Início » Região (Pagina 20)

Região

Festival ART&TUR levou ao Centro de Portugal os melhores filmes de turismo que se produzem no Mundo

Os vencedores da 15.ª edição do ART&TUR – Festival Internacional de Cinema de Turismo foram conhecidos , numa gala de entrega de prémios que teve como palco o Teatro Municipal de Ourém, cidade onde decorreu o festival, de 25 a 28 de outubro.

O Festival ART&TUR é um evento de grande importância no panorama internacional dos festivais de cinema de turismo, atraindo todos os anos os melhores filmes promocionais e documentários sobre turismo, nacionais e internacionais que se produzem no mundo. As últimas cinco edições do festival realizaram-se no Centro de Portugal, nomeadamente em Leiria, Torres Vedras, Viseu, Aveiro e, agora, Ourém. O ART&TUR integra a rede mundial do CIFFT – Comité Internacional dos Festivais de Filmes de Turismo, que elege anualmente o melhor filme de turismo a nível mundial, entre todos os filmes que percorrem o circuito internacional de 14 festivais. Alexander Kammel e Hugo Marcos, respetivamente diretor e secretário-geral do CIFFT, estiveram presentes na gala. Ler Mais »

Castanha foi a rainha em Prados (Celorico da Beira)

Aconteceu neste fim de semana, 29 e 30 de outubro, mais uma edição da Festa da Castanha em Prados, cuja organização foi da Junta de Freguesia de Prados, com o apoio do município de Celorico da Beira, a iniciativa teve como objetivo valorizar e potencializar a castanha – produto endógeno emblemático desta Aldeia de Montanha e dos mais preponderantes para a economia local e concelhia – e, simultaneamente, reavivar e preservar as tradições antigas da freguesia com ela relacionada.
O certame contou com um vasto e diversificado programa de atividades desde o mercado de sabores da aldeia, muita música (concertinas, ranchos folclóricos, grupo de cantares), oficina de gastronomia, oficina de decoração, animação de rua, animação infantil, caminhada, passeio de E-Bike, jantar e magusto comunitário.
Fotos:MC

Avisos e Liturgia do XXXI Domingo do Tempo Comum- ano C

Este Domingo está marcado pela narração evangélica da conversão de Zaqueu. São Lucas é o único evangelista que narra este episódio da vida de Jesus. Todos podemos imaginar o pequeno Zaqueu a subir a um sicómoro, para ver Jesus, certamente fascinado pela fama daquele mestre que acolhia todas as pessoas, sem discriminação, e fazia milagres. Zaqueu sentia no seu interior um grande desejo de conhecer Jesus, porque sentia dentro de si o desejo de uma vida nova, o desejo de mudança, de limpeza. Queria honrar o nome (Zaqueu) que tinha, que o convidava à pureza e à inocência. Não se sentia bem consigo mesmo. Sentia a mesma vontade de ser melhor, como nós sentimos. Apesar de desejarmos estar mais perto de Deus, continuamos a tropeçar nas pedras do costume. Bem, o mais importante é pedir a Deus que mantenha em nós a atracção por Jesus Cristo. Devido à sua profissão, Zaqueu devia ter uma cabeça muito estruturada, e devia estar consciente do vazio interior que sentia por causa da injustiça que estava na base do exercício da sua profissão, por muito legal que fosse. Sabemos que nem tudo o que é legal é justo, pois as leis, algumas vezes, favorecem somente os que as fazem. Zaqueu sentia-se atraído por Jesus e queria alimentar aquela atracção.

E Jesus sente este desejo de Zaqueu. Não sabemos se Jesus já o conhecia ou não, ou se estranhou a sua presença ali, ainda mais, em cima de um sicómoro. Recordemos as palavras da primeira carta de São João que dizem que Deus amou-nos primeiro. É verdade! Jesus é o primeiro a manifestar o seu amor por Zaqueu, chamando-o pelo seu nome. E recebe uma resposta adequada de Zaqueu que passará da legalidade das suas ganâncias ao amor que é a origem e fruto da justiça. Zaqueu devolverá com juros tudo aquilo que obteve injustamente. Isto leva-nos a perguntar: Era Zaqueu que procurava Jesus ou Jesus que procurava Zaqueu? Ao ouvir o seu nome, aquele publicano sentiu-se amado por Jesus. Jesus disse-lhe: “Desce depressa, que Eu hoje devo ficar em tua casa”. É Jesus que toma a iniciativa, parece que tem pressa em ir a casa de Zaqueu. Ou seja, é Jesus que toma a iniciativa de me amar. A resposta de Zaqueu é a reacção alegre pela concretização dos seus desejos. “Ele desceu rapidamente e recebeu Jesus, com alegria”. Jesus ama-me e espera de mim uma resposta ao seu amor, uma resposta imediata, uma resposta alegre e entusiasta.

Moral da história deste encontro de Jesus com Zaqueu: o Filho do Homem veio procurar e salvar o que estava perdido. Recordemos a parábola do fariseu e do publicano. Jesus reconhece o valor da oração do publicano, o pecador oficial, que humildemente reza. O fariseu, orgulhoso, pensa que não é pecador como os outros. Hoje, alguns também gostam de ter “certificados de garantia” cristã, como faziam os vizinhos de Zaqueu, que criticavam Jesus por se ter hospedado em casa de um pecador. Como Zaqueu, devemos apresentar-nos perante Deus como pecadores, humildes. Como Zaqueu, também podemos dar testemunho para que outros se aproximem de Jesus, para O ajudar na missão de “procurar e salvar o que estava perdido”.

Neste domingo, em primeiro lugar, reconheçamos que, por vezes, nos sentimos perdidos. Em segundo lugar, peçamos a Deus que nos ajude a ir ao encontro dos perdidos, aos Zaqueus que vivem à nossa volta e aos amigos destes Zaqueus, que também são filhos de Deus: os egoístas, os tristes, os desanimados, os pobres e os esquecidos. Em terceiro lugar, tenhamos a coragem de fazer o caminho de Zaqueu que é um verdadeiro itinerário de fé: da procura ao encontro (com Jesus), do encontro ao acolhimento, do acolhimento à conversão. Assim, Jesus também dirá da nossa vida: “Hoje entrou a salvação nesta casa”.

 

30-10-2022

LEITURA ESPIRITUAL

Zaqueu descobre o único bem verdadeiro

 

Nosso Senhor chamou Zaqueu do sicómoro para onde ele tinha subido, e Zaqueu apressou-se a descer, recebendo-O imediatamente em sua casa. Isto porque, mesmo antes de ter sido chamado, tinha a esperança de O ver e de se tornar seu discípulo. É coisa admirável que tenha acreditado nele sem que Nosso Senhor lhe tenha falado e sem O ter visto com os olhos do corpo, mas simplesmente com base na palavra dos outros. A fé que havia nele, que tinha sido preservada na sua vida e saúde naturais, manifestou-se quando acreditou em Nosso Senhor, no momento em que soube que Ele tinha chegado. A simplicidade desta fé tornou-se evidente quando prometeu dar metade dos seus bens aos pobres e devolver o quádruplo daquilo de que se tivesse apoderado de forma desonesta.

Com efeito, se o espírito de Zaqueu não tivesse sido, naquele momento, repleto da simplicidade que convém à fé, ele não teria feito semelhante promessa a Jesus, nem teria dispensado e distribuído em tão pouco tempo aquilo que tinha levado anos de trabalho a juntar. A simplicidade distribuiu por todos o que a astúcia tinha ajuntado, a pureza de alma dispersou o que a fraude tinha adquirido, e a fé renunciou ao que a injustiça tinha obtido e possuído, proclamando que nada daquilo lhe pertencia.

Porque Deus é o único bem da fé, que se recusa a possuir outros bens com Ele. Para ela, os outros bens têm pouca importância, em comparação com o único bem duradouro que é Deus. Recebemos em nós a fé para encontrarmos a Deus e O possuirmos apenas a Ele, e para percebermos que, fora dele, coisa alguma vale seja o que for. (Filoxeno de Mabug, ?-c. 523, bispo da Síria, Homilia n.º 4, 79-80).

 

Programação das Celebrações de Todos os Santos e Finados (01/11 e 02/11)
Pode ser uma imagem de 1 pessoa e texto

AF Viseu–Resultados da 7ªjornada do Campeonato da Divisão de Honra

Grupo Norte
Moimenta da Beira – Sátão-1-1
Nespereira FC – Carvalhais FC- 0-1
SC Paivense – CD Cinfães- 1-1
SC Lamego –  Lamelas- 2-0
Ferreira Aves – AD Piães- 2-1
Lidera:Lamelas-18pts
 

Classificação

                              PTS  

  JGS

1º Lamelas 18 7
2º CD Cinfães 16 7
3º SC Lamego 13 7
4º Carvalhais 11 7
5º Ferreira Aves 11 7
6º Nespereira FC 9 7
7º Moimenta da Beira 7 7
8º Sátão 6 7
9º Paivense 3 7
10º AD Piães 2 7
Grupo Sul
GDC Roriz – Os Vouzelenses-1-3
GD Ol. Frades – CA Molelos-1-1
Penalva do Castelo – GD Mangualde- 2-3
Canas Senhorim – Lusitano Fc Vildemoinhos- 2-3
GD Santacombadense – SL Nelas- 0-2
Lidera:GD Mangualde- 16pts
 

Classificação

                              PTS  

  JGS

1º GD Mangualde 16 7
2º Ol. Frades 14 7
3º SL Nelas 14 7
4º Penalva do Castelo 13 7
5º Lusitano FC 11 7
6º Canas Senhorim 10 7
7º CA Molelos 9 7
8º Os Vouzelenses 7 7
9º Santacombadense 4 7
10º GDC Roriz 0 7

AF Guarda—Resultados da 6ª jornada da Liga CIMA/TAVFER(Campeonato Distrital da 1ªDivisão)

Teve lugar mais uma ronda da Liga Cima /Tavfer da AF Guarda , onde apenas Trancoso e Celoricenses venceram, uma vez que os restantes encontros terminaram empatados.
Resultados
SC Celoricense –  Aguiar da Beira- 3-1
Guarda FC – GD Foz Côa-0-0
CD Gouveia – Vila Cortez-2-2
GD Trancoso –  S. Romão- 3-2
AD Fornos Algodres –  Os Vilanovenses- 2-2
Estrela Almeida –  Vila Franca Naves-1-1
Freixo Numão – SC Sabugal-2-2
 

Classificação

                              PTS  

  JGS

1º Guarda FC 13 6
2º CD Gouveia 12 6
3º SC Sabugal 11 6
4º GD Trancoso 11 6
5º Aguiar da Beira 10 6
6º Vila Cortez 10 6
7º Os Vilanovenses 10 6
8º GD Foz Côa 8 6
9º SC Celoricense 8 6
10º AD Fornos de Algodres 7 6
11º S.Romão 6 6
12º Estrela Almeida 5 6
13º VF Naves 1 6
14º Freixo Numão 1 6

SIAC #6 – Regresso outonal e inspiração em Saramago

De 3 a 13 de novembro há arte contemporânea
‘Rasgos de Lucidez’ é o mote para a sexta edição do Simpósio Internacional de Arte Contemporânea – Cidade da Guarda (SIAC) que acontece pela sexta vez na cidade mais alta e pela primeira vez no outono. O SIAC #6 decorrerá entre 3 e 13 de novembro cruzando, como habitualmente, várias linguagens artísticas como a pintura, o desenho, a gravura, a escultura, a arte digital ou a literatura, espalhando-se por vários locais da cidade: Do Museu ao Quarteirão Associativo (Largo do Torreão), das Ruas da Cidade à capela do Solar dos Póvoas. Desta vez, o Município da Guarda, através do seu Museu, quis aproximar o SIAC às comemorações do centenário do nascimento de José Saramago, autor do romance ‘Ensaio sobre a Lucidez’, cujo título inspirou o tema base deste simpósio.

O SIAC#6 terá como exposição axial «Verdes moradas», uma coletiva de 4 grandes nomes da arte contemporânea nacional: Inez Teixeira, Jorge Feijão, Maria Capelo e Duarte Belo e com curadoria de Nuno Faria, numa iniciativa em parceria coma Fundação Carmona e Costa que ficará patente na sala de exposições temporárias do Museu da Guarda.

Destaque ainda para as Residências Artísticas de pintura, gravura, escultura e instalação, que nesta edição outonal terão lugar no Museu e cujas obras ficarão mais tarde em exposição no Quarteirão Associativo. Nas Residências Artísticas participam artistas oriundos de Portugal, Espanha, Ucrânia, Guiné-Bissau, Países Baixos, China e Polónia.

Nesta sexta edição do Simpósio vão ainda estar patentes as exposições individuais “O Nu na Arte de Carlos Pé-Leve”, mostra de Escultura e Pintura, e “Um outro olhar sobre a obra de José Saramago” de Violante Saramago Matos (Pintura) com a colaboração do guardense Desy – 123, nas Salas de Exposição do Paço da Cultura. Na componente formativa, nesta edição a aposta vai para os cursos de gravura, cerâmica e aguarela. A tudo isto juntamos ainda dança, visitas encenadas, conferências e música e exposições em Gonçalo e em Famalicão da Serra, respetivamente no Edifício Cultural de Gonçalo e na Casa da Cultura de Famalicão.

Recordamos que o SIAC tem como objetivos o fomento criativo, através das residências artísticas, tendo a Guarda como local de inspiração e produção e sendo o produto dos artistas um bem que irá enriquecer o acervo do Museu e do Município; a formação artística, através, por exemplo, de um curso de gravura, destinado quer a artistas, quer a autodidatas; a fruição de projetos artísticos e culturais, através de palestras, exposições, recitais de música e visitas encenadas; e a promoção do convívio multicultural entre artistas e o público participante, como forma de proporcionar um encontro de partilha, o hibridismo da diferença e, por essa via, um modo de repelir preconceitos.

PROGRAMA SIAC #6

3 de novembro (quinta-feira)

18h00 – Museu da Guarda

Abertura do SIAC

Inauguração da Exposição «Verdes Moradas (ensaio sobre os ritmos da natureza)» de Inez Teixeira, Jorge Feijão, Maria Capelo e Duarte Belo com curadoria de Nuno Faria
Parceria: Fundação Carmona e Costa

Recital de música, por Duarte Andrade e Diogo Andrade

4 de novembro (sexta-feira)

9h00 – Museu da Guarda

Residências Artísticas
Viktoria Ganhão (Ucrânia); Kevin Lima (Guiné-Bissau);Chantal van Leeuwen (Países Baixos); Xiang Xinying (China); Gabriel Seixas (Portugal); Ricardo Gigante (Portugal); Antonio Navarro (Espanha); Joanna Latka (Polónia); Simone dos Prazeres (Portugal – Guarda); PUSHKHY, aliás Gabriel Godinho (Portugal – Guarda)

10h00 – Pequeno auditório do TMG

«O Silêncio de Saramago», espetáculo de dança

14h00 – Estúdio de Gravura do Museu da Guarda

Curso de Gravura, orientado por António Navarro

14h30 – Pequeno auditório do TMG

«O Silêncio de Saramago», espetáculo de dança

16h00 – Galeria Espaço#4 (Paço da Cultura/Museu da Guarda)

Inauguração da exposição «Um outro olhar sobre a obra de Saramago», de Violante Saramago Matos, com curadoria de Thierry Santos

21h00 – Museu da Guarda

Visita noturna ao Museu da Guarda

5 de novembro (sábado)

9h00 – Museu da Guarda

Residências Artísticas

9h30 – Estúdio de Gravura do Museu da Guarda

Curso de Gravura, orientado por António Navarro

15h00 – Ruas da Cidade

«A Guarda Secreta», visita encenada, pela Associação Hereditas

16h00 – Quarteirão Associativo

Inauguração da exposição coletiva «Imagens Cruzadas / Discursos Plurais»

18h00 – Museu da Guarda

Visita encenada ao Museu da Guarda, pela Associação Hereditas

6 de novembro (domingo)

9h00 – Museu da Guarda

Residências Artísticas

9h30 – Estúdio de Gravura do Museu da Guarda

Curso de Gravura, orientado por António Navarro

11h30 – Ruas da Cidade

«A Guarda Secreta», visita encenada, pela Associação Hereditas

15h00 – Edifício Cultural de Gonçalo
Inauguração da exposição de gravura do Museu da Guarda/coleção Município da Guarda

7 de novembro (segunda-feira)

9h00 – Museu da Guarda

Residências Artísticas

15h00 – Museu da Guarda

Mesa Redonda “A Gravura Contemporânea”

16h00- Museu da Guarda

Visita orientada às residências artísticas de Gravura do SIAC6

8 de novembro (terça-feira)

9h00 – Museu da Guarda

Residências Artísticas

9h30 – Estúdio de Gravura do Museu da Guarda

Oficina de Pintura – Serviço Educativo do Museu da Guarda

15h00 – Museu da Guarda

Mesa Redonda “A Pintura Contemporânea”

16h00 – Museu da Guarda

Visita orientada às residências artísticas de Pintura do SIAC6

9 de novembro (quarta-feira)

9h00 – Museu da Guarda

Residências Artísticas

9h00 – Estúdio de Gravura do Museu da Guarda

Oficina de Cerâmica, orientada por Carlos Pé-Leve

15h00 – Museu da Guarda

Mesa Redonda “A Escultura Contemporânea”

16h00 – Campus Internacional de Escultura Contemporânea

Visita encenada, pela Associação Hereditas

10 de novembro (quinta-feira)

9h00 – Museu da Guarda

Residências Artísticas

9h00 – Estúdio de Gravura do Museu da Guarda

Oficina de Cerâmica, orientada por Carlos Pé-Leve

14h00 – Estúdio de Gravura do Museu da Guarda

Oficina de Cerâmica, orientada por Carlos Pé-Leve

14h30 – Museu da Guarda

Conversa “Arte Digital”, com Pushkhy

18h00 – Capela do Solar dos Póvoas

Inauguração da exposição «individu@divin@», de Pushkhy (Arte Digital)

Momento musical, por Salgueirinha

11 de novembro (sexta-feira)

9h00 – Museu da Guarda

Residências Artísticas

9h00 – Estúdio de Gravura do Museu da Guarda

Curso de Aguarela, orientado por Joaquim Marques

11h00 – BMEL

Leitura encenada «Vozes de mulheres», por Joana Manuel

11h00 – Estúdio de Gravura do Museu da Guarda

Curso de Aguarela, orientado por Joaquim Marques

14h30 – BMEL

Leitura encenada «Vozes de mulheres», por Joana Manuel

14h30 – Estúdio de Gravura do Museu da Guarda

Curso de Aguarela, orientado por Joaquim Marques

17h00 – Museu da Guarda

Conferência «A espiritualidade clandestina de José Saramago», proferida pelo Prof. Doutor Manuel Frias Martins

18h00 – Galeria Evelina Coelho (Paço da Cultura/Museu da Guarda)

Inauguração da exposição «o Nu na Arte», de Carlos Pé-Leve

Momento musical, Márcia Cunha e Domenico Ricci

21h00 – Museu da Guarda

Visita noturna ao Museu da Guarda

12 de novembro (sábado)

9h30 – Estúdio de Gravura do Museu da Guarda

Curso de Aguarela, orientado por Joaquim Marques

14h30 – Estúdio de Gravura do Museu da Guarda

Curso de Aguarela, orientado por Joaquim Marques

15h00 – BMEL

Leitura encenada «Vozes de mulheres», por Joana Manuel

15h30 – Casa da Cultura de Famalicão da Serra

Inauguração da exposição de gravura do Museu da Guarda/coleção Município da Guarda

16h00 – Ruas da Cidade

«A Guarda Secreta», visita encenada, pela Associação Hereditas

18H00 – Museu da Guarda

«Rasgos de Lucidez», Espetáculo poético-musical, por Tiago Sami Pereira, Pedro Leitão e Sara Aliácar

13 de novembro (domingo)

9h30 – Estúdio de Gravura do Museu da Guarda

Curso de Aguarela, orientado por Joaquim Marques

10h30 – Ruas da Cidade

«A Guarda Secreta», visita encenada, pela Associação Hereditas

15h00 – Museu da Guarda

Encerramento SIAC#6

Mostra dos trabalhos das Residências Artísticas do SIAC6

Recital de música, pelos alunos do Conservatório de Música de S. José da Guarda

Veteranos de Viseu e o SC Nelas Veteranos empataram a duas bolas

  Teve lugar mais um encontro de veteranos em Ranhados , desta vez , encontraram-se Veteranos de Viseu e o SC Nelas Veteranos, numa partida bem disputada, onde quem sabe nunca esquece e alguns lance de recorte técnico bem delineado aconteceram. Face a isso, os golos surgiram e deste modo, no final da partida se registou uma igualdade a duas bolas.

a terceira parte é sempre um bom momento de convívio, onde algo que surja menos bom no retângulo, passa para segundo plano e amizade entre as equipas é o principal objetivo nestes encontros.

João Caiado reuniu com a ACDV

João Caiado, candidato a Presidente da Direcção da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários
de Viseu (AHBVV) e, Ribeiro Gonçalves, candidato a Presidente da Mesa da Assembleia Geral da AHBVV
da candidatura Servir Zelando ao próximo acto eleitoral para o mandato 2023-2025, estiveram ontem
reunidos, a seu pedido, com os Corpos Sociais da Associação Comercial do Distrito de Viseu (ACDV).
A reunião serviu para apresentar as linhas gerais da candidatura e para sensibilizar a ACDV e todos os seus
associados, caso esta candidatura venha a assumir a responsabilidade de gerir os destinos da AHBVV, para
uma mais próxima relação institucional que permita:
– Incrementar o mecenato na AHBVV através de uma maior ligação aos associados da ACDV em acções de
responsabilidade social, em campanhas e causas a favor dos Bombeiros Voluntários de Viseu.
– Encontrar com a ACDV formas de benefício mútuo nas áreas do comércio e serviço do concelho para os
associados das duas Associações.
A candidatura agradece publicamente à ACDV a receptividade e acolhimento naquele que foi um momento
proveitoso, de troca de ideias e aproximação de vontades em favor de uma instituição que trabalha para o
bem comum dos cidadãos e também para o comércio e serviços do concelho.

Dia Municipal para a Igualdade assinalado no concelho de Nelas

O Município de Nelas aceitou, mais uma vez, o desafio lançado pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG), juntando-se à causa “Degraus para a Igualdade”. Desta forma, o Dia Municipal para a Igualdade, celebrado por centenas de organizações representativas da sociedade civil e da esfera pública de todo o território português no dia 24 de outubro desde 2010, foi assinalado no Concelho de Nelas através da participação dos munícipes numa iniciativa que consistiu na identificação das desigualdades ainda existentes entre mulheres e homens, com vista à promoção dos valores da Igualdade, Inclusão e Participação.
A atividade desenvolvida contou com a resposta escrita, de forma anónima e voluntária, de cada participante às questões: “Existem desigualdades entre Homens e Mulheres? Onde?”. Posteriormente à sua recolha, as respostas serão analisadas e comparadas com os diversos dados estatísticos existentes a nível nacional e internacional, essenciais na criação de medidas e políticas de proximidade, que vão ao encontro às reais necessidades apresentadas por cada participante.
O desafio estendeu-se a várias entidades e serviços sedeados no Concelho de Nelas, tendo contado com a participação da Unidade de Saúde Familiar – Coração da Beira (Canas de Senhorim), Loja de Cidadão de Canas de Senhorim, Espaço de Cidadão de Santar-Moreira, Biblioteca Municipal de Nelas, Pavilhão Municipal de Nelas, Edifício Multiusos de Nelas, Universidade Sénior de Nelas, Câmara Municipal de Nelas, Bombeiros Voluntários de Nelas, Junta de Freguesia de Vilar Seco, Junta de Freguesia de Senhorim, Centro Paroquial de Vilar Seco, Santa Casa da Misericórdia de Santar e Chão do Grou – Residências Seniores.
A Câmara Municipal de Nelas agradece a todos/as os que participaram nesta iniciativa. Juntos conseguiremos diminuir os Degraus da Desigualdade!
Fotos:MN

Beira Interior – Vinhos & Sabores (7ª edição)vai ser apresentada na Adega Cooperativa de Figueira de Castelo Rodrigo

O certame Beira Interior – Vinhos & Sabores (7ª edição) a realizar nos dias 18, 19 e 20 de novembro de 2023, no Centro Logístico de Pinhel, vai ser apresentado pelo Município de Pinhel e a Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior  na Adega Cooperativa de Figueira de Castelo Rodrigo, no dia 3 de novembro (quinta-feira), às 16.00h.

Neste evento que é composto pelo Salão de Vinhos e Sabores, terá ainda provas comentadas de vinhos, degustações de produtos locais, show cookings, um seminário, uma área de restauração e, ao longo dos três dias, animação musical a condizer com o ambiente pretendido para este evento.