Templates by BIGtheme NET
Início » Seia (Pagina 2)

Seia

Politécnicos são importantes motores de desenvolvimento

A mudança de nome e a possibilidade na atribuição do grau de doutor neste subsistema são alterações há muito almejadas e contribuem para o reforço da coesão territorial   

Em comunicado, o SPZC, refere que: As alterações que têm vindo a público sobre o subsistema Politécnico de Ensino Superior, no contexto do Regime Jurídico das Instituições Ensino Superior (RJIES), são fundamentais para o reforço do papel que estas instituições detêm nas geografias em que se localizam e a que pertencem.

O SPZC considera importante a iniciativa da mudança do nome dos Institutos Politécnicos para, por exemplo, Universidades Politécnicas. É uma mais-valia no contexto europeu e internacional, captando mais estudantes estrangeiros, e é uma forma de se eliminar o estigma deste subsistema de ensino junto de alunos e famílias. Merece igual referência positiva a possibilidade de este subsistema de ensino superior poder atribuir o grau de doutor.

Continuamos a aguardar pela remarcação da reunião no Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, a qual foi adiada a pedido do Ministério, onde pretendemos apresentar as nossas propostas, tendo por objetivo a resolução dos problemas específicos que vivem os docentes das Universidades e dos Politécnicos.

Pretendemos negociações com resultados e vencimentos valorizados 
De âmbito mais geral, as reuniões com o Ministério da Educação (ME) têm decorrido, até agora, com muita elevação e rigor institucional. De qualquer forma, e não pondo em causa essa postura, necessitamos que os encontros possam ter resultados palpáveis e concretos que permitam ultrapassar as muitas fragilidades que continuam a afetar docentes e escolas.

A falta de resposta do Governo ao galopar da inflação, mas também o problema grave da desvalorização dos salários e das pensões, preocupam-nos de sobremaneira. A inflação, refira-se, raia este momento os 9% e tem tendência a escalar. A Administração Pública, recorde-se, teve apenas um aumento de 0,9%. A acrescer a isto, o primeiro-ministro falou no aumento de 20% do salário médio ao longo da legislatura, responsabilizando o sector privado, as empresas, para o cumprimento desta meta. É caso para dizer que António Costa deverá dar o exemplo no sector de que é responsável, a Administração Pública. A palavra dada deverá ser respeitada.

Festas do Concelho de Seia de 12 a 15 de agosto

Após dois anos de interregno, devido à pandemia, o Município de Seia organiza, de 12 a 15 de agosto, as Festas do Concelho de Seia.

O certame volta a decorrer na praça do município e espaço envolvente, reunindo os ingredientes para muitos e bons momentos de convívio.

O convite é para desfrutar da boa música portuguesa, com reconhecidos artistas nacionais, este ano com Carlão, Expensive Soul, Xutos & Pontapés e João Pedro Pais no palco principal, e grupos locais a entusiasmar um “serão” de convívio.Como uma festa que é, o certame também congrega vários espaços expositivos, oferecendo a possibilidade de degustar a gastronomia, nas tradicionais tasquinhas, e de adquirir e conhecer os serviços e produtos locais.

As empresas, associações, Instituições de Solidariedade Social e artesanato interessados em participar nas Festas do Concelho de Seia, podem inscrever-se até ao dia 18 de julho, através dos link a seguir disponibilizados.

As Festas do Concelho são organizadas pelo Município de Seia, em parceria com a União das Freguesias de Seia, São Romão e Lapa dos Dinheiros, a Associação Empresarial da Serra da Estrela e a Associação de Artesãos da Serra da Estrela.

Festival de Piano da Serra da Estrela em Seia

O Festival de Piano da Serra da Estrela vai acontecer pela terceira vez em Seia, entre os dias 6 e 10 de julho.

Uma das principais novidades desta edição é a dinamização de duas “masterclasses” no Conservatório de Música de Seia: uma de instrumento, orientada pela Professora Alexandra Mascolo-David (Central Michigan University), e a outra dedicada à improvisação no piano, dirigida pelo Professor Hugo Passeira (Conservatório de Música e Artes do Dão, Conservatório de Música de Seia).

Em relação ao concurso de piano integrado no Festival, a presente edição dá a possibilidade de alunos do Ensino Superior de Música poderem concorrer na Categoria E (dos 19 aos 30 anos). Lembramos que, nas edições anteriores, o concurso recebia jovens até aos 18 anos, que se apresentavam distribuídos por Categorias de A a D.

Para além das “masterclasses” e do concurso, irão realizar-se vários concertos. Numa parceria com a Escola Profissional da Serra da Estrela, no dia 6, na Casa Municipal da Cultura de Seia decorrerá o estágio de orquestra dos alunos desta escola, os quais apresentarão, pelas 21h30, o “Concerto n.º 2” para piano e orquestra de Dmitri Shostakovich (1906-1975), com Gustavo Costa e Silva (aluno do Conservatório de Música e Artes do Dão) ao piano.

No dia 7 de julho, pelas 21h30, realizar-se-á o recital da pianista convidada Alexandra Mascolo-David, que nos apresentará repertório do compositor brasileiro Francisco Mignone (1897-1986). Os bilhetes para este concerto podem ser adquiridos na Casa Municipal da Cultura ou na “ticketline”.

No dia 9, pelas 21h30, a pianista Taíssa Cunha fará uma homenagem à exímia pianista e compositora Nella Maíssa (1914-2014), num concerto com entrada livre. Finalmente, os laureados do Concurso de Piano do Festival de Piano da Serra da Estrela de 2022 darão o seu concerto no dia 10 de julho, pelas 18h30 (entrada livre).

Acompanhe todas as novidades do festival no website https://www.festivaldepianoserradaestrela.com/, no website do Município ou nas redes sociais do Município de Seia e do Festival de Piano da Serra da Estrela.

Loja do Valor do Tempo inaugurada na Serra da Estrela

  Teve lugar a inauguração da loja do Valor do Tempo, dedicada aos produtos da ovelha Bordaleira, em homenagem aos pastores da região da Serra da Estrela.
Lá no alto, no teto de Portugal, apesar do frio, a festa valeu por tudo e mais alguma coisa. Pelo requinte da loja e dos produtos, mas sobretudo pela presença dos pastores e queijeiras, numa verdadeira homenagem a quem produz o melhor queijo português. E se a festa foi simbólica, já o negócio é sério e o setor, a partir de agora, não vai ficar como antes. Há um empresário, que não brinca em serviço, aposta no setor, estimula e incrementa negócios, escoamento de produtos, vendas e incentivos. A própria presença da ministra da agricultura foi oportuna, porque trouxe novidades práticas para ajudar o setor.
Constatando isto, percebeu-se que a economia portuguesa precisa de multiplicar mais exemplos destes, em todos os setores, para criar riqueza, dignificar atividades produtivas e os seus agentes e colocar no mercado novos produtos, que vão além dos “bitcoms”!!!
Lá no alto, além de pastores, autarcas e outros políticos e autoridades, estavam o presidente do Turismo do Centro, Pedro Machado que também não brinca em serviço e os Presidentes da ANCOSE – Associação Nacional de Criadores de Ovinos da Serra da Estrela e o Presidente da Estrelacoop.
Fonte:MB

Novo espaço dedicado ao Pastor e queijo na Serra da Estrela

Inauguração dia 26

Um total de 236 pastores asseguram diariamente a continuidade da Ovelha Bordaleira da Serra da Estrela, a principal raça ovina leiteira de Portugal e também a primeira a ter livro genealógico. Em sua homenagem, vai nascer no ponto mais alto de Portugal Continental – a Torre da Serra da Estrela – um novo espaço dedicado aos pastores e ao produto do seu trabalho: a lã e o leite das ovelhas Bordaleiras. Na abertura do espaço, a 26 de junho, vão estar presentes 160 pastores.

A sustentabilidade da atividade pastorícia e a economia circular são os motes deste projeto, uma vez que aproveita todos os produtos provenientes das ovelhas. No espaço, serão colocadas à venda almofadas feitas de 100% de Lã Bordaleira, aproveitando a lã das ovelhas, que não tinha escoamento por falta de valor económico; Queijo Serra da Estrela DOP, produzido com o seu leite; e o pastel de bacalhau com Queijo Serra da Estrela DOP, forma encontrada para o escoamento do queijo.

Este projeto constitui uma forma de apoiar o trabalho dos pastores da Serra da Estrela e assegurar a continuidade da profissão e da raça da ovelha Bordaleira, contribuindo para o desenvolvimento da economia local e para a sustentabilidade social do território. De 275.000 ovelhas desta raça existentes nos anos 80 do séc. XX, há atualmente pouco mais de 23.000. A diminuição deste número é uma consequência do abandono progressivo da profissão de pastor, pela falta de apoios e pela subvalorização do potencial produtivo desta raça exclusiva da Serra da Estrela, pelo que garantir a sua existência se torna uma necessidade ainda mais urgente.

O novo espaço é uma iniciativa do grupo O Valor do Tempo – grupo com origem em Seia, na Serra da Estrela – e conta com a colaboração e apoio da ANCOSE – Associação Nacional de Criadores de Ovinos da Serra da Estrela, da ESTRELACOOP – Cooperativa de Produtores de Queijo Serra da Estrela, e da AASE – Associação de Artesãos da Serra da Estrela.

O exterior do espaço é inspirado nos bardos, as cercas que normalmente acolhem as ovelhas no campo. O interior é compartimentando em três, evidenciando dois dos ciclos que protagoniza a raça Bordaleira da Serra da Estrela: o da lã, com almofadas 100% lã de ovelha Bordaleira, e o do queijo, com a comercialização de queijo Serra da Estrela DOP e do pastel de bacalhau.

Toda a lã de 2021 foi comprada para este projeto
A lã é, a par do queijo, uma forma de dar visibilidade aos pastores e à sua história. Em 2021, o Grupo O Valor do Tempo reforçou o apoio aos pastores da Serra da Estrela, com a aquisição total da lã proveniente das ovelhas da raça Bordaleira.

A totalidade da lã adquirida foi utilizada para produzir as almofadas agora à venda no novo espaço, que constituem assim um produto sustentável, verdadeiro cartão de visita da Serra da Estrela e expoente máximo da economia circular e da sustentabilidade.

Produzidas em tear com a lã resultante da tosquia das ovelhas em 2021, cada almofada é irrepetível e especial: o enchimento interior é em pura lã, a fronha interior tem o número de série correspondente a uma ovelha e a capa exterior presta uma homenagem à ovelha numa das faces. A sua produção contou com a colaboração de designers de moda. Recuando 100 anos no tempo, cada almofada indica um ano desde 1922, para que as pessoas possam levar o ano com que mais se identificam, tornando a almofada personalizada e ainda mais especial.

Queijo Serra da Estrela DOP e pastel de bacalhau também no espaço
O espaço comercializa também o Queijo Serra da Estrela DOP, produzido pelas 28 queijarias certificadas. Amplamente reconhecido como um dos mais extraordinários queijos do mundo, o Serra da Estrela é o mais antigo de todos os queijos portugueses, com várias menções na obra de Gil Vicente. Em 1287, o Rei Dom Dinis criou a primeira queijaria na Serra da Estrela, pelo reconhecimento dos recursos naturais e das propriedades únicas das condições da região.

A primeira Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau abriu em 2015, em Lisboa, adicionando ao Pastel de Bacalhau o Queijo Serra da Estrela DOP, com o propósito de garantir o seu escoamento, resolvendo o problema imediato dos pastores.

Rui Freitas (Esgalhada Trail Team) foi segundo do seu escalão no OH MEU DEUS

Teve lugar neste fim de semana, mais uma edição do OH MEU DEUS – Ultra Trail Serra da Estrela, com arranque em Seia, com 72 atletas na partida em frente à Câmara Municipal de Seia. Pela frente havia para percorrer trilhos e estradões pela serra, passando por Sandomil, Sazes da Beira, Cabeça, Alvoco, Torre, Loriga e Lapa dos Dinheiros.

Este ano o percurso foi muito mais exigente, com mais altimetria, para além do calor, impiedoso, que provocou muitas desistências (dos 72 terminaram 42).
Participaram Rui Freitas , Carlos Chora e Fábio Mendes, nesta prova de resistência, desta forma , Rui Freitas foi 32º no geral dos 100km, e segundo no M40, já Carlos Chora foi 31º na geral e 13 no Msenior, já Fábio Mendes teve de desistir a meio.
Em suma uma grande prestação da equipa Esgalhada Trail Team nesta prova.

Regulamento para atribuição de bolsas de estudo vai ser revisto em Seia

Está em período de discussão pública, durante 30 dias, o projeto de Regulamento Municipal para Atribuição de Bolsas de Estudo a Alunos do Ensino Superior.

Com a revisão do regulamento, em vigor desde 2011, pretende-se aperfeiçoar e atualizar o documento, em consonância com as normas determinadas nos diplomas de caráter legislativo, e enquadrar situações omissas.

Destacar a este respeito, a inclusão de alunos que frequentem outros graus académicos, como curso técnico superior e mestrado, e de outras situações com influência direta na fórmula de cálculo para a atribuição de bolsa. O documento também clarifica a apresentação de comprovativos necessários e a possibilidade de acumulação de benefícios sociais (outras bolsas), desde que comunicada no ato da candidatura.

Suportada integralmente pela Câmara Municipal de Seia, a bolsa de estudo é anual e tem por objetivo contribuir para fazer face aos encargos com a frequência de um curso superior, nomeadamente, propinas, material escolar, alojamento e transportes.

O número e montante de bolsas a atribuir nos Cursos de Licenciatura e/ou Mestrado em Estabelecimentos de Ensino Superior fora do concelho, nos Cursos de Licenciatura e/ou Mestrado da Escola Superior de Turismo e Hotelaria de Seia e nos Cursos Técnicos Superiores Profissionais é definido anualmente, por deliberação da Câmara Municipal.

Pode consultar o projeto de regulamento aqui: https://cm-seia.pt/discussao-publica/

Águas de Lapa dos Dinheiros, Loriga, Poço do Lagar e Vila Cova à Coelheira premiadas

Recentemente, a Quercus premiou as águas balneares de Lapa dos Dinheiros, Loriga, Poço do Lagar e Vila Cova à Coelheira com o galardão “Praia com Qualidade de Ouro”.

Para o efeito são considerados os resultados de excelente nas últimas quatro épocas balneares (de 2017 a 2020), e os referentes à última época balnear (2021). Aqui deverão ser apresentados os resultados melhores que os valores definidos para o percentil 95 do anexo I da Diretiva relativa às águas balneares.

Outros dos critérios referentes à última época também é a inexistência de ocorrências / avisos de desaconselhamento ou proibição da prática balnear e/ou interdição temporária da praia.

A Quercus este ano distinguiu 440 praias a nível nacional, com a Região Centro a registar a maior subida (de 23 praias, equivalendo a um incremento de 85%).

No concelho de Seia o galardão é atribuído pela primeira vez ao Poço do Lagar e a Vila Cova à Coelheira, sendo as praias fluviais da Lapa dos Dinheiros e de Loriga repetentes.

A LENDA da Serra da Estrela estreia em Fornos de Algodres a 18 de junho

Inserido no Festival Cultural que engloba 75 espetáculos,por esta região, a LENDA da Serra da Estrela é mesmo uma produção da Escola Velha Teatro de Gouveia.
Vai ter a sua estreia no próximo dia 18, em Fornos de Algodres, depois será a 2 julho em Gouveia,  9 julho em Manteigas, 16 julho em Seia , 13 agosto em Celorico da Beira.
São parceiros: Banda Pedro Botto Machado, Escola de Música de Gouveia, Grupo de Cantares “O Salgueirinho”, Casa de Vilar- Associação Cultural e Artística e Ana Carina Reis.

Palácio de Gelo – Concurso de Verão com prémios de 500 euros

São três prémios de 500 euros em compras para sortear entre os clientes que efetuem compras no espaço até 29 de junho.
O Palácio do Gelo Shopping, em Viseu, renova a tradição
de premiar os seus clientes, em tempo de verão, promovendo um concurso que tem em jogo cheques-prenda no valor de 500 euros.

Estão habilitados aos três cheques-prenda todos os clientes que, entre 1 e 29 de junho, efetuem compras em qualquer uma das lojas do Palácio do Gelo Shopping, no valor mínimo de 25 euros ou reúnam o valor acumulado de 25 euros em compras em várias lojas num único dia, tendo, assim, direito a um cupão de participação.

Quantas mais compras forem realizadas, mais cupões serão atribuídos para o sorteio a realizar no dia 30 de junho, às 10H00.

Estão em jogo três cheques-prenda do Palácio do Gelo Shopping no valor de 500 euros, não convertíveis em dinheiro, sendo que cada participante só poderá ganhar um dos prémios a sortear.

O levantamento de cupões de sorteio deverá ser efetuado no Balcão de Informações, situado no Piso -2 do shopping, contra a apresentação dos talões de compras correspondentes, diariamente e até às 22H30 do dia 29 de junho.

A presente informação não dispensa a consulta do regulamento do concurso, disponível no balcão de informações (piso-2) e em www.palaciodogelo.pt .

Segundo a diretora de um dos maiores shopping da Península Ibérica, “este concurso de verão é, a par do de Natal, um dos eventos clássicos do nosso Palácio do Gelo Shopping. É com todo o gosto que vemos o espaço de novo repleto de clientes, após dois anos bastante complicados devido à Covid-19, clientes esses que queremos premiar pela sua fidelização. Temos procurado, e creio que conseguimos, dar resposta aquilo que são os anseios dos clientes, com a abertura de novas lojas e a apresentação, em Viseu, de grandes marcas nacionais e internacionais que, felizmente, têm optado pelo nosso shopping para a abertura dos seus espaços.

É essa permanente atratividade que faz com que conquistemos a preferência dos nossos clientes manifestada, por exemplo, nos milhares de cupões que em cada um dos concursos que promovemos
são depositados na tômbola. Este, estou certa, não será exceção. É um enorme orgulho contar com um leque superior a 150 lojistas que estão sempre ao nosso lado para tornarem o Palácio do Gelo Shopping cada vez mais como uma referência incontornável no panorama nacional e mesmo ibérico”, referiu Cristina Lopes.