Templates by BIGtheme NET
Início » Guarda (Pagina 20)

Guarda

Carnes da Montanha em destaque com a jarmelista também premiada

Créditos Pec Nordeste

As Carnes da Montanha estiveram em destaque no 11º Concurso Nacional de Carnes Tradicionais Portuguesas, promovido pela CNEMA e pela Qualifica/oriGIN Portugal, que tem como objetivo premiar, promover, valorizar e divulgar os produtos tradicionais, genuínos e exclusivamente produzidos em Portugal. No total, arrecadaram 9 medalhas de ouro, que reafirmam a qualidade e excelência destas carnes de raças autóctones de sabor inigualável. Ler Mais »

CLAIM – Centro local de Apoio à Integração de Migrantes vai ser inaugurado em Celorico da Beira

Vai ter lugar no próximo dia 12 de julho, pelas 10H30, a inauguração do
CLAIM – Centro local de Apoio à Integração de Migrantes – de Celorico da Beira.
O CLAIM de Celorico da Beira é resultado de uma parceria entre a Autarquia e o Alto Comissariado para as Migrações, I.P. (ACM). Instalado
no espaço do Balcão de Atendimento Social, dispõe de um técnico
habilitado para acolher, informar e dar apoio aos imigrantes, no horário de
atendimento de segunda a sexta-feira, das 09H00 às 13H00.
Trata-se de mais um serviço na área social, prestado por técnicos
qualificados, de forma personalizada e gratuita, destinado aos imigrantes
residentes neste município ou na região. Os CLAIM são gabinetes/espaços
de acolhimento, informação e apoio que pretendem facilitar o acolhimento
e a integração dos estrangeiros residentes em território português. Com este
intento articulam com as diversas estruturas locais e prestam ajuda e
informações aos migrantes sobre assuntos relacionados com a
regularização da situação migratória, nacionalidade, reagrupamento
familiar, habitação, trabalho, saúde, educação, segurança social, entre
outos.
Atualmente, a rede CLAIM é constituída por 150 espaços/gabinetes,
distribuídos de norte a sul do país e ilhas, que resultam de parcerias entre o
Alto Comissariado para as Migrações (ACM), e autarquias, instituições do
ensino superior e instituições de solidariedade social. Em algumas regiões
este serviço é prestado aos estrangeiros em regime de itinerância, por forma
a responder as suas necessidades, colmatando a falta de mobilidade ou a
ausência de outros recursos.

Alexandre Borges venceu Guarda Racing Days

Depois da vitória na primeira edição do Guarda Racing Days, em 2019,
Alexandre Borges regressou à cidade mais alta de Portugal, para resgatar novamente o cetro, para a equipa NelaSport.
Esta prova sobre a égide do Clube Escape Livre, que conseguiu a proeza de juntar vários pilotos de diferentes modalidades, num circuito misto, dentro do espaço
urbano, brindou todos os presentes, de corridas emocionantes, ao cronómetro, durante o fim de semana.
Quem se apresentou decidido, foi o jovem piloto nelense, já com créditos
firmados no panorama do Kartcross nacional, o qual mostrou desde cedo, que seria
um “osso duro de roer”, amealhando desde a primeira sessão de treinos livres, o
tempo mais rápido, o qual foi constantemente melhorando, até fixar o recorde do
circuito, na derradeira final.
Este tipo de provas, de luta individual ao cronómetro, é algo que me agrada
bastante, porque depende apenas do binómio piloto/máquina e não de fatores
externos. Infelizmente por motivos profissionais, não consegui estar presente na
segunda edição em 2021, mas este ano regressei com o objetivo de brindar
novamente os meus patrocinadores e equipa, com uma vitória, o que felizmente
acabou por acontecer. Queria também deixar uma palavra de agradecimento ao
Clube Escape Livre, que como é seu apanágio, presenteou todos os presentes, com
mais uma excelente organização”, acrescenta Alexandre Borges.

Preço das casas para arrendar em Portugal subiu 2,6% no segundo trimestre do ano

Os preços das casas para arrendar em Portugal apresentaram uma subida de 2,6% no segundo trimestre do ano face ao trimestre anterior. Segundo o índice de preços do idealista, arrendar casa tinha um custo de 11,3 euros por metro quadrado (euros/m2) no final do mês de junho, tendo em conta o valor mediano. Já em relação à variação mensal, a subida foi de 0,9%.

 Cidades capitais de distrito

O preço de arrendamento no segundo trimestre subiu em quase todas as capitais de distrito do país, com Leiria (10,9%) a liderar a lista. Seguem-se Viseu (7,6%), Funchal (7%), Aveiro (6,1%), Lisboa (4,8%), Santarém (4,7%), Porto (4,1%), Braga (3%), Faro (2,9%) e Setúbal (0,7%). Em sentido contrário, os preços desceram em Coimbra (7,7%) e Viana do Castelo (-0,7%).

 Lisboa continua a ser a cidade onde é mais caro arrendar casa: 14,5 euros/m2. Porto (11,4 euros/m2) e Funchal (10,4 euros/m2) ocupam o segundo e terceiro lugares, respetivamente. Seguem-se Faro (9,1 euros/m2), Setúbal (8,6 euros/m2), Aveiro (8,4 euros/m2) e Coimbra (7,3 euros/m2). Já as cidades mais económicas são Viseu (5,6 euros/m2), Santarém (5,8 euros/m2), Viana do Castelo (6,1 euros/m2), Leiria (6,6 euros/m2) e Braga (6,7 euros/m2).

Distritos/Ilhas

Dos distritos analisados, os preços das casas para arrendar apenas desceram em Vila Real (-7,1%), Coimbra (-6,4%) e Viana do Castelo (-1,2%). Por outro lado, os preços subiram em Faro (14,1%), Santarém (10,3%), ilha da Madeira (10,1%) e Leiria (9,8%). Com subidas inferiores a 4%, encontram-se os distritos de Lisboa (3,8%), Setúbal (3,2%), Castelo Branco (2,9%), Aveiro (2,1%) e Viseu (2%). Já as menores subidas tiveram lugar no Porto (0,1%) e Braga (0,5%)

De referir que o ranking dos distritos mais caros para arrendar casa é liderado por Lisboa (13,6 euros/m2), seguido por Faro (11,6 euros/m2) e ilha da Madeira (10,4 euros/m2). Seguem-se o Porto (10,1 euros/m2), Setúbal (9,3 euros/m2), Leiria (7,2 euros/m2), Aveiro (7 euros/m2), Coimbra (7 euros/m2), Viana do Castelo (6,7 euros/m2) e Braga 6,7 euros/m2).

Os preços mais económicos encontram-se em Vila Real (4,3 euros/m2), Viseu (5,1 euros/m2), Castelo Branco (5,6 euros/m2) e Santarém (5,9 euros/m2).

 Regiões

Durante o segundo trimestre, os preços das casas para arrendar subiram em todas as regiões do país com exceção da Região Autónoma dos Açores (-6,4%) e o Norte (-1,4%). A liderar as subidas, encontra-se o Algarve (14,1%), seguida pelo Região Autónoma da Madeira (10,1%) e Alentejo (8,9%). Seguem-se a Área Metropolitana de Lisboa (3,4%) e o Centro (1,1%).

A Área Metropolitana de Lisboa, com 13,2 euros/m2, continua a ser a região mais cara, seguida pelo Algarve (11,6 euros/m2), Região Autónoma da Madeira (10,4 euros/m2) e Norte (9,3 euros/m2). Do lado oposto da tabela encontram-se o Centro (6,6 euros/m2), a Região Autónoma dos Açores (6,7 euros/m2) e o Alentejo (8,1 euros/m2) que são as regiões mais baratas.

AF Guarda-Plano de atividades e orçamento aprovados em Assembleia Geral

No final do mês de junho, no auditório da Associação de Futebol da Guarda, a Assembleia-Geral Ordinária para análise e discussão do plano de atividades e orçamento para a próxima época.
A ordem de trabalhos contou com dois pontos: Plano de atividades e orçamento para a época desportiva 2022-2023, e entre outros assuntos.
O orçamento apresentado pela Direção da Associação de Futebol da Guarda foi aprovado por maioria com dois votos contra.
Tratou-se do primeiro plano de atividades e orçamento com o objetivo de consolidar a retoma iniciada na época passada, depois de dois anos de pandemia da Covid-19 que causou uma paragem forçada
nas atividades desportivas, e desafios complexos.
No segundo ponto da ordem de trabalho dos houve uma participação muito ativo dos filiados, tendo sido abordados entre muitos assuntos a Academia de Futebol, as bolas oficiais e os seguros.
De salientar a presença do número significativo de associados, demonstrando assim, o interesse pela vida associativa.

Egitaniense Beatriz Fonseca ruma ao SC Braga

foto:SCB

O futebol feminino vai estando cada dia mais na ordem do dia e do distrito da Guarda saiu um leque de jogadoras com grande qualidade , Beatriz Fonseca, foi mais uma entre muitas e assim ia dando nas vistas no Estoril, agora vai jogar e mostrar todo seu talento para norte.

Assim a atleta egitaniense com o nome artístico (Bia Meio-Metro)vai defender as cores do SC Braga que remodelou grande parte do seu plantel. Mais uma atleta de sucesso oriunda do distrito do interior.

Oliveira do Hospital acolhe atribuição dos Prémios “Vale Pastor”

A segunda edição dos prémios Vale Pastor irá atribuir oito vales de 5 mil euros cada a empreendedores das Regiões DOP da Serra da Estrela e da Beira Baixa, no valor total de 40 000 mil euros. Esta ação, incluída no Programa de Valorização da Fileira do Queijo da Região Centro, liderado pela Inovcluster, contará com uma cerimónia oficial no dia 8 de julho na qual irão participar, entre outros convidados institucionais, Ana Abrunhosa, Ministra da Coesão Territorial.

 A atribuição dos Prémios “Vale Pastor” acontece este ano, em Oliveira do Hospital, dia 8 de julho (sexta-feira), na sede da ANCOSE, pelas 10h00. Esta ação, que conta já com a sua 2ª edição, está inserida no Programa de Valorização da Fileira do Queijo da Região Centro e tem como entidades promotoras as Comunidades Intermunicipais da Região de Coimbra, Beira Baixa, Beiras e Serra da Estrela e Viseu Dão Lafões. A 1ª edição dos prémios Vale Pastor, que aconteceu em 2021, embora sem realização de cerimónia presencial devido ao contexto pandémico Covid-19, atribuiu 15 vales no valor total de 75 mil euros.

O programa da cerimónia de entrega dos Prémios Vale Pastor_2ªedição (ver em anexo) irá iniciar-se com a visita a uma empresa agrícola de cariz familiar, onde se produz leite e queijo Serra da Estrela DOP e da qual a proprietária é também uma das contempladas com o Vale Pastor. A entrega oficial dos Vales Pastor aos respetivos contemplados terá lugar pelas 12h00, na sede da ANCOSE, uma das entidades que compõem a parceira do projeto.

Estarão presentes, a Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa; o Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Francisco Rolo; os representantes das Comunidades Intermunicipais das Beiras e Serra da Estrela, Beira Baixa, Região de Coimbra e Viseu Dão Lafões, a Inovcluster, líder do projeto, bem como as restantes entidades parceiras do Programa de Valorização da Fileira do Queijo da Região Centro.

O Vale Pastor, assim como outras ações que este projeto tem vindo a desenvolver, tem como objetivo ajudar ao incremento da produção de leite e queijo nas Regiões DOP da Beira Baixa, Rabaçal e Serra da Estrela, com vista à sua valorização. Uma das iniciativas inseridas no Programa de Valorização da Fileira do Queijo da Região Centro foi, precisamente, a instituição deste concurso. O Vale Pastor visa atribuir um prémio monetário de 5000 euros a empreendedores já instalados ou que queiram instalar-se na atividade da agropastorícia para produção de leite e seu fornecimento a queijarias que produzam queijos com DOP na Região Centro e que concluíram com sucesso a 2ª edição da ação formativa “Escola de Pastores”. De relevar que a Escola de Pastores tem sido um importante instrumento de qualificação que contribui para a valorização económica da fileira dos queijos DOP da Região Centro, pelo reforço e perpetuação desta profissão, mas também pela promoção, inovação, valorização e aumento da sua competitividade.

 

“Este é um esforço conjunto que vem sendo articulado não só no terreno com os agentes diretos da fileira, os produtores e potenciais produtores, mas também com toda a parceria envolvida no Programa de Valorização da Fileira do Queijo da Região Centro, reforçando o necessário investimento, rejuvenescimento, atratividade e perpetuação desta atividade ligada a um produto tão nobre e endógeno como são os Queijos da Região Centro com DOP”, sublinha Patrícia Coelho, presidente da Inovcluster.

 

O Programa de Valorização da Fileira dos Queijos da Região Centro é um Projeto cofinanciado pelo CENTRO 2020, Portugal 2020 e União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Campanha de Segurança Rodoviária “Taxa Zero ao Volante”

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Polícia de Segurança Pública (PSP) lançam amanhã, dia 5 de julho, a Campanha de Segurança Rodoviária Taxa Zero ao Volante”, inserida no Plano Nacional de Fiscalização de 2022.

A decorrer entre os dias 5 e 11 de julho, a campanha tem como objetivo alertar os condutores para os riscos da condução sob a influência do álcool. Um em cada três condutores mortos em acidentes de viação apresenta uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 0,5 g/l e três em cada quatro destes condutores apresentam uma taxa igual ou superior a 1,2 g/l.

Vários estudos científicos demonstram que conduzir sob a influência do álcool causa várias perturbações, designadamente, ao nível cognitivo e do processamento de informação, bem como alterações na capacidade de reagir aos imprevistos, e descoordenação motora.

O álcool também diminui o campo visual, provocando a chamada visão em túnel. Esta perda de capacidades, bem como as alterações de comportamento que podem levar a estados de euforia e desinibição, aumentam de forma muito significativa o risco de envolvimento em acidentes rodoviários.

A campanha “Taxa Zero ao Volante” integrará:

  • Ações de sensibilização da ANSR em território continental e dos serviços da administração regional da Região Autónoma da Madeira;
  • Operações de fiscalização, pela GNR e pela PSP, com especial incidência em vias e acessos com elevado fluxo rodoviário e de acordo com o Plano Nacional de Fiscalização 2022, de forma a contribuir para a diminuição do risco de ocorrência de acidentes e para a adoção de comportamentos mais seguros por parte dos condutores no que tange à condução sob a influência do álcool.

 

As ações de sensibilização ocorrerão em simultâneo com operações de fiscalização nas seguintes localidades:

  • Dia 5 de julho, às 19h00: EN8 – Rotunda Turcifal – Torres Vedras;
  • Dia 6 de julho, às 14h00: Avenida da Europa – Aveiro;
  • Dia 7 de julho, às 13h00: EN 14, Rotunda do Feliz, Celeirós –  Braga;
  • Dia 8 de julho, às 14h00: Praça da República, Porto;
  • Dia 9 de julho, às 20h00: EN17 – Ceira.

 

A ANSR, a GNR e a PSP relembram que a condução sob a influência do álcool é um risco para a sua segurança e dos outros:

  • Com uma taxa de álcool no sangue de 0,5 g/l o risco de sofrer um acidente grave ou mortal duplica;
  • Os acidentes que decorrem da condução sob a influência do álcool são particularmente graves.

A sinistralidade rodoviária não é uma fatalidade e as suas consequências mais graves podem ser evitadas através da adoção de comportamentos seguros na estrada.

 

Valhelhas acolheu primeira Edição do JS Outing Summer Fest

Teve lugar na localidade de Valhelhas a primeira Edição do JS Outing Summer Fest, foi um fim de semana muito proveitoso.
O tema principal era formação de lideres e foram dezenas de jovens que vieram para tirar partido dos ensinamentos e aproveitar a beleza da praia fluvial desta localidade. segundo a Federação da JS distrital, foi cumprido o retorno dos acampamentos de verão da Federação Distrital da JS Guarda, onde para além de laços reforçados, impulsionamento de dinâmicas de grupo, consumou-se um verdadeiro momento de formação de jovens, com skills importantes nas lides políticas, que também serão uma vantagem nas lutas do dia-a-dia.
Assim  como oradores estiveram Diogo Cunha, com as suas histórias e toda a experiência, a Ana Rita Pereira, com a sua capacidade de tornar tão simples e atrativo algo normalmente mais desgastante, e o Miguel Partidário, com a sua habilidade de colar a plateia à harmonia que a comunicação pode ser!
foi um fim de semana onde todos saíram mais enriquecidos, onde a nível logistico, deixaram o agradecimento à Juventude Socialista – Concelhia da Guarda.
fotos:FJSG

Pinhel acolhe Exposição temporária a Vinha e o Vinho

Está patente ao público na Casa da Cultura de Pinhel, a exposição alusiva à vinha e ao vinho inserida no projeto Pinhel Cidade do Vinho 20/22
A mostra tem epicentro na Casa da Cultura mas também foi descentralizada através do recurso aos espaços públicos da cidade, pretendendo-se com isto ampliar a interação dos visitantes com os materiais que testemunham a importância da Vinha e do Vinho para o concelho de Pinhel.
Presente na abertura da exposição esteve o Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Rui Ventura, e também a Vice-Presidente, responsável pela área da Cultura, assim como os profissionais do Município ligados às áreas da Cultura e do Turismo.