Templates by BIGtheme NET
Início » Mêda (Pagina 2)

Mêda

Concerto com Mário Laginha em Marialva

Ciclo “12 em Rede” promove concerto com Mário Laginha e muitas emoções na Aldeia Histórica de Marialva

Sob o mote “As Mulheres de Marialva”, o Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa” 2021 vai levar mais vida e animação à Aldeia Histórica de Marialva, no próximo dia 11 de setembro. Um dia para celebrar as figuras femininas da Aldeia Histórica, mas também a História, a cultura, os costumes e as tradições de Marialva – e que terminará em grande, com um concerto com Mário Laginha.

No próximo dia 11 de setembro, é a vez da Aldeia Histórica de Marialva receber o Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa” 2021. Com o tema “As Mulheres de Marialva”, o evento vai dar destaque ao papel que as mulheres da aldeia tiveram na sua herança patrimonial e cultural, com uma caminhada, vindimas, degustações, showcooking com o chef Álvaro Costa, visita guiada e o concerto “Tempo Não Parou”, com direção musical de Hélder Costa, Teresa Sarmento e Joana Raquel nas vozes e o reputado pianista Mário Laginha como convidado especial. Um programa para todos os gostos e idades, num dia que promete tornar-se inesquecível para habitantes e visitantes da Aldeia Histórica de Marialva.

Devido à pandemia, a participação nos eventos será limitada e sujeita a inscrição prévia – mas as festas poderão ser sentidas e vividas em todo o mundo, via streaming, no Facebook das Aldeias Históricas de Portugal.

A inscrição, que é gratuita, pode ser feita para a totalidade do evento ou apenas para um momento específico, como um concerto ou uma visita guiada – sendo que o limite de participantes dependerá do espaço e da tipologia de cada atividade. Para se inscrever para o programa do evento na Aldeia Histórica de Marialva é necessário contactar o Posto de Turismo de Marialva, através do contacto 279 859 288, ou o e-mail turismomarialva@cm-meda.pt.

O evento é promovido pela Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico, numa organização do Município de Mêda, Junta de Freguesia de Marialva, Associações e Agentes económicos locais. Uma iniciativa apoiada pelo Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE).

Junte-se a esta festa e viva grandes emoções na Aldeia Histórica de Marialva!

Programa do evento e limite de participantes:

10h – Caminhada PR1 AHP de Marialva
Local: Posto de Turismo de Marialva
30 pax máx

12h30 – Vinha da Cascalheira
30 pax máx

14h – Regresso pela PR1 AHP Marialva
Percurso circular – 3km
30 pax máx

16h – Visita Guiada | As Mulheres de Marialva
30 pax máx

19h – Sacro de Amanda Gonsales
Local: Exterior Capela do Senhor dos Passos
50 pax máx

20h – Showcooking com Chef Álvaro Costa
Local: Antiga Casa da Câmara

20h30 – Entrega da Dinner Box
Local: 20 Dinner Box/4pax máx
80 pax máx

22h – Concerto | Tempo Não Parou com Mário Laginha
Local: Largo da Igreja de São Pedro
80 pax máx

A festa só acaba em novembro!
O Ciclo “12 em rede – Aldeias em Festa” 2021 só termina em novembro! Depois de Marialva, a festa segue para Piódão, a 25 de setembro; Idanha-a-Velha, a 30 de outubro; e Monsanto, a 6 de novembro.

AF Guarda- Calendário das provas distritais de futsal

Teve lugar recentemente, o sorteio das provas distritais de futsal para a época 2021-22, na AF Guarda, face a isso, deixamos aqui  os calendários das competições:

Campeonato Distrital de Futsal Sub-13

Torneio Evolução Sub-13 Futsal da AF Guarda

Campeonato Distrital de Futsal Sub-15

Campeonato Distrital de Futsal Sub-17

Torneio Evolução Sub-17 Futsal da AF Guarda

Campeonato Distrital de Futsal Sub-19

Torneio Evolução Sub-19 Futsal da AF Guarda

Open de Futsal Feminino

Taça Distrital de Futsal Seniores Feminino da AF Guarda

Taça Distrital de Futsal Seniores Masculino da AF Guarda

Campeonato Distrital de Futsal Sénior Feminino

Campeonato Distrital de Futsal Sénior Masculino

Treinadores do Distrito da Guarda pretendem formar uma associação

Em comunicado, alguns treinadores de Futebol e Futsal do distrito da Guarda referem que têm, de forma informal, colocado a hipótese dos treinadores de Futebol e Futsal se constituírem como associação de classe.

Na necessidade de alguém dar o “pontapé de saída” para a realização de uma primeira reunião informal, é divulgado o presente formulário de inscrição/manifestação de interesse para que todos os interessados se inscrevam. As inscrições são essenciais para reservar um espaço adequado ao número de participantes.

No referido encontro pretende-se debater a pertinência do tema, os objetivos de uma eventual associação de classe e os procedimentos para a sua criação. O mesmo é de partição livre e voluntária.

No formulário de inscrição são sugeridas 3 datas para a realização do encontro. A data com maior número de votações será a escolhida pelo movimento de treinadores para a realização deste primeiro encontro. Cada treinador(a) pode votar em duas datas“.

António Alexandre vence na Mêda

Campeonato de Portugal de Perícias relançado

Após um ano de paragem o Guarda Unida Desportiva (GUD) voltou a organizar a Perícia Cidade da Mêda, onde o calor esteve presente.

Esta prova, a contar para o Campeonato de Portugal de Perícias (CPP) e para o III Troféu Raiano de Perícia/Slalom 2021, foi realizada junto ao complexo de escolas daquela cidade.

Após as verificações administrativas e técnicas foram admitidos à partida 21 pilotos que, de acordo com as características dos seus veículos, se inseriram nos respetivos grupos e classes, conforme estabelecido nos regulamentos do CPP: protótipos, transformados e originais. No final das cinco tentativas regulamentares, somente um piloto não pontuou para a sua classe e para a classificação geral por avaria mecânica.

Com o decorrer da competição os pilotos foram melhorando os seus tempos e a quinta e última passagem foi de emoção total com António Borges e obter o melhor tempo, novamente superado por António Alexandre e Jorge Almeida, mas insuficiente para este conseguir recuperar o primeiro lugar final.

 

Com uma diferença para o segundo classificado de 44 milésimos de segundo, António Marques Alexandre sagrou-se vencedor na classificação geral e também na sua classe (1A), aos comandos de um Mini. Jorge Almeida (Volkswagen Polo – proto) ficou em segundo na geral, sendo seguido por António Borges (Caterham), a 328 milésimas de segundo.

Em relação à classificação final por classes, António Borges conquistou o lugar mais alto do pódio na Classe 1B, Jorge Sá venceu na Classe 2A, Dino Almeida na Classe 2B, Dário Oliveira na Classe 2C e Luís Filipe Fortunato

conquistou o primeiro lugar na Classe 3B. O melhor piloto do Concelho de Mêda foi Rui Loureiro, alcançando, também, o primeiro lugar na Classe 3A.

No final, a organização agradeceu aos pilotos por terem competido e pelo espetáculo proporcionado ao público presente e a todos os intervenientes que tornaram possível a realização da prova, nomeadamente, a autarquia local, os Bombeiros Voluntários da Mêda, a GNR e vários colaboradores.

AF Guarda-Clubes indignados com Assembleia Geral que ditou formato de campeonato

DUAS DIVISÕES A INICIAR A 19 DE SETEMBRO

Como tínhamos noticiado, este sábado era a realização da Assembleia Geral que ditava o formato do campeonato de seniores distrital, agora de facto, a reunião magna aconteceu, mas um grupo de clubes que na temporada passada decidiram não entrar em prova devido à existência de casos Covid-19 no seio dos mesmo clubes e em assembleia geral dos mesmos decidiram não entrar na prova , para salvaguardar a saúde pública da comunidade.

Logo veio a AF Guarda na época dizer que quem não entrasse na próxima temporada(2021/22) pelo regulamento recomeçava na 2ºdivisão, mas creio que, face à pandemia houve tempo de esta gente ser humana, pensar mais à frente e fazer algo mais elevado e não apenas pensarem nos números.

Porque reparem se não houver clubes a AF Guarda fecha porta, logo devem tratar todos por igual porque todos pagam o mesmo, agora esta assembleia devia ter sido transparente e até ter proposto a própria associação , uma época de transição, onde se fazia uma divisão com 3 series a exemplo da vizinha AF Viseu e depois então na próxima época 2022/23, voltava tudo às duas divisões e tudo ficava em sintonia.

Mas segundo alguns clubes se queixam que esta reunião apenas serviu para impor quase um sistema que alguns OCS tiveram acesso durante esta semana e que ia ser aprovado.

Ora posto isto, nada mais a dizer, neste distrito a vertente humana fica para segundo plano, errado porque esta pandemia passou por todos e nuns lugares mais noutros menos. Quer isto dizer que ainda a procissão vai no adro já existe contestação, imaginamos como será quando arrancar o campeonato a 19 de setembro, essa é outra, quase nem tempo os clubes têm para fazer pré temporada. Mas estamos cá para ver.

Agora não digam que criticamos, apenas tentanos dar ideias a pensar sempre na vertente humana, nas pessoas.

Assim vamos ter na 1ªdivisão:SC Sabugal, Estrela de Almeida,Guarda FC, Casal Cinza,  Soito, Freixo de Numão, Vila Franca das Naves, AD Fornos de Algodres, Aguiar da Beira, Vila Cortêz, GD Trancoso, GD Foz Côa, Guarda Desportiva FC e UD Pinhelenses.

Na 2ªdivisão:Os Vilanovenses, AD São Romão, Paços da Serra,AD Manteigas, GC Figueirense, SC Mêda, SC Vilar Formoso e Nespereira.

 

Mêda acolhe prova do Campeonato de Portugal de Perícias

 

Depois da realização da Perícia de Vilar Formoso o Guarda Unida Desportiva (GUD) prossegue o Campeonato e o Troféu Raiano, no dia 21 de agosto, com a Perícia Cidade da Mêda.

Apesar de ainda vivermos tempos de pandemia a competição vai, aos poucos, regressando à normalidade, como sucede com o Campeonato de Portugal de Perícias que, entre realizações, cancelamentos e adiamentos, vai já para quarta prova. Nas três primeiras Jorge Almeida, atual campeão nacional, impôs-se à concorrência, embora
com forte luta de António Alexandre.

O GUD é um dos grandes responsáveis pela concretização do campeonato organizando, entre outras, as perícias de Almeida/Vilar Formoso, dia 8 de agosto, em Vilar Formoso, a Perícia da Mêda, dia 21 de agosto, a Perícia de Cabeceiras de Basto, dia 11 de setembro, a Perícia de Cerva-Ribeira de Pena, dia 12 de setembro, e a Perícia da
Guarda, dia 19 de setembro.

A corrida da Mêda tem o Visa FPAK VISA FPAK No 1058/CPP/2021 e faz parte, igualmente, do III Troféu Raiano de Perícias.

A prova vai decorrer a partir das 14 horas do dia 21 de agosto, sábado, junto ao complexo de escolas daquela cidade, realizando-se as verificações técnicas e documentais durante a manhã do mesmo dia, e é uma parceria entre a autarquia local e o clube, sob a supervisão da FPAK.

Regulamento

Regulamento Pericia Meda_2021 FPAK Aprovado

 

GNR reforça o patrulhamento para prevenir incêndios rurais

Face ao agravamento do risco de ocorrência de incêndios rurais previsto para os próximos dias, e à Declaração Conjunta da Situação de Alerta para os 14 Distritos (Beja, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Guarda, Leiria, Lisboa, Portalegre, Santarém, Setúbal, Vila Real e Viseu), a Guarda Nacional Republicana, vai reforçar o patrulhamento e o esforço de vigilância terrestre em todo o Território Nacional, em coordenação com as demais entidades, no intuito de prevenir a ocorrência de ignições.

Face às previsões meteorológicas para os próximos dias, a Situação de Alerta e as medidas de carácter excecional terão início às 12h00 de hoje, dia 13 de agosto, e irão prolongar-se até às 23h59 de dia 16 de agosto, para os 14 distritos.

Nesta senda, a GNR recorda as medidas de caráter excecional:

1. Proibição do acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios, bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem;

2. Proibição da realização de queimadas e queimas de sobrantes de exploração;

3. Proibição de realização de trabalhos nos espaços florestais com recurso a qualquer tipo de maquinaria, com exceção dos associados a situações de combate a incêndios rurais;

4. Proibição de realização de trabalhos nos demais espaços rurais com recurso a motorroçadoras de lâminas ou discos metálicos, corta-matos, destroçadores e máquinas com lâminas ou pá frontal.

5. Proibição total da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão, bem como a suspensão das autorizações que tenham sido emitidas nos distritos onde tenha sido declarado o Estado de Alerta Especial de Nível Laranja pela ANEPC.

De referir que a proibição não abrange:

1. Os trabalhos associados à alimentação e abeberamento de animais, ao tratamento fitossanitário ou de fertilização, regas, podas, colheita e transporte de culturas agrícolas, desde que as mesmas sejam de carácter essencial e inadiável e se desenvolvam em zonas de regadio ou desprovidas de florestas, matas ou materiais inflamáveis, e das quais não decorra perigo de ignição;

2. A extração de cortiça por métodos manuais e a extração (cresta) de mel, desde que realizada sem recurso a métodos de fumigação obtidos por material incandescente ou gerador de temperatura;

3. Os trabalhos de construção civil, desde que inadiáveis e que sejam adotadas as adequadas medidas de mitigação de risco de incêndio rural.

 

Nos espaços florestais e agrícolas, a GNR reforça os seguintes conselhos à população:

· Evite fumar ou fazer lume;

· Evite fumigar ou desinfestar apiários, a não ser com uso de fumigadores equipados com dispositivos de retenção de faúlhas;

· Utilize tratores, máquinas e veículos pesados de transporte que possuam extintor, sistema de retenção de faúlhas ou faíscas e tapa-chamas nos tubos de escape ou chaminés;

· Em caso de incêndio, ligue de imediato para o 112, transmitindo de forma sucinta e precisa a localização, a dimensão estimada do incêndio e a forma de acesso mais rápida ao local.

 

Guarda- “Democracia e Poder Local” com António Costa

Vai decorrer este sábado, dia 24 de julho , pelas 18 horas, no Jardim José de Lemos (Guarda) a sessão “Democracia e Poder Local”, que contará com a participação do Secretário-Geral do Partido Socialista, António Costa, e dos candidatos do Partido Socialista a Presidente da Câmara Municipal do Distrito da Guarda.

O momento, promovido pela Federação Distrital da Guarda do Partido Socialista, contará também com a presença de Ana Mendes Godinho, Ministra do Trabalho e solidariedade social, de Ana Abrunhosa, atual Ministra da Coesão Territorial, e de todos os candidatos do PS às Câmara Municipais do distrito da Guarda.

Luís Fernandes e Flávio Saínhas venceram na 4.ª edição da Rampa da Mêda

Devido à pandemia da COVID-19, existiu um espaço temporal de quase dois anos de interregno, deste modo ,o Departamento de Desportos Motorizados do Guarda Unida Desportiva (GUD), regressou à organização de provas com a 4.ª edição da Rampa da Mêda, no distrito da Guarda.

Num dia de competição ´à séria`, Luís Fernandes, em Peugeot, venceu a prova de Rampa e Flávio Saínhas, em Ford Escort MK1, a Regularidade Sport.

A prova da Mêda foi o vencer da inércia por parte do GUD, ainda que os seus comissários desportivos venham colaborando com outras organizações. Com a incerteza do momento, foram mais de dezena e meia os concorrentes para a competição automóvel.

Para além dos participantes a competir, estiveram também presentes cinco carros de drift e dois kartcross que proporcionaram um verdadeiro motorshow ao muito público presente.

As atividades da 4.ª edição da Rampa da Mêda decorreram como previsto, permitindo-se a realização de dois warm up, manhã e tarde, no sentido de dar aos pilotos a possibilidade de ´desenferrujar´as máquinas e mais espetáculo para o público.

No final Luís Fernandes demonstrou ser o mais forte na Rampa, conduzindo sempre no limite o seu Peugeot 106, que se mostrou fiável e bem preparado. Nos restantes lugares do pódio seguiram-se Bruno Carvalho, em Citroen Saxo a 4,022 s e Tiago Ferreira, em Honda Civic Type R a 4,401 s.

Na Regularidade o mais eficaz foi Flávio Saínhas que fez equipa com Miguel Saínhas, em Ford Escort MK1, ficando Fernando Pereira, em Citroen DS3, em segundo e a fechar o pódio Marco Costa, em Seat Ibiza.

Os pilotos locais, os irmãos Loureiro, Rui e Daniela, competiram na vertente de Rampa, tendo obtido, respetivamente, a quinta e oitava posições, sendo Rui Loureiro mais azarado, pois só conseguiu pontuar no final, por avaria do carro. A falta de sorte calhou mesmo a Jorge Almeida cujo carro não resistiu ao warm up matinal, não chegando a classificar.

Na Regularidade o piloto da terra, Bruno Martins terminou à porta do pódio no quarto lugar.

No final, a Câmara Municipal, na pessoa do seu Presidente, Anselmo Sousa, não quis deixar de prestar uma sentida homenagem ao malogrado Duarte (Tito) Loureiro, grande impulsionador do automobilismo na Mêda e desta prova em particular. Na presença da esposa e dos filhos fez entrega de uma salva como sinal de gratidão por tudo o que, o também comissário desportivo do GUD, Duarte Loureiro, representa para a Mêda.

O autarca salientou que tudo decorreu de forma positiva, fazendo um balanço global que dá confiança no futuro desta competição.

Também o Presidente do GUD fez eco da satisfação existente nas várias dezenas de operacionais que tornaram possível o evento, pela forma como decorreram as corridas, deixando vários agradecimentos a todos quantos deram o seu contributo para “um fantástico dia de competição automóvel”.

A Rampa da Mêda é uma parceria entre a Câmara Municipal da Mêda e o GUD e contou com o apoio da Associação Humanitária dos Bombeiros da Mêda, entre muitas colaborações.

IV Rampa da Mêda na estrada este domingo

Na cidade de Mêda e Aldeia de Longroiva vai decorrer no próximo domingo, dia 18 de julho de 2021, a IV Rampa da Mêda, numa organização da Guarda Unida SC, com o apoio do Município de Mêda.

Esta prova atinge um novo estágio, em que pretende dar o ‘salto’ do seu estatuto regional. O evento só agora regressa, após um hiato de um ano, devido à crise pandémica.

Desta forma, são 3568 metros que estão à espera da dezena e meia de inscritos nesta edição 2021 da Rampa Regional da Mêda. O traçado tem início à saída da aldeia templária de Longroiva, passa pelas vinhas de Vale D’Aldeia e termina junto ao perímetro urbano da cidade de Mêda. Técnico, mas rápido, com um declive médio de 6,7% e um máximo de 18,9 %, é um desafio tão belo quanto arrojado para os concorrentes.

Na competição regional, uma dúzia de pilotos vão enfrentar o cronómetro, sendo claro que tudo aponta para uma luta muito equilibrada na discussão da primazia absoluta e nas lutas particulares nas classes e grupos.

Na Classe 11, um trio estará em ação: Bruno Carvalho (Citroen Saxo), Tiago Prata (BMW 316i) e Rui Loureiro num Peugeot 205 2.0. Já a Classe 10 conta com as presenças do Honda Civic Type R de Tiago Ferreira e do Opel Astra OPC conduzido por Jorge Almeida.

Por sua vez, a Classe 9 é responsável pelo grosso de inscritos em Mêda, com 5 pilotos a medirem forças, a saber, Luís Fernandes, Daniela Loureiro, única presença feminina no evento, Pedro Almeida, Luís Santos e Ricardo Miguel. Todos estarão ao volante dos endiabrados Peugeot 106.

Gilberto Pinto está a solo entre os Clássicos, com o seu Mini Cooper S, enquanto José Gomes da Silva será o único representante dos kartcross, aos comandos de um Semog JRS1000.

No que concerne à luta na Regularidade, competição autónoma do evento, um trio de equipas estará em ação. Destaque para nova presença do atual campeão nacional de Clássicos de Montanha. Vindo da Covilhã, o consagrado Flávio Sainhas, aqui navegado por Miguel Sainhas, vai tripular o seu habitual Ford Escort MKI, medindo forças com as duplas Daniel Firmino/André da Cruz (Opel Corsa) e Fábio Cruz/Gonçalo da Cruz (BMW E30).

Para Anselmo de Sousa, Presidente da Câmara Municipal de Mêda, o regresso da prova é motivo “de enorme satisfação para o Município e para os medenses. Para além de ser mais um sinal de que estamos a voltar progressivamente e com todo o cuidado à normalidade possível, traz animação ao nosso concelho, sendo ainda mais uma oportunidade de divulgação regional e nacional do nosso concelho, mexendo com a economia e criando riqueza. Somos um concelho onde o turismo terá de se tornar cada vez mais forte e mais presente na nossa vida e na nossa economia e, a exemplo do que acontece com todo o interior, para além das nossas riquezas naturais, patrimoniais e gastronómicas, os eventos serão sempre importantes como fator de atração”.

O edil medense não esconde a ambição de no futuro encetarmos contactos e negociações para que este traçado possa ser palco de uma prova candidata ao Campeonato de Portugal de Montanha, passo necessário para, depois, integrar esse que é o campeonato maior da modalidade e um dos mais prestigiados do desporto automóvel nacional”.

Já António Pissarra, Presidente do Guarda Unida, está convicto de que “cá estaremos para proporcionar a todas as pessoas, que se queiram deslocar a esse magnífico anfiteatro um domingo diferente, com as várias subidas, que irão ser feitas pelos diversos pilotos, tanto da Regularidade, como da rampa. Haverá também espetáculo proporcionado por carros de drift e também Kartcross. Por isso para quem gosta de desportos motorizados e quer passar um dia diferente, o próximo domingo é a escolha certa!”

Tendo como centro nevrálgico o Parque de Campismo de Mêda, junto ao qual estará instalado o parque de Assistência, a prova terá um especial cuidado com a situação sanitária atual, ainda a requer uma grande exigência de segurança.

Esta 4ª Rampa Regional de Mêda cumprirá com todos os protocolos vigentes, tomando medidas de acordo, como são, por exemplo, as verificações documentais online, verificações técnicas equipa a equipa, ao início da manhã do dia de prova e o cumprimento das normas de distanciamento e uso constante de máscara e álcool gel desinfetante.

Em termos competitivos, o programa incluiu uma subida de treinos às 10 da manhã, com as duas subidas oficiais de prova a estarem previstas, respetivamente, para as 15 e 17 horas. A entrega de prémios decorrerá às 19h00 da tarde.

fonte:FPAK