Templates by BIGtheme NET
Início » Nelas (Pagina 20)

Nelas

Politécnico de Viseu aconselhou uso de máscara nos espaços públicos da Escola

Desta forma, o  número reduzido de casos de Covid-19 existentes na comunidade do Politécnico de Viseu (PV) tem sido resultado, muito provavelmente, do fruto das informações que nos têm chegado através das autoridades competentes, de contactos em locais e circunstâncias externas à instituição. É assim muito importante que as medidas em vigor continuem a ser seguidas, conforme estabelecido no Plano de Contingência (disponível aqui).
Para lá da Comissão de Acompanhamento da pandemia (formada pelo presidente do PV e das várias escolas superiores que o constituem, a funcionar em permanência), tem sido mantido um contacto estreito com autoridades locais de saúde pública (Autoridade de Saúde, delegados de saúde, quer de Viseu, quer de Lamego, Comissão Municipal e Comissão Distrital de Proteção Civil), incluindo visitas de verificação das condições de segurança praticadas nas diferentes instalações.
No contexto de aumento de casos na sociedade portuguesa, em que as instituições de ensino superior se incluem, aconselha-se vivamente a utilização de máscara nos espaços públicos das instalações do Politécnico, em condições de razoabilidade, ou seja, em situações em que a distância pessoal de segurança não esteja assegurada ou o aglomerado de pessoas ultrapasse as cinco.
Esta sugestão vai de par com o lançamento duma linha de candidaturas específicas para a comunidade estudantil, em curso até 31 deste mês de outubro, onde se incentiva que, fazendo uso das formas próprias de comunicar, os estudantes apresentem propostas de campanhas de sensibilização dos jovens assintomáticos, com o objetivo de alertar, de forma consequente, uma população alargada para a necessidade de não propagar o  vírus, ao mesmo tempo que se continuam a desenvolver as diferentes atividades inerentes às funções duma instituição de ensino superior.
As informações relevantes quanto à evolução da pandemia continuarão a ser prestadas e, sempre que se justifique, e em articulação com as autoridades de saúde, em mensagem para toda a comunidade.

Depressão Bárbara traz mau tempo a Portugal

Depois de muitos dias de sol, eis que chega a Portugal a depressão Bárbara que segundo a página do IPMA, os distritos de Viseu, Porto, Guarda, Vila Real, Setúbal, Santarém, Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Castelo Branco, Aveiro, Coimbra e Braga estão sob aviso amarelo devido ao vento forte, a partir das 12h e até às 21h.

Vão acontecer períodos de chuva por vezes forte e persistente esperado a partir das 15h na maioria dos distritos portugueses.

Taça Sócios de Mérito A.F. Viseu-1ª eliminatória

Teve lugar a 1ªeliminatória da Taça Sócios de Mérito A.F. Viseu

Nandufe –Arcos FC 1-0

AD Piães – ARCD Boassas -4-2

CD Santacruzense – AC Travanca 0-1

Canas de Senhorim – GD Parada 2-1

Sezurense –Viseu e Benfica 0-2

GD Santacombadense – CF Os Repesenses 4-2

Vila Chã de Sá –Os Vouzelenses 2-3(Após prolongamento)

Campia – Os Ciências 1-2

SC Santar – UD Vilamaiorense 2-3

GDCP Oliveira do Douro –Alvite 1-2

Cabanas de Viriato–Vale Madeiros  2-1

Os Ceireiros – Moimenta do Dão FC 0-3

UD Sampedrense –Tarouquense 2-1

 

Ficou isento o Besteiros FC que passa automaticamente à 2ª Eliminatória.

 

AF Viseu- Divisão de Honra- 6ªjornada

Carregal do Sal – Paivense 0-3

Vale de Açores – GDC Roriz 3-2

CD Cinfães – Sátão 2-0

Carvalhais- Molelos 5-0

GD Ol. Frades – GD Mangualde 6-0

Penalva Castelo – Nespereira FC 1-1

SC Lamego – Moimenta da Beira   1-1

SL Nelas – GD Resende 1-2

Ferreira de Aves – Lamelas 0-0

 

Classificação:

1 GD Ol.Frades-14

2- Lamelas-14

3-Carvalhais- 11

4- Ferreira de Aves-11

5-Penalva Castelo-11

6- GD Resende- 10

7- Sátão-10

8-CD Cinfães- 9

9- SC Lamego- 7

10- Moimenta da Beira-7

11- GDC Roriz- 6

12-SL Nelas-6

13-Paivense- 5

14- Vale de Açores-4

15- Mangualde-4

16-Carregal do Sal- 3

17- Nespereira FC- 3

18-Molelos-2

Campanha “Viajar sem pressa”

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Polícia de Segurança Pública (PSP) lançou no dia 13 de outubro, a Campanha de Segurança Rodoviária “Viajar sem Pressa”, inserida no Plano Nacional de Fiscalização de 2020.

A campanha, que decorrerá entre os dias 13 e 19 de outubro, tem como objetivo alertar para os riscos da condução em excesso de velocidade, sendo esta uma das principais causas dos acidentes nas estradas, e integrará:

  • Ações de sensibilização da ANSR;
  • Operações de fiscalização, pela GNR e pela PSP, com especial incidência no cumprimento das regras do código da estrada e legislação complementar relativas à velocidade;
  • Fiscalização 24/24 horas da ANSR através da sua rede de radares (SINCRO);

As ações de sensibilização ocorrerão em simultâneo com operações de fiscalização nas seguintes localidades:

  • Dia 13 – Av. Marechal Gomes da Costa, Porto;
  • Dia 14 – EN 14 Arnoso Santa Maria, Braga;
  • Dia 15 – Av. Comunidade Europeia, Leiria;
  • Dia 16 – EN 119, Biscainho, Santarém;
  • Dia 19 – A1 Portagens de Alverca e Av. Infante D. Henrique – Sta. Apolónia, Lisboa.

A ANSR, a GNR e a PSP relembram que os limites de velocidade e as regras relativas à sua moderação existem para a proteção de todos, especialmente dos mais vulneráveis, pelo que o seu cumprimento é vital:

  • A velocidade é a principal causa de um terço de todos acidentes mortais”;
  • Quanto mais rápido conduzimos, menos tempo dispomos para imobilizar o veículo, quando algo de inesperado acontece”;
  • “Numa viagem de 10 km aumentar a velocidade de 45 para 50 km/hora apenas permite ganhar 1 minuto e 20 segundos, porém, uma reduzida diferença de velocidade pode fazer a diferença entre a vida e a morte”.

O Plano Nacional de Fiscalização, enquadrado no Plano Estratégico Nacional de Segurança Rodoviária – PENSE 2020, o qual tem como desígnio “Tornar a Segurança Rodoviária uma prioridade para todos os Portugueses”, prevê a realização de campanhas de sensibilização em simultâneo com operações de fiscalização, em locais onde ocorrem regularmente infrações que representam um risco acrescido para a ocorrência de acidentes.

A sinistralidade rodoviária não é uma fatalidade e as suas consequências mais graves podem ser evitadas através da adoção de velocidades adequadas e respeitando os limites legais.

Alexandre Borges com foco no pódio para Montalegre

Com as contas do Campeonato de Portugal de Kartcross ao rubro, pilotos e máquinas, já se encontram em contagem decrescente para a próxima ronda, agendada para o fim de semana de 17 e 18 de outubro, no Circuito Internacional de Montalegre.

Muita emoção e adrenalina ao cronómetro, serão certamente os ingredientes a que este Campeonato nos tem habituado. Face às medidas de contenção do Covid-19, esta prova decorrerá sem a presença de público nas bancadas, estando o acesso ao Circuito, restrito apenas às equipas e com algumas limitações.

Uma das presenças confirmadas e que certamente será um dos protagonistas, depois do 3º lugar alcançado em Mação, é o piloto da NelaSport, Alexandre Borges, que parte para esta Prova com objetivos bem definidos. “Não tivemos um início de Campeonato fácil, em virtude de alguns contratempos que foram surgindo. Contudo, os acertos que temos vindo a realizar e que têm alterado o comportamento do Semog e a minha adaptação a ele, têm permitido melhorar os registos prova após prova, demonstrado que estamos no bom caminho. Por isso, é altura de ambicionar um pouco mais. Montalegre é um Circuito bastante rápido, onde não há margem para erros, mas estou bastante motivado para lutar pelo pódio e alcançar um bom resultado, para as contas do Campeonato”, refere Alexandre Borges.

GNR- Atividade operacional das últimas 12 horas

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de ações policiais, em todo o território nacional, entre as 20h00 de sábado e as 08h00 de hoje, domingo. Estas ações visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais:

 

  1. Detenções: 22 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 13 por condução sob o efeito do álcool;
  • Oito por condução sem habilitação legal.

 

  1. Apreensões:
  • Oito doses de haxixe;
  • Quatro doses de MDMA;
  • Duas doses de cocaína;
  • 22 veículos.

 

  1. Trânsito:

Fiscalização536 infrações detetadas, destacando-se:

  • 57 por excesso de velocidade;
  • 55 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 40 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 19 relacionado com iluminação e sinalização;
  • 17 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório;
  • 16 relacionado com uso indevido de telemóvel no exercício da condução;
  • Oito por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • Três relacionadas com tacógrafos.

 

Sinistralidade: 29 acidentes registados, destacando-se:

  • Dois ferido grave;
  • 12 feridos leves.

 

AF Viseu- Divisão de Honra Jornada 5

GDC Roriz – Carregal do Sal 2-1

Sátão – Vale de Açores -2-0

Lamelas – CD Cinfães 1-1

Paivense – Carvalhais 0-0

Molelos – Oliv. Frades 0-2

Moimenta da Beira – Penalva Castelo 2-1

Resende – SC Lamego 2-1

Mangualde – SL Nelas 1-1

Nespereira FC – F. Aves 0-3

Classificação:

 

1-Lamelas-13

2-Oliv.Frades-11

3-Sátão-10

4-Ferreira de Aves-10

5-Penalva Castelo-10

6-Carvalhais-8

7-Resende-7

8-GDC Roriz-6

9-SC Lamego-6

10-Nelas-6

11-CD Cinfães-6

12-Moimenta da Beira-6

13-Mangualde-4

14-Carregal do Sal-3

15-Paivense-2

16-Molelos-2

17-Nespereira FC-2

18-Vale de Açores-1

 

 

Diocese de Viseu sugere que fiéis vão ao cemitério de forma gradual

Nota Pastoral – Viver a Esperança na Vida Eterna

Foi emitida uma Nota Pastoral na Diocese de Viseu que refere: A Liturgia da Comemoração de Fiéis Defuntos, que tem grande manifestação cristã na vida dos fiéis e da Igreja, este ano em contexto de Pandemia de Covid-19 e vivendo em situação de contingência, tendo presente as Orientações sanitárias e das autoridades de saúde pública local, que não permitem ajuntamentos públicos com número elevado de pessoas, convidam-nos a cumprir a lei tendo presente as Orientações da Direção Geral de Saúde e as Orientações Pastorais para a nossa Diocese de Viseu.

Aproximando-se os dias 1 e 2 de novembro em que muitas pessoas se deslocam aos cemitérios, especialmente durante as romagens e as celebrações de sufrágio dos fiéis defuntos, havemos por bem olhar para a comunidade com o bom senso pastoral, a virtude da prudência e da caridade. Convido os pastores e todas as pessoas a rezar em sufrágio dos defuntos participando na celebração da Eucaristia, na visita ao cemitério de forma privada, respeitando sempre as medidas profiláticas de Saúde Pública com o gesto de desinfetar as mãos, usar a máscara, fazer o distanciamento físico e evitar sempre o ajuntamento de grupos.

Todos somos livres e responsáveis, “todos estamos no mesmo barco” e queremos o bem de todos. Não queremos ser responsabilizados por infetar ninguém, nem sermos infetados pelo vírus.

A promoção da Saúde é um bem precioso para a humanidade, algo que devemos promover e incentivar, educando para os valores da vida e da saúde, num diálogo de abertura e compreensão para vivermos todos a vida “em fraternidade e amizade social” (Papa Francisco).

Conscientes de que o momento presente continua a ser crítico com o aumento de número de contágios e aumento de números de mortes, sabendo que são muitas as pessoas que nestes dias vêm de outros lugares e do estrangeiro às suas comunidades para participar na visita e na romagem aos cemitérios e rezar pelos seus entes queridos.

Perante a atual situação de pandemia pedimos a todos os pastores e fiéis que acolham as seguintes orientações da Diocese e em comunhão de verdadeira fraternidade, todos sejam cumpridores das seguintes normas pastorais:

  1. Estamos autorizados a celebrar a Eucaristia ou a promover a Celebração da Palavra dentro da Igreja ou capela, ao ar livre se o tempo o permitir, no dia 1 de novembro, celebração de Todos os Santos, e no dia 2, na Comemoração de Fiéis Defuntos, cumprindo sempre as orientações que já assumimos como de ver cívico e boa prática reconhecida à Igreja. No final da Eucaristia podemos fazer uma oração de sufrágio por todos os defuntos. Exortemos os fiéis a visitarem os cemitérios durante o mês de novembro e rezarem pelos fiéis defuntos, evitando sempre os ajuntamentos proibidos por lei.
  2. Não estamos autorizados a realizar procissões ou romagens aos cemitérios. De acordo com a lei, os cemitérios estão sob a tutela da autoridade civil. A celebração da Eucaristia na Capela do Cemitério ou qualquer outra celebração comunitária de fé está proibida.
  3. Aproveitemos as nossas homilias para apresentar o verdadeiro valor e sentido da vida, o chamamento de todos à santidade, a beleza da vida eterna, a importância da oração de sufrágio pelos fiéis defuntos, o sentido pleno da morte, procurando educar e formar as pessoas e os cristãos para o verdadeiro sentido das exéquias, ajudando também os fiéis a fazerem de modo sadio e cristão o luto.

 

Espero que a comunhão, na unidade de critérios pastorais e na corresponsabilidade, seja assumida por todos.

Confio a Nossa Senhora do Rosário, a Mãe de Jesus e nossa Mãe, o caminho da Missão renovada da Igreja, para que com a oração do terço em família, imploremos o eterno descanso de todos os fiéis defuntos.

Unido aos vossos sentimentos e preocupações pastorais, desejo-vos o maior bem com gratidão e estima pessoal.

 

Viseu, 7 de outubro de 2020

† António Luciano dos Santos Costa,

Bispo de Viseu

AF Viseu-Redução das taxas de jogo em 50% nos seniores de futsal e futebol

Face às dificuldades vividas pela pandemia pelos clubes, a Direção da Associação de Futebol de Viseu, sensível a essa causa, uma vez que , dado a impossibilidade de presença de público nos espetáculos desportivos, por força da obrigação do cumprimento das normas emanadas pela DGS, deliberou reforçar as medidas de apoio já atribuídas anteriormente, e que perfazem cerca de 150 mil euros.

Nesse sentido, a Direção da AF Viseu decidiu reduzir, em 50 por cento, o pagamento da taxa de organização de jogo, nas suas competições seniores de Futebol e Futsal, pelo período em que se mantiver a impossibilidade de presença de público nos recintos desportivos.

Se as condições impeditivas, acima referidas, se mantiverem, esta redução será alvo de reavaliação até 31 de Dezembro de 2020.

A Direção da AF Viseu fez ainda saber que esta e outras medidas adotadas serão acompanhadas regularmente e revistas, sempre que o emanado pelas entidades superiores de saúde e/ou desportivas assim o legitimem.