Reabilitação, Humberto Santos.
Fruto de um protocolo de cooperação com o Instituo Nacional para a Reabilitação (INR), o Balcão da Inclusão é um novo serviço disponibilizado pela Câmara Municipal de Celorico da Beira, em parceria com o Instituto Nacional de Reabilitação, que tem o propósito de prestar um serviço de excelência ascendente, respondendo de forma célere e eficaz às necessidades da comunidade, o município de Celorico da Beira disponibiliza, através deste Balcão, mais uma resposta social, direcionada para pessoas portadoras de deficiência ou incapacidade, locais ou oriundas dos concelhos limítrofes, informando-as, encaminhando-as e/ou intercedendo como mediador junto de outros serviços públicos. O Balcão da Inclusão vai estar aberto ao público de segunda a sexta-feira, das 09H30 às 12H30.